SlideShare uma empresa Scribd logo
Questão 01)
Um turista estrangeiro leu em um manual de turismo que a temperatura média do estado do Amazonas é
de 87,8 graus, medido na escala Fahrenheit. Não tendo noção do que esse valor significa em termos
climáticos, o turista consultou um livro de Física, encontrando a seguinte tabela de conversão entre
escalas termométricas:
Com base nessa tabela, o turista fez a conversão da temperatura fornecida pelo manual para a escala
Celsius e obteve o resultado:
a) 25.
b) 31.
c) 21.
d) 36.
e) 16.
Questão 02)
A hipotermia é a perda excessiva do calor, abaixando a temperatura do organismo nos indivíduos.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma temperatura de 89,6 ºF já é considerada uma hipotermia
moderada, temperatura que, na escala Celsius, corresponde a
a) 34.
b) 33.
c) 31.
d) 30.
e) 32.
Questão 03)
A temperatura normal de funcionamento do motor de um automóvel é 90ºC.
Determine essa temperatura em Graus Fahrenheit.
a) 90ºF
b) 180ºF
c) 194ºF
d) 216ºF
e) –32ºF
Questão 04)
Quando se mede a temperatura do corpo humano com um termômetro clínico de mercúrio em vidro,
procura-se colocar o bulbo do termômetro em contato direto com regiões mais próximas do interior do
corpo e manter o termômetro assim durante algum tempo, antes de fazer a leitura.
Esses dois procedimentos são necessários porque:
a) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque demanda
sempre algum tempo para que a troca de calor entre o corpo humano e o termômetro se efetive.
b) é preciso reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo, e porque
demanda sempre algum tempo para que a troca de calor entre o corpo humano e o termômetro se
efetive.
c) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque é preciso evitar
a interferência do calor específico médio do corpo humano.
d) é preciso reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo, e porque o
calor específico médio do corpo humano é muito menor que o do mercúrio e do vidro.
e) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque é preciso
reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo.
Questão 05)
O tradutor, ao receber o manual de instruções com a frase After that, check whether temperature has
remained hot, about 149ºF, traduziu-a corretamente desta forma:
Após este tempo, verifique se a temperatura permaneceu quente, aproximadamente:
a) 45ºC.
b) 55ºC.
c) 65ºC.
d) 76ºC.
e) 78ºC.
Questão 06)
Os termômetros são instrumentos utilizados para efetuarmos medidas de temperaturas. Os mais comuns se
baseiam na variação de volume sofrida por um líquido considerado ideal, contido num tubo de vidro cuja
dilatação é desprezada. Num termômetro em que se utiliza mercúrio, vemos que a coluna desse líquido
“sobe” cerca de 2,7 cm para um aquecimento de 3,6°C. Se a escala termométrica fosse a Fahrenheit, para
um aquecimento de 3,6°F, a coluna de mercúrio “subiria” :
a) 11,8 cm
b) 3,6 cm
c) 2,7 cm
d) 1,8 cm
e) 1,5 cm
Questão 07)
O conceito de temperatura está diretamente ligado a uma de nossas percepções sensoriais. Tal sentido é:
a) tato
b) visão
c) gustação
d) olfação
e) audição
Questão 08)
Um cientista coloca um termômetro em um béquer contendo água no estado líquido. Supondo que o
béquer esteja num local ao nível do mar, a única leitura que pode ter sido feita pelo cientista é:
a) –30K
b) 36K
c) 130 ºC
d) 250K
e) 350K
Questão 09)
A coluna de mercúrio de um termômetro está sobre duas escalas termométricas que se relacionam entre si.
A figura ao lado mostra algumas medidas correspondentes a determinadas temperaturas. Quando se
encontra em equilíbrio térmico com gelo fundente, sob pressão normal, o termômetro indica 20° nas duas
escalas. Em equilíbrio térmico com água em ebulição, também sob pressão normal, a medida na escala A
é 82 °A e na escala B:
a) 49 °B
b) 51 °B
c) 59 °B
d) 61 °B
e) 69 °B
Questão 10)
Nos noticiários, grande parte dos apresentadores da previsão do tempo expressam, erroneamente, a
unidade de temperatura em graus centígrados.
A maneira de expressar corretamente essa unidade é:
a) Celsius, pois não se deve citar os graus.
b) graus Kelvin, pois é a unidade do sistema internacional.
c) Centígrados, pois não se deve citar os graus.
d) graus Celsius, pois existem outras escalas em graus centígrados.
e) graus Fahrenheit, pois é a unidade do sistema internacional.
Questão 11)
Um posto de distribuição de combustível recebeu 5000 l de gasolina num dia em que a temperatura era
Cº35 . Com a chegada de uma frente fria, a temperatura ambiente baixou para Cº15 , assim permanecendo
até que toda a gasolina fosse vendida. Sabendo-se que o coeficiente de dilatação da gasolina é
-1-3
Cº10x1,1 , o prejuízo, em litros, sofrido pelo dono do posto é igual a
a) 500 l.
b) 110 l.
c) 300 l.
d) 225 l.
Questão 12)
A dilatação de sólidos, líquidos e gases é um fenômeno relacionado à variação da temperatura e tem
muitas aplicações no dia-a-dia das pessoas. Sobre dilatação, é correto afirmar que:
a) O volume de 1 kg de água é maior a 4 °C do que a 2 °C.
b) O volume de 1 kg de água é menor a 4 °C do que a 2 °C.
c) O tamanho de um furo em uma placa metálica diminui quando esta é aquecida.
d) O volume de água, a 0 °C, resultante do derretimento de um cubo de gelo, a 0 °C, é maior que o
volume do cubo de gelo original.
e) As unidades dos coeficientes de dilatação linear, superficial e volumétrica são, respectivamente,
°C/m, °C/m² e °C/m³.
Questão 13)
O coeficiente de dilatação superficial de uma determinada substância tem valor denotado por X. Dentre
as alternativas listadas abaixo, qual é a que representa o coeficiente de dilatação linear de tal substância?
a) X
b) 2X
c) 3X
d) X/2
e) X/3
Questão 14)
Em uma estrada de ferro, as seções dos trilhos possuem 20m de comprimento a 20ºC e estão separadas
umas das outras por um espaçamento de 8mm. Qual é a máxima temperatura que a ferrovia suporta para
que não haja empenamento dos trilhos?
Dado -15
Cº10.2 

Adote g = 10 m/s2
a) 25ºC
b) 30ºC
c) 35ºC
d) 40ºC
e) 50ºC
Questão 15)
Considere a figura abaixo que representa duas vigas de concreto de 5,0 m de comprimento, fixas em uma
das extremidades, com uma separação de 1,2 mm entre as outras duas extremidades, à temperatura de 15
ºC.
Sabendo-se que o coeficiente de dilatação linear do concreto é -1-5
Cº10.2,1 , as duas vigas ficarão
encostadas quando a temperatura atingir
a) 12º C.
b) 15º C.
c) 20º C.
d) 25º C.
e) 35º C.
Questão 16)
Uma barra de secção 40 mm2
a 20 °C possui comprimento de 1 m.
Quando sua temperatura passa para 200 °C o comprimento da barra aumenta 0,9%. Qual é o coeficiente
de dilatação linear do material que compõe a barra?
Adote g = 10 m/s2
a) 1.10-5
°C-1
b) 2.10-5
°C-1
c) 3.10-5
°C-1
d) 4.10-5
°C-1
e) 5.10-5
°C-1
Questão 17)
O professor solicita aos seus alunos que coloquem V (verdadeira) ou F (falsa) ao final das seguintes
afirmações:
I. Os corpos dilatam-se, geralmente, quando são aquecidos e contraem-se quando são resfriados. À
variação de temperatura corresponde, então, uma variação de volume. ( )
II. A divisão 100, do termômetro graduado na escala Celsius, é o ponto em que se fixa o mercúrio
quando se introduz o termômetro no vapor de água em ebulição, sob pressão de 760 mmHg. ( )
III. Uma substância termométrica deve conduzir bem o calor, para que rapidamente entre em equilíbrio
térmico com o corpo que está em contato. ( )
IV. Uma substância termométrica deve manter as mesmas propriedades químicas para que retorne sempre
ao mesmo volume à mesma temperatura. ( )
Pode-se concluir que os alunos que acertaram o exercício assinalaram
a) 4 F.
b) 1 F e 3 V.
c) 2 F e 2 V.
d) 3 F e 1 V.
e) 4 V.
Questão 18)
Em uma experiência de dilatação térmica, dois anéis têm um mesmo raio a 25 ºC. Quando aquecidos a
+273,25 ºC, o anel A se encaixa dentro do anel B. Tendo em vista essa experiência, é CORRETO afirmar:
a) Nesta temperatura, cessa a atividade molecular e os anéis se encaixam.
b) Para a experiência ser verdadeira deve haver uma mínima diferença entre os raios a 25 ºC.
c) O fato se explica só se o anel A estiver próximo do seu ponto de fusão, tornando-se maleável.
d) O coeficiente de dilatação do anel A é menor do que o do anel B.
Questão 19)
Uma barra de alumínio tem 100 cm, a 0ºC. Qual o acréscimo de comprimento dessa barra quando sua
temperatura chega a 100ºC.
(Dado: a Al = 2,4 x 10–5
ºC– 1
).
a) 0.12 cm
b) 0.24 cm
c) 0.36 cm
d) 0.48 cm
e) 0.60 cm
Questão 20)
Assinale, a alternativa incorreta:
a) Uma máquina térmica que opera com fontes de temperatura de 27ºC e 127ºC possui um rendimento
máximo de 25%.
b) O trabalho executado pela expansão isobárica de um 1mol de um gás perfeito, cuja temperatura varia
de 50ºC, para 150ºC, é de 830J.
Dado: R = 8,3J/ mol .
K
c) A variação percentual relativa
V
V
de uma barra de ferro que é aquecida de 200ºC até +300ºC é de
1,2% .
Dado: O coeficiente de dilatação linear do ferro é -1-5
Cº10x2,1Fe 
d) A razão
OH
Pb
2
m
m
entre a massa do chumbo e a massa de água, para que a temperatura final de equilíbrio
de uma mistura de água a 0ºC com chumbo a 92ºC seja de 12ºC, é de cinco para um. Dados: cPb =
0,03 cal/ gºC, Cgº/cal0,1C OH2
 .
GABARITO:
1) Gab: B
2) Gab: E
3) Gab: C
4) Gab: B
5) Gab: C
6) Gab: E
7) Gab: A
8) Gab: E
9) Gab: B
10) Gab: D
11) Gab: B
12) Gab: B
13) Gab: D
14) Gab: D
15) Gab: D
16) Gab: E
17) Gab: E
18) Gab: D
19) Gab: B
20) Gab: C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Td 2 ano
Td 2 anoTd 2 ano
Td 2 ano
Tulio Marcos
 
Revisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologiaRevisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologia
Marcia Marcia.Cristina2
 
Física 2º ano prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
Física 2º ano   prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )Física 2º ano   prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
Física 2º ano prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
Pedro Ivo Andrade Sousa
 
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
Rodrigo Penna
 
Dilatação térmica dos sólidos
Dilatação térmica dos sólidosDilatação térmica dos sólidos
Dilatação térmica dos sólidos
O mundo da FÍSICA
 
Fisica termometria
Fisica termometriaFisica termometria
Fisica termometria
comentada
 
Questõesdetermologia1
Questõesdetermologia1Questõesdetermologia1
Questõesdetermologia1
afpinto
 
Fisica 2 exercicios gabarito 05
Fisica 2 exercicios gabarito 05Fisica 2 exercicios gabarito 05
Fisica 2 exercicios gabarito 05
comentada
 
Fisica 2 exercicios gabarito 01
Fisica 2 exercicios gabarito 01Fisica 2 exercicios gabarito 01
Fisica 2 exercicios gabarito 01
comentada
 
Dilatacao
DilatacaoDilatacao
2 temp e_dilata
2 temp e_dilata2 temp e_dilata
2 temp e_dilata
Wilton Freitas
 
Exercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologiaExercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologia
Roberto Bagatini
 
Termologiatransmissaodecalordilatacao
TermologiatransmissaodecalordilatacaoTermologiatransmissaodecalordilatacao
Termologiatransmissaodecalordilatacao
brendarezende
 
Be _fisica_-9528-530c75952304f
Be  _fisica_-9528-530c75952304fBe  _fisica_-9528-530c75952304f
Be _fisica_-9528-530c75952304f
Dea Matos
 
Fisica 2 exercicios gabarito 02
Fisica 2 exercicios gabarito 02Fisica 2 exercicios gabarito 02
Fisica 2 exercicios gabarito 02
comentada
 
Apostila fisica2
Apostila fisica2Apostila fisica2
Apostila fisica2
danielcorreapuerta
 
Termologia intensivão
 Termologia intensivão Termologia intensivão
Termologia intensivão
Rildo Borges
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
Paaoollaa
 
Recuperação 2º ano
Recuperação 2º anoRecuperação 2º ano
Recuperação 2º ano
pensefisica
 
Simulado de termologia
Simulado de termologiaSimulado de termologia
Simulado de termologia
Roberto Bagatini
 

Mais procurados (20)

Td 2 ano
Td 2 anoTd 2 ano
Td 2 ano
 
Revisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologiaRevisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologia
 
Física 2º ano prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
Física 2º ano   prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )Física 2º ano   prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
Física 2º ano prof. pedro ivo - (relação entre as escalas termométricas )
 
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
 
Dilatação térmica dos sólidos
Dilatação térmica dos sólidosDilatação térmica dos sólidos
Dilatação térmica dos sólidos
 
Fisica termometria
Fisica termometriaFisica termometria
Fisica termometria
 
Questõesdetermologia1
Questõesdetermologia1Questõesdetermologia1
Questõesdetermologia1
 
Fisica 2 exercicios gabarito 05
Fisica 2 exercicios gabarito 05Fisica 2 exercicios gabarito 05
Fisica 2 exercicios gabarito 05
 
Fisica 2 exercicios gabarito 01
Fisica 2 exercicios gabarito 01Fisica 2 exercicios gabarito 01
Fisica 2 exercicios gabarito 01
 
Dilatacao
DilatacaoDilatacao
Dilatacao
 
2 temp e_dilata
2 temp e_dilata2 temp e_dilata
2 temp e_dilata
 
Exercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologiaExercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologia
 
Termologiatransmissaodecalordilatacao
TermologiatransmissaodecalordilatacaoTermologiatransmissaodecalordilatacao
Termologiatransmissaodecalordilatacao
 
Be _fisica_-9528-530c75952304f
Be  _fisica_-9528-530c75952304fBe  _fisica_-9528-530c75952304f
Be _fisica_-9528-530c75952304f
 
Fisica 2 exercicios gabarito 02
Fisica 2 exercicios gabarito 02Fisica 2 exercicios gabarito 02
Fisica 2 exercicios gabarito 02
 
Apostila fisica2
Apostila fisica2Apostila fisica2
Apostila fisica2
 
Termologia intensivão
 Termologia intensivão Termologia intensivão
Termologia intensivão
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
 
Recuperação 2º ano
Recuperação 2º anoRecuperação 2º ano
Recuperação 2º ano
 
Simulado de termologia
Simulado de termologiaSimulado de termologia
Simulado de termologia
 

Semelhante a Basica termo e dilatação

Escalas termometricas.
Escalas termometricas.Escalas termometricas.
Escalas termometricas.
leonardomardegan5
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-ano
Irmão Jáder
 
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semLista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semWellington Sampaio
 
Lista 1 termometria - dilatação
Lista 1   termometria - dilataçãoLista 1   termometria - dilatação
Lista 1 termometria - dilatação
Wellington Sampaio
 
Apostila física 1serie
Apostila física 1serieApostila física 1serie
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
O mundo da FÍSICA
 
Lista de exercícios complementar 8°
Lista de exercícios complementar 8°Lista de exercícios complementar 8°
Lista de exercícios complementar 8°
Wellington Sampaio
 
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º AnoGabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Edson Marcos Silva
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
Prof X
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
Prof X
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
Prof X
 
Exercícios termometria 8º ano
Exercícios termometria 8º anoExercícios termometria 8º ano
Exercícios termometria 8º ano
Wellington Sampaio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
AulasEnsinoMedio
 
Lista 1 2013 escalas termométricas
Lista 1 2013   escalas termométricasLista 1 2013   escalas termométricas
Lista 1 2013 escalas termométricas
Péricles Penuel
 
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperaturaLista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Luis Paulo Oliveira
 
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
Rodrigo Silva
 
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
Marcia Marcia.Cristina2
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
www.TutoresEscolares.Com.Br  - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetriawww.TutoresEscolares.Com.Br  - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
www.TutoresEscolares.Com.Br - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
Tuotes Escolares
 
Física - Exercício Complementares de Calorimetria
Física - Exercício Complementares de CalorimetriaFísica - Exercício Complementares de Calorimetria
Física - Exercício Complementares de Calorimetria
Joana Figueredo
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício Resolvidos Calorimetria
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício  Resolvidos Calorimetriawww.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício  Resolvidos Calorimetria
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício Resolvidos Calorimetria
Videoaulas De Física Apoio
 

Semelhante a Basica termo e dilatação (20)

Escalas termometricas.
Escalas termometricas.Escalas termometricas.
Escalas termometricas.
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-ano
 
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semLista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
 
Lista 1 termometria - dilatação
Lista 1   termometria - dilataçãoLista 1   termometria - dilatação
Lista 1 termometria - dilatação
 
Apostila física 1serie
Apostila física 1serieApostila física 1serie
Apostila física 1serie
 
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
1° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° ano
 
Lista de exercícios complementar 8°
Lista de exercícios complementar 8°Lista de exercícios complementar 8°
Lista de exercícios complementar 8°
 
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º AnoGabarito das questões de Termologia - 2º Ano
Gabarito das questões de Termologia - 2º Ano
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
 
Atividade 02 laboratório de informática
Atividade 02   laboratório de informáticaAtividade 02   laboratório de informática
Atividade 02 laboratório de informática
 
Exercícios termometria 8º ano
Exercícios termometria 8º anoExercícios termometria 8º ano
Exercícios termometria 8º ano
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
 
Lista 1 2013 escalas termométricas
Lista 1 2013   escalas termométricasLista 1 2013   escalas termométricas
Lista 1 2013 escalas termométricas
 
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperaturaLista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperatura
 
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
Dalva 05 22 lei 12966 14 (1)
 
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
1ª lista-de-exercícios-–-2º-ano-do-ensino-médio-–-3º-bimestre-–-trabalho isob...
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
www.TutoresEscolares.Com.Br  - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetriawww.TutoresEscolares.Com.Br  - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
www.TutoresEscolares.Com.Br - Física - Exercícios Resolvidos de Calorimetria
 
Física - Exercício Complementares de Calorimetria
Física - Exercício Complementares de CalorimetriaFísica - Exercício Complementares de Calorimetria
Física - Exercício Complementares de Calorimetria
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício Resolvidos Calorimetria
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício  Resolvidos Calorimetriawww.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício  Resolvidos Calorimetria
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercício Resolvidos Calorimetria
 

Mais de rodrigoateneu

curso de específica de física
curso de específica de físicacurso de específica de física
curso de específica de física
rodrigoateneu
 
Básica blog
Básica blogBásica blog
Básica blog
rodrigoateneu
 
Lista 29 moderna
Lista 29 modernaLista 29 moderna
Lista 29 moderna
rodrigoateneu
 
Lista 28 força magnética e induçao
Lista 28 força magnética e induçaoLista 28 força magnética e induçao
Lista 28 força magnética e induçao
rodrigoateneu
 
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campoLista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
rodrigoateneu
 
Lista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acusticaLista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acustica
rodrigoateneu
 
Lista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondasLista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondas
rodrigoateneu
 
Lista 24 lentes
Lista 24 lentesLista 24 lentes
Lista 24 lentes
rodrigoateneu
 
Lista 23 refração
Lista 23 refraçãoLista 23 refração
Lista 23 refração
rodrigoateneu
 
Lista 22 espelho esférico
Lista 22 espelho esféricoLista 22 espelho esférico
Lista 22 espelho esférico
rodrigoateneu
 
Lista 21 optica 1
Lista 21 optica 1Lista 21 optica 1
Lista 21 optica 1
rodrigoateneu
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3
rodrigoateneu
 
Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2
rodrigoateneu
 
Lista 18 eletrodinamica 1
Lista 18 eletrodinamica 1Lista 18 eletrodinamica 1
Lista 18 eletrodinamica 1
rodrigoateneu
 
Basica refração
Basica refraçãoBasica refração
Basica refração
rodrigoateneu
 
Básica circuitos
Básica circuitosBásica circuitos
Básica circuitos
rodrigoateneu
 
Basica resistores
Basica resistoresBasica resistores
Basica resistores
rodrigoateneu
 
Basica campo e potencial
Basica campo e potencialBasica campo e potencial
Basica campo e potencial
rodrigoateneu
 
Lista 17 eletrostatica 2
Lista 17 eletrostatica 2Lista 17 eletrostatica 2
Lista 17 eletrostatica 2
rodrigoateneu
 
Lista 16 eletrostatica1
Lista 16 eletrostatica1Lista 16 eletrostatica1
Lista 16 eletrostatica1
rodrigoateneu
 

Mais de rodrigoateneu (20)

curso de específica de física
curso de específica de físicacurso de específica de física
curso de específica de física
 
Básica blog
Básica blogBásica blog
Básica blog
 
Lista 29 moderna
Lista 29 modernaLista 29 moderna
Lista 29 moderna
 
Lista 28 força magnética e induçao
Lista 28 força magnética e induçaoLista 28 força magnética e induçao
Lista 28 força magnética e induçao
 
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campoLista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
 
Lista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acusticaLista 26 interferencia e acustica
Lista 26 interferencia e acustica
 
Lista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondasLista 25 mhs e ondas
Lista 25 mhs e ondas
 
Lista 24 lentes
Lista 24 lentesLista 24 lentes
Lista 24 lentes
 
Lista 23 refração
Lista 23 refraçãoLista 23 refração
Lista 23 refração
 
Lista 22 espelho esférico
Lista 22 espelho esféricoLista 22 espelho esférico
Lista 22 espelho esférico
 
Lista 21 optica 1
Lista 21 optica 1Lista 21 optica 1
Lista 21 optica 1
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3
 
Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2
 
Lista 18 eletrodinamica 1
Lista 18 eletrodinamica 1Lista 18 eletrodinamica 1
Lista 18 eletrodinamica 1
 
Basica refração
Basica refraçãoBasica refração
Basica refração
 
Básica circuitos
Básica circuitosBásica circuitos
Básica circuitos
 
Basica resistores
Basica resistoresBasica resistores
Basica resistores
 
Basica campo e potencial
Basica campo e potencialBasica campo e potencial
Basica campo e potencial
 
Lista 17 eletrostatica 2
Lista 17 eletrostatica 2Lista 17 eletrostatica 2
Lista 17 eletrostatica 2
 
Lista 16 eletrostatica1
Lista 16 eletrostatica1Lista 16 eletrostatica1
Lista 16 eletrostatica1
 

Último

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 

Último (20)

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 

Basica termo e dilatação

  • 1. Questão 01) Um turista estrangeiro leu em um manual de turismo que a temperatura média do estado do Amazonas é de 87,8 graus, medido na escala Fahrenheit. Não tendo noção do que esse valor significa em termos climáticos, o turista consultou um livro de Física, encontrando a seguinte tabela de conversão entre escalas termométricas: Com base nessa tabela, o turista fez a conversão da temperatura fornecida pelo manual para a escala Celsius e obteve o resultado: a) 25. b) 31. c) 21. d) 36. e) 16. Questão 02) A hipotermia é a perda excessiva do calor, abaixando a temperatura do organismo nos indivíduos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma temperatura de 89,6 ºF já é considerada uma hipotermia moderada, temperatura que, na escala Celsius, corresponde a a) 34. b) 33. c) 31. d) 30. e) 32. Questão 03) A temperatura normal de funcionamento do motor de um automóvel é 90ºC. Determine essa temperatura em Graus Fahrenheit. a) 90ºF b) 180ºF c) 194ºF d) 216ºF e) –32ºF Questão 04) Quando se mede a temperatura do corpo humano com um termômetro clínico de mercúrio em vidro, procura-se colocar o bulbo do termômetro em contato direto com regiões mais próximas do interior do corpo e manter o termômetro assim durante algum tempo, antes de fazer a leitura. Esses dois procedimentos são necessários porque: a) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque demanda sempre algum tempo para que a troca de calor entre o corpo humano e o termômetro se efetive. b) é preciso reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo, e porque demanda sempre algum tempo para que a troca de calor entre o corpo humano e o termômetro se efetive. c) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque é preciso evitar a interferência do calor específico médio do corpo humano.
  • 2. d) é preciso reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo, e porque o calor específico médio do corpo humano é muito menor que o do mercúrio e do vidro. e) o equilíbrio térmico só é possível quando há contato direto entre dois corpos e porque é preciso reduzir a interferência da pele, órgão que regula a temperatura interna do corpo. Questão 05) O tradutor, ao receber o manual de instruções com a frase After that, check whether temperature has remained hot, about 149ºF, traduziu-a corretamente desta forma: Após este tempo, verifique se a temperatura permaneceu quente, aproximadamente: a) 45ºC. b) 55ºC. c) 65ºC. d) 76ºC. e) 78ºC. Questão 06) Os termômetros são instrumentos utilizados para efetuarmos medidas de temperaturas. Os mais comuns se baseiam na variação de volume sofrida por um líquido considerado ideal, contido num tubo de vidro cuja dilatação é desprezada. Num termômetro em que se utiliza mercúrio, vemos que a coluna desse líquido “sobe” cerca de 2,7 cm para um aquecimento de 3,6°C. Se a escala termométrica fosse a Fahrenheit, para um aquecimento de 3,6°F, a coluna de mercúrio “subiria” : a) 11,8 cm b) 3,6 cm c) 2,7 cm d) 1,8 cm e) 1,5 cm Questão 07) O conceito de temperatura está diretamente ligado a uma de nossas percepções sensoriais. Tal sentido é: a) tato b) visão c) gustação d) olfação e) audição Questão 08) Um cientista coloca um termômetro em um béquer contendo água no estado líquido. Supondo que o béquer esteja num local ao nível do mar, a única leitura que pode ter sido feita pelo cientista é: a) –30K b) 36K c) 130 ºC d) 250K e) 350K Questão 09) A coluna de mercúrio de um termômetro está sobre duas escalas termométricas que se relacionam entre si. A figura ao lado mostra algumas medidas correspondentes a determinadas temperaturas. Quando se encontra em equilíbrio térmico com gelo fundente, sob pressão normal, o termômetro indica 20° nas duas escalas. Em equilíbrio térmico com água em ebulição, também sob pressão normal, a medida na escala A é 82 °A e na escala B:
  • 3. a) 49 °B b) 51 °B c) 59 °B d) 61 °B e) 69 °B Questão 10) Nos noticiários, grande parte dos apresentadores da previsão do tempo expressam, erroneamente, a unidade de temperatura em graus centígrados. A maneira de expressar corretamente essa unidade é: a) Celsius, pois não se deve citar os graus. b) graus Kelvin, pois é a unidade do sistema internacional. c) Centígrados, pois não se deve citar os graus. d) graus Celsius, pois existem outras escalas em graus centígrados. e) graus Fahrenheit, pois é a unidade do sistema internacional. Questão 11) Um posto de distribuição de combustível recebeu 5000 l de gasolina num dia em que a temperatura era Cº35 . Com a chegada de uma frente fria, a temperatura ambiente baixou para Cº15 , assim permanecendo até que toda a gasolina fosse vendida. Sabendo-se que o coeficiente de dilatação da gasolina é -1-3 Cº10x1,1 , o prejuízo, em litros, sofrido pelo dono do posto é igual a a) 500 l. b) 110 l. c) 300 l. d) 225 l. Questão 12) A dilatação de sólidos, líquidos e gases é um fenômeno relacionado à variação da temperatura e tem muitas aplicações no dia-a-dia das pessoas. Sobre dilatação, é correto afirmar que: a) O volume de 1 kg de água é maior a 4 °C do que a 2 °C. b) O volume de 1 kg de água é menor a 4 °C do que a 2 °C. c) O tamanho de um furo em uma placa metálica diminui quando esta é aquecida. d) O volume de água, a 0 °C, resultante do derretimento de um cubo de gelo, a 0 °C, é maior que o volume do cubo de gelo original. e) As unidades dos coeficientes de dilatação linear, superficial e volumétrica são, respectivamente, °C/m, °C/m² e °C/m³. Questão 13)
  • 4. O coeficiente de dilatação superficial de uma determinada substância tem valor denotado por X. Dentre as alternativas listadas abaixo, qual é a que representa o coeficiente de dilatação linear de tal substância? a) X b) 2X c) 3X d) X/2 e) X/3 Questão 14) Em uma estrada de ferro, as seções dos trilhos possuem 20m de comprimento a 20ºC e estão separadas umas das outras por um espaçamento de 8mm. Qual é a máxima temperatura que a ferrovia suporta para que não haja empenamento dos trilhos? Dado -15 Cº10.2   Adote g = 10 m/s2 a) 25ºC b) 30ºC c) 35ºC d) 40ºC e) 50ºC Questão 15) Considere a figura abaixo que representa duas vigas de concreto de 5,0 m de comprimento, fixas em uma das extremidades, com uma separação de 1,2 mm entre as outras duas extremidades, à temperatura de 15 ºC. Sabendo-se que o coeficiente de dilatação linear do concreto é -1-5 Cº10.2,1 , as duas vigas ficarão encostadas quando a temperatura atingir a) 12º C. b) 15º C. c) 20º C. d) 25º C. e) 35º C. Questão 16) Uma barra de secção 40 mm2 a 20 °C possui comprimento de 1 m. Quando sua temperatura passa para 200 °C o comprimento da barra aumenta 0,9%. Qual é o coeficiente de dilatação linear do material que compõe a barra? Adote g = 10 m/s2 a) 1.10-5 °C-1 b) 2.10-5 °C-1 c) 3.10-5 °C-1 d) 4.10-5 °C-1 e) 5.10-5 °C-1 Questão 17)
  • 5. O professor solicita aos seus alunos que coloquem V (verdadeira) ou F (falsa) ao final das seguintes afirmações: I. Os corpos dilatam-se, geralmente, quando são aquecidos e contraem-se quando são resfriados. À variação de temperatura corresponde, então, uma variação de volume. ( ) II. A divisão 100, do termômetro graduado na escala Celsius, é o ponto em que se fixa o mercúrio quando se introduz o termômetro no vapor de água em ebulição, sob pressão de 760 mmHg. ( ) III. Uma substância termométrica deve conduzir bem o calor, para que rapidamente entre em equilíbrio térmico com o corpo que está em contato. ( ) IV. Uma substância termométrica deve manter as mesmas propriedades químicas para que retorne sempre ao mesmo volume à mesma temperatura. ( ) Pode-se concluir que os alunos que acertaram o exercício assinalaram a) 4 F. b) 1 F e 3 V. c) 2 F e 2 V. d) 3 F e 1 V. e) 4 V. Questão 18) Em uma experiência de dilatação térmica, dois anéis têm um mesmo raio a 25 ºC. Quando aquecidos a +273,25 ºC, o anel A se encaixa dentro do anel B. Tendo em vista essa experiência, é CORRETO afirmar: a) Nesta temperatura, cessa a atividade molecular e os anéis se encaixam. b) Para a experiência ser verdadeira deve haver uma mínima diferença entre os raios a 25 ºC. c) O fato se explica só se o anel A estiver próximo do seu ponto de fusão, tornando-se maleável. d) O coeficiente de dilatação do anel A é menor do que o do anel B. Questão 19) Uma barra de alumínio tem 100 cm, a 0ºC. Qual o acréscimo de comprimento dessa barra quando sua temperatura chega a 100ºC. (Dado: a Al = 2,4 x 10–5 ºC– 1 ). a) 0.12 cm b) 0.24 cm c) 0.36 cm d) 0.48 cm e) 0.60 cm Questão 20) Assinale, a alternativa incorreta: a) Uma máquina térmica que opera com fontes de temperatura de 27ºC e 127ºC possui um rendimento máximo de 25%. b) O trabalho executado pela expansão isobárica de um 1mol de um gás perfeito, cuja temperatura varia de 50ºC, para 150ºC, é de 830J. Dado: R = 8,3J/ mol . K c) A variação percentual relativa V V de uma barra de ferro que é aquecida de 200ºC até +300ºC é de 1,2% . Dado: O coeficiente de dilatação linear do ferro é -1-5 Cº10x2,1Fe  d) A razão OH Pb 2 m m entre a massa do chumbo e a massa de água, para que a temperatura final de equilíbrio de uma mistura de água a 0ºC com chumbo a 92ºC seja de 12ºC, é de cinco para um. Dados: cPb = 0,03 cal/ gºC, Cgº/cal0,1C OH2  .
  • 6. GABARITO: 1) Gab: B 2) Gab: E 3) Gab: C 4) Gab: B 5) Gab: C 6) Gab: E 7) Gab: A 8) Gab: E 9) Gab: B 10) Gab: D 11) Gab: B 12) Gab: B 13) Gab: D 14) Gab: D 15) Gab: D 16) Gab: E 17) Gab: E 18) Gab: D 19) Gab: B 20) Gab: C