SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
O Banco Central do Brasil foi criado pela Lei 4.595, de 31 de dezembro de 
1964. É o principal executor das orientações do Conselho Monetário Nacional 
De autarquia federal o BCB é integrante do Sistema Financeiro Nacional, 
sendo vinculado ao Ministério da Fazenda do Brasil.
3 
Conselho Monetário Nacional (CMN) 
• É o órgão superior do Sistema Financeiro Nacional, o 
CMN tem a responsabilidade de formular a política da 
moeda e do crédito. Sua composição atual é: 
• - Ministro da Fazenda Guido Mantega, como 
Presidente do Conselho 
• - Ministra do Planejamento Miriam Belchior 
• - Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre 
Tombini
4 
PRINCIPAIS ATIVIDADES DO BANCO 
CENTRAL
5 
MISSÃO DO BANCO CENTRAL 
• Zelar pela adequada liquidez da economia; 
• Manter as reservas internacionais em nível 
adequado; 
• Estimular a formação de poupança; 
• Zelar pela estabilidade e promover o 
permanente aperfeiçoamento do sistema 
financeiro. 
• Responsável pela emissão e recolhimento 
monetário
6 
SEDES DO BACEN
7 
SISCOMEX O QUE É ? 
• Sistema Integrado de Comércio Exterior 
• Por intermédio deste sistema, o BACEN 
consegue analisar on-line todas as operações de 
exportação.
8 
SISBACEN O QUE É ? 
• É o sistema de Informações do Banco Central, por 
intermédio deste sistema é possível o BACEN 
fiscalizar todas as operações que são realizadas 
em relação ao comércio exterior.
9 
SISBACEN
10 
SISBACEN
11 
ATUAÇÃO DO BACEN JUNTO AO COMÉRCIO 
EXTERIOR 
• O Bacen estabelece normas nas operações 
de câmbio no comércio exterior 
• . Por intermédio do SISCOMEX, o BACEN 
analisa on-line as operações de exportação 
• . Uso do SISBACEN nos bancos 
autorizados a operar em câmbio. 
• . Registro das operações realizadas (ROF) 
através do SISBACEN.
12 
ATUAÇÃO DO BACEN JUNTO AO COMÉRCIO 
EXTERIOR
13 
O QUE É CÂMBIO? 
• Câmbio é a operação de troca de moeda de 
um país pela moeda de outro país
14 
OPERAÇÕES DE CÂMBIO 
• No Brasil não é permitido o livre curso da 
moeda estrangeira, isto é, as pessoas 
físicas ou jurídicas só podem comprar ou 
vender moedas estrangeiras nos 
estabelecimentos legalmente autorizados 
pelo Banco Central do Brasil (Bacen). 
• Nestes estabelecimentos é firmado um 
contrato de câmbio.
15 
O QUE É CONTRATO DE CÂMBIO? 
• Contrato de câmbio é o instrumento específico 
firmado entre o vendedor e o comprador de 
moeda estrangeira, no qual são estabelecidas as 
características e as condições sob as quais se 
realiza a operação de câmbio.
16 
QUAL É O PAPEL DO BANCO CENTRAL NO 
MERCADO DE CÂMBIO? 
• O Banco Central executa a política cambial 
definida pelo Conselho Monetário Nacional. Para 
tanto, regulamenta o mercado de câmbio e 
autoriza as instituições que nele operam. Também 
compete ao Banco Central fiscalizar o referido 
mercado, podendo punir dirigentes e instituições 
mediante multas, suspensões e outras sanções 
previstas em lei. Além disso, o Banco Central 
pode atuar diretamente no mercado, comprando e 
vendendo moeda estrangeira de forma ocasional 
e limitada, com o objetivo de conter movimentos 
desordenados da taxa de câmbio.
• Referência bibliográfica 
• http://www.bcb.gov.br/pt-br/paginas/default.aspx 
• http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/legisassunto 
17 
/siscomex.htm 
• http://www.mdic.gov.br/arquivos/dwnl_1251143349.pdf 
• http://aestudantedecomex.blogspot.com.br/2011/04/estru 
tura-do-comex.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
danfanney
 
Razonete, balancete e balanço
Razonete, balancete e balançoRazonete, balancete e balanço
Razonete, balancete e balanço
apostilacontabil
 
Exercícios resolvidos de geometria plana triângulos retângulos - celso brasil
Exercícios resolvidos de geometria plana   triângulos retângulos - celso brasilExercícios resolvidos de geometria plana   triângulos retângulos - celso brasil
Exercícios resolvidos de geometria plana triângulos retângulos - celso brasil
Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprogramsคู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
Therdkeat Khuonhat
 

Mais procurados (20)

1 Áreas - Figuras equivalentes
1 Áreas - Figuras equivalentes1 Áreas - Figuras equivalentes
1 Áreas - Figuras equivalentes
 
Gestão e análise de risco de crédito iv
Gestão e análise de risco de crédito ivGestão e análise de risco de crédito iv
Gestão e análise de risco de crédito iv
 
9 - 2014 sistemas de amortização
9  - 2014 sistemas de amortização9  - 2014 sistemas de amortização
9 - 2014 sistemas de amortização
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física – Exercícios Resolvidos de Força Centrípeda
 www.aulasdefisicaapoio.com - Física – Exercícios Resolvidos de Força Centrípeda www.aulasdefisicaapoio.com - Física – Exercícios Resolvidos de Força Centrípeda
www.aulasdefisicaapoio.com - Física – Exercícios Resolvidos de Força Centrípeda
 
Centroide
CentroideCentroide
Centroide
 
Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
Geometria espacial - Cones (Daniel Oliveira)
 
Razonete, balancete e balanço
Razonete, balancete e balançoRazonete, balancete e balanço
Razonete, balancete e balanço
 
Circunferência, circulo - seus elementos e propriedades.ppt
Circunferência, circulo - seus elementos e propriedades.pptCircunferência, circulo - seus elementos e propriedades.ppt
Circunferência, circulo - seus elementos e propriedades.ppt
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
 
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de PagamentoCálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
 
MPEMC AULA 8: Álgebra, Probabilidade e Estatística
MPEMC AULA 8: Álgebra, Probabilidade e EstatísticaMPEMC AULA 8: Álgebra, Probabilidade e Estatística
MPEMC AULA 8: Álgebra, Probabilidade e Estatística
 
Exercícios resolvidos de geometria plana triângulos retângulos - celso brasil
Exercícios resolvidos de geometria plana   triângulos retângulos - celso brasilExercícios resolvidos de geometria plana   triângulos retângulos - celso brasil
Exercícios resolvidos de geometria plana triângulos retângulos - celso brasil
 
Matematica financeira juros simples
Matematica financeira juros simplesMatematica financeira juros simples
Matematica financeira juros simples
 
SÓLIDOS GEOMÉTRICOS
SÓLIDOS GEOMÉTRICOS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS
SÓLIDOS GEOMÉTRICOS
 
Capital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo FinanceiroCapital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo Financeiro
 
Balancetes e razonetes
Balancetes e razonetesBalancetes e razonetes
Balancetes e razonetes
 
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprogramsคู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
คู่มือการใช้ Casiofx5800 p surveyingprograms
 
Exercícios resolvidos de máximo e mínimo de função
Exercícios resolvidos de máximo e mínimo de funçãoExercícios resolvidos de máximo e mínimo de função
Exercícios resolvidos de máximo e mínimo de função
 
Ângulos, triângulos e quadriláteros
Ângulos, triângulos e quadriláterosÂngulos, triângulos e quadriláteros
Ângulos, triângulos e quadriláteros
 
Perímetro e área do circulo
Perímetro e área do circuloPerímetro e área do circulo
Perímetro e área do circulo
 

Destaque (6)

Apostila tpc+gomes
 Apostila tpc+gomes Apostila tpc+gomes
Apostila tpc+gomes
 
Videoaula conh banc
Videoaula conh bancVideoaula conh banc
Videoaula conh banc
 
comex_2
comex_2comex_2
comex_2
 
Comercio Exterior RADAR
Comercio Exterior RADARComercio Exterior RADAR
Comercio Exterior RADAR
 
Formação de Despachante Aduaneiro - Perfil, responsabilidades e oportunidades...
Formação de Despachante Aduaneiro - Perfil, responsabilidades e oportunidades...Formação de Despachante Aduaneiro - Perfil, responsabilidades e oportunidades...
Formação de Despachante Aduaneiro - Perfil, responsabilidades e oportunidades...
 
Gestão da qualidade: operações de produção e de serviços
Gestão da qualidade: operações de produção e de serviçosGestão da qualidade: operações de produção e de serviços
Gestão da qualidade: operações de produção e de serviços
 

Semelhante a ORGÃOS COM ATUAÇÃO NO COMÉRCIO EXTERIOR BANCO CENTRAL

Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
Kleber Mantovanelli
 
Apostila promotores correspondentes
Apostila promotores correspondentesApostila promotores correspondentes
Apostila promotores correspondentes
missaoonline
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
claudio336989
 
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
Luan Smith
 
M c exercicios sfn gabarito
M c exercicios sfn gabaritoM c exercicios sfn gabarito
M c exercicios sfn gabarito
simuladocontabil
 
2485860 conhecimentos-bancarios (1)
2485860 conhecimentos-bancarios (1)2485860 conhecimentos-bancarios (1)
2485860 conhecimentos-bancarios (1)
Syll.the
 

Semelhante a ORGÃOS COM ATUAÇÃO NO COMÉRCIO EXTERIOR BANCO CENTRAL (20)

Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3   sistema financeiro brasileiro Economia DamásioTexto 3   sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
 
Slides gestão financeira
Slides gestão financeiraSlides gestão financeira
Slides gestão financeira
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Sistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacionalSistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacional
 
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro NacionalBreves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
 
Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01
 
Brbcursoemexercicios01
Brbcursoemexercicios01Brbcursoemexercicios01
Brbcursoemexercicios01
 
Sistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro NacionalSistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro Nacional
 
Material de Apoio - Opções
Material de Apoio - OpçõesMaterial de Apoio - Opções
Material de Apoio - Opções
 
Apostila promotores correspondentes
Apostila promotores correspondentesApostila promotores correspondentes
Apostila promotores correspondentes
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
 
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
 
Conhecimentos
ConhecimentosConhecimentos
Conhecimentos
 
Conhecimentos bancários completa
Conhecimentos bancários   completaConhecimentos bancários   completa
Conhecimentos bancários completa
 
M c exercicios sfn gabarito
M c exercicios sfn gabaritoM c exercicios sfn gabarito
M c exercicios sfn gabarito
 
2485860 conhecimentos-bancarios (1)
2485860 conhecimentos-bancarios (1)2485860 conhecimentos-bancarios (1)
2485860 conhecimentos-bancarios (1)
 
Apostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos BancáriosApostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos Bancários
 
Resumo conh3 cim3ntos bancarios
Resumo conh3 cim3ntos bancariosResumo conh3 cim3ntos bancarios
Resumo conh3 cim3ntos bancarios
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

ORGÃOS COM ATUAÇÃO NO COMÉRCIO EXTERIOR BANCO CENTRAL

  • 1.
  • 2. O Banco Central do Brasil foi criado pela Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964. É o principal executor das orientações do Conselho Monetário Nacional De autarquia federal o BCB é integrante do Sistema Financeiro Nacional, sendo vinculado ao Ministério da Fazenda do Brasil.
  • 3. 3 Conselho Monetário Nacional (CMN) • É o órgão superior do Sistema Financeiro Nacional, o CMN tem a responsabilidade de formular a política da moeda e do crédito. Sua composição atual é: • - Ministro da Fazenda Guido Mantega, como Presidente do Conselho • - Ministra do Planejamento Miriam Belchior • - Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini
  • 4. 4 PRINCIPAIS ATIVIDADES DO BANCO CENTRAL
  • 5. 5 MISSÃO DO BANCO CENTRAL • Zelar pela adequada liquidez da economia; • Manter as reservas internacionais em nível adequado; • Estimular a formação de poupança; • Zelar pela estabilidade e promover o permanente aperfeiçoamento do sistema financeiro. • Responsável pela emissão e recolhimento monetário
  • 6. 6 SEDES DO BACEN
  • 7. 7 SISCOMEX O QUE É ? • Sistema Integrado de Comércio Exterior • Por intermédio deste sistema, o BACEN consegue analisar on-line todas as operações de exportação.
  • 8. 8 SISBACEN O QUE É ? • É o sistema de Informações do Banco Central, por intermédio deste sistema é possível o BACEN fiscalizar todas as operações que são realizadas em relação ao comércio exterior.
  • 11. 11 ATUAÇÃO DO BACEN JUNTO AO COMÉRCIO EXTERIOR • O Bacen estabelece normas nas operações de câmbio no comércio exterior • . Por intermédio do SISCOMEX, o BACEN analisa on-line as operações de exportação • . Uso do SISBACEN nos bancos autorizados a operar em câmbio. • . Registro das operações realizadas (ROF) através do SISBACEN.
  • 12. 12 ATUAÇÃO DO BACEN JUNTO AO COMÉRCIO EXTERIOR
  • 13. 13 O QUE É CÂMBIO? • Câmbio é a operação de troca de moeda de um país pela moeda de outro país
  • 14. 14 OPERAÇÕES DE CÂMBIO • No Brasil não é permitido o livre curso da moeda estrangeira, isto é, as pessoas físicas ou jurídicas só podem comprar ou vender moedas estrangeiras nos estabelecimentos legalmente autorizados pelo Banco Central do Brasil (Bacen). • Nestes estabelecimentos é firmado um contrato de câmbio.
  • 15. 15 O QUE É CONTRATO DE CÂMBIO? • Contrato de câmbio é o instrumento específico firmado entre o vendedor e o comprador de moeda estrangeira, no qual são estabelecidas as características e as condições sob as quais se realiza a operação de câmbio.
  • 16. 16 QUAL É O PAPEL DO BANCO CENTRAL NO MERCADO DE CÂMBIO? • O Banco Central executa a política cambial definida pelo Conselho Monetário Nacional. Para tanto, regulamenta o mercado de câmbio e autoriza as instituições que nele operam. Também compete ao Banco Central fiscalizar o referido mercado, podendo punir dirigentes e instituições mediante multas, suspensões e outras sanções previstas em lei. Além disso, o Banco Central pode atuar diretamente no mercado, comprando e vendendo moeda estrangeira de forma ocasional e limitada, com o objetivo de conter movimentos desordenados da taxa de câmbio.
  • 17. • Referência bibliográfica • http://www.bcb.gov.br/pt-br/paginas/default.aspx • http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/legisassunto 17 /siscomex.htm • http://www.mdic.gov.br/arquivos/dwnl_1251143349.pdf • http://aestudantedecomex.blogspot.com.br/2011/04/estru tura-do-comex.html

Notas do Editor

  1. O Banco Central do Brasil, criado pela Lei 4.595, de 31.12.1964, é uma autarquia federal, vinculada ao Ministério da Fazenda, ele é o principal executor das orientações do conselho monetário nacional. Sendo vinculado ao ministério da fazenda.
  2. poder máximo do Sistema Financeiro Nacional, é responsável por expedir normas e diretrizes gerais para seu bom funcionamento
  3. MANTER A ESTABILIDADE DO PODER DE COMPRA DA MOEDA, FAZER DO SISTEMA FINANCEIRO UM SISTEMA SÓLIDO E EFICIENTE, OU SEJA PROTEGER A SOCIEDADE DA INFLAÇÃO ESSA É A MISSÃO DO BANCO CENTRAL, E DESTA FORMA MANTER AS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS SÓLIDAS, ELE ATUA COMO UM INTERMEDIARIO FINANCEIRO CAPTANDO O DINHEIRO DOS POUPADORES E ATRAVÉS DESTE DINHEIRO ELE ESTIMULA NOVOS INVESTIMENTOS,
  4. 1.MATRIZ BRASÍLIA 2.BELÉM 3.BELO HORIZONTE 4.PORTO ALEGERE 5.CURITIBA 6.SÃO PAULO 7.RIO DE JANEIRO 8.SALVADOR 9.RECIFE 10.FORTALEZA
  5. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  6. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  7. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  8. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  9. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  10. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  11. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  12. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  13. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  14. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN
  15. O exportador deverá negociar as condições do contrato de câmbio com a instituição habilitada, para registro no SISBACEN