SlideShare uma empresa Scribd logo
Unidades de Conservação
Perguntas:

• Afinal, o que é Unidade de Conservação?
• Qual a diferença entre um Parque e uma Área de Proteção
 Ambiental?

• Aliás, uma Área de Proteção Ambiental é uma Unidade de
 Conservação?

• E Área de Proteção Permanente, o que é?
• Como é feita a gestão de uma Unidade de Conservação?
Iniciativas de conservação in situ
                             Primeira “unidade de conservação”:
•Antecedentes             Parque Nacional de Yellowstone, em 1872
  •O p r i m e i r o
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Iniciativas de conservação in situ
                                    No Brasil...
•Antecedentes
  •O p r i m e i r o
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Iniciativas de conservação in situ

•Antecedentes
  •O p r i m e i r o
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Iniciativas de conservação in situ

•Antecedentes           Primeiro	
  Marco	
  Legal	
  para	
  os	
  Parques	
  Nacionais
  •O primeiro
    modelo
  •C ó d i g o
    Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Iniciativas de conservação in situ

•Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  •C ó d i g o
    Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Instituições federais para a conservação e evolução do
                        marco legal

                                           1988                        1989
•Antecedentes                     CF Art. 225, §1º, III -      Criação do IBAMA -
                              incumbe ao poder público       união da SEMA, IBDF, Sup.
  •O primeiro                                                 da Pesca e da Borracha
    modelo                        a criação de espaços
                               territoriais especialmente
  • Código Florestal                    protegidos
  • A evolução do
    sistema                       1973
                          Criação da SEMA no
                               âmbito do
                                                                                           Década de 80
• O SNUC                     Ministério do
                                                                                         Criação de outras
                                Interior
   • Objetivos                                                                             categorias pela
                                                                                          SEMA - Reservas
   • Categorias          até 1967                                                        Ecológicas, ARIEs e
                       Ministério da
   • Gestão             Agricultura
                                                                       1979                     APAs
                                                                 Primeiro plano do
                       administrava                                IBDF para um
                           UCs
• Recapitulando                                                   Sistema de UCs


                                                       1967
•E x p l o r a ç ã o                             Criação do IBDF e
 complementar                                    Departamento de
                                                Parques Nacionais e
                                               Reservas Equivalentes
Instituições federais para a conservação e evolução do
                        marco legal

•Antecedentes           Até o fim da década de 80, o sistema era confuso...
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal   • O Plano para UCs do IBDF nunca foi legalizado
  • A evolução do
    sistema
                       • SEMA e IBDF possuiam funções duplicadas
                       • Uma comissão instituída em 86, no âmbito do
• O SNUC                CONAMA, para criar uma proposta para as UCs
   • Objetivos          não avançou
   • Categorias
   • Gestão            Apenas em Setembro de 1989 o Sistema Nacional
                       de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC)
• Recapitulando        foi apresentado ao CONAMA e ao Congresso
                       Nacional
•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Instituições federais para a conservação e evolução do
                        marco legal

•Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do                SNUC aprovado pela
    sistema                      Lei nº 9.985/2000
• O SNUC
   • Objetivos                      Decreto nº
   • Categorias                     4.340/2002
   • Gestão
                               regulamenta diversos de
• Recapitulando                      seus artigos
•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  •Objetivos
  • Categorias
  • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  •Categorias
  • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal    Unidades de Conservação
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos          Proteção      Desenvolvimento
  •Categorias           Integral       Sustentável
  • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)
                          Proteção Integral - não admite uso direto dos recursos naturais
• Antecedentes         Categoria                    Objetivos e permissões                  Exemplo
  •O primeiro
    modelo                Estação
                                        • Preservação da natureza.
                         Ecológica
                                        • Permitido a pesquisa científica e visitação
  • Código Florestal                        com fins educacionais
  • A evolução do
    sistema                             • Preservação da biota.
                         Reserva
                         Biológica      • Permitido a pesquisa científica e visitação
                                            com fins educacionais
•O SNUC
  • Objetivos             Parque        • Preservação de ecossistemas de grande
                         Nacional,          relevância e beleza cênica.
  •Categorias           Estadual ou     •   Permitido a pesquisa científica, visitação com
                         Municipal          fins educacionais e visitação pública
  • Gestão
                                        • Preservação de sítios naturais raros,
                       Monumento            singulares.
• Recapitulando         Natural         •   Pode ser constituído por áreas privadas,
                                            destinado à visitação pública.

•E x p l o r a ç ã o                    • Proteger locais importantes para fauna,
                        Refúgio da          residente ou migratória.
 complementar          Vida Silvestre   •   Pode ser constituída por área privadas,
                                            destinada à visitação pública e pesquisa.
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)
                                      Uso Sustentável - conservação e uso dos recursos
• Antecedentes            Categoria                       Objetivos e permissões                      Exemplo
  •O primeiro          Área de Proteção    • Área extensa, misto de áreas privadas e públicas
    modelo                Ambiental        • Ordenamento da ocupação
  • Código Florestal    Área de Relevante
                                           • Área de pequena extensão
                                           • Conservar ecossistemas e espécies,
  • A evolução do      Interesse Ecológico
                                             compatibilizando com uso humano                                    !




    sistema
                                           • Área com cobertura florestal nativa
                       Floresta Nacional   • Uso dos recursos florestais, pesquisa, permanência
                                               de populações tradicionais e visitação
•O SNUC
                                           • Área utilizada por populações tradicionais
  • Objetivos               Reserva            extrativistas
  •Categorias              Extrativista    •   Domínio público, com concessão de uso
                                           •   Visitação e pesquisa
  • Gestão                                 • Área natural com espécies nativas, adequada para
                       Reserva de Fauna        estudos visando manejo econômico sustentável
                                           •   Domínio público, visitação permitida
• Recapitulando          Reserva de        • Conservação e assegurar a manutenção de povos
                       Desenvolvimento         tradicionais
                         Sustentável      •    Permite e incentiva a visitação e pesquisa científica
•E x p l o r a ç ã o                      • Área privada, averbada para conservação
 complementar          Reserva Particular
                        do Patrimônio
                                          • Permite pesquisa e visitação recreacional e
                                               educacional.
                            Natural
                                           •   Proprietário é quem elabora o plano de manejo
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
                       Dec. 4340/2002
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar          http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/roteiros-
                                                     metodologicos.html
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da
          Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000)

• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


•O SNUC
  • Objetivos
  • Categorias
  •Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Recapitulando...
                       • Unidades de conservação começam com o modelo de Parques
• Antecedentes           Nacionais.
  •O primeiro          • O Código Florestal foi a primeira Lei Federal que
    modelo               estabeleceu espaços protegidos, indicando ainda os Parques
  • Código Florestal     para preservação integral e as Florestas Nacionais para uso direto.
  • A evolução do
    sistema            • A CF de 1988 incumbe ao poder público a criação de espaços
                         protegidos.
• O SNUC               • Durante as décadas de 80 e 90, várias categorias de UC foram
   • Objetivos           criadas pelo IBDF e pela SEMA, ambos órgãos não existem
   • Categorias          atualmente.
   • Gestão            • Hoje, as UCs Federais são geridas pelo ICMBio. As Estaduais
                         e Municipais por diferentes órgãos executores.
•Recapitulando         • No caso de São Paulo, a Fundação Florestal é a responsável
                         pela gestão das UCs paulistas
•E x p l o r a ç ã o   • A Lei nº 9.985/2000 instituiu o Sistema Nacional de Unidades de
 complementar            Conservação da Natureza - SNUC. A Lei foi regulamentada
                         posteriormente pelo Decreto nº 4.340/2002.
Recapitulando...
• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo             • As UCs se dividem em dois grupos: Proteção Integral e
  • Código Florestal     Desenvolvimento Sustentável. Todas as unidades criadas
  • A evolução do        anteriormente ao SNUC devem se enquadrar nas categorias atuais.
    sistema
                       • O instrumento básico de gestão da UC é o Plano de Manejo. Ele
                         deve contemplar descrição da área da UC e do entorno, apontando,
• O SNUC                 caso haja, potencialidades e fragilidades na zona de amortecimento.
   • Objetivos
   • Categorias        • Também deve realizar o zoneamento da UC e estabelecer
                         programas para a gestão, como, por exemplo, programa de apoio
   • Gestão              à pesquisa, de uso público, de recuperação, de preservação etc.

•Recapitulando         • Tanto a criação da UC como a elaboração do seu Plano de
                         Manejo deve ser participativa, com a realização de consultas
                         públicas e oficinas com a comunidade interessada.
•E x p l o r a ç ã o
 complementar
Sites que podem ser explorados
• Antecedentes
  •O primeiro
    modelo
  • Código Florestal
  • A evolução do
    sistema


• O SNUC
   • Objetivos
   • Categorias
   • Gestão

• Recapitulando

•E x p l o r a ç ã o
 complementar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Meio ambiente e ecologia: conceitos.
Meio ambiente e ecologia: conceitos.Meio ambiente e ecologia: conceitos.
Meio ambiente e ecologia: conceitos.
Roney Gusmão
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Patrícia Silva
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
PIBID Joel Job
 
Fluxo de Energia
Fluxo de EnergiaFluxo de Energia
Fluxo de Energia
Turma Olímpica
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptxUnidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
rickriordan
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
Gabriela de Lima
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
profatatiana
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
Carlos Priante
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
Alex Santiago Nina
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
Renata Magalhães
 
Biodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicosBiodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicos
Gabriela Cristina Sganzerla
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
Jézili Dias
 
Ameaças à Biodiversidade
Ameaças à BiodiversidadeAmeaças à Biodiversidade
Ameaças à Biodiversidade
Ednaldo Monteiro
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
andreresende22051997
 
Biomas
BiomasBiomas
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
Nelson Costa
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
Marília Gomes
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Silvana Sanches
 
Grandes biomas terrestres
Grandes biomas terrestresGrandes biomas terrestres
Grandes biomas terrestres
João José Ferreira Tojal
 

Mais procurados (20)

Meio ambiente e ecologia: conceitos.
Meio ambiente e ecologia: conceitos.Meio ambiente e ecologia: conceitos.
Meio ambiente e ecologia: conceitos.
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Fluxo de Energia
Fluxo de EnergiaFluxo de Energia
Fluxo de Energia
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptxUnidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Biodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicosBiodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicos
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Ameaças à Biodiversidade
Ameaças à BiodiversidadeAmeaças à Biodiversidade
Ameaças à Biodiversidade
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
 
Grandes biomas terrestres
Grandes biomas terrestresGrandes biomas terrestres
Grandes biomas terrestres
 

Semelhante a Aula Unidades de Conservação

Mudanças no Código florestal e zona costeira
Mudanças no Código florestal e zona costeiraMudanças no Código florestal e zona costeira
Mudanças no Código florestal e zona costeira
Diego Igawa
 
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
Raylana Avinte
 
A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209
Rodrigo Tinoco
 
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdfUnidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
Diogo Rosas
 
Parque nacional itatiaia_azambuja
Parque nacional itatiaia_azambujaParque nacional itatiaia_azambuja
Parque nacional itatiaia_azambuja
Antonio Azambuja
 
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc'sLei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
James Pinho Ladislau Pinho
 
unidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptxunidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptx
BeatrizMassacesi1
 
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptxProjeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
ssuser801f121
 
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
Revista Cafeicultura
 
A BAD e os arquivos audiovisuais
A BAD e os arquivos audiovisuaisA BAD e os arquivos audiovisuais
A BAD e os arquivos audiovisuais
pedro penteado
 
Aula_2.pdf
Aula_2.pdfAula_2.pdf
Aula_2.pdf
drestranho888
 
Aula SNUC - Introdução
Aula SNUC  - IntroduçãoAula SNUC  - Introdução
Aula SNUC - Introdução
lucianagraciano
 
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
EcoHospedagem
 
Corredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do CabralCorredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do Cabral
CBH Rio das Velhas
 
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptxUNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
WelligtonGabriel1
 
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptxApresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
LucasdaSilva285193
 
Plano Diretor do Campus Central
Plano Diretor do Campus CentralPlano Diretor do Campus Central
Plano Diretor do Campus Central
proplan
 
Inventário Florestal Nacional
Inventário Florestal NacionalInventário Florestal Nacional
Inventário Florestal Nacional
PET. EAA
 
Unidades de conservação
Unidades de conservaçãoUnidades de conservação
Unidades de conservação
Fatima de Luzie Cavalcante
 
Areas protegidas no marrocos
Areas protegidas no marrocosAreas protegidas no marrocos
Areas protegidas no marrocos
Angelita Silva
 

Semelhante a Aula Unidades de Conservação (20)

Mudanças no Código florestal e zona costeira
Mudanças no Código florestal e zona costeiraMudanças no Código florestal e zona costeira
Mudanças no Código florestal e zona costeira
 
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
Plano de manejo: MONUMENTO NATURAL MUNICIPAL DA SERRA DO PANTANAL
 
A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209
 
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdfUnidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
Unidades de Conservação - ensino fundamenta 2.pdf
 
Parque nacional itatiaia_azambuja
Parque nacional itatiaia_azambujaParque nacional itatiaia_azambuja
Parque nacional itatiaia_azambuja
 
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc'sLei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
Lei 9985 de 18 de julho de2000 – uc's
 
unidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptxunidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptx
 
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptxProjeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
Projeto de Criação de Unidade de Conservação. rev.pptx
 
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
 
A BAD e os arquivos audiovisuais
A BAD e os arquivos audiovisuaisA BAD e os arquivos audiovisuais
A BAD e os arquivos audiovisuais
 
Aula_2.pdf
Aula_2.pdfAula_2.pdf
Aula_2.pdf
 
Aula SNUC - Introdução
Aula SNUC  - IntroduçãoAula SNUC  - Introdução
Aula SNUC - Introdução
 
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
 
Corredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do CabralCorredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do Cabral
 
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptxUNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA.pptx
 
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptxApresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
Apresentacao_Roteiro_Metodologico_FENoroestePaulista.pptx
 
Plano Diretor do Campus Central
Plano Diretor do Campus CentralPlano Diretor do Campus Central
Plano Diretor do Campus Central
 
Inventário Florestal Nacional
Inventário Florestal NacionalInventário Florestal Nacional
Inventário Florestal Nacional
 
Unidades de conservação
Unidades de conservaçãoUnidades de conservação
Unidades de conservação
 
Areas protegidas no marrocos
Areas protegidas no marrocosAreas protegidas no marrocos
Areas protegidas no marrocos
 

Mais de Diego Igawa

O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteçãoO bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
Diego Igawa
 
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
Diego Igawa
 
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambientalLegislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
Diego Igawa
 
Aula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
Aula Plano Nacional de Gerenciamento CosteiroAula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
Aula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
Diego Igawa
 
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídosDiferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
Diego Igawa
 
MéTodos Em Microbiologia Marinha
MéTodos Em Microbiologia MarinhaMéTodos Em Microbiologia Marinha
MéTodos Em Microbiologia Marinha
Diego Igawa
 
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
Diego Igawa
 
Sga Em IESs
Sga Em IESsSga Em IESs
Sga Em IESs
Diego Igawa
 

Mais de Diego Igawa (8)

O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteçãoO bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
O bioma da Mata Atlântica e estratégias de proteção
 
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
Parceria entre terceiro setor e empresas para apoio às unidades de conservaçã...
 
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambientalLegislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
Legislação relativa ao licenciamento ambiental e avaliação de impacto ambiental
 
Aula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
Aula Plano Nacional de Gerenciamento CosteiroAula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
Aula Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro
 
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídosDiferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
Diferenças nas dinâmicas microbianas entre estuários poluídos e pouco poluídos
 
MéTodos Em Microbiologia Marinha
MéTodos Em Microbiologia MarinhaMéTodos Em Microbiologia Marinha
MéTodos Em Microbiologia Marinha
 
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
Densidade de bactérias indicadoras de contaminação fecal em águas costeiras e...
 
Sga Em IESs
Sga Em IESsSga Em IESs
Sga Em IESs
 

Último

Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

Aula Unidades de Conservação

  • 2. Perguntas: • Afinal, o que é Unidade de Conservação? • Qual a diferença entre um Parque e uma Área de Proteção Ambiental? • Aliás, uma Área de Proteção Ambiental é uma Unidade de Conservação? • E Área de Proteção Permanente, o que é? • Como é feita a gestão de uma Unidade de Conservação?
  • 3. Iniciativas de conservação in situ Primeira “unidade de conservação”: •Antecedentes Parque Nacional de Yellowstone, em 1872 •O p r i m e i r o modelo • Código Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 4. Iniciativas de conservação in situ No Brasil... •Antecedentes •O p r i m e i r o modelo • Código Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 5. Iniciativas de conservação in situ •Antecedentes •O p r i m e i r o modelo • Código Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 6. Iniciativas de conservação in situ •Antecedentes Primeiro  Marco  Legal  para  os  Parques  Nacionais •O primeiro modelo •C ó d i g o Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 7. Iniciativas de conservação in situ •Antecedentes •O primeiro modelo •C ó d i g o Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 8. Instituições federais para a conservação e evolução do marco legal 1988 1989 •Antecedentes CF Art. 225, §1º, III - Criação do IBAMA - incumbe ao poder público união da SEMA, IBDF, Sup. •O primeiro da Pesca e da Borracha modelo a criação de espaços territoriais especialmente • Código Florestal protegidos • A evolução do sistema 1973 Criação da SEMA no âmbito do Década de 80 • O SNUC Ministério do Criação de outras Interior • Objetivos categorias pela SEMA - Reservas • Categorias até 1967 Ecológicas, ARIEs e Ministério da • Gestão Agricultura 1979 APAs Primeiro plano do administrava IBDF para um UCs • Recapitulando Sistema de UCs 1967 •E x p l o r a ç ã o Criação do IBDF e complementar Departamento de Parques Nacionais e Reservas Equivalentes
  • 9. Instituições federais para a conservação e evolução do marco legal •Antecedentes Até o fim da década de 80, o sistema era confuso... •O primeiro modelo • Código Florestal • O Plano para UCs do IBDF nunca foi legalizado • A evolução do sistema • SEMA e IBDF possuiam funções duplicadas • Uma comissão instituída em 86, no âmbito do • O SNUC CONAMA, para criar uma proposta para as UCs • Objetivos não avançou • Categorias • Gestão Apenas em Setembro de 1989 o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) • Recapitulando foi apresentado ao CONAMA e ao Congresso Nacional •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 10. Instituições federais para a conservação e evolução do marco legal •Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do SNUC aprovado pela sistema Lei nº 9.985/2000 • O SNUC • Objetivos Decreto nº • Categorias 4.340/2002 • Gestão regulamenta diversos de • Recapitulando seus artigos •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 11. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 12. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC •Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 13. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos •Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 14. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal Unidades de Conservação • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos Proteção Desenvolvimento •Categorias Integral Sustentável • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 15. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) Proteção Integral - não admite uso direto dos recursos naturais • Antecedentes Categoria Objetivos e permissões Exemplo •O primeiro modelo Estação • Preservação da natureza. Ecológica • Permitido a pesquisa científica e visitação • Código Florestal com fins educacionais • A evolução do sistema • Preservação da biota. Reserva Biológica • Permitido a pesquisa científica e visitação com fins educacionais •O SNUC • Objetivos Parque • Preservação de ecossistemas de grande Nacional, relevância e beleza cênica. •Categorias Estadual ou • Permitido a pesquisa científica, visitação com Municipal fins educacionais e visitação pública • Gestão • Preservação de sítios naturais raros, Monumento singulares. • Recapitulando Natural • Pode ser constituído por áreas privadas, destinado à visitação pública. •E x p l o r a ç ã o • Proteger locais importantes para fauna, Refúgio da residente ou migratória. complementar Vida Silvestre • Pode ser constituída por área privadas, destinada à visitação pública e pesquisa.
  • 16. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) Uso Sustentável - conservação e uso dos recursos • Antecedentes Categoria Objetivos e permissões Exemplo •O primeiro Área de Proteção • Área extensa, misto de áreas privadas e públicas modelo Ambiental • Ordenamento da ocupação • Código Florestal Área de Relevante • Área de pequena extensão • Conservar ecossistemas e espécies, • A evolução do Interesse Ecológico compatibilizando com uso humano ! sistema • Área com cobertura florestal nativa Floresta Nacional • Uso dos recursos florestais, pesquisa, permanência de populações tradicionais e visitação •O SNUC • Área utilizada por populações tradicionais • Objetivos Reserva extrativistas •Categorias Extrativista • Domínio público, com concessão de uso • Visitação e pesquisa • Gestão • Área natural com espécies nativas, adequada para Reserva de Fauna estudos visando manejo econômico sustentável • Domínio público, visitação permitida • Recapitulando Reserva de • Conservação e assegurar a manutenção de povos Desenvolvimento tradicionais Sustentável • Permite e incentiva a visitação e pesquisa científica •E x p l o r a ç ã o • Área privada, averbada para conservação complementar Reserva Particular do Patrimônio • Permite pesquisa e visitação recreacional e educacional. Natural • Proprietário é quem elabora o plano de manejo
  • 17. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 18. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC Dec. 4340/2002 • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 19. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/roteiros- metodologicos.html
  • 20. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 21. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 22. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC - Lei nº 9985/2000) • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema •O SNUC • Objetivos • Categorias •Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 23. Recapitulando... • Unidades de conservação começam com o modelo de Parques • Antecedentes Nacionais. •O primeiro • O Código Florestal foi a primeira Lei Federal que modelo estabeleceu espaços protegidos, indicando ainda os Parques • Código Florestal para preservação integral e as Florestas Nacionais para uso direto. • A evolução do sistema • A CF de 1988 incumbe ao poder público a criação de espaços protegidos. • O SNUC • Durante as décadas de 80 e 90, várias categorias de UC foram • Objetivos criadas pelo IBDF e pela SEMA, ambos órgãos não existem • Categorias atualmente. • Gestão • Hoje, as UCs Federais são geridas pelo ICMBio. As Estaduais e Municipais por diferentes órgãos executores. •Recapitulando • No caso de São Paulo, a Fundação Florestal é a responsável pela gestão das UCs paulistas •E x p l o r a ç ã o • A Lei nº 9.985/2000 instituiu o Sistema Nacional de Unidades de complementar Conservação da Natureza - SNUC. A Lei foi regulamentada posteriormente pelo Decreto nº 4.340/2002.
  • 24. Recapitulando... • Antecedentes •O primeiro modelo • As UCs se dividem em dois grupos: Proteção Integral e • Código Florestal Desenvolvimento Sustentável. Todas as unidades criadas • A evolução do anteriormente ao SNUC devem se enquadrar nas categorias atuais. sistema • O instrumento básico de gestão da UC é o Plano de Manejo. Ele deve contemplar descrição da área da UC e do entorno, apontando, • O SNUC caso haja, potencialidades e fragilidades na zona de amortecimento. • Objetivos • Categorias • Também deve realizar o zoneamento da UC e estabelecer programas para a gestão, como, por exemplo, programa de apoio • Gestão à pesquisa, de uso público, de recuperação, de preservação etc. •Recapitulando • Tanto a criação da UC como a elaboração do seu Plano de Manejo deve ser participativa, com a realização de consultas públicas e oficinas com a comunidade interessada. •E x p l o r a ç ã o complementar
  • 25. Sites que podem ser explorados • Antecedentes •O primeiro modelo • Código Florestal • A evolução do sistema • O SNUC • Objetivos • Categorias • Gestão • Recapitulando •E x p l o r a ç ã o complementar