SlideShare uma empresa Scribd logo
Competência - Analisar os conceitos e princípios das operações da expedição de materiais.
Habilidades - Decidir quais modais são adequados para cada tipo de operação do processo de expedição
Unidade 07 - O que é a área de Expedição.
A expedição é uma atividade dentro dos estoques que se realiza depois do produto acabado ser vendido e
devidamente embalado, deixando esse produto preparado para seu envio ao cliente.
Qual a importância da expedição.
A expedição tem como objetivo atender às demandas das unidades administrativas requisitantes,
fornecendo os materiais requisitados que estão armazenados no estoque de PA), de forma eficiente,
visando atender adequadamente aos pedidos das unidades de acordo com o que foi realmente solicitado e
em tempo hábil.
Princípios da expedição.
Muitos dos princípios que se aplicam na recepção (recebimento) também podem ser aplicados na
expedição, mas no sentido contrário (na recepção os produtos entram no armazém e na expedição os
produtos saem). Os seguintes princípios servem como guia da atividade de expedição para dar-lhe uma
maior dinâmica. Estes pretendem simplificar o fluxo de material para a expedição e garantir que através do
mínimo trabalho os requisitos sejam atendidos. Os princípios da expedição são:
*0 Selecionar unidades de movimentação eficientes em termos de custo e espaço:
*1 Para caixas soltas - paletes de madeira, de metal (têm como características a durabilidade
e capacidade de carga), de plástico (têm como características a durabilidade, limpeza e a
cor) e paletes que encaixam umas nas outras (têm como características a poupança de
espaço, mas não são duráveis nem suportam objetos pesados).
*2 Para artigos avulsos - tabuleiro empilhava ou rebatíveis e caixas de cartão. Os fatores de
seleção da opção mais apropriada incluem o impacto ambiental, custo inicial, ciclo de vida,
limpeza e o nível de proteção do produto.
*3 Minimizar os estragos no produto
*4 Agrupar e acondicionar artigos avulsos em caixas ou tabuleiros.
Para além de existir uma carga unitária para mover os materiais, o artigo deve ser
acondicionado dentro da unidade de carga. Para os artigos soltos em caixas ou tabuleiros
isso pode ser feito com, plásticos com bolhas, jornal e almofadas de ar.
*5 Agrupar e acondicionar as caixas soltas em paletes.
O processo mais popular é embrulhar as caixas no palete com tela plástica, mas também
podem ser usadas cintas de várias qualidades.
*6 Agrupar e acondicionar os paletes soltas nos caminhões.
O método mais comum são placas de espuma e madeira.
Planejamento do espaço para a expedição
As tarefas necessárias para a determinação do espaço necessário para a expedição são:
*7 Determinar o que é que é expedido.
Informações sobre o quê, quando e quanto vai ser expedido podem ser obtidas a partir de relatórios
de expedições anteriores (no caso de existirem), ou caso sejam expedições que nunca tenham tido
lugar naquele armazém, são feitos estudos de mercado para obter informações sobre o número de
carregamentos e de encomendas que vão ser expedidas. A partir destas informações escolhem-se
as transportadoras de acordo com as especificações desejadas.
*8 Determinar o número e o tipo de docas.
Se o número de saídas das transportadoras da doca seguir uma distribuição regular (Poisson) e se
estas não variarem com o tempo, devem ser feitas análises para determinar o número e tipo de
docas para serem utilizadas nesta atividade. Se o número de saídas da doca variar com a hora, dia
da semana ou com o número de camiões à espera, devem ser feitas simulações para esse cálculo.
*9 Determinar os requisitos de espaço dentro do armazém para a recepção.
1
O espaço interior do armazém têm de ter em conta locais tais como:
1. Espaços de conveniência pessoal;
2. Escritórios;
3. Espaços para guardar equipamentos de manutenção e transporte de material para movimentação
de cargas;
4. Locais para acondicionar dispositivos para coleta e tratamento do lixo;
5. Locais de descanso;
6. Espaço para guardar paletes e materiais para embalar.
Dicas de Separação de Produtos para Despacho
Antes do carregamento dos materiais no veículo, é necessária a separação física dos itens. Esses
materiais serão retirados dos seus locais de armazenagem e colocados na área de expedição para efetuar
o carregamento. Antes de realizar a separação física é importante analisar a estratégia de separação
adequada.
Essas estratégias visam aperfeiçoar o fluxo de movimentação interna e reduzir o tempo necessário para
separar um pedido, sendo elas: separação por pedido, por lote (agrupamento de faturas) ou por zona.
• Separação por pedido: o responsável separa um pedido por vez, pegando apenas os itens constantes
nessa solicitação. Essa estratégia é recomendada para operação de itens críticos e para baixo volume de
pedidos ou poucos itens.
• Separação por lote: o responsável consolida vários pedidos, verificando os materiais em comum.
Realiza-se a coleta da soma dos itens, posicionando-os em área específica para proceder à separação final
por pedido. Essa estratégia é recomendada para baixo volume de pedidos ou poucos itens.
• Separação por zona: o responsável por cada área de armazenagem (se houver) realiza a separação dos
materiais da sua zona listados na solicitação. O pedido só passa para a próxima zona se estiver
completamente atendido. Essa estratégia é recomendada para pedidos com alto número de itens e/ou com
itens diferenciados.
As características da Expedição para Carregamento e Despacho.
A atividade de expedição começa e acaba quando a transportadora passa a linha da propriedade do
estoque.
Antes de ser realizado o carregamento dos materiais separados para expedição, é importante que a equipe
do estoque faça a conferência dos itens, confrontando com o pedido da unidade administrativa requisitante.
Essa conferência deve ser efetuada novamente quando for feito o carregamento do veículo juntamente
com o motorista responsável, que verificará também a documentação da carga.
As atividades antecessoras à expedição são:
• Verificar se aquilo que o cliente pediu está pronto para ser expedido (condições para embarque)
• Unitizar e embalar a encomenda;
• Preparar os documentos da remessa (informação relativa aos artigos embalados, local para onde
vão ser enviados – (Check list)
• Ordenar e verificar a encomenda;
• Comparar a guia de remessa com a encomenda;
• Pesagem, para determinar os custos de envio da mercadoria;
• Juntar as encomendas por operador logístico (transportadora
• Identificar o veículo;
• Bloquear as rodas do veículo;
• Posicionar e fixar a dockboard;
• Carregar o veículo; (tarefa muitas vezes realizada pelo transportador).
• Despachar o veículo.
Os requisitos do armazém para a expedição são:
2
• Área suficiente para ordenar as encomendas;
• Escritório para guardar informações sobre os artigos expedidos e encomendas dos clientes;
• Área suficiente para estacionamento e manobra dos veículos;
• Existência de dockboards para facilitar o carregamento dos veículos.
Algumas características importantes do armazém para a expedição:
• Fluxo de materiais linear entre os veículos, zona de ordenação de mercadoria e áreas de
armazenagem;
• Fluxo contínuo sem paragens (congestionamentos) excessivos;
• Uma área concentrada de operações, que minimize a movimentação de materiais e aumente a
eficiência da supervisão;
• Movimentação eficiente de materiais;
• Operações seguras;
• Minimização de estragos;
• Fácil de limpar.
Qual a importância de se definir estratégias de carregamento.
As atividades de expedição ao contrario do que muitos pensam vai muito além do simples carregamento.
O carregamento consiste no ato de colocar em um veículo pré-definido os materiais solicitados e separados
para expedição
A definição de estratégias de carregamento dos materiais solicitados pelas unidades administrativas
requisitantes tem como objetivo garantir a organização das cargas a serem entregues e uma maior
produtividade do processo com a redução do tempo de carregamento.
Destacam-se, assim, duas estratégias de carregamento: a unitização das cargas e a organização das
cargas de acordo com a ordem das entregas a serem efetuadas.
Unitização das cargas
Essa estratégia consiste em agrupar diversos produtos solicitados, semelhantes ou diversos, formando
uma única carga, o que facilita o manuseio e o transporte dos materiais.
Para situações em que as entregas serão feitas por rota, atendendo assim mais de uma unidade
administrativa, a unitização dos pedidos pode ser feita por unidade requisitante, evitando que os itens se
misturem, o que poderia ocasionar atraso no descarregamento. Essa separação das cargas unitizadas
pode ser feita por meio de filmes plásticos, redes, contêineres, paletes, blocos, etc.
A unitização das cargas tem como vantagens: a redução de perdas, roubos e avarias; a redução dos
custos; a diminuição do uso de rótulos para identificar as cargas; e o aumento da eficiência e produtividade.
Organização das cargas de acordo com a ordem das entregas efetuadas
3
Essa estratégia consiste em efetuar o carregamento dos materiais solicitados de acordo com a ordem das
entregas a serem realizadas. Isto é, o último local de entrega deve ser o primeiro pedido a ser colocado no
veículo e o primeiro local de entrega deve ser o último pedido a ser carregado.
Dessa forma, os descarregamentos são feitos na ordem estipulada para a rota, ficando a primeira carga
mais perto da porta de saída do veículo, como mostra a ilustração abaixo.
A rotina dessas atividades varia conforme o tamanho e complexidade dos canais utilizados pelas empresas
que para portes maiores desenvolvem softwares específicos e esse envio passa a ser planejado via
sistema e a expedição então monitora a saída do almoxarifado dos produtos solicitados por uma unidade
administrativa requisitante.
Para realizar a expedição é emitido um documento específico do Sistema Integrado de Administração de
Materiais e Serviços (SIAD), visando comprovar o atendimento da solicitação. Esse documento é
transportado juntamente com o material solicitado para que a unidade requisitante assine e comprove o
recebimento dos itens.
Questões para revisão em grupo (recuperação contínua)
1. O que é a área de Expedição?
2. Qual A importância dessa área para a empresa?
3. Qual a intenção quando se estabelece os princípios para a expedição?
4. Oque deve se levar em conta para o planejamento do espaço na Expedição?
5. Quais locais devem ser lembrados quando pensado no espaço interior do armazém?
6. Comente sobre as estratégias de separação de pedido.
7. Oque é o carregamento?
8. Quais estratégias devem ser pensadas para o correto carregamento?
4
9. Comente sobre a importância da unitização das cargas.
10. Comente sobre a importância da organização das cargas de acordo com a ordem das entregas.
11. Oque é o SIAD?
5
9. Comente sobre a importância da unitização das cargas.
10. Comente sobre a importância da organização das cargas de acordo com a ordem das entregas.
11. Oque é o SIAD?
5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de recebimento_e_expedição
Apostila de recebimento_e_expediçãoApostila de recebimento_e_expedição
Apostila de recebimento_e_expedição
Claudio Santos
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
Jeverson Perin
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
Denis Carlos Sodré
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
Andrey Martins
 
Aula 3 logística empresarial
Aula 3   logística empresarialAula 3   logística empresarial
Aula 3 logística empresarial
Nadia Santana
 
3 slides - planejamento mestre da produção (mps)
3   slides - planejamento mestre da produção (mps)3   slides - planejamento mestre da produção (mps)
3 slides - planejamento mestre da produção (mps)
Caio Roberto de Souza Filho
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
Homero Alves de Lima
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
Érica Rangel
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Celso Alfaia Barbosa
 
História da Logística
História da LogísticaHistória da Logística
História da Logística
Robson Costa
 
Curso Gestão de Centro de Distribuição
Curso Gestão de Centro de DistribuiçãoCurso Gestão de Centro de Distribuição
Curso Gestão de Centro de Distribuição
PSC Log
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
Denis Carlos Sodré
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
Gilberto Freitas
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
RicardoSilva562385
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
Elisângela X. P. dos Santos
 
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiaisRecebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
Gustavo Pessoa
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Daniel Moura
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Mauro Enrique
 

Mais procurados (20)

Apostila de recebimento_e_expedição
Apostila de recebimento_e_expediçãoApostila de recebimento_e_expedição
Apostila de recebimento_e_expedição
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
Aula 3 logística empresarial
Aula 3   logística empresarialAula 3   logística empresarial
Aula 3 logística empresarial
 
3 slides - planejamento mestre da produção (mps)
3   slides - planejamento mestre da produção (mps)3   slides - planejamento mestre da produção (mps)
3 slides - planejamento mestre da produção (mps)
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
História da Logística
História da LogísticaHistória da Logística
História da Logística
 
Curso Gestão de Centro de Distribuição
Curso Gestão de Centro de DistribuiçãoCurso Gestão de Centro de Distribuição
Curso Gestão de Centro de Distribuição
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Layout de estoque
 
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
Tecnologia da Informação Aplicada à Logística
 
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiaisRecebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
Recebimento Armazenamento e Movimentação de materiais
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidos
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
 

Destaque

Inteligências Multiplas
Inteligências MultiplasInteligências Multiplas
Inteligências Multiplas
Nelci Barbosa
 
Aula med01
Aula med01Aula med01
Aula med01
Nelci Barbosa
 
Manual de protocolo e expedição de documentos
Manual de protocolo e expedição de documentosManual de protocolo e expedição de documentos
Manual de protocolo e expedição de documentos
Leimson Riverio Moreira
 
Protocolo ferramenta gerencial
Protocolo   ferramenta gerencialProtocolo   ferramenta gerencial
Protocolo ferramenta gerencial
Carlos Gonçalves
 
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
lucasjatem
 
Protocolo e arquivo
Protocolo e arquivoProtocolo e arquivo
Protocolo e arquivo
Geórgia Jôse Rodrigues Duraes
 
2. conceito de arquivo e de documento
2. conceito de arquivo e de documento2. conceito de arquivo e de documento
2. conceito de arquivo e de documento
pedroapeixoto
 
Arquivo
ArquivoArquivo
O arquivo
O arquivoO arquivo
O arquivo
Jorge Roberto
 
Técnicas de arquivamento classificação, organização, arquivos correntes e pr...
Técnicas de arquivamento  classificação, organização, arquivos correntes e pr...Técnicas de arquivamento  classificação, organização, arquivos correntes e pr...
Técnicas de arquivamento classificação, organização, arquivos correntes e pr...
Ligia Clausen
 
Aula 10 Noções de Arquivologia
Aula 10   Noções de Arquivologia Aula 10   Noções de Arquivologia
Aula 10 Noções de Arquivologia
Luiz Siles
 
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8  - Arquivos e Tecnicas de ArquivamentoAula 8  - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Charles Lima
 
metodos de arquivamento
metodos de arquivamentometodos de arquivamento
metodos de arquivamento
Carlos Eduardo Esmeraldo
 
Arquivo
ArquivoArquivo
Arquivo
dioguinho92
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Jader Windson
 
apostila arquivologia e protocolo
apostila arquivologia e protocoloapostila arquivologia e protocolo
apostila arquivologia e protocolo
Murilo Cesar
 
Tecnicas de arquivamento
Tecnicas de arquivamentoTecnicas de arquivamento
Tecnicas de arquivamento
Cursos Profissionalizantes
 

Destaque (18)

Inteligências Multiplas
Inteligências MultiplasInteligências Multiplas
Inteligências Multiplas
 
Aula med01
Aula med01Aula med01
Aula med01
 
Manual de protocolo e expedição de documentos
Manual de protocolo e expedição de documentosManual de protocolo e expedição de documentos
Manual de protocolo e expedição de documentos
 
Protocolo ferramenta gerencial
Protocolo   ferramenta gerencialProtocolo   ferramenta gerencial
Protocolo ferramenta gerencial
 
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
 
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
 
Protocolo e arquivo
Protocolo e arquivoProtocolo e arquivo
Protocolo e arquivo
 
2. conceito de arquivo e de documento
2. conceito de arquivo e de documento2. conceito de arquivo e de documento
2. conceito de arquivo e de documento
 
Arquivo
ArquivoArquivo
Arquivo
 
O arquivo
O arquivoO arquivo
O arquivo
 
Técnicas de arquivamento classificação, organização, arquivos correntes e pr...
Técnicas de arquivamento  classificação, organização, arquivos correntes e pr...Técnicas de arquivamento  classificação, organização, arquivos correntes e pr...
Técnicas de arquivamento classificação, organização, arquivos correntes e pr...
 
Aula 10 Noções de Arquivologia
Aula 10   Noções de Arquivologia Aula 10   Noções de Arquivologia
Aula 10 Noções de Arquivologia
 
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8  - Arquivos e Tecnicas de ArquivamentoAula 8  - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
 
metodos de arquivamento
metodos de arquivamentometodos de arquivamento
metodos de arquivamento
 
Arquivo
ArquivoArquivo
Arquivo
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
 
apostila arquivologia e protocolo
apostila arquivologia e protocoloapostila arquivologia e protocolo
apostila arquivologia e protocolo
 
Tecnicas de arquivamento
Tecnicas de arquivamentoTecnicas de arquivamento
Tecnicas de arquivamento
 

Semelhante a Aula med07

8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
ZPingarelho
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Teste de avaliação modulo 2 v14
Teste de avaliação modulo 2   v14Teste de avaliação modulo 2   v14
Teste de avaliação modulo 2 v14
Leonor Alves
 
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logísticoArtigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
ANDERSON TADEU BERNI
 
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OLUFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
TeresaAlves45
 
Layout
LayoutLayout
Layout
Queetlin
 
Parte 3 -sistemas_de_armazenagem
Parte 3 -sistemas_de_armazenagemParte 3 -sistemas_de_armazenagem
Parte 3 -sistemas_de_armazenagem
Wallace Rodrigues
 
Cross.docx felipe lucas (1)
Cross.docx felipe lucas (1)Cross.docx felipe lucas (1)
Cross.docx felipe lucas (1)
Felipe Lucas Silva
 
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&GAula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
Anderson Pontes
 
Gestão material dos stocks
Gestão material dos stocksGestão material dos stocks
Gestão material dos stocks
Beatriz123Letras
 
Apostila almoxarifado
Apostila almoxarifadoApostila almoxarifado
Apostila almoxarifado
Caroline Azeredo
 
Unidade ii.2 estratégia de distribuição
Unidade ii.2   estratégia de distribuiçãoUnidade ii.2   estratégia de distribuição
Unidade ii.2 estratégia de distribuição
Daniel Moura
 
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística EmpresarialGestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
Francisco Simas
 
Manual cross docking implementação
Manual cross docking implementaçãoManual cross docking implementação
Manual cross docking implementação
Alberto Cardoso
 
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
lourinha321
 
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdfRespostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
LuizFelipe925640
 
08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii
Homero Alves de Lima
 
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
roberttha87
 
Trabalho wms
Trabalho wmsTrabalho wms
Trabalho wms
Moises Ribeiro
 
Gestão de Armazéns
Gestão de ArmazénsGestão de Armazéns
Gestão de Armazéns
CLT Valuebased Services
 

Semelhante a Aula med07 (20)

8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
8509 - Coordenação da expedição em armazém.pptx
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Teste de avaliação modulo 2 v14
Teste de avaliação modulo 2   v14Teste de avaliação modulo 2   v14
Teste de avaliação modulo 2 v14
 
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logísticoArtigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
Artigo científico transporte centro de distribuição e operador logístico
 
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OLUFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
UFCD 8144 - Receção no Armazém - CEF - OL
 
Layout
LayoutLayout
Layout
 
Parte 3 -sistemas_de_armazenagem
Parte 3 -sistemas_de_armazenagemParte 3 -sistemas_de_armazenagem
Parte 3 -sistemas_de_armazenagem
 
Cross.docx felipe lucas (1)
Cross.docx felipe lucas (1)Cross.docx felipe lucas (1)
Cross.docx felipe lucas (1)
 
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&GAula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
Aula 02 - Atividades logisiticas e Modais de Transporte de P&G
 
Gestão material dos stocks
Gestão material dos stocksGestão material dos stocks
Gestão material dos stocks
 
Apostila almoxarifado
Apostila almoxarifadoApostila almoxarifado
Apostila almoxarifado
 
Unidade ii.2 estratégia de distribuição
Unidade ii.2   estratégia de distribuiçãoUnidade ii.2   estratégia de distribuição
Unidade ii.2 estratégia de distribuição
 
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística EmpresarialGestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
Gestão da Cadeia de Suprimentos - Logística Empresarial
 
Manual cross docking implementação
Manual cross docking implementaçãoManual cross docking implementação
Manual cross docking implementação
 
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
3. npc armaz. movim.entacao e_localizacao
 
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdfRespostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
 
08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii
 
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
{00 e04572 6294-430b-b84a-8258c8133585}-unidade 6
 
Trabalho wms
Trabalho wmsTrabalho wms
Trabalho wms
 
Gestão de Armazéns
Gestão de ArmazénsGestão de Armazéns
Gestão de Armazéns
 

Aula med07

  • 1. Competência - Analisar os conceitos e princípios das operações da expedição de materiais. Habilidades - Decidir quais modais são adequados para cada tipo de operação do processo de expedição Unidade 07 - O que é a área de Expedição. A expedição é uma atividade dentro dos estoques que se realiza depois do produto acabado ser vendido e devidamente embalado, deixando esse produto preparado para seu envio ao cliente. Qual a importância da expedição. A expedição tem como objetivo atender às demandas das unidades administrativas requisitantes, fornecendo os materiais requisitados que estão armazenados no estoque de PA), de forma eficiente, visando atender adequadamente aos pedidos das unidades de acordo com o que foi realmente solicitado e em tempo hábil. Princípios da expedição. Muitos dos princípios que se aplicam na recepção (recebimento) também podem ser aplicados na expedição, mas no sentido contrário (na recepção os produtos entram no armazém e na expedição os produtos saem). Os seguintes princípios servem como guia da atividade de expedição para dar-lhe uma maior dinâmica. Estes pretendem simplificar o fluxo de material para a expedição e garantir que através do mínimo trabalho os requisitos sejam atendidos. Os princípios da expedição são: *0 Selecionar unidades de movimentação eficientes em termos de custo e espaço: *1 Para caixas soltas - paletes de madeira, de metal (têm como características a durabilidade e capacidade de carga), de plástico (têm como características a durabilidade, limpeza e a cor) e paletes que encaixam umas nas outras (têm como características a poupança de espaço, mas não são duráveis nem suportam objetos pesados). *2 Para artigos avulsos - tabuleiro empilhava ou rebatíveis e caixas de cartão. Os fatores de seleção da opção mais apropriada incluem o impacto ambiental, custo inicial, ciclo de vida, limpeza e o nível de proteção do produto. *3 Minimizar os estragos no produto *4 Agrupar e acondicionar artigos avulsos em caixas ou tabuleiros. Para além de existir uma carga unitária para mover os materiais, o artigo deve ser acondicionado dentro da unidade de carga. Para os artigos soltos em caixas ou tabuleiros isso pode ser feito com, plásticos com bolhas, jornal e almofadas de ar. *5 Agrupar e acondicionar as caixas soltas em paletes. O processo mais popular é embrulhar as caixas no palete com tela plástica, mas também podem ser usadas cintas de várias qualidades. *6 Agrupar e acondicionar os paletes soltas nos caminhões. O método mais comum são placas de espuma e madeira. Planejamento do espaço para a expedição As tarefas necessárias para a determinação do espaço necessário para a expedição são: *7 Determinar o que é que é expedido. Informações sobre o quê, quando e quanto vai ser expedido podem ser obtidas a partir de relatórios de expedições anteriores (no caso de existirem), ou caso sejam expedições que nunca tenham tido lugar naquele armazém, são feitos estudos de mercado para obter informações sobre o número de carregamentos e de encomendas que vão ser expedidas. A partir destas informações escolhem-se as transportadoras de acordo com as especificações desejadas. *8 Determinar o número e o tipo de docas. Se o número de saídas das transportadoras da doca seguir uma distribuição regular (Poisson) e se estas não variarem com o tempo, devem ser feitas análises para determinar o número e tipo de docas para serem utilizadas nesta atividade. Se o número de saídas da doca variar com a hora, dia da semana ou com o número de camiões à espera, devem ser feitas simulações para esse cálculo. *9 Determinar os requisitos de espaço dentro do armazém para a recepção. 1
  • 2. O espaço interior do armazém têm de ter em conta locais tais como: 1. Espaços de conveniência pessoal; 2. Escritórios; 3. Espaços para guardar equipamentos de manutenção e transporte de material para movimentação de cargas; 4. Locais para acondicionar dispositivos para coleta e tratamento do lixo; 5. Locais de descanso; 6. Espaço para guardar paletes e materiais para embalar. Dicas de Separação de Produtos para Despacho Antes do carregamento dos materiais no veículo, é necessária a separação física dos itens. Esses materiais serão retirados dos seus locais de armazenagem e colocados na área de expedição para efetuar o carregamento. Antes de realizar a separação física é importante analisar a estratégia de separação adequada. Essas estratégias visam aperfeiçoar o fluxo de movimentação interna e reduzir o tempo necessário para separar um pedido, sendo elas: separação por pedido, por lote (agrupamento de faturas) ou por zona. • Separação por pedido: o responsável separa um pedido por vez, pegando apenas os itens constantes nessa solicitação. Essa estratégia é recomendada para operação de itens críticos e para baixo volume de pedidos ou poucos itens. • Separação por lote: o responsável consolida vários pedidos, verificando os materiais em comum. Realiza-se a coleta da soma dos itens, posicionando-os em área específica para proceder à separação final por pedido. Essa estratégia é recomendada para baixo volume de pedidos ou poucos itens. • Separação por zona: o responsável por cada área de armazenagem (se houver) realiza a separação dos materiais da sua zona listados na solicitação. O pedido só passa para a próxima zona se estiver completamente atendido. Essa estratégia é recomendada para pedidos com alto número de itens e/ou com itens diferenciados. As características da Expedição para Carregamento e Despacho. A atividade de expedição começa e acaba quando a transportadora passa a linha da propriedade do estoque. Antes de ser realizado o carregamento dos materiais separados para expedição, é importante que a equipe do estoque faça a conferência dos itens, confrontando com o pedido da unidade administrativa requisitante. Essa conferência deve ser efetuada novamente quando for feito o carregamento do veículo juntamente com o motorista responsável, que verificará também a documentação da carga. As atividades antecessoras à expedição são: • Verificar se aquilo que o cliente pediu está pronto para ser expedido (condições para embarque) • Unitizar e embalar a encomenda; • Preparar os documentos da remessa (informação relativa aos artigos embalados, local para onde vão ser enviados – (Check list) • Ordenar e verificar a encomenda; • Comparar a guia de remessa com a encomenda; • Pesagem, para determinar os custos de envio da mercadoria; • Juntar as encomendas por operador logístico (transportadora • Identificar o veículo; • Bloquear as rodas do veículo; • Posicionar e fixar a dockboard; • Carregar o veículo; (tarefa muitas vezes realizada pelo transportador). • Despachar o veículo. Os requisitos do armazém para a expedição são: 2
  • 3. • Área suficiente para ordenar as encomendas; • Escritório para guardar informações sobre os artigos expedidos e encomendas dos clientes; • Área suficiente para estacionamento e manobra dos veículos; • Existência de dockboards para facilitar o carregamento dos veículos. Algumas características importantes do armazém para a expedição: • Fluxo de materiais linear entre os veículos, zona de ordenação de mercadoria e áreas de armazenagem; • Fluxo contínuo sem paragens (congestionamentos) excessivos; • Uma área concentrada de operações, que minimize a movimentação de materiais e aumente a eficiência da supervisão; • Movimentação eficiente de materiais; • Operações seguras; • Minimização de estragos; • Fácil de limpar. Qual a importância de se definir estratégias de carregamento. As atividades de expedição ao contrario do que muitos pensam vai muito além do simples carregamento. O carregamento consiste no ato de colocar em um veículo pré-definido os materiais solicitados e separados para expedição A definição de estratégias de carregamento dos materiais solicitados pelas unidades administrativas requisitantes tem como objetivo garantir a organização das cargas a serem entregues e uma maior produtividade do processo com a redução do tempo de carregamento. Destacam-se, assim, duas estratégias de carregamento: a unitização das cargas e a organização das cargas de acordo com a ordem das entregas a serem efetuadas. Unitização das cargas Essa estratégia consiste em agrupar diversos produtos solicitados, semelhantes ou diversos, formando uma única carga, o que facilita o manuseio e o transporte dos materiais. Para situações em que as entregas serão feitas por rota, atendendo assim mais de uma unidade administrativa, a unitização dos pedidos pode ser feita por unidade requisitante, evitando que os itens se misturem, o que poderia ocasionar atraso no descarregamento. Essa separação das cargas unitizadas pode ser feita por meio de filmes plásticos, redes, contêineres, paletes, blocos, etc. A unitização das cargas tem como vantagens: a redução de perdas, roubos e avarias; a redução dos custos; a diminuição do uso de rótulos para identificar as cargas; e o aumento da eficiência e produtividade. Organização das cargas de acordo com a ordem das entregas efetuadas 3
  • 4. Essa estratégia consiste em efetuar o carregamento dos materiais solicitados de acordo com a ordem das entregas a serem realizadas. Isto é, o último local de entrega deve ser o primeiro pedido a ser colocado no veículo e o primeiro local de entrega deve ser o último pedido a ser carregado. Dessa forma, os descarregamentos são feitos na ordem estipulada para a rota, ficando a primeira carga mais perto da porta de saída do veículo, como mostra a ilustração abaixo. A rotina dessas atividades varia conforme o tamanho e complexidade dos canais utilizados pelas empresas que para portes maiores desenvolvem softwares específicos e esse envio passa a ser planejado via sistema e a expedição então monitora a saída do almoxarifado dos produtos solicitados por uma unidade administrativa requisitante. Para realizar a expedição é emitido um documento específico do Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços (SIAD), visando comprovar o atendimento da solicitação. Esse documento é transportado juntamente com o material solicitado para que a unidade requisitante assine e comprove o recebimento dos itens. Questões para revisão em grupo (recuperação contínua) 1. O que é a área de Expedição? 2. Qual A importância dessa área para a empresa? 3. Qual a intenção quando se estabelece os princípios para a expedição? 4. Oque deve se levar em conta para o planejamento do espaço na Expedição? 5. Quais locais devem ser lembrados quando pensado no espaço interior do armazém? 6. Comente sobre as estratégias de separação de pedido. 7. Oque é o carregamento? 8. Quais estratégias devem ser pensadas para o correto carregamento? 4
  • 5. 9. Comente sobre a importância da unitização das cargas. 10. Comente sobre a importância da organização das cargas de acordo com a ordem das entregas. 11. Oque é o SIAD? 5
  • 6. 9. Comente sobre a importância da unitização das cargas. 10. Comente sobre a importância da organização das cargas de acordo com a ordem das entregas. 11. Oque é o SIAD? 5