SlideShare uma empresa Scribd logo
Max Weber:
Ações Sociais & Dominação

       Fábio Nogueira, MSc.
Agentes Sociais

1.    Indivíduo
2.    Grupos ou Organizações
3.    Instituições de Controle Social
4.    Sociedade

    Podem agir separadamente ou em grupos
4 tipos de Ação Social


                       1.    Tradicional

                        2.   Emocional

3.   Racional com relação a Valores

     4.   Racional com relação a Fins
Ação Social Tradicional


   Indivíduo age por hábito

   Raramente questiona seu comportamento e
    não sabe porque se comporta desse jeito

   Comportamento é vinculado com valores e
    cultura do grupo social de referência
Ação Social Emocional



 Se   baseia nos sentimentos

 Também    não questiona a validade do
 comportamento
Ação Social Racional com
                         relação a Valores


 Os   meios justificam os fins

 Busca     referência na Ética, Justiça,
 Honestidade, Honradez, Amizade, etc

 Não   se faz qualquer coisa para alcançar
 um objetivo
Ação Social Racional
                              relação a Fins


 Os   fins justificam os meios

 Foco   no resultado

 Justifica   comportamentos anti-éticos
 para se conseguir os objetivos
O relativismo sobre a Ação Social
   Ao trazer a ideia de percepção da expectativa e dar
    importância à subjetividade, Weber mostra que a
    objetividade da Sociologia não é uma garantia

   Os comportamentos dos agentes sociais (indivíduo,
    organizações, instituições) não são previsíveis

   A decisão sobre qual comportamento adotar
    acontece durante a interação

   Os comportamentos são atualizados buscando
    utilidade nos resultados das relações sociais
Se o comportamento é imprevisível,
       como fica isso em relação às normas?
   A relação com as normas também será apenas
    uma probabilidade
   A norma, enquanto fato social, é anterior ao
    indivíduo
   As normas e regras são subjetivadas
   A reação do indivíduo às normas será
    imprevisível, subjetiva e baseada em interesses
   Assim, a cultura, as normas e os gestores como
    operadores e guardiães das normas são também
    subjetivos
A Força do Poder
   Num ambiente “democrático”, o colaborador imagina que
    o gestor vai protegê-lo, dar condições de trabalho e não
    aterrorizá-lo ou maltratá-lo
   Numa gestão autoritária, tirânica e despótica, a coerção
    é uma violência (assédio moral, por exemplo) que leva o
    cidadão a cumprir as normas por obrigação
    (necessidade de sobrevivência)
   Quanto maior a repressão, maior a desobediência;
    quanto maior a desobediência, maior a repressão
   Leis trabalhistas para garantir condições mínimas de
    trabalho
Exercícios para esta aula
1.   O que é agente social? Quais são os agentes
     sociais?

2.   O que é Ação Social? Quais os tipos de Ação
     Social?

3.   Por que os indivíduos aceitam um mínimo de
     coerção por parte do Estado?

4.   Quais os tipos de Dominação segundo Weber?
     Quais são suas características?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Max weber
Max weberMax weber
Max weber
Davi Islabao
 
Weber para Ensino Médio
Weber para Ensino MédioWeber para Ensino Médio
Weber para Ensino Médio
Matheus Rodrigues
 
Atividadetres 121203202245-phpapp09
Atividadetres 121203202245-phpapp09Atividadetres 121203202245-phpapp09
Atividadetres 121203202245-phpapp09
retkelly
 
A sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEIA sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEI
Lucio Braga
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
Carmem Rocha
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
professorleo1989
 
Max weber apresentação
Max weber   apresentaçãoMax weber   apresentação
Max weber apresentação
Joaquim Neto
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
Colegio GGE
 
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasTeóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Otávio Miécio Santos Sampaio
 
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado WeberianoMax Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Luiz1123
 
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Flávia De Mattos Motta
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cap 4 max weber
Cap 4  max weberCap 4  max weber
Cap 4 max weber
Péricles Penuel
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
Alison Nunes
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
Mauricio Serafim
 
O objeto da sociologia e a objetividade do
O objeto da sociologia e a objetividade doO objeto da sociologia e a objetividade do
O objeto da sociologia e a objetividade do
Davi Islabao
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
guest1ce0422
 
A sociedade e a relação entre o indivíduo
A  sociedade e a relação entre o indivíduoA  sociedade e a relação entre o indivíduo
A sociedade e a relação entre o indivíduo
Caio Vinícius
 
A sociologia alemã max weber
A sociologia alemã   max weberA sociologia alemã   max weber
A sociologia alemã max weber
mundica broda
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Turma Olímpica
 

Mais procurados (20)

Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Weber para Ensino Médio
Weber para Ensino MédioWeber para Ensino Médio
Weber para Ensino Médio
 
Atividadetres 121203202245-phpapp09
Atividadetres 121203202245-phpapp09Atividadetres 121203202245-phpapp09
Atividadetres 121203202245-phpapp09
 
A sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEIA sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEI
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
 
Max weber apresentação
Max weber   apresentaçãoMax weber   apresentação
Max weber apresentação
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasTeóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
 
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado WeberianoMax Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
 
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Cap 4 max weber
Cap 4  max weberCap 4  max weber
Cap 4 max weber
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
 
O objeto da sociologia e a objetividade do
O objeto da sociologia e a objetividade doO objeto da sociologia e a objetividade do
O objeto da sociologia e a objetividade do
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
 
A sociedade e a relação entre o indivíduo
A  sociedade e a relação entre o indivíduoA  sociedade e a relação entre o indivíduo
A sociedade e a relação entre o indivíduo
 
A sociologia alemã max weber
A sociologia alemã   max weberA sociologia alemã   max weber
A sociologia alemã max weber
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
 

Semelhante a Aula 7 max weber - ações sociais e dominação

Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
 Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar. Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
2014 conceitos básicos sociologia
2014 conceitos básicos sociologia2014 conceitos básicos sociologia
2014 conceitos básicos sociologia
Felipe Hiago
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
Marcelo Anjos
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoais
Silvia Revez
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoais
Silvia Revez
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Matheus Alves
 
Resumo Psicologia 2º P
Resumo Psicologia 2º PResumo Psicologia 2º P
Resumo Psicologia 2º P
Jorge Barbosa
 
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivoA organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
Anderson Cássio Oliveira
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Interação social e papéis sociais
Interação social e papéis sociaisInteração social e papéis sociais
Interação social e papéis sociais
turma12c
 
Modulo3
Modulo3Modulo3
Modulo3
carlossono
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
Laércio Góes
 
Resumo relações interpessoais
Resumo relações interpessoaisResumo relações interpessoais
Resumo relações interpessoais
Jorge Barbosa
 
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptxaula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
matheuschagas71
 
2.7 e-2.8-weber-2o-em
2.7 e-2.8-weber-2o-em2.7 e-2.8-weber-2o-em
2.7 e-2.8-weber-2o-em
José Soares Filho
 
Comportamento humano e moral
Comportamento humano e moralComportamento humano e moral
Comportamento humano e moral
pedrotitos mungoi
 
As relações interpessoais questões chave
As relações interpessoais   questões chaveAs relações interpessoais   questões chave
As relações interpessoais questões chave
Marcelo Anjos
 
Normas sociais e influencia social
Normas sociais e influencia socialNormas sociais e influencia social
Normas sociais e influencia social
Claudia Martinho
 
Revisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ anoRevisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ ano
Rosana Sousa
 
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitosADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
Fábio Nogueira, PhD
 

Semelhante a Aula 7 max weber - ações sociais e dominação (20)

Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
 Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar. Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.
 
2014 conceitos básicos sociologia
2014 conceitos básicos sociologia2014 conceitos básicos sociologia
2014 conceitos básicos sociologia
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoais
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoais
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Resumo Psicologia 2º P
Resumo Psicologia 2º PResumo Psicologia 2º P
Resumo Psicologia 2º P
 
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivoA organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
A organização como contexto social e desenvolvimento cognitivo
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Filosofia 4
 
Interação social e papéis sociais
Interação social e papéis sociaisInteração social e papéis sociais
Interação social e papéis sociais
 
Modulo3
Modulo3Modulo3
Modulo3
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
 
Resumo relações interpessoais
Resumo relações interpessoaisResumo relações interpessoais
Resumo relações interpessoais
 
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptxaula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
aula-psicologiasocial-140317210229-phpapp02-convertido.pptx
 
2.7 e-2.8-weber-2o-em
2.7 e-2.8-weber-2o-em2.7 e-2.8-weber-2o-em
2.7 e-2.8-weber-2o-em
 
Comportamento humano e moral
Comportamento humano e moralComportamento humano e moral
Comportamento humano e moral
 
As relações interpessoais questões chave
As relações interpessoais   questões chaveAs relações interpessoais   questões chave
As relações interpessoais questões chave
 
Normas sociais e influencia social
Normas sociais e influencia socialNormas sociais e influencia social
Normas sociais e influencia social
 
Revisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ anoRevisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ ano
 
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitosADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
ADM e Sociedade - Aula 6 - Ações sociais, subjetividade e conflitos
 

Mais de Fábio Nogueira, PhD

Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidadeUbuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
Fábio Nogueira, PhD
 
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
Fábio Nogueira, PhD
 
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.065 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
Fábio Nogueira, PhD
 
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
Fábio Nogueira, PhD
 
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.065 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
Fábio Nogueira, PhD
 
Estudo de Caso - AB Inbev 2014
Estudo de Caso - AB Inbev 2014Estudo de Caso - AB Inbev 2014
Estudo de Caso - AB Inbev 2014
Fábio Nogueira, PhD
 
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-TerapiaAspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
Fábio Nogueira, PhD
 
Small Talk - My mormon host family and I
Small Talk - My mormon host family and ISmall Talk - My mormon host family and I
Small Talk - My mormon host family and I
Fábio Nogueira, PhD
 
Palestra UP (versão video)
Palestra UP (versão video)Palestra UP (versão video)
Palestra UP (versão video)
Fábio Nogueira, PhD
 
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
Fábio Nogueira, PhD
 
New perspectrives for your career - the world is liquid
New perspectrives for your career - the world is liquidNew perspectrives for your career - the world is liquid
New perspectrives for your career - the world is liquid
Fábio Nogueira, PhD
 
Empreendedorismo 11 - Plano Operacional
Empreendedorismo 11 - Plano OperacionalEmpreendedorismo 11 - Plano Operacional
Empreendedorismo 11 - Plano Operacional
Fábio Nogueira, PhD
 
Empreendedorismo 8 - Marketing
Empreendedorismo 8 - MarketingEmpreendedorismo 8 - Marketing
Empreendedorismo 8 - Marketing
Fábio Nogueira, PhD
 
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitchEmpreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
Fábio Nogueira, PhD
 
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócioEmpreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
Fábio Nogueira, PhD
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias FenomenológicasPSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
Fábio Nogueira, PhD
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e AtitudePSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
Fábio Nogueira, PhD
 
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
Fábio Nogueira, PhD
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing EventoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
Fábio Nogueira, PhD
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
Fábio Nogueira, PhD
 

Mais de Fábio Nogueira, PhD (20)

Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidadeUbuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
Ubuntu - Nós fazem(os) nossa comunidade
 
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
Aprenda a ser menos ansioso seguindo sete dicas inusitadas - A Gazeta 01.04
 
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.065 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
 
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
Perder peso e amizades virtuais - A Gazeta 26.04
 
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.065 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
5 dicas para educar os filhos respeitando a privacidade - A Gazeta 21.06
 
Estudo de Caso - AB Inbev 2014
Estudo de Caso - AB Inbev 2014Estudo de Caso - AB Inbev 2014
Estudo de Caso - AB Inbev 2014
 
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-TerapiaAspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
Aspectos históricos, teóricos e terapêuticos da Gestalt-Terapia
 
Small Talk - My mormon host family and I
Small Talk - My mormon host family and ISmall Talk - My mormon host family and I
Small Talk - My mormon host family and I
 
Palestra UP (versão video)
Palestra UP (versão video)Palestra UP (versão video)
Palestra UP (versão video)
 
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
Novas perspectivas para sua carreira (WS - UVV)
 
New perspectrives for your career - the world is liquid
New perspectrives for your career - the world is liquidNew perspectrives for your career - the world is liquid
New perspectrives for your career - the world is liquid
 
Empreendedorismo 11 - Plano Operacional
Empreendedorismo 11 - Plano OperacionalEmpreendedorismo 11 - Plano Operacional
Empreendedorismo 11 - Plano Operacional
 
Empreendedorismo 8 - Marketing
Empreendedorismo 8 - MarketingEmpreendedorismo 8 - Marketing
Empreendedorismo 8 - Marketing
 
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitchEmpreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
Empreendedorismo 15 - Montando minha apresentação de pitch
 
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócioEmpreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
Empreendedorismo 4 - Montando o primeiro negócio
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias FenomenológicasPSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 6 - Teorias Fenomenológicas
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e AtitudePSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL _ Aula 9 - Percepção e Atitude
 
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
Reportagem sobre Mentira - A Tribuna 27.07.14
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing EventoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula TE - Briefing Evento
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 5 - TICs e a Comunicação
 

Último

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 

Último (20)

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 

Aula 7 max weber - ações sociais e dominação

  • 1. Max Weber: Ações Sociais & Dominação Fábio Nogueira, MSc.
  • 2. Agentes Sociais 1. Indivíduo 2. Grupos ou Organizações 3. Instituições de Controle Social 4. Sociedade  Podem agir separadamente ou em grupos
  • 3. 4 tipos de Ação Social 1. Tradicional 2. Emocional 3. Racional com relação a Valores 4. Racional com relação a Fins
  • 4. Ação Social Tradicional  Indivíduo age por hábito  Raramente questiona seu comportamento e não sabe porque se comporta desse jeito  Comportamento é vinculado com valores e cultura do grupo social de referência
  • 5. Ação Social Emocional  Se baseia nos sentimentos  Também não questiona a validade do comportamento
  • 6. Ação Social Racional com relação a Valores  Os meios justificam os fins  Busca referência na Ética, Justiça, Honestidade, Honradez, Amizade, etc  Não se faz qualquer coisa para alcançar um objetivo
  • 7. Ação Social Racional relação a Fins  Os fins justificam os meios  Foco no resultado  Justifica comportamentos anti-éticos para se conseguir os objetivos
  • 8. O relativismo sobre a Ação Social  Ao trazer a ideia de percepção da expectativa e dar importância à subjetividade, Weber mostra que a objetividade da Sociologia não é uma garantia  Os comportamentos dos agentes sociais (indivíduo, organizações, instituições) não são previsíveis  A decisão sobre qual comportamento adotar acontece durante a interação  Os comportamentos são atualizados buscando utilidade nos resultados das relações sociais
  • 9. Se o comportamento é imprevisível, como fica isso em relação às normas?  A relação com as normas também será apenas uma probabilidade  A norma, enquanto fato social, é anterior ao indivíduo  As normas e regras são subjetivadas  A reação do indivíduo às normas será imprevisível, subjetiva e baseada em interesses  Assim, a cultura, as normas e os gestores como operadores e guardiães das normas são também subjetivos
  • 10. A Força do Poder  Num ambiente “democrático”, o colaborador imagina que o gestor vai protegê-lo, dar condições de trabalho e não aterrorizá-lo ou maltratá-lo  Numa gestão autoritária, tirânica e despótica, a coerção é uma violência (assédio moral, por exemplo) que leva o cidadão a cumprir as normas por obrigação (necessidade de sobrevivência)  Quanto maior a repressão, maior a desobediência; quanto maior a desobediência, maior a repressão  Leis trabalhistas para garantir condições mínimas de trabalho
  • 11. Exercícios para esta aula 1. O que é agente social? Quais são os agentes sociais? 2. O que é Ação Social? Quais os tipos de Ação Social? 3. Por que os indivíduos aceitam um mínimo de coerção por parte do Estado? 4. Quais os tipos de Dominação segundo Weber? Quais são suas características?