Max WEBER 
1864-1920 
ESCOLA SOCIOLÓGICA 
IDEALISMO ALEMÃO 
Profº Altair Aguilar 
Principais contribuições: 
Estabelece co...
Objeto de estudo: AÇÃO SOCIAL 
Conduta humana (ato, omissão ou permissão) dotada 
de sentido subjetivo dado por quem execu...
Condutas reativas 
São condutas destituídas de sentido, pois não se 
conectam às ações do outro, portanto não são 
ações s...
Você consegue compreender essas ações? 
1- Uma pessoa desejando comprar sua casa própria 
avalia suas despesas mensais, se...
Tipos puros de ação social 
Racionais 
Objetivos claros e 
estratégias para 
alcançá-los bem 
definidas. 
Leva-se em 
cons...
Relação Social 
Conduta plural, reciprocamente orientada, 
dotada de conteúdos significativos e 
expectativas. 
Não há nec...
Tipos puros de relação social 
Associativas 
Apóia-se num acordo de interesses motivado 
racionalmente. 
Mais caracterizad...
Associativa ou Comunitária ?
Escola Trabalho Religião 
Estado Família Moral
Tipo Ideal - Puro 
Modelo conceitual elaborado pelo cientista que 
serve de referência para análise da realidade. 
Permite...
Racionalizaçã 
o 
DDeesseennccaannttaammeennttoo 
Indícios do desencantamento 
Predomínio da razão; da ciência; da 
técnic...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.

419 visualizações

Publicada em

Sociologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia - Max weber - Prof.Altair Aguilar.

  1. 1. Max WEBER 1864-1920 ESCOLA SOCIOLÓGICA IDEALISMO ALEMÃO Profº Altair Aguilar Principais contribuições: Estabelece como ponto de partida da análise sociológica a ação individual; Base para o relativismo cultural; Crítica ao determinismo social positivista.
  2. 2. Objeto de estudo: AÇÃO SOCIAL Conduta humana (ato, omissão ou permissão) dotada de sentido subjetivo dado por quem executa tendo em vista a ação de outro(s) indivíduo(s). Quem dá sentido ao social é o indivíduo; As ações sociais são dotadas de causa, intenção e expectativa; Nem toda ação individual é social.
  3. 3. Condutas reativas São condutas destituídas de sentido, pois não se conectam às ações do outro, portanto não são ações sociais. Homogênea ou instintiva Imitativa ou de multidão Execução provocada por pressões naturais ou fisiológicas. São espelhadas na conduta de outros: condicionada pelas massas.
  4. 4. Você consegue compreender essas ações? 1- Uma pessoa desejando comprar sua casa própria avalia suas despesas mensais, seus recursos financeiros e estipula uma estratégia para alcançar seu objetivo. 2- Alguém que denuncia uma facção criminosa existente em seu bairro mesmo sabendo que isso pode colocá-la em situação de perigo. 3- Um aluno chega em sua sala de aula e senta-se na mesma carteira (cadeira) de sempre. 4- Um rapaz que, vendo sua namorada conversando com outro homem, deixa-se possuir pelo ciúme e vai tirar satisfações sobre o acontecimento.
  5. 5. Tipos puros de ação social Racionais Objetivos claros e estratégias para alcançá-los bem definidas. Leva-se em consideração as convicções e fidelidade a certos valores ao agir. Com relação a fins Com relação a valores Irracionais Afetiva Tradicional É aquela advinda de emoções imediatas: vingança, desespero, inveja e Hábitos e costumes arraigados são a principal motivação.
  6. 6. Relação Social Conduta plural, reciprocamente orientada, dotada de conteúdos significativos e expectativas. Não há necessidade de correspondência quanto ao conteúdo; Podem ser efêmeras (passageiras) ou duráveis; Pode alterar o sentido durante a execução.
  7. 7. Tipos puros de relação social Associativas Apóia-se num acordo de interesses motivado racionalmente. Mais caracterizadas por elementos impessoais, contratuais, formais, etc. Comunitárias Fundada num sentimento subjetivo de pertencimento mútuo. Mais caracterizadas por elementos pessoais, afetivos, informais, etc.
  8. 8. Associativa ou Comunitária ?
  9. 9. Escola Trabalho Religião Estado Família Moral
  10. 10. Tipo Ideal - Puro Modelo conceitual elaborado pelo cientista que serve de referência para análise da realidade. Permite conceituar a realidade pOa rccieinatilsmta esonctieal; ao tentar entender a realidade destaca dela seus aspectos mais relevantes cujo critério de seleção são seus valores pessoais. Definição Aplicação Da comparação entre o projetado (tipo ideal) e o encontrado, chega-se à conclusões/resultados. Ele é abstrato, racional e unilateral
  11. 11. Racionalizaçã o DDeesseennccaannttaammeennttoo Indícios do desencantamento Predomínio da razão; da ciência; da técnica Prevalência da lógica do capital; Decadência da cultura (vista como mercadoria); Progresso econômico / científico não acompanhado da diminuição da desigualdade social.

×