SlideShare uma empresa Scribd logo
TEORIA SOCIOLÓGICA
SOCIOLOGIA COMO CIÊNCIA
 Èmile Durkheim – Sociologia Positivista
(teoria do consenso)
 Max Weber – Sociologia Compreensiva
(interpretação/significado)
 Karl Marx – Sociologia Revolucionária
(teoria do conflito)
SOCIOLOGIA POSITIVISTA
ÈMILE DURKHEIM
 Ciência das instituições, de sua gênese e do seu
funcionamento. Ou seja: de toda a crença, todo
comportamento instituído pela coletividade (a vida
social está no todo e não nas partes)
 sociedade = organismo
 estados normais (saudáveis) e patológicos
(doentios)
SOCIOLOGIA POSITIVISTA
ÈMILE DURKHEIM
 Fatos Sociais
→ algo dotado de vida própria, externo aos
membros da sociedade e que exerce sobre seus
corações e mentes uma autoridade que os leva a
agir, sentir, pensar de determinadas maneiras
SOCIOLOGIA POSITIVISTA
ÈMILE DURKHEIM
● coerção – força que os fatos exercem sobre os
indivíduos, levando-os a conformarem-se às regras da
sociedade em que vivem, independentemente de sua
vontade e escolha. Ex: formação familiar
● exterioridade – os fatos existem e atuam sobre os
indivíduos independentemente de sua vontade ou adesão
consciente. Ex: costumes
● generalidade – é social todo fato que é geral, que se
repete em todos os indivíduos ou na maioria deles. Ex:
moral, formas de habitação
● os fatos são considerados em suas manifestações
coletivas, e não individuais ou acidentais → são
internalizados através do processo educativo (formal /
informal) → as regras são transformadas em hábitos
SOCIOLOGIA POSITIVISTA
ÈMILE DURKHEIM
Os fatos sociais têm existência própria e independem
daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular
→ formas padronizadas de conduta e pensamento
● consciência coletiva: conjunto de crenças e
sentimentos comuns à média dos membros de uma
mesma sociedade, que forma um sistema
determinado com vida própria (representação)
→ se impõe aos indivíduos por gerações
→ é a forma moral vigente na sociedade
→ definem o que é considerado “imoral”,
“reprovável”, “criminoso”
SOCIOLOGIA COMPREENSIVA
MAX WEBER
 Ciência que pretende compreender
interpretativamente a ação social e assim explicá-la
causalmente em seu curso e em seus efeitos /
perspectiva histórica
 → o desenvolvimento da indústria e a
expansão marítima e comercial colocaram a
Europa em contato com outras culturas e outras
sociedades, obrigando seus pensadores a um
esforço interpretativo da diversidade social
 *pensamento alemão → diversidade
 *pensamento inglês / francês → universalidade
SOCIOLOGIA COMPREENSIVA
MAX WEBER
 Não existe oposição entre indivíduo e sociedade
● as normas sociais só se tornam concretas
quando se manifestam em cada indivíduo sob a
forma de motivação (motivado pela tradição, por
interesses racionais ou pela emotividade) → o
motivo, quando se manifesta na ação concreta, dá
a ela um caráter: “econômico”, “político”, “religioso”,
etc
≠ positivistas: ordem social submete os indivíduos
como força exterior a eles
SOCIOLOGIA COMPREENSIVA
MAX WEBER
 Ação social → conduta humana dotada de sentido
(justificativa subjetivamente elaborada: o sentido é
aquele que motiva a ação social / é o indivíduo
que, através dos valores sociais e de sua
motivação, produz o sentido da ação social)
 ● a ação é social quando possui sentido →
indivíduo age levando em conta a resposta ou
reação de outros indivíduos
SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA
KARL MARX
 Proposta de uma ampla transformação política,
econômica e social
 Adquiriu dimensões de ideal revolucionário e ação
política efetiva
 Alienação econômica: o capitalismo alienou
(separou) o trabalhador de seus meios de
produção e expropriou o produto de seu trabalho,
que se tornaram propriedade privada do
capitalista
SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA
KARL MARX
 Alienação política → o Estado representa apenas
a classe dominante e age conforme o interesse
desta (perda da representatividade)
 As desigualdades são a base da formação das
classes sociais → as relações entre os homens
resultam de relações de oposição, de antagonismo,
exploração e complementaridade entre as classes
sociais → os interesses de classe são
inconciliáveis
SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA
KARL MARX
 Mais-valia → valor excedente produzido pelo
trabalhador
 Tecnologia transforma o trabalhador em mero
“apêndice da máquina”
SOCIALIZAÇÃO
 Socialização → aquisição da cultura / se inicia
quando o indivíduo nasce e só termina quando
morre → ao nascer, a criança possui apenas
potencialidades de tornar-se humana
 Processo de socialização é profundamente cultural
POSIÇÃO, PAPÉIS SOCIAIS E STATUS
 As relações sociais são estabelecidas a partir de
posições sociais definidas em termos de prestígio
social
 Status → qualquer posição que um indivíduo ocupa
na sociedade
 Para cada posição social corresponde um conjunto
de direitos, deveres e privilégios que caracterizam
o status na sociedade → as pessoas não são o
status; se o indivíduo deixa de ocupar uma posição
social qualquer, perde o prestígio e o poder
propiciado pelo status
PAPÉIS SOCIAIS
 Expectativa / pressão social com relação ao
comportamento adequado → o indivíduo deve
assumir o comportamento esperado
 É o comportamento socialmente esperado de um
indivíduo que ocupa certo status
 A socialização é um processo de aprendizagem do
comportamento de papéis
STATUS
 Status atribuído → designado não importando as
qualidades ou os esforços do indivíduo; é atribuído
desde o nascimento
 ex: sexo, idade, raça, nacionalidade, parentesco
 Status adquirido → o indivíduo o adquire ao longo
de sua vida, por esforço, escolha, capacidade ou
habilidade / empenho pessoal
 ex: pai, professor, delegado, cantor, goleiro
STATUS
 Status:
 → indica às pessoas que os ocupam os papéis
sociais que devem desempenhar
 → indica a outras pessoas qual deve ser a conduta
esperada de quem o ocupa
 → é o status do indivíduo que determina seu
comportamento ou seu papel social
CONTROLE SOCIAL
 A convivência social é possibilitada pela existência
de regras de convivência (normas sociais)
 Regulamentação da vida social: regras escritas
(leis do direito) e não escritas (costumes
interiorizados)
 Controle social → baseado nos valores
relacionados a cada sociedade em particular
CONTROLE SOCIAL
 Valores → se impõem aos indivíduos como uma
evidência e um absoluto (inquestionável)
orientando seus pensamentos e atos →
transformam em normas e costumes → asseguram
a regulamentação da vida dos indivíduos
(obrigações sociais)
 Controle social → mecanismo que exerce coação
para que os indivíduos cumpram seu papel social
(técnicas, estratégias e esforços para regular o
comportamento humano)
SOCIEDADE E ESTRUTURA SOCIAL
 A estrutura social transforma um agrupamento de
pessoas em grupos sociais e uma população em
sociedade
 As interações sociais são a base da organização e
da estrutura social
 Elementos básicos de qualquer estrutura social:
status, papéis sociais, grupos sociais e instituições
sociais
 Sociedades → são estruturadas desigualmente
ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL
 Divisão da sociedade em camadas que têm acesso
desigual à riqueza, ao poder e ao prestígio
 Estratos → conjunto de pessoas que detêm a
mesma posição social (status)
 A igualdade é uma impossibilidade social
 Barreira social → todo elemento cultural
perfeitamente identificado, destinado a tornar difícil
ou impossível o acesso de um indivíduo a um
grupo ou a uma camada social

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
Marcela Marangon Ribeiro
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Turma Olímpica
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
Over Lane
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
Paula Raphaela
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
Moacyr Anício
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
Rudolf Rotchild Costa Cavalcante
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
Bruno Barbosa
 
Castas, estamentos e classes sociais
Castas, estamentos e classes sociaisCastas, estamentos e classes sociais
Castas, estamentos e classes sociais
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modos de Produção
Modos de ProduçãoModos de Produção
Modos de Produção
Lucio Oliveira
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
Mary Alvarenga
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
Mauricio Serafim
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
EEBMiguelCouto
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
Portal do Vestibulando
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Juliana Corvino de Araújo
 
Max weber
Max weberMax weber
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Turma Olímpica
 

Mais procurados (20)

Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
 
Castas, estamentos e classes sociais
Castas, estamentos e classes sociaisCastas, estamentos e classes sociais
Castas, estamentos e classes sociais
 
Modos de Produção
Modos de ProduçãoModos de Produção
Modos de Produção
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
 

Destaque

Süssekind curso de análise estrutural 2
Süssekind   curso de análise estrutural 2Süssekind   curso de análise estrutural 2
Süssekind curso de análise estrutural 2
Uniceuma
 
Exemplo calculo de deslocamentos
Exemplo calculo de deslocamentosExemplo calculo de deslocamentos
Exemplo calculo de deslocamentos
JOÃO VITOR ALBUQUERQUE
 
Süssekind curso de análise estrutural 3
Süssekind   curso de análise estrutural 3Süssekind   curso de análise estrutural 3
Süssekind curso de análise estrutural 3
Uniceuma
 
Sociologia - Relações Sociais
Sociologia - Relações SociaisSociologia - Relações Sociais
Sociologia - Relações Sociais
Paulo Alexandre
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
Alison Nunes
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
Arare Carvalho Júnior
 
O que é antropologia
O que é antropologiaO que é antropologia
O que é antropologia
Aldenei Barros
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
Gilmar Rodrigues
 
Aula 1 o que é antropologia
Aula 1   o que é antropologiaAula 1   o que é antropologia
Aula 1 o que é antropologia
Fábio Nogueira, PhD
 
Conceitos básicos de sociologia.filé
Conceitos básicos de sociologia.filéConceitos básicos de sociologia.filé
Conceitos básicos de sociologia.filé
Fabio Salvari
 
Antropologia introdução
Antropologia introduçãoAntropologia introdução
Antropologia introdução
Flávia De Mattos Motta
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
Flávia De Mattos Motta
 

Destaque (12)

Süssekind curso de análise estrutural 2
Süssekind   curso de análise estrutural 2Süssekind   curso de análise estrutural 2
Süssekind curso de análise estrutural 2
 
Exemplo calculo de deslocamentos
Exemplo calculo de deslocamentosExemplo calculo de deslocamentos
Exemplo calculo de deslocamentos
 
Süssekind curso de análise estrutural 3
Süssekind   curso de análise estrutural 3Süssekind   curso de análise estrutural 3
Süssekind curso de análise estrutural 3
 
Sociologia - Relações Sociais
Sociologia - Relações SociaisSociologia - Relações Sociais
Sociologia - Relações Sociais
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
 
O que é antropologia
O que é antropologiaO que é antropologia
O que é antropologia
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
 
Aula 1 o que é antropologia
Aula 1   o que é antropologiaAula 1   o que é antropologia
Aula 1 o que é antropologia
 
Conceitos básicos de sociologia.filé
Conceitos básicos de sociologia.filéConceitos básicos de sociologia.filé
Conceitos básicos de sociologia.filé
 
Antropologia introdução
Antropologia introduçãoAntropologia introdução
Antropologia introdução
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
 

Semelhante a SOCIOLOGIA CONCEITOS BASICOS

40. aula 1 e 2 sociologia
40. aula 1 e 2  sociologia 40. aula 1 e 2  sociologia
40. aula 1 e 2 sociologia
Cristiane Pantoja
 
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptxAULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
JosRicardoMarquesBra
 
Principais sociólogos.pdf
Principais sociólogos.pdfPrincipais sociólogos.pdf
Principais sociólogos.pdf
LidianeLill2
 
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIARevisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Carlos Benjoino Bidu
 
Sociologia do esporte
Sociologia do esporteSociologia do esporte
Sociologia do esporte
Mundus Esportivus
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
Carmem Rocha
 
INDIVÍDUO E SOCIEDADE
INDIVÍDUO E SOCIEDADEINDIVÍDUO E SOCIEDADE
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Wellington Albertonii
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
Péricles Penuel
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
homago
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
homago
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
homago
 
Socializacao controle social
Socializacao controle socialSocializacao controle social
Socializacao controle social
Loredana Ruffo
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
Péricles Penuel
 
Sociologia último
Sociologia últimoSociologia último
Sociologia último
segioslz
 
Material de sociologia i
Material de sociologia iMaterial de sociologia i
Material de sociologia i
gabriela_eiras
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Jose Fernando
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Jose Fernando
 
Resumodesocio5
Resumodesocio5Resumodesocio5
Resumodesocio5
Natan Camacho
 
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicasas relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
Dennis De Oliveira Sinnedos
 

Semelhante a SOCIOLOGIA CONCEITOS BASICOS (20)

40. aula 1 e 2 sociologia
40. aula 1 e 2  sociologia 40. aula 1 e 2  sociologia
40. aula 1 e 2 sociologia
 
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptxAULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
AULA RELAÇÃO INDIVIDUO SOCIEDADE.pptx
 
Principais sociólogos.pdf
Principais sociólogos.pdfPrincipais sociólogos.pdf
Principais sociólogos.pdf
 
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIARevisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
 
Sociologia do esporte
Sociologia do esporteSociologia do esporte
Sociologia do esporte
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
 
INDIVÍDUO E SOCIEDADE
INDIVÍDUO E SOCIEDADEINDIVÍDUO E SOCIEDADE
INDIVÍDUO E SOCIEDADE
 
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
 
Socializacao controle social
Socializacao controle socialSocializacao controle social
Socializacao controle social
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
Sociologia último
Sociologia últimoSociologia último
Sociologia último
 
Material de sociologia i
Material de sociologia iMaterial de sociologia i
Material de sociologia i
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
 
Resumodesocio5
Resumodesocio5Resumodesocio5
Resumodesocio5
 
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicasas relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
as relações entre indivíduo e sociedade a partir das teorias sociológicas
 

Mais de Uniceuma

Antropologia CONCEITOS BÁSICOS
Antropologia CONCEITOS BÁSICOSAntropologia CONCEITOS BÁSICOS
Antropologia CONCEITOS BÁSICOS
Uniceuma
 
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOSSOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
Uniceuma
 
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃOAPOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
Uniceuma
 
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃOAPOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
Uniceuma
 
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
Uniceuma
 
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle PfeilEstruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
Uniceuma
 
Aula 4 instalações hidráulicas prediais - esgoto
Aula 4   instalações hidráulicas prediais - esgotoAula 4   instalações hidráulicas prediais - esgoto
Aula 4 instalações hidráulicas prediais - esgoto
Uniceuma
 

Mais de Uniceuma (7)

Antropologia CONCEITOS BÁSICOS
Antropologia CONCEITOS BÁSICOSAntropologia CONCEITOS BÁSICOS
Antropologia CONCEITOS BÁSICOS
 
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOSSOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
SOCIOLOGIA URBANA - PRINCIPIOS BASICOS
 
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃOAPOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
 
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃOAPOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
APOSTILA TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
 
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
RESISTENCIA DOS MATERIAIS PARA ENTENDER E GOSTAR (COMPLETO)
 
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle PfeilEstruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
Estruturas de Madeira - Walter Pfeil e Michèle Pfeil
 
Aula 4 instalações hidráulicas prediais - esgoto
Aula 4   instalações hidráulicas prediais - esgotoAula 4   instalações hidráulicas prediais - esgoto
Aula 4 instalações hidráulicas prediais - esgoto
 

SOCIOLOGIA CONCEITOS BASICOS

  • 2. SOCIOLOGIA COMO CIÊNCIA  Èmile Durkheim – Sociologia Positivista (teoria do consenso)  Max Weber – Sociologia Compreensiva (interpretação/significado)  Karl Marx – Sociologia Revolucionária (teoria do conflito)
  • 3. SOCIOLOGIA POSITIVISTA ÈMILE DURKHEIM  Ciência das instituições, de sua gênese e do seu funcionamento. Ou seja: de toda a crença, todo comportamento instituído pela coletividade (a vida social está no todo e não nas partes)  sociedade = organismo  estados normais (saudáveis) e patológicos (doentios)
  • 4. SOCIOLOGIA POSITIVISTA ÈMILE DURKHEIM  Fatos Sociais → algo dotado de vida própria, externo aos membros da sociedade e que exerce sobre seus corações e mentes uma autoridade que os leva a agir, sentir, pensar de determinadas maneiras
  • 5. SOCIOLOGIA POSITIVISTA ÈMILE DURKHEIM ● coerção – força que os fatos exercem sobre os indivíduos, levando-os a conformarem-se às regras da sociedade em que vivem, independentemente de sua vontade e escolha. Ex: formação familiar ● exterioridade – os fatos existem e atuam sobre os indivíduos independentemente de sua vontade ou adesão consciente. Ex: costumes ● generalidade – é social todo fato que é geral, que se repete em todos os indivíduos ou na maioria deles. Ex: moral, formas de habitação ● os fatos são considerados em suas manifestações coletivas, e não individuais ou acidentais → são internalizados através do processo educativo (formal / informal) → as regras são transformadas em hábitos
  • 6. SOCIOLOGIA POSITIVISTA ÈMILE DURKHEIM Os fatos sociais têm existência própria e independem daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular → formas padronizadas de conduta e pensamento ● consciência coletiva: conjunto de crenças e sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade, que forma um sistema determinado com vida própria (representação) → se impõe aos indivíduos por gerações → é a forma moral vigente na sociedade → definem o que é considerado “imoral”, “reprovável”, “criminoso”
  • 7. SOCIOLOGIA COMPREENSIVA MAX WEBER  Ciência que pretende compreender interpretativamente a ação social e assim explicá-la causalmente em seu curso e em seus efeitos / perspectiva histórica  → o desenvolvimento da indústria e a expansão marítima e comercial colocaram a Europa em contato com outras culturas e outras sociedades, obrigando seus pensadores a um esforço interpretativo da diversidade social  *pensamento alemão → diversidade  *pensamento inglês / francês → universalidade
  • 8. SOCIOLOGIA COMPREENSIVA MAX WEBER  Não existe oposição entre indivíduo e sociedade ● as normas sociais só se tornam concretas quando se manifestam em cada indivíduo sob a forma de motivação (motivado pela tradição, por interesses racionais ou pela emotividade) → o motivo, quando se manifesta na ação concreta, dá a ela um caráter: “econômico”, “político”, “religioso”, etc ≠ positivistas: ordem social submete os indivíduos como força exterior a eles
  • 9. SOCIOLOGIA COMPREENSIVA MAX WEBER  Ação social → conduta humana dotada de sentido (justificativa subjetivamente elaborada: o sentido é aquele que motiva a ação social / é o indivíduo que, através dos valores sociais e de sua motivação, produz o sentido da ação social)  ● a ação é social quando possui sentido → indivíduo age levando em conta a resposta ou reação de outros indivíduos
  • 10. SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA KARL MARX  Proposta de uma ampla transformação política, econômica e social  Adquiriu dimensões de ideal revolucionário e ação política efetiva  Alienação econômica: o capitalismo alienou (separou) o trabalhador de seus meios de produção e expropriou o produto de seu trabalho, que se tornaram propriedade privada do capitalista
  • 11. SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA KARL MARX  Alienação política → o Estado representa apenas a classe dominante e age conforme o interesse desta (perda da representatividade)  As desigualdades são a base da formação das classes sociais → as relações entre os homens resultam de relações de oposição, de antagonismo, exploração e complementaridade entre as classes sociais → os interesses de classe são inconciliáveis
  • 12. SOCIOLOGIA REVOLUCIONÁRIA KARL MARX  Mais-valia → valor excedente produzido pelo trabalhador  Tecnologia transforma o trabalhador em mero “apêndice da máquina”
  • 13. SOCIALIZAÇÃO  Socialização → aquisição da cultura / se inicia quando o indivíduo nasce e só termina quando morre → ao nascer, a criança possui apenas potencialidades de tornar-se humana  Processo de socialização é profundamente cultural
  • 14. POSIÇÃO, PAPÉIS SOCIAIS E STATUS  As relações sociais são estabelecidas a partir de posições sociais definidas em termos de prestígio social  Status → qualquer posição que um indivíduo ocupa na sociedade  Para cada posição social corresponde um conjunto de direitos, deveres e privilégios que caracterizam o status na sociedade → as pessoas não são o status; se o indivíduo deixa de ocupar uma posição social qualquer, perde o prestígio e o poder propiciado pelo status
  • 15. PAPÉIS SOCIAIS  Expectativa / pressão social com relação ao comportamento adequado → o indivíduo deve assumir o comportamento esperado  É o comportamento socialmente esperado de um indivíduo que ocupa certo status  A socialização é um processo de aprendizagem do comportamento de papéis
  • 16. STATUS  Status atribuído → designado não importando as qualidades ou os esforços do indivíduo; é atribuído desde o nascimento  ex: sexo, idade, raça, nacionalidade, parentesco  Status adquirido → o indivíduo o adquire ao longo de sua vida, por esforço, escolha, capacidade ou habilidade / empenho pessoal  ex: pai, professor, delegado, cantor, goleiro
  • 17. STATUS  Status:  → indica às pessoas que os ocupam os papéis sociais que devem desempenhar  → indica a outras pessoas qual deve ser a conduta esperada de quem o ocupa  → é o status do indivíduo que determina seu comportamento ou seu papel social
  • 18. CONTROLE SOCIAL  A convivência social é possibilitada pela existência de regras de convivência (normas sociais)  Regulamentação da vida social: regras escritas (leis do direito) e não escritas (costumes interiorizados)  Controle social → baseado nos valores relacionados a cada sociedade em particular
  • 19. CONTROLE SOCIAL  Valores → se impõem aos indivíduos como uma evidência e um absoluto (inquestionável) orientando seus pensamentos e atos → transformam em normas e costumes → asseguram a regulamentação da vida dos indivíduos (obrigações sociais)  Controle social → mecanismo que exerce coação para que os indivíduos cumpram seu papel social (técnicas, estratégias e esforços para regular o comportamento humano)
  • 20. SOCIEDADE E ESTRUTURA SOCIAL  A estrutura social transforma um agrupamento de pessoas em grupos sociais e uma população em sociedade  As interações sociais são a base da organização e da estrutura social  Elementos básicos de qualquer estrutura social: status, papéis sociais, grupos sociais e instituições sociais  Sociedades → são estruturadas desigualmente
  • 21. ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL  Divisão da sociedade em camadas que têm acesso desigual à riqueza, ao poder e ao prestígio  Estratos → conjunto de pessoas que detêm a mesma posição social (status)  A igualdade é uma impossibilidade social  Barreira social → todo elemento cultural perfeitamente identificado, destinado a tornar difícil ou impossível o acesso de um indivíduo a um grupo ou a uma camada social