SlideShare uma empresa Scribd logo
PARÁGRAFO 
• A ARTICULAÇÃO 
•COERÊNCIA 
• AMBIGUIDADE 
PROFESSORA VANESSA RODRIGUES
A ARTICULAÇÃO 
• PARA QUE UM TEXTO SEJA BEM REDIGIDO E 
ATINJA PLENAMENTE SEUS OBJETIVOS, ELE 
DEVE TER ARTICULAÇÃO DE IDEIAS. 
ESSA ARTICULAÇÃO GERALMENTE SE DÁ POR 
MEIO DE ARTICULADORES LÓGICOS DO TEXTO E 
DE CONECTIVOS.
EXEMPLO: 
• FUI COMPRAR UNS LIVROS. A LOJA ESTAVA 
COM MUITA GENTE. FUI EMBORA SEM 
COMPRAR NADA. 
• OBSERVEM QUE ENTRE AS FRASES, HÁ 
RELAÇÕES LÓGICAS, QUE PARA FAZEREM 
SENTIDO, NECESSITAM DE CONJUNÇÕES.
ELEMENTOS DE COESÃO NO NÍVEL 
DAS FRASES: 
• FUI COMPRAR UNS LIVROS, MAS A LOJA ESTAVA 
COM TANTA GENTE QUE FUI EMBORA SEM 
COMPRAR NADA. 
• OUTRAS FRASES: 
• É melhor você ir agora. Á noite é muito perigoso 
por aqui. 
• A população estava ansiosa. O prefeito iria fazer 
um pronunciamento. O pronunciamento era a 
respeito do desvio de verbas. O assunto rendeu 
muitas manifestações.
ELEMENTOS DE COESÃO AO NIVEL 
TEXTUAL 
• São recursos linguísticos que estabelecem relação 
entre as partes maiores do texto e entre os 
parágrafos. 
• Expressões como: dessa forma, por outro lado, por 
exemplo; 
• Sequências de numerais como: primeiro, segundo, 
primeiramente, em segundo lugar; 
• Conjunções como: não obstante, apesar de, ao 
mesmo tempo que; não só... como também; bem 
como, não só... mas ainda; por conseguinte, por 
isso, assim.
EXEMPLOS: 
• “ A constituição proíbe qualquer trabalho 
antes de a acriança completar14 anos de 
idade, salvo na condição de aprendiz, a partir 
dos 12 anos. Mesmo assim, tal atividade deve 
ser reconhecidamente leve, excluindo-se, por 
exemplo, o trabalho exercido nas indústrias, 
nas oficinas e na agricultura.”
Conclusão: 
• A palavra salvo estabelece uma relação de 
restrição, ao passo que a expressão mesmo 
assim relaciona a ideia de oposição que 
crianças podem trabalhar, desde que numa 
atividade leve.
CONT. 
• “Além disso, é fundamental que a criança e o 
adolescente que trabalham tenham garantido 
o acesso á educação. As crianças e os 
adolescentes não aparecem nas estatísticas 
oficiais e não tem direitos trabalhistas e 
benefícios previdenciários garantidos – 
constituem o que se costuma chamar de mão 
de obra invisível. “
CONCLUSÃO: 
• O articulador “ além disso” relaciona o 
parágrafo aos parágrafos anteriores, o que o 
torna um articulador ao nível de texto. Tais 
articuladores “tecem” o texto de maneira 
coerente, sendo elemento indispensável para 
facilitar o entendimento do leitor. 
• Outros elementos: essas, tais, nesse contexto, 
portanto, por isso, assim...
AMBIGUIDADE 
• OBSERVE: 
• - Desculpe querida, mas eu tenho a impressão 
de que você só quer se casar comigo porque 
herdei uma fortuna do meu tio. 
• - Imagine, meu bem! Eu me casaria com você 
mesmo que tivesse herdado a fortuna de 
outro parente qualquer!!!
AMBIGUIDADE 
• É A DUPLICIDADE DE SENTIDO 
EXISTENTE EM UM ENUNCIADO OU 
EM UM TEXTO, VERBAL OU NÃO 
VERBAL
AMBIGUIDADE 
• Quando empregada intencionalmente, a 
ambiguidade pode ser um recurso de 
expressão de grande valor. Porém 
quando surge por descuido, pode 
comprometer a clareza e a precisão dos 
enunciados e, consequentemente, a 
eficácia do texto
EXEMPLOS: 
• - VOU TE MANDAR UM PORCO PELO MEU 
IRMÃO, QUE ESTÁ BEM GORDO. 
• HAVIA UMA MULHER ENTRE A MULTIDÃO 
QUE DAVA GRITOS ENSURDECEDORES. 
• O GERENTE FALOU COM O SUPERVISOR EM 
SUA SALA
ANEDOTA 
• O BEBUM ENTRA NO CONSULTÓRIO E O 
MÉDICO LHE DIZ: 
• - EU NÃO ATENDO BÊBADO. 
• O BÊBADO: 
• - QUANDO O SENHOR ESTIVER BOM EU 
VOLTO.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
Marilia Teddy
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Aulas de Redação: desenvolvimento
Aulas de Redação: desenvolvimentoAulas de Redação: desenvolvimento
Aulas de Redação: desenvolvimento
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
Cynthia Funchal
 
Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
Josi Motta
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
Fernanda Câmara
 
Regência nominal
Regência nominalRegência nominal
Regência nominal
Lilian Hodgson
 
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavrasFiguras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Marilene dos Santos
 
Elementos de coesão
Elementos de coesãoElementos de coesão
Elementos de coesão
Cynthia Funchal
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
CDIM Daniel
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
Marcelo Cordeiro Souza
 
A intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aulaA intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aula
Miquéias Vitorino
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
Flávio Ferreira
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxe
Elaine Teixeira
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
Sônia Sochiarelli
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 

Mais procurados (20)

Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Aulas de Redação: desenvolvimento
Aulas de Redação: desenvolvimentoAulas de Redação: desenvolvimento
Aulas de Redação: desenvolvimento
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
 
Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
 
Regência nominal
Regência nominalRegência nominal
Regência nominal
 
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavrasFiguras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
Figuras de linguagem figuras de som, pensamento e palavras
 
Elementos de coesão
Elementos de coesãoElementos de coesão
Elementos de coesão
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
 
A intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aulaA intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aula
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxe
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 

Destaque

Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
Tópicos de parágrafos
Tópicos de parágrafosTópicos de parágrafos
Tópicos de parágrafos
Don Veneziani
 
Contrução do parágrafo
Contrução do parágrafoContrução do parágrafo
Contrução do parágrafo
Edson Alves
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafo
Katcavenum
 
O parágrafo
O parágrafoO parágrafo
O parágrafo
Don Veneziani
 
Planejamento paragrafo
Planejamento paragrafoPlanejamento paragrafo
Planejamento paragrafo
Aline França Russo
 
Construção do parágrafo
Construção do parágrafoConstrução do parágrafo
Construção do parágrafo
Hélio Consolaro
 
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafo
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafoTexto, hipertexto e estrutura do parágrafo
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafo
Andréa Blessed
 
Lista de articuladores textuais
Lista de articuladores textuaisLista de articuladores textuais
Lista de articuladores textuais
ma.no.el.ne.ves
 
Paragrafo periodo e_frase
Paragrafo periodo e_fraseParagrafo periodo e_frase
Tópicos frasais
Tópicos frasaisTópicos frasais
Tópicos frasais
marasandragarcia
 
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFOAULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Tópico frasal
Tópico frasalTópico frasal
Tópico frasal
Francisca Lima Roque
 
Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - Manifesto
Elaine Teixeira
 
Tópico frasal - parágrafos
Tópico frasal - parágrafosTópico frasal - parágrafos
Tópico frasal - parágrafos
Gedalias .
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
Marcx Winchester
 
ProduçãO Textual
ProduçãO TextualProduçãO Textual
ProduçãO Textual
Maristela Couto
 
Conetores enunciativos
Conetores enunciativosConetores enunciativos
Conetores enunciativos
Ana Isabel Falé
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 

Destaque (20)

Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
Tópicos de parágrafos
Tópicos de parágrafosTópicos de parágrafos
Tópicos de parágrafos
 
Contrução do parágrafo
Contrução do parágrafoContrução do parágrafo
Contrução do parágrafo
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafo
 
O parágrafo
O parágrafoO parágrafo
O parágrafo
 
Planejamento paragrafo
Planejamento paragrafoPlanejamento paragrafo
Planejamento paragrafo
 
Construção do parágrafo
Construção do parágrafoConstrução do parágrafo
Construção do parágrafo
 
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafo
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafoTexto, hipertexto e estrutura do parágrafo
Texto, hipertexto e estrutura do parágrafo
 
Lista de articuladores textuais
Lista de articuladores textuaisLista de articuladores textuais
Lista de articuladores textuais
 
Paragrafo periodo e_frase
Paragrafo periodo e_fraseParagrafo periodo e_frase
Paragrafo periodo e_frase
 
Tópicos frasais
Tópicos frasaisTópicos frasais
Tópicos frasais
 
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFOAULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
AULA 04 - REFLEXÕES ACERCA DO PARÁGRAFO
 
Tópico frasal
Tópico frasalTópico frasal
Tópico frasal
 
Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - Manifesto
 
Tópico frasal - parágrafos
Tópico frasal - parágrafosTópico frasal - parágrafos
Tópico frasal - parágrafos
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
 
ProduçãO Textual
ProduçãO TextualProduçãO Textual
ProduçãO Textual
 
Conetores enunciativos
Conetores enunciativosConetores enunciativos
Conetores enunciativos
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
 

Último

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 

PARÁGRAFO - a articulação, coerência, ambiguidade

  • 1. PARÁGRAFO • A ARTICULAÇÃO •COERÊNCIA • AMBIGUIDADE PROFESSORA VANESSA RODRIGUES
  • 2. A ARTICULAÇÃO • PARA QUE UM TEXTO SEJA BEM REDIGIDO E ATINJA PLENAMENTE SEUS OBJETIVOS, ELE DEVE TER ARTICULAÇÃO DE IDEIAS. ESSA ARTICULAÇÃO GERALMENTE SE DÁ POR MEIO DE ARTICULADORES LÓGICOS DO TEXTO E DE CONECTIVOS.
  • 3. EXEMPLO: • FUI COMPRAR UNS LIVROS. A LOJA ESTAVA COM MUITA GENTE. FUI EMBORA SEM COMPRAR NADA. • OBSERVEM QUE ENTRE AS FRASES, HÁ RELAÇÕES LÓGICAS, QUE PARA FAZEREM SENTIDO, NECESSITAM DE CONJUNÇÕES.
  • 4. ELEMENTOS DE COESÃO NO NÍVEL DAS FRASES: • FUI COMPRAR UNS LIVROS, MAS A LOJA ESTAVA COM TANTA GENTE QUE FUI EMBORA SEM COMPRAR NADA. • OUTRAS FRASES: • É melhor você ir agora. Á noite é muito perigoso por aqui. • A população estava ansiosa. O prefeito iria fazer um pronunciamento. O pronunciamento era a respeito do desvio de verbas. O assunto rendeu muitas manifestações.
  • 5. ELEMENTOS DE COESÃO AO NIVEL TEXTUAL • São recursos linguísticos que estabelecem relação entre as partes maiores do texto e entre os parágrafos. • Expressões como: dessa forma, por outro lado, por exemplo; • Sequências de numerais como: primeiro, segundo, primeiramente, em segundo lugar; • Conjunções como: não obstante, apesar de, ao mesmo tempo que; não só... como também; bem como, não só... mas ainda; por conseguinte, por isso, assim.
  • 6. EXEMPLOS: • “ A constituição proíbe qualquer trabalho antes de a acriança completar14 anos de idade, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 12 anos. Mesmo assim, tal atividade deve ser reconhecidamente leve, excluindo-se, por exemplo, o trabalho exercido nas indústrias, nas oficinas e na agricultura.”
  • 7. Conclusão: • A palavra salvo estabelece uma relação de restrição, ao passo que a expressão mesmo assim relaciona a ideia de oposição que crianças podem trabalhar, desde que numa atividade leve.
  • 8. CONT. • “Além disso, é fundamental que a criança e o adolescente que trabalham tenham garantido o acesso á educação. As crianças e os adolescentes não aparecem nas estatísticas oficiais e não tem direitos trabalhistas e benefícios previdenciários garantidos – constituem o que se costuma chamar de mão de obra invisível. “
  • 9. CONCLUSÃO: • O articulador “ além disso” relaciona o parágrafo aos parágrafos anteriores, o que o torna um articulador ao nível de texto. Tais articuladores “tecem” o texto de maneira coerente, sendo elemento indispensável para facilitar o entendimento do leitor. • Outros elementos: essas, tais, nesse contexto, portanto, por isso, assim...
  • 10. AMBIGUIDADE • OBSERVE: • - Desculpe querida, mas eu tenho a impressão de que você só quer se casar comigo porque herdei uma fortuna do meu tio. • - Imagine, meu bem! Eu me casaria com você mesmo que tivesse herdado a fortuna de outro parente qualquer!!!
  • 11. AMBIGUIDADE • É A DUPLICIDADE DE SENTIDO EXISTENTE EM UM ENUNCIADO OU EM UM TEXTO, VERBAL OU NÃO VERBAL
  • 12. AMBIGUIDADE • Quando empregada intencionalmente, a ambiguidade pode ser um recurso de expressão de grande valor. Porém quando surge por descuido, pode comprometer a clareza e a precisão dos enunciados e, consequentemente, a eficácia do texto
  • 13. EXEMPLOS: • - VOU TE MANDAR UM PORCO PELO MEU IRMÃO, QUE ESTÁ BEM GORDO. • HAVIA UMA MULHER ENTRE A MULTIDÃO QUE DAVA GRITOS ENSURDECEDORES. • O GERENTE FALOU COM O SUPERVISOR EM SUA SALA
  • 14. ANEDOTA • O BEBUM ENTRA NO CONSULTÓRIO E O MÉDICO LHE DIZ: • - EU NÃO ATENDO BÊBADO. • O BÊBADO: • - QUANDO O SENHOR ESTIVER BOM EU VOLTO.