SlideShare uma empresa Scribd logo
Estruturação dos parágrafos
Parágrafo-padrão         O parágrafo-padrão é uma unidade de composição constituída por um ou mais de um período, em que se desenvolve determinada idéia central, ou nuclear, a que se agregam outras, secundárias, intimamente relacionadas pelo sentido e logicamente decorrentes dela.         O parágrafo é indicado por um afastamento da margem esquerda da folha. Ele facilita ao escritor a tarefa de isolar e depois ajustar convenientemente as idéias principais de sua composição, permitindo ao leitor acompanhar-lhes o desenvolvimento nos seus diferentes estágios.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
       Tópico frasal         A idéia central do parágrafo é enunciada através do período denominado tópico frasal (também chamado de frase-síntese ou período tópico). Esse período orienta ou governa o resto do parágrafo; dele nascem outros períodos secundários ou periféricos; ele vai ser o roteiro do escritor na construção do parágrafo; ele é o período mestre, que contém a frase-chave.
   Exemplos:          Ao cuidar do gado, o peão monta e governa os cavalos sem maltrátá-los.  O modo de tratar o cavalo parece rude, mas o vaqueiro jamais é cruel. Ele sabe como o animal foi domado, conhece as qualidades e defeitos do animal, sabe onde, quando e quanto exigir do cavalo. O vaqueiro aprendeu que paciência e muitos exercícios são os principais meios para se obter sucesso na lida com os cavalos, e que não se pode exigir mais do que é esperado.
Tópico frasal desenvolvido por enumeração.   Exemplo:          A televisão, apesar das críticas que recebe, tem trazido muitos benefícios às pessoas , tais como: informação, por meio de noticiários que mostram o que acontece de importante em qualquer parte do mundo; diversão, através de programas de entretenimento (shows, competições esportivas); cultura, por meio de filmes, debates, cursos.
Tópico frasal desenvolvido por descrição de detalhes   É o processo típico do desenvolvimento de um parágrafo descritivo:  Era o casarão clássico das antigas fazendas negreiras . Assobradado, erguia-se em alicerces o muramento, de pedra até meia altura e, dali em diante, de pau-a-pique (...) À porta da entrada ia ter uma escadaria dupla, com alpendre e parapeito desgastado.(Monteiro Lobato)
Tópico frasal desenvolvido por confronto.   Trata-se de estabelecer um confronto entre duas idéias, dois fatos, dois seres, seja por meio de contrastes das diferenças, seja do paralelo das semelhanças. Veja o exemplo:    Embora a vida real não seja um jogo, mas algo muito sério, o xadrez pode ilustrar o fato de que, numa relação entre pais e filhos, não se pode planejar mais que uns poucos lances adiante . No xadrez, cada jogada depende da resposta à anterior, pois o jogador não pode seguir seu planos sem considerar os contra-ataques do adversário, senão será prontamente abatido. O mesmo acontecerá com um pai que tentar seguir um plano preconcebido, sem adaptar sua forma de agir às respostas do filho, sem reavaliar as constantes mudanças da situação geral, na medida em que se apresentam. (Bruno Betelheim, adaptado)
Tópico frasal desenvolvido por razões          No desenvolvimento apresentamos as razões, os motivos que comprovam o que afirmamos no tópico frasal.         As adivinhações agradam particularmente às crianças . Por que isso acontece de maneira tão generalizada? Porque, mais ou menos, representam a forma concentrada, quase simbólica, da experiência infantil de conquista da realidade. Para uma criança, o mundo está cheio de objetos misteriosos, de acontecimentos incompreensíveis, de figuras indecifráveis. A própria presença da criança no mundo é, para ela, uma adivinhação a ser resolvida. Daí o prazer de experimentar de modo desinteressado, por brincadeira, a emoção da procura da surpresa. (Gianni Rodari, adaptado)
Tópico frasal desenvolvido por análise         É a divisão do todo em partes.          Quatro funções básicas têm sido atribuídas aos meios de comunicação: informar, divertir, persuadir e ensinar.  A primeira diz respeito à difusão de notícias, relatos e comentários sobre a realidade. A segunda atende à procura de distração, de evasão, de divertimento por parte do público. A terceira procura persuadir o indivíduo, convencê-lo a adquirir certo produto. A quarta é realizada de modo intencional ou não, por meio de material que contribui para a formação do indivíduo ou para ampliar seu acervo de conhecimentos. (Samuel P. Netto, adaptado)
Tópico frasal desenvolvido pela exemplificação          Consiste em esclarecer o que foi afirmado no tópico frasal por meio de exemplos:         A imaginação utópica e inerente ao homem, sempre existiu e continuará existindo. Sua presença é uma constante em diferentes momentos históricos:  nas sociedades primitivas, sob a forma de lendas e crenças que apontam para um lugar melhor; nas formas do pensamento religioso que falam de um paraíso a alcançar; nas teorias de filósofos e cientistas sociais que, apregoando o sonho de uma vida mais justa, pedem-nos que “sejamos realistas, exijamos o impossível”. (Teixeira Coelho, adaptado)
Exercícios   1. Desenvolva também estes tópicos frasais dissertativos:  a) A prática do esporte deve ser incentivada e amparada pelos órgãos públicos.  b) O trabalho dignifica o homem, mas o homem não deve viver só para o trabalho.  c) A propaganda de cigarros e de bebidas deve ser proibida.  d) O direito à cultura é fundamental a qualquer ser humano.
2. Desenvolva os tópicos frasais seguintes, considerando os conectivos:  a) O jornal pode ser um excelente meio de conscientização das pessoas,  a não ser que   b) As mulheres, atualmente, ocupam cada vez mais funções de destaque na vida social e política de muitos países;  no entanto   c) Um curso universitário pode ser um bom caminho para a realização profissional de uma pessoa,  mas d) Se não souber preservar a natureza, o ser humano estará pondo em risco sua própria existência,  porque e) Muitas pessoas propõem a pena de morte como medida para conter a violência que existe hoje em várias cidades; outras,  porém
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
Josi Motta
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
Jerry Adriano
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
welton santos
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Competências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEMCompetências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEM
ma.no.el.ne.ves
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
Marcelo Cordeiro Souza
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
Luciene Gomes
 
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentidoRecursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
Paulo Alexandre
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
Viviane Calasans
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Elizabeth Vicente da Silva
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
Ramilson Saldanha
 
Textualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidosTextualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidos
Universidade de Santiago de Compostela
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Quezia Neves
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
Cynthia Funchal
 

Mais procurados (20)

Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Competências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEMCompetências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEM
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
 
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentidoRecursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
A redação aula 1
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
 
Textualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidosTextualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidos
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 

Semelhante a Estruturação dos parágrafos

Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
jasonrplima
 
parÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.pptparÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.ppt
MaiteFerreira4
 
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - RedaçãoOverdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
jasonrplima
 
Construção do parágrafo
Construção do parágrafoConstrução do parágrafo
Construção do parágrafo
Hélio Consolaro
 
Texto dissertativo / argumentativo - A estrutura
Texto dissertativo / argumentativo - A estruturaTexto dissertativo / argumentativo - A estrutura
Texto dissertativo / argumentativo - A estrutura
Robson Melo
 
Aula 3 a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Aula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escritaAula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escrita
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
JoasSilva6
 
Tipos de textos
Tipos de textosTipos de textos
Tipos de textos
maria poerschke
 
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
Francisco Carlos Palosque
 
Curso básico de redação aula 3
Curso básico de redação   aula 3Curso básico de redação   aula 3
Curso básico de redação aula 3
ProfFernandaBraga
 
Projeto auto
Projeto autoProjeto auto
Projeto auto
Patricia Kelly
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
fafaluz
 
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Fernanda Germano
 
Resenha A lei do mais belo
Resenha A lei do mais beloResenha A lei do mais belo
Resenha A lei do mais belo
Pedro Correia
 
Dissertação apresentação
Dissertação apresentaçãoDissertação apresentação
Dissertação apresentação
CoreyTaylorFDP
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Edson Alves
 
Aprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
Aprender Filosofia 8 ano - Editora EnovusAprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
Aprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
EditoraEnovus
 

Semelhante a Estruturação dos parágrafos (20)

Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
 
parÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.pptparÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.ppt
 
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - RedaçãoOverdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
Overdose slides Enem e UnP 2015 - aulas 1-2 - Redação
 
Construção do parágrafo
Construção do parágrafoConstrução do parágrafo
Construção do parágrafo
 
Texto dissertativo / argumentativo - A estrutura
Texto dissertativo / argumentativo - A estruturaTexto dissertativo / argumentativo - A estrutura
Texto dissertativo / argumentativo - A estrutura
 
Aula 3 a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a filosofia presente na nossa vida - Prof. Noe Assunção
 
Aula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escritaAula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escrita
 
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
 
Tipos de textos
Tipos de textosTipos de textos
Tipos de textos
 
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
 
Curso básico de redação aula 3
Curso básico de redação   aula 3Curso básico de redação   aula 3
Curso básico de redação aula 3
 
Projeto auto
Projeto autoProjeto auto
Projeto auto
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
 
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
Caderno de-filosofia-1c2ba-ano-volume-1
 
Resenha A lei do mais belo
Resenha A lei do mais beloResenha A lei do mais belo
Resenha A lei do mais belo
 
Dissertação apresentação
Dissertação apresentaçãoDissertação apresentação
Dissertação apresentação
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
 
Aprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
Aprender Filosofia 8 ano - Editora EnovusAprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
Aprender Filosofia 8 ano - Editora Enovus
 

Mais de Tio Pablo Virtual

Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - ComposiçãoEstrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Tio Pablo Virtual
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
Tio Pablo Virtual
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
Tio Pablo Virtual
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Tio Pablo Virtual
 
Violência 2
Violência 2Violência 2
Violência 2
Tio Pablo Virtual
 
Tropicalismo
TropicalismoTropicalismo
Tropicalismo
Tio Pablo Virtual
 
Produção textual exercícios
Produção textual exercíciosProdução textual exercícios
Produção textual exercícios
Tio Pablo Virtual
 
Produção textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercíciosProdução textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercícios
Tio Pablo Virtual
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Tio Pablo Virtual
 
Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001
Tio Pablo Virtual
 
Morfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivosMorfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivos
Tio Pablo Virtual
 
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: PoesiaGerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Tio Pablo Virtual
 

Mais de Tio Pablo Virtual (12)

Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - ComposiçãoEstrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - Composição
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Violência 2
Violência 2Violência 2
Violência 2
 
Tropicalismo
TropicalismoTropicalismo
Tropicalismo
 
Produção textual exercícios
Produção textual exercíciosProdução textual exercícios
Produção textual exercícios
 
Produção textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercíciosProdução textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercícios
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001
 
Morfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivosMorfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivos
 
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: PoesiaGerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: Poesia
 

Último

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Estruturação dos parágrafos

  • 2. Parágrafo-padrão       O parágrafo-padrão é uma unidade de composição constituída por um ou mais de um período, em que se desenvolve determinada idéia central, ou nuclear, a que se agregam outras, secundárias, intimamente relacionadas pelo sentido e logicamente decorrentes dela.       O parágrafo é indicado por um afastamento da margem esquerda da folha. Ele facilita ao escritor a tarefa de isolar e depois ajustar convenientemente as idéias principais de sua composição, permitindo ao leitor acompanhar-lhes o desenvolvimento nos seus diferentes estágios.
  • 3.
  • 4.       Tópico frasal       A idéia central do parágrafo é enunciada através do período denominado tópico frasal (também chamado de frase-síntese ou período tópico). Esse período orienta ou governa o resto do parágrafo; dele nascem outros períodos secundários ou periféricos; ele vai ser o roteiro do escritor na construção do parágrafo; ele é o período mestre, que contém a frase-chave.
  • 5.   Exemplos:       Ao cuidar do gado, o peão monta e governa os cavalos sem maltrátá-los. O modo de tratar o cavalo parece rude, mas o vaqueiro jamais é cruel. Ele sabe como o animal foi domado, conhece as qualidades e defeitos do animal, sabe onde, quando e quanto exigir do cavalo. O vaqueiro aprendeu que paciência e muitos exercícios são os principais meios para se obter sucesso na lida com os cavalos, e que não se pode exigir mais do que é esperado.
  • 6. Tópico frasal desenvolvido por enumeração. Exemplo:       A televisão, apesar das críticas que recebe, tem trazido muitos benefícios às pessoas , tais como: informação, por meio de noticiários que mostram o que acontece de importante em qualquer parte do mundo; diversão, através de programas de entretenimento (shows, competições esportivas); cultura, por meio de filmes, debates, cursos.
  • 7. Tópico frasal desenvolvido por descrição de detalhes É o processo típico do desenvolvimento de um parágrafo descritivo: Era o casarão clássico das antigas fazendas negreiras . Assobradado, erguia-se em alicerces o muramento, de pedra até meia altura e, dali em diante, de pau-a-pique (...) À porta da entrada ia ter uma escadaria dupla, com alpendre e parapeito desgastado.(Monteiro Lobato)
  • 8. Tópico frasal desenvolvido por confronto. Trata-se de estabelecer um confronto entre duas idéias, dois fatos, dois seres, seja por meio de contrastes das diferenças, seja do paralelo das semelhanças. Veja o exemplo:   Embora a vida real não seja um jogo, mas algo muito sério, o xadrez pode ilustrar o fato de que, numa relação entre pais e filhos, não se pode planejar mais que uns poucos lances adiante . No xadrez, cada jogada depende da resposta à anterior, pois o jogador não pode seguir seu planos sem considerar os contra-ataques do adversário, senão será prontamente abatido. O mesmo acontecerá com um pai que tentar seguir um plano preconcebido, sem adaptar sua forma de agir às respostas do filho, sem reavaliar as constantes mudanças da situação geral, na medida em que se apresentam. (Bruno Betelheim, adaptado)
  • 9. Tópico frasal desenvolvido por razões       No desenvolvimento apresentamos as razões, os motivos que comprovam o que afirmamos no tópico frasal.       As adivinhações agradam particularmente às crianças . Por que isso acontece de maneira tão generalizada? Porque, mais ou menos, representam a forma concentrada, quase simbólica, da experiência infantil de conquista da realidade. Para uma criança, o mundo está cheio de objetos misteriosos, de acontecimentos incompreensíveis, de figuras indecifráveis. A própria presença da criança no mundo é, para ela, uma adivinhação a ser resolvida. Daí o prazer de experimentar de modo desinteressado, por brincadeira, a emoção da procura da surpresa. (Gianni Rodari, adaptado)
  • 10. Tópico frasal desenvolvido por análise       É a divisão do todo em partes.        Quatro funções básicas têm sido atribuídas aos meios de comunicação: informar, divertir, persuadir e ensinar. A primeira diz respeito à difusão de notícias, relatos e comentários sobre a realidade. A segunda atende à procura de distração, de evasão, de divertimento por parte do público. A terceira procura persuadir o indivíduo, convencê-lo a adquirir certo produto. A quarta é realizada de modo intencional ou não, por meio de material que contribui para a formação do indivíduo ou para ampliar seu acervo de conhecimentos. (Samuel P. Netto, adaptado)
  • 11. Tópico frasal desenvolvido pela exemplificação       Consiste em esclarecer o que foi afirmado no tópico frasal por meio de exemplos:       A imaginação utópica e inerente ao homem, sempre existiu e continuará existindo. Sua presença é uma constante em diferentes momentos históricos: nas sociedades primitivas, sob a forma de lendas e crenças que apontam para um lugar melhor; nas formas do pensamento religioso que falam de um paraíso a alcançar; nas teorias de filósofos e cientistas sociais que, apregoando o sonho de uma vida mais justa, pedem-nos que “sejamos realistas, exijamos o impossível”. (Teixeira Coelho, adaptado)
  • 12. Exercícios 1. Desenvolva também estes tópicos frasais dissertativos: a) A prática do esporte deve ser incentivada e amparada pelos órgãos públicos. b) O trabalho dignifica o homem, mas o homem não deve viver só para o trabalho. c) A propaganda de cigarros e de bebidas deve ser proibida. d) O direito à cultura é fundamental a qualquer ser humano.
  • 13. 2. Desenvolva os tópicos frasais seguintes, considerando os conectivos: a) O jornal pode ser um excelente meio de conscientização das pessoas, a não ser que b) As mulheres, atualmente, ocupam cada vez mais funções de destaque na vida social e política de muitos países; no entanto c) Um curso universitário pode ser um bom caminho para a realização profissional de uma pessoa, mas d) Se não souber preservar a natureza, o ser humano estará pondo em risco sua própria existência, porque e) Muitas pessoas propõem a pena de morte como medida para conter a violência que existe hoje em várias cidades; outras, porém
  • 14.