SlideShare uma empresa Scribd logo
As Invasões Francesas
A Origem Portugal não aderiu ao Bloqueio Continental (Ordem dada por Napoleão de fechar os portos aos Ingleses)  e em Novembro de 1807 as tropas napoleónicas  comandadas pelo  General Junot  invadiram Portugal
A 1.ª Invasão ,[object Object]
No entretanto… ,[object Object]
A Fuga para o Brasil A Rainha, D. Maria I e o Príncipe Regente, D. João, acompanhados por 15000 pessoas, em 15 navios de guerra e 20 navios mercantes, partiram para o  Brasil para fugir às invasões napoleónicas. Nessa altura o Brasil era uma colónia portuguesa.
Enquanto isso… ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A ajuda inglesa… A Inglaterra, aliada de Portugal e a quem foi pedida ajuda, mandou embarcar cerca de 9000 militares para ajudar os portugueses que começavam a criar algumas unidades de resistência aos franceses.
O General Wellesley Em 1808 um exército comandado pelo general Wellesley atacou e venceu os franceses em duas batalhas muito importantes forçando Junot a assinar um tratado de paz, a  Convenção de Sintra , pelo qual Junot teria que sair de Portugal com todas as suas tropas.
As Batalhas… Batalha da Roliça – Óbidos Batalha do Vimeiro - Lourinhã
A resposta francesa… Em 1809 Napoleão mandava outro General, Soult, invadir Portugal. Este encontrou grande resistência e acabou por abandonar Portugal.
Mas ainda… Napoleão não desistia de dominar Portugal e em 1810 enviou tropas com um novo General no comando, Massena. Este General tinha fama de nunca ter sido derrotado. No entanto, na Batalha do Buçaco o seu exército perdeu muitos militares e tentando, no entanto, chegar a Lisboa foi travado nas chamadas “Linhas de Torres Vedras.”.
As Linhas de Torres Vedras
A derrota francesa… ,[object Object]
Resumo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Questões ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
BarbaraSilveira9
 
Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
cattonia
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
Carla Freitas
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
cattonia
 
A Revolução Americana
A Revolução Americana   A Revolução Americana
A Revolução Americana
Susana Simões
 
Invasões Francesas
Invasões FrancesasInvasões Francesas
Invasões Francesas
Edite Bartissol
 
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africanaDescoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Susana Simões
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ana Barreiros
 
23 os descobrimentos
23  os descobrimentos23  os descobrimentos
23 os descobrimentos
Carla Freitas
 
As Invasões Francesas
As Invasões FrancesasAs Invasões Francesas
As Invasões Francesas
Jorge Almeida
 
O espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do territórioO espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do território
Susana Simões
 
D. JOÃO V
D. JOÃO VD. JOÃO V
D. JOÃO V
guest10964e
 
Conquista de ceuta
Conquista de ceutaConquista de ceuta
Conquista de ceuta
Susana Simões
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
cattonia
 
Crise do Império Português no oriente
Crise do Império Português no orienteCrise do Império Português no oriente
Crise do Império Português no oriente
Rainha Maga
 
a Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrotaa Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrota
Milena Costa
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
AidaCunha73
 
25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial
Carla Freitas
 
A revolução americana
A revolução americanaA revolução americana
A revolução americana
cattonia
 
1 o alargamento do conhecimento do mundo
1 o alargamento do conhecimento do mundo1 o alargamento do conhecimento do mundo
1 o alargamento do conhecimento do mundo
CatarinaTavares28
 

Mais procurados (20)

D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
 
Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
A Revolução Americana
A Revolução Americana   A Revolução Americana
A Revolução Americana
 
Invasões Francesas
Invasões FrancesasInvasões Francesas
Invasões Francesas
 
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africanaDescoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
23 os descobrimentos
23  os descobrimentos23  os descobrimentos
23 os descobrimentos
 
As Invasões Francesas
As Invasões FrancesasAs Invasões Francesas
As Invasões Francesas
 
O espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do territórioO espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do território
 
D. JOÃO V
D. JOÃO VD. JOÃO V
D. JOÃO V
 
Conquista de ceuta
Conquista de ceutaConquista de ceuta
Conquista de ceuta
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
 
Crise do Império Português no oriente
Crise do Império Português no orienteCrise do Império Português no oriente
Crise do Império Português no oriente
 
a Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrotaa Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrota
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
 
25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial
 
A revolução americana
A revolução americanaA revolução americana
A revolução americana
 
1 o alargamento do conhecimento do mundo
1 o alargamento do conhecimento do mundo1 o alargamento do conhecimento do mundo
1 o alargamento do conhecimento do mundo
 

Destaque

O Absolutismo
O AbsolutismoO Absolutismo
O Absolutismo
guest22c5e7
 
O despotismo pombalino
O despotismo pombalinoO despotismo pombalino
O despotismo pombalino
borgia
 
Friso CronolóGico
Friso CronolóGicoFriso CronolóGico
Friso CronolóGico
Susana Fartura
 
1820 e o Triunfo Dos Liberais
1820 e o Triunfo Dos Liberais1820 e o Triunfo Dos Liberais
1820 e o Triunfo Dos Liberais
Sandra Sousa
 
As causas da rev 1820
As causas da rev 1820As causas da rev 1820
As causas da rev 1820
Carla Teixeira
 
Império português no século XVIII
Império português no século XVIIIImpério português no século XVIII
Império português no século XVIII
cruchinho
 
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
maria.antonia
 
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
maria.antonia
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ana Barreiros
 
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xixTeste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
Ana Pereira
 
RevisõEs 2.º Teste
RevisõEs 2.º TesteRevisõEs 2.º Teste
RevisõEs 2.º Teste
jdlimaaear
 
O Império Colonial Português no Séc. XVIII
O Império Colonial Português no Séc. XVIIIO Império Colonial Português no Séc. XVIII
O Império Colonial Português no Séc. XVIII
Beatriz Moscatel
 
Império e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviiiImpério e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviii
Carlos Vaz
 
Teste hgp 3 correção
Teste hgp 3   correçãoTeste hgp 3   correção
Teste hgp 3 correção
Ana Pereira
 
As Invasões Francesas
As Invasões FrancesasAs Invasões Francesas
As Invasões Francesas
Jorge Almeida
 
Reformas sociais do marquês de pombal
Reformas sociais do marquês de pombalReformas sociais do marquês de pombal
Reformas sociais do marquês de pombal
pipoquinhalove
 
Resumos para o 1.º Teste
Resumos para o 1.º TesteResumos para o 1.º Teste
Resumos para o 1.º Teste
jdlimaaear
 
Acção do marquês de pombal
Acção do marquês de pombalAcção do marquês de pombal
Acção do marquês de pombal
mariainesguterres
 
Teste hgp 2 correção
Teste hgp 2   correçãoTeste hgp 2   correção
Teste hgp 2 correção
Ana Pereira
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Anabela Sobral
 

Destaque (20)

O Absolutismo
O AbsolutismoO Absolutismo
O Absolutismo
 
O despotismo pombalino
O despotismo pombalinoO despotismo pombalino
O despotismo pombalino
 
Friso CronolóGico
Friso CronolóGicoFriso CronolóGico
Friso CronolóGico
 
1820 e o Triunfo Dos Liberais
1820 e o Triunfo Dos Liberais1820 e o Triunfo Dos Liberais
1820 e o Triunfo Dos Liberais
 
As causas da rev 1820
As causas da rev 1820As causas da rev 1820
As causas da rev 1820
 
Império português no século XVIII
Império português no século XVIIIImpério português no século XVIII
Império português no século XVIII
 
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
Ficha de avaliação - HGP - 6ºAno - O Império Português no Século XVIII/ D. Jo...
 
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
Ficha de Avaliação - 6º Ano - As Invasões Francesas/ A revolução Liberal de 1822
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xixTeste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
Teste hgp a vida nos campos e nas cidades século xix
 
RevisõEs 2.º Teste
RevisõEs 2.º TesteRevisõEs 2.º Teste
RevisõEs 2.º Teste
 
O Império Colonial Português no Séc. XVIII
O Império Colonial Português no Séc. XVIIIO Império Colonial Português no Séc. XVIII
O Império Colonial Português no Séc. XVIII
 
Império e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviiiImpério e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviii
 
Teste hgp 3 correção
Teste hgp 3   correçãoTeste hgp 3   correção
Teste hgp 3 correção
 
As Invasões Francesas
As Invasões FrancesasAs Invasões Francesas
As Invasões Francesas
 
Reformas sociais do marquês de pombal
Reformas sociais do marquês de pombalReformas sociais do marquês de pombal
Reformas sociais do marquês de pombal
 
Resumos para o 1.º Teste
Resumos para o 1.º TesteResumos para o 1.º Teste
Resumos para o 1.º Teste
 
Acção do marquês de pombal
Acção do marquês de pombalAcção do marquês de pombal
Acção do marquês de pombal
 
Teste hgp 2 correção
Teste hgp 2   correçãoTeste hgp 2   correção
Teste hgp 2 correção
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 

Semelhante a As Invasões Francesas

Invasões francesas ppt
Invasões francesas   pptInvasões francesas   ppt
Invasões francesas ppt
Álvaro Maurício
 
As invasões francesas
As invasões francesasAs invasões francesas
As invasões francesas
Inês Marques
 
As invassoes francesas
As invassoes francesasAs invassoes francesas
As invassoes francesas
Rui Amaro
 
Revolução e invasões francesas
Revolução e invasões francesasRevolução e invasões francesas
Revolução e invasões francesas
pereiraepereira1
 
AS INVASÕES FRANCESAS
AS INVASÕES FRANCESASAS INVASÕES FRANCESAS
AS INVASÕES FRANCESAS
guest4a6d88ff
 
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptxA Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
Nuno Faustino
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
Joana12so
 
14 1820 e o liberalismo
14 1820 e o liberalismo14 1820 e o liberalismo
14 1820 e o liberalismo
Vanessa Jorge
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
MC123456789
 
Invasoes francesas
Invasoes francesasInvasoes francesas
Invasoes francesas
Karishma & Maria
 
Invasões francesas
Invasões francesasInvasões francesas
Invasões francesas
Joao Soares
 
1820 E O Liberalismo
1820 E O Liberalismo1820 E O Liberalismo
1820 E O Liberalismo
Projecto Alunos Inovadores
 
D. João VI
D. João VID. João VI
D. João VI
trolhas
 
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp011820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
blade40p
 
Invações francesas em portugal
Invações francesas em portugalInvações francesas em portugal
Invações francesas em portugal
Inês Marques
 
A guerra peninsular vs civ[1]
A guerra peninsular vs civ[1]A guerra peninsular vs civ[1]
A guerra peninsular vs civ[1]
Regimento de Infantaria 14 - Viriatos
 
A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808
ProfessoresColeguium
 
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal Completo
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal   CompletoA ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal   Completo
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal Completo
ricardup
 
Apresentação resumida do liberalismo em Portugal
Apresentação resumida do liberalismo em PortugalApresentação resumida do liberalismo em Portugal
Apresentação resumida do liberalismo em Portugal
Dora Alexandra Batista de Sousa Rocha
 
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
Ligia Eiras
 

Semelhante a As Invasões Francesas (20)

Invasões francesas ppt
Invasões francesas   pptInvasões francesas   ppt
Invasões francesas ppt
 
As invasões francesas
As invasões francesasAs invasões francesas
As invasões francesas
 
As invassoes francesas
As invassoes francesasAs invassoes francesas
As invassoes francesas
 
Revolução e invasões francesas
Revolução e invasões francesasRevolução e invasões francesas
Revolução e invasões francesas
 
AS INVASÕES FRANCESAS
AS INVASÕES FRANCESASAS INVASÕES FRANCESAS
AS INVASÕES FRANCESAS
 
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptxA Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
 
14 1820 e o liberalismo
14 1820 e o liberalismo14 1820 e o liberalismo
14 1820 e o liberalismo
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Invasoes francesas
Invasoes francesasInvasoes francesas
Invasoes francesas
 
Invasões francesas
Invasões francesasInvasões francesas
Invasões francesas
 
1820 E O Liberalismo
1820 E O Liberalismo1820 E O Liberalismo
1820 E O Liberalismo
 
D. João VI
D. João VID. João VI
D. João VI
 
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp011820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
1820 liberalismoppt-hgp6-2010-11-111128064940-phpapp01
 
Invações francesas em portugal
Invações francesas em portugalInvações francesas em portugal
Invações francesas em portugal
 
A guerra peninsular vs civ[1]
A guerra peninsular vs civ[1]A guerra peninsular vs civ[1]
A guerra peninsular vs civ[1]
 
A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808
 
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal Completo
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal   CompletoA ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal   Completo
A ImplantaçãO Do Liberalismo Em Portugal Completo
 
Apresentação resumida do liberalismo em Portugal
Apresentação resumida do liberalismo em PortugalApresentação resumida do liberalismo em Portugal
Apresentação resumida do liberalismo em Portugal
 
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
A revolução liberal portuguesa aula2 (1)
 

Mais de jdlimaaear

Uma História, um Ponto
Uma História, um PontoUma História, um Ponto
Uma História, um Ponto
jdlimaaear
 
Social web e knowledge web
Social web e knowledge webSocial web e knowledge web
Social web e knowledge web
jdlimaaear
 
Apresentação1 jl (1)
Apresentação1 jl (1)Apresentação1 jl (1)
Apresentação1 jl (1)
jdlimaaear
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
jdlimaaear
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
jdlimaaear
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
jdlimaaear
 
Revises
RevisesRevises
Revises
jdlimaaear
 
Apresentação – grupo 25 a
Apresentação – grupo 25 aApresentação – grupo 25 a
Apresentação – grupo 25 a
jdlimaaear
 
Maquetes, batalhas e outros trabalhos
Maquetes, batalhas e outros trabalhosMaquetes, batalhas e outros trabalhos
Maquetes, batalhas e outros trabalhos
jdlimaaear
 
Maquete, fichas avaliação
Maquete, fichas avaliaçãoMaquete, fichas avaliação
Maquete, fichas avaliação
jdlimaaear
 
Reconstruir a história do tempo
Reconstruir a história do tempoReconstruir a história do tempo
Reconstruir a história do tempo
jdlimaaear
 
Casa das histórias
Casa das históriasCasa das histórias
Casa das histórias
jdlimaaear
 
RevisõEs
RevisõEsRevisõEs
RevisõEs
jdlimaaear
 
Think Apresentação
Think ApresentaçãoThink Apresentação
Think Apresentação
jdlimaaear
 
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim DaDas Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
jdlimaaear
 
Apresentação Final Makt10
Apresentação Final Makt10Apresentação Final Makt10
Apresentação Final Makt10
jdlimaaear
 
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
jdlimaaear
 
A Queda Da Monarquia
A Queda Da MonarquiaA Queda Da Monarquia
A Queda Da Monarquia
jdlimaaear
 
Da Vida Nas Cidades
Da Vida Nas CidadesDa Vida Nas Cidades
Da Vida Nas Cidades
jdlimaaear
 

Mais de jdlimaaear (20)

Uma História, um Ponto
Uma História, um PontoUma História, um Ponto
Uma História, um Ponto
 
Social web e knowledge web
Social web e knowledge webSocial web e knowledge web
Social web e knowledge web
 
Apresentação1 jl (1)
Apresentação1 jl (1)Apresentação1 jl (1)
Apresentação1 jl (1)
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
 
Cartaz Europa
Cartaz EuropaCartaz Europa
Cartaz Europa
 
Revises
RevisesRevises
Revises
 
Apresentação – grupo 25 a
Apresentação – grupo 25 aApresentação – grupo 25 a
Apresentação – grupo 25 a
 
Maquetes, batalhas e outros trabalhos
Maquetes, batalhas e outros trabalhosMaquetes, batalhas e outros trabalhos
Maquetes, batalhas e outros trabalhos
 
Maquete, fichas avaliação
Maquete, fichas avaliaçãoMaquete, fichas avaliação
Maquete, fichas avaliação
 
Reconstruir a história do tempo
Reconstruir a história do tempoReconstruir a história do tempo
Reconstruir a história do tempo
 
Casa das histórias
Casa das históriasCasa das histórias
Casa das histórias
 
RevisõEs
RevisõEsRevisõEs
RevisõEs
 
Think Apresentação
Think ApresentaçãoThink Apresentação
Think Apresentação
 
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim DaDas Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
 
Apresentação Final Makt10
Apresentação Final Makt10Apresentação Final Makt10
Apresentação Final Makt10
 
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
 
A Queda Da Monarquia
A Queda Da MonarquiaA Queda Da Monarquia
A Queda Da Monarquia
 
Da Vida Nas Cidades
Da Vida Nas CidadesDa Vida Nas Cidades
Da Vida Nas Cidades
 

As Invasões Francesas

  • 2. A Origem Portugal não aderiu ao Bloqueio Continental (Ordem dada por Napoleão de fechar os portos aos Ingleses) e em Novembro de 1807 as tropas napoleónicas comandadas pelo General Junot invadiram Portugal
  • 3.
  • 4.
  • 5. A Fuga para o Brasil A Rainha, D. Maria I e o Príncipe Regente, D. João, acompanhados por 15000 pessoas, em 15 navios de guerra e 20 navios mercantes, partiram para o Brasil para fugir às invasões napoleónicas. Nessa altura o Brasil era uma colónia portuguesa.
  • 6.
  • 7. A ajuda inglesa… A Inglaterra, aliada de Portugal e a quem foi pedida ajuda, mandou embarcar cerca de 9000 militares para ajudar os portugueses que começavam a criar algumas unidades de resistência aos franceses.
  • 8. O General Wellesley Em 1808 um exército comandado pelo general Wellesley atacou e venceu os franceses em duas batalhas muito importantes forçando Junot a assinar um tratado de paz, a Convenção de Sintra , pelo qual Junot teria que sair de Portugal com todas as suas tropas.
  • 9. As Batalhas… Batalha da Roliça – Óbidos Batalha do Vimeiro - Lourinhã
  • 10. A resposta francesa… Em 1809 Napoleão mandava outro General, Soult, invadir Portugal. Este encontrou grande resistência e acabou por abandonar Portugal.
  • 11. Mas ainda… Napoleão não desistia de dominar Portugal e em 1810 enviou tropas com um novo General no comando, Massena. Este General tinha fama de nunca ter sido derrotado. No entanto, na Batalha do Buçaco o seu exército perdeu muitos militares e tentando, no entanto, chegar a Lisboa foi travado nas chamadas “Linhas de Torres Vedras.”.
  • 12. As Linhas de Torres Vedras
  • 13.
  • 14.
  • 15.