SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
Organização e
    Desenvolvimento
Pedagógico do Esporte no
Programa Segundo Tempo



        Pablo Juan Greco
         Siomara A. Silva
      Lucídio Rocha Santos
Perspectivas pedagógicas
a) ensinar o esporte – como proceder ao ensinar
   os esportes, qual a abordagem metodológica
   para se ensinar o esporte propriamente dito e,
   paralelamente, quando se ensina esporte,
   ensinar mais do que esporte.

b) ensinar pelo esporte – o esporte como meio
   para desenvolvimento de competências,
   comportamentos, atitudes, valores.
Esporte no PST

• Perguntas que nos fazemos...


               Por que ?
     O Que?                COMO ?
              Ensinar
      Onde?                Quem ?
               Quando ?
Concepção pedagógica

• Processo de ensino-aprendizagem da
 iniciação esportiva começa com o jogo,
 “jogar para aprender”.

• Jogar para aprender e aprender jogando.
Importante

• “A   capacidade   de   aprender   simplesmente
 jogando é algo limitado, pelo menos para a
 maioria das pessoas. Podem na verdade existir
 pessoas talentosas que aprendem a jogar de
 forma autônoma, mas essa não é a regra”
 (p. 165).
Importante
• Os desafios postos aos professores são:

• Como elaborar estratégias para atingir tais objetivos?

• Como trabalhar com turmas heterogêneas?

• Quais os parâmetros constitutivos de uma adequada
  aprendizagem tática e motora, que possam ser base para
  posterior articulação de um processo de treinamento

  técnico e tático?
Parâmetros comuns
        dos jogos esportivos
•   Bola,
•   Espaço ou campo de jogo,
•   Objetivo do jogo (gol/ponto),
•   Colegas e adversários, público;
•   Arbitragem e regras do jogo;
•   O parâmetro “Situacional”
             (BAYER, 1986; GRAÇA ; OLIVEIRA, 1995; GRECO, 1995;
                GRECO; BENDA, 1998 e 2006; GRECO; SILVA, 2008).
O Esporte no Programa Segundo Tempo:
  para além da prática inconsequente

• Proposta metodológica visa:

  – Aprendizagem tática, que inicia a construção
    do conhecimento tático sistematizado.
  – Aprendizagem motora, experiências variadas,
    centradas    no      desenvolvimento     das
    capacidades.
  – Treinamento tático-técnico.
A
         Aprendizagem
             tática


    B                   C
Aprendizagem
                    Treinamento
   Motora
                   Tático-Técnico
O Esporte no Programa Segundo Tempo:
  para além da prática inconsequente

• Aprendizagem tática, construção do
  conhecimento tático sistematizado com os
  conteúdos:
  – a) capacidades táticas básicas;
  – b) jogos de desenvolvimento da inteligência e
    criatividade tática;
  – c) estruturas funcionais (atividades de jogos
    em pequenos grupos).
O Esporte no Programa Segundo Tempo:
  para além da prática inconsequente

• Da aprendizagem tática ao treinamento
  tático - finalidade a compreensão da
  lógica do jogo (KRÖGER; ROTH, 2002).
• Idade sugerida - 6-10/12
  – Continuidade   12-14 anos até o esporte de
    rendimento.
Capacidades táticas
        Parâmetro          Relaciona-se no jogo com      Nome do Jogo
Acertar o alvo            Fazer gol/ponto. Objetivo do
                          jogo específico.
Transportar a bola para o Fazer gol/ponto. Objetivo do
objetivo                  jogo específico.
Jogo Coletivo             Colega e espaço de jogo.

Reconhecer espaços         Adversário e Ambiente.

Criar      Superioridade Adversário e Ambiente.
Numérica       (vantagem
tática)
Superar Adversários      Adversário e Ambiente.

Sair      da      Marcação Adversário e Ambiente.
(oferecer/ orientar)
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
 Jogos de Inteligência e Criatividade Tática
• Tarefas que tenham muita dinâmica, uma grande
  variabilidade de situações (táticas), uma
  alternância constante da atenção-percepção-
  decisão.
• Situações    de    oposição   e    colaboração
  simultâneas, com ou sem invasão do campo da
  equipe adversária, de forma a oportunizar
  diferentes experiências motoras, reforçando o
  processo de aprendizagem motora.
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
 Jogos de Inteligência e Criatividade Tática


• Tarefas que aproximem-se do esporte formal,
  exige “pensar rápido”, resolver situações sob
  pressões temporais ou espaciais, ou ambas.

• Situações de oposição, com o aumento gradativo
  de participantes, a variabilidade técnica e a
  diversidade de decisões (diferentes formas de
  marcar ponto).
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
             Estruturas Funcionais

• Têm a finalidade de reduzir a complexidade que
  o esporte formal apresenta;



• Manter os ciclos do jogo: ataque, retorno,
  defesa, contrataque.
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
              Estruturas Funcionais
É possível modificar:
• espaço do jogo (largura + profundidade);
• Tamanho do campo (maior ou menor);
• Complexidade (número de jogadores);
• Combinações técnicas (tipos de passes permitidos);
• Número de decisões a serem tomadas (número de
  objetivos);
• Tipo de combinações táticas (cruzamento, tabelas,
  bloqueios);
• Opções de comportamento tático.
Situação Problema 1

• Turma mista com 30 alunos de (6-8 anos).
   O professor apresenta uma proposta de
  iniciação ao vôlei permitindo que os alunos
  pratiquem diretamente o jogo na quadra com
  regras e materiais oficiais. O time que perde
  cede a vez para os alunos que aguardam o
  momento de jogar.
• Reflita sobre essa proposta a partir dos debates
  realizados.
Situação Problema 2
• Turma mista com 30 alunos (8-10 anos)
• O professor apresenta uma proposta de iniciação ao
   tênis. Ordene e justifique os momentos do
   planejamento:
- Exercício específicos de fundamentos
- Jogos adaptados com quadra reduzida, raquetes
   pequenas e bolas soft
- Atividades lúdicas de adaptação ao material e ao espaço
   do jogo (quadra)
- Jogos em quadra oficial com materiais tradicionais
O Esporte no Programa Segundo Tempo:
  para além da prática inconsequente


• Aprendizagem motora deve ser variada,
  centrada   no   desenvolvimento      dos
  parâmetros necessários à melhoria das:
  – a) capacidades coordenativas e
  – b) habilidades técnicas.
Aprendizagem Motora

Habilidades        Habilidades
 Técnicas         Fundamentais
(6-10anos)        (0-6/8 ...anos)
              B

Capacidades Coordenativas
       (4-12 gerais
     12... específicas)
Capacidades Coordenativas
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico

• Alto nível de treinabilidade
• Base para as habilidades        e   técnicas
  específicas dos esportes.
• Pré-requisito de diferentes movimentos com
  amplitude e generalização variada.
Capacidades Coordenativas
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico
  Parâmetros      Tarefas coordenativas nas que é                 Tarefas
  de pressão                necessário:
 Tempo           Minimizar o tempo ou maximizar a Corrida de 100 metros; passe
                 velocidade de execução.          para colega no espaço livre
 Precisão        A maior exatidão possível.           Cesta no basquete

 Complexidade Resolver sequências de exigências Fintas no Handebol
              sucessivas, uma depois de outra.

 Organização     Superar exigências simultâneas, ao Mortal com giro
                 mesmo tempo.

 Variabilidade   Superar     exigências     ambientais Jogos esportivos coletivos
                 variáveis e situações diferentes.

 Carga           Superar exigências de tipo físico- Arremesso de peso
                 condicionais ou psíquicas.
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico

           Habilidade fundamental
            (correr, saltar, lançar, driblar,…)

                              +
        Condicionantes de pressão
(tempo, precisão, organização, sequencia, variabilidade, carga)

                     =
            Treinar Coordenação
Iniciação dos JEC (IEU+EB)
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico

        Treinar Coordenação
    1 elemento = 6 a 8 anos
   2 elementos = 8 a 10 anos
  3 elementos = 10 a 12 anos
 Direção, especificidade = 12 …
Habilidades Técnicas
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico

• São parâmetros constitutivos do movimento
  necessários para a realização das técnicas
  específicas dos esportes com bola (passe,
  chute, lançamento, dentre outras).
• Pré-requisitos   gerais   direcionados   a
  problemas motores específicos dos esportes
  que facilitam a aprendizagem das técnicas
  específicas dos esportes.
Habilidades Técnicas
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico

• Complementar o processo de aprendizagem
  motora desenvolvendo as habilidades
  técnicas PARALELAMENTE às capacidades
  coordenativas.
• É importante trabalhar mãos, pés e
  bastões/raquetes, o mesmo exercício com
  as três opções de realização e direcionados
  para um dos parâmetros.
Habilidades Técnicas
Da aprendizagem motora ao treinamento técnico
           Habilidades técnicas            Tarefas
Organizar os ângulos

Controlar (regular) a força
Determinar o tempo de passe e da bola

Determinar linhas de corrida e tempo da
bola
Oferecer-se (preparar-se)

Antecipar a direção e distância do passe

Antecipar a posição defensiva

Observar deslocamentos
Situação Problema 3

• Indique os parâmetros de pressão
  (capacidades coordenativas) e habilidade
  técnicas presentes nas tarefas:
a) Um aluno de frente para o outro realizando o
    passe de peito (basquete);
b) Mini-futsal 3x2 (sem goleiro);
c) Estafeta 2 filas corrida;
d) Mini-vôlei utilizando apenas um fundamento
Métodos do ensino dos
  esportes no PST
Muito obrigada (o)!
• Elabore um plano de aula (1 hora) com
  uma proposta de iniciação a uma
  modalidades pouco conhecida dos alunos.
  Indique estratégias de diagnóstico, da
  turma, atividades e avaliação ao final da
  aula.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
Rogerio Melo
 
Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação física
Ana Lucia Costa
 
Conteúdos das aulas de educação física
Conteúdos das aulas de educação físicaConteúdos das aulas de educação física
Conteúdos das aulas de educação física
FRANCISCO MAGNO CARNEIRO
 

Mais procurados (20)

Esportes de aventura e radicais 2º A
Esportes de aventura e radicais 2º AEsportes de aventura e radicais 2º A
Esportes de aventura e radicais 2º A
 
Esportes coletivos caracterizacao - elementos comuns
Esportes coletivos   caracterizacao - elementos comunsEsportes coletivos   caracterizacao - elementos comuns
Esportes coletivos caracterizacao - elementos comuns
 
Ginástica geral
Ginástica geralGinástica geral
Ginástica geral
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de Esporte
 
Ciclos de treinamento
Ciclos de treinamentoCiclos de treinamento
Ciclos de treinamento
 
O Esporte na escola e da escola
O Esporte na escola e da escolaO Esporte na escola e da escola
O Esporte na escola e da escola
 
Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
 
Treinamento desportivo 2004
Treinamento desportivo   2004Treinamento desportivo   2004
Treinamento desportivo 2004
 
Atletismo introdução
Atletismo  introduçãoAtletismo  introdução
Atletismo introdução
 
Ginastica historia
Ginastica historiaGinastica historia
Ginastica historia
 
História da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no BrasilHistória da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no Brasil
 
Historia da Ed. Física
Historia da Ed. FísicaHistoria da Ed. Física
Historia da Ed. Física
 
Flexibilidade
FlexibilidadeFlexibilidade
Flexibilidade
 
Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação física
 
Treinamento intervalado de alta intensidade nos componentes da Síndrome Metab...
Treinamento intervalado de alta intensidade nos componentes da Síndrome Metab...Treinamento intervalado de alta intensidade nos componentes da Síndrome Metab...
Treinamento intervalado de alta intensidade nos componentes da Síndrome Metab...
 
Esportes Adaptados Para Deficientes Auditivos
Esportes Adaptados Para Deficientes AuditivosEsportes Adaptados Para Deficientes Auditivos
Esportes Adaptados Para Deficientes Auditivos
 
Treinamento de força
Treinamento de força Treinamento de força
Treinamento de força
 
Slides ginástica
Slides ginásticaSlides ginástica
Slides ginástica
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
Conteúdos das aulas de educação física
Conteúdos das aulas de educação físicaConteúdos das aulas de educação física
Conteúdos das aulas de educação física
 

Destaque

148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
Edivaldo Santos Lima
 
As inteligências múltiplas
As inteligências múltiplasAs inteligências múltiplas
As inteligências múltiplas
Miguel Loureiro
 
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
Adriano Vretaros
 
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
Jose Augusto Leal
 

Destaque (20)

A importancia da_tecnica_de_corrida
A importancia da_tecnica_de_corridaA importancia da_tecnica_de_corrida
A importancia da_tecnica_de_corrida
 
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
 
Desenvolvimento da força
Desenvolvimento da forçaDesenvolvimento da força
Desenvolvimento da força
 
Organograma do departamento de futebol
Organograma do departamento de futebolOrganograma do departamento de futebol
Organograma do departamento de futebol
 
As inteligências múltiplas
As inteligências múltiplasAs inteligências múltiplas
As inteligências múltiplas
 
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
 
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
E-book - Futebol: Bases Científicas da Preparação de Força (ISBN: 978-85-9203...
 
Avaliação física
Avaliação físicaAvaliação física
Avaliação física
 
Adaptações musculares ao treinamento
Adaptações musculares ao treinamentoAdaptações musculares ao treinamento
Adaptações musculares ao treinamento
 
Avaliação neuromotora
Avaliação  neuromotoraAvaliação  neuromotora
Avaliação neuromotora
 
Adaptação Neural: Principal fator para ganho de força no inicio do treinamento
Adaptação Neural: Principal fator para ganho de força no inicio do treinamentoAdaptação Neural: Principal fator para ganho de força no inicio do treinamento
Adaptação Neural: Principal fator para ganho de força no inicio do treinamento
 
Métodos de avaliação física
Métodos de avaliação físicaMétodos de avaliação física
Métodos de avaliação física
 
Aptidão ao longo da vida
Aptidão ao longo da vidaAptidão ao longo da vida
Aptidão ao longo da vida
 
Avaliação da resistência lática
Avaliação da resistência láticaAvaliação da resistência lática
Avaliação da resistência lática
 
O treino sem baliza
O treino sem balizaO treino sem baliza
O treino sem baliza
 
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
A especificidade na aplicação do treino para futebolistas a quebra de paradig...
 
Alfabetização Tática do jovem futebolista
Alfabetização Tática do jovem futebolistaAlfabetização Tática do jovem futebolista
Alfabetização Tática do jovem futebolista
 
Prescrição de atividade física
Prescrição de atividade físicaPrescrição de atividade física
Prescrição de atividade física
 
O sistema muscular (1)
O sistema muscular (1)O sistema muscular (1)
O sistema muscular (1)
 
Noções de Atividade Física e Treinamento para Grupos Especiais
Noções de Atividade Física e Treinamento para Grupos Especiais Noções de Atividade Física e Treinamento para Grupos Especiais
Noções de Atividade Física e Treinamento para Grupos Especiais
 

Semelhante a Apresentação iniciação esportiva pablo novo - bartholo

Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo
Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no  Programa Segundo TempoOrganização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no  Programa Segundo Tempo
Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo
Leonardo Melo
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
moko25
 
Documento orientador slb hóquei em patins
Documento orientador   slb hóquei em patinsDocumento orientador   slb hóquei em patins
Documento orientador slb hóquei em patins
Luis Sénica
 
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportes
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportesMetodologia de ensino aprendizagem dos esportes
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportes
rudney2011
 

Semelhante a Apresentação iniciação esportiva pablo novo - bartholo (20)

Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo
Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no  Programa Segundo TempoOrganização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no  Programa Segundo Tempo
Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo
 
1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo
 
O ensino esportivo e as mídias sociais
O ensino esportivo e as mídias sociaisO ensino esportivo e as mídias sociais
O ensino esportivo e as mídias sociais
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
 
Documento orientador slb hóquei em patins
Documento orientador   slb hóquei em patinsDocumento orientador   slb hóquei em patins
Documento orientador slb hóquei em patins
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Métodos pedagógicosmec
Métodos pedagógicosmecMétodos pedagógicosmec
Métodos pedagógicosmec
 
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativoFutebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
 
A receita da bola no futebol
A receita da bola no futebolA receita da bola no futebol
A receita da bola no futebol
 
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
 
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportes
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportesMetodologia de ensino aprendizagem dos esportes
Metodologia de ensino aprendizagem dos esportes
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
Métodos de Treino
Métodos de TreinoMétodos de Treino
Métodos de Treino
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveiraPeriodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
 
70256068 capacidades-taticas
70256068 capacidades-taticas70256068 capacidades-taticas
70256068 capacidades-taticas
 
Velocidade: Um conceito complexo e multidimensional
Velocidade: Um conceito complexo e multidimensionalVelocidade: Um conceito complexo e multidimensional
Velocidade: Um conceito complexo e multidimensional
 
Variáveis do treino
Variáveis do treinoVariáveis do treino
Variáveis do treino
 
Periodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de formaPeriodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de forma
 
FUTSAL - Metodologia do Treinamento.ppt
FUTSAL - Metodologia do Treinamento.pptFUTSAL - Metodologia do Treinamento.ppt
FUTSAL - Metodologia do Treinamento.ppt
 

Apresentação iniciação esportiva pablo novo - bartholo

  • 1. Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo Pablo Juan Greco Siomara A. Silva Lucídio Rocha Santos
  • 2. Perspectivas pedagógicas a) ensinar o esporte – como proceder ao ensinar os esportes, qual a abordagem metodológica para se ensinar o esporte propriamente dito e, paralelamente, quando se ensina esporte, ensinar mais do que esporte. b) ensinar pelo esporte – o esporte como meio para desenvolvimento de competências, comportamentos, atitudes, valores.
  • 3. Esporte no PST • Perguntas que nos fazemos... Por que ? O Que? COMO ? Ensinar Onde? Quem ? Quando ?
  • 4. Concepção pedagógica • Processo de ensino-aprendizagem da iniciação esportiva começa com o jogo, “jogar para aprender”. • Jogar para aprender e aprender jogando.
  • 5. Importante • “A capacidade de aprender simplesmente jogando é algo limitado, pelo menos para a maioria das pessoas. Podem na verdade existir pessoas talentosas que aprendem a jogar de forma autônoma, mas essa não é a regra” (p. 165).
  • 6. Importante • Os desafios postos aos professores são: • Como elaborar estratégias para atingir tais objetivos? • Como trabalhar com turmas heterogêneas? • Quais os parâmetros constitutivos de uma adequada aprendizagem tática e motora, que possam ser base para posterior articulação de um processo de treinamento técnico e tático?
  • 7. Parâmetros comuns dos jogos esportivos • Bola, • Espaço ou campo de jogo, • Objetivo do jogo (gol/ponto), • Colegas e adversários, público; • Arbitragem e regras do jogo; • O parâmetro “Situacional” (BAYER, 1986; GRAÇA ; OLIVEIRA, 1995; GRECO, 1995; GRECO; BENDA, 1998 e 2006; GRECO; SILVA, 2008).
  • 8. O Esporte no Programa Segundo Tempo: para além da prática inconsequente • Proposta metodológica visa: – Aprendizagem tática, que inicia a construção do conhecimento tático sistematizado. – Aprendizagem motora, experiências variadas, centradas no desenvolvimento das capacidades. – Treinamento tático-técnico.
  • 9. A Aprendizagem tática B C Aprendizagem Treinamento Motora Tático-Técnico
  • 10. O Esporte no Programa Segundo Tempo: para além da prática inconsequente • Aprendizagem tática, construção do conhecimento tático sistematizado com os conteúdos: – a) capacidades táticas básicas; – b) jogos de desenvolvimento da inteligência e criatividade tática; – c) estruturas funcionais (atividades de jogos em pequenos grupos).
  • 11. O Esporte no Programa Segundo Tempo: para além da prática inconsequente • Da aprendizagem tática ao treinamento tático - finalidade a compreensão da lógica do jogo (KRÖGER; ROTH, 2002). • Idade sugerida - 6-10/12 – Continuidade 12-14 anos até o esporte de rendimento.
  • 12. Capacidades táticas Parâmetro Relaciona-se no jogo com Nome do Jogo Acertar o alvo Fazer gol/ponto. Objetivo do jogo específico. Transportar a bola para o Fazer gol/ponto. Objetivo do objetivo jogo específico. Jogo Coletivo Colega e espaço de jogo. Reconhecer espaços Adversário e Ambiente. Criar Superioridade Adversário e Ambiente. Numérica (vantagem tática) Superar Adversários Adversário e Ambiente. Sair da Marcação Adversário e Ambiente. (oferecer/ orientar)
  • 13. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Jogos de Inteligência e Criatividade Tática • Tarefas que tenham muita dinâmica, uma grande variabilidade de situações (táticas), uma alternância constante da atenção-percepção- decisão. • Situações de oposição e colaboração simultâneas, com ou sem invasão do campo da equipe adversária, de forma a oportunizar diferentes experiências motoras, reforçando o processo de aprendizagem motora.
  • 14. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Jogos de Inteligência e Criatividade Tática • Tarefas que aproximem-se do esporte formal, exige “pensar rápido”, resolver situações sob pressões temporais ou espaciais, ou ambas. • Situações de oposição, com o aumento gradativo de participantes, a variabilidade técnica e a diversidade de decisões (diferentes formas de marcar ponto).
  • 15. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Estruturas Funcionais • Têm a finalidade de reduzir a complexidade que o esporte formal apresenta; • Manter os ciclos do jogo: ataque, retorno, defesa, contrataque.
  • 16. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Estruturas Funcionais É possível modificar: • espaço do jogo (largura + profundidade); • Tamanho do campo (maior ou menor); • Complexidade (número de jogadores); • Combinações técnicas (tipos de passes permitidos); • Número de decisões a serem tomadas (número de objetivos); • Tipo de combinações táticas (cruzamento, tabelas, bloqueios); • Opções de comportamento tático.
  • 17. Situação Problema 1 • Turma mista com 30 alunos de (6-8 anos). O professor apresenta uma proposta de iniciação ao vôlei permitindo que os alunos pratiquem diretamente o jogo na quadra com regras e materiais oficiais. O time que perde cede a vez para os alunos que aguardam o momento de jogar. • Reflita sobre essa proposta a partir dos debates realizados.
  • 18. Situação Problema 2 • Turma mista com 30 alunos (8-10 anos) • O professor apresenta uma proposta de iniciação ao tênis. Ordene e justifique os momentos do planejamento: - Exercício específicos de fundamentos - Jogos adaptados com quadra reduzida, raquetes pequenas e bolas soft - Atividades lúdicas de adaptação ao material e ao espaço do jogo (quadra) - Jogos em quadra oficial com materiais tradicionais
  • 19. O Esporte no Programa Segundo Tempo: para além da prática inconsequente • Aprendizagem motora deve ser variada, centrada no desenvolvimento dos parâmetros necessários à melhoria das: – a) capacidades coordenativas e – b) habilidades técnicas.
  • 20. Aprendizagem Motora Habilidades Habilidades Técnicas Fundamentais (6-10anos) (0-6/8 ...anos) B Capacidades Coordenativas (4-12 gerais 12... específicas)
  • 21. Capacidades Coordenativas Da aprendizagem motora ao treinamento técnico • Alto nível de treinabilidade • Base para as habilidades e técnicas específicas dos esportes. • Pré-requisito de diferentes movimentos com amplitude e generalização variada.
  • 22. Capacidades Coordenativas Da aprendizagem motora ao treinamento técnico Parâmetros Tarefas coordenativas nas que é Tarefas de pressão necessário: Tempo Minimizar o tempo ou maximizar a Corrida de 100 metros; passe velocidade de execução. para colega no espaço livre Precisão A maior exatidão possível. Cesta no basquete Complexidade Resolver sequências de exigências Fintas no Handebol sucessivas, uma depois de outra. Organização Superar exigências simultâneas, ao Mortal com giro mesmo tempo. Variabilidade Superar exigências ambientais Jogos esportivos coletivos variáveis e situações diferentes. Carga Superar exigências de tipo físico- Arremesso de peso condicionais ou psíquicas.
  • 23. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Da aprendizagem motora ao treinamento técnico Habilidade fundamental (correr, saltar, lançar, driblar,…) + Condicionantes de pressão (tempo, precisão, organização, sequencia, variabilidade, carga) = Treinar Coordenação
  • 24. Iniciação dos JEC (IEU+EB) Da aprendizagem motora ao treinamento técnico Treinar Coordenação 1 elemento = 6 a 8 anos 2 elementos = 8 a 10 anos 3 elementos = 10 a 12 anos Direção, especificidade = 12 …
  • 25. Habilidades Técnicas Da aprendizagem motora ao treinamento técnico • São parâmetros constitutivos do movimento necessários para a realização das técnicas específicas dos esportes com bola (passe, chute, lançamento, dentre outras). • Pré-requisitos gerais direcionados a problemas motores específicos dos esportes que facilitam a aprendizagem das técnicas específicas dos esportes.
  • 26. Habilidades Técnicas Da aprendizagem motora ao treinamento técnico • Complementar o processo de aprendizagem motora desenvolvendo as habilidades técnicas PARALELAMENTE às capacidades coordenativas. • É importante trabalhar mãos, pés e bastões/raquetes, o mesmo exercício com as três opções de realização e direcionados para um dos parâmetros.
  • 27. Habilidades Técnicas Da aprendizagem motora ao treinamento técnico Habilidades técnicas Tarefas Organizar os ângulos Controlar (regular) a força Determinar o tempo de passe e da bola Determinar linhas de corrida e tempo da bola Oferecer-se (preparar-se) Antecipar a direção e distância do passe Antecipar a posição defensiva Observar deslocamentos
  • 28. Situação Problema 3 • Indique os parâmetros de pressão (capacidades coordenativas) e habilidade técnicas presentes nas tarefas: a) Um aluno de frente para o outro realizando o passe de peito (basquete); b) Mini-futsal 3x2 (sem goleiro); c) Estafeta 2 filas corrida; d) Mini-vôlei utilizando apenas um fundamento
  • 29. Métodos do ensino dos esportes no PST
  • 31. • Elabore um plano de aula (1 hora) com uma proposta de iniciação a uma modalidades pouco conhecida dos alunos. Indique estratégias de diagnóstico, da turma, atividades e avaliação ao final da aula.