SlideShare uma empresa Scribd logo
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 1
Orçamento de Vendas
O ponto-chave do orçamento operacional é o orçamento de vendas, o qual, na realidade, é o
ponto de partida de todo o processo de elaboração das peças orçamentárias. Esta colocação
deve-se ao fato de que, para a maioria das empresas, todo o processo de planejamento
operacional decorre da percepção da demanda de seus produtos para o período a ser
orçado. Com isso, o volume de vendas torna-se o fator limitante para todo o processo
orçamentário.
Convém relembrar que, em alguns casos, o orçamento de vendas é decorrente do orçamento
de produção, ou seja, o fator limitante da empresa não é a demanda. Neste caso, o mercado
estaria disposto a comprar todo o volume que a empresa produzir de seus produtos. Nessa
hipótese, o orçamento limitante seria o de produção. Um exemplo desse tipo de
empreendimento são alguns produtos naturais, como minérios, alimentos in natura etc.
Primeiramente, desenvolveremos o orçamento de vendas e, em seguida, o orçamento de
produção em quantidades, que é totalmente decorrente do orçamento de vendas em
quantidades.
Dificuldades na Previsão de Vendas
A etapa inicial do orçamento de vendas é a determinação das quantidades a serem vendidas
dos produtos da empresa. Cada uma delas tem o seu grau de dificuldade de estimar as
quantidades a serem vendidas para os próximos períodos.
Tais dificuldades são consideradas naturais, pela natural imprevisibilidade das situações
conjunturais da economia e sazonalidades existentes. No entanto, a leitura do ambiente e a
construção dos cenários, além das outras informações constantes do Sistema de
Acompanhamento do Negócio, devem permitir um mínimo de condições de estabelecer
probabilidades de acontecimentos de vendas futuras.
Além disso, é normal que a empresa já tenha um conjunto de conhecimentos sobre o
comportamento de seus produtos, dentro dos mercados em que ela atua (excetuando-se,
eventualmente, produtos totalmente inéditos que serão lançados no mercado no período
orçado).
Desta maneira, há possibilidades de um acerto razoável das quantidades que possam ser
vendidas e, conseqüentemente, se iniciar o processo de orçamento das vendas e, em
seguida, a conclusão do processo orçamentário. Em resumo, a melhor competência
empresarial deverá ser alocada na previsão de vendas.
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 2
Aspectos Gerais do Orçamento de Vendas
Fundamentalmente, o orçamento de vendas compreende as seguintes partes:
• Identificação dos produtos a serem vendidos.
• Determinação de critério de entendimento do que é o produto para fins do orçamento de
vendas
o Por exemplo, versão especificada por modelo e por linha de produto.
• Identificação dos mercados dos produtos
o Por exemplo, mercado interno, regiões, filiais, mercado externo e cliente-chave.
• Determinação das quantidades a serem orçadas.
• Determinação dos preços para cada produto e para cada mercado.
• Determinação dos preços à vista e a prazo.
• Incorporação de eventual mudança da política de crédito.
• Determinação das quantidades de vendas à vista e a prazo.
• Determinação dos aumentos previstos nas listas de preço, segundo as premissas
orçamentárias.
• Determinação das projeções das taxas das moedas estrangeiras para vendas ao mercado
externo.
• Incorporação das sazonalidades mensais conhecidas ou estimadas.
• Inclusão, por produto, das expectativas de vendas de acessórios, opcionais e produtos
complementares.
• Identificação dos impostos sobre vendas para cada produto e mercado.
• Identificação dos créditos fiscais para cada produto e mercado.
• Projeção de outras receitas, como variações cambiais após a venda e recuperações de
despesas.
• Projeção de inadimplências.
Após realizar um estudo desses aspectos, a empresa já está preparada para estabelecer seu
orçamento de vendas. Basicamente, esse orçamento compreende as quatros etapas a seguir:
• Previsão de vendas em quantidades para cada produto.
• Previsão dos preços para os produtos e seus mercados.
• A Identificação dos impostos incidentes sobre as vendas.
• O Orçamento de vendas em moeda corrente do pais e sua conversão para moeda forte
quando for julgado necessário.
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 3
Etapas de um Orçamento de Vendas
Previsão de Vendas
A etapa inicial do orçamento de vendas consiste em determinar a quantidade de produtos da
empresa que será vendida nos próximos períodos
Exemplo:
• Produto A = 19.000 unidades no primeiro semestre
• Produto B = 11.500 unidades no primeiro semestre
Método estatístico
Consiste em utilizar modelos estatísticos de correlação e análise setorial com base em
recursos computacionais ou mesmos diretos de análise de tendências. Extremamente útil
quando o passado permite prever um comportamento futuro das vendas, é o método utilizado
quando se tem muita dificuldade em saber o que se vai vender.
Orçamento de Quantidades
O primeiro orçamento a ser desenvolvido é o de projeção das quantidades a serem vendidas.
As estimativas devem contemplar: quantidades mensais por produto e por mercado.
Exemplo:
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Quantidade do
Produto A
2.000 2.000 3.000 4.000 4.000 4.000 19.000
Quantidade do
Produto B
1.000 1.000 2.000 2.500 2.500 2.500 11.500
Orçamento de Preços de Venda
A segunda etapa do orçamento de vendas é o orçamento dos preços. Identicamente ao
orçamento de quantidades, deve apresentar os preços por produtos e seus respectivos
mercados.
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 4
O orçamento de preços deve incorporar as premissas orçamentárias, baseadas nas possíveis
variações de preços esperadas para o período futuro.
É importante ressaltar que os preços sempre estão colocados conforme as listas de preços,
ou seja, os preços que são identificados pelo cliente. Portanto, estão com impostos, e assim é
necessário para se obter o orçamento da receita bruta de vendas, antes dos impostos, bem
como para possibilitar a obtenção do valor da carteira de duplicatas a receber e a provisão de
créditos incobráveis, que farão parte depois da projeção do Balanço Patrimonial, ao final do
processo orçamentário.
Exemplo:
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho
Preço do Produto A R$ 2,00 R$ 2,00 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20
Preço do Produto B R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10
Identificação dos Impostos sobre Vendas
Esta etapa do orçamento de vendas compreende a identificação dos impostos incidentes
sobre as vendas de cada um de todos os produtos, pois é possível que tenham tributações
diferenciadas. É necessário que a identificação seja efetuada considerando também os
mercados, pois determinados produtos são tributados, por exemplo, em um mercado interno e
podem não o ser em outro, por exemplo, as exportações.
A identificação da tributação dos produtos e de seus mercados é necessária quando as
vendas são para diversas regiões e sobre estas tenham tributação diferenciada. Como
exemplo, temos os impostos estaduais e municipais, bem como zonas de incentivos regionais.
Existe ainda a possibilidade de tributação diferenciada para clientes ou setores, como, por
exemplo, vendas para órgãos públicos.
Exemplo:
• ICMS = 18% (Mensal)
• PIS = 0,65% (Mensal)
• COFINS = 3% (Mensal)
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 5
Orçamento da Receita das Vendas e Fluxo de Caixa
Como conclusão do Orçamento das vendas, será feito o orçamento mensal por produtos e
mercados, considerando a receita bruta e liquida dos impostos sobre vendas.
Juntamente com o orçamento de Vendas, é importante já calcular os dados para a projeção
do Balanço Patrimonial relacionados com as vendas, que são:
• Projeção do saldo de contas a receber (clientes) mês a mês.
• Projeção da provisão para créditos incobráveis mês a mês.
Receitas Previstas do Produto A
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Quantidade do
Produto A
2.000 2.000 3.000 4.000 4.000 4.000 19.000
(x) Preço Unitário
do Produto A
R$ 2,00 R$ 2,00 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20
(=) Receita Bruta
do Produto A
R$ 4.000,00 R$ 4.000,00 R$ 6.600,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 41.000,00
Receitas Previstas do Produto B
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Quantidade do
Produto B
1.000 1.000 2.000 2.500 2.500 2.500 11.500
(x) Preço Unitário
do Produto B
R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10
(=) Receita Bruta
do Produto B
R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 R$ 2.200,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 12.450,00
Resumo das Receitas Previstas
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Receita Bruta do
Produto A
R$ 4.000,00 R$ 4.000,00 R$ 6.600,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 41.000,00
Receita Bruta do
Produto B
R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 R$ 2.200,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 12.450,00
(=) Total da
Receita Bruta
R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 8.800,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 53.450,00
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 6
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 7
Impostos Previstos
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
ICMS 18% R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 1.584,00 R$ 2.079,00 R$ 2.079,00 R$ 2.079,00 R$ 9.621,00
PIS 0,65% R$ 32,50 R$ 32,50 R$ 57,20 R$ 75,08 R$ 75,08 R$ 75,08 R$ 347,43
COFINS 3% R$ 150,00 R$ 150,00 R$ 264,00 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 1.603,50
(=) Total dos
Impostos
R$ 1.082,50 R$ 1.082,50 R$ 1.905,20 R$ 2.500,58 R$ 2.500,58 R$ 2.500,58 R$ 11.571,93
Despesas Previstas
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Salário dos
Vendedores
R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 5.250,00 R$ 5.250,00 R$ 5.250,00 R$ 30.750,00
Comissão 3% R$ 150,00 R$ 150,00 R$ 264,00 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 1.603,50
Propaganda 5% R$ 250,00 R$ 250,00 R$ 440,00 R$ 577,50 R$ 577,50 R$ 577,50 R$ 2.672,50
(=) Total das
Despesas com
Vendas
R$ 5.400,00 R$ 5.400,00 R$ 5.704,00 R$ 6.174,00 R$ 6.174,00 R$ 6.174,00 R$ 35.026,00
Orçamento de Caixa Previsto
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Receita Bruta R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 8.800,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 53.450,00
(-) Despesas com
Vendas
R$ (5.400,00) R$ (5.400,00) R$ (5.704,00) R$ (6.174,00) R$ (6.174,00) R$ (6.174,00) R$ (35.026,00)
(-) Impostos R$ (1.082,50) R$ (1.082,50) R$ (1.905,20) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (11.571,93)
(=) Saldo de Caixa R$ (1.482,50) R$ (1.482,50) R$ 1.190,80 R$ 2.875,43 R$ 2.875,43 R$ 2.875,43 R$ 6.852,08
Acumulado R$ (1.482,50) R$ (2.965,00) R$ (1.774,20) R$ 1.101,23 R$ 3.976,65 R$ 6.852,08
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 8
Orçamento de Caixa Previsto (%)
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Receita Bruta 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100%
(-) Despesas com
Vendas
108% 108% 65% 53% 53% 53% 66%
(-) Impostos 22% 22% 22% 22% 22% 22% 22%
Saldo de Caixa -30% -30% 14% 25% 25% 25% 13%
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 9
Orçado X Realizado
Receita Bruta Janeiro % Fevereiro % Março % Total %
Orçado R$ 5.000,00 100% R$ 5.000,00 100% R$ 8.800,00 100% R$ 18.800,00 100%
Realizado R$ (3.000,00) 60% R$ (3.800,00) 76% R$ (12.300,00) 140% R$ (19.100,00) 102%
Saldo R$ 2.000,00 40% R$ 1.200,00 24% R$ (3.500,00) -40% R$ (300,00) -2%
Orçamento do Fluxo de Caixa Previsto
Vendas – 40% à vista e 30% para 30 dias e 30% para 60 dias.
Impostos – Serão pagos no mês subsequente as vendas.
Salários – Serão pagos dentro do próprio mês.
Comissão – Serão pagos conforme o recebimento das vendas.
Propaganda – Serão pagos dentro do próprio mês.
PDD – Em cima das vendas a prazo.
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto
Vendas à vista R$ 2.000,00 R$ 2.000,00 R$ 3.520,00 R$ 4.620,00 R$ 4.620,00 R$ 4.620,00
Vendas para
30 dias
R$ 1.500,00 R$ 1.500,00 R$ 2.640,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00
Vendas para
60 dias
R$ 1.500,00 R$ 1.500,00 R$ 2.640,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00
(=) Total da
Receita
R$ 2.000,00 R$ 3.500,00 R$ 6.520,00 R$ 8.760,00 R$ 10.725,00 R$ 11.550,00 R$ 6.930,00 R$ 3.465,00
APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS
Atualizado em 2013.2 10
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto
(-) Impostos R$ (1.082,50) R$ (1.082,50) R$ (1.905,20) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58)
(-) Salários R$ (5.000,00) R$ (5.000,00) R$ (5.000,00) R$ (5.250,00) R$ (5.250,00) R$ (5.250,00)
(-) Comissão R$ (60,00) R$ (105,00) R$ (195,60) R$ (262,80) R$ (321,75) R$ (346,50) R$ (207,90) R$ (103,95)
(-) Propaganda R$ (250,00) R$ (250,00) R$ (440,00) R$ (577,50) R$ (577,50) R$ (577,50)
(-) PDD 1% R$ (15,00) R$ (30,00) R$ (41,40) R$ (61,05) R$ (69,30) R$ (69,30) R$ (34,65)
(=) Total de
Despesas
R$ (5.310,00) R$ (6.452,50) R$ (6.748,10) R$ (8.036,90) R$ (8.710,88) R$ (8.743,88) R$ (2.777,78) R$ (138,60)
(=) Saldo de
Caixa
R$ (3.310,00) R$ (2.952,50) R$ (228,10) R$ 723,10 R$ 2.014,13 R$ 2.806,13 R$ 4.152,23 R$ 3.326,40
Acumulado R$ (3.310,00) R$ (6.262,50) R$ (6.490,60) R$ (5.767,50) R$ (3.753,38) R$ (947,25) R$ 3.204,98 R$ 6.531,38
Ciclo Financeiro
PMRV – Prazo médio do recebimento das vendas
PMRV = (Duplicatas a receber / Vendas) x 180 dias
PMRV = (10.395 / 53.450) x 180 = 35 dias
(EXAME 2002): A Indústria Macapá Ltda., inaugurada em maio de 2002, esta desenvolvendo
um orçamento de caixa para julho, agosto e setembro de 2002. As vendas foram de R$
100.000,00 em maio e de R$ 200.000,00 em junho. Estão previstas vendas de R$ 400.000,00,
R$ 300.000,00 e R$ 200.000,00, respectivamente, para julho, agosto e setembro. Das vendas
feitas pelo setor, 20% têm sido à vista, 50% têm gerado duplicatas com prazo de um mês, e
as 30% restantes, de dois meses. A previsão de recebimentos em julho, em reais, é de:
a) R$ 900.000,00
b) R$ 400.000,00
c) R$ 300.000,00
d) R$ 210.000,00
e) R$ 80.000,00

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
Faculdade Cidade Verde
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
custos contabil
 
Material aula contabilidade de custos
Material aula contabilidade de custosMaterial aula contabilidade de custos
Material aula contabilidade de custos
Rafhael Sena
 
Planejamento estrategico, tático e operacional
Planejamento estrategico, tático e operacionalPlanejamento estrategico, tático e operacional
Planejamento estrategico, tático e operacional
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Kit treinamento operacional varejo inteligente
Kit treinamento operacional   varejo inteligenteKit treinamento operacional   varejo inteligente
Kit treinamento operacional varejo inteligente
Ramos, Luiz Ramos
 
Custos industriais
Custos industriaisCustos industriais
Custos industriais
Jonatas Souza
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
Estratégias de Marketing
Estratégias de MarketingEstratégias de Marketing
Estratégias de Marketing
IDCE - Escola de Negócios
 
Os 4P's do Marketing
Os 4P's do MarketingOs 4P's do Marketing
Os 4P's do Marketing
Jéssica Carneiro
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
Wandick Rocha de Aquino
 
DRE
DREDRE
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da dre
capitulocontabil
 
Questoes respondidas custos
Questoes respondidas custosQuestoes respondidas custos
Questoes respondidas custos
simuladocontabil
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Principios contábeis
Principios contábeisPrincipios contábeis
Principios contábeis
Cássio Lima
 
Calculo giro de estoque
Calculo giro de estoqueCalculo giro de estoque
Calculo giro de estoque
Marcelo Lieuthier
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
Roberty Pires Teixeira
 
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de PagamentoCálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Eliseu Fortolan
 
Simplificando a Formação do Preço de Venda
Simplificando a Formação do Preço de Venda Simplificando a Formação do Preço de Venda
Simplificando a Formação do Preço de Venda
Heloisa Motoki
 
Formação de preços e vendas
Formação de preços e vendasFormação de preços e vendas

Mais procurados (20)

Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
 
Material aula contabilidade de custos
Material aula contabilidade de custosMaterial aula contabilidade de custos
Material aula contabilidade de custos
 
Planejamento estrategico, tático e operacional
Planejamento estrategico, tático e operacionalPlanejamento estrategico, tático e operacional
Planejamento estrategico, tático e operacional
 
Kit treinamento operacional varejo inteligente
Kit treinamento operacional   varejo inteligenteKit treinamento operacional   varejo inteligente
Kit treinamento operacional varejo inteligente
 
Custos industriais
Custos industriaisCustos industriais
Custos industriais
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Estratégias de Marketing
Estratégias de MarketingEstratégias de Marketing
Estratégias de Marketing
 
Os 4P's do Marketing
Os 4P's do MarketingOs 4P's do Marketing
Os 4P's do Marketing
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
 
DRE
DREDRE
DRE
 
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da dre
 
Questoes respondidas custos
Questoes respondidas custosQuestoes respondidas custos
Questoes respondidas custos
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
 
Principios contábeis
Principios contábeisPrincipios contábeis
Principios contábeis
 
Calculo giro de estoque
Calculo giro de estoqueCalculo giro de estoque
Calculo giro de estoque
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
 
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de PagamentoCálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
Cálculo e Contabilização da Folha de Pagamento
 
Simplificando a Formação do Preço de Venda
Simplificando a Formação do Preço de Venda Simplificando a Formação do Preço de Venda
Simplificando a Formação do Preço de Venda
 
Formação de preços e vendas
Formação de preços e vendasFormação de preços e vendas
Formação de preços e vendas
 

Mais de katiagomide

Aula 6 adm estr 2014va
Aula 6   adm estr 2014vaAula 6   adm estr 2014va
Aula 6 adm estr 2014va
katiagomide
 
Comunicado simulado
Comunicado simuladoComunicado simulado
Comunicado simulado
katiagomide
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
katiagomide
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
katiagomide
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
katiagomide
 
Adm estrat escolas pensamentos
Adm estrat    escolas pensamentosAdm estrat    escolas pensamentos
Adm estrat escolas pensamentos
katiagomide
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
katiagomide
 
Adm estrat aula 04 09-14
Adm estrat  aula 04 09-14Adm estrat  aula 04 09-14
Adm estrat aula 04 09-14
katiagomide
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
katiagomide
 
Adm estrat escolas pensamentos
Adm estrat    escolas pensamentosAdm estrat    escolas pensamentos
Adm estrat escolas pensamentos
katiagomide
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
katiagomide
 
Apostila 05 b revisão
Apostila 05 b revisãoApostila 05 b revisão
Apostila 05 b revisão
katiagomide
 
Apostila 05 a exercícios cia rio grande
Apostila 05 a exercícios cia rio grandeApostila 05 a exercícios cia rio grande
Apostila 05 a exercícios cia rio grande
katiagomide
 
Apostila 01 planejamento estratégico
Apostila 01   planejamento estratégicoApostila 01   planejamento estratégico
Apostila 01 planejamento estratégico
katiagomide
 
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
katiagomide
 
Apostila 05 orçamento de materiais e estoques
Apostila 05   orçamento de materiais e estoquesApostila 05   orçamento de materiais e estoques
Apostila 05 orçamento de materiais e estoques
katiagomide
 
Estacio 2014 2 manual de estagio adm
Estacio 2014 2 manual de estagio admEstacio 2014 2 manual de estagio adm
Estacio 2014 2 manual de estagio adm
katiagomide
 
Calendário academico 2014 2º semestre
Calendário academico  2014 2º semestreCalendário academico  2014 2º semestre
Calendário academico 2014 2º semestre
katiagomide
 
Comunicado importante
Comunicado importanteComunicado importante
Comunicado importante
katiagomide
 
Correcao av2
Correcao av2Correcao av2
Correcao av2
katiagomide
 

Mais de katiagomide (20)

Aula 6 adm estr 2014va
Aula 6   adm estr 2014vaAula 6   adm estr 2014va
Aula 6 adm estr 2014va
 
Comunicado simulado
Comunicado simuladoComunicado simulado
Comunicado simulado
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
 
Adm estrat escolas pensamentos
Adm estrat    escolas pensamentosAdm estrat    escolas pensamentos
Adm estrat escolas pensamentos
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
 
Adm estrat aula 04 09-14
Adm estrat  aula 04 09-14Adm estrat  aula 04 09-14
Adm estrat aula 04 09-14
 
Adm estrat aula 2 va
Adm estrat  aula 2 vaAdm estrat  aula 2 va
Adm estrat aula 2 va
 
Adm estrat escolas pensamentos
Adm estrat    escolas pensamentosAdm estrat    escolas pensamentos
Adm estrat escolas pensamentos
 
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm   atividade estratégia va-2014_2_vfAdm   atividade estratégia va-2014_2_vf
Adm atividade estratégia va-2014_2_vf
 
Apostila 05 b revisão
Apostila 05 b revisãoApostila 05 b revisão
Apostila 05 b revisão
 
Apostila 05 a exercícios cia rio grande
Apostila 05 a exercícios cia rio grandeApostila 05 a exercícios cia rio grande
Apostila 05 a exercícios cia rio grande
 
Apostila 01 planejamento estratégico
Apostila 01   planejamento estratégicoApostila 01   planejamento estratégico
Apostila 01 planejamento estratégico
 
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
Estacio 2014 2 manual de estagio adm (2)
 
Apostila 05 orçamento de materiais e estoques
Apostila 05   orçamento de materiais e estoquesApostila 05   orçamento de materiais e estoques
Apostila 05 orçamento de materiais e estoques
 
Estacio 2014 2 manual de estagio adm
Estacio 2014 2 manual de estagio admEstacio 2014 2 manual de estagio adm
Estacio 2014 2 manual de estagio adm
 
Calendário academico 2014 2º semestre
Calendário academico  2014 2º semestreCalendário academico  2014 2º semestre
Calendário academico 2014 2º semestre
 
Comunicado importante
Comunicado importanteComunicado importante
Comunicado importante
 
Correcao av2
Correcao av2Correcao av2
Correcao av2
 

Último

Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 

Último (20)

Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 

Apostila 03 orçamento de vendas

  • 1. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 1 Orçamento de Vendas O ponto-chave do orçamento operacional é o orçamento de vendas, o qual, na realidade, é o ponto de partida de todo o processo de elaboração das peças orçamentárias. Esta colocação deve-se ao fato de que, para a maioria das empresas, todo o processo de planejamento operacional decorre da percepção da demanda de seus produtos para o período a ser orçado. Com isso, o volume de vendas torna-se o fator limitante para todo o processo orçamentário. Convém relembrar que, em alguns casos, o orçamento de vendas é decorrente do orçamento de produção, ou seja, o fator limitante da empresa não é a demanda. Neste caso, o mercado estaria disposto a comprar todo o volume que a empresa produzir de seus produtos. Nessa hipótese, o orçamento limitante seria o de produção. Um exemplo desse tipo de empreendimento são alguns produtos naturais, como minérios, alimentos in natura etc. Primeiramente, desenvolveremos o orçamento de vendas e, em seguida, o orçamento de produção em quantidades, que é totalmente decorrente do orçamento de vendas em quantidades. Dificuldades na Previsão de Vendas A etapa inicial do orçamento de vendas é a determinação das quantidades a serem vendidas dos produtos da empresa. Cada uma delas tem o seu grau de dificuldade de estimar as quantidades a serem vendidas para os próximos períodos. Tais dificuldades são consideradas naturais, pela natural imprevisibilidade das situações conjunturais da economia e sazonalidades existentes. No entanto, a leitura do ambiente e a construção dos cenários, além das outras informações constantes do Sistema de Acompanhamento do Negócio, devem permitir um mínimo de condições de estabelecer probabilidades de acontecimentos de vendas futuras. Além disso, é normal que a empresa já tenha um conjunto de conhecimentos sobre o comportamento de seus produtos, dentro dos mercados em que ela atua (excetuando-se, eventualmente, produtos totalmente inéditos que serão lançados no mercado no período orçado). Desta maneira, há possibilidades de um acerto razoável das quantidades que possam ser vendidas e, conseqüentemente, se iniciar o processo de orçamento das vendas e, em seguida, a conclusão do processo orçamentário. Em resumo, a melhor competência empresarial deverá ser alocada na previsão de vendas.
  • 2. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 2 Aspectos Gerais do Orçamento de Vendas Fundamentalmente, o orçamento de vendas compreende as seguintes partes: • Identificação dos produtos a serem vendidos. • Determinação de critério de entendimento do que é o produto para fins do orçamento de vendas o Por exemplo, versão especificada por modelo e por linha de produto. • Identificação dos mercados dos produtos o Por exemplo, mercado interno, regiões, filiais, mercado externo e cliente-chave. • Determinação das quantidades a serem orçadas. • Determinação dos preços para cada produto e para cada mercado. • Determinação dos preços à vista e a prazo. • Incorporação de eventual mudança da política de crédito. • Determinação das quantidades de vendas à vista e a prazo. • Determinação dos aumentos previstos nas listas de preço, segundo as premissas orçamentárias. • Determinação das projeções das taxas das moedas estrangeiras para vendas ao mercado externo. • Incorporação das sazonalidades mensais conhecidas ou estimadas. • Inclusão, por produto, das expectativas de vendas de acessórios, opcionais e produtos complementares. • Identificação dos impostos sobre vendas para cada produto e mercado. • Identificação dos créditos fiscais para cada produto e mercado. • Projeção de outras receitas, como variações cambiais após a venda e recuperações de despesas. • Projeção de inadimplências. Após realizar um estudo desses aspectos, a empresa já está preparada para estabelecer seu orçamento de vendas. Basicamente, esse orçamento compreende as quatros etapas a seguir: • Previsão de vendas em quantidades para cada produto. • Previsão dos preços para os produtos e seus mercados. • A Identificação dos impostos incidentes sobre as vendas. • O Orçamento de vendas em moeda corrente do pais e sua conversão para moeda forte quando for julgado necessário.
  • 3. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 3 Etapas de um Orçamento de Vendas Previsão de Vendas A etapa inicial do orçamento de vendas consiste em determinar a quantidade de produtos da empresa que será vendida nos próximos períodos Exemplo: • Produto A = 19.000 unidades no primeiro semestre • Produto B = 11.500 unidades no primeiro semestre Método estatístico Consiste em utilizar modelos estatísticos de correlação e análise setorial com base em recursos computacionais ou mesmos diretos de análise de tendências. Extremamente útil quando o passado permite prever um comportamento futuro das vendas, é o método utilizado quando se tem muita dificuldade em saber o que se vai vender. Orçamento de Quantidades O primeiro orçamento a ser desenvolvido é o de projeção das quantidades a serem vendidas. As estimativas devem contemplar: quantidades mensais por produto e por mercado. Exemplo: Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Quantidade do Produto A 2.000 2.000 3.000 4.000 4.000 4.000 19.000 Quantidade do Produto B 1.000 1.000 2.000 2.500 2.500 2.500 11.500 Orçamento de Preços de Venda A segunda etapa do orçamento de vendas é o orçamento dos preços. Identicamente ao orçamento de quantidades, deve apresentar os preços por produtos e seus respectivos mercados.
  • 4. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 4 O orçamento de preços deve incorporar as premissas orçamentárias, baseadas nas possíveis variações de preços esperadas para o período futuro. É importante ressaltar que os preços sempre estão colocados conforme as listas de preços, ou seja, os preços que são identificados pelo cliente. Portanto, estão com impostos, e assim é necessário para se obter o orçamento da receita bruta de vendas, antes dos impostos, bem como para possibilitar a obtenção do valor da carteira de duplicatas a receber e a provisão de créditos incobráveis, que farão parte depois da projeção do Balanço Patrimonial, ao final do processo orçamentário. Exemplo: Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Preço do Produto A R$ 2,00 R$ 2,00 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 Preço do Produto B R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 Identificação dos Impostos sobre Vendas Esta etapa do orçamento de vendas compreende a identificação dos impostos incidentes sobre as vendas de cada um de todos os produtos, pois é possível que tenham tributações diferenciadas. É necessário que a identificação seja efetuada considerando também os mercados, pois determinados produtos são tributados, por exemplo, em um mercado interno e podem não o ser em outro, por exemplo, as exportações. A identificação da tributação dos produtos e de seus mercados é necessária quando as vendas são para diversas regiões e sobre estas tenham tributação diferenciada. Como exemplo, temos os impostos estaduais e municipais, bem como zonas de incentivos regionais. Existe ainda a possibilidade de tributação diferenciada para clientes ou setores, como, por exemplo, vendas para órgãos públicos. Exemplo: • ICMS = 18% (Mensal) • PIS = 0,65% (Mensal) • COFINS = 3% (Mensal)
  • 5. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 5 Orçamento da Receita das Vendas e Fluxo de Caixa Como conclusão do Orçamento das vendas, será feito o orçamento mensal por produtos e mercados, considerando a receita bruta e liquida dos impostos sobre vendas. Juntamente com o orçamento de Vendas, é importante já calcular os dados para a projeção do Balanço Patrimonial relacionados com as vendas, que são: • Projeção do saldo de contas a receber (clientes) mês a mês. • Projeção da provisão para créditos incobráveis mês a mês. Receitas Previstas do Produto A Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Quantidade do Produto A 2.000 2.000 3.000 4.000 4.000 4.000 19.000 (x) Preço Unitário do Produto A R$ 2,00 R$ 2,00 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 R$ 2,20 (=) Receita Bruta do Produto A R$ 4.000,00 R$ 4.000,00 R$ 6.600,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 41.000,00 Receitas Previstas do Produto B Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Quantidade do Produto B 1.000 1.000 2.000 2.500 2.500 2.500 11.500 (x) Preço Unitário do Produto B R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 R$ 1,10 (=) Receita Bruta do Produto B R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 R$ 2.200,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 12.450,00 Resumo das Receitas Previstas Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Receita Bruta do Produto A R$ 4.000,00 R$ 4.000,00 R$ 6.600,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 8.800,00 R$ 41.000,00 Receita Bruta do Produto B R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 R$ 2.200,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 2.750,00 R$ 12.450,00 (=) Total da Receita Bruta R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 8.800,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 53.450,00
  • 6. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 6
  • 7. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 7 Impostos Previstos Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total ICMS 18% R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 1.584,00 R$ 2.079,00 R$ 2.079,00 R$ 2.079,00 R$ 9.621,00 PIS 0,65% R$ 32,50 R$ 32,50 R$ 57,20 R$ 75,08 R$ 75,08 R$ 75,08 R$ 347,43 COFINS 3% R$ 150,00 R$ 150,00 R$ 264,00 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 1.603,50 (=) Total dos Impostos R$ 1.082,50 R$ 1.082,50 R$ 1.905,20 R$ 2.500,58 R$ 2.500,58 R$ 2.500,58 R$ 11.571,93 Despesas Previstas Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Salário dos Vendedores R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 5.250,00 R$ 5.250,00 R$ 5.250,00 R$ 30.750,00 Comissão 3% R$ 150,00 R$ 150,00 R$ 264,00 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 346,50 R$ 1.603,50 Propaganda 5% R$ 250,00 R$ 250,00 R$ 440,00 R$ 577,50 R$ 577,50 R$ 577,50 R$ 2.672,50 (=) Total das Despesas com Vendas R$ 5.400,00 R$ 5.400,00 R$ 5.704,00 R$ 6.174,00 R$ 6.174,00 R$ 6.174,00 R$ 35.026,00 Orçamento de Caixa Previsto Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Receita Bruta R$ 5.000,00 R$ 5.000,00 R$ 8.800,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 11.550,00 R$ 53.450,00 (-) Despesas com Vendas R$ (5.400,00) R$ (5.400,00) R$ (5.704,00) R$ (6.174,00) R$ (6.174,00) R$ (6.174,00) R$ (35.026,00) (-) Impostos R$ (1.082,50) R$ (1.082,50) R$ (1.905,20) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (11.571,93) (=) Saldo de Caixa R$ (1.482,50) R$ (1.482,50) R$ 1.190,80 R$ 2.875,43 R$ 2.875,43 R$ 2.875,43 R$ 6.852,08 Acumulado R$ (1.482,50) R$ (2.965,00) R$ (1.774,20) R$ 1.101,23 R$ 3.976,65 R$ 6.852,08
  • 8. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 8 Orçamento de Caixa Previsto (%) Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total Receita Bruta 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100% (-) Despesas com Vendas 108% 108% 65% 53% 53% 53% 66% (-) Impostos 22% 22% 22% 22% 22% 22% 22% Saldo de Caixa -30% -30% 14% 25% 25% 25% 13%
  • 9. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 9 Orçado X Realizado Receita Bruta Janeiro % Fevereiro % Março % Total % Orçado R$ 5.000,00 100% R$ 5.000,00 100% R$ 8.800,00 100% R$ 18.800,00 100% Realizado R$ (3.000,00) 60% R$ (3.800,00) 76% R$ (12.300,00) 140% R$ (19.100,00) 102% Saldo R$ 2.000,00 40% R$ 1.200,00 24% R$ (3.500,00) -40% R$ (300,00) -2% Orçamento do Fluxo de Caixa Previsto Vendas – 40% à vista e 30% para 30 dias e 30% para 60 dias. Impostos – Serão pagos no mês subsequente as vendas. Salários – Serão pagos dentro do próprio mês. Comissão – Serão pagos conforme o recebimento das vendas. Propaganda – Serão pagos dentro do próprio mês. PDD – Em cima das vendas a prazo. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Vendas à vista R$ 2.000,00 R$ 2.000,00 R$ 3.520,00 R$ 4.620,00 R$ 4.620,00 R$ 4.620,00 Vendas para 30 dias R$ 1.500,00 R$ 1.500,00 R$ 2.640,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 Vendas para 60 dias R$ 1.500,00 R$ 1.500,00 R$ 2.640,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 R$ 3.465,00 (=) Total da Receita R$ 2.000,00 R$ 3.500,00 R$ 6.520,00 R$ 8.760,00 R$ 10.725,00 R$ 11.550,00 R$ 6.930,00 R$ 3.465,00
  • 10. APOSTILA DE ORÇAMENTO DE VENDAS Atualizado em 2013.2 10 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto (-) Impostos R$ (1.082,50) R$ (1.082,50) R$ (1.905,20) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) R$ (2.500,58) (-) Salários R$ (5.000,00) R$ (5.000,00) R$ (5.000,00) R$ (5.250,00) R$ (5.250,00) R$ (5.250,00) (-) Comissão R$ (60,00) R$ (105,00) R$ (195,60) R$ (262,80) R$ (321,75) R$ (346,50) R$ (207,90) R$ (103,95) (-) Propaganda R$ (250,00) R$ (250,00) R$ (440,00) R$ (577,50) R$ (577,50) R$ (577,50) (-) PDD 1% R$ (15,00) R$ (30,00) R$ (41,40) R$ (61,05) R$ (69,30) R$ (69,30) R$ (34,65) (=) Total de Despesas R$ (5.310,00) R$ (6.452,50) R$ (6.748,10) R$ (8.036,90) R$ (8.710,88) R$ (8.743,88) R$ (2.777,78) R$ (138,60) (=) Saldo de Caixa R$ (3.310,00) R$ (2.952,50) R$ (228,10) R$ 723,10 R$ 2.014,13 R$ 2.806,13 R$ 4.152,23 R$ 3.326,40 Acumulado R$ (3.310,00) R$ (6.262,50) R$ (6.490,60) R$ (5.767,50) R$ (3.753,38) R$ (947,25) R$ 3.204,98 R$ 6.531,38 Ciclo Financeiro PMRV – Prazo médio do recebimento das vendas PMRV = (Duplicatas a receber / Vendas) x 180 dias PMRV = (10.395 / 53.450) x 180 = 35 dias (EXAME 2002): A Indústria Macapá Ltda., inaugurada em maio de 2002, esta desenvolvendo um orçamento de caixa para julho, agosto e setembro de 2002. As vendas foram de R$ 100.000,00 em maio e de R$ 200.000,00 em junho. Estão previstas vendas de R$ 400.000,00, R$ 300.000,00 e R$ 200.000,00, respectivamente, para julho, agosto e setembro. Das vendas feitas pelo setor, 20% têm sido à vista, 50% têm gerado duplicatas com prazo de um mês, e as 30% restantes, de dois meses. A previsão de recebimentos em julho, em reais, é de: a) R$ 900.000,00 b) R$ 400.000,00 c) R$ 300.000,00 d) R$ 210.000,00 e) R$ 80.000,00