SlideShare uma empresa Scribd logo
INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO –
ISETED
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
ANTONIO MARTINS SOUSA
RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO PERÍODO DE ESTÁGIO
SUPERVISIONADO NA ESCOLA MANOEL SALVIANO
Poção de Pedras
2015
ANTONIO MARTINS SOUSA
RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO PERÍODO DE ESTÁGIO
SUPERVISIONADO NA ESCOLA MANOELSALVIANO
Relatório apresentado à Disciplina Estágio
Supervisionado, ministrado pelo professor
orientador Doellinger Silva Alexandre, do
curso de licenciatura em Pedagogia do
Instituto Superior de Educação Tecnologia
e Desenvolvimento Social – ISETED, para
obtenção de nota.
:
Poção de Pedras -MA
2015
AGRADECIMENTO
 Agradeço a Deus por ter me dado força para superar todos os obstáculos que
encontrei no decorrer dessa jornada, principalmente por ser um sonho que
tenho de infância e que hoje se torna em realidade. Posso afirmar com toda
certeza que sem a sua presença tal conquista seria impossível de se realizar.
Obrigado meu grande Amigo.
 Aos meus familiares; quando queremos conquistar algo, e necessário muito
esforço e dedicação, mas nada valeria a pena se não houvesse o apoio dos
que estão mais próximos da gente. Por isso sou ternamente agradecido a
minha esposa Eleandra; com quem pude compartilhar boa parte de minhas
conquistas.
 Aos meus queridos pais Francisco e Zulmira; que são parte de minha vida,
sem as suas lutas eu não teria conseguido tal conquista, lembro- me sempre
de seus apoios e sentimentos de realização, por me verem crescendo e
alcançando meus objetivos.
 Aos meus filhos Samuel e Ayslane; pelos momentos de compreensão que
tiveram, quando tive que abdicar das suas companhia para estar na sala de
aula.
 Aos meus companheiros e amigos de sala; pela amizade de cada um, em
especial ao meu companheiro de estágio Isael pelos momentos de
dificuldades e superação que passamos juntos no decorrer do estágio.
 A todos os professores que passaram por nossa turma de pedagogia,
deixando um pouco dos seus conhecimento e em especial ao professor
Doellinger por ter acreditado na capacidade de cada um e ter conduzido o
estágio de forma clara e objetiva, sem contar que foi um professor presente e
que estava sempre pronto para ajudar.
 A diretora Ivonete juntamente com todos os funcionários da Escola Manoel
Salviano; por terem nos recebido de braços abertos e não imporem nenhuma
dificuldade.
“Instrui o menino no caminho em que deve
andar, e, até quando envelhecer, não se
desviara dele.”
(Provérbios de
Salomão)
SUMÁRIO
IDENTIFICAÇÃO................................................................................................................06
1 INTRODUÇÃO....................................................................................................................07
2 DESENVOLVIMENTO D ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NO
ENSINO FUNDAMENTAL ...................................................................................................09
2.1 Campo de Estágio.........................................................................................................09
2.1.1 Histórico .......................................................................................................................10
2.2 Atividades desenvolvidas...........................................................................................11
2.3 Avaliação das atividades desenvolvidas................................................................14
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS .............................................................................................15
REFERÊNCIAS .................................................................................................................16
APÊNDICES.......................................................................................................................17
ANEXOS .............................................................................................................................20
7
IDENTIFICAÇÃO
NOME: Antonio Martins Sousa
CENTRO: Instituto Superior de Educação Tecnologia e Desenvolvimento Social –
ISETED
PÓLO: Poção de Pedras
CURSO:Pedagogia
TURMA: A
PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO: 19 a 28 de outubro de 2015.
8
1 INTRODUÇÃO
Dentro do atual momento histórico, quando o mundo globalizado sofre as
conseqüências das mudanças no mundo de trabalho - globalização, reestruturação
produtiva, novas tecnologias, flexibilização, desemprego - a educação passa por um
redimensionamento que a coloca frente a vários questionamentos. Para isso, as
instituições de ensino necessitam cada vez mais, de profissionais da educação
devidamente qualificados para responder aos desafios (suprir as demandas) que as
mudanças sociais e econômicas exigem.
Com base nesses pressupostos o Instituto Superior de Educação Tecnologia
e Desenvolvimento Social – ISETED oferece o curso de licenciatura plena em
Pedagogia. O mesmo forma profissionais para atuar nos vários ramos da área
pedagógica, como docência (infantil e pré-escola até a 4ª. série do Ensino
Fundamental e EJA) e gestão (diretoria, coordenadoria e supervisão dos ensinos
fundamental e médio) e pesquisa.
Mas, para concretizar essa profissionalização, a referida universidade requer
dos acadêmicos, na fase concludente do curso, a realização de um Estágio
Supervisionado, nas etapas de observação e regência. Os dados relativos a estas
atividades estão narradas de modo condensado e coerente no presente relatório.
O Estágio em docência dos anos iniciais do ensino fundamental, como
disciplina curricular do curso de pedagogia, constitui-se um dos elementos principais
desenvolvidos no processo ensino-aprendizagem. Sendo assim, o graduando
desenvolve experiências através de parcerias com os sujeitos que estão envolvidos
no contexto escolar.
Nesse sentido, por meio do estágio, os graduandos têm contato com a
realidade cotidiana de sua futura profissão e promovem a reflexão sobre a natureza
prática considerando as particularidades do campo de estágio. Desse modo,
Azevedo (2000), diz que “O estágio não é simplesmente uma experiência prática
pelo aluno, mas uma oportunidade para refletir, sistematizar e testar conhecimentos
teóricos e ferramentas técnicas durante o curso de Graduação (p.21)”
9
É por este motivo que se deve seguir durante o estágio o seu objetivo geral,
ou seja, construir e reconstruir conhecimentos científicos teórico-práticos a partir do
confronto com a realidade escolar; demonstrar conhecimentos científicos e
habilidades para o desenvolvimento de atividades didáticas; demonstrar uma atitude
crítica e produtiva capaz de contribuir para a transformação da realidade em ação.
Também os objetivos específicos devem ser perseguidos, são eles: discutir
a concepção do Estágio Curricular Supervisionado; interpretar os instrumentos de
acompanhamento do estagiário; elaborar roteiro para observação de aulas no
campo de estágio; observar criticamente a realidade educacional no campo de
Estágio; determinar problemas no campo de Estágio para intervenção; aplicar
conhecimentos teóricos e habilidades didáticas; observar, participar, planejar,
executar e avaliar atividades didático-pedagógicas no campo de estágio com vistas
à atuação em sala e à resolução de problemas pedagógicos na escola.
Pretende-se, pois, por à mostra os acontecimentos que culminaram na
busca por atingir tais objetivos de estágio, sendo que este se realizou na escola
Manoel Salviano, no período de 19 a 28 de outubro de 2015.
10
2 DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NO
ENSINO FUNDAMENTAL
2.1 Campo de Estágio
A escola municipal Unidade Escolar Manoel Salviano, localiza-se à rua 15 de
novembro, s/n. Poção de Pedras – MA. Oferece as seguintes modalidades: Ensino
Fundamental menor e maior, funcionando nos dois turnos: matutino (1º ao 5º ano) e
vespertino (6º ao 9º ano).
Em termos estruturais, a instituição de ensino mostra-se bem conservada e
arejada, em condições favoráveis de funcionamento.
No tocante aos materiais, a mesma possui mesas, carteiras, quadros,
fichários, freezer, TV, vídeo cassete, ventiladores, aparelho de DVD, armários etc.
todos em perfeitas condições de uso.
As dependências da escola são: 04 salas de aula, 01 secretaria, 01 cantina,
02 banheiros, 01 depósito, 01 pequeno pátio etc.
O quadro de funcionários é composto por 14 membros, sendo 02 gestores
(um titular e um adjunto), 07 professores, 02 ASGs e 03 vigias.
O relacionamento entre o corpo docente e discente e pais é amigável, o que
favorece o bom desempenho dos alunos.
A jornada de trabalho é de 800 h/aulas e 200 dias letivos, conforme a
determinação da LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº
9.394/96). Em observância ao artigo 12 desta Lei, o referido Centro de Ensino
procura seguir as seguintes determinações:
I - elaborar e executar sua proposta pedagógica; II - administrar seu
pessoal e seus recursos materiais e financeiros; III - assegurar o
cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; IV - velar pelo
cumprimento do plano de trabalho de cada docente; V - prover meios para
a recuperação dos alunos de menor rendimento; VI - articular-se com as
famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade
com a escola;
11
Em relação ao último item, o corpo docente mantém boas relações sociais
com alunos e familiares, pois sempre estão promovendo eventos culturais, contando
com a participação da comunidade.
Além disso, as reuniões de pais e mestres acontecem com regularidade. O
planejamento é feito mensalmente. Já as reuniões pedagógicas são realizadas
regularmente a cada período de 50 dias cada. Isso faz com que os professores
reorganizem sua prática, passando a utilizar, metodologias que venham facilitar a
aprendizagem, satisfazendo a todos os envolvidos no processo de ensino
aprendizagem. Por isso nestas reuniões são discutidos formas de aproveitar o
conhecimento que os estudantes trazem de casa. Nesta perspectiva, os docentes da
referida unidade costumam seguir a seguinte orientação:
Para considerar os conhecimentos dos alunos é necessário propor
situações em que possam mostrar os seus conhecimentos, suas hipóteses
durante as atividades implementadas, para que assim forneçam pistas para
a continuidade do trabalho e para o planejamento das ações futuras.
(XAVIER, 2000, p.117)
Deste modo, pode-se afirmar que há um vívido interesse em impulsionar o
processo de ensino aprendizagem, o que torna a escola Manoel Salviano um
exemplo de organização e competência voltados para a qualidade da Educação.
2.1.1 Histórico
A escola municipal Unidade Escolar Manoel Salviano, localiza-se à rua 15 de
novembro, s/n. Poção de Pedras – MA. Foi fundada no dia 31 de março de 1974,
pelo então prefeito Rafael Correa Barros e reconhecida pela resolução nº 216/02 –
CCE-MA. Funciona em prédio próprio.
Ao longo dos anos passou por diversas reformas, sendo a mais significativa
ocorrida no segundo mandato de Dr.João Batista Santos, que em 2006 anexou a
quadra de esportes do município a referida escola.
Nesta unidade de ensino já foram realizados muitos eventos importantes
para a comunidade como feira de ciências, festivais infantis, gincanas, campanhas
contra drogas e educação para o trânsito.
12
2.2 Atividades desenvolvidas:
 Fase de observação
Iniciou-se o período de observação alguns dias, primeiramente entrei em
contato com a diretora Ivonete da escola unidade escolar Manoel Salviano, na qual
falei sobre o motivo e o objetivo do estágio onde ela prontamente falou com os
professores que me receberam e passaram todas as informações necessárias para
que eu pudesse dar andamento aos trabalhos. O período de observação do ensino
fundamental menor foi em 19 / 10/ 2015 e a observação do ensino fundamental
maior foi no dia 26/ 10/ 2015
Durante a observação pude perceber que os professores apresentam
conhecimento e clareza ao ministrar as aulas, além de uma metodologia bem
elaborada que chama a atenção dos alunos com o objetivo de melhorar a
aprendizagem. Após esse período de observação deu-se o período de regência que
foram nos dias 21, 22 e 28 do mês de outubro de 2015.
 Fase de regência
No dia 21/10/2015 deu-se início a regência na sala do 3º ano, onde trabalhei
uma aula de matemática com o tema adição sem reagrupamento onde pude
perceber que alguns alunos tiveram dificuldades em decompor números com 03
algarismos, mas com bastante paciência e dedicação pude ensiná-los de uma forma
simplificada, com isso notei o entusiasmo deles ao conseguir resolver questões
sobre a adição. Finalizamos com uma atividade em sala de aula para verificação do
aprendizado e com isso percebi a nítida evolução de cada um ao resolver as
questões que lhes foram estudadas.
No dia 22/10/2015 continuamos com o mesmo tema abordado da aula
anterior, pois os alunos pediram que continuássemos com o mesmo assunto pois
eles viram que estavam aprendendo mais e assim finalizamos com mais uma
atividade avaliativa.
Em 28/10/2015 deu-se início a regência na turma de alunos do 6º ano onde
trabalhei com a disciplina de Língua Portuguesa com o tema pronomes
interrogativos, iniciei ensinando o conceito de pronomes interrogativos, mostrei as
formas interrogativas diretas e indiretas e os pronomes variáveis e invariáveis
finalizamos com uma atividade avaliativa o período de estágio em sala de aula foi
13
encerrado com sucesso, o que para mim e os professores regentes foi uma pena
pois, foi maravilhoso ter trabalhado com esses alunos aprendi muito com eles onde
tive troca de informações e de conhecimento.
 As micro-aulas
Antes do período de estágio em campo nós acadêmicos passamos por um
período de preparação, nesse período foram apresentadas as micro-aulas, durante
três sábados que se deram no período de 22 de agosto a 24 de outubro, sendo que
a ordem de apresentação foram ministradas em duplas escolhidas por sorteios feito
pelo professor cada micro-aula correspondia a uma disciplina geralmente escolhida
pelo orientador do estágio.
Relato aqui algumas micro-aulas que foram ministradas no dia 22/08/2015,
sendo que a primeira dupla a apresentar foram as alunas Yerlla e Regina na qual
elas ministraram uma aula de língua portuguesa3º período com o tema principal o
“alfabeto” foi uma aula dinâmica que chamou a atenção dos alunos.
Em seguida a dupla formada por Elizângela Sá e Alcion ministraram uma
aula de Matemática ambas do 3º período colocaram os números de 0 a 10 para
conhecimentos das mesmas, foram dinâmicos utilizando jogos de dados e de
boliche.
Logo após foi a vez das alunas Chirley e Eliane, onde as mesmas
trabalharam aula de Língua Portuguesa e Matemática utilizaram se de cartazes e do
quadro branco fizeram com que os alunos trabalhassem a identificação dos
números.
Na sequência das apresentações chega a vez da dupla Isael e Antonio onde
trabalhamos com as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática acredito que
fomos bem criativos, iniciamos com um vídeo bem elaborado na qual falava sobre o
tema principal que era o alfabeto trabalhamos com as vogais e a partir dos dados e
imagens com as vogais trabalhamos a matemática.
Tivemos que parar as micro-aulas por um período de quatro sábados
retornando só no dia 26/ 09/ 2015, onde reiniciamos as apresentações, na ocasião
trabalhamos uma aula de ciências para alunos do 3º ano com o tema principal ( os
animais vertebrados e invertebrados ) trabalhamos um vídeo também bem
elaborado e bem explicado sobre o conteúdo abordado, falamos sobre os diferentes
14
tipos de animais e mostramos imagens no progetor dos mesmos, dando
continuidade a aula passamos uma atividade de caráter avaliativo.
No dia 17/10/2015 foi dada continuação das micro-aulas para alunos do 6º
ao 9º ano com a apresentação da primeira dupla Leudimar e Denismara trabalharam
uma aula de ciências com o tema AIDs durante a aula falaram bastante sobre os
meios de prevenções das DSTs.
Logo em seguida Bartolomeu, Dayane e Maria do Desterro trabalharam
também aula de ciências com o tema (as fases da água) falaram sobre os estados
da água e passaram uma atividade avaliativa.
Em seguida Lidia e Jocilma apresentam uma aula também de ciências sobre
os microorganismos e falaram das doenças causadas por vírus.
Dando continuidade as apresentações a dupla Noemi e Lucí as mesmas
falaram sobre arte e expressões corporais foi uma aula dinâmica, onde os alunos
participaram e aprenderam através de mímicas.
No dia 24/10/2015 reiniciamos as micro-aulas para alunos do 6º ao 9º ano
com a dupla Maria Rita e Bruna onde as mesmas fizeram a apresentação
trabalhando Língua Portuguesa com o tema Literatura de cordel e falaram sobre os
significados e as origens da literatura de cordel.
Na sequência foi a vez da Andréia Pessoa, onde ela apresentou uma aula
falando dos vulcões e de alguns países que mais apresentam atividade vulcânica.
Logo após Isael e Antonio trabalharam uma aula de Matemática falando
sobre as quatro operações fundamentais da matemática. Explicamos as
propriedades, utilizando-se de projetor e finalizamos com uma atividade para
verificação da aprendizagem.
Chegamos a conclusão que nesse período de preparação onde nós
acadêmicos nos sentimos mais preparados para enfrentar o estágio em campo, foi
um período bem proveitoso pois conseguirmos concertar o que estava errado e
aprimorar o que já sabíamos.
15
2.3 Avaliação das atividades desenvolvidas
Os discentes gostaram do modo como as aulas foram desenvolvidas. Pude
perceber que eles aprenderam de modo significativo, pois demonstraram isso
durante as avaliações que apliquei. E também durante a participação deles nas
aulas deixou claro que entenderam os conteúdos.
Nossa relação também foi amistosa, pois procurei deixar eles à vontade para
se expressarem, tirarem dúvidas e até darem sugestões.
A avaliação que faço de meu desempenho é que foi muito proveitoso, uma
vez que me possibilitou novas experiências que ajudarão a melhorar minha prática
docente.
Por conta disso, creio que meu estágio contribuiu para meu crescimento em
vários sentidos, principalmente no aspecto profissional,visto que compreendi a
realidade da sala de aula e a necessidade de buscar sempre novos saberes da
docência.
16
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS
O Estágio em Docência no Ensino Fundamental nos trouxe uma visão bem
mais ampla em relação a uma educação eficiente que valoriza o aluno como sujeito
capaz de construir sua própria identidade.
Dessa forma, as experiências vivenciadas durante o estágio foram
fundamentais para uma reflexão sobre a relação da prática com a teoria. Porém, é
comum encontrar profissionais que desconhecem essa relação.
Nesse sentido, percebe-se que, o processo de observação e de registro das
experiências vividas em sala de aula é de suma importância para o fazer educativo.
Segundo Cecília Warschauer, (1993, p. 61) ”Registrar a própria prática pode ser um
rico instrumento de trabalho para o professor que busca construir os conhecimentos
juntos com os alunos, porque o retrato do vivido proporciona condições especiais
para um ato de refletir.”
Portanto, o estágio em docência no ensino fundamental nos proporcionou
resultados significativos, possibilitando-nos a prática de todo o processo de ensino e
aprendizagem no decorrer desses quatro anos do curso de pedagogia.
17
REFERÊNCIAS
BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9.394/96.
MEC. 1996.
AZEVEDO, L. M. F. O Estágio Supervisionado: uma análise crítica. In: PICONEZ,
Stela.C. Bertolo. O Estágio Supervisionado.5ª ed. Campinas SP: papiros,2000.p
15 -74
WARSCHAUER, Cecília. A roda e o registro: uma parceria entre professor, alunos
e conhecimento. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.
XAVIER, M. L. M.; ZEN, M. I. H. D. Planejamento em destaque: análises menos
convencionais. Cadernos Educação Básica 5. Porto Alegre: Mediação, 2000.
18
APÊNDICES
19

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
Alessandra Alves
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
filicianunes
 
Relatório de estágio i
Relatório de estágio iRelatório de estágio i
Relatório de estágio i
Marcio Cunha
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
Leilany Campos
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
URCA - Universidade Regional do Cariri
 
Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1
Luis Alberto Bassoli
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
mkbariotto
 
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
mkbariotto
 
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Gabriela Rocha
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
renatalguterres
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
renatalguterres
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
pedagogianh
 
Resumo de Estágio
Resumo de EstágioResumo de Estágio
Resumo de Estágio
evertonangeloandreassa
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
Rosinara Azeredo
 
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
André Fernandes Passos
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Alessandra Alves
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA
 
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPIESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
UFMA e UEMA
 
Modelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervençãoModelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervenção
Claudilena Araújo
 

Mais procurados (20)

Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
 
Relatório de estágio i
Relatório de estágio iRelatório de estágio i
Relatório de estágio i
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
 
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
 
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
 
Resumo de Estágio
Resumo de EstágioResumo de Estágio
Resumo de Estágio
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
 
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
Relatorio estagio supervisionado I Historia 52 pag.
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPIESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
 
Modelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervençãoModelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervenção
 

Semelhante a Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)

EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdfEDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
ArleteModesto2
 
Supervisor Escolar
Supervisor EscolarSupervisor Escolar
Supervisor Escolar
Graciane Volotao
 
Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21
IsabelPereira2010
 
Orientacoes 2020
Orientacoes 2020Orientacoes 2020
Orientacoes 2020
Ana Jordão
 
Me pedagogia (in) (rf)
Me pedagogia (in) (rf)Me pedagogia (in) (rf)
Me pedagogia (in) (rf)
Juliana Fae
 
Projeto Matemática Fácil
Projeto Matemática FácilProjeto Matemática Fácil
Projeto Matemática Fácil
Lucas Feracini Rosa
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne
 
Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013
eemarquesdesaovicente
 
Constr prop p001-017_c
Constr prop p001-017_cConstr prop p001-017_c
Constr prop p001-017_c
afereira
 
Portifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slidePortifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slide
Elianebaby
 
Doc5 pea 09 13
Doc5 pea 09 13Doc5 pea 09 13
Doc5 pea 09 13
mfcpestana
 
Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
Marizelia Freitas
 
Livro aprender mais_portugues_anos_finais
Livro aprender mais_portugues_anos_finaisLivro aprender mais_portugues_anos_finais
Livro aprender mais_portugues_anos_finais
elannialins
 
Aval
AvalAval
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
Antonio Burnat
 
-guia especialista vf.indd
-guia especialista vf.indd-guia especialista vf.indd
Guia do Especialista
Guia do EspecialistaGuia do Especialista
Guia do Especialista
Fabipedagoga
 
Guia do especialista
Guia do especialistaGuia do especialista
Guia do especialista
pipatcleopoldina
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao
Eduardo Lopes
 

Semelhante a Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia) (20)

EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdfEDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
EDUCAÇÃO ESPECIAL.pdf
 
Supervisor Escolar
Supervisor EscolarSupervisor Escolar
Supervisor Escolar
 
Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21
 
Orientacoes 2020
Orientacoes 2020Orientacoes 2020
Orientacoes 2020
 
Me pedagogia (in) (rf)
Me pedagogia (in) (rf)Me pedagogia (in) (rf)
Me pedagogia (in) (rf)
 
Projeto Matemática Fácil
Projeto Matemática FácilProjeto Matemática Fácil
Projeto Matemática Fácil
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
 
Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013
 
Constr prop p001-017_c
Constr prop p001-017_cConstr prop p001-017_c
Constr prop p001-017_c
 
Portifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slidePortifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slide
 
Doc5 pea 09 13
Doc5 pea 09 13Doc5 pea 09 13
Doc5 pea 09 13
 
Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
 
Livro aprender mais_portugues_anos_finais
Livro aprender mais_portugues_anos_finaisLivro aprender mais_portugues_anos_finais
Livro aprender mais_portugues_anos_finais
 
Aval
AvalAval
Aval
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
 
-guia especialista vf.indd
-guia especialista vf.indd-guia especialista vf.indd
-guia especialista vf.indd
 
Guia do Especialista
Guia do EspecialistaGuia do Especialista
Guia do Especialista
 
Guia do especialista
Guia do especialistaGuia do especialista
Guia do especialista
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao
 

Último

agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 

Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)

  • 1. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO – ISETED CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ANTONIO MARTINS SOUSA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO PERÍODO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA ESCOLA MANOEL SALVIANO Poção de Pedras 2015
  • 2. ANTONIO MARTINS SOUSA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO PERÍODO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA ESCOLA MANOELSALVIANO Relatório apresentado à Disciplina Estágio Supervisionado, ministrado pelo professor orientador Doellinger Silva Alexandre, do curso de licenciatura em Pedagogia do Instituto Superior de Educação Tecnologia e Desenvolvimento Social – ISETED, para obtenção de nota. : Poção de Pedras -MA 2015
  • 3. AGRADECIMENTO  Agradeço a Deus por ter me dado força para superar todos os obstáculos que encontrei no decorrer dessa jornada, principalmente por ser um sonho que tenho de infância e que hoje se torna em realidade. Posso afirmar com toda certeza que sem a sua presença tal conquista seria impossível de se realizar. Obrigado meu grande Amigo.  Aos meus familiares; quando queremos conquistar algo, e necessário muito esforço e dedicação, mas nada valeria a pena se não houvesse o apoio dos que estão mais próximos da gente. Por isso sou ternamente agradecido a minha esposa Eleandra; com quem pude compartilhar boa parte de minhas conquistas.  Aos meus queridos pais Francisco e Zulmira; que são parte de minha vida, sem as suas lutas eu não teria conseguido tal conquista, lembro- me sempre de seus apoios e sentimentos de realização, por me verem crescendo e alcançando meus objetivos.  Aos meus filhos Samuel e Ayslane; pelos momentos de compreensão que tiveram, quando tive que abdicar das suas companhia para estar na sala de aula.  Aos meus companheiros e amigos de sala; pela amizade de cada um, em especial ao meu companheiro de estágio Isael pelos momentos de dificuldades e superação que passamos juntos no decorrer do estágio.  A todos os professores que passaram por nossa turma de pedagogia, deixando um pouco dos seus conhecimento e em especial ao professor Doellinger por ter acreditado na capacidade de cada um e ter conduzido o estágio de forma clara e objetiva, sem contar que foi um professor presente e que estava sempre pronto para ajudar.
  • 4.  A diretora Ivonete juntamente com todos os funcionários da Escola Manoel Salviano; por terem nos recebido de braços abertos e não imporem nenhuma dificuldade.
  • 5. “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviara dele.” (Provérbios de Salomão) SUMÁRIO IDENTIFICAÇÃO................................................................................................................06 1 INTRODUÇÃO....................................................................................................................07 2 DESENVOLVIMENTO D ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NO ENSINO FUNDAMENTAL ...................................................................................................09 2.1 Campo de Estágio.........................................................................................................09 2.1.1 Histórico .......................................................................................................................10
  • 6. 2.2 Atividades desenvolvidas...........................................................................................11 2.3 Avaliação das atividades desenvolvidas................................................................14 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS .............................................................................................15 REFERÊNCIAS .................................................................................................................16 APÊNDICES.......................................................................................................................17 ANEXOS .............................................................................................................................20
  • 7. 7 IDENTIFICAÇÃO NOME: Antonio Martins Sousa CENTRO: Instituto Superior de Educação Tecnologia e Desenvolvimento Social – ISETED PÓLO: Poção de Pedras CURSO:Pedagogia TURMA: A PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO: 19 a 28 de outubro de 2015.
  • 8. 8 1 INTRODUÇÃO Dentro do atual momento histórico, quando o mundo globalizado sofre as conseqüências das mudanças no mundo de trabalho - globalização, reestruturação produtiva, novas tecnologias, flexibilização, desemprego - a educação passa por um redimensionamento que a coloca frente a vários questionamentos. Para isso, as instituições de ensino necessitam cada vez mais, de profissionais da educação devidamente qualificados para responder aos desafios (suprir as demandas) que as mudanças sociais e econômicas exigem. Com base nesses pressupostos o Instituto Superior de Educação Tecnologia e Desenvolvimento Social – ISETED oferece o curso de licenciatura plena em Pedagogia. O mesmo forma profissionais para atuar nos vários ramos da área pedagógica, como docência (infantil e pré-escola até a 4ª. série do Ensino Fundamental e EJA) e gestão (diretoria, coordenadoria e supervisão dos ensinos fundamental e médio) e pesquisa. Mas, para concretizar essa profissionalização, a referida universidade requer dos acadêmicos, na fase concludente do curso, a realização de um Estágio Supervisionado, nas etapas de observação e regência. Os dados relativos a estas atividades estão narradas de modo condensado e coerente no presente relatório. O Estágio em docência dos anos iniciais do ensino fundamental, como disciplina curricular do curso de pedagogia, constitui-se um dos elementos principais desenvolvidos no processo ensino-aprendizagem. Sendo assim, o graduando desenvolve experiências através de parcerias com os sujeitos que estão envolvidos no contexto escolar. Nesse sentido, por meio do estágio, os graduandos têm contato com a realidade cotidiana de sua futura profissão e promovem a reflexão sobre a natureza prática considerando as particularidades do campo de estágio. Desse modo, Azevedo (2000), diz que “O estágio não é simplesmente uma experiência prática pelo aluno, mas uma oportunidade para refletir, sistematizar e testar conhecimentos teóricos e ferramentas técnicas durante o curso de Graduação (p.21)”
  • 9. 9 É por este motivo que se deve seguir durante o estágio o seu objetivo geral, ou seja, construir e reconstruir conhecimentos científicos teórico-práticos a partir do confronto com a realidade escolar; demonstrar conhecimentos científicos e habilidades para o desenvolvimento de atividades didáticas; demonstrar uma atitude crítica e produtiva capaz de contribuir para a transformação da realidade em ação. Também os objetivos específicos devem ser perseguidos, são eles: discutir a concepção do Estágio Curricular Supervisionado; interpretar os instrumentos de acompanhamento do estagiário; elaborar roteiro para observação de aulas no campo de estágio; observar criticamente a realidade educacional no campo de Estágio; determinar problemas no campo de Estágio para intervenção; aplicar conhecimentos teóricos e habilidades didáticas; observar, participar, planejar, executar e avaliar atividades didático-pedagógicas no campo de estágio com vistas à atuação em sala e à resolução de problemas pedagógicos na escola. Pretende-se, pois, por à mostra os acontecimentos que culminaram na busca por atingir tais objetivos de estágio, sendo que este se realizou na escola Manoel Salviano, no período de 19 a 28 de outubro de 2015.
  • 10. 10 2 DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NO ENSINO FUNDAMENTAL 2.1 Campo de Estágio A escola municipal Unidade Escolar Manoel Salviano, localiza-se à rua 15 de novembro, s/n. Poção de Pedras – MA. Oferece as seguintes modalidades: Ensino Fundamental menor e maior, funcionando nos dois turnos: matutino (1º ao 5º ano) e vespertino (6º ao 9º ano). Em termos estruturais, a instituição de ensino mostra-se bem conservada e arejada, em condições favoráveis de funcionamento. No tocante aos materiais, a mesma possui mesas, carteiras, quadros, fichários, freezer, TV, vídeo cassete, ventiladores, aparelho de DVD, armários etc. todos em perfeitas condições de uso. As dependências da escola são: 04 salas de aula, 01 secretaria, 01 cantina, 02 banheiros, 01 depósito, 01 pequeno pátio etc. O quadro de funcionários é composto por 14 membros, sendo 02 gestores (um titular e um adjunto), 07 professores, 02 ASGs e 03 vigias. O relacionamento entre o corpo docente e discente e pais é amigável, o que favorece o bom desempenho dos alunos. A jornada de trabalho é de 800 h/aulas e 200 dias letivos, conforme a determinação da LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96). Em observância ao artigo 12 desta Lei, o referido Centro de Ensino procura seguir as seguintes determinações: I - elaborar e executar sua proposta pedagógica; II - administrar seu pessoal e seus recursos materiais e financeiros; III - assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; IV - velar pelo cumprimento do plano de trabalho de cada docente; V - prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento; VI - articular-se com as famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade com a escola;
  • 11. 11 Em relação ao último item, o corpo docente mantém boas relações sociais com alunos e familiares, pois sempre estão promovendo eventos culturais, contando com a participação da comunidade. Além disso, as reuniões de pais e mestres acontecem com regularidade. O planejamento é feito mensalmente. Já as reuniões pedagógicas são realizadas regularmente a cada período de 50 dias cada. Isso faz com que os professores reorganizem sua prática, passando a utilizar, metodologias que venham facilitar a aprendizagem, satisfazendo a todos os envolvidos no processo de ensino aprendizagem. Por isso nestas reuniões são discutidos formas de aproveitar o conhecimento que os estudantes trazem de casa. Nesta perspectiva, os docentes da referida unidade costumam seguir a seguinte orientação: Para considerar os conhecimentos dos alunos é necessário propor situações em que possam mostrar os seus conhecimentos, suas hipóteses durante as atividades implementadas, para que assim forneçam pistas para a continuidade do trabalho e para o planejamento das ações futuras. (XAVIER, 2000, p.117) Deste modo, pode-se afirmar que há um vívido interesse em impulsionar o processo de ensino aprendizagem, o que torna a escola Manoel Salviano um exemplo de organização e competência voltados para a qualidade da Educação. 2.1.1 Histórico A escola municipal Unidade Escolar Manoel Salviano, localiza-se à rua 15 de novembro, s/n. Poção de Pedras – MA. Foi fundada no dia 31 de março de 1974, pelo então prefeito Rafael Correa Barros e reconhecida pela resolução nº 216/02 – CCE-MA. Funciona em prédio próprio. Ao longo dos anos passou por diversas reformas, sendo a mais significativa ocorrida no segundo mandato de Dr.João Batista Santos, que em 2006 anexou a quadra de esportes do município a referida escola. Nesta unidade de ensino já foram realizados muitos eventos importantes para a comunidade como feira de ciências, festivais infantis, gincanas, campanhas contra drogas e educação para o trânsito.
  • 12. 12 2.2 Atividades desenvolvidas:  Fase de observação Iniciou-se o período de observação alguns dias, primeiramente entrei em contato com a diretora Ivonete da escola unidade escolar Manoel Salviano, na qual falei sobre o motivo e o objetivo do estágio onde ela prontamente falou com os professores que me receberam e passaram todas as informações necessárias para que eu pudesse dar andamento aos trabalhos. O período de observação do ensino fundamental menor foi em 19 / 10/ 2015 e a observação do ensino fundamental maior foi no dia 26/ 10/ 2015 Durante a observação pude perceber que os professores apresentam conhecimento e clareza ao ministrar as aulas, além de uma metodologia bem elaborada que chama a atenção dos alunos com o objetivo de melhorar a aprendizagem. Após esse período de observação deu-se o período de regência que foram nos dias 21, 22 e 28 do mês de outubro de 2015.  Fase de regência No dia 21/10/2015 deu-se início a regência na sala do 3º ano, onde trabalhei uma aula de matemática com o tema adição sem reagrupamento onde pude perceber que alguns alunos tiveram dificuldades em decompor números com 03 algarismos, mas com bastante paciência e dedicação pude ensiná-los de uma forma simplificada, com isso notei o entusiasmo deles ao conseguir resolver questões sobre a adição. Finalizamos com uma atividade em sala de aula para verificação do aprendizado e com isso percebi a nítida evolução de cada um ao resolver as questões que lhes foram estudadas. No dia 22/10/2015 continuamos com o mesmo tema abordado da aula anterior, pois os alunos pediram que continuássemos com o mesmo assunto pois eles viram que estavam aprendendo mais e assim finalizamos com mais uma atividade avaliativa. Em 28/10/2015 deu-se início a regência na turma de alunos do 6º ano onde trabalhei com a disciplina de Língua Portuguesa com o tema pronomes interrogativos, iniciei ensinando o conceito de pronomes interrogativos, mostrei as formas interrogativas diretas e indiretas e os pronomes variáveis e invariáveis finalizamos com uma atividade avaliativa o período de estágio em sala de aula foi
  • 13. 13 encerrado com sucesso, o que para mim e os professores regentes foi uma pena pois, foi maravilhoso ter trabalhado com esses alunos aprendi muito com eles onde tive troca de informações e de conhecimento.  As micro-aulas Antes do período de estágio em campo nós acadêmicos passamos por um período de preparação, nesse período foram apresentadas as micro-aulas, durante três sábados que se deram no período de 22 de agosto a 24 de outubro, sendo que a ordem de apresentação foram ministradas em duplas escolhidas por sorteios feito pelo professor cada micro-aula correspondia a uma disciplina geralmente escolhida pelo orientador do estágio. Relato aqui algumas micro-aulas que foram ministradas no dia 22/08/2015, sendo que a primeira dupla a apresentar foram as alunas Yerlla e Regina na qual elas ministraram uma aula de língua portuguesa3º período com o tema principal o “alfabeto” foi uma aula dinâmica que chamou a atenção dos alunos. Em seguida a dupla formada por Elizângela Sá e Alcion ministraram uma aula de Matemática ambas do 3º período colocaram os números de 0 a 10 para conhecimentos das mesmas, foram dinâmicos utilizando jogos de dados e de boliche. Logo após foi a vez das alunas Chirley e Eliane, onde as mesmas trabalharam aula de Língua Portuguesa e Matemática utilizaram se de cartazes e do quadro branco fizeram com que os alunos trabalhassem a identificação dos números. Na sequência das apresentações chega a vez da dupla Isael e Antonio onde trabalhamos com as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática acredito que fomos bem criativos, iniciamos com um vídeo bem elaborado na qual falava sobre o tema principal que era o alfabeto trabalhamos com as vogais e a partir dos dados e imagens com as vogais trabalhamos a matemática. Tivemos que parar as micro-aulas por um período de quatro sábados retornando só no dia 26/ 09/ 2015, onde reiniciamos as apresentações, na ocasião trabalhamos uma aula de ciências para alunos do 3º ano com o tema principal ( os animais vertebrados e invertebrados ) trabalhamos um vídeo também bem elaborado e bem explicado sobre o conteúdo abordado, falamos sobre os diferentes
  • 14. 14 tipos de animais e mostramos imagens no progetor dos mesmos, dando continuidade a aula passamos uma atividade de caráter avaliativo. No dia 17/10/2015 foi dada continuação das micro-aulas para alunos do 6º ao 9º ano com a apresentação da primeira dupla Leudimar e Denismara trabalharam uma aula de ciências com o tema AIDs durante a aula falaram bastante sobre os meios de prevenções das DSTs. Logo em seguida Bartolomeu, Dayane e Maria do Desterro trabalharam também aula de ciências com o tema (as fases da água) falaram sobre os estados da água e passaram uma atividade avaliativa. Em seguida Lidia e Jocilma apresentam uma aula também de ciências sobre os microorganismos e falaram das doenças causadas por vírus. Dando continuidade as apresentações a dupla Noemi e Lucí as mesmas falaram sobre arte e expressões corporais foi uma aula dinâmica, onde os alunos participaram e aprenderam através de mímicas. No dia 24/10/2015 reiniciamos as micro-aulas para alunos do 6º ao 9º ano com a dupla Maria Rita e Bruna onde as mesmas fizeram a apresentação trabalhando Língua Portuguesa com o tema Literatura de cordel e falaram sobre os significados e as origens da literatura de cordel. Na sequência foi a vez da Andréia Pessoa, onde ela apresentou uma aula falando dos vulcões e de alguns países que mais apresentam atividade vulcânica. Logo após Isael e Antonio trabalharam uma aula de Matemática falando sobre as quatro operações fundamentais da matemática. Explicamos as propriedades, utilizando-se de projetor e finalizamos com uma atividade para verificação da aprendizagem. Chegamos a conclusão que nesse período de preparação onde nós acadêmicos nos sentimos mais preparados para enfrentar o estágio em campo, foi um período bem proveitoso pois conseguirmos concertar o que estava errado e aprimorar o que já sabíamos.
  • 15. 15 2.3 Avaliação das atividades desenvolvidas Os discentes gostaram do modo como as aulas foram desenvolvidas. Pude perceber que eles aprenderam de modo significativo, pois demonstraram isso durante as avaliações que apliquei. E também durante a participação deles nas aulas deixou claro que entenderam os conteúdos. Nossa relação também foi amistosa, pois procurei deixar eles à vontade para se expressarem, tirarem dúvidas e até darem sugestões. A avaliação que faço de meu desempenho é que foi muito proveitoso, uma vez que me possibilitou novas experiências que ajudarão a melhorar minha prática docente. Por conta disso, creio que meu estágio contribuiu para meu crescimento em vários sentidos, principalmente no aspecto profissional,visto que compreendi a realidade da sala de aula e a necessidade de buscar sempre novos saberes da docência.
  • 16. 16 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS O Estágio em Docência no Ensino Fundamental nos trouxe uma visão bem mais ampla em relação a uma educação eficiente que valoriza o aluno como sujeito capaz de construir sua própria identidade. Dessa forma, as experiências vivenciadas durante o estágio foram fundamentais para uma reflexão sobre a relação da prática com a teoria. Porém, é comum encontrar profissionais que desconhecem essa relação. Nesse sentido, percebe-se que, o processo de observação e de registro das experiências vividas em sala de aula é de suma importância para o fazer educativo. Segundo Cecília Warschauer, (1993, p. 61) ”Registrar a própria prática pode ser um rico instrumento de trabalho para o professor que busca construir os conhecimentos juntos com os alunos, porque o retrato do vivido proporciona condições especiais para um ato de refletir.” Portanto, o estágio em docência no ensino fundamental nos proporcionou resultados significativos, possibilitando-nos a prática de todo o processo de ensino e aprendizagem no decorrer desses quatro anos do curso de pedagogia.
  • 17. 17 REFERÊNCIAS BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9.394/96. MEC. 1996. AZEVEDO, L. M. F. O Estágio Supervisionado: uma análise crítica. In: PICONEZ, Stela.C. Bertolo. O Estágio Supervisionado.5ª ed. Campinas SP: papiros,2000.p 15 -74 WARSCHAUER, Cecília. A roda e o registro: uma parceria entre professor, alunos e conhecimento. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993. XAVIER, M. L. M.; ZEN, M. I. H. D. Planejamento em destaque: análises menos convencionais. Cadernos Educação Básica 5. Porto Alegre: Mediação, 2000.
  • 19. 19