SlideShare uma empresa Scribd logo
Andebol Conteúdos técnico-tácticos Individuais e colectivos Nível Introdução
Andebol A aprendizagem dos «fundamentos» dos jogos de « invasão», em que se agarra e dribla a bola,  Basquetebol  e  Andebol , deve ser assegurada na prática de “jogos infantis" ou em formas de jogo de preparação («jogos pré-desportivos»), preparando as bases de aptidão individual necessária a uma prática do «jogo formal» vocacionada para o aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e do próprio aluno.
Nível Introdução Técnica Individual Ataque Defesa
Técnica Individual Conteúdos a leccionar  Pega da bola Passe de Ombro Recepção alta, média, baixa   Remate parado   Remate em Salto
Pega da Bola Com  duas mãos  é a forma mais segura de efectuar o contacto com a bola, no entanto a pega a uma mão é a mais utilizada.
Pega da Bola Componentes Críticas: Mãos em concha Dedos flectidos e afastados – polegares e indicadores formam um “W” Com  uma mão Mão sobre a bola, dedos bem abertos Bola é segura pelo polegar e mínimo, os outros dedos envolvem a bola
Passe O passe tem como objectivo colocar a bola num colega de equipa.  O mais utilizado é o de ombro, sendo com ele que se deve iniciar o ensino do passe.  O jogador que executa o passe é responsável pela chegada da bola ao seu destinatário.
Passe de Ombro Componentes Críticas:   Pé contrário à mão que lança ligeiramente avançado “ Armar o Braço” – elevado ao nível do ombro e flectido a 90º “ Chicotada” de Pulso e dedos na fase final Bola dirigida para o peito do colega
Passe de Ombro Erros mais comuns: Ângulo entre o braço e o antebraço é menor que 90 graus; Passe feito com a perna avançada do lado do braço portador da bola; Executa o passe empurrando a bola.
Recepção Gesto técnico que permite ao jogador ficar de posse da bola após um passe de um colega .  Objectivo é   amortecer e agarrar a bola com segurança. Recepção Alta;  Média; Baixa.
Recepção Componentes Críticas: Mãos  em concha formando um “W” recepções altas e médias e um “M” na recepção baixa Atacar a bola ( ir ao encontro da bola) Amortecer a bola flectindo os braços
Recepção Erros mais comuns:   Braços rígidos no momento do contacto das mãos com a bola, não há amortecimento e a bola acaba por ser reflectida inviabilizando a recepção. Não existência de uma superfície côncava (mãos e dedos) na altura de contacto com a bola reflectindo e  inviabilizando a recepção. O jogador não vai ao encontro da bola, aguarda imóvel que esta lhe chegue às mãos.
Remate É o gesto técnico que culmina todo o processo ofensivo. O objectivo é introduzir a bola na baliza adversária – marcar golo.
Remate Componentes Críticas: Armar o braço à altura da cabeça, com o cotovelo afastado do tronco Movimento de balanço do braço para trás com ampla rotação do tronco O pé contrário ao braço de remate avançado, servindo de ponto de apoio; Rematar com movimento rápido de extensão do braço e pulso, inclinação do tronco à frente e consequente avanço da perna contrária ao braço rematador;
Remate Erros mais comuns:   No “armar” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate; Insuficiente rotação do tronco Não avança a perna contrária ao braço rematador
Remate em Salto Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
Remate em Salto Componentes Críticas: 3 apoios grande e rápidos (esquerdo-direito-esquerdo para destros; direito-esquerdo-direito para esquerdinos); Salto sobre a última perna de apoio para cima e para a frente ( sem oposição); M.I. contrário ao da impulsão, flectido com rotação externa e elevação do joelho;    Remate deve ser efectuado no momento mais alto do salto
Remate em Salto Erros mais comuns:   Na “armação” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate; Insuficiente rotação do tronco Remate não é realizado no ponto mais alto;
Ataque Objectivos   Ataque da baliza (finalização) Manutenção da posse de bola Provocar erros defensivos
Ataque Conteúdos a leccionar  Posição Base Ofensiva Desmarcação Ocupação Equilibrada do espaço Combinação simples – “Passe e vai” Sistema de Jogo Atacante Ataque em Ferradura (Andebol de 7) ou Ataque em Trapézio (Andebol de 5)
Posição Base Ofensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções ofensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos.  A posição base ofensiva é adoptada assim que o jogador ganha a posse de bola e inicia o processo ofensivo.
Posição Base Componentes Críticas:   Membros Inferiores afastadas à largura dos ombros; Ligeira flexão dos membros inferiores; Membros Superiores ligeiramente flectidos   Mãos abertas à altura do peito.
Posição Base Erros mais comuns:   Corpo tenso; Membros Superiores estendidos ao longo do corpo; Membros Inferiores estendidos perdendo rapidez de acção
Desmarcação Tem como objectivo abrir uma linha de passe, entre si e o companheiro com bola (“quebra do alinhamento”)  Critério de Êxito O aluno sem posse de bola desloca-se no espaço com o objectivo de a  receber.
Ocupação Equilibrada do espaço Tem como objectivo evitar a aglomeração do espaço de jogo (manter o alinhamento). Critério de Êxito Após iniciativa de uma acção atacante sem sucesso (por ex. desmarcação), o aluno deve recuperar de imediato o alinhamento, permitindo a continuidade ao ataque.
Combinação simples “ Passe e Vai” É a combinação mais simples e adequada ao ataque contra  defesa individual.
“ Passe e Vai” É uma acção entre dois jogadores. Critério de Êxito Após passe, o aluno desloca-se em direcção à baliza, tentando abrir uma linha de passe ofensiva criando uma situação de superioridade numérica com o objectivo de finalização.
“ Ataque em Ferradura ou Trapézio” Critério de Êxito: O aluno demonstra  atitude ofensiva. Aplica as acções ofensivas aprendidas com o objectivo de finalizar.
“ Ataque em Ferradura ou Trapézio” Critério de Êxito: Com posse de bola “ Passa e vai” tenta ganhar superioridade numérica para finalizar  Sem posse de bola Desmarca-se com intenção de abrir uma linha de passe que lhe permita a finalização não conseguindo recupera o alinhamento
Defesa Objectivos da Defesa Defesa da baliza Recuperação da posse de bola Provocar erros ofensivos
Defesa Conteúdos a leccionar  Posição Base Defensiva Acompanhamento do jogador com e sem bola Intercepção Sistema Defensivo Defesa Individual
Posição Base Defensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções defensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos.  A posição base defensiva é adoptada assim que um jogador perde a posse de bola e inicia o processo defensivo.
Posição Base Defensiva A atitude base defensiva permite entrar em acção com a rapidez que as circunstâncias o exijam.
Posição Base Componentes Críticas: Peso do corpo igualmente distribuído pelas duas pernas e manter uma flexão alternativa entre as duas pernas no sentido de melhor vencer a inércia Os braços semi flectidos com as mãos colocadas ligeiramente acima da linha dos ombros
Posição Base Erros mais comuns Corpo tenso Braços estendidos ao longo do corpo Demasiado afastamento das pernas.
Acompanhamento defensivo Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva  interpondo-se entre o seu adversário directo e a sua baliza, tentando: Recuperar a posse da bola Impedir ou dificultar a progressão em drible, o passe e o remate.
Intercepção Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva  tentando: Interceptar a bola, colocando-se numa posição diagonal de defesa, para intervir na linha de passe do adversário.
Sistema Defensivo Defesa Individual Cada jogador defende um atacante específico, sendo por ele responsável durante todo o tempo em que a outra equipa tiver a posse da bola Critério de Êxito: Aplica as acções defensivas mais adequadas às situações.
Guarda-Redes Enquadra-se com a bola, sem perder a noção da sua posição relativa à baliza, procurando impedir o golo.
Fim Fim Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
AnaGomes40
 
Ginástica de aparelhos
Ginástica de aparelhosGinástica de aparelhos
Ginástica de aparelhos
Rui Lemos
 
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Margarida Ferreira
 
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Margarida Ferreira
 
Ginastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFACGinastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFAC
Eridhonson Oliveira
 
Atletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetasAtletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetas
Escola Secundaria Moura
 
Futebol
FutebolFutebol
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
HugoSousa93
 
Trabalho de Futsal
Trabalho de FutsalTrabalho de Futsal
Trabalho de Futsal
Ana Carolina
 
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Thepatriciamartins12
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
Tony Abreu
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
Balonmano
 
Educação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticaEducação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobática
gltrindade
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
tv2aetabua
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
Danilo Ruivo de oliveira
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fernanda Zerbinato
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
Rita Pereira
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
JoanaMartins7
 

Mais procurados (20)

Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Ginástica de aparelhos
Ginástica de aparelhosGinástica de aparelhos
Ginástica de aparelhos
 
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
 
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
 
Ginastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFACGinastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFAC
 
Atletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetasAtletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetas
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
Trabalho de Futsal
Trabalho de FutsalTrabalho de Futsal
Trabalho de Futsal
 
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
 
Educação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticaEducação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobática
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
 

Semelhante a Andebol - Nível Introdução

Andebol introducao
Andebol introducaoAndebol introducao
Andebol introducao
Maria Sequeira
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
Mateus Pacheco
 
Ef.
Ef.Ef.
Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
caduroots
 
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdfElementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
LEONARDOFONSECADASIL
 
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdfBASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
Sílvio Cardoso
 
Apostila de handebol
Apostila de handebolApostila de handebol
Apostila de handebol
Gabriela De Lucca
 
Fundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.pptFundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.ppt
GedeoMarcos
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
williamwmo
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
Nilceia Sc
 
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicionalAula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
TavaresJana
 
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptxTÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
Raquel Pinheiro
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
cristiane araujo araujo
 
Fundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 aFundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 a
Reinaldo Roberto
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
Pátrícia Teles
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Jorge Rodrigues
 
Etapas no ensino
Etapas no ensinoEtapas no ensino
Etapas no ensino
Nuno Coelho
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
Tony
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aula
Felipe Mago
 

Semelhante a Andebol - Nível Introdução (20)

Andebol introducao
Andebol introducaoAndebol introducao
Andebol introducao
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Ef.
Ef.Ef.
Ef.
 
Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
 
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdfElementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
 
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdfBASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
 
Apostila de handebol
Apostila de handebolApostila de handebol
Apostila de handebol
 
Fundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.pptFundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.ppt
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicionalAula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
 
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptxTÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
TÉCNICAS DO VOLEIBOL DO VOLEIBOL ens. Fund..pptx
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
 
Fundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 aFundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 a
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Etapas no ensino
Etapas no ensinoEtapas no ensino
Etapas no ensino
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aula
 

Mais de Maria João Vasconcelos

Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Maria João Vasconcelos
 
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Maria João Vasconcelos
 
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Maria João Vasconcelos
 
Bachata
BachataBachata
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionaisSebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Maria João Vasconcelos
 
Rfe tenis gi
Rfe tenis giRfe tenis gi
Manual hoquei
Manual hoqueiManual hoquei
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessorAtletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Maria João Vasconcelos
 
Manual ensino basico
Manual ensino basicoManual ensino basico
Manual ensino basico
Maria João Vasconcelos
 
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Maria João Vasconcelos
 
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Maria João Vasconcelos
 
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de AparelhosTrave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Maria João Vasconcelos
 
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Maria João Vasconcelos
 
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissionalSebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
Maria João Vasconcelos
 
Plano de prevenção corrupção ipdj
Plano de prevenção corrupção   ipdjPlano de prevenção corrupção   ipdj
Plano de prevenção corrupção ipdj
Maria João Vasconcelos
 
Uma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do dopingUma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do doping
Maria João Vasconcelos
 
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Maria João Vasconcelos
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Maria João Vasconcelos
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Maria João Vasconcelos
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Maria João Vasconcelos
 

Mais de Maria João Vasconcelos (20)

Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
 
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
 
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3
 
Bachata
BachataBachata
Bachata
 
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionaisSebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
 
Rfe tenis gi
Rfe tenis giRfe tenis gi
Rfe tenis gi
 
Manual hoquei
Manual hoqueiManual hoquei
Manual hoquei
 
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessorAtletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
 
Manual ensino basico
Manual ensino basicoManual ensino basico
Manual ensino basico
 
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
 
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de AparelhosTrave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
 
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissionalSebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
 
Plano de prevenção corrupção ipdj
Plano de prevenção corrupção   ipdjPlano de prevenção corrupção   ipdj
Plano de prevenção corrupção ipdj
 
Uma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do dopingUma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do doping
 
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
 

Último

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

Andebol - Nível Introdução

  • 1. Andebol Conteúdos técnico-tácticos Individuais e colectivos Nível Introdução
  • 2. Andebol A aprendizagem dos «fundamentos» dos jogos de « invasão», em que se agarra e dribla a bola, Basquetebol e Andebol , deve ser assegurada na prática de “jogos infantis" ou em formas de jogo de preparação («jogos pré-desportivos»), preparando as bases de aptidão individual necessária a uma prática do «jogo formal» vocacionada para o aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e do próprio aluno.
  • 3. Nível Introdução Técnica Individual Ataque Defesa
  • 4. Técnica Individual Conteúdos a leccionar Pega da bola Passe de Ombro Recepção alta, média, baixa   Remate parado   Remate em Salto
  • 5. Pega da Bola Com duas mãos é a forma mais segura de efectuar o contacto com a bola, no entanto a pega a uma mão é a mais utilizada.
  • 6. Pega da Bola Componentes Críticas: Mãos em concha Dedos flectidos e afastados – polegares e indicadores formam um “W” Com uma mão Mão sobre a bola, dedos bem abertos Bola é segura pelo polegar e mínimo, os outros dedos envolvem a bola
  • 7. Passe O passe tem como objectivo colocar a bola num colega de equipa. O mais utilizado é o de ombro, sendo com ele que se deve iniciar o ensino do passe. O jogador que executa o passe é responsável pela chegada da bola ao seu destinatário.
  • 8. Passe de Ombro Componentes Críticas: Pé contrário à mão que lança ligeiramente avançado “ Armar o Braço” – elevado ao nível do ombro e flectido a 90º “ Chicotada” de Pulso e dedos na fase final Bola dirigida para o peito do colega
  • 9. Passe de Ombro Erros mais comuns: Ângulo entre o braço e o antebraço é menor que 90 graus; Passe feito com a perna avançada do lado do braço portador da bola; Executa o passe empurrando a bola.
  • 10. Recepção Gesto técnico que permite ao jogador ficar de posse da bola após um passe de um colega . Objectivo é amortecer e agarrar a bola com segurança. Recepção Alta; Média; Baixa.
  • 11. Recepção Componentes Críticas: Mãos em concha formando um “W” recepções altas e médias e um “M” na recepção baixa Atacar a bola ( ir ao encontro da bola) Amortecer a bola flectindo os braços
  • 12. Recepção Erros mais comuns: Braços rígidos no momento do contacto das mãos com a bola, não há amortecimento e a bola acaba por ser reflectida inviabilizando a recepção. Não existência de uma superfície côncava (mãos e dedos) na altura de contacto com a bola reflectindo e inviabilizando a recepção. O jogador não vai ao encontro da bola, aguarda imóvel que esta lhe chegue às mãos.
  • 13. Remate É o gesto técnico que culmina todo o processo ofensivo. O objectivo é introduzir a bola na baliza adversária – marcar golo.
  • 14. Remate Componentes Críticas: Armar o braço à altura da cabeça, com o cotovelo afastado do tronco Movimento de balanço do braço para trás com ampla rotação do tronco O pé contrário ao braço de remate avançado, servindo de ponto de apoio; Rematar com movimento rápido de extensão do braço e pulso, inclinação do tronco à frente e consequente avanço da perna contrária ao braço rematador;
  • 15. Remate Erros mais comuns: No “armar” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate; Insuficiente rotação do tronco Não avança a perna contrária ao braço rematador
  • 16. Remate em Salto Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
  • 17. Remate em Salto Componentes Críticas: 3 apoios grande e rápidos (esquerdo-direito-esquerdo para destros; direito-esquerdo-direito para esquerdinos); Salto sobre a última perna de apoio para cima e para a frente ( sem oposição); M.I. contrário ao da impulsão, flectido com rotação externa e elevação do joelho;   Remate deve ser efectuado no momento mais alto do salto
  • 18. Remate em Salto Erros mais comuns: Na “armação” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate; Insuficiente rotação do tronco Remate não é realizado no ponto mais alto;
  • 19. Ataque Objectivos   Ataque da baliza (finalização) Manutenção da posse de bola Provocar erros defensivos
  • 20. Ataque Conteúdos a leccionar Posição Base Ofensiva Desmarcação Ocupação Equilibrada do espaço Combinação simples – “Passe e vai” Sistema de Jogo Atacante Ataque em Ferradura (Andebol de 7) ou Ataque em Trapézio (Andebol de 5)
  • 21. Posição Base Ofensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções ofensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base ofensiva é adoptada assim que o jogador ganha a posse de bola e inicia o processo ofensivo.
  • 22. Posição Base Componentes Críticas: Membros Inferiores afastadas à largura dos ombros; Ligeira flexão dos membros inferiores; Membros Superiores ligeiramente flectidos   Mãos abertas à altura do peito.
  • 23. Posição Base Erros mais comuns: Corpo tenso; Membros Superiores estendidos ao longo do corpo; Membros Inferiores estendidos perdendo rapidez de acção
  • 24. Desmarcação Tem como objectivo abrir uma linha de passe, entre si e o companheiro com bola (“quebra do alinhamento”) Critério de Êxito O aluno sem posse de bola desloca-se no espaço com o objectivo de a receber.
  • 25. Ocupação Equilibrada do espaço Tem como objectivo evitar a aglomeração do espaço de jogo (manter o alinhamento). Critério de Êxito Após iniciativa de uma acção atacante sem sucesso (por ex. desmarcação), o aluno deve recuperar de imediato o alinhamento, permitindo a continuidade ao ataque.
  • 26. Combinação simples “ Passe e Vai” É a combinação mais simples e adequada ao ataque contra defesa individual.
  • 27. “ Passe e Vai” É uma acção entre dois jogadores. Critério de Êxito Após passe, o aluno desloca-se em direcção à baliza, tentando abrir uma linha de passe ofensiva criando uma situação de superioridade numérica com o objectivo de finalização.
  • 28. “ Ataque em Ferradura ou Trapézio” Critério de Êxito: O aluno demonstra atitude ofensiva. Aplica as acções ofensivas aprendidas com o objectivo de finalizar.
  • 29. “ Ataque em Ferradura ou Trapézio” Critério de Êxito: Com posse de bola “ Passa e vai” tenta ganhar superioridade numérica para finalizar Sem posse de bola Desmarca-se com intenção de abrir uma linha de passe que lhe permita a finalização não conseguindo recupera o alinhamento
  • 30. Defesa Objectivos da Defesa Defesa da baliza Recuperação da posse de bola Provocar erros ofensivos
  • 31. Defesa Conteúdos a leccionar Posição Base Defensiva Acompanhamento do jogador com e sem bola Intercepção Sistema Defensivo Defesa Individual
  • 32. Posição Base Defensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções defensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base defensiva é adoptada assim que um jogador perde a posse de bola e inicia o processo defensivo.
  • 33. Posição Base Defensiva A atitude base defensiva permite entrar em acção com a rapidez que as circunstâncias o exijam.
  • 34. Posição Base Componentes Críticas: Peso do corpo igualmente distribuído pelas duas pernas e manter uma flexão alternativa entre as duas pernas no sentido de melhor vencer a inércia Os braços semi flectidos com as mãos colocadas ligeiramente acima da linha dos ombros
  • 35. Posição Base Erros mais comuns Corpo tenso Braços estendidos ao longo do corpo Demasiado afastamento das pernas.
  • 36. Acompanhamento defensivo Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva interpondo-se entre o seu adversário directo e a sua baliza, tentando: Recuperar a posse da bola Impedir ou dificultar a progressão em drible, o passe e o remate.
  • 37. Intercepção Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva tentando: Interceptar a bola, colocando-se numa posição diagonal de defesa, para intervir na linha de passe do adversário.
  • 38. Sistema Defensivo Defesa Individual Cada jogador defende um atacante específico, sendo por ele responsável durante todo o tempo em que a outra equipa tiver a posse da bola Critério de Êxito: Aplica as acções defensivas mais adequadas às situações.
  • 39. Guarda-Redes Enquadra-se com a bola, sem perder a noção da sua posição relativa à baliza, procurando impedir o golo.
  • 40. Fim Fim Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Notas do Editor

  1. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir' . Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações
  2. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir' . Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações