SlideShare uma empresa Scribd logo
CAPITULO 02
A VONTADE
Por que há momentos em que sabemos claramente o
que precisamos realizar para amenizar ou mesmo
solucionar uma determinada situação difícil, entretanto,
não conseguimos fazer nada?
Por que é a vontade que impulsiona nossas ações e
realizações?
Tende ela a sofrer influências?
Quanto maior for o aprimoramento intelecto-moral de
um indivíduo, mais intensa será a ação de sua vontade?
Ondas de violência, problemas no emprego, dramas e
conflitos familiares, doenças, carências íntimas podem
comprometer o nosso estado de ânimo, favorecendo em
nós reações nem sempre tão positivas
UMA É A ACOMODAÇÃO. Há momentos sabemos,
claramente, o que precisamos realizar para
amenizar ou mesmo solucionar uma situação difícil.
Mas, quantas vezes não fazemos nada!
Na inércia, empatamos a vida, desperdiçando boas
oportunidades de melhoria, e nos tornamos alvos
do negativo, do difícil, do triste.
SEGUIMOS TENDÊNCIAS...
A OUTRA É RECLAMAR.
A reclamação até pode funcionar como uma
modalidade de desabafo bastante útil. Mas o
“x” da questão é que tendemos a exagerar esse
tipo de alívio íntimo, sem que, efetivamente,
nossa realidade se altere para melhor
...quando nos queixamos, demasiada e
repetidamente, podemos apenas estar
superdimensionando tudo aquilo que nos
desagrada, contribuindo para que aqueles que
convivem conosco tenham as mais diversas atitudes
em relação a nós.
 dizer que concordam conosco, mas somente para não
nos desagradar ainda mais;
 silenciar, porém, pensando no tempo que desperdiçamos
por não estarmos tomando as devidas providências no
sentido de modificar a situação;
 mostrar-se indiferentes, porque não conseguem
verdadeiramente nos ajudar em razão de nosso pessimismo
e derrotismo;
 irritar-se, verbalizando o próprio aborrecimento;
 afastar-se, para não terem de ouvir nossas lamúrias, já que
ninguém é obrigado a ficar suportando nossos
choramingos.
“Ao reclamar em
demasia você se torna
inoportuno, excessivo e
aborrecido.”
Emmanuel - Comparemos a mente humana — espelho vivo da consciência lúcida —
a um grande escritório, subdividido em diversas seções de serviço.
Departamento do
Desejo, em que operam
os propósitos e as
aspirações, acalentando
o estímulo ao trabalho
Departamento da Inteligência,
dilatando os patrimônios da
evolução e da cultura
Departamento da
Imaginação, amealhando
as riquezas do ideal e da
sensibilidade
O Departamento da Memória,
arquivando as súmulas da experiência, e
outros, ainda, que definem os
investimentos da alma.
Acima de todos eles, porém, surge o GABINETE DA VONTADE, governando todos os
setores da ação mental.
Nela ( VONTADE ) dispomos do
botão poderoso que decide o
movimento ou a inércia da
máquina. (...)
Só a Vontade é suficientemente
forte para sustentar a harmonia do
espírito.
Ese formos buscar o significado da palavra “vontade”
no dicionário, coincidentemente ou não,
encontraremos: “A principal das potências da alma,
que inclina ou move a querer, a fazer ou deixar de fazer
alguma coisa”.
MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa
Assim, conforme tais definições, podemos
afirmar que a vontade é um relevante
potencial íntimo, porque nos permite definir o
rumo que queremos dar à própria existência.
Tende ela a sofrer influências?
... ela tende a sofrer várias influências,
perturbadoras ou não, em razão da formação
educacional do indivíduo, dos seus hábitos
familiares e sociais e das crenças e concepções que
alimenta. Porém, quando ainda está envolvida com
a imaturidade psicológica, costuma-se dizer que a
vontade é fraca, pois não proporciona à criatura a
devida segurança e firmeza em suas decisões e
atitudes. Quando, então, é decorrente de
transtornos comportamentais, seu direcionamento
pode até oferecer perigos a própria pessoa!
Quanto maior for o aprimoramento intelecto-
moral de um indivíduo, mais intensa será a ação
de sua vontade?
...quanto maior for o aprimoramento intelecto-
moral da criatura, mais intensa se torna a ação de
sua vontade, porque amplia sua capacidade para a
luta, para a conquista de valores íntimos mais
aprimorados, para a superação de problemas, num
constante autoestímulo para novas e importantes
buscas. É o que podemos chamar de “vontade
inteligente
E segundo o Espírito Joanna de Ângelis
ela será tanto maior, quanto mais for
exercitada!
A vontade deve e pode ser trabalhada através de exercícios
mentais, da geração de interesse e de motivação para
conseguir-se a autorealização, a conquista de recursos de vária
natureza, especialmente na transformação dos instintos em
sentimentos, dos hábitos doentios em saúde, da conquista da
beleza, dos ideais de engrandecimento humano. (...)
A vontade é, portanto, o motor que impulsiona os sentimentos
e as aspirações humanas para a conquista do infinito, sendo
sempre maior quanto mais é exercitada.
(...) Sem uma vontade bem direcionada não há vida saudável.
MUITA PAZ – CLEA ALVES

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Marcio Augusto Guariente
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Manuela Selas
 
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
Thiago Lima
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
Lisete B.
 
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidadeInteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Thiago-Carvalho
 
Palestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ VontadePalestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ Vontade
manumino
 
As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
paikachambi
 
Que faz de um bom lider, excelente
Que faz de um bom lider, excelenteQue faz de um bom lider, excelente
Que faz de um bom lider, excelente
silasdias
 
A Vontade
A VontadeA Vontade
A Vontade
Valéria Ribeiro
 
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - GratidãoAula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
Dalila Melo
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Adão Salles
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
maria do socorro dos santos
 
A Arte de Reencantar Nossas Vidas
A Arte de Reencantar Nossas VidasA Arte de Reencantar Nossas Vidas
A Arte de Reencantar Nossas Vidas
Colégio Maria Clara Machado
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
Clea Alves
 
Projeto trabalhando as emoçoes
Projeto trabalhando as emoçoesProjeto trabalhando as emoçoes
Projeto trabalhando as emoçoes
Dorinha Matias
 
VONTADE E FORÇA DE VONTADE
VONTADE E FORÇA DE VONTADEVONTADE E FORÇA DE VONTADE
VONTADE E FORÇA DE VONTADE
José Vicente Dalmolin
 
Introdução à abordagem do Atendimento Emocional
Introdução à abordagem do Atendimento EmocionalIntrodução à abordagem do Atendimento Emocional
Introdução à abordagem do Atendimento Emocional
André Victória da Silva
 
1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional
Denise A Morelli Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
 
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
 
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidadeInteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
 
Palestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ VontadePalestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ Vontade
 
As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
 
Que faz de um bom lider, excelente
Que faz de um bom lider, excelenteQue faz de um bom lider, excelente
Que faz de um bom lider, excelente
 
A Vontade
A VontadeA Vontade
A Vontade
 
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - GratidãoAula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
A Arte de Reencantar Nossas Vidas
A Arte de Reencantar Nossas VidasA Arte de Reencantar Nossas Vidas
A Arte de Reencantar Nossas Vidas
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
 
Projeto trabalhando as emoçoes
Projeto trabalhando as emoçoesProjeto trabalhando as emoçoes
Projeto trabalhando as emoçoes
 
VONTADE E FORÇA DE VONTADE
VONTADE E FORÇA DE VONTADEVONTADE E FORÇA DE VONTADE
VONTADE E FORÇA DE VONTADE
 
Introdução à abordagem do Atendimento Emocional
Introdução à abordagem do Atendimento EmocionalIntrodução à abordagem do Atendimento Emocional
Introdução à abordagem do Atendimento Emocional
 
1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional
 

Semelhante a A vontade

CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de LuzCURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Elidaine
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
Helio Cruz
 
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do LivroThe Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
DaviKlein2
 
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelênciaInteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
Elidaine
 
Inteligência Emocional (2).pptx
Inteligência Emocional (2).pptxInteligência Emocional (2).pptx
Inteligência Emocional (2).pptx
Elidaine
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
Levi Antonio Amancio
 
A arte de interrogar 1.docx
A arte de interrogar 1.docxA arte de interrogar 1.docx
A arte de interrogar 1.docx
Susan Glass
 
Tecendo o amanhã
Tecendo o amanhãTecendo o amanhã
Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
Alexandre Rivero
 
Superando o cárcere da emoção.pdf
Superando o cárcere da emoção.pdfSuperando o cárcere da emoção.pdf
Superando o cárcere da emoção.pdf
KatiaFreire21
 
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptxComo controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
SulenDeArajoNeves
 
Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
Donizete Medeiros
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
Donizete Medeiros
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
Helio Cruz
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
PatiSousa1
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
Thiago Bernardo Santos
 
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENAAUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
LucasAwadallak2
 

Semelhante a A vontade (20)

CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de LuzCURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
CURSO REFORMA INTIMA - Educandário Espirita Caminho de Luz
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
 
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do LivroThe Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
The Presence Process (Michael Brown) Resenha do Livro
 
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelênciaInteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
Inteligência Emocional - A arte de Viver com excelência
 
Inteligência Emocional (2).pptx
Inteligência Emocional (2).pptxInteligência Emocional (2).pptx
Inteligência Emocional (2).pptx
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
 
A arte de interrogar 1.docx
A arte de interrogar 1.docxA arte de interrogar 1.docx
A arte de interrogar 1.docx
 
Tecendo o amanhã
Tecendo o amanhãTecendo o amanhã
Tecendo o amanhã
 
Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
 
Superando o cárcere da emoção.pdf
Superando o cárcere da emoção.pdfSuperando o cárcere da emoção.pdf
Superando o cárcere da emoção.pdf
 
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptxComo controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx
 
Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENAAUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
AUTOCONHECIMENTO PARA UMA SAÚDE MENTAL PLENA
 

Mais de Clea Alves

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Clea Alves
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
Clea Alves
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
Clea Alves
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
Clea Alves
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Clea Alves
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
Clea Alves
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
Clea Alves
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
Clea Alves
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
Clea Alves
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Clea Alves
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
Clea Alves
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
Clea Alves
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
Clea Alves
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Clea Alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
Clea Alves
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
Clea Alves
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
Clea Alves
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
Clea Alves
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Clea Alves
 
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Clea Alves
 

Mais de Clea Alves (20)

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
 
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias
 

Último

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 

Último (18)

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 

A vontade

  • 2. Por que há momentos em que sabemos claramente o que precisamos realizar para amenizar ou mesmo solucionar uma determinada situação difícil, entretanto, não conseguimos fazer nada? Por que é a vontade que impulsiona nossas ações e realizações? Tende ela a sofrer influências? Quanto maior for o aprimoramento intelecto-moral de um indivíduo, mais intensa será a ação de sua vontade?
  • 3. Ondas de violência, problemas no emprego, dramas e conflitos familiares, doenças, carências íntimas podem comprometer o nosso estado de ânimo, favorecendo em nós reações nem sempre tão positivas UMA É A ACOMODAÇÃO. Há momentos sabemos, claramente, o que precisamos realizar para amenizar ou mesmo solucionar uma situação difícil. Mas, quantas vezes não fazemos nada! Na inércia, empatamos a vida, desperdiçando boas oportunidades de melhoria, e nos tornamos alvos do negativo, do difícil, do triste. SEGUIMOS TENDÊNCIAS...
  • 4. A OUTRA É RECLAMAR. A reclamação até pode funcionar como uma modalidade de desabafo bastante útil. Mas o “x” da questão é que tendemos a exagerar esse tipo de alívio íntimo, sem que, efetivamente, nossa realidade se altere para melhor ...quando nos queixamos, demasiada e repetidamente, podemos apenas estar superdimensionando tudo aquilo que nos desagrada, contribuindo para que aqueles que convivem conosco tenham as mais diversas atitudes em relação a nós.
  • 5.  dizer que concordam conosco, mas somente para não nos desagradar ainda mais;  silenciar, porém, pensando no tempo que desperdiçamos por não estarmos tomando as devidas providências no sentido de modificar a situação;  mostrar-se indiferentes, porque não conseguem verdadeiramente nos ajudar em razão de nosso pessimismo e derrotismo;  irritar-se, verbalizando o próprio aborrecimento;  afastar-se, para não terem de ouvir nossas lamúrias, já que ninguém é obrigado a ficar suportando nossos choramingos.
  • 6. “Ao reclamar em demasia você se torna inoportuno, excessivo e aborrecido.”
  • 7. Emmanuel - Comparemos a mente humana — espelho vivo da consciência lúcida — a um grande escritório, subdividido em diversas seções de serviço. Departamento do Desejo, em que operam os propósitos e as aspirações, acalentando o estímulo ao trabalho Departamento da Inteligência, dilatando os patrimônios da evolução e da cultura Departamento da Imaginação, amealhando as riquezas do ideal e da sensibilidade O Departamento da Memória, arquivando as súmulas da experiência, e outros, ainda, que definem os investimentos da alma. Acima de todos eles, porém, surge o GABINETE DA VONTADE, governando todos os setores da ação mental.
  • 8. Nela ( VONTADE ) dispomos do botão poderoso que decide o movimento ou a inércia da máquina. (...) Só a Vontade é suficientemente forte para sustentar a harmonia do espírito.
  • 9. Ese formos buscar o significado da palavra “vontade” no dicionário, coincidentemente ou não, encontraremos: “A principal das potências da alma, que inclina ou move a querer, a fazer ou deixar de fazer alguma coisa”. MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa Assim, conforme tais definições, podemos afirmar que a vontade é um relevante potencial íntimo, porque nos permite definir o rumo que queremos dar à própria existência.
  • 10. Tende ela a sofrer influências? ... ela tende a sofrer várias influências, perturbadoras ou não, em razão da formação educacional do indivíduo, dos seus hábitos familiares e sociais e das crenças e concepções que alimenta. Porém, quando ainda está envolvida com a imaturidade psicológica, costuma-se dizer que a vontade é fraca, pois não proporciona à criatura a devida segurança e firmeza em suas decisões e atitudes. Quando, então, é decorrente de transtornos comportamentais, seu direcionamento pode até oferecer perigos a própria pessoa!
  • 11. Quanto maior for o aprimoramento intelecto- moral de um indivíduo, mais intensa será a ação de sua vontade? ...quanto maior for o aprimoramento intelecto- moral da criatura, mais intensa se torna a ação de sua vontade, porque amplia sua capacidade para a luta, para a conquista de valores íntimos mais aprimorados, para a superação de problemas, num constante autoestímulo para novas e importantes buscas. É o que podemos chamar de “vontade inteligente
  • 12. E segundo o Espírito Joanna de Ângelis ela será tanto maior, quanto mais for exercitada! A vontade deve e pode ser trabalhada através de exercícios mentais, da geração de interesse e de motivação para conseguir-se a autorealização, a conquista de recursos de vária natureza, especialmente na transformação dos instintos em sentimentos, dos hábitos doentios em saúde, da conquista da beleza, dos ideais de engrandecimento humano. (...) A vontade é, portanto, o motor que impulsiona os sentimentos e as aspirações humanas para a conquista do infinito, sendo sempre maior quanto mais é exercitada. (...) Sem uma vontade bem direcionada não há vida saudável.
  • 13. MUITA PAZ – CLEA ALVES