SlideShare uma empresa Scribd logo
DESAFIOS DO IDEAL
DESAFIOS DO IDEAL
Como ESPIRITO
IMORTAL , qual é o meu
objetivo, meu ideal?
LE- Cap II – 132 - Qual é o objetivo da encarnação
dos Espíritos?
A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo
de fazê-lo chegar à perfeição e dar ao Espírito
condições de cumprir sua parte na obra da criação.
DESAFIOS DO IDEAL
LE-Cap II -132- Objetivo da encarnação : fazê-
lo chegar à perfeição …
 Aprimoramento do
espirito
 Evolução intelectual
e moral
 Superar conflitos e
reparar equívocos
do passado
Qual a origem das aflições
que se sucedem em nossa
vida?
Tem duas origens bem
diferentes: umas têm sua
causa na vida atual e
outras em vidas
passadas. ESE Cap V
DESAFIOS DO IDEAL
“Reencarna-se para aprender, educar-se,
crescer, a partir de novos elementos,
de uma nova oportunidade,
num novo ambiente,
onde se possa construir
ou reconstruir sua própria
elevação espiritual”.
Adenáuer Novaes (Reencarnação Processo Educativo)
DESAFIOS DO IDEAL
1º - Rápido e fácil, onde não havia
nenhum obstáculo e nenhuma
dificuldade;
2º - Rápido e não tão fácil
quanto o primeiro, pois havia
algumas situações a serem
enfrentadas;
3º - Longo e difícil,
cheio de situações
trabalhosas.
DESAFIOS DO IDEAL
Saiu para comemorar com uns
amigos
Saiu aborrecido, amargurado,
reclamando pensando em
abandonar e por vergonha de
desistir, aceitou .*
Aceitou com bom grado
Preparo: Pedaço de pão, um cantil com agua,
mochila, corda, serrote, carne seca e foi descansar.
Oh, dia … isto
não vai dar
certo!
Tudo que apareceu em seu
caminho foi útil e importante para
sua vitória
DESAFIOS DO IDEAL
Cada uma das situações que ele resolveu,
foi de grande aprendizado, não só para
aquele momento, mas também para vários
outros na sua vida futura;
Porque a nossa leve e momentânea
tribulação produz para nós um peso eterno de
glória mui excelente
2 Coríntios 4:17
Fazei todas as coisas sem
murmurações nem contendas;
Filipenses 2:14
Quando você faz do seu trabalho um prazer,
suas chances de sucesso são muito maiores
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o
conforme as tuas forças...
Eclesiastes 9:10 a
•A sua vitória poderia beneficiar a vida de muita
gente e também servir de exemplo a outras
pessoas, a quem ele poderia ensinar tudo o que
aprendeu nessa trajetória.
O príncipe falto de entendimento é também
um grande opressor, mas o que odeia a avareza
prolongará seus dias.
Provérbios 28:16
Quando seu objetivo vale a pena, não há
nada que o faça desistir no meio do caminho
DESAFIOS DO IDEAL
LE-Cap II -132- Objetivo da encarnação: ...dar
ao Espírito condições de cumprir sua parte na
obra da criação.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de
justiça, porque serão saciados (Mateus 5:6)
Ter fome e sede de justiça é quando entendemos que
só pode haver felicidade se tiver bom para todos.
DESAFIOS DO IDEAL
Albano Metelo
Refleti : para onde
marchava meu espírito
despreocupado da
imensa familia
universal, onde tudo
aprendera para minhas
aquisições para a vida
imortal?
Como subir sozinho,
organizando um céu
exclusivo para minh’alma?
A medida que penetramos
o domínio da altura,
imprimemsenos na mente
e no coração as leis
sublimes de fraternidade e
misericórdia…
DESAFIOS DO IDEAL
Como estamos enfrentandos os
nossos desafios de crescimento?
- Estou cumprindo conscientimente
minha parte na obra da criação?
- Como estamos vendo os nossos
obstáculos?
DESAFIOS DO IDEAL
E, interrogado pelos
fariseus sobre quando havia
de vir o reino de Deus,
respondeu-lhes, e disse: O
reino de Deus não vem com
aparência exterior.
Nem dirão: Ei-lo aqui, ou:
Ei-lo ali; porque eis que o
reino de Deus está dentro
vós
Lucas 17:20,21
A macieira encantada : O reino de Deus
Não percas, portanto, a tua preciosa
oportunidade de aperfeiçoamento. A dor e o
obstáculo, o trabalho e a luta são recursos de
sublimação que nos compete aproveitar.
Cap. 6 do livro Fonte Viva, de Emmanuel- psicografia de Francisco Cândido Xavier.
BOA SEMANA A TODOS
CLEA ALVES
DESAFIOS DO IDEAL
Palestra realizada
baseada na historia da
MACIEIRA ENCANTADA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
NatyMadeira
 
Quando voce olhar
Quando voce olharQuando voce olhar
Quando voce olhar
Mensagens Virtuais
 
Medidas da felicidade
Medidas da felicidadeMedidas da felicidade
Medidas da felicidade
Izabel Cristina Fonseca
 
Quando Voce Olhar
Quando Voce OlharQuando Voce Olhar
Quando Voce Olhar
guest9dbf
 
0328
03280328
Desapego
DesapegoDesapego
Desapego
Helio Cruz
 
O Homem No Mundo
O Homem No MundoO Homem No Mundo
O Homem No Mundo
Angelo Baptista
 
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
Patricia Farias
 
Onde deus escondeu a felicidade!
Onde deus escondeu a felicidade!Onde deus escondeu a felicidade!
Onde deus escondeu a felicidade!
Leonardo Pereira
 
Felicidade Richard Simonetti 2
Felicidade Richard Simonetti 2Felicidade Richard Simonetti 2
Felicidade Richard Simonetti 2
Izabel Cristina Fonseca
 
Oração da serenidade
Oração da serenidadeOração da serenidade
Oração da serenidade
Izabel Cristina Fonseca
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
Clea Alves
 
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
Izabel Cristina Fonseca
 
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espíritoESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
grupodepaisceb
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A SementeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
Ricardo Azevedo
 
A consci _ncia_de_sua_miss__o
A consci _ncia_de_sua_miss__oA consci _ncia_de_sua_miss__o
A consci _ncia_de_sua_miss__o
Vaniaing
 
Consciência
ConsciênciaConsciência
Consciência
Irene Aguiar
 
Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23
Candice Gunther
 
Reconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.pptReconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.ppt
Vanda Machado
 

Mais procurados (20)

Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
 
Quando voce olhar
Quando voce olharQuando voce olhar
Quando voce olhar
 
Medidas da felicidade
Medidas da felicidadeMedidas da felicidade
Medidas da felicidade
 
Quando Voce Olhar
Quando Voce OlharQuando Voce Olhar
Quando Voce Olhar
 
0328
03280328
0328
 
Desapego
DesapegoDesapego
Desapego
 
O Homem No Mundo
O Homem No MundoO Homem No Mundo
O Homem No Mundo
 
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
Livro dos Espíritos Q.737 ESE Cap. 9_item1 a 5
 
Onde deus escondeu a felicidade!
Onde deus escondeu a felicidade!Onde deus escondeu a felicidade!
Onde deus escondeu a felicidade!
 
Felicidade Richard Simonetti 2
Felicidade Richard Simonetti 2Felicidade Richard Simonetti 2
Felicidade Richard Simonetti 2
 
Oração da serenidade
Oração da serenidadeOração da serenidade
Oração da serenidade
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
 
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
 
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espíritoESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A SementeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 7 - A Semente
 
A consci _ncia_de_sua_miss__o
A consci _ncia_de_sua_miss__oA consci _ncia_de_sua_miss__o
A consci _ncia_de_sua_miss__o
 
Consciência
ConsciênciaConsciência
Consciência
 
Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23
 
Reconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.pptReconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.ppt
 

Semelhante a Desafios do ideal kssf cafe da manha

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
Ricardo Azevedo
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
Ricardo Azevedo
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Patricia Farias
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Francisco Pereira
 
Parábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - PropósitoParábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - Propósito
Ricardo Azevedo
 
Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40
Candice Gunther
 
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Patricia Farias
 
Educação espírita para adultos
Educação espírita para adultosEducação espírita para adultos
Educação espírita para adultos
Dalila Melo
 
Empreededorismo pela ótica judaico cristã
Empreededorismo pela ótica judaico cristãEmpreededorismo pela ótica judaico cristã
Empreededorismo pela ótica judaico cristã
Daniel de Carvalho Luz
 
Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13
Leonardo Pereira
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
Fernando Pinto
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
Marcos Antônio Alves
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - AnsiedadesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Ricardo Azevedo
 
Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34
Candice Gunther
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
Isnande Mota Barros
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
Grupo Espírita Cristão
 
A mudança do tempos
A mudança do temposA mudança do tempos
A mudança do tempos
Natanael Araujo
 
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
Patricia Farias
 

Semelhante a Desafios do ideal kssf cafe da manha (20)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 28 - E os fins?
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
 
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
 
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
 
Parábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - PropósitoParábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - Propósito
 
Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40
 
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
 
Educação espírita para adultos
Educação espírita para adultosEducação espírita para adultos
Educação espírita para adultos
 
Empreededorismo pela ótica judaico cristã
Empreededorismo pela ótica judaico cristãEmpreededorismo pela ótica judaico cristã
Empreededorismo pela ótica judaico cristã
 
Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - AnsiedadesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
 
Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
 
A mudança do tempos
A mudança do temposA mudança do tempos
A mudança do tempos
 
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
Livro dos Espíritos Q.558 e ESE Cap 6 - item11
 

Mais de Clea Alves

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Clea Alves
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
Clea Alves
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
Clea Alves
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
Clea Alves
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Clea Alves
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
Clea Alves
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
Clea Alves
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
Clea Alves
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
Clea Alves
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
Clea Alves
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Clea Alves
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
Clea Alves
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
Clea Alves
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
Clea Alves
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Clea Alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
Clea Alves
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
Clea Alves
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
Clea Alves
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
Clea Alves
 
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Clea Alves
 

Mais de Clea Alves (20)

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
 
Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias Palestra lidando com as nossas deficiencias
Palestra lidando com as nossas deficiencias
 

Último

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 

Último (18)

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 

Desafios do ideal kssf cafe da manha

  • 2. DESAFIOS DO IDEAL Como ESPIRITO IMORTAL , qual é o meu objetivo, meu ideal? LE- Cap II – 132 - Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos? A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo de fazê-lo chegar à perfeição e dar ao Espírito condições de cumprir sua parte na obra da criação.
  • 3. DESAFIOS DO IDEAL LE-Cap II -132- Objetivo da encarnação : fazê- lo chegar à perfeição …  Aprimoramento do espirito  Evolução intelectual e moral  Superar conflitos e reparar equívocos do passado Qual a origem das aflições que se sucedem em nossa vida? Tem duas origens bem diferentes: umas têm sua causa na vida atual e outras em vidas passadas. ESE Cap V
  • 4. DESAFIOS DO IDEAL “Reencarna-se para aprender, educar-se, crescer, a partir de novos elementos, de uma nova oportunidade, num novo ambiente, onde se possa construir ou reconstruir sua própria elevação espiritual”. Adenáuer Novaes (Reencarnação Processo Educativo)
  • 5. DESAFIOS DO IDEAL 1º - Rápido e fácil, onde não havia nenhum obstáculo e nenhuma dificuldade; 2º - Rápido e não tão fácil quanto o primeiro, pois havia algumas situações a serem enfrentadas; 3º - Longo e difícil, cheio de situações trabalhosas.
  • 6. DESAFIOS DO IDEAL Saiu para comemorar com uns amigos Saiu aborrecido, amargurado, reclamando pensando em abandonar e por vergonha de desistir, aceitou .* Aceitou com bom grado Preparo: Pedaço de pão, um cantil com agua, mochila, corda, serrote, carne seca e foi descansar. Oh, dia … isto não vai dar certo!
  • 7. Tudo que apareceu em seu caminho foi útil e importante para sua vitória DESAFIOS DO IDEAL Cada uma das situações que ele resolveu, foi de grande aprendizado, não só para aquele momento, mas também para vários outros na sua vida futura; Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente 2 Coríntios 4:17 Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Filipenses 2:14 Quando você faz do seu trabalho um prazer, suas chances de sucesso são muito maiores Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças... Eclesiastes 9:10 a •A sua vitória poderia beneficiar a vida de muita gente e também servir de exemplo a outras pessoas, a quem ele poderia ensinar tudo o que aprendeu nessa trajetória. O príncipe falto de entendimento é também um grande opressor, mas o que odeia a avareza prolongará seus dias. Provérbios 28:16 Quando seu objetivo vale a pena, não há nada que o faça desistir no meio do caminho
  • 8. DESAFIOS DO IDEAL LE-Cap II -132- Objetivo da encarnação: ...dar ao Espírito condições de cumprir sua parte na obra da criação. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados (Mateus 5:6) Ter fome e sede de justiça é quando entendemos que só pode haver felicidade se tiver bom para todos.
  • 9. DESAFIOS DO IDEAL Albano Metelo Refleti : para onde marchava meu espírito despreocupado da imensa familia universal, onde tudo aprendera para minhas aquisições para a vida imortal? Como subir sozinho, organizando um céu exclusivo para minh’alma? A medida que penetramos o domínio da altura, imprimemsenos na mente e no coração as leis sublimes de fraternidade e misericórdia…
  • 10. DESAFIOS DO IDEAL Como estamos enfrentandos os nossos desafios de crescimento? - Estou cumprindo conscientimente minha parte na obra da criação? - Como estamos vendo os nossos obstáculos?
  • 11. DESAFIOS DO IDEAL E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está dentro vós Lucas 17:20,21 A macieira encantada : O reino de Deus
  • 12. Não percas, portanto, a tua preciosa oportunidade de aperfeiçoamento. A dor e o obstáculo, o trabalho e a luta são recursos de sublimação que nos compete aproveitar. Cap. 6 do livro Fonte Viva, de Emmanuel- psicografia de Francisco Cândido Xavier. BOA SEMANA A TODOS CLEA ALVES
  • 13. DESAFIOS DO IDEAL Palestra realizada baseada na historia da MACIEIRA ENCANTADA