SlideShare uma empresa Scribd logo
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Utopia é um termo inventado por Thomas More que
serviu de título para sua principal obra escrita em latim
por volta de 1516, uqe se fascinou pelas narrações
extraordinárias de Américo Vespúcio sobre a recém
avistada ilha de Fernando de Noronha, em 1503
More decidiu então escrever sobre um lugar novo e puro
onde existiria uma sociedade perfeita.
Nesta obra More explica que para melhor resolver os
problemas de uma sociedade é preciso um esforço
teórico e prático de racionalidade.
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
...para melhor resolver os problemas de uma sociedade é
preciso um esforço ...VONTADE
(R.E. dezembro de 1868, “O Espiritismo é uma religião?”
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
NOSSO MODELO E GUIA NOS DISSE… :
...haverá um rebanho e um Pastor. João 10:16
Porque eu desci do céu, não
para fazer a minha vontade,
mas a vontade daquele que
me enviou. E a vontade do
Pai que me enviou é esta:
Que nenhum de todos
aqueles que me deu se
perca...
João 6:38,39
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos,
e sê sábio;
A qual, não tendo chefe, nem superintendente, nem governador,
no verão faz a provisão do seu mantimento, e ajunta o seu
alimento no tempo da ceifa.
O preguiçoso, até quando ficarás deitado?
Quando te levantarás do teu sono?
Provérbios 6:6-9
Existem cerca de 12 000 espécies de formigas catalogadas no
mundo, mas estima-se que a quantidade real seja cerca de
18.000. Estes pequenos animais são estudados por uma
disciplina científica, conhecida como: mirmecologia
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Fostes chamados ao contato de espíritos de naturezas diversas, de
caracteres antagônicos: não melindreis a nenhum daqueles com
quem vos encontrardes. ESE Cap 17
LE- 767 ...os homens buscam a sociedade por instinto e devem
todos concorrer para o progresso, ajudando-se mutuamente.
Comentário de Kardec: Nenhum homem dispõe de faculdades
completas e é pela união social que eles se completam uns aos
outros, para assegurarem o seu próprio bem-estar e
progredirem. Eis porque, tendo necessidade uns dos outros, são
feitos para viver em sociedade e não isolados.
AS FORMIGAS SÃO GREGÁRIAS
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
REFORMA INTIMAPASSAM POR
METAMORFOSE
• Não eliminamos nada do
que fomos um dia,
transformamos para
melhor
• E não vos conformeis a
este mundo, mas
transformai-vos pela
renovação da vossa
mente, para que
experimenteis qual seja a
boa, agradável, e perfeita
vontade de Deus
• Rom 12:2
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
SÃO PEQUENAS, MAS FORTES
As formigas esperam mais de si próprias do que
deveria ser possível...
 A formiga não tem aquilo que nós chamamos de:
barreira psicológica dos limites. Elas não pensam
e dizem: “Eu não sou capaz”.
“Eu não sou consigo”.
“ Eu não presto”.
“ Eu não tenho valor”.
“ Eu não vou superar”.
“ Eu tenho medo”.
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Enquanto vão trabalhando pela comida, elas vão
colocando marcadores ao longo do caminho, fazendo com
que as outras possam saber onde está a comida.
As feromonas são estes marcadores.
Um bom perfume deve ser forte, persistente e deixar um
rastro. Lei da Diferença, ou seja, o que nos diferencia dos
outros, o “algo a mais”
Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos
que se salvam e nos que se perdem (2 Cor.2.14,15).
SÃO MUITOS TRABALHADORAS PRINCIPALMENTE NO VERÃO E DEIXAM RASTROS
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
SÃO MUITO ORGANIZADAS-TEM OBJETIVOS
Cada uma se ocupa da sua função, sabe onde deve
estar e o que deve fazer.
LE- Cap II - 132 Qual é o objetivo da encarnação dos
Espíritos?
A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o
objetivo defazê-los chegar à perfeição.
:
Toda elevação representa uma subida e toda subida pede esforço de
ascensão
André Luiz nos diz no livro "Missionários da Luz", cap. 8
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
A organização das formigas reflete-se também no fato
delas nunca consumirem tudo o que têm, deixam
sempre reservas...
Fluido vital ( nossa reserva) ...há um desgaste natural
durante a vida
Os vícios, obsessão espiritual , as doenças, estresse,
ma alimentação, desrespeito para com o sono, com o
corpo etc...
ECONOMIZAM SUA RESERVAS
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
As formigas sabem muito bem
quando está chegando uma grande
tempestade e o Inverno.
Pensar em que nunca haverá uma
crise é ser irrealista. As formigas
sabem que terão crises, elas tem o
seu dia mau.
De modo geral, as reivindicações e desinteligências reportam, mais
freqüentemente, entre aqueles que a Sabedoria Divina reuniu com os mais
altos objetivos na edificação do bem, seja no círculo doméstico, seja no
grupo de serviço ou de ideal.
Livro: Segue-me. Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
As formigas defendem aquilo que possuem procurando
também fazer crescer o formigueiro.
Se o vento ou alguma pessoa destrói uma parte do ninho,
elas o constroem de novo e continuam a expandi-lo.
• LE- Cap II - 132 Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos?
• A encarnação tem também um outro objetivo: dar ao Espírito
condições de cumprir sua parte na obra da criação.
Todas as oportunidades de convívio entre nossos semelhantes encerram oportunidades
de exercitamos o bem. A vida não improvisa, não há encontros casuais. Estamos o
tempo todo atraindo para o nosso convívio pessoas que se afinam com a nossa maneira
de ser e pensar;
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Quando as formigas estão
trabalhando, elas não
desistem no meio do
caminho.
O ser humano típico não é
persistente, facilmente
perdemos a vontade de
avançar, quando aparece
um obstáculo.
SÃO PERSISTENTES
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
As formigas são seres extremamente sociais. Trabalham em grupo e são muito
cooperadoras.Trabalham para o bem-estar de todas e nunca para seu próprio
proveito. Não ataca a outra para ser a primeira a chegar e não rouba a comida
das outras para guardar para si.
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Porque tudo o que excita exageradamente o
sentimento da personalidade destrói ou,
quando nada, enfraquece os princípios da
verdadeira caridade, que são: a benevolência,
a indulgência, o sacrifício e o devotamento.
Do que resulta que o grau de perfeição está
na razão direta da extensão do amor ao
próximo. ESE Cap 17
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
93. Por que sinais se pode reconhecer uma civilização
completa?
— Vós a reconhecereis pelo desenvolvimento moral.
Acreditais estar muito adiantados por terdes feito grandes
descobertas e invenções maravilhosas; porque estais melhor
instalados e melhor vestidos que os vossos selvagens...
...mas só tereis verdadeiramente o direito de vos dizer
civilizados quando houverdes banido de vossa sociedade os
vícios que a desonram e quando passardes a viver como
irmãos, praticando a caridade cristã.
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Se cada um contribuísse na área a que foi chamado a
servir, não existiria carência de nada na Terra, e a
felicidade iria se estabelecer em tudo e em todos. Se
esperas que o teu companheiro comece a contribuir
para que possas igualmente ajudar, estás perdendo
tempo, numa caridade revestida de imposição. Perdes
o endereço da verdadeira fraternidade. Se podes, faze,
sem cogitar se os outros estão fazendo ou podem fazer.
Chegando a tua hora, aproveita a tua oportunidade,
pois ela vem e passa.
CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS
Um ajudou o outro e disse ao seu companheiro: “Esforça-te!”
Isaias 41 : 06
MUITA PAZ MUITA LUZ – BOM DOMINGO- CLEA ALVES -KSSF

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
Patricia Farias
 
Parabola do Semeador
Parabola do SemeadorParabola do Semeador
LE Q.786 a 789 e ESE cap10
LE Q.786 a 789 e ESE cap10LE Q.786 a 789 e ESE cap10
LE Q.786 a 789 e ESE cap10
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
Patricia Farias
 
Da perfeição moral
Da perfeição moralDa perfeição moral
Da perfeição moral
Layce Paiva
 
Caracteres da Perfeição
Caracteres da PerfeiçãoCaracteres da Perfeição
Caracteres da Perfeição
CEENA_SS
 
O Semeador
O SemeadorO Semeador
O Semeador
leopp2005
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e NósSérie Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
Ricardo Azevedo
 
LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11
Patricia Farias
 
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
Patricia Farias
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Ricardo Azevedo
 
BEM AVENTURADOS OS MANSOS
BEM AVENTURADOS OS MANSOSBEM AVENTURADOS OS MANSOS
BEM AVENTURADOS OS MANSOS
Sergio Menezes
 
Homem de bem
Homem de bemHomem de bem
Homem de bem
Angelo Baptista
 
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
Patricia Farias
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Boletim maio 2014
Boletim maio 2014Boletim maio 2014
Boletim maio 2014
Maringil
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
Patricia Farias
 

Mais procurados (20)

Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
Livro dos Espiritos Q232 Evangelho cap17 item 5
 
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
Livro dos Espiritos Q. 230 Evangelho Cap 17 4
 
Parabola do Semeador
Parabola do SemeadorParabola do Semeador
Parabola do Semeador
 
LE Q.786 a 789 e ESE cap10
LE Q.786 a 789 e ESE cap10LE Q.786 a 789 e ESE cap10
LE Q.786 a 789 e ESE cap10
 
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
Livro dos Espiritos 657 e ESE cap6_item5
 
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3
 
Da perfeição moral
Da perfeição moralDa perfeição moral
Da perfeição moral
 
Caracteres da Perfeição
Caracteres da PerfeiçãoCaracteres da Perfeição
Caracteres da Perfeição
 
O Semeador
O SemeadorO Semeador
O Semeador
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e NósSérie Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
Série Evangelho no Lar - Cap. 55 - Assistência e Nós
 
LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11
 
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
LE - Questao175 e Evangelho Capitulo12:10
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
 
BEM AVENTURADOS OS MANSOS
BEM AVENTURADOS OS MANSOSBEM AVENTURADOS OS MANSOS
BEM AVENTURADOS OS MANSOS
 
Homem de bem
Homem de bemHomem de bem
Homem de bem
 
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
Livro dos Espíritos 196 Evangelho13 20
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
 
Boletim maio 2014
Boletim maio 2014Boletim maio 2014
Boletim maio 2014
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
 
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
Livro dos Espiritos 224 Evangelho 16; 11
 

Semelhante a Contato de natureza diversas

Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32
Candice Gunther
 
Evangeliza - Fora da caridade não há salvação
Evangeliza - Fora da caridade não há salvaçãoEvangeliza - Fora da caridade não há salvação
Evangeliza - Fora da caridade não há salvação
Antonino Silva
 
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii agosto 2010
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii  agosto 2010Espiritismo e a casa esp+ìrita ii  agosto 2010
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii agosto 2010
Alessandru2
 
Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154
MRS
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
EWALDO DE SOUZA
 
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Therezinha Dinelli
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
Eduardo Manoel Araujo
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
Fernando Pinto
 
Lar br
Lar brLar br
Histórias que trazem felicidade
Histórias que trazem felicidadeHistórias que trazem felicidade
Histórias que trazem felicidade
Helio Cruz
 
Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)
Helio Cruz
 
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
Patricia Farias
 
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdfFEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
galerinhamineblox
 
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Patricia Farias
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Clea Alves
 
João nunes maia miramez - filosofia espirita i
João nunes maia   miramez - filosofia espirita iJoão nunes maia   miramez - filosofia espirita i
João nunes maia miramez - filosofia espirita i
havatar
 
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
EWALDO DE SOUZA
 
Filosofia espirita volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
Filosofia espirita   volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)Filosofia espirita   volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
Filosofia espirita volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
Levi Antonio Amancio
 
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
Patricia Farias
 

Semelhante a Contato de natureza diversas (20)

Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32
 
Evangeliza - Fora da caridade não há salvação
Evangeliza - Fora da caridade não há salvaçãoEvangeliza - Fora da caridade não há salvação
Evangeliza - Fora da caridade não há salvação
 
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii agosto 2010
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii  agosto 2010Espiritismo e a casa esp+ìrita ii  agosto 2010
Espiritismo e a casa esp+ìrita ii agosto 2010
 
Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
 
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
 
Lar br
Lar brLar br
Lar br
 
Histórias que trazem felicidade
Histórias que trazem felicidadeHistórias que trazem felicidade
Histórias que trazem felicidade
 
Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)
 
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
Palestra Evangelho - Não se pode servir a Deus e a Mamon - Rosana De Rosa
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
 
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdfFEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-7-Livro-I-Temas-3.4.4XVII-ao-XVIII.pdf
 
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
 
João nunes maia miramez - filosofia espirita i
João nunes maia   miramez - filosofia espirita iJoão nunes maia   miramez - filosofia espirita i
João nunes maia miramez - filosofia espirita i
 
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
6772159 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-i
 
Filosofia espirita volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
Filosofia espirita   volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)Filosofia espirita   volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
Filosofia espirita volume i (psicografia joao nunes maia - espirito miramez)
 
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
Livro do Espiritos 227 Evangelho cap17 item1
 

Mais de Clea Alves

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Clea Alves
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
Clea Alves
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
Clea Alves
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
Clea Alves
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Clea Alves
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
Clea Alves
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
Clea Alves
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
Clea Alves
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
Clea Alves
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
Clea Alves
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Clea Alves
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
Clea Alves
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
Clea Alves
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
Clea Alves
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Clea Alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
Clea Alves
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
Clea Alves
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
Clea Alves
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
Clea Alves
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Clea Alves
 

Mais de Clea Alves (20)

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
 
Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018Parabola talentos 2018
Parabola talentos 2018
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
 

Último

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 

Último (10)

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 

Contato de natureza diversas

  • 2. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Utopia é um termo inventado por Thomas More que serviu de título para sua principal obra escrita em latim por volta de 1516, uqe se fascinou pelas narrações extraordinárias de Américo Vespúcio sobre a recém avistada ilha de Fernando de Noronha, em 1503 More decidiu então escrever sobre um lugar novo e puro onde existiria uma sociedade perfeita. Nesta obra More explica que para melhor resolver os problemas de uma sociedade é preciso um esforço teórico e prático de racionalidade.
  • 3. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS ...para melhor resolver os problemas de uma sociedade é preciso um esforço ...VONTADE (R.E. dezembro de 1868, “O Espiritismo é uma religião?”
  • 4. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS NOSSO MODELO E GUIA NOS DISSE… : ...haverá um rebanho e um Pastor. João 10:16 Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca... João 6:38,39
  • 5. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos, e sê sábio; A qual, não tendo chefe, nem superintendente, nem governador, no verão faz a provisão do seu mantimento, e ajunta o seu alimento no tempo da ceifa. O preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Provérbios 6:6-9 Existem cerca de 12 000 espécies de formigas catalogadas no mundo, mas estima-se que a quantidade real seja cerca de 18.000. Estes pequenos animais são estudados por uma disciplina científica, conhecida como: mirmecologia
  • 6. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Fostes chamados ao contato de espíritos de naturezas diversas, de caracteres antagônicos: não melindreis a nenhum daqueles com quem vos encontrardes. ESE Cap 17 LE- 767 ...os homens buscam a sociedade por instinto e devem todos concorrer para o progresso, ajudando-se mutuamente. Comentário de Kardec: Nenhum homem dispõe de faculdades completas e é pela união social que eles se completam uns aos outros, para assegurarem o seu próprio bem-estar e progredirem. Eis porque, tendo necessidade uns dos outros, são feitos para viver em sociedade e não isolados. AS FORMIGAS SÃO GREGÁRIAS
  • 7. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS REFORMA INTIMAPASSAM POR METAMORFOSE • Não eliminamos nada do que fomos um dia, transformamos para melhor • E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus • Rom 12:2
  • 8. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS SÃO PEQUENAS, MAS FORTES As formigas esperam mais de si próprias do que deveria ser possível...  A formiga não tem aquilo que nós chamamos de: barreira psicológica dos limites. Elas não pensam e dizem: “Eu não sou capaz”. “Eu não sou consigo”. “ Eu não presto”. “ Eu não tenho valor”. “ Eu não vou superar”. “ Eu tenho medo”.
  • 9. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Enquanto vão trabalhando pela comida, elas vão colocando marcadores ao longo do caminho, fazendo com que as outras possam saber onde está a comida. As feromonas são estes marcadores. Um bom perfume deve ser forte, persistente e deixar um rastro. Lei da Diferença, ou seja, o que nos diferencia dos outros, o “algo a mais” Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem (2 Cor.2.14,15). SÃO MUITOS TRABALHADORAS PRINCIPALMENTE NO VERÃO E DEIXAM RASTROS
  • 10. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS SÃO MUITO ORGANIZADAS-TEM OBJETIVOS Cada uma se ocupa da sua função, sabe onde deve estar e o que deve fazer. LE- Cap II - 132 Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos? A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo defazê-los chegar à perfeição. : Toda elevação representa uma subida e toda subida pede esforço de ascensão André Luiz nos diz no livro "Missionários da Luz", cap. 8
  • 11. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS A organização das formigas reflete-se também no fato delas nunca consumirem tudo o que têm, deixam sempre reservas... Fluido vital ( nossa reserva) ...há um desgaste natural durante a vida Os vícios, obsessão espiritual , as doenças, estresse, ma alimentação, desrespeito para com o sono, com o corpo etc... ECONOMIZAM SUA RESERVAS
  • 12. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS As formigas sabem muito bem quando está chegando uma grande tempestade e o Inverno. Pensar em que nunca haverá uma crise é ser irrealista. As formigas sabem que terão crises, elas tem o seu dia mau. De modo geral, as reivindicações e desinteligências reportam, mais freqüentemente, entre aqueles que a Sabedoria Divina reuniu com os mais altos objetivos na edificação do bem, seja no círculo doméstico, seja no grupo de serviço ou de ideal. Livro: Segue-me. Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier
  • 13. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS As formigas defendem aquilo que possuem procurando também fazer crescer o formigueiro. Se o vento ou alguma pessoa destrói uma parte do ninho, elas o constroem de novo e continuam a expandi-lo. • LE- Cap II - 132 Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos? • A encarnação tem também um outro objetivo: dar ao Espírito condições de cumprir sua parte na obra da criação. Todas as oportunidades de convívio entre nossos semelhantes encerram oportunidades de exercitamos o bem. A vida não improvisa, não há encontros casuais. Estamos o tempo todo atraindo para o nosso convívio pessoas que se afinam com a nossa maneira de ser e pensar;
  • 14. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Quando as formigas estão trabalhando, elas não desistem no meio do caminho. O ser humano típico não é persistente, facilmente perdemos a vontade de avançar, quando aparece um obstáculo. SÃO PERSISTENTES
  • 15. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS As formigas são seres extremamente sociais. Trabalham em grupo e são muito cooperadoras.Trabalham para o bem-estar de todas e nunca para seu próprio proveito. Não ataca a outra para ser a primeira a chegar e não rouba a comida das outras para guardar para si.
  • 16. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Porque tudo o que excita exageradamente o sentimento da personalidade destrói ou, quando nada, enfraquece os princípios da verdadeira caridade, que são: a benevolência, a indulgência, o sacrifício e o devotamento. Do que resulta que o grau de perfeição está na razão direta da extensão do amor ao próximo. ESE Cap 17
  • 17. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS 93. Por que sinais se pode reconhecer uma civilização completa? — Vós a reconhecereis pelo desenvolvimento moral. Acreditais estar muito adiantados por terdes feito grandes descobertas e invenções maravilhosas; porque estais melhor instalados e melhor vestidos que os vossos selvagens... ...mas só tereis verdadeiramente o direito de vos dizer civilizados quando houverdes banido de vossa sociedade os vícios que a desonram e quando passardes a viver como irmãos, praticando a caridade cristã.
  • 18. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Se cada um contribuísse na área a que foi chamado a servir, não existiria carência de nada na Terra, e a felicidade iria se estabelecer em tudo e em todos. Se esperas que o teu companheiro comece a contribuir para que possas igualmente ajudar, estás perdendo tempo, numa caridade revestida de imposição. Perdes o endereço da verdadeira fraternidade. Se podes, faze, sem cogitar se os outros estão fazendo ou podem fazer. Chegando a tua hora, aproveita a tua oportunidade, pois ela vem e passa.
  • 19. CONTATO DE NATUREZA DIVERSAS Um ajudou o outro e disse ao seu companheiro: “Esforça-te!” Isaias 41 : 06 MUITA PAZ MUITA LUZ – BOM DOMINGO- CLEA ALVES -KSSF