SlideShare uma empresa Scribd logo
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOS
A parábola, na
realidade, é uma
história contada por
Jesus para ilustrar o
seu ensinamento. A
maior parte delas
tinha como objetivo
fazer penetrar nas
massas a idéia da
vida espiritual
Talento - Grau de aptidão de uma pessoa,
que é capaz de adquirir conhecimentos,
facilmente, em certos setores do
conhecimento
Sentido Metafísico do Talento — Kant
“uma superioridade da faculdade
conhecedora, que não provém do ensino
mas da aptidão natural do sujeito
Talento e uma medida de peso
equivalente a 30kilos.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Talento se distingue por ser justamente
uma habilidade que pode ser
desenvolvida ou aperfeiçoada, uma
predisposição espontânea a algo, que
atinge a sua plenitude por meio de
muito treino, disciplina e perseverança.
Dom vem do latim donus, que significa
dádiva, presente. Nessa perspectiva,
trata-se de uma capacidade
PARÁBOLA DOS TALENTOS
https://www.youtube.com/watch?v=e3oNVmSaMsE
De 0.23 mim ate 1.25mim
PARÁBOLA DOS TALENTOS
EXISTEM
PRIVILEGIADOS ?
NINGUÉM É PRIVILEGIADO
DEUS É ETERNO.É IMUTÁVEL.
É IMATERIAL.
É ÚNICO. É TODO-
PODEROSO.
É SOBERANAMENTE
JUSTO E BOM.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Os talentos são benefícios concedidos por
Deus à Humanidade com a finalidade
de fazê-la progredir material,
intelectual e moralmente.
Devem ser utilizados sob a forma de diferentes tipos de
trabalhos e esforços que cabe ao homem desenvolver.
A atividade que esses mesmos trabalhos impõem lhe
amplia e desenvolve a inteligência, e essa inteligência que
ele concentra, primeiro, na satisfação das necessidades
materiais, o ajudará mais tarde a compreender as grandes
verdades morais. Allan Kardec: O ESE cap. 16, item 7.
Mateus 25:14—30 — A Parábola dos Talentos
Um homem que, ausentando-se do país,
chamou os seus servos e lhes confiou os seus
bens.
A um deu cinco talentos, a outro, dois e a
outro, um, a cada um segundo a sua própria
capacidade; e, então, partiu.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Não se confia o comando de um exército senão a um general
hábil e capaz de o dirigir. Acreditais que Deus seja menos
prudente que os homens? Ficai certos de que Ele só confia
missões importantes aos que sabe que são capazes de cumpri-
las, porque as grandes missões são pesados fardos, que
esmagariam os carregadores demasiado fracos. ESE CAP XXI
Cada qual de nós recebe o quinhão de luta
imprescindível ao aprendizado que devemos
realizar. Ninguém está deserdado de
oportunidades, em favor da sua melhoria.
Fonte Viva- 102
PARÁBOLA DOS TALENTOS
O que recebera cinco talentos saiu
imediatamente a negociar com eles e ganhou
outros cinco.
Do mesmo modo, o que recebera dois
ganhou outros dois.
Mas o que recebera um, saindo, abriu uma
cova e escondeu o dinheiro do seu senhor.
683. Qual o limite do trabalho?
“O das forças. Em suma, a esse respeito
Deus deixa inteiramente livre o homem.”
— Tudo trabalha na Natureza. Os animais
trabalham, como tu, mas o seu trabalho, como a
sua inteligência, é limitado aos cuidados da
conservação. Eis porque, entre eles, o trabalho
não conduz ao progresso. LE 677
PARÁBOLA DOS TALENTOS
A oportunidade é perdida pela maioria das
pessoas porque ela vem vestida de macacões e
se parece com trabalho. Thomas Edson
LE-675. Só devemos entender por trabalho as
ocupações materiais?
— Não; o Espírito também trabalha, como
o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Depois de muito tempo, voltou o senhor
daqueles servos e ajustou contas com eles.
O que recebera cinco talentos, entregou outros
cinco, dizendo: Senhor, confiaste-me cinco
talentos; eis aqui outros cinco talentos que
ganhei.
E, aproximando-se também o que recebera
dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me
confiaste; aqui tens outros dois que ganhei.
Chegando o que recebera um talento, disse:
Senhor, sabendo que és homem severo, que
ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não
espalhaste, receoso, escondi na terra o teu
talento; aqui tens o que é teu.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
680. Não há homens que estão
impossibilitados de trabalhar,
seja no que for, e cuja
existência é inútil?
— Deus é justo e só condena
aquele cuja existência for
voluntariamente inútil, porque
esse vive na dependência do
trabalho alheio. Ele quer que
cada um se torne útil na
proporção de suas faculdades.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo
mau e negligente, sabias que ceifo onde
não semeei e ajunto onde não espalhei?
Cumpria, portanto, que entregasses o
meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao
voltar, receberia com juros o que é meu.
Todas as concessões da Vida
rendem juros conforme a direção
e a aplicação que se lhes dêem.
Leis Morais da Vida- Joana de Angelis
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o
ao que tem dez. Porque a todo o
que tem se lhe dará, e terá em
abundância; mas ao que não
tem, até o que tem lhe será
tirado.E o servo inútil, lançai-o
para fora, nas trevas. Ali haverá
choro e ranger de dentes.
CASTIGO
PEDAGOGICO
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Multiplica pelo trabalho e pela
ação benéfica todos os bens de
que disponhas: do corpo, da
mente, do espírito.
O trabalho é, ao lado da
oração, o mais eficiente
antídoto contra o mal,
porqüanto conquista valores
incalculáveis com que o
espírito corrige as imperfeições
e disciplina a vontade
Leis Morais da Vida- Joana de Angelis
Está visto que o senhor, aí, é Deus;
os servos somos nós, é a Humanidade;
Os talentos são os bens e recursos
que a Providência nos outorga
para serem empregados em benefício
próprio e no de nossos semelhantes;
O tempo concedido para a sua
movimentação é a existência terrena.
A distribuição de talentos em quantidades desiguais, ao
contrário do que possa parecer, nada tem de arbitrária nem
de injusta: baseia-se na capacidade de cada um, adquirida
antes da presente encarnação, em outras jornadas
evolutivas.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Cada situação a que somos
conduzidos é portadora de ocultos
ensinamentos para nosso bem.
Os desígnios superiores jamais nos
propõem questões de que não
necessitemos, na arena das
circunstâncias.
PARÁBOLA DOS TALENTOS
É por isso que dinheiro e saúde,
cultura e inteligência, tanto quanto
os números recursos que rodeiam o
homem na Terra, subordinam-se ao
trabalho, a fim de se agigantarem na
produção e na multiplicação dos
benefícios que lhes dizem respeito.
NÃO IMPORTA O TALENTO QUE VOCE TEM
ELE É PASSIVÉL DE MULTIPLICAÇÃO
Temos feito bom uso dos "talentos" que Ele nos confiou?
Como estamos empregando nosso tempo, nossa
inteligência, nossa possibilidade de servir?
PARÁBOLA DOS TALENTOS
Todo aquele que opere, e coopere
de espírito voltado para Deus,
poderá aguardar sempre o melhor.
Não é promessa de amizade. É lei.
(Aniceto, cap. 33, pág. 175)
BOM FIM DE SEMANA. OBRIGADA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
Lorena Dias
 
Cap.15 evangelho segundo espiritismo
   Cap.15 evangelho segundo espiritismo   Cap.15 evangelho segundo espiritismo
Cap.15 evangelho segundo espiritismo
rodrigo ariola
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Graça Maciel
 
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo). Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Leonardo Pereira
 
Parabola do Joio e do Trigo
Parabola do Joio e do TrigoParabola do Joio e do Trigo
Parabola do Joio e do Trigo
Patricia Farias
 
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoBem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Roseli Lemes
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Antonino Silva
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
PatiSousa1
 
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Edvaldok1958
 
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios OcultosEvangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Antonino Silva
 
A parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptxA parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptx
M.R.L
 
Parábola do Mau Rico
Parábola do Mau RicoParábola do Mau Rico
Parábola do Mau Rico
igmateus
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
Henrique Vieira
 
Jesus Palestra
Jesus   PalestraJesus   Palestra
Jesus Palestra
Cláudio Luciano
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
Fatoze
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
Denise Aguiar
 
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novoNinguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
CEENA_SS
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
Jorge Luiz dos Santos
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
Sergio Menezes
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 
Cap.15 evangelho segundo espiritismo
   Cap.15 evangelho segundo espiritismo   Cap.15 evangelho segundo espiritismo
Cap.15 evangelho segundo espiritismo
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
 
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo). Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
 
Parabola do Joio e do Trigo
Parabola do Joio e do TrigoParabola do Joio e do Trigo
Parabola do Joio e do Trigo
 
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoBem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
 
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
 
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios OcultosEvangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
 
A parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptxA parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptx
 
Parábola do Mau Rico
Parábola do Mau RicoParábola do Mau Rico
Parábola do Mau Rico
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
Jesus Palestra
Jesus   PalestraJesus   Palestra
Jesus Palestra
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novoNinguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
 

Semelhante a Parabola talentos 2018

Reflexões sobre a parábola dos talentos
Reflexões sobre a parábola dos talentosReflexões sobre a parábola dos talentos
Reflexões sobre a parábola dos talentos
Helio Cruz
 
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Antonio Braga
 
Aquele que muito tem
Aquele que muito temAquele que muito tem
Aquele que muito tem
Helio Cruz
 
Aquele que muito tem
Aquele que muito temAquele que muito tem
Aquele que muito tem
Helio Cruz
 
Parabola dos talentos
Parabola dos talentosParabola dos talentos
Parabola dos talentos
manumino
 
Teologia da liderança e da administração
Teologia da liderança e da administraçãoTeologia da liderança e da administração
Teologia da liderança e da administração
Jose Ventura
 
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junhoTeologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
Jose Ventura
 
Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6
Leonardo Pereira
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
A Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na CodificaçãoA Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na Codificação
igmateus
 
LE Q.642 e ESE cap5 item28
LE Q.642 e ESE cap5 item28LE Q.642 e ESE cap5 item28
LE Q.642 e ESE cap5 item28
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
Patricia Farias
 
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficenciaConhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
Antonio Braga
 
Roteiro 3 mediunidade com jesus
Roteiro 3   mediunidade com jesusRoteiro 3   mediunidade com jesus
Roteiro 3 mediunidade com jesus
Bruno Cechinel Filho
 
Caminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espíritaCaminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Patricia Farias
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
Ricardo Azevedo
 
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
brunoquadros
 
Fund I Mód III Rot 4
Fund I Mód III  Rot 4Fund I Mód III  Rot 4
Fund I Mód III Rot 4
Shantappa Jewur
 

Semelhante a Parabola talentos 2018 (20)

Reflexões sobre a parábola dos talentos
Reflexões sobre a parábola dos talentosReflexões sobre a parábola dos talentos
Reflexões sobre a parábola dos talentos
 
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
 
Aquele que muito tem
Aquele que muito temAquele que muito tem
Aquele que muito tem
 
Aquele que muito tem
Aquele que muito temAquele que muito tem
Aquele que muito tem
 
Parabola dos talentos
Parabola dos talentosParabola dos talentos
Parabola dos talentos
 
Teologia da liderança e da administração
Teologia da liderança e da administraçãoTeologia da liderança e da administração
Teologia da liderança e da administração
 
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junhoTeologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
Teologia da liderança e da administração dias 25 de maio e 2 de junho
 
Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
A Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na CodificaçãoA Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na Codificação
 
LE Q.642 e ESE cap5 item28
LE Q.642 e ESE cap5 item28LE Q.642 e ESE cap5 item28
LE Q.642 e ESE cap5 item28
 
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
Livro dos Espiritos Q 191- Evangelho Cap13 item 16
 
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficenciaConhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
 
Roteiro 3 mediunidade com jesus
Roteiro 3   mediunidade com jesusRoteiro 3   mediunidade com jesus
Roteiro 3 mediunidade com jesus
 
Caminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espíritaCaminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espírita
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
 
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
 
Fund I Mód III Rot 4
Fund I Mód III  Rot 4Fund I Mód III  Rot 4
Fund I Mód III Rot 4
 

Mais de Clea Alves

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Clea Alves
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
Clea Alves
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
Clea Alves
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
Clea Alves
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Clea Alves
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
Clea Alves
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
Clea Alves
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
Clea Alves
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
Clea Alves
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
Clea Alves
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Clea Alves
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
Clea Alves
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
Clea Alves
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
Clea Alves
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
Clea Alves
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Clea Alves
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
Clea Alves
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
Clea Alves
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
Clea Alves
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Clea Alves
 

Mais de Clea Alves (20)

Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
 
Tempo de superacao
Tempo de superacao Tempo de superacao
Tempo de superacao
 
Voltando para casa
Voltando para casa Voltando para casa
Voltando para casa
 
Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece Quem sai do barco acontece
Quem sai do barco acontece
 
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionarOs segredos de jesus na arte de se relacionar
Os segredos de jesus na arte de se relacionar
 
Impulso Surdo
Impulso Surdo Impulso Surdo
Impulso Surdo
 
Deus e Mamom
Deus e MamomDeus e Mamom
Deus e Mamom
 
Conte Comigo
Conte Comigo   Conte Comigo
Conte Comigo
 
Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento Beneficios do Esquecimento
Beneficios do Esquecimento
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
 
Acessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVOAcessando Jesus NO ANO NOVO
Acessando Jesus NO ANO NOVO
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
 
Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas Contato de natureza diversas
Contato de natureza diversas
 
Entrelacados
EntrelacadosEntrelacados
Entrelacados
 
Potencias educadoras
Potencias educadorasPotencias educadoras
Potencias educadoras
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
 
O necessario para salvar se
O necessario para salvar seO necessario para salvar se
O necessario para salvar se
 
Distraidos no caminho
Distraidos no caminhoDistraidos no caminho
Distraidos no caminho
 
Memoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssfMemoria do coracao kssf
Memoria do coracao kssf
 
Desafios do ideal kssf cafe da manha
Desafios do ideal  kssf cafe da manhaDesafios do ideal  kssf cafe da manha
Desafios do ideal kssf cafe da manha
 

Último

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 

Último (11)

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 

Parabola talentos 2018

  • 2. PARÁBOLA DOS TALENTOS A parábola, na realidade, é uma história contada por Jesus para ilustrar o seu ensinamento. A maior parte delas tinha como objetivo fazer penetrar nas massas a idéia da vida espiritual
  • 3. Talento - Grau de aptidão de uma pessoa, que é capaz de adquirir conhecimentos, facilmente, em certos setores do conhecimento Sentido Metafísico do Talento — Kant “uma superioridade da faculdade conhecedora, que não provém do ensino mas da aptidão natural do sujeito Talento e uma medida de peso equivalente a 30kilos. PARÁBOLA DOS TALENTOS
  • 4. PARÁBOLA DOS TALENTOS Talento se distingue por ser justamente uma habilidade que pode ser desenvolvida ou aperfeiçoada, uma predisposição espontânea a algo, que atinge a sua plenitude por meio de muito treino, disciplina e perseverança. Dom vem do latim donus, que significa dádiva, presente. Nessa perspectiva, trata-se de uma capacidade
  • 6. PARÁBOLA DOS TALENTOS EXISTEM PRIVILEGIADOS ? NINGUÉM É PRIVILEGIADO DEUS É ETERNO.É IMUTÁVEL. É IMATERIAL. É ÚNICO. É TODO- PODEROSO. É SOBERANAMENTE JUSTO E BOM.
  • 8. PARÁBOLA DOS TALENTOS Os talentos são benefícios concedidos por Deus à Humanidade com a finalidade de fazê-la progredir material, intelectual e moralmente. Devem ser utilizados sob a forma de diferentes tipos de trabalhos e esforços que cabe ao homem desenvolver. A atividade que esses mesmos trabalhos impõem lhe amplia e desenvolve a inteligência, e essa inteligência que ele concentra, primeiro, na satisfação das necessidades materiais, o ajudará mais tarde a compreender as grandes verdades morais. Allan Kardec: O ESE cap. 16, item 7.
  • 9. Mateus 25:14—30 — A Parábola dos Talentos Um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu. PARÁBOLA DOS TALENTOS Não se confia o comando de um exército senão a um general hábil e capaz de o dirigir. Acreditais que Deus seja menos prudente que os homens? Ficai certos de que Ele só confia missões importantes aos que sabe que são capazes de cumpri- las, porque as grandes missões são pesados fardos, que esmagariam os carregadores demasiado fracos. ESE CAP XXI Cada qual de nós recebe o quinhão de luta imprescindível ao aprendizado que devemos realizar. Ninguém está deserdado de oportunidades, em favor da sua melhoria. Fonte Viva- 102
  • 10. PARÁBOLA DOS TALENTOS O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar com eles e ganhou outros cinco. Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois. Mas o que recebera um, saindo, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor. 683. Qual o limite do trabalho? “O das forças. Em suma, a esse respeito Deus deixa inteiramente livre o homem.” — Tudo trabalha na Natureza. Os animais trabalham, como tu, mas o seu trabalho, como a sua inteligência, é limitado aos cuidados da conservação. Eis porque, entre eles, o trabalho não conduz ao progresso. LE 677
  • 11. PARÁBOLA DOS TALENTOS A oportunidade é perdida pela maioria das pessoas porque ela vem vestida de macacões e se parece com trabalho. Thomas Edson LE-675. Só devemos entender por trabalho as ocupações materiais? — Não; o Espírito também trabalha, como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.
  • 12. PARÁBOLA DOS TALENTOS Depois de muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles. O que recebera cinco talentos, entregou outros cinco, dizendo: Senhor, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei. E, aproximando-se também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me confiaste; aqui tens outros dois que ganhei. Chegando o que recebera um talento, disse: Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste, receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.
  • 13. PARÁBOLA DOS TALENTOS 680. Não há homens que estão impossibilitados de trabalhar, seja no que for, e cuja existência é inútil? — Deus é justo e só condena aquele cuja existência for voluntariamente inútil, porque esse vive na dependência do trabalho alheio. Ele quer que cada um se torne útil na proporção de suas faculdades.
  • 14. PARÁBOLA DOS TALENTOS Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu. Todas as concessões da Vida rendem juros conforme a direção e a aplicação que se lhes dêem. Leis Morais da Vida- Joana de Angelis
  • 15. PARÁBOLA DOS TALENTOS Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez. Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado.E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes. CASTIGO PEDAGOGICO
  • 16. PARÁBOLA DOS TALENTOS Multiplica pelo trabalho e pela ação benéfica todos os bens de que disponhas: do corpo, da mente, do espírito. O trabalho é, ao lado da oração, o mais eficiente antídoto contra o mal, porqüanto conquista valores incalculáveis com que o espírito corrige as imperfeições e disciplina a vontade Leis Morais da Vida- Joana de Angelis
  • 17. Está visto que o senhor, aí, é Deus; os servos somos nós, é a Humanidade; Os talentos são os bens e recursos que a Providência nos outorga para serem empregados em benefício próprio e no de nossos semelhantes; O tempo concedido para a sua movimentação é a existência terrena. A distribuição de talentos em quantidades desiguais, ao contrário do que possa parecer, nada tem de arbitrária nem de injusta: baseia-se na capacidade de cada um, adquirida antes da presente encarnação, em outras jornadas evolutivas. PARÁBOLA DOS TALENTOS
  • 18. PARÁBOLA DOS TALENTOS Cada situação a que somos conduzidos é portadora de ocultos ensinamentos para nosso bem. Os desígnios superiores jamais nos propõem questões de que não necessitemos, na arena das circunstâncias.
  • 19. PARÁBOLA DOS TALENTOS É por isso que dinheiro e saúde, cultura e inteligência, tanto quanto os números recursos que rodeiam o homem na Terra, subordinam-se ao trabalho, a fim de se agigantarem na produção e na multiplicação dos benefícios que lhes dizem respeito. NÃO IMPORTA O TALENTO QUE VOCE TEM ELE É PASSIVÉL DE MULTIPLICAÇÃO
  • 20. Temos feito bom uso dos "talentos" que Ele nos confiou? Como estamos empregando nosso tempo, nossa inteligência, nossa possibilidade de servir? PARÁBOLA DOS TALENTOS Todo aquele que opere, e coopere de espírito voltado para Deus, poderá aguardar sempre o melhor. Não é promessa de amizade. É lei. (Aniceto, cap. 33, pág. 175)
  • 21. BOM FIM DE SEMANA. OBRIGADA