SlideShare uma empresa Scribd logo
Fichamento do Livro:
Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777 – 1808).
Capitulo: II
A Crise do Antigo Sistema Colonial
Aluno:
Ricardo Julio Jatahy Laub Junior
Curso:
Licenciatura em História – História do Brasil I
Professora
Drª. Loiva Canova
Bibliografia e Referencias:
NOVAES.Fernando Antonio. Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema
Colonial (1777 – 1808). 3ª edição. São Paulo: Hucitec, 1985, Capitulo II: A
Crise do Antigo Sistema Colonial. pp 57-116.

Pag. 70
Metodologia do Autor:
Novaes justifica que o nascimento e o funcionamento do sistema colonial é fruto do sistema de
acumulo primitivo de capital através do comércio dos produtos agrícolas coloniais e da venda
para as Colônias dos produtos manufaturados da Metrópole. Este sistema entre em crise com o
surgimento de novas tecnologias da Revolução Industrial, passando do que Marx chama de
Capitalismo Comercial para o Capitalismo Industrial.
Linha de argumentação do Auto:
Fernando Antônio Novais (Guararema, 1933) historiador brasileiro. Graduou-se em História
pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde
lecionou de 1961 a 1985. Sua tese de doutorado, Portugal e Brasil na crise do Antigo Sistema
Colonial (1777-1808), apresentada em 1973, por seu caráter inovador na análise do comércio e
da administração coloniais em seus aspectos mais intrincados, lançou as bases para uma nova
compreensão das relações entre Metrópole e Colônia. Novais é declarado discípulo de Caio
Prado Júnior, e como este, segue o modelo de historiografia marxista.
Referencias do Fichamento:
Site: Desenvolvimento em Questão
http://desenvolvimentoemquestao.wordpress.com/2011/01/10/portugal-e-brasil-na-crise-
do-antigo-sistema-colonial-1777-1808-fernando-novais/
Site: Wikipédia, a enciclopédia livre

Pag.
19 de março de 2012 História do Brasil I
              Leitura do Capitulo II do Livro
Portugal e Brasil na Crise do Antigo sistema Colonial
19 de março de 2012 História do Brasil I
 Natureza e Mecanismos dessa CRISE
Metrópole X Colônias
                               Relações
                                   e
                                Período              Época Moderna
                                                    (Renascimento e
      Sistema Colonial                             Revolução Francesa)

                             Denominação             Antigo Sistema
                              Tradicional            Colonial da Era
                         (Beer, Schuyler, Lipson      Mercantilista
Pag. 57/58
Pag. 59
Relações Coloniais:
   Relações Coloniais:
                           2º Comércio Entre Si e
          1º Legislação
                                 Vinculações
          Ultramarina
                          Político/Administrativas




Pag. 70
Pag. 60
http://pvc-almirantenegro.blogspot.com.br/2010/04/historia-questoes-de-mercantilismo-e.html



Pag. 70
Pag. 70
Brasil: a economia do século XIX e a
          produção     do      espaço      geográfico.
          Fonte:    ADAS,     Melhem.       Panorama
          geográfico do Brasil. 4ed. rev. e ampl. São
          Paulo: Moderna, 2004, p. 45.

Pag. 70
Mapa que mostra as delimitações
       fronteiriças dos tratados, além dos
       dois Estados da América portuguesa
       divididos em 1621 (Grão-Pará e Brasil).
       Com a independência em 1822, o
       território fragmentou-se em províncias
       de um Império unitário. Fonte do
       mapa: TERRA, Lygia; ARAUJO, Regina;
       GUIMARÃES, Raul Borges. Conexões:
       estudos de geografia do Brasil. São
       Paulo: Moderna, 2009, p. 19. Clique no
       mapa para uma melhor visualização
       em outra aba/janela.



Pag.
O Bulionismo (do inglês bullion: ouro em lingotes) ou bulhonismo ou metalismo é
uma teoria econômica da Idade Moderna (1453-1789) que quantifica a riqueza através da quantidade
de metais preciosos possuídos. Foi uma das práticas econômicas usadas no mercantilismo.

Baseia-se na crença de posse e acúmulo de ouro e metais preciosos,o metal é a maior fonte de
riquezas, confundindo estes com capital, não investindo em atividades lucrativas como
manufaturas, comércio, etc. Um exemplo de um país bulionista no período citado foi a Espanha, que
não percebeu que o acúmulo de metais preciosos (ouro e prata) era apenas uma ilusão de
prosperidade, tornado-se periferia econômica na Europa enquanto a economia mineradora na
América, principal fonte de riqueza espanhola, se esgotava.
Durante a Idade Moderna, Espanha e Portugal, que buscavam uma balança comercial favorável por
meio do monopólio, defenderam o entesouramento de metais preciosos, prática denominada
bulionismo.
                                                                    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre




Pag.
BULIONISMO:




Pag. 61
Pag. 61
Pag. 70
Pag. 66
Pag. 67
Garantir      Abertura de
             Posse          Novos
           decorrente      Mercados
           da Disputa
          pela Partilha
                     Complement
                     ar produção
                         para
                       Mercado
                       Europeu




                 COLONIZAÇÃO
Pag. 67
Pag. 68
Pag. 69
Pag. 70
Pag. 91
Pag. 92
Pag. 105
19 de março de 2012 História do Brasil I
                         Crise do Antigo sistema Colonial




Pag. 106
19 de março de 2012 História do Brasil I
                                  Crise do Antigo sistema Colonial




                                             Consumo Europeu

          Exportação dependente do Escravo
                                              Consumo Local


                                             Concentração de Renda
                                             (Camada Senhorial)
      Nível das relações Sócios-Economicas
                                             Exploração colonial = Exploração do
                                             Trabalho escravo
Pag. 70
19 de março de 2012 História do Brasil I
                            Crise do Antigo sistema Colonial




Crise do Antigo sistema Colonial




Pag. 112
19 de março de 2012 História do Brasil I
                                   Crise do Antigo sistema Colonial


           Crise do Antigo sistema Colonial




Pag. 114
19 de março de 2012 História do Brasil I
                         Crise do Antigo sistema Colonial




Pag. 114
19 de março de 2012 História do Brasil I
                         Crise do Antigo sistema Colonial




Pag. 113
19 de março de 2012 História do Brasil I




Pag.
19 de março de 2012 História do Brasil I



REFERÊNCIAS:

NOVAES.Fernando Antonio. Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema
Colonial (1777 – 1808). 3ª edição. São Paulo: Hucitec, 1985, Capitulo II: A
Crise do Antigo Sistema Colonial. pp 57-116.

Site:           Desenvolvimento             em            Questão       -
http://desenvolvimentoemquestao.wordpress.com/2011/01/10/portugal-
e-brasil-na-crise-do-antigo-sistema-colonial-1777-1808-fernando-novais/

Site: Wikipédia, a enciclopédia livre

Texto de Rafael Aguiar dos Santos – Resenha Crítica – Site Recanto das
Letras - http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/2843083
19 de março de 2012 História do Brasil I




Pag. 70

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

BRASIL 05 - ERA VARGAS
BRASIL 05 - ERA VARGASBRASIL 05 - ERA VARGAS
BRASIL 05 - ERA VARGAS
Diego Bian Filo Moreira
 
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Frederico Marques Sodré
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Douglas Barraqui
 
O governo de d. pedro i
O governo de d. pedro iO governo de d. pedro i
O governo de d. pedro i
Nana Tru
 
A revolução liberal do porto
A revolução liberal do portoA revolução liberal do porto
A revolução liberal do porto
historiando
 
O primeiro reinado
O primeiro reinadoO primeiro reinado
O primeiro reinado
Soraia Faria
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Marco Santos
 
Era Vargas 1930 - 1945
Era Vargas 1930 - 1945Era Vargas 1930 - 1945
Era Vargas 1930 - 1945
Privada
 
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
aroudus
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
Nome Sobrenome
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
Laércio Góes
 
2013 independência da américa espanhola
2013 independência da américa espanhola2013 independência da américa espanhola
2013 independência da américa espanhola
MARIANO C7S
 
Brasil Colonial
Brasil ColonialBrasil Colonial
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xixIdeologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
Privada
 
Crise do Império - Proclamação da República
Crise do Império - Proclamação da RepúblicaCrise do Império - Proclamação da República
Crise do Império - Proclamação da República
UFMT Universidade Federal de Mato Grosso
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
dmflores21
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
dmflores21
 
Brasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativaBrasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativa
Vinicius Coelho
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
dmflores21
 

Mais procurados (20)

BRASIL 05 - ERA VARGAS
BRASIL 05 - ERA VARGASBRASIL 05 - ERA VARGAS
BRASIL 05 - ERA VARGAS
 
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
O governo de d. pedro i
O governo de d. pedro iO governo de d. pedro i
O governo de d. pedro i
 
A revolução liberal do porto
A revolução liberal do portoA revolução liberal do porto
A revolução liberal do porto
 
O primeiro reinado
O primeiro reinadoO primeiro reinado
O primeiro reinado
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Era Vargas 1930 - 1945
Era Vargas 1930 - 1945Era Vargas 1930 - 1945
Era Vargas 1930 - 1945
 
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
 
Revisão geral de história
Revisão geral de históriaRevisão geral de história
Revisão geral de história
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
2013 independência da américa espanhola
2013 independência da américa espanhola2013 independência da américa espanhola
2013 independência da américa espanhola
 
Brasil Colonial
Brasil ColonialBrasil Colonial
Brasil Colonial
 
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xixIdeologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
 
Crise do Império - Proclamação da República
Crise do Império - Proclamação da RepúblicaCrise do Império - Proclamação da República
Crise do Império - Proclamação da República
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
Brasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativaBrasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativa
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 

Destaque

Brasil ColôNia
Brasil ColôNiaBrasil ColôNia
Brasil ColôNia
Elaine Bogo Pavani
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
Elaine Bogo Pavani
 
A Jornada da Humanidade
A Jornada da HumanidadeA Jornada da Humanidade
A Jornada da Humanidade
Portal do Vestibulando
 
Aulão Brasil CIS
Aulão Brasil CISAulão Brasil CIS
Aulão Brasil CIS
João Bosco Sousa
 
Introdução a historia
Introdução a historiaIntrodução a historia
Introdução a historia
Marcio Cicchelli
 
Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1
Jose Bezerra Correia
 
3° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 13° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 1
Daniel Alves Bronstrup
 
Africa
AfricaAfrica
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
PROFºWILTONREIS
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
Marcio Cicchelli
 
Sistema colonial
Sistema colonial Sistema colonial
Sistema colonial
profnelton
 
3.as correntes históricas
3.as correntes históricas3.as correntes históricas
3.as correntes históricas
Jose Ribamar Santos
 
Sistema colonial
Sistema colonial Sistema colonial
Sistema colonial
profnelton
 
Sistema colonial portugues aula 1
Sistema colonial portugues aula 1Sistema colonial portugues aula 1
Sistema colonial portugues aula 1
Marcelo Ferreira Boia
 
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos 26.06.2010
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos   26.06.2010Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos   26.06.2010
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos 26.06.2010
Fernando Pinto Coelho
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
Paulo Alexandre
 
O Brasil holandês
O Brasil holandêsO Brasil holandês
O Brasil holandês
Carlos Teles de Menezes Junior
 
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileiraPeríodo pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
História
HistóriaHistória
História
Eloy Souza
 
Sistema Colonial
Sistema ColonialSistema Colonial
Sistema Colonial
mdaltmann
 

Destaque (20)

Brasil ColôNia
Brasil ColôNiaBrasil ColôNia
Brasil ColôNia
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
 
A Jornada da Humanidade
A Jornada da HumanidadeA Jornada da Humanidade
A Jornada da Humanidade
 
Aulão Brasil CIS
Aulão Brasil CISAulão Brasil CIS
Aulão Brasil CIS
 
Introdução a historia
Introdução a historiaIntrodução a historia
Introdução a historia
 
Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1
 
3° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 13° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 1
 
Africa
AfricaAfrica
Africa
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
 
Sistema colonial
Sistema colonial Sistema colonial
Sistema colonial
 
3.as correntes históricas
3.as correntes históricas3.as correntes históricas
3.as correntes históricas
 
Sistema colonial
Sistema colonial Sistema colonial
Sistema colonial
 
Sistema colonial portugues aula 1
Sistema colonial portugues aula 1Sistema colonial portugues aula 1
Sistema colonial portugues aula 1
 
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos 26.06.2010
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos   26.06.2010Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos   26.06.2010
Um retrato da economia brasileira nos últimos 15 anos 26.06.2010
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
O Brasil holandês
O Brasil holandêsO Brasil holandês
O Brasil holandês
 
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileiraPeríodo pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
 
História
HistóriaHistória
História
 
Sistema Colonial
Sistema ColonialSistema Colonial
Sistema Colonial
 

Semelhante a 2ª brasil i aula 2 190312

Plano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toriaPlano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toria
Atividades Diversas Cláudia
 
Absolutismo lista (1)
Absolutismo lista (1)Absolutismo lista (1)
Absolutismo lista (1)
Jackson Cândido
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
KellyCarvalho2011
 
Historia vol3
Historia vol3Historia vol3
Historia vol3
Blaunier Matheus
 
Baixa idade média
Baixa idade média Baixa idade média
Baixa idade média
Ytallo Martins
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
Carolina Corrêa
 
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonialBrasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Thais Ribeiro
 
O poder das monarquias e o antigo regime (2)
O poder das monarquias e o antigo regime (2)O poder das monarquias e o antigo regime (2)
O poder das monarquias e o antigo regime (2)
7 de Setembro
 
arquivo_52_279_2066.ppt
arquivo_52_279_2066.pptarquivo_52_279_2066.ppt
arquivo_52_279_2066.ppt
DenisedeAmorimRamos
 
Aula 01 sistemas econômicos e globalização
Aula 01   sistemas econômicos e globalizaçãoAula 01   sistemas econômicos e globalização
Aula 01 sistemas econômicos e globalização
Jonatas Carlos
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Eliphas Rodrigues
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
karolpoa
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
Aulas De Geografia Apoio
 
Brasil capilaista
Brasil capilaistaBrasil capilaista
Brasil capilaista
Salageo Cristina
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
karolpoa
 
A crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independênciaA crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independência
Andreia Regina Moura Mendes
 
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
Wladimir Crippa
 
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
Wladimir Crippa
 
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptxIluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
ProfGaby2
 
História do Brasil Aroldo
História do Brasil   AroldoHistória do Brasil   Aroldo
História do Brasil Aroldo
aroudus
 

Semelhante a 2ª brasil i aula 2 190312 (20)

Plano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toriaPlano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toria
 
Absolutismo lista (1)
Absolutismo lista (1)Absolutismo lista (1)
Absolutismo lista (1)
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
 
Historia vol3
Historia vol3Historia vol3
Historia vol3
 
Baixa idade média
Baixa idade média Baixa idade média
Baixa idade média
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
 
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonialBrasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
 
O poder das monarquias e o antigo regime (2)
O poder das monarquias e o antigo regime (2)O poder das monarquias e o antigo regime (2)
O poder das monarquias e o antigo regime (2)
 
arquivo_52_279_2066.ppt
arquivo_52_279_2066.pptarquivo_52_279_2066.ppt
arquivo_52_279_2066.ppt
 
Aula 01 sistemas econômicos e globalização
Aula 01   sistemas econômicos e globalizaçãoAula 01   sistemas econômicos e globalização
Aula 01 sistemas econômicos e globalização
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 
Brasil capilaista
Brasil capilaistaBrasil capilaista
Brasil capilaista
 
Formação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundialFormação do espaço geográfico mundial
Formação do espaço geográfico mundial
 
A crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independênciaA crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independência
 
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
 
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
 
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptxIluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
Iluminismo-Revolução Industrial-Revolução Francesa-Napoleao.pptx
 
História do Brasil Aroldo
História do Brasil   AroldoHistória do Brasil   Aroldo
História do Brasil Aroldo
 

Mais de Ricardo Laub

Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
Ricardo Laub
 
PDCA - O "P" DO PROCESSO
PDCA - O "P" DO PROCESSOPDCA - O "P" DO PROCESSO
PDCA - O "P" DO PROCESSO
Ricardo Laub
 
Movimento Diacronico para o Estudo da História
Movimento Diacronico para o Estudo da HistóriaMovimento Diacronico para o Estudo da História
Movimento Diacronico para o Estudo da História
Ricardo Laub
 
Manifesto do Partido Comunista
Manifesto do Partido ComunistaManifesto do Partido Comunista
Manifesto do Partido Comunista
Ricardo Laub
 
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930 Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Ricardo Laub
 
Crise do Império - Proclamação da Republica
Crise do Império - Proclamação da RepublicaCrise do Império - Proclamação da Republica
Crise do Império - Proclamação da Republica
Ricardo Laub
 
Dentro e Fora da História - Hobsbawm
Dentro e Fora da História - HobsbawmDentro e Fora da História - Hobsbawm
Dentro e Fora da História - Hobsbawm
Ricardo Laub
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
Ricardo Laub
 
Gestão de Competencias
Gestão de CompetenciasGestão de Competencias
Gestão de Competencias
Ricardo Laub
 
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdfHistoriografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
Ricardo Laub
 
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
Ricardo Laub
 
2ª brasil i aula 1 050312
2ª brasil i   aula 1 0503122ª brasil i   aula 1 050312
2ª brasil i aula 1 050312
Ricardo Laub
 
Ppt ancestralidade
Ppt ancestralidadePpt ancestralidade
Ppt ancestralidade
Ricardo Laub
 
Estrutura do TCC e RCC - ICE
Estrutura do TCC e RCC - ICEEstrutura do TCC e RCC - ICE
Estrutura do TCC e RCC - ICE
Ricardo Laub
 
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
Ricardo Laub
 
Ppt 5 modulo história do automóvel senac
Ppt 5 modulo história do automóvel senacPpt 5 modulo história do automóvel senac
Ppt 5 modulo história do automóvel senac
Ricardo Laub
 
Ppt 4 modulo história do automóvel senac
Ppt 4 modulo história do automóvel senacPpt 4 modulo história do automóvel senac
Ppt 4 modulo história do automóvel senac
Ricardo Laub
 
Ppt 3 modulo história do automóvel senac
Ppt 3 modulo história do automóvel senacPpt 3 modulo história do automóvel senac
Ppt 3 modulo história do automóvel senac
Ricardo Laub
 
Ppt 2 modulo história do automóvel senac
Ppt 2 modulo história do automóvel senacPpt 2 modulo história do automóvel senac
Ppt 2 modulo história do automóvel senac
Ricardo Laub
 
Ppt modulo história do automóvel senac
Ppt modulo história do automóvel senacPpt modulo história do automóvel senac
Ppt modulo história do automóvel senac
Ricardo Laub
 

Mais de Ricardo Laub (20)

Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
Projeto Trabalho Bibliográfico, Monografia, resumo...
 
PDCA - O "P" DO PROCESSO
PDCA - O "P" DO PROCESSOPDCA - O "P" DO PROCESSO
PDCA - O "P" DO PROCESSO
 
Movimento Diacronico para o Estudo da História
Movimento Diacronico para o Estudo da HistóriaMovimento Diacronico para o Estudo da História
Movimento Diacronico para o Estudo da História
 
Manifesto do Partido Comunista
Manifesto do Partido ComunistaManifesto do Partido Comunista
Manifesto do Partido Comunista
 
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930 Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
 
Crise do Império - Proclamação da Republica
Crise do Império - Proclamação da RepublicaCrise do Império - Proclamação da Republica
Crise do Império - Proclamação da Republica
 
Dentro e Fora da História - Hobsbawm
Dentro e Fora da História - HobsbawmDentro e Fora da História - Hobsbawm
Dentro e Fora da História - Hobsbawm
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Gestão de Competencias
Gestão de CompetenciasGestão de Competencias
Gestão de Competencias
 
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdfHistoriografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
Historiografia - O Positivismo Historiográfico - Ranke pdf
 
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
2012 2 Aula Construção Relatório de Conclusão de Curso e Projeto de Conclusão...
 
2ª brasil i aula 1 050312
2ª brasil i   aula 1 0503122ª brasil i   aula 1 050312
2ª brasil i aula 1 050312
 
Ppt ancestralidade
Ppt ancestralidadePpt ancestralidade
Ppt ancestralidade
 
Estrutura do TCC e RCC - ICE
Estrutura do TCC e RCC - ICEEstrutura do TCC e RCC - ICE
Estrutura do TCC e RCC - ICE
 
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
História do Automóvel - Modulo 6 - Prof. Especialista Ricardo Julio Jatahy La...
 
Ppt 5 modulo história do automóvel senac
Ppt 5 modulo história do automóvel senacPpt 5 modulo história do automóvel senac
Ppt 5 modulo história do automóvel senac
 
Ppt 4 modulo história do automóvel senac
Ppt 4 modulo história do automóvel senacPpt 4 modulo história do automóvel senac
Ppt 4 modulo história do automóvel senac
 
Ppt 3 modulo história do automóvel senac
Ppt 3 modulo história do automóvel senacPpt 3 modulo história do automóvel senac
Ppt 3 modulo história do automóvel senac
 
Ppt 2 modulo história do automóvel senac
Ppt 2 modulo história do automóvel senacPpt 2 modulo história do automóvel senac
Ppt 2 modulo história do automóvel senac
 
Ppt modulo história do automóvel senac
Ppt modulo história do automóvel senacPpt modulo história do automóvel senac
Ppt modulo história do automóvel senac
 

Último

(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 

Último (20)

(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 

2ª brasil i aula 2 190312

  • 1.
  • 2. Fichamento do Livro: Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777 – 1808). Capitulo: II A Crise do Antigo Sistema Colonial Aluno: Ricardo Julio Jatahy Laub Junior Curso: Licenciatura em História – História do Brasil I Professora Drª. Loiva Canova Bibliografia e Referencias: NOVAES.Fernando Antonio. Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777 – 1808). 3ª edição. São Paulo: Hucitec, 1985, Capitulo II: A Crise do Antigo Sistema Colonial. pp 57-116. Pag. 70
  • 3. Metodologia do Autor: Novaes justifica que o nascimento e o funcionamento do sistema colonial é fruto do sistema de acumulo primitivo de capital através do comércio dos produtos agrícolas coloniais e da venda para as Colônias dos produtos manufaturados da Metrópole. Este sistema entre em crise com o surgimento de novas tecnologias da Revolução Industrial, passando do que Marx chama de Capitalismo Comercial para o Capitalismo Industrial. Linha de argumentação do Auto: Fernando Antônio Novais (Guararema, 1933) historiador brasileiro. Graduou-se em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde lecionou de 1961 a 1985. Sua tese de doutorado, Portugal e Brasil na crise do Antigo Sistema Colonial (1777-1808), apresentada em 1973, por seu caráter inovador na análise do comércio e da administração coloniais em seus aspectos mais intrincados, lançou as bases para uma nova compreensão das relações entre Metrópole e Colônia. Novais é declarado discípulo de Caio Prado Júnior, e como este, segue o modelo de historiografia marxista. Referencias do Fichamento: Site: Desenvolvimento em Questão http://desenvolvimentoemquestao.wordpress.com/2011/01/10/portugal-e-brasil-na-crise- do-antigo-sistema-colonial-1777-1808-fernando-novais/ Site: Wikipédia, a enciclopédia livre Pag.
  • 4. 19 de março de 2012 História do Brasil I Leitura do Capitulo II do Livro Portugal e Brasil na Crise do Antigo sistema Colonial
  • 5. 19 de março de 2012 História do Brasil I Natureza e Mecanismos dessa CRISE
  • 6. Metrópole X Colônias Relações e Período Época Moderna (Renascimento e Sistema Colonial Revolução Francesa) Denominação Antigo Sistema Tradicional Colonial da Era (Beer, Schuyler, Lipson Mercantilista Pag. 57/58
  • 8. Relações Coloniais: Relações Coloniais: 2º Comércio Entre Si e 1º Legislação Vinculações Ultramarina Político/Administrativas Pag. 70
  • 12. Brasil: a economia do século XIX e a produção do espaço geográfico. Fonte: ADAS, Melhem. Panorama geográfico do Brasil. 4ed. rev. e ampl. São Paulo: Moderna, 2004, p. 45. Pag. 70
  • 13. Mapa que mostra as delimitações fronteiriças dos tratados, além dos dois Estados da América portuguesa divididos em 1621 (Grão-Pará e Brasil). Com a independência em 1822, o território fragmentou-se em províncias de um Império unitário. Fonte do mapa: TERRA, Lygia; ARAUJO, Regina; GUIMARÃES, Raul Borges. Conexões: estudos de geografia do Brasil. São Paulo: Moderna, 2009, p. 19. Clique no mapa para uma melhor visualização em outra aba/janela. Pag.
  • 14. O Bulionismo (do inglês bullion: ouro em lingotes) ou bulhonismo ou metalismo é uma teoria econômica da Idade Moderna (1453-1789) que quantifica a riqueza através da quantidade de metais preciosos possuídos. Foi uma das práticas econômicas usadas no mercantilismo. Baseia-se na crença de posse e acúmulo de ouro e metais preciosos,o metal é a maior fonte de riquezas, confundindo estes com capital, não investindo em atividades lucrativas como manufaturas, comércio, etc. Um exemplo de um país bulionista no período citado foi a Espanha, que não percebeu que o acúmulo de metais preciosos (ouro e prata) era apenas uma ilusão de prosperidade, tornado-se periferia econômica na Europa enquanto a economia mineradora na América, principal fonte de riqueza espanhola, se esgotava. Durante a Idade Moderna, Espanha e Portugal, que buscavam uma balança comercial favorável por meio do monopólio, defenderam o entesouramento de metais preciosos, prática denominada bulionismo. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre Pag.
  • 20. Garantir Abertura de Posse Novos decorrente Mercados da Disputa pela Partilha Complement ar produção para Mercado Europeu COLONIZAÇÃO Pag. 67
  • 27. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Pag. 106
  • 28. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Consumo Europeu Exportação dependente do Escravo Consumo Local Concentração de Renda (Camada Senhorial) Nível das relações Sócios-Economicas Exploração colonial = Exploração do Trabalho escravo Pag. 70
  • 29. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Crise do Antigo sistema Colonial Pag. 112
  • 30. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Crise do Antigo sistema Colonial Pag. 114
  • 31. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Pag. 114
  • 32. 19 de março de 2012 História do Brasil I Crise do Antigo sistema Colonial Pag. 113
  • 33. 19 de março de 2012 História do Brasil I Pag.
  • 34. 19 de março de 2012 História do Brasil I REFERÊNCIAS: NOVAES.Fernando Antonio. Portuga e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777 – 1808). 3ª edição. São Paulo: Hucitec, 1985, Capitulo II: A Crise do Antigo Sistema Colonial. pp 57-116. Site: Desenvolvimento em Questão - http://desenvolvimentoemquestao.wordpress.com/2011/01/10/portugal- e-brasil-na-crise-do-antigo-sistema-colonial-1777-1808-fernando-novais/ Site: Wikipédia, a enciclopédia livre Texto de Rafael Aguiar dos Santos – Resenha Crítica – Site Recanto das Letras - http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/2843083
  • 35. 19 de março de 2012 História do Brasil I Pag. 70