Aspecto Culturais da Colônia          Capítulo 03           Página 38      LIVRO HB 1 – Colônia
Arte na Colônia• Padre Antônio Vieira: Sermões• Gregório de Matos: sátiras
Contexto para a produção•   Saraus literários;•   Músicas sacras;•   Movimento Iluminista:•   Rousseau, Voltaire...•   Jov...
• Agremiações literárias: Arcádia Ultramarina:  Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio  Gonzaga e Alvarenga Peixoto
• Surgimento de um nacionalismo ainda tímido;• A arte pela luta contra a repressão;• A literatura como construção da cultu...
• A riqueza patrocinadora da cultura;• Arte barroca: representação do divino e  criticas sociais: artistas de origem pobre...
Mestre Ataíde
Aleijadinho• Antônio Francisco Lisboa;• Possível participação na Conjuração Mineira;• Desigualdade social, exclusão social...
a) a urbanização da Amazônia, o início da produção do tabaco, a introdução do trabalho livre com os imigrantes.b) a introd...
•   (Fuvest-SP) No século XVIII, a produção do ouro provocou muitas    transformações na colônia. Entre elas, podemos dest...
E• (Unifor-CE) no contexto do panorama cultural  brasileiro, o Aleijadinho destacou-se por sua  contribuição à:  a) escult...
a•   Assinale a alternativa incorreta:    a) A literatura e as artes em geral consolidaram-se na colônia, somente    com a...
d
CAPÍTULO 4    A crise do SISTEMA COLONIAL• REVOLTA DE BECKMAN NO MARANHÃO• DROGAS DO SERTÃO• PROIBIÇÃO DA ESCRAVIDÃO DO ÍN...
• CRIAÇÃO DA COMPANHIA DE COMÉRCIO DO  MARANHÃO PARA ATENDER OS INTERESSES DOS  COLONOS;• NÃO FORNECIMENTO DE ESCRAVOS;• C...
• NOVO GOVERNADOR: GOMES FREIRE DE  ANDRADE;• PRISÃO E EXECUÇÃO DOS PRINCIPAIS LÍDERES;• FIM DA COMPANHIA DE COMÉRCIO DO  ...
A Guerra dos Emboabas• Antecedentes:• Descoberta do ouro por parte dos  Bandeirantes paulistas;• Imigração desenfreada par...
Modo de vida paulistano• Pobres, descalços, casas pobres, alimentação  modesta;• EMBOABA: todo aquele que não é da  capita...
O Conflito•   “Surra” nos chefes dos paulistas;•   Afastamento das regiões das minas;•   Manuel Nunes Viana – governador;•...
A pacificação• Separação das capitanias de São Paulo e  Minas Gerais;• Elevação a condição de vila: MARIANA; Sabará  e Our...
GUERRA DOS MASCATES
Antecedentes• Rio de Janeiro – produção açucareira• Nordeste declínio: concorrência interna e  externa (Antilhas);• Preço ...
• Senhores de Engenho (elite local)• Comerciantes (MASCATES) geralmente  portugueses;• Disputa entre Olinda (capital da ca...
Conflito•   Indignação dos senhores de engenhos•   Pedido de cancelamento do decreto•   Tabelamento dos preços dos escravo...
Revolta de Vila Rica - 1710
•   Antecedentes:•   pacificação da guerra dos emboabas•   Aumento dos impostos;•   Maior controle;•   Contrabando, corrup...
• Inúmeras formas de contrabando
Reivindicações• Fechamento das casas de fundição• Fim do monopólio do sal• Perdão incondicional dos rebeldes;• Consequênci...
ATIVIDADES
•   As Revolstas Separatistas    Ao mesmo tempo em que se desenvolvia, em Portugal, uma política de reforma do    absoluti...
•   1. (Unicruz-RS) - Durante quase dois séculos havia considerável identidade    de interesses entre o desempenho da elit...
• 2. (Unibero-SP) - A Guerra dos Emboabas (1707-1709) e a Inconfidência  Mineira (1789) foram revo¬tas ocorridas no Brasil...
• (Fuvest)• A elevação de Recife à condição de vila; os protestos contra a implantação  das Casas de Fundição e contra a c...
•   (UFRN)•   A Guerra dos Emboabas, a dos Mascates e a Revolta de Vila Rica,    verificadas nas primeiras décadas do sécu...
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman

2.490 visualizações

Publicada em

Brasil Colônia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.490
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman

  1. 1. Aspecto Culturais da Colônia Capítulo 03 Página 38 LIVRO HB 1 – Colônia
  2. 2. Arte na Colônia• Padre Antônio Vieira: Sermões• Gregório de Matos: sátiras
  3. 3. Contexto para a produção• Saraus literários;• Músicas sacras;• Movimento Iluminista:• Rousseau, Voltaire...• Jovens “brasileiros” e seus estudos na Europa;• Proibição dessas obras por Portugal;
  4. 4. • Agremiações literárias: Arcádia Ultramarina: Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto
  5. 5. • Surgimento de um nacionalismo ainda tímido;• A arte pela luta contra a repressão;• A literatura como construção da cultura brasileira;• Em contrapartida: proibição da circulação dessas obras na Colônia;• Censura: meio de combate a cultura e expressão das ideias
  6. 6. • A riqueza patrocinadora da cultura;• Arte barroca: representação do divino e criticas sociais: artistas de origem pobre e mestiços ;
  7. 7. Mestre Ataíde
  8. 8. Aleijadinho• Antônio Francisco Lisboa;• Possível participação na Conjuração Mineira;• Desigualdade social, exclusão social e racial;• Obras críticas ao governo português e religiosas;• Obra: cristo crucificado com uma marca de corda no pescoço: possível ligação com Tiradentes
  9. 9. a) a urbanização da Amazônia, o início da produção do tabaco, a introdução do trabalho livre com os imigrantes.b) a introdução do tráfico africano, a integração do índio, a desarticulação das relações com a Inglaterra.c) a industrialização de São Paulo, a produção de café no Vale do Paraíba, a expansão da criação de ovinos em Minas Gerais.d) a preservação da população indígena, a decadência da produção algodoeira, a introdução de operários europeus.e) o aumento da produção de alimento, a integração de novas áreas por meio da pecuária e do comércio, a mudança do eixo econômico para o sul.
  10. 10. • (Fuvest-SP) No século XVIII, a produção do ouro provocou muitas transformações na colônia. Entre elas, podemos destacar a) a urbanização da Amazônia, o início da produção do tabaco, a introdução do trabalho livre com os imigrantes.• b) a introdução do tráfico africano, a integração do índio, a desarticulação das relações com a Inglaterra. c) a industrialização de São Paulo, a produção de café no Vale do Paraíba, a expansão da criação de ovinos em Minas Gerais. d) a preservação da população indígena, a decadência da produção algodoeira, a introdução de operários europeus. e) o aumento da produção de alimento, a integração de novas áreas por meio da pecuária e do comércio, a mudança do eixo econômico para o sul.
  11. 11. E• (Unifor-CE) no contexto do panorama cultural brasileiro, o Aleijadinho destacou-se por sua contribuição à: a) escultura e arquitetura; b) pintura e ourivesaria; c) gravura e cinzelamento; d) ourivesaria e paisagismo; e) pirogravura e ourivesaria.
  12. 12. a• Assinale a alternativa incorreta: a) A literatura e as artes em geral consolidaram-se na colônia, somente com a urbanização da sociedade mineira, no século XVIII. b) O Iluminismo exerceu forte influência sobre a elite cultural mineira, inclusive na Inconfidência. c) Os árcades mineiros, por meio de duas obras, introduziram o sentimento de nacionalismo na literatura, apesar de várias restrições. d) Portugal, seguindo o exemplo da Espanha, fundou duas faculdades de Direito na colônia: uma em Olinda, outra em São Paulo. e) As pinturas mais importantes da era mineradora, pertencem a Manuel da Costa Ataíde, cuja maior obra é o teto da igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto.
  13. 13. d
  14. 14. CAPÍTULO 4 A crise do SISTEMA COLONIAL• REVOLTA DE BECKMAN NO MARANHÃO• DROGAS DO SERTÃO• PROIBIÇÃO DA ESCRAVIDÃO DO ÍNDIO• BAIXOS PREÇOS E PRODUTOS DE MÁ QUALIDADE;• POUCO APOIO DA METRÓPOLE• DIFERENÇAS ECONÔMICAS
  15. 15. • CRIAÇÃO DA COMPANHIA DE COMÉRCIO DO MARANHÃO PARA ATENDER OS INTERESSES DOS COLONOS;• NÃO FORNECIMENTO DE ESCRAVOS;• COMPRA E VENDA POR PREÇOS “INJUSTOS”• INVASÃO DOS ARMAZÉNS DA COMPANHIA;• PRISÃO DOS PADRES JESUÍTAS;• EXPULSÃO DO CAPITÃO-MOR• E FORMAÇÃO DE UM NOVO GOVERNO
  16. 16. • NOVO GOVERNADOR: GOMES FREIRE DE ANDRADE;• PRISÃO E EXECUÇÃO DOS PRINCIPAIS LÍDERES;• FIM DA COMPANHIA DE COMÉRCIO DO MARANHÃO
  17. 17. A Guerra dos Emboabas• Antecedentes:• Descoberta do ouro por parte dos Bandeirantes paulistas;• Imigração desenfreada para a região das minas;• Crença do direito de explorar devido a descoberta por parte dos paulistas• As minas ficavam na então região da capitania de São Paulo
  18. 18. Modo de vida paulistano• Pobres, descalços, casas pobres, alimentação modesta;• EMBOABA: todo aquele que não é da capitania de São Paulo;
  19. 19. O Conflito• “Surra” nos chefes dos paulistas;• Afastamento das regiões das minas;• Manuel Nunes Viana – governador;• Expulsão dos paulistas das regiões militarizadas;
  20. 20. A pacificação• Separação das capitanias de São Paulo e Minas Gerais;• Elevação a condição de vila: MARIANA; Sabará e Ouro Preto (Vila Rica);
  21. 21. GUERRA DOS MASCATES
  22. 22. Antecedentes• Rio de Janeiro – produção açucareira• Nordeste declínio: concorrência interna e externa (Antilhas);• Preço excessivo do escravo (região das minas);• Endividamento dos produtores;• Monopólio comercial (pacto colonial)
  23. 23. • Senhores de Engenho (elite local)• Comerciantes (MASCATES) geralmente portugueses;• Disputa entre Olinda (capital da capitania) X Recife (centro comercial)• 1709 – RECIFE agora é VILA!!!!!!
  24. 24. Conflito• Indignação dos senhores de engenhos• Pedido de cancelamento do decreto• Tabelamento dos preços dos escravos;• Comércio com navios ingleses e franceses;• 1712 – recife nova capital da capitania;
  25. 25. Revolta de Vila Rica - 1710
  26. 26. • Antecedentes:• pacificação da guerra dos emboabas• Aumento dos impostos;• Maior controle;• Contrabando, corrupção e sonegação
  27. 27. • Inúmeras formas de contrabando
  28. 28. Reivindicações• Fechamento das casas de fundição• Fim do monopólio do sal• Perdão incondicional dos rebeldes;• Consequências: prisão e execução de Felipe dos Santos, líder da revolta;
  29. 29. ATIVIDADES
  30. 30. • As Revolstas Separatistas Ao mesmo tempo em que se desenvolvia, em Portugal, uma política de reforma do absolutismo, surgiram conspirações na Colônia. Elas estavam ligadas às novas idéias e a acontecimentos ocorridos na Europa e nos Estados Unidos, mas também à realidade local. A idéia de uma nação brasileira foi se definindo à medida em que setores da sociedade da Colônia passaram a ter interesses distintos da Metrópole ou a identificar nela a fonte de seus problemas. 1- No período colonial surgiram várias rebeliões e movimentos de libertação que questionaram a dominação portuguesa sobre o Brasil. A respeito dessas rebeliões, podemos afirmar que: I - Todos os Movimentos de contestação visavam à separação definitiva do Brasil de Portugal. II - Até a 1° metade do século XVIII, os movimentos contestatórios exigiam mudanças, mas não o rompimento do estatuto colonial. III - Desde o final do século XVIII, os movimentos de libertação sofreram a influência do Iluminismo e defendiam o fim do pacto colonial. VI - A luta pela abolição da escravatura era uma das propostas presentes em basicamente todas as rebeliões. V - Uma das razões de vários movimentos contestatórios era o abuso tributário da Coroa Portuguesa em relação aos colonos: Estão corretas as afirmativas:
  31. 31. • 1. (Unicruz-RS) - Durante quase dois séculos havia considerável identidade de interesses entre o desempenho da elite colonial e a política da Metrópole. Cabia aos senhores rurais desbravar o território brasileiro e desenvolver a economia da Colônia. A Metrópole só recebia os lucros na forma de quintos reais e dos dízimos que cobrava. Com o tempo, entretanto, os conflitos entre Metrópole e Colônia foram crescendo, alimentados por uma contradição inevitável. O resultado foi a explosão de revoltas, algumas sem objetivo separatista, outras com. Constitui revolta separatista: a) Guerra dos Emboabas. b) Guerra dos Mascates. c) Revolta de Vila Rica. d) Conjuração Mineira. e) Revolta de Beckman.
  32. 32. • 2. (Unibero-SP) - A Guerra dos Emboabas (1707-1709) e a Inconfidência Mineira (1789) foram revo¬tas ocorridas no Brasil. Sobre elas, assinale a alternativa correta: a) Ambas tinham o objetivo de separar o Brasil de Portugal e ocorreram na região da mineração. b) A primeira e considerada uma revolução separatista e mais radical do que a segunda, tendo ocorrido na região de São Paulo e liderada pelos Bandeirantes. c) Tanto a primeira como a segunda foram influenciadas pelas idéias iluministas e pela independência das Treze Colônias inglesas, mas só a segunda teve êxito nos seus objetivos. d) A primeira foi bem-sucedida, garantindo aos paulistas a posse da região da mineração, enquanto a segunda foi reprimida pela Coroa portuguesa antes de acontecer. e) Ambas ocorreram na mesma região do Brasil, contra a dominação portuguesa na área da mineração, no entanto, somente a segunda teve influência das idéias iluministas européias.
  33. 33. • (Fuvest)• A elevação de Recife à condição de vila; os protestos contra a implantação das Casas de Fundição e contra a cobrança de quinto; a extrema miséria e carestia reinantes em Salvador, no final do século XVIII, foram episódios que colaboraram, respectivamente, para as seguintes sublevações coloniais:• a) Guerra dos Emboabas, Inconfidência Mineira e Conjura dos Alfaiates.• b) Guerra dos Mascates, Motim do Pitangui e Revolta dos Malês.• c) Conspiração dos Suassunas, Inconfidência Mineira e Revolta do Maneta.• d) Confederação do Equador, Revolta de Felipe dos Santos e Revolta dos Malês.• e) Guerra dos Mascates, Revolta de Felipe dos Santos e Conjura dos Alfaiates.
  34. 34. • (UFRN)• A Guerra dos Emboabas, a dos Mascates e a Revolta de Vila Rica, verificadas nas primeiras décadas do século XVIII, podem ser caracterizadas como:• a) movimentos isolados em defesa de ideias liberais, nas diversas capitanias, com a intenção de se criarem governos republicanos;• b) movimentos de defesa das terras brasileiras, que resultaram num sentimento nacionalista, visando à independência política;• c) manifestações de rebeldia localizadas, que contestavam alguns aspectos da política econômica de dominação do governo português;• d) manifestações das camadas populares das regiões envolvidas, contra as elites locais, negando a autoridade do governo metropolitano.• e) manifestações separatistas de ideologia liberal contrárias ao domínio português.

×