O Brasil holandês   1 Ano – Ensino Médio.  PROFESSOR: Carlos Teles
A Espanha, o reino onde o sol nunca se põe...              União Ibérica                   Antes de falarmos dos holandese...
• O parente mais próximo na linha sucessória foi o seu tio-avô, D.  Henrique, com 66 anos de idade, que faleceu em 1580 se...
A UNIÃO IBÉRICA terminou apenas em1640, quando o Duque de Bragança assumiuo governo de Portugal com o apoio da altanobreza...
• Dentro deste contexto, algumas  províncias espanholas situadas ao norte  da Europa, conquistaram a sua  independência, à...
A Cia da Índias Ocidentais• Com o controle do açúcar brasileiro passando para os espanhóis, os holandeses  partiram para a...
As invasõesAs lutas pelo controle do mercado açucareiro         • Bahia e Pernambuco – Além de           exercer a ativida...
Maurício de Nassau
http://educacao.uol.com.br/biografias/mauricio-de-nassau.jhtmO conde Johann Moritz of Nassau-Siegen tem um lugar especial ...
Ao contrário do que era costume na época, ele se recusou a explorar a colônia apenas em benefício da WIC. Ao invés disso, ...
O Recife de Maurício de Nassau                                 5
A expulsão dos holandesesA reconquista de Portugal de seu trono em 1640, juntamente com a saída de  Maurício de Nassau em ...
Consequências:Com a saída da Cia das Índias do nordeste brasileiro, osholandeses procuraram outros locais para cultivo, pa...
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.Você pode:• copiar, distribuir, exibir e executar a obra• criar...
O Brasil holandês
O Brasil holandês
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Brasil holandês

3.192 visualizações

Publicada em

Aula sobre União Ibérica e as invasões holandesas e apropriação da capitania de Pernambuco pela Cia da Índias Ocidentais.

0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.192
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Brasil holandês

  1. 1. O Brasil holandês 1 Ano – Ensino Médio. PROFESSOR: Carlos Teles
  2. 2. A Espanha, o reino onde o sol nunca se põe... União Ibérica Antes de falarmos dos holandeses no nordeste brasileiro, vamos contextualizar historicamente os fatos: Em 1578, Portugal tinha como rei o jovem D. Sebastião, vitimado em uma guerra contra os árabes no norte da África em que seu corpo nunca foi encontrado... 2
  3. 3. • O parente mais próximo na linha sucessória foi o seu tio-avô, D. Henrique, com 66 anos de idade, que faleceu em 1580 sem deixar descendentes. A dinastia de Avis chegava ao seu final... Surgiram várias disputas político-militares entre os pretendentes a sucessão, sendo vencida pelo rei da Espanha Filipe II, que invadiu e conquistou Portugal, além de subornar o alto escalão. Portugal... Eu a herdei, eu a comprei, e eu a conquistei! Filipe II 3
  4. 4. A UNIÃO IBÉRICA terminou apenas em1640, quando o Duque de Bragança assumiuo governo de Portugal com o apoio da altanobreza e da burguesia pondo fim ao domínioespanhol. Ao assumir o trono, recebeu o de D.João IV, iniciando a dinastia de Bragança.Esse episódio da história portuguesa éconhecido como “A Restauração”. D. João IV 4
  5. 5. • Dentro deste contexto, algumas províncias espanholas situadas ao norte da Europa, conquistaram a sua independência, à custa de muitas batalhas, e proclamaram a República. Entre essas províncias, estava a Holanda, cuja sua capital Amsterdã era considerada a cidade burguesa mais importante da Europa. Como represália, Felipe II proibiu o intercâmbio comercial das suas colônias com os holandeses (bloqueio econômico), conhecido como embargo espanhol. 5
  6. 6. A Cia da Índias Ocidentais• Com o controle do açúcar brasileiro passando para os espanhóis, os holandeses partiram para a retomada do negócio, criando uma Companhia de Comércio voltada para tal: a Cia das Índias Ocidentais, que não era obra isolada de alguns comerciantes, mas sim de uma organização acionária (investimentos captados por ações). 6
  7. 7. As invasõesAs lutas pelo controle do mercado açucareiro • Bahia e Pernambuco – Além de exercer a atividade comercial, a Cia das Índias ocidentais tinha autorização do governo holandês para organizar tropas e estabelecer colônias. Foi o que os holandeses tentaram fazer no Brasil em duas oportunidades: na Bahia em 1624, não obtendo sucesso na sua ocupação, e depois em 1637, após uma resistência de sete anos, conquistaram a capitania de Pernambuco.
  8. 8. Maurício de Nassau
  9. 9. http://educacao.uol.com.br/biografias/mauricio-de-nassau.jhtmO conde Johann Moritz of Nassau-Siegen tem um lugar especial na História doBrasil. Conhecido pelo nome "brasileiro", Maurício de Nassau, ele governou acolônia holandesa no Nordeste do Brasil, com a capital em Recife, de 1637 a 1644.Sua administração tornou-se conhecida pelos trabalhos de cientistas e artistasque o acompanharam e, sob seu patrocínio, exploraram e pintaram a nova terra,suas belezas naturais e seus habitantes. Esses trabalhos são apreciados aindahoje. Tanto, que 2004 foi escolhido para ser o Ano de Nassau, no Brasil, naAlemanha e na Holanda, em homenagem aos 400 anos de seu nascimento.Ele trabalhava para a Companhia das Índias Ocidentais ou WIC (sigla de West-Indische Compagnie, no idioma neerlandês ou holandês), quando veioadministrar a colônia da Nova Holanda no Brasil, aos 33 anos de idade. Osdiretores da WIC convenceram o governo holandês da importância do comérciodo açúcar para a sua economia.O passo seguinte foi a invasão do território brasileiro. Primeiro os holandesestentaram a Bahia, mas foram repelidos. Depois, conquistaram Pernambuco e seinstalaram na região, em Olinda e Recife. De lá expandiram sua ocupação até oatual território de Sergipe, ao sul, e, ao norte, pelos atuais estados da Paraíba,Rio Grande do Norte e Ceará.Nomeado governador, Nassau era estrangeiro, invasor e protestante, numa terrade colonizadores católicos portugueses. Mas cativou de tal forma a população queesta o ajudava espontaneamente em suas obras para modernizar a cidade, emantinha boas relações com os senhores de engenho. Conta-se que quando ogovernador quis construir um zoológico, a população doou uma grandequantidade de animais selvagens, sem que Maurício pedisse. Suas realizaçõesdurante sua estadia no Brasil ultrapassaram as atribuições normais de umgovernador.
  10. 10. Ao contrário do que era costume na época, ele se recusou a explorar a colônia apenas em benefício da WIC. Ao invés disso, sua maiorpreocupação foi promover o bem-estar dos habitantes e preservar a terra. Humanista, Nassau estimulou as ciências e as artes. Fezconstruir um observatório astronômico, criou um jardim botânico e trouxe em sua comitiva mestres da pintura flamenga como FransPost e Albert Eckout, além de diversos artistas e cientistas, convidados a se juntar a ele num grande projeto que definiu como"exploração profunda e universal da terra".Essa iniciativa teve especial importância, porque foi a primeira da época e tornou disponíveis várias informações sobre o Brasil para aEuropa ocidental. Não foram apenas tratados científicos em publicações acadêmicas, mas pinturas e desenhos que podiam serentendidos pelo grande público.Os senhores de engenho haviam feito empréstimos com os holandeses, a fim de aumentar sua produção de açúcar. Mas o preço doproduto caiu no mercado internacional e a WIC decidiu cobrar, de uma só vez, o dinheiro emprestado, e com juros muito altos.Nassau, que havia fracassado em nova tentativa de ocupar a Bahia, não concordou com essa forma de cobrança e entrou em conflitocom a Companhia, entregando o cargo para voltar à Europa, em 1641.Sua saída estimulou a Insurreição Pernambucana: os donos de terras, unidos aos negros e aos índios, lutaram durante 9 anos paraexpulsar os holandeses, vencendo em 1654. http://educacao.uol.com.br/biografias/mauricio-de-nassau.jhtm
  11. 11. O Recife de Maurício de Nassau 5
  12. 12. A expulsão dos holandesesA reconquista de Portugal de seu trono em 1640, juntamente com a saída de Maurício de Nassau em 1644, quando a Cia das Índias radicalizou com os senhores de engenho, cobrando altos impostos e aumento da produção de açúcar, impulsionou o processo de insurreição (revolta) pela expulsão dos holandeses. Diversos setores sociais da colônia, como senhores de engenho, grupos indígenas e africanos, uniram-se por um tempo para combater os holandeses. Várias batalhas foram travadas, como a famosa Batalha dos Guararapes (1648 e 1649). Antigas correntes ideológicas defendem que o episódio até então inédito da união entre negros, brancos e índios para expulsar o invasor estrangeiro foi o grande “marco inicial” da criação da nação brasileira.
  13. 13. Consequências:Com a saída da Cia das Índias do nordeste brasileiro, osholandeses procuraram outros locais para cultivo, partindopara as Antilhas no Caribe. Isso gerou uma forte concorrênciae posterior queda dos preços no açúcar brasileiro, iniciandouma decadência econômica na região que nunca mais serecuperou.
  14. 14. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.Você pode:• copiar, distribuir, exibir e executar a obra• criar obras derivadasSob as seguintes condições:• Atribuição. Você deve dar crédito ao autor original, da forma especificada pelo autorou licenciante.• Uso Não-Comercial. Você não pode utilizar esta obra com finalidades comerciais.• Compartilhamento pela mesma Licença. Se você alterar, transformar, ou criar outraobra com base nesta, você somente poderá distribuir a obra resultante sob uma licençaidêntica a esta.Para cada novo uso ou distribuição, você deve deixar claro para outros os termos dalicença desta obra.Qualquer uma destas condições podem ser renunciadas, desde que Você obtenhapermissão do autor.Nothing in this license impairs or restricts the authors moral rights.

×