Socrates e o nascimento da filosofia

4.677 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.677
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
212
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Socrates e o nascimento da filosofia

  1. 1. Caderno 1 – Aula 3 Sócrates e o nascimento da Filosofia Um pouco de familiaridade com a Filosofia vai fornecer ferramentas úteis para sua vida pessoal e intelectual. Profa. Silvia 2014
  2. 2. Recapitulando... A Filosofia se constitui por meio de uma passagem do mito ao logos (razão) A história da Filosofia grega pode ser dividida em quatro períodos: 1) Período pré-socrático (séc. VII a V a.C.) 2) Período socrático ou clássico (séc. V a IV a.C.) 3) Período alexandrino ou helenístico (final do séc. IV a séc. III a.C.) 4) Período greco-romano (séc. III a.C. a VI d.C.)
  3. 3. • De Tales a Sócrates, todos os grandes temas da Filosofia foram construídos pelos filósofos chamados pré-socráticos. • Tinham em comum a reflexão a respeito da origem e da essência do mundo natural, em oposição às preocupações centrais da Filosofia clássica grega (representada por Sócrates, Platão e Aristóteles) e dos filósofos posteriores, mais voltados às reflexões éticas e da teoria do conhecimento.
  4. 4. • No período clássico da Filosofia grega se constitui a base do filosofia contemporânea, a questão da verdade passou a ter um importante destaque na Filosofia. • Os sofistas, mestres da persuasão e oratória, foram combatidos por seus contemporâneos. Enquanto a Filosofia lutava por um conhecimento verdadeiro, os sofistas procuravam convencer por meio da retórica.
  5. 5. A obra "Escola de Atenas” é uma representação complexa do conhecimento filosófico profano. Exibe filósofos pré-socráticos ao redor de Aristóteles e Platão, ilustrando a continuidade histórica do pensamento filosófico. A Escola de Atenas, pintura de Rafael na Sala da Assinatura, Palácio Vaticano, 1509.
  6. 6. Vamos ao Caderno 1 - Aula 3 Sócrates e o nascimento da Filosofia Objetivo da aula: Introduzir a filosofia Grega por meio das ideias de Sócrates, que afirmou a finalidade da Filosofia como sendo: uma vida examinada e o conhecimento de si.
  7. 7. • Significado da Filosofia: amor à sabedoria (philos = amigo + Sophia = sabedoria). A Filosofia é uma forma de conhecimento racional que expõe suas bases e que se expõe à discussão pública. • Finalidade do pensamento mítico: O mito se originou do medo do homem diante da Natureza, serviu para acalmar a ansiedade humana em relação aos mistérios da criação.
  8. 8. O que é justiça e injustiça para você? • Sócrates foi injustiçado por não abrir mão de suas convicções filosóficas, depois de preso sob a acusação de corromper a juventude com suas ideias e se recusar a venerar os deuses míticos gregos, foi condenado a ingerir um veneno chamado cicuta.
  9. 9. Mas quem foi Sócrates? • Viveu no século V a.C. em Atenas. Não possui escritos próprios, ele é o personagem principal nas obras de seu discípulo, Platão (428 – 347 a.C). • Sócrates tinha uma vida humilde, caminhava descalço pelas ruas de Atenas propondo diálogo aos cidadãos. Não cobrava por seus ensinamos e ensinava em praça pública. • É considerado o “pai da Filosofia”, pois buscou atingir uma verdade a partir da prática filosófica, do diálogo com os demais cidadãos, ao contrário dos sofistas. • Ele questionava “verdades” da humanidade como: amizade, beleza e a virtude, diferentemente dos présocráticos que apenas explicavam a natureza ou praticavam a retórica. • A finalidade do filósofo seria semelhante à de uma parteira (profissão de sua mãe): dar à luz ideias.
  10. 10. Método Maiêutica, consistia em fazer hábeis perguntas que tinham o objetivo de descobrir a verdade, e essa verdade seria acessível a qualquer pessoa, ao filósofo cabia apenas mediar esses encontro.
  11. 11. Ironia Sua ironia incomodava seus interlocutores, e os “obrigava” a pensar à medida que suas crenças eram abaladas. Sócrates considerava Atenas uma “égua preguiçosa” (p.12)
  12. 12. Ética O princípio ético de Sócrates levava em conta que o homem é um ser racional, e, por isso, é capaz de conhecer a verdade, ele é parte da verdade, esta inclui também a natureza. Consciência ética: ao determinar sua conduta, o homem deveria, necessariamente, considerar sua relação com a verdade.
  13. 13. Autonomia O conhecimento traz ao homem autonomia, capacidade de determinar sua própria conduta e suas próprias regras, por isso a consciência ética para Sócrates era tão importante.
  14. 14. Psyche = alma. Sócrates proporcionou a identificação do homem com sua psyche, esta caracterizada como centro da racionalidade, da personalidade e da consciência ética.

×