Niilismo

765 visualizações

Publicada em

Niilismo Nietzche

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
765
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Niilismo

  1. 1. NiilismoFriedrich Wilhelm Nietzche http://pensamentoextemporaneo.wordpress.com/2009/03/18/o-niilismo-como- estado-psicologico/
  2. 2. Definição • Redução a nada; • Negação de todo princípio religioso, político e social.
  3. 3. • Em Nietzsche, o niilismo tem sua gênese com a constatação da morte de Deus. • A partir do momento que se “tira Deus de cena”, os valores que eram prezados pela civilização ocidental perdem o seu sentido, tornando-se ultrapassados.
  4. 4. • Como consequência disto o homem contemporâneo vê-se diante do mais sinistro de todos os hóspedes: o niilismo, que gera a ausência de sentido para a vida.
  5. 5. • Esse “hóspede sinistro” é resultado de um processo histórico- cultural do Ocidente iniciado com Platão, fruto da dicotomia entre mundo sensível (transitório e aparente) e mundo supra-sensível (verdadeiro e almejado). O primeiro é venerado e o segundo, onde ocorre a existência humana, é deixado de lado...
  6. 6. • Para o filósofo alemão, inventar um outro mundo como fez o platonismo – mundo do bem e da verdade – é caluniar a vida. Por isso o seu intuito é superar o niilismo iniciado com o platonismo.
  7. 7. Niilismo como ausência de valores • O niilismo acarretaria, na visão nietzschiana, sérias consequências para a sociedade. A mais grave delas seria a extrema forma do niilismo: o nada (o “sem sentido”) eterno! Com a presença deste mal haveria uma carência de ideais, a perda de valores outrora considerados supremos e por fim uma ausência de Deus como lugar dos valores mais elevados.
  8. 8. Falta de finalidade para existência • Estamos cansados porque perdemos o estímulo principal. “Foi em vão até agora!”
  9. 9. Niilismo como estado psicológico • 1º - procura em algo um sentido que não existe neste algo – desperdício de força/sentir-se enganado; • 2º - O bem universal exige abandono do indivíduo – todo saber debaixo de todo acontecer; • 3º Descrença em um mundo metafísico, pois o homem descobre que esse mundo foi montado por necessidades psicológicas.
  10. 10. • Na tentativa de escapar destes tipos de niilismo, o alemão propõe que se condene o mundo do vir-a-ser como ilusão e que se invente um mundo que esteja para além dele como verdadeiro mundo.
  11. 11. ÜBERMENSCH – SUPER-HOMEM OU ALÉM DO HOMEM
  12. 12. • É todo aquele que supera as oposições terrestre-além, sensível- espiritual, corpo-alma; é todo aquele que supera a ilusão do mundo do além e se volta para a terra. O Além-Homem é, assim, superação, ultrapassagem do homem do passado e sua crença em Deus.
  13. 13. • O niilismo no pensamento nietzschiano postula que com a ausência de Deus, o pensamento é instigado a buscar novos rumos para si mesmo, uma vez que o sentido e o fundamento das coisas, dos objetos do pensar são colocados em descrédito. • Consequentemente há um profundo vazio.

×