O que é filosofia

753 visualizações

Publicada em

Introdução à filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
753
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que é filosofia

  1. 1. BOM DIA!!!!!! Profa.: Sílvia Beltrane Cintra. 1 E.M . Filosofia “O essencial é invisível aos olhos” ANTOINE DE SAINT- EXUPÉRY
  2. 2. Por que todas as coisas devem ter uma finalidade prática? Quais são as coisas que você faz que não têm finalidade prática? O que o ser humano precisa para viver uma boa vida?
  3. 3. É uma fonte das ideias; Atividade de criar conceitos; Bases para o nosso pensamento; Forma de encarar o mundo; Busca e questionamento permanentes. Lembre-se: o conhecimento vai além da utilidade prática, nossa existência não é baseada somente em técnica.
  4. 4. • Levar o indivíduo ao conhecimento de si mesmo. Problematizar • Movidos pelo espanto • “Conhece-te a ti mesmo”. (Sócrates) • Quais são seus defeitos e virtudes?
  5. 5. • Data de nascimento: final do século VII e início do século VI a.C. • Local: colônias gregas da Ásia Menor (Turquia, Armênia e Curdistão) • Cidade: Mileto • Primeiro Filósofo: Tales de Mileto. • Primeiro conteúdo: Cosmologia. • cosmos: mundo + logia: pensamento • Conhecimento racional da ordem do mundo ou da natureza.
  6. 6. • Filosofia antiga Tales de Mileto (624-546 a.C.) Pitágoras (580 - 500 a. C.) Sócrates (469-399 a.C.) – pai da Filosofia Platão (427-347 a.C.) Aristóteles (384-322 a.C.) – fundador da Ética
  7. 7. Utilitarismo Stuart Mill (1806-1873) Filosofia Moderna • O utilitarismo é uma teoria que visa a finalidade das causas, ou seja, suas consequências. • Nossas ações têm que ter como finalidade as melhores consequências, tem que beneficiar o maior número de pessoas envolvidas nas ações. • Exemplo: se um comandante de navio tiver que sacrificar a sua vida para salvar as vidas de seus passageiros, assim será.
  8. 8. Conceitos • Modelos abstratos que podem ser usados sempre que tentarmos identificar ou entender os diversos aspectos da realidade e de nós mesmos. • A Filosofia é essencialmente a atividade de criar conceitos, baseados na reflexão .
  9. 9. Reflexão • Pensamento que tem a capacidade de voltarse contra si mesmo. • Rejeita dogmas e ceticismo. • A reflexão filosófica é crítica, ou seja, examina minuciosamente, com critério e rigor, sem extremismos e considerando a diversidade de opiniões.
  10. 10. Ética: princípios que orientam o comportamento humano. Moral: conjunto de regras de conduta desejáveis num grupo social. Dogma: conjunto de princípios fundamentais e indiscutíveis de uma religião. Ceticismo: incredulidade.
  11. 11. São características de um sujeito ético ou moral: • a consciência de si e dos demais; • a capacidade de controle de desejos e impulsos, escolhendo a melhor das alternativas possíveis; • a responsabilidade (reconhecer-se como autor da ação); • a liberdade e a autonomia (a ação moral deve estar fundamentada na vontade individual, na ausência de qualquer tipo de coerção).
  12. 12. Meret Oppenheim nasceu em 1913, na Suíça, numa família ligada às artes, à psicanálise e ao movimento feminista. Aos 19 anos, foi para Paris, onde travou contato com os mais importantes artistas surrealistas. Exibido em 1937, no MOMA (Museu de Arte Moderna, Nova York), seu Café da manhã com pele foi eleito pelos visitantes da exposição como a quintessência do Surrealismo. Morreu em 1985, em Berna, Suíça.

×