Clipping Outubro 1

1.612 visualizações

Publicada em

Clipping semanal de noticias

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Clipping Outubro 1

  1. 1. CLIPPING DO VAREJO Outubro - 2009
  2. 2. Caros Leitores Caros Leitores, O Núcleo de Estudos do Varejo procura passar ao mercado uma nova visão do varejo. Essa visão renova-se constantemente como base na experiência e atuação no mercado dos professores ligados ao Núcleo somada ao DNA da ESPM, tradicional instituição de ensino de marketing. Surgem assim os cursos, pesquisas e eventos acadêmicos que proporcionam aos participantes rápida atualização sobre os novos rumos do marketing do varejo. O Programa Intensivo de Varejo por exemplo, destaca o relacionamento como estratégia de fidelização a partir de novas formas de comunicação no ponto-de-venda o que nos faz refletir na sua transformação em ponto-de-relacionamento. Já o II Fórum de Tecnologia no Varejo apresenta as novidades tecnológicas que viabilizarão o relacionamento no PDV, proporcionando a interatividade entre cliente e loja. Convido-os a aprofundarem seus conhecimentos participando conosco das iniciativas do Núcleo de Varejo da ESPM e de seu exclusivo ambiente de pesquisa, o Retail Lab. Boa leitura a todos!
  3. 3. CURSOS INTENSIVOS • GESTÃO DO VAREJO FASHION O curso inovador totalmente voltado para gestores que atuam com moda e estão ligados ao varejo direta ou indiretamente. Proporciona aos participantes acesso aos novos conhecimentos sobre o varejo de moda, desde sua operação até o marketing estratégico. Saiba mais. • INTENSIVO DE VAREJO Iniciado em 2004, destaca principalmente, a importância do posicionamento estratégico para as empresas varejistas de qualquer ramo de atividade. O programa, agora revisado e atualizado, prevê aulas sobre marketing estratégico, seguido pelos P‘s do varejo com destaque para o conceito PDR – ponto de relacionamento – criado pela ESPM como um conceito inovador no ponto de venda. Inclui ainda aulas sobre técnicas de pricing e negociação entre varejistas e fabricantes. Saiba mais. Mais informações acesse: http://www.espm.br/candidato
  4. 4. Dia das Crianças DIA DAS CRIANÇAS: VAREJO TRARÁ 800 NOVIDADES E LOJAS LANÇAM OFERTAS Fonte: Yahoo Noticias – 29/09/2009 Os pais terão 800 opções a mais este ano para escolher o presente dos filhos para o Dia das Crianças. A previsão é da Abrinq (Associação Brasileira da Indústria de Brinquedos), que estima que as fábricas associadas faturem 16% a mais no feriado deste ano, reflexo de vendas elevadas. De acordo com a ACSP (Associação Comercial de São Paulo), as vendas devem ser 5% maiores que as registradas no Dia das Crianças do ano passado. Segundo a Abrinq, a data representa cerca 40% das vendas do segmento no ano. Entre os 800 lançamentos previstos pela Associação, os eletrônicos são destaque, como bonecas que cantam e falam para as meninas e games para os meninos. Expectativas e promoções Os pais que procuram novidades e preços baixos devem ficar atentos. Para o Dia das Crianças, muitas lojas especializadas farão promoções, por isso, o que vale é a boa e velha pesquisa de preços. (...)
  5. 5. Mercado UNILEVER COMPRA MARCAS SUPERMERCADOS ACELERAM EXPANSÃO COM DO GRUPO SARA LEE VENDAS EM ALTA Fonte: Meio & Mensagem - 27/09/2009 Fonte: DCI (Alexandre Melo) - 30/09/2009 A manutenção do crescimento ascendente no setor A Unilever anunciou a compra das marcas do grupo supermercadista animou o paraense Grupo Líder a Sara Lee por US$ 1,87 bilhão. Essa foi a primeira ampliar a meta de crescimento, que poderá alcançar grande aquisição realizada por Paul Polman, que 15% sobre o R$ 1,1 bilhão registrado no ano passado. assumiu recentemente na função de presidente- Detentora de 14 supermercados, quatro lojas de executivo. Segundo Brenda Barnes, presidente- departamento e um shopping center, a rede executiva do grupo Sara Lee, o caminho é de administrada pela família Rodrigues vai acelerar sua concluir vendas de ativos não essenciais para focar expansão nos próximos dois anos com a abertura de o grupo norte-americano em alimentos e bebidas. três unidades orçadas em R$ 49 milhões. A Unilever disse que o negócio está sujeito à A segunda maior varejista do estado, atrás do Grupo Y. aprovação regulatória. "Cuidados pessoais é uma Yamada, segue bom desempenho apresentado pelo categoria estratégica e um motor de crescimento setor nos oito primeiros meses do ano já está levando a chave para a Unilever. Esta operação baseia-se em prever um crescimento acima de 5% nas vendas reais nosso portfólio na Europa Ocidental e também na em 2009, segundo a Associação Brasileira de Ásia", concluiu o CEO da Unilever Paul Polman. Supermercados (Abras). Em agosto, as vendas do setor Segundo informou a Unilever, marcas do grupo de subiram 4,12% em agosto deste ano em relação a igual Sara Lee geraram vendas anuais de US$ 1,1 bilhão mês do ano passado, enquanto o acumulado do ano no ano fiscal encerrado em junho de 2009. registra alta de 5,3%. (...)
  6. 6. Mercado BUSCAPÉ É VENDIDO PARA COMÉRCIO ESTÁ CONFIANTE NO DIA DA GRUPO SUL-AFRICANO CRIANÇA, AFIRMA SERASA Fonte: Meio e Mensagem (IDG Now) - 29/09/2009 Fonte: DCI (Danielle Fonseca) - 30/09/2009 O grupo de mídia sul-africano Naspers Limited é o mais O varejo está mais confiante para o Dia da Criança e novo dono do Buscapé. Nesta terça-feira, 29 de 49% dos comerciantes têm esperança de acréscimo setembro, o conglomerado anunciou a aquisição do no faturamento do 12 de outubro, o maior nível entre portal brasileiro de comparação de preços pela quantia as datas comemorativas do ano, segundo a Pesquisa de US$ 342 milhões. Serasa Experian de Expectativa Empresarial. Com a aquisição, a Naspers passa a ser dona de 91% A percentagem é a mesma à registrada em 2007, mas das ações do Buscapé, que ganha um valor de menor do que a de 2008, quando 52% dos mercado de US$ 375 milhões. Pelas pretensões entrevistados esperavam um aumento do faturamento. envolvidas na negociação, o Buscapé deverá Para o Serasa Experian, o cenário é de otimismo e já desenvolver um novo modelo de negócios, que alie os indica que este Natal irá ser melhor do que o do ano seus serviços a experiência em comércio eletrônico da passado, que teve seu desempenho prejudicado em Naspers, fortalecendo a posição das duas marcas em razão da crise econômica internacional no País. (...) toda a América Latina. Com a compra do Buscapé, o grupo sul-africano de internet dá o primeiro passo para a expansão de seus negócios na América Latina. (...)
  7. 7. Mercado REFRIGERADOR INTELIGENTE Fonte: Consumidor Moderno (Gustavo Pelogia) - 29/09/2009 A Panasonic lança no final desta semana seu primeiro refrigerador no Brasil. (...) Foram cerca de dois anos estudando o mercado do Brasil, antes de colocar o refrigerador a venda. Como se pode ver na foto, é um refrigerador e tanto. Não só porque é bonito, mas por atributos como a capacidade de 512 litros, iluminação lateral com LED, a economia de energia (49,8kWh/mês), mas também pela organização. O freezer, por exemplo, fica embaixo. Já que ele é menos utilizado, porque não dar destaque para os outros compartimentos? Na gaveta do meio, ficam os vegetais. Assim, separado dos outros alimentos, eles não sofrem com o abre abre constante da geladeira. E é possível visualizar o que está na gaveta olhando por cima, ao se abrir às portas superiores, que tem tamanhos diferentes (uma pequena e uma grande) e espaço de sobra nas quatro prateleiras internas. O preço, claro, cobre toda a beleza e tecnologia. O NR-D512XZ custa a bagatela de R$6.499,00. O Gerente Geral de Marketing da empresa, Marcelo Miake, explica que o objetivo da empresa é criar um ―objeto de desejo‖, para ganhar nome, por isso começar as vendas pela linha premium. Depois, se tudo der certo, investir em produtos para públicos com menor poder aquisitivo.
  8. 8. Pesquisa PESQUISA ANALISA COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR BRASILEIRO NO CANAL DA CONSTRUÇÃO Fonte: Consumidor Moderno - 28/09/2009 O POPAI Brasil acaba de concluir a pesquisa ―Comportamento do Consumidor em Lojas de Materiais de Construção e Home Centers‖, que envolveu 1.950 entrevistas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Elaborado com o objetivo de conhecer melhor o comportamento do consumidor no ponto-de-venda desses estabelecimentos, o estudo avaliou, entre outros temas, o grau de influência das ações de merchandising e do material promocional no ponto de venda nas decisões de compra. O trabalho foi conduzido de janeiro a abril de 2009 pela TNS Research International, líder mundial no segmento de pesquisas Ad Hoc. A metodologia seguiu os padrões internacionais da POPAI - The Global Association For Marketing At Retail, que envolve duas etapas principais, os períodos pré e pós-compra. O estudo constatou que, em relação ao perfil profissional, os compradores de material de construção são, em sua maioria, do sexo masculino. Porém, ao analisar o perfil dos consumidores finais, observou um equilíbrio entre ambos os sexos. Revelou, também, que os consumidores têm preferência pelo atendimento com vendedores e isso se aplica tanto ao perfil consumidor final quanto ao profissional. Esse dado demonstra que o canal de construção brasileiro ainda está muito distanciado do sistema de auto-serviço. (...)
  9. 9. Economia ÚLTIMO FIM DE SEMANA DE ISENÇÃO NO IPI AUMENTA VENDAS NAS CONCESSIONÁRIAS Fonte: G1 (Maria Angélica Oliveira) - 28/09/2009 O último fim de semana de isenção no Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros novos fez aumentar as vendas em concessionárias de São Paulo. Algumas chegaram a vender o dobro do registrado em outros finais de semana. (...)O desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) será reincorporado pelas montadoras de forma gradativa a partir da próxima quinta-feira (1º). Por isso, a corrida dos clientes foi pelos carros disponíveis em estoque, já que, para compras por encomenda em que o carro só será faturado após a quarta (30), não haverá mais o desconto do imposto. (...) Em algumas concessionárias, a falta de carros em estoque teve de ser driblada. 1ª parcela 'esticada' Além do desconto no IPI, quem foi às lojas em busca de um carro novo recebeu diversas ofertas, como IPVA grátis, aparelhos de som e até a primeira parcela bem "esticada". ―Dependendo do valor da entrada e do prazo [de financiamento], temos a primeira parcela para 90 dias, inclusive [para pagar] com o 13º salário‖. (...)
  10. 10. Economia DOIS ACIONISTAS QUEREM A REDE CARREFOUR LONGE DOS EMERGENTES Fonte: DCI (agência estado) - 29/09/2009 Os dois principais acionistas individuais do francês Grupo Carrefour, o maior varejista mundial depois do Walmart, estariam pressionando a empresa a vender seus ativos e a abandonar países emergentes como o Brasil e a China, na contramão do mundo. Na hipótese de abandonar a operação da América Latina, onde é líder, o Carrefour poria à venda 1.185 lojas, avaliadas entre 3 bilhões de euros e 5 bilhões de euros. A informação foi divulgada ontem pelo jornal Le Monde, em Paris, e não foi desmentida pela companhia. A pressão pela venda dos ativos de mercados emergentes é feita pelo consórcio Blue Capital, formado pelo fundo de investimentos Colony Capital e pelo empresário Bernard Arnault, dono do Grupo LVMH, holding que reúne marcas de luxo como Louis Vuitton, Givenchy, Moët & Chandon e Veuve Clicquot. A Blue Capital detém 13,5% das ações do Carrefour desde sua entrada no capital da empresa, em 2007. Procurado, o Carrefour Brasil afirmou que "está mantido o plano de investimento de R$ 1 bilhão este ano" no País, sendo o mesmo valor planejado para 2010. A crise entre os dois investidores e os demais acionistas teria origem na queda de 30% das ações do grupo desde a abertura de capital. Os dois principais acionistas individuais do francês Grupo Carrefour estariam pressionando a empresa a vender seus ativos e abandonar países emergentes, como o Brasil e a China.
  11. 11. Participe Nosso blog está com novo layout, Participe da nossa comunidade na você já viu? internet por meio do twitter. Deixe um comentário e dê a sua Clique e siga nos: opinião! http://twitter.com/Varejo_ESPM http://varejo.espm.br
  12. 12. Economia VENDAS DE CARROS SOBEM 18,4% EM SETEMBRO ANTE AGOSTO, DIZ FONTE Fonte: Reuters - 30/09/2009 As vendas de automóveis e comerciais leves em setembro até o dia 29, no último mês com desconto cheio do IPI de carros, cresceram 18,4 por cento ante igual intervalo de agosto, afirmou uma fonte do mercado nesta quarta-feira. No acumulado do mês até a terça-feira, as vendas totalizaram 271.145 unidades, disse a fonte à Reuters. Na comparação com setembro de 2008, exceto o último dia daquele mês, o número representa avanço de 13,8 por cento. O volume indica uma média diária de vendas de 13.557 veículos, que se for mantida nesta quarta- feira fará setembro ultrapassar julho como segundo maior mês em vendas da história do setor no país, quando o total das vendas ficou em 273.581 veículos e comerciais leves. O recorde ocorreu em junho, com 289.780 unidades vendidas, quando consumidores anteciparam as compras de automóveis diante da expectativa de que a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) terminasse no fim daquele mês. O governo acabou por prorrogar pela segunda vez o desconto do IPI sobre automóveis em junho, em uma medida que foi adotada inicialmente em dezembro para ajudar o setor combalido pela crise econômica global. (...)
  13. 13. Economia VENDAS DE SUPERMERCADOS CRESCEM 4,12% EM AGOSTO Fonte: Folha OnLine - 30/09/2009 As vendas do setor supermercadista em agosto de 2009 cresceram 4,12%, em relação ao mesmo mês de 2008, de acordo com o Índice Nacional de Vendas, divulgado mensalmente pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em comparação a julho de 2009, houve leve alta de 0,80%. No acumulado dos primeiros oito meses de 2009, em comparação com o mesmo período do ano anterior, o resultado chega a 5,30%. Esses índices já foram deflacionados pelo IPCA do IBGE. Em valores nominais, o Índice de Vendas da Abras apresentou crescimento de 8,66%, em relação ao mesmo mês do ano anterior, e alta de 0,95% sobre o mês anterior. No acumulado dos oito primeiros meses, a alta é de 10,78%.(...) AbrasMercado Em agosto, o AbrasMercado, cesta de 35 produtos de largo consumo, analisada pela GfK, apresentou queda de -2,90%, em relação ao mês anterior. Já na comparação com agosto de 2008, o AbrasMercado apresentou alta de 2,25%, passando de R$ 254,51 para R$ 260,24. Os produtos com as maiores altas foram: tomate, com 19,04%; cebola, com 10,51%; e biscoito maisena, com 4,05%. Já os produtos com as maiores quedas foram: leite longa vida, com -11,01%; carne dianteiro, com -10,49%; e batata, com -10,72%.(...)
  14. 14. Marketing Mix BERTIN INVESTE PARA TER EXCLUSIVIDADE EM PONTOS-DE-VENDA Fonte: PDV News - 28/09/2009 A Bertin acaba de deflagrar uma ofensiva de marketing que prevê a popularização da marca junto ao consumidor final. A ação, programada antes da fusão com o JBS-Friboi, prevê a personalização de 20 açougues por mês inicialmente na região Sudeste e a reformulação da linha de carnes in natura direcionada ao varejo. O objetivo é ampliar as vendas nesse canal. Desde que o projeto começou, em agosto, a comercialização de carnes da linha de cortes especiais apurou crescimento de 29% em comparação a igual período do ano passado. A companhia não divulga os valores envolvidos, mas informa que a ação irá receber 30% do orçamento de marketing para o segmento de carnes in natura. Segundo a Bertin, a estratégia de fortalecimento da marca é na verdade uma herança da compra das operações da Vigor pela empresa, consolidada no fim de 2008. O negócio possibilitou que o frigorífico adquirisse maior expertise em marketing, prova disso é que pela primeira vez a companhia possui um diretor voltado a essa área. Até o momento três lojas da rede Makro - Campinas, Butantã (SP) e Brasília - sete açougues em Lins (SP) e um em Aldeia da Serra (SP) já finalizaram o processo de personalização. Lojas das redes Sonda, Covabra e Ricoy encontram-se em fase de implantação. (...)
  15. 15. Marketing Mix COCA-COLA COMUNICA FUSÃO DE SUCOS NO PDV Fonte: Mundo do Marketing – 01/10/2009 Os sucos da Coca-Cola passam a ter uma nova comunicação no ponto-de-venda. A mudança ressalta a fusão entre as marcas Del Valle, Minute Maid Mais e Kapo e destaca o ganho em qualidade destes produtos ao fazer parte do portfólio da multinacional. Um dos objetivos é oferecer peças no ponto-de- venda que mostrem a fusão de toda a linha de sucos e, para isso acontecer, as gôndolas terão fotos em Polaroid de todos os sucos da Coca- Cola juntos, assim como uma família. Quem assina o projeto é a agência de branding e design, Tátil.
  16. 16. Marketing Mix GRUPO SAPEKA LANÇA LINHA DE ABSORVENTES Fonte: Mundo do Marketing – 29/09/2009 COCA-COLA DESTACARÁ INFORMAÇÕES CALÓRICAS EM EMBALAGEM O Grupo Sapeka lança uma linha de absorventes. A Fonte: Mundo do Marketing – 29/09/2009 empresa que trabalha há 10 anos no segmento de fraldas descartáveis agora aposta na marca Única, que conta com uma linha de absorventes com pacotes de 8, A Coca-Cola destacará as informações calóricas nas 16 e 24 unidades, distribuídos nas principais redes embalagens de todos os seus refrigerantes até 2011. varejistas do país. Para o lançamento, a principal A iniciativa global pretende incentivar os novidade é o kit com 16 absorventes para todas as consumidores a optarem pelos produtos da empresa fases do ciclo: um pacote Fluxo Intenso e um Fluxo de forma mais consciente. A nova embalagem está Moderado. sendo implementada nos Estados Unidos e já está presente nos mercados europeu, mexicano e A decisão foi tomada após uma pesquisa de opinião australiano. Os rótulos também pretendem incluir que indicou que as atuais marcas no mercado não têm informações nutricionais para uma dieta balanceada, absorventes para fluxos diferentes em uma mesma para ajudar os consumidores a fazerem escolhas embalagem. O plano de comunicação conta com ações melhores. de ponto-de-venda, ativação, internet e campanha de comunicação.
  17. 17. E-Commerce COMÉRCIO ELETRÔNICO PREVÊ FECHAR 2009 COM UM FATURAMENTO DE R$ 10,5 BI Fonte: ACSP – 01/08/2009 A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em conjunto com a Camara-e.net, realizou, em sua Distrital Sudeste, mais uma edição do Seminário e-commerce para Pequena e Média Empresa (PME) no dia 30/09. O evento apresentou, por meio de palestras, os números e tendências que fazem do e-commerce um grande impulsionador de negócios, inclusive entre as PMEs. ―O Brasil apresenta 11,5 milhões de compradores on-line, com um tíquete médio de R$ 323 por compra. Para o Natal, a tendência é que a média chegue a R$ 346‖, apontou Sandra Turchi, superintendente de Marketing da ACSP. O comércio eletrônico prevê fechar 2009 com um faturamento de R$ 10,5 bi e 4 milhões de novos e- consumidores. (...) A possibilidade de comercializações via internet já é considerado um diferencial de empresas entre seus concorrentes. Entretanto, isso não basta: é necessário inovar dentro do leque de opções, especialmente, as ferramentas disponíveis no website. Isso inclui disponibilidade de catálogos, listagens, suporte técnico, além das redes sociais – a tão comentada web 2.0. Esses fatores são considerados primordiais para a presença digital, pois seguem uma das principais premissas dos executivos da área, de que ―a melhor maneira de encontrar seu cliente é ser encontrado por ele‖. (...)
  18. 18. E-Commerce A PRÁTICA DE FAZER COMPRAS PELA INTERNET DEVE AUMENTAR 30% ATÉ 2014 Fonte: Correio Braziliense – 28/09/2009 A cada dia, o e-commerce, ou comércio online, se torna mais comum na vida das pessoas. Os principais motivos: comodidade e grandes descontos. Nos últimos 10 anos, esse tipo de transação cresceu 45% em todo o Brasil. Para os próximos cinco anos, o número deve aumentar 30%. Só em 2008, as empresas lucraram R$ 8,2 bilhões com vendas pela internet — sem contar a comercialização de automóveis, leilões e passagens aéreas. Para este ano, a expectativa é de que o lucro anual atinja R$ 10,5 bilhões. Cerca de 10 mil empresas vendem no mundo virtual. Ainda assim, alguns compradores não confiam na rede. Especialistas garantem que a prática é positiva caso o internauta tenha rigor na hora de efetuar a compra virtual para não ser enganado. Os principais consumidores de produtos online são adultos na faixa de 24 a 49 anos, com renda mensal de R$ 3,5 mil. O público de classe C e D, com mais de 50 anos, e entre 18 e 24, no entanto, registra o maior crescimento nesse tipo de mercado. (...) Os produtos mais vendidos na internet são os livros.(...)Em segundo lugar na lista de compra estão produtos de saúde, beleza e medicamentos. Logo depois aparecem itens de informática, eletrodomésticos e eletrônicos em geral. (...)
  19. 19. Marcas Próprias "PEQUENOS" DOMINAM AS MARCAS PRÓPRIAS Fonte: MogiNews – 27/09/2009 Pequenos e médios empreendedores têm uma participação muito significativa no fornecimento de seus produtos para as marcas próprias de grandes varejistas e atacadistas. A Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (ABMAPRO) estima que esta participação no País seja entre 80% e 85%. Um produto de marca própria caracteriza-se por sua venda e comercialização ser feita exclusivamente pela organização que detém o controle (registro) da marca e que normalmente não possui unidade produtora, segundo o Núcleo de Varejo, da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Para a ABMAPRO, a expectativa é que o setor termine o ano com um crescimento de 15%. Segundo a presidente da associação, Neide Montesano, a marca própria é uma opção que contribui para que o poder aquisitivo do consumidor não seja tão afetado, pois os produtos mantêm a qualidade esperada com um diferencial de preço de até 20%. A previsão de crescimento feita no início do ano, mesmo com o cenário de crise, ainda se mantém. A presidente da ABMAPRO explica que há uma tendência ainda maior de o consumidor experimentar itens com a marca do varejista e do atacadista e comprovar a relação custo-benefício. (...) Neide explica que o domínio de pequenos e médios no segmento de marcas próprias é uma característica do Brasil, diferente de outros países, onde o setor é regido por grandes empresas. (...)
  20. 20. Pesquisa METADE DOS CONSUMIDORES DE BAIXA RENDA ESTÁ INADIMPLENTE Fonte: Mundo do Marketing - 01/10/2009 A inadimplência entre os consumidores de baixa renda está crescendo na mesma proporção em que estão comprando. Nada menos do que 55% dos consumidores que recebem até três salários mínimos estão inadimplentes segundo pesquisa semestral da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Este número era de 32% em setembro de 2008. O carnê de loja, como Casas Bahia, é o recordista entre os inadimplentes, representando 31% dos débitos, seguido pelo cheque com 19%, cartão de crédito com 18%, cartão de loja com 16% e empréstimos (crédito pessoal) com 16%. A principal causa para a inadimplência entre 42% dos consumidores é o desemprego, seguido pelo descontrole de gastos, com 15%.
  21. 21. Varejo no Mundo CARREFOUR URGED BY COLONY TO SELL CHINA, BRAZIL ARM, MONDE SAYS Sept. 28 Ladka Bauerova by Bloomberg Carrefour SA, Europe‘s largest retailer, is facing pressure from its biggest investors to sell operations in the fast-growing Chinese and Latin-American markets, Le Monde said, citing a person familiar with the matter that it didn‘t identify. Shareholders Colony Capital LLC and billionaire Bernard Arnault are pushing Carrefour Chief Executive Officer Lars Olofsson to sell the Asian and South American stores in order to salvage their investment in the retailer, which has lost almost 30 percent of its market value since March 2007, the paper said. Both Carrefour and Blue Capital, the investment vehicle of Colony and Arnault, weren‘t immediately able to comment on the report.
  22. 22. Varejo no Mundo BRAZIL AUG SUPERMARKET SALES RISE 4.1% VS LAST YEAR – ABRAS SEPT 29 By Alastair Stewart; Dow Jones Newswires Brazilian supermarket sales continued to rise in August, reflecting the increased spending power of the population. According to data released by the Brazilian Supermarkets Association, or Abras, Tuesday, August supermarket sales rose 4.1% in real terms compared to August 2008. On a month-on-month basis, August sales were up 0.8% from July. The figures represent "a great result" and indicate "a strong outlook for the end of the year," said Abras in a press release. In the first eight months of the year, sales rose 5.3% compared to the same period a year ago. The figures take into account inflation as measured by the government's official consumer price index, or IPCA. In August, the IPCA gained 0.15%. The rolling 12-month IPCA inflation rate through August reached 4.4%. The country's retail sector has proved remarkably resilient to the wider slowdown in the Brazilian economy, reflecting wider employment and higher salaries for the average Brazilian and falling interest rates. Brazil's largest grocers are Companhia Brasiliera de Distribuicao (CBD), or CBD, France's Carrefour SA (12017.FR) and U.S. retail titan Wal-Mart Stores Inc. (WMT). French retailer Casino Guichard Perrachon SA (12558.FR) owns a 34.3% stake in CBD.
  23. 23. Sustentabilidade EMPRESAS FAZEM RECICLAGEM ‗DENTRO DE CASA‘ Fonte: Agência Estado - 30/09/2009 O conceito de produtos de ciclo fechado, onde as empresas passam a usar o próprio resíduo que produzem para fabricar outros produtos ou embalagens, começa a chegar ao Brasil. Por aqui, redes do varejo como Pão de Açúcar e Walmart já estão dando um passo além em suas práticas de reciclagem, com melhor aproveitamento ao lixo gerado nas lojas ou entregue pelos consumidores. O grupo Pão de Açúcar começou a usar o papel e papelão descartado nas lojas da rede para fabricar embalagens dos produtos de sua marca própria Taeq, que vai de sabonetes a orgânicos. Por mês, as estações de reciclagem localizadas nas lojas da rede recebem 500 toneladas de resíduos - desses, 250 toneladas são de papel e papelão. "Reaproveitar esse volume de material na confecção de embalagens foi um meio que encontramos de fechar o ciclo internamente, ou seja, nosso próprio resíduo vira nossa embalagem", afirma Isadora Sbrissa, gerente da marca Taeq. (...) No Wal Mart, a aposta é no sabão em barra feito com óleo de cozinha reciclado. O óleo é recolhido nas lojas do Maxxi Atacado, bandeira voltada para o consumo popular da rede americana, segue como insumo para a fabricação de sabão em barra pela empresa gaúcha Bertolini e volta ao supermercado como produto final. O projeto está centrado nas lojas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mas até o fim do ano chega ao Nordeste.
  24. 24. CURSOS INTENSIVOS • GESTÃO DO VAREJO FASHION O curso inovador totalmente voltado para gestores que atuam com moda e estão ligados ao varejo direta ou indiretamente. Proporciona aos participantes acesso aos novos conhecimentos sobre o varejo de moda, desde sua operação até o marketing estratégico. Saiba mais. • INTENSIVO DE VAREJO Iniciado em 2004, destaca principalmente, a importância do posicionamento estratégico para as empresas varejistas de qualquer ramo de atividade. O programa, agora revisado e atualizado, prevê aulas sobre marketing estratégico, seguido pelos P‘s do varejo com destaque para o conceito PDR – ponto de relacionamento – criado pela ESPM como um conceito inovador no ponto de venda. Inclui ainda aulas sobre técnicas de pricing e negociação entre varejistas e fabricantes. Saiba mais. Mais informações acesse: http://www.espm.br/candidato
  25. 25. Este informativo é destinado à comunidade de interesse sobre varejo, formada por alunos, ex-alunos, professores e funcionários de empresas parceiras do Retail Lab, o laboratório de Varejo do Núcleo de Estudos do Varejo da ESPM. PRODUZIDO POR: Leonardo Milanês Tatiana Fagundes COORDENAÇÃO: Prof. Ricardo Pastore 02/10/2009

×