Clipping 07112011

432 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Clipping 07112011

  1. 1. ing do VarejoClipp
  2. 2. Caros Leitores Caros Leitores, As vendas de Natal deste ano contarão com um importante aliado, os tablets! Essa não é exatamente a nossa realidade aqui no Brasil, mas lá fora, a imprensa americana chega a avaliar que este poderá ser o ano do “mobile shopper”, pois o crescimento das compras realizadas por consumidores utilizando seus dispositivos móveis, em novembro, registrou 15% de participação contra 4,5% no ano passado. Os varejistas de modo geral, ampliam seus esforços para aumentar sua presença nos dispositivos móveis dos consumidores. Por aqui, enquantoRicardo Pastore, Prof. Msc não tivermos produção em larga escala, banda larga de boa qualidade eCoordenador do Núcleo de preços acessíveis para os tablets, teremos algum tempo para pensar. NaEstudos do Varejo - ESPM dúvida, é melhor agir e surpreender o seu cliente já neste Natal. Boa leitura! Abraços, Prof. Ricardo Pastore
  3. 3. Super & HiperSupermercadoS vão creScer maiS do que outroS varejoS em 2012Levantamento feito pela Boa Vista Serviços, empresa do segmento de proteção ao crédito, apontouque 25,3% dos varejistas acreditam que os supermercados vão crescer mais do que outrossegmentos do comércio no ano que vem. A sondagem, cujo objetivo era identificar as expectativaspara 2012, foi realizada com 312 empresários e executivos do Estado de São Paulo.O estudo também revelou que praticamente a metade dos respondentes (50,6%) acredita emcrescimento moderado da inadimplência em 2012. Para 38,1% dos participantes, também serámoderada a alta nos preços, enquanto 31,4% apostam em índices semelhantes aos de 2011. Ainflação será a variável econômica com maior impacto na economia para 39,7%.Quanto à oferta de crédito, 48,7% dos varejistas acreditam em aumento moderado e 26,3% emcrescimento mais acelerado. Para 45,5% dos respondentes o cadastro positivo, aprovado no finaldo primeiro semestre, poderá ajudar o varejo a ter um crescimento leve. Já 20,8% apontam que ainfluencia nas vendas será maior.(Supermercado Moderno – 01/11/2011)
  4. 4. Super & Hipercondor expande rede no paraná e planeja avanço para SpOs planos para a expansão da rede paranaense de supermercados Condor estão a todo vapor. Aempresa comandada pelo empresário Pedro Joanir Zonta faturou R$ 1,7 bilhão no ano passado eestá superando a meta de investimentos traçadas para este ano. Até dezembro, a rede espera obterautorização da prefeitura de Curitiba para começar a construir mais um hipermercado no município.O novo prédio terá 5,3 mil metros quadrados, o mesmo tamanho de outro hipermercado que já estásendo levantado pela rede em Pinhais, cidade vizinha à capital paranaense. Suas obras tiveraminício na semana passada e a previsão é que ambos abram as portas no primeiro semestre de 2012.A rede, que planejava investir R$ 100 milhões em 2011, ampliou os gastos com outras trêsinaugurações - em Colombo, Castro e São José dos Pinhais, além da ampliação de lojas nosmunicípios de Araucária e Apucarana. As unidades de Castro e São José dos Pinhais vão começara receber o público em novembro e dezembro, respectivamente. Já a loja em Colombo opera desdesetembro. Com todas as inaugurações, o faturamento de 2011 deve ultrapassar os R$ 2 bilhões.Mesmo que a receita da rede seja bem menos significativa que a dos líderes do setor, a empresaestá buscando espaço e vem conseguindo se destacar. Com crescimento médio de 20% ao anodesde 2008, a companhia é a décima maior rede de supermercados do País, de acordo com oRanking de Supermercados, publicado todos os anos por Supermercado Moderno.(Brasil Econômico – 04/11/2011)
  5. 5. Super & HiperShopperS braSileiraS definem como Seria Seu Supermercado “ideal”Uma pesquisa desenvolvida pela Shopper Experience revela como seria um mundo construídopelas mulheres brasileiras. Com foco no consumo e comportamento, a pesquisa mostra o queas mulheres pensam sobre o atendimento ao cliente nos supermercados e como seriam essesestabelecimentos na concepção feminina.Hoje, as mulheres são responsáveis, em média, por 66% das decisões de compra nos laresbrasileiros, movimentando cerca de R$ 1,3 trilhão por ano. Entre as decisões de consumo que têmimpacto nas compras da família, estão alimentação, plano de saúde, vestimenta e educação.Um dos destaques dessa pesquisa qualitativa foi a criação de um focus group – composto porpaulistanas das classes A e B, com idades entre 25 e 42 anos. Segundo Stella Kochen Susskind,presidente da Shopper Experience e coordenadora da pesquisa, a insatisfação com produtos eserviços é maior entre as mulheres – até por uma questão matemática. São elas que, diariamente,assumem grande parte das decisões de consumo da família.A pesquisa mostra que essa insatisfação alcança patamares elevados pela própria natureza damulher. “Quando compra um produto alimentício para os filhos, por exemplo, se a marca nãocumprir o que promete, essa consumidora vai até as últimas instâncias para reclamar e fazer valeros seus direitos. Além disso, o alto poder influenciador entre amigos, familiares e redes sociais podecomprometer a imagem das marcas”, afirma Stella.(Supermercado Moderno – 04/11/2011)
  6. 6. Super & Hiperpão de açúcar quer zerar gaStoS com integração de bandeiraSO Grupo Pão de Açúcar pretende encerrar, neste ano, todas as despesas referentes aos processosde integração das marcas, que começou no ano de 2010. Segundo Hugo Bethlem, vice-presidenteda companhia, a vontade é restringir todos os gastos e não transferir nada para 2012.No acumulado do ano, o grupo atingiu um lucro líquido de 367,8 milhões de reais, alta de 4,5%, nacomparação com o mesmo período de 2010.Ainda de acordo com o balanço da companhia, o lucro líquido ajustado, excluindo os gastos não-recorrentes, seria de 411,9 milhões de reais para o período. Já as despesas operacionais totais doGrupo no terceiro trimestre, somaram 2,3 bilhões de reais, alta de 87,6% na comparação com omesmo período do ano passado.Recentemente, foi divulgado o resultado financeiro referente ao terceiro trimestre. No período, olucro líquido da companhia caiu 1,5%, totalizando 133,5 milhões de reais.(Exame Online – 07/11/2011)
  7. 7. Shopping Center bourbon Shop. eSpera creScimentoShopping center norte planeja reformaS em 2012 de 15% naS vendaS de natalO Shopping Center Norte, na zona Norte de São Paulo, estuda Para o mês de dezembro, ouma revitalização para atrair mais consumidores em 2012. O Bourbon Shopping São Pauloprojeto inclui a criação de uma área VIP no estacionamento (que aposta em um crescimento dedeixará de ser gratuito); a reforma no forro, na fachada e na 8% no fluxo de clientes e de 15%iluminação do imóvel; e uma ciclovia para ligar o local ao Parque nas vendas em relação ao mesmoda Juventude. A segunda etapa será modernizar o Lar Center, período de 2010. Para atrair maisdo mesmo grupo. Apesar dos problemas deste ano, a projeção visitantes, o shopping aposta emé que os centros comerciais fechem 2011 com crescimento de várias ações, como decoração15% sobre 2010. interativa e promoções. OA empresa está apostando no Natal para recuperar as perdas Bourbon Shopping presentearádo trimestre. O investimento em marketing para a data foi de R$ seus clientes com ingressos de5 milhões, o maior já feito pelo centro comercial, e inclui sorteio teatro e os participantes terãode carros no Center Norte e um leilão de guirlandas no Lar ainda a chance de concorrer aoCenter. A expectativa é que as vendas aumentem 12% sobre sorteio de um carro.2010, quando foram investidos R$ 4,5 milhões. (Mercado & Consumo - 04/11/2011)(Valor Econômico - 04/11/2011)
  8. 8. Mercadounilever inveSte r$ 500 milhõeS e anuncia o Segmento de “Salonização”O mercado brasileiro de cuidados com os cabelos é o terceiro maior do mundo, movimentando R$6,5 bilhões ao ano - atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão – ou seja, com potencial de sero segundo mercado nos próximos anos. Diante dessas informações e da meta de ganhar cadavez mais consumidores em todas as classes, a Unilever traz para o mercado a marca internacionalTresemmé - além dos relançamentos de toda linha Clear e das linhas de lisos e cachos de Seda edo lançamento da nova variante Dove Pós Progressiva. Ao todo serão 80 novos produtos.Para isso, a empresa investirá R$ 500 milhões na categoria de cuidados com os cabelos, entrenovembro de 2011 e dezembro de 2012. O valor contempla publicidade, pesquisa e desenvolvimento,inovações, marketing, logística e recursos humanos. Segundo os porta-vozes da companhia, essemontante representa o maior investimento na categoria na história da Unilever.(Supermercado Moderno – 03/11/2011)
  9. 9. Mercadolucro da Kraft foodS Sobe 22% no 3° trimeStreA Kraft Foods registrou um lucro líquido de US$ 922 milhões, no terceiro trimestre deste ano. O valoré 22% a mais que os US$ 457 milhões obtidos no mesmo período do ano passado. O resultado veiocom o fortalecimento das vendas e o aumento de preços para compensar o avanço de 14% noscustos.A receita aumentou 12%, para US$ 13,2 bilhões. Excluindo-se aquisições e mudanças cambiais, areceita subiu 8,4%.Irene Rosenfeld, CEO da Kraft, informou que o aumento expressivo dos investimentos em marketing,para apoiar as marcas, somado ao lançamento de novos produtos, ajudou a tornar a elevação depreços mais palatáveis para varejistas e consumidores.(O Estado de São Paulo – 03/11/2011)
  10. 10. E-Commercevenda de alimentoS ganha eSpaço na internetA venda de alimentos pela internet tem interessado cada vez mais às redes varejistas brasileiras. Osegmento, que nasceu nos anos 90 como um serviço adicional, passa por uma fase de ampliaçãonas redes Pão de Açúcar, Sonda e Walmart.Segundo dados da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), só em 2010, as vendas dossupermercados pela internet somaram cerca de R$ 1,6 bilhão, mas representam apenas 0,8% dofaturamento total do setor. A modalidade perde até para as vendas de telefones, que respondeu por3% das vendas.A rede de supermercados Walmart vem estruturando um plano para lançar o serviço de vendas pelainternet em todos os Estados onde atua. A expectativa do setor é que eles comecem a operaçãodelivery em São Paulo no ano que vem.Atualmente o Walmart faz entrega em domicílio em Curitiba e em Porto Alegre, através das bandeirasMercadorama e Nacional. As operações já existiam quando o Walmart comprou as redes do grupoSonae, em 2005. O interesse, porém, só surgiu no ano de 2010, quando o ritmo das vendas onlineacelerou. O Walmart não divulga o faturamento do segmento, mas diz que deve crescer 90% em2011.(Valor Online – 07/11/2011)
  11. 11. TecnologiabraSil teSta Sete ServiçoS de pagamento móvelOperadoras de telefonia celular e de cartões de débito e crédito, além de bancos e empresas depagamentos, têm redobrado esforços para fazer vingar no Brasil os serviços de pagamento móvel,que prometem substituir em alguns anos os cartões de plástico. Para o consumidor, esses serviçossão apresentados como sendo de dois tipos: pagamento remoto por troca de mensagem (SMS) oupagamento presencial sem contato com outras máquinas, o chamado Near Field Communication(NFC).O trabalho empreendido pelas empresas que compõem essa cadeia, no entanto, revela umarealidade complexa. Existem atualmente no mercado oito tipos de tecnologias em uso, das quaissete são testadas em território brasileiro. A maioria das tecnologias pode ser usada com os aparelhoscelulares já disponíveis no mercado e, para o consumidor, o custo é semelhante ao de um SMS oude uma ligação local.A tecnologia mais avançada e que exigirá investimentos tanto de usuários quanto das empresasenvolvidas na cadeia é a comunicação por aproximação, ou NFC. Os consumidores necessitarãoter em mãos celulares com chips com sistemas de radiofrequência para permitir a leitura doscelulares pelos terminais de pagamento das lojas.(Valor Econômico - 04/11/2011)
  12. 12. Marketing Mixp&g cria lojaS virtuaiS noS metrôS de pragaA Procter & Gamble montou uma loja virtual nos metrôs de Praga, onde consumidores podemfazer compras de produtos de conveniência no caminho para o trabalho ou na volta para casa.Cada produto conta com um QR code específico, que o consumidor deve digitalizar para realizar acompra. Os pedidos são direcionados para a Mall.CZ, loja de varejo online da República Checa, emensagens de confirmação da hora de delivery são enviadas ao cliente.Outras empresasEmpresas estão cada vez mais oferecendo jeitos convenientes de fazer compras para seus clientes.A rede de supermercados Tesco, na Coréia, disponibilizou nos metrôs do país o mesmo tipo de lojavirtual.(Proxxima – 03/11/2011)
  13. 13. Marketing MixcinemarK vai abrir 60 novaS SalaS até 2012Depois de consolidar a marca nos grandes centros urbanos, a rede Cinemark centrou sua estratégianas chamadas cidades secundárias – com renda e número de habitantes suficientemente grandespara atrair investimentos em infraestrutura de lazer. Para o próximo ano, a norte-americana Cinemarkvai inaugurar oito complexos, que somarão mais 60 salas à rede de cinemas. Hoje, segundo dadosda própria empresa, a Cinemark é líder do setor de exibição cinematográfica na América Latina eestá em 30 cidades no país. Atualmente, as 450 salas de cinema da rede estão espalhadas portodos os Estados do Sul, Sudeste, Centro Oeste (com exceção do Mato Grosso), algumas capitaisdo Nordeste e Manaus (AM). “Por uma questão estratégica, estamos expandido a área de atuação,indo para as segundas e terceiras maiores cidades de cada estado”, afirmou Marcelo Bertini,presidente do Cinemark Brasil. “É um processo de interiorização do parque brasileiro. Investimosjunto com a abertura de novos shoppings”.O Cinemark planeja abrir três complexos até o final deste ano e mais oito em 2012, somando 60novas salas de cinema à rede no próximo ano. Em 2013, serão inaugurados mais sete complexos.Em São Paulo, três shoppings receberão as salas de cinema da rede: Raposo Shopping, MoocaPlaza Shopping e ParkShopping São Caetano. Já as cidades de Uberlândia (MG), Londrina (PR) eRecife (PE) são cotadas para sediar a rede a partir do próximo ano.(Brasil Econômico – 04/11/2011)
  14. 14. 07/11/2011 ade de é destinad o à comunidEst e informativo alunos, ex bre varejo, formada porinteresse so empresas ores e fun cionários de alu nos, profess io de Varejo Retail Lab , o laboratór parceiras do da ESPM. e Estud os de Varejo do Núcleo d : Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P mo João do Car ndes Tatiana Fagu

×