SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Auxiliar de Farmácia
O Auxiliar de Farmácia
O Auxiliar de Farmácia é o profissional
responsável por auxiliar no atendimento e na
organização dos medicamentos por setor,
repõe medicamentos e materiais, interpreta
prescrições médicas, esclarecendo dúvidas em
geral e auxiliando o farmacêutico de plantão.
OBJETIVO DO CURSO AUXILIAR DE FARMÁCIA
Prepara pessoas para o mercado de trabalho, em
uma das áreas mais promissoras da saúde.
QUANTO AS SUAS RESPONSABILIDADES?
De acordo a PL 668/11 o auxiliar de farmácia é
responsável por:
 Auxiliar o farmacêutico na dispensação dos
medicamentos
 Organizar os medicamentos na prateleira e os
produtos correlatos nas gôndolas.
 Listar os produtos que faltam, como também
recebê-los, entre outras atribuições.
Segundo a Classificação Brasileira de
Ocupações - CBO 4-51.70
Auxiliar de farmácia, Coloca etiquetas
nos remédios, produtos Químicos e outros
preparados farmacêuticos, pregando-as
com cola ou fita adesiva, para possibilitar
melhor Identificação; armazena os
produtos, desempacotando-os e dispondo-
os ordenadamente, para facilitar
a Manipulação e Controle dos mesmos;
Abastece as prateleiras com os produtos, repondo o estoque
quando necessário, para permitir o rápido e permanente
atendimento aos fregueses;
Zela pela limpeza das prateleiras, balcões e outras áreas de
trabalho, tirando o pó, varrendo-as e conservando-as, para
mantê-las em boas condições de Aparência e uso; limpa frasco,
provetas e outros instrumentos, esterilizando-os antes e depois
do manuseio, para assegurar a pureza dos produtos e evitar a
mistura de substâncias;
Atende os fregueses, verificando receitas,
embrulhando e entregando os produtos, para
satisfazer-lhes os pedidos; registra os produtos
fornecidos e a importância das vendas, servindo-
se de talão apropriado, para possibilitar a
cobrança e os controles financeiros e de
estoques.
Pode preparar produtos não-medicinais, como
produtos Químicos industriais e agrícolas, e
vender artigos de perfumaria, tais como de
toucador, aparelhos e lâminas de barbear e
Perfumes.
FARMACIA OU DROGARIA? QUAL A
DIFERENÇA?
Farmácia
Farmácia é o estabelecimento que
possui um laboratório para preparação
de fórmulas prescritas por profissionais
capacitados (médicos, dentistas e
veterinários)
 Ela também pode comercializar produtos industrializados
(especialidades farmacêuticas), mas o diferencial é possuir
um laboratório com equipamentos e materiais que o
permitam estar em plenas condições de funcionamento,
mesmo que não esteja sendo utilizado (existem farmácias
que possuem o laboratório apenas para poderem ser
chamadas de farmácia, embora não o utilizem. Porém são
casos isolados). Portanto, todas as farmácias de manipulação
poderiam ser chamadas apenas de “farmácia”.
DROGARIA
As drogarias são os estabelecimentos que
apenas comercializam medicamentos
industrializados, não possuem nenhum
laboratório para manipulação de fórmulas.
Qual o perfil de um
auxiliar de farmácia?
O mercado busca por bons
profissionais para atuarem em seus
estabelecimentos. E por tanto alguns
requisitos são indispensáveis para
quem quer atuar nesta área e fazer
diferença.
 Conhecimentos em informática.
Imprescindível nos dias atuais, pois
hoje até mesmos pequenos
estabelecimentos fazem uso de
computadores para auxiliar na gestão
dos negócios.
Além de saber como realizar os procedimentos padrões da
função, o Auxiliar de farmácia deverá ter:
Gostar de pessoas
Saber lidar com pessoas é de extrema importância para um profissional de
atendimento, para que se possa passar ao cliente uma boa imagem e
credibilidade da sua farmácia. É importante que todas as pessoas, sem
exceção, sejam bem atendidas e sintam-se à vontade, desde o momento em
que chegam até o momento que saem da farmácia.
Dinamismo
Outra característica indispensável para
este profissional , que objetivamente esta
lidando diretamente com pessoas, ser
dinâmico, ágil, e assertivo torna o
atendimento ainda mais eficaz.
Apresentação Pessoal
Apresentação pessoal para um profissional é de extrema importância, mais que
causar uma boa impressão para os outros, é seu dever cuidar de si mesmo. Sua
apresentação somada a um nível de comunicação de qualidade, é o que facilitará
toda a sequência de atendimento, além do desempenho nas vendas.
Por isso é importante sempre seguir as
seguinte recomendações:
As mulheres sempre devem
cuidar dos cabelos manter
as unhas cortadas, e
sempre optar por roupas
discretas, nada de roupas
decotadas, saias e shorts
curtos.
O mesmo vale para os homens que em hipótese alguma devem
esquecer de aparar a barba, cortas as unhas e os cabelos, e fazer
uso de vestuário inapropriado. Em ambos os caso dar preferencia
sempre ao uniforme, se houver.
Ética profissional é o conjunto de normas éticas que formam a
consciência do profissional e representam imperativos de sua
conduta. Ética é uma palavra de origem grega (éthos), que
significa “propriedade do caráter”. Ser ético é agir dentro dos
padrões convencionais, é proceder bem, é não prejudicar o
próximo.
Moral é a obediência ás normas, tabus, costumes, mandamentos
culturais, hierárquicos e religiosos fundamentados durante a formação do
cidadão. aplicadas no cotidiano e usadas continuamente por cada
cidadãos.
Ética e Moral
Ética é fundamentar o bom e correto modo de viver pelo pensamento humano,
ou seja, o fundamento do bem e mal, o correto e o errado, o justo e o injusto.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

07 atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
07   atendente de farmácia (descrição de medicamentos)07   atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
07 atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
Elizeu Ferro
 
Dispensação de medicamentos cepss
Dispensação de medicamentos cepssDispensação de medicamentos cepss
Dispensação de medicamentos cepss
Julia Martins Ulhoa
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1
Suzana Zaba Walczak
 
Farmacia Hospitalar
Farmacia HospitalarFarmacia Hospitalar
Farmacia Hospitalar
Safia Naser
 

Mais procurados (20)

Curso atendente de farmácias e drogarias22
 Curso atendente de farmácias e drogarias22 Curso atendente de farmácias e drogarias22
Curso atendente de farmácias e drogarias22
 
07 atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
07   atendente de farmácia (descrição de medicamentos)07   atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
07 atendente de farmácia (descrição de medicamentos)
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
 
Lei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalLei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissional
 
Balconista de farmacia
Balconista de farmaciaBalconista de farmacia
Balconista de farmacia
 
Dispensação de medicamentos cepss
Dispensação de medicamentos cepssDispensação de medicamentos cepss
Dispensação de medicamentos cepss
 
Aula 1 - Introdução a profissão atendente de farmácia.pdf
Aula 1 - Introdução a profissão atendente de farmácia.pdfAula 1 - Introdução a profissão atendente de farmácia.pdf
Aula 1 - Introdução a profissão atendente de farmácia.pdf
 
Farmacologia aula-1
Farmacologia aula-1Farmacologia aula-1
Farmacologia aula-1
 
Teste de glicemia capilar slide
Teste de glicemia capilar   slideTeste de glicemia capilar   slide
Teste de glicemia capilar slide
 
Código de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêuticaCódigo de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêutica
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
 
Origem e evolução da farmácia
Origem e evolução da farmáciaOrigem e evolução da farmácia
Origem e evolução da farmácia
 
Introdução à farmacologia
Introdução à farmacologiaIntrodução à farmacologia
Introdução à farmacologia
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
 
Farmacia Hospitalar
Farmacia HospitalarFarmacia Hospitalar
Farmacia Hospitalar
 
Apostila farmacologia
Apostila farmacologiaApostila farmacologia
Apostila farmacologia
 
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALARORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
 
Gestão de estoque farmácias
Gestão de estoque farmáciasGestão de estoque farmácias
Gestão de estoque farmácias
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 

Semelhante a Auxiliar de Farmácia

Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptxAula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Fernando Naize
 
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
Beth Vitoria
 
2015 apres med sob controle especial completa ssh
2015 apres med sob controle especial completa ssh2015 apres med sob controle especial completa ssh
2015 apres med sob controle especial completa ssh
farmwaine
 
08 atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
08   atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)08   atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
08 atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
Elizeu Ferro
 

Semelhante a Auxiliar de Farmácia (20)

Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptxAula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
 
Competencia%202.1
Competencia%202.1Competencia%202.1
Competencia%202.1
 
Curso balconista farmacia
Curso balconista farmaciaCurso balconista farmacia
Curso balconista farmacia
 
FARMACIA.pptx
FARMACIA.pptxFARMACIA.pptx
FARMACIA.pptx
 
Modulo completo afd
Modulo completo afdModulo completo afd
Modulo completo afd
 
APOSTILA-ATENDENTE-DE-FARMÁCIA.pdf
APOSTILA-ATENDENTE-DE-FARMÁCIA.pdfAPOSTILA-ATENDENTE-DE-FARMÁCIA.pdf
APOSTILA-ATENDENTE-DE-FARMÁCIA.pdf
 
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
Balconista de farmacia_sp__32296 (1)
 
Franquia Roval
Franquia Roval Franquia Roval
Franquia Roval
 
Farmacia
FarmaciaFarmacia
Farmacia
 
2015 apres med sob controle especial completa ssh
2015 apres med sob controle especial completa ssh2015 apres med sob controle especial completa ssh
2015 apres med sob controle especial completa ssh
 
aula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptxaula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptx
 
MEDICAMENTOS MANIPULADOS
MEDICAMENTOS MANIPULADOS MEDICAMENTOS MANIPULADOS
MEDICAMENTOS MANIPULADOS
 
Lo1 treinamento 250718
Lo1 treinamento 250718Lo1 treinamento 250718
Lo1 treinamento 250718
 
Manual 2 -_dislipidemias_e_risco_cardiovascular
Manual 2 -_dislipidemias_e_risco_cardiovascularManual 2 -_dislipidemias_e_risco_cardiovascular
Manual 2 -_dislipidemias_e_risco_cardiovascular
 
Curso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmaciaCurso de Balconista de farmacia
Curso de Balconista de farmacia
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
 
Serviço clínico farmacêutico aplicado à homeopatia
Serviço clínico farmacêutico aplicado à homeopatiaServiço clínico farmacêutico aplicado à homeopatia
Serviço clínico farmacêutico aplicado à homeopatia
 
Farmacotecnica
FarmacotecnicaFarmacotecnica
Farmacotecnica
 
08 atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
08   atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)08   atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
08 atendente de farmácia (tipos de famácia parte 02)
 
Revista Prescrita Medicamentos
Revista Prescrita MedicamentosRevista Prescrita Medicamentos
Revista Prescrita Medicamentos
 

Último

CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
wilkaccb
 

Último (10)

AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxAULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
 
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoEscala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
 
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
 
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
 
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
 
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdfAtenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
 
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
 
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxanemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
 
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoFarmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
 

Auxiliar de Farmácia

  • 2. O Auxiliar de Farmácia O Auxiliar de Farmácia é o profissional responsável por auxiliar no atendimento e na organização dos medicamentos por setor, repõe medicamentos e materiais, interpreta prescrições médicas, esclarecendo dúvidas em geral e auxiliando o farmacêutico de plantão.
  • 3. OBJETIVO DO CURSO AUXILIAR DE FARMÁCIA Prepara pessoas para o mercado de trabalho, em uma das áreas mais promissoras da saúde.
  • 4. QUANTO AS SUAS RESPONSABILIDADES? De acordo a PL 668/11 o auxiliar de farmácia é responsável por:  Auxiliar o farmacêutico na dispensação dos medicamentos  Organizar os medicamentos na prateleira e os produtos correlatos nas gôndolas.  Listar os produtos que faltam, como também recebê-los, entre outras atribuições.
  • 5. Segundo a Classificação Brasileira de Ocupações - CBO 4-51.70 Auxiliar de farmácia, Coloca etiquetas nos remédios, produtos Químicos e outros preparados farmacêuticos, pregando-as com cola ou fita adesiva, para possibilitar melhor Identificação; armazena os produtos, desempacotando-os e dispondo- os ordenadamente, para facilitar a Manipulação e Controle dos mesmos;
  • 6. Abastece as prateleiras com os produtos, repondo o estoque quando necessário, para permitir o rápido e permanente atendimento aos fregueses; Zela pela limpeza das prateleiras, balcões e outras áreas de trabalho, tirando o pó, varrendo-as e conservando-as, para mantê-las em boas condições de Aparência e uso; limpa frasco, provetas e outros instrumentos, esterilizando-os antes e depois do manuseio, para assegurar a pureza dos produtos e evitar a mistura de substâncias;
  • 7. Atende os fregueses, verificando receitas, embrulhando e entregando os produtos, para satisfazer-lhes os pedidos; registra os produtos fornecidos e a importância das vendas, servindo- se de talão apropriado, para possibilitar a cobrança e os controles financeiros e de estoques. Pode preparar produtos não-medicinais, como produtos Químicos industriais e agrícolas, e vender artigos de perfumaria, tais como de toucador, aparelhos e lâminas de barbear e Perfumes.
  • 8. FARMACIA OU DROGARIA? QUAL A DIFERENÇA?
  • 9. Farmácia Farmácia é o estabelecimento que possui um laboratório para preparação de fórmulas prescritas por profissionais capacitados (médicos, dentistas e veterinários)
  • 10.  Ela também pode comercializar produtos industrializados (especialidades farmacêuticas), mas o diferencial é possuir um laboratório com equipamentos e materiais que o permitam estar em plenas condições de funcionamento, mesmo que não esteja sendo utilizado (existem farmácias que possuem o laboratório apenas para poderem ser chamadas de farmácia, embora não o utilizem. Porém são casos isolados). Portanto, todas as farmácias de manipulação poderiam ser chamadas apenas de “farmácia”.
  • 11. DROGARIA As drogarias são os estabelecimentos que apenas comercializam medicamentos industrializados, não possuem nenhum laboratório para manipulação de fórmulas.
  • 12. Qual o perfil de um auxiliar de farmácia? O mercado busca por bons profissionais para atuarem em seus estabelecimentos. E por tanto alguns requisitos são indispensáveis para quem quer atuar nesta área e fazer diferença.
  • 13.  Conhecimentos em informática. Imprescindível nos dias atuais, pois hoje até mesmos pequenos estabelecimentos fazem uso de computadores para auxiliar na gestão dos negócios. Além de saber como realizar os procedimentos padrões da função, o Auxiliar de farmácia deverá ter:
  • 14. Gostar de pessoas Saber lidar com pessoas é de extrema importância para um profissional de atendimento, para que se possa passar ao cliente uma boa imagem e credibilidade da sua farmácia. É importante que todas as pessoas, sem exceção, sejam bem atendidas e sintam-se à vontade, desde o momento em que chegam até o momento que saem da farmácia.
  • 15. Dinamismo Outra característica indispensável para este profissional , que objetivamente esta lidando diretamente com pessoas, ser dinâmico, ágil, e assertivo torna o atendimento ainda mais eficaz.
  • 16. Apresentação Pessoal Apresentação pessoal para um profissional é de extrema importância, mais que causar uma boa impressão para os outros, é seu dever cuidar de si mesmo. Sua apresentação somada a um nível de comunicação de qualidade, é o que facilitará toda a sequência de atendimento, além do desempenho nas vendas.
  • 17. Por isso é importante sempre seguir as seguinte recomendações: As mulheres sempre devem cuidar dos cabelos manter as unhas cortadas, e sempre optar por roupas discretas, nada de roupas decotadas, saias e shorts curtos.
  • 18. O mesmo vale para os homens que em hipótese alguma devem esquecer de aparar a barba, cortas as unhas e os cabelos, e fazer uso de vestuário inapropriado. Em ambos os caso dar preferencia sempre ao uniforme, se houver.
  • 19.
  • 20. Ética profissional é o conjunto de normas éticas que formam a consciência do profissional e representam imperativos de sua conduta. Ética é uma palavra de origem grega (éthos), que significa “propriedade do caráter”. Ser ético é agir dentro dos padrões convencionais, é proceder bem, é não prejudicar o próximo.
  • 21. Moral é a obediência ás normas, tabus, costumes, mandamentos culturais, hierárquicos e religiosos fundamentados durante a formação do cidadão. aplicadas no cotidiano e usadas continuamente por cada cidadãos. Ética e Moral
  • 22. Ética é fundamentar o bom e correto modo de viver pelo pensamento humano, ou seja, o fundamento do bem e mal, o correto e o errado, o justo e o injusto.