O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Medicamentos

11.171 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
  • Login to see the comments

Medicamentos

  1. 1. MEDICAMENTOS Prof. LEONARDO DE SOUZA SILVA Farmacêutico-BioquímicoMestrando em Imunologia e Parasitologia básicas e aplicadas Especialista em Farmacologia Clínica
  2. 2. Quais as diferenças entre medicamento genérico, similar ou referência?Todos apresentam qualidade e confiança?Eles promovem o efeito esperado?
  3. 3.  consiste na demonstração de equivalência farmacêutica entre produtos apresentados sob a mesma forma farmacêutica, contendo idêntica composição qualitativa e quantitativa de princípio(s) ativo(s), e que tenham comparável biodisponibilidade, quando estudados sob um mesmo desenho experimental.http://www.youtube.com/watch?v=p5AQoz7VrqUBIOEQUIVALÊNCIA
  4. 4. Equivalentes Farmacêuticos: são medicamentos que possuem mesma forma farmacêutica, mesma via de administração e mesma quantidade da mesma substância ativaEQUIVALÊNCIA FARMACÊUTICA
  5. 5. Aspectos e características
  6. 6. Medicamento de ReferênciaIntercambiável com o medicamento de genéricoMedicamentos inovadoresPossuem eficácia, segurança e qualidade comprovadas cientificamenteEncontram-se há bastante tempo no mercado e têm uma marca comercial conhecidaPatenteApresenta registro junto ao Ministério da Saúde, através da Anvisa
  7. 7. Medicamento GenéricoIntercambiável com o medicamento de referênciaTestes de bioequivalênciaContém o mesmo fármaco (princípio ativo), mesma dose, mesma forma farmacêutica, administrado pela mesma via e mesma indicação terapêutica do medicamento de referênciaApresenta registro junto ao Ministério da Saúde, através da Anvisa
  8. 8. Genéricos - VANTAGENS Oferecer à população medicamentos de melhor qualidade, mais seguros e eficazes, comprovados através da realização de testes de equivalência farmacêutica e bioequivalência; Disponibilizar medicamentos de menor preço, visto que os fabricantes de genéricos não precisam investir em pesquisa para o seu desenvolvimento e nem em propaganda; Reduzir os preços dos medicamentos de referência, com a entrada de medicamentos concorrentes (genéricos); Contribuir para aumento do acesso aos medicamentos; Fortalecer a indústria nacional; Mudar o comportamento dos profissionais de saúde (prescritores e dispensadores); Proporcionar o desenvolvimento tecnológico das indústrias e, conseqüentemente, do país.
  9. 9. Medicamento SimilarPossuem o mesmo fármaco, a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia, indicação terapêutica e qualidade do medicamento de referência, mas não são intercambiáveis com este.São identificados por um nome de marca e também não são intercambiáveis com os genéricos e vice-versa.Não são bioequivalentes com genérico e referência
  10. 10. Intercambialidade
  11. 11. Os 3 tipos de medicamentos são legais, possuem registro.Apresentam qualidade e eficáciaDeve-se considerar aspectos específicos entre as especialidades farmacêuticas disponíveisCONSIDERAÇÕES
  12. 12. http://www.anvisa.gov.br/www.icf.com.brhttp://www.agevisa.pb.gov.br/index.php/ noticias/306-saiba-a-diferenca-entre- medicamentos-de-referencia-similares-e- genericosBibliografia
  13. 13. www.facebook.com/profleonardosouzawww.lsouza-farm.comunidades.netwww.proflsouzafarma.blogspot.comwww.twitter.com/farmaciatencaowww.youtube.com/farmangas

×