Blog e Educação 2 Epeal2009

317 visualizações

Publicada em

Apresentação do 2º dia do mini-curso sobre Blog e Educação no IV EPEAL

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Blog e Educação 2 Epeal2009

  1. 1. Prof. Mestrando Fernando Silvio C. Pimentel (UNIT/UFAL) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PPGE – Mestrado em Educação Brasileira Minicurso: O uso do blog na educação 2º dia
  2. 2. <ul><li>Apresentação e análise dos blogs </li></ul><ul><li>Entendendo Microblogs </li></ul><ul><li>Trabalhando na prática com blogs e microblogs </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O professor não pode ficar de fora desse contexto, deste mundo virtual que seus alunos dominam. </li></ul><ul><li>Utilizar o blog é uma forma de se aproximar do aluno, de utilizar a sua linguagem, de estar conectado ao mundo. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O professor deve aproveitar o que a internet pode oferecer de melhor para desenvolver habilidades e competências necessárias na sociedade atual, como a capacidade de colaborar e cooperar encontradas na ferramenta blog. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Não podemos nos encantar com as tecnologias e utilizá-las sem objetivos pedagógicos claros e definidos. </li></ul>O que? Por que? Para que? Para quem?
  6. 8. Microblogs são interfaces que permitem, assim como os blogs, que as pessoas publiquem seus textos em páginas individuais na Internet. O detalhe está na quantidade de caracteres que podem ser utilizados, tornando estes textos curtos (até 140 caracteres). Estamos agora investigando as possibilidades do uso destes microblogs na educação online, no entendimento de uma sociedade que está vivenciando a era da modernidade líquida (Bauman) e da mobilidade (Santaella). Microblogs e educação online: um possível casamento?
  7. 9. Microblogs podem ser utilizados como registro diário de atividades de uma disciplina ou curso, e com cada &quot;conta&quot; de um microblog está conectado a outros microblogs. Os apontamentos de um aluno podem ser complementados quando relacionados diretamente ou indiretamente a observações de outras postagens de outros alunos em seus respectivos microblogs. O professor também pode utilizar-se do acompanhamento dos registros dos alunos, interagindo, refletindo e fazendo refletir ou retomar alguma observação/apontamento/registro. Estes registros também podem servir como possibilidades de avaliação do aluno, ou do processo. Segundo Kenski, ao analisar uma contribuição oral muito se perde no registro, enquanto que o registro escrito minimiza as perdas.
  8. 10. <ul><ul><li>Cultura disseminada de que a Internet foi construída para o mundo capitalista e hedonista, visando apenas o comércio/lucro e o entretenimento a qualquer custo, sem preocupações éticas ou morais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Adaptação a linguagem e adaptação na construção textual, tendo em vista que os microblogs só permitem 140 caracteres em cada postagem. </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação dos educadores para o uso desta interface. É necessária uma formação que ultrapasse o senso comum e o modismo, analisando a interface não como um fim, mas como uma estratégia didática, descobrindo como o aluno aprende quando está &quot;plugado&quot;. </li></ul></ul>
  9. 11. <ul><li>Continuação da construção do Blog com uma proposta pedagógica dentro de sua área de atuação. </li></ul><ul><li>Exposição dos blogs e considerações. </li></ul><ul><li>Navegação no Twitter, analisando dificuldades e possibilidades de uso na educação. </li></ul>

×