Curte que eu enceno: as redes sociais em foco

143 visualizações

Publicada em

Sequência didática referente ao período 2015.1

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curte que eu enceno: as redes sociais em foco

  1. 1. Escola Estadual de Ensino Fundamental José Pinheiro Curso: Base Artística e Reflexiva - B.A.R. Coordenadora da área de Letras: Magliana Rodrigues da Silva Supervisora: Jacklaine de Almeida Silva Licenciandos em Letras: Jéssica dos Anjos/ Josielio Marinho/ Milêna Dafanni/ Pâmela Melo/ Raabe Queiroz. SEQUÊNCIA DIDÁTICA CURTE QUE EU ENCENO: AS REDES SOCIAIS EM FOCO Temática principal:  Redes Sociais  Teatro Conteúdo:  Gêneros textuais: teatro, cônica e charges. Objetivo geral:  Promover uma reflexão acerca das redes sociais, no intento de conscientizar os discentes sobre a sua utilização. Bem como a produção do gênero teatro, visando elaborar uma peça com os alunos para ser divulgada no canal do Youtube. Objetivos específicos:  Promover a conscientização dos discentes acerca do uso das redes sociais;  Correlacionar as redes sociais com o gênero teatro;  Ressaltar a conscientização do bom uso das redes sociais;  Apresentar vídeos diversificados, que contemplem a temática e os gêneros abordados;  Trabalhar e desenvolver a oralidade, a partir do gênero textual teatro, como também das discussões, das atividades em sala e da exposição;
  2. 2.  Fornecer informações necessárias para uma melhor compreensão dos gêneros em estudo;  Despertar a criatividade dos alunos, a partir da elaboração dos gêneros propostos;  Proporcionar o contato direto com a arte teatral;  Promover uma oficina de teatro para compor as discussões feita sobre o gênero;  Desenvolver uma peça de teatro;  Promover uma gravação da peça, contemplando o gênero teatro e atividades desenvolvidos ao longo das aulas, bem como o trabalho com as redes sociais; Procedimentos metodológicos: 1º Encontro: A era dos “amigos”  Iniciaremos o encontro com a dinâmica “Presente de amigo”, com o objetivo de fazer com que os alunos reflitam acerca da importância da amizade, bem como mostrar que um gesto pessoalmente vale mais que mil mensagens.  Na sequência, exibiremos o vídeo “Sem Bateria”¹, que mostra como as pessoas andam muito vidradas nos seus smartphones, e como as nossas relações interpessoais são mais significativas através de redes sociais que frente a frente.  Em um segundo momento exibiremos o vídeo “Interesse nas redes sociais”² com o intuito de debater mais sobre o real interesse dos “amigos” nas redes sócias.  Após a exibição dos vídeos faremos um contraponto com o texto “Amigos não se compram. Tem certeza?” ³, de Piti Vieira, publicado no site terra. Após a leitura e discussão do texto, promoveremos um debate a respeito do real valor da amizade. ___________________________________ ¹ https://www.youtube.com/watch?v=JRjrCjSNrAg ² http://www.revistastatus.com.br/2014/08/11/amigos-nao-se-compram-tem-certeza/ ³ http://www.revistastatus.com.br/2014/08/11/amigos-nao-se-compram-tem-certeza/
  3. 3. 2º Encontro: Os “Nós” da rede  Iniciaremos este encontro com uma dinâmica intitulada “Nó humano”, com o objetivo de desenvolver a solidariedade e a força da união de grupos. Logo após daremos início ao trabalho com a temática da aula: explicaremos o sentido do termo “Nós” da rede. O que seria esse “nós”?  Apresentaremos através de slide os conceitos de linguagem verbal e não verbal.  Na sequência exibiremos dois vídeos sobre “A história das redes sociais” produzido pela rede PUC. E o vídeo “Você sabia?- Rede sociais” para complementar a explicação.  Para finalizar a discussão, distribuiremos a charge “Rede social” para cada aluno, criada pelo mestre em educação e chargista Ivan Cabral discutindo os aspectos mais interessantes como a ambiguidade, o uso da linguagem verbal e não verbal, que estão presentes na vida das pessoas. 3º Encontro: Caindo nas redes da interpretação.  Antes de iniciarmos a aula, iremos realizar um momento de relaxamento com os alunos. Esta atividade tem o objetivo de fazê-los ficarem mais atentos á aula e ao mesmo tempo alongados.  Na sequência, será abordado as características do teatro e as contribuições do teatrólogo Augusto Boal. Ainda nesta perspectiva, iremos expor um vídeo do próprio Augusto Boal falando sobre teatro.  Posteriormente, daremos início ao primeiro jogo teatral “Você viu o pato?”, no qual os estudantes serão dispostos em um círculo e consequentemente seguirão os comandos dos professores. Este jogo tem o objetivo de fazer com que eles sejam expostos a uma situação descontraída, reflexiva e dinâmica.  Após esse momento, iremos perguntar como cada um se sentiu ao realizar esse jogo teatral, afim de que averiguemos quais as dificuldades que iremos enfrentar, bem como termos noção de quem são os alunos.  Em outro momento, será apresentado uma outra técnica teatral: “Completar a imagem”. Em duplas, os alunos representarão uma cena do cotidiano e deverão seguir as ordens do professor que a qualquer momento irá pedir que eles “congelem” aquela cena e em seguida outra dupla irá dar prosseguimento a cena congelada. Com este jogo, conseguiremos promover aos alunos um momento de
  4. 4. improviso e criatividade, tendo em vista que eles sempre irão criar uma nova cena. Este momento exigirá deles: atenção, imaginação, agilidade e descontração. 4º Encontro: Curtindo o teatro  Iniciaremos a aula executando a dinâmica “As três tarefas” (adaptada do site www.desvendandoteatro.com) que consiste em despertar o interesse dos alunos pela interpretação e ativar o interesse deles para os temas referentes ao teatro que serão subsequentemente desenvolvidos.  Nesta etapa, será explanada uma aula sobre a tipologia textual dramática enfocando a distinção entre o gênero teatro de outros textos. Além disso, serão apresentadas as características contidas no gênero trabalhado. Esse procedimento tem o intuito de desenvolver a habilidade do aluno em diferenciar e saber como manejar e ler um texto teatral.  Levaremos dois textos do autor Monteiro Lobato para a leitura compartilhada em sala de aula. O texto 1 “A casa dos pronomes”, será lido pelos docentes no intuito de guiar a primeira leitura. No texto “Busca ao tesouro” (disponível em http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=725&cat=Infantil), texto 2, será feita uma distribuição antecipada dos personagens para cada integrante da turma, os quais lerão somente as falas referentes ao seu próprio personagem. A leitura do texto 2 tem o objetivo de aproximar o aluno do texto teatral e proporcionar o reconhecimento das características próprias deste gênero diferenciando do conto “A casa dos pronomes”.  Realizar um caça palavras que contenham as características do gênero para que os alunos aprendam o conteúdo transmitido em aula expositiva. 5º Encontro: Login para o vício  Iniciaremos a aula com uma a dinâmica “Passa quanto tempo”, no qual os alunos irão escolher um colega e tentar imaginar quanto tempo ele passa em média nas redes sociais. Mediante as respostas, teremos o intuito de refletir sobre como os alunos podem organizar o tempo de acesso ás redes sociais e utilizá-los para fazer outras atividades, como por exemplo, estudar.
  5. 5.  Em um segundo momento, disponibilizemos uma charge que retrata “O vício nas redes sociais”, em seguida, pediremos que cada um escreva no papel um pequeno comentário com suas impressões sobre a charge, feito esta atividade, iremos pedir que cada aluno leia seu comentário e posteriormente iremos levantar um bate papo sobre os efeitos do uso exagerado da internet.  Na sequência, apresentaremos a crônica do escritor Renato Gomez - “A rede social” que aborda a questão da interatividade viciante das redes sociais e ao mesmo tempo a superficialidade das mesmas.  Por último, iremos apresentar um vídeo denominado “Facebook”, criado pelo cartunista Maurício Ricardo, com 1.10 minutos de duração, no qual faz uma paródia da música “A Banda” cantada por Chico Buarque, criticando assim, a inutilidade de determinadas postagens no Facebook. 6º Encontro: Redes sociais e linguagem  Neste encontro a aula será iniciada com uma dinâmica sobre “A linguagem nas redes sociais”. Pretendemos discutir o uso da linguagem na rede. A discussão pertinente com base nos textos, um com uma linguagem formal³ e outro com a linguagem da internet4.  Apresentaremos o conceito de linguagem formal e informal, a partir dos textos trabalhados na dinâmica. Em um segundo momento, exibiremos a música “sai do facebook”, do Tiago brava com o objetivo de inter-relacionar as conversas usadas nos chats com a letra da música.  Para finalizar a discussão levaremos a charge sobre status do facebook e discutiremos a importância de estar sempre “informando” as pessoas sobre a sua vida e como os outros nos veem quando não temos acesso as redes. 7º Encontro: Compartilhando os prós e contras.  Iniciaremos nosso encontro com a dinâmica “Curti, vou compartilhar”, no qual os alunos terão que escrever no quadro uma palavra relacionada a um benefício e um malefício que as redes sociais proporcionam. Após este momento, iremos refletir sobre cada palavra escrita mediante a justificativa de quem as escreveu.  Em seguida, iremos distribuir uma pequena reportagem da globo publicada no site da G1 que relata como os jovens estão cada vez mais conectados a várias redes sociais. Bem como, refletiremos até que ponto isso é saudável ou não.
  6. 6. Após distribuirmos este texto, pediremos que todos leiam silenciosamente e escrevam suas impressões.  Em um terceiro momento, pediremos que os alunos formem um círculo e realizaremos um bate papo para ouvir o que cada um escreveu e consecutivamente nossas impressões. 8º Encontro: Explorando os canais no youtube  A aula será iniciada com a dinâmica “esclarecimento de valores”, com o objetivo demonstrar que o conceito de valores varia de acordo com as pessoas. Discutir sobre quais os valores presentes nos dias de hoje e como as redes sociais afetam o relacionamento das pessoas.  Após o momento de reflexão traremos a crônica que trata sobre os valores na relação entre as pessoas. Além da discussão do tema, chamaremos atenção para os aspectos essenciais do texto.  No segundo momento apresentaremos dois vídeos sobre canais do youtube. O primeiro apresenta um grupo de jovens, cujo nome é intitulado “Os nordestinos”. Eles trabalham com temas cotidianos de forma cômica. E o segundo vídeo “dicas para começar o seu canal do youtube “abordara a criação de canais, tendo em vista a produção final dos alunos.  Para finalizar, discutiremos sobre o gênero multimodal e o tipo de linguagem nele utilizada. O intuito é o de proporcionar o primeiro contato com o gênero. 9º encontro: Bate papo no palco  Iniciaremos a aula perguntando acerca do conhecimento prévio dos alunos sobre o “Auto da Compadecida”. Após esse momento de sondagem, faremos uma dinâmica da mímica que consistirá no sorteio dos personagens do “Auto da Compadecida” e a representação deles pelos alunos para que os colegas descubram qual o personagem está sendo interpretado.  Neste momento, através de aula expositiva, apresentaremos os tipos de discurso enfocando o discurso direto para em seguida aprofundar o estudo do diálogo, as falas, a estrutura, a coerência no contexto conversacional e a semelhança com o texto oral, com o texto do bate papo (chat do Facebook, mensagens do Whatsapp) e com a conversa no dia-a-dia.
  7. 7.  Para esclarecer como se desenvolve um diálogo dentro de uma peça teatral, será disponibilizado para os alunos um trecho do “Auto da Compadecida” (disponível em http://oficinadeteatro.com/component/jdownloads/?task=view.download&cid=1 10) de Ariano Suassuna, especificamente a parte em que Chicó e João Grilo pedem para o Padre João benzer a cachorra do padeiro. Em seguida, será feita uma leitura compartilhada do trecho para que os alunos estejam familiarizados com aquele tipo de escrita.  Por fim, passaremos dois vídeos que contém a trecho interpretado do “Auto da Compadecida”. O primeiro vídeo consiste na representação da cena em um palco de teatro e o segundo é a cena interpretada pelos atores no filme que tem a mesma intitulação da peça.  A atividade realizada será oral através de questionamentos sobre as cenas e a associação com o texto escrito como suporte das duas representações dos vídeos. 10º Encontro: Oficina de Teatro.  Durante este encontro iremos promover uma oficina de teatro com a atriz Ednalda Ferreira, afim de que possamos desfrutar de um momento dinâmico e consciente sobre o gênero teatral. Ainda nesta perspectiva, a convidada realizará um bate papo sobre o teatro do oprimido, debatido pelo teatrólogo Augusto Boal, bem como algumas técnicas teatrais desenvolvidas pelo mesmo. 11º Encontro: Cinema no B.A.R.  Nesse encontro, exibiremos o filme “ O auto da compadecida, dirigido por Guel Arraes, com duração de . O filme é baseado na peça teatral "Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna e se desenvolve com ambientação no sertão nordestino em torno de dois personagens principais: João Grilo (Matheus Nachtergale), um sertanejo mentiroso e Chicó (Selton Mello), o maior covarde da região. Com uma mistura de drama e comédia, o filme também aborda aspectos culturais e religiosos do nordeste do Brasil.. 12º Encontro: Produzindo a peça  Este encontro será destinado para a construção da peça, baseado nos conteúdos trabalhados. Auxiliaremos os alunos na construção da mesma, buscando uma
  8. 8. conscientização do uso das redes sociais, bem como o gênero teatro no qual será apresentado. 13º Ensaio da peça.  Nesta aula faremos o ensaio para a apresentação, bem como a gravação da peça para uma divulgação no YouTube. 14º Ensaio da peça.  Nesta aula faremos o ensaio para a apresentação, bem como a gravação da peça para uma divulgação no YouTube. 15º Revisando  Esta aula será destinada para a revisão de tudo o que já foi trabalhado. Que será exposta através de slides para uma avaliação oral do que foi aprendido. 16º Exposição da peça para a escola  Este encontro será destinado à exposição da peça apresentada pelos alunos para toda a escola. Além disso, será um momento de conscientização onde apresentaremos o slide “ Recapitulando” que mostrará tudo o que foi trabalhado com os alunos, bem como fotos das ações realizadas. E para finalizar esse momento convidaremos os alunos para uma selfie com plaquinhas divertidas de conscientização para divulgação no blog do projeto.  Ao final da exposição, realizaremos a confraternização final.

×