Atividade: Lendo, Criando e Recriando 
Carga horária: 28 horas - 7 encontros. 
Ambientes de mediação: biblioteca e sala de...
1ª Aula – Impressões das leituras espontâneas. 28/09/2014 
1º Passo - Leitura Espontânea - 30 de outubro de 2014 
30 min- ...
3° Passo- Exercitando a percepção. 
50 min- Os alunos deverão formar grupos de no máximo 5 pessoas. Para montar esses grup...
2ª Aula – Da narrativa literária a narrativa audiovisual. 
1º Passo- Exercitando o uso do editor de texto 
30 min. Com seu...
Avaliação: Os educadores deveram explicar de modo geral como funciona essa página, dizer que ela pode ser usada de várias ...
o programa deverá estar baixado em seus computadores. Esse passo a passo é fundamentais para que os alunos possam aprender...
5º passo – Lembrar que próxima aula será feita as gravações. 
20 min. Como já foi dito na primeira aula desta sequência, c...
os educadores deveram falar resumidamente, sobre o programa , para que serve e quais são as suas funções. Os educadores de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lendo, Criando e Recriando

328 visualizações

Publicada em

Sequência didática desenvolvida pela equipe da Casa da Árvore e realizada no Laboratório Criativo de Literatura e Tecnologia - Projeto "E se eu fosse o autor?"

www.casadaarvore.art.br
www.facebook.com/ong.casadaarvore

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lendo, Criando e Recriando

  1. 1. Atividade: Lendo, Criando e Recriando Carga horária: 28 horas - 7 encontros. Ambientes de mediação: biblioteca e sala de informática Principais recursos didáticos: notebooks, projetor, celulares, câmera, cronometro. Programas Utilizados: Editor de Vídeo, Editor de Texto e Editor de Imagem Objetivo: Despertar o olhar crítico e compreensivo de projetos audiovisuais. Para isso o desafio proposto aos alunos é a produção de curtas metragens inspirados em livros que eles leram espontaneamente ao decorrer do projeto. O Ponto de partida desse desafio é a leitura de livros (o compartilhamento de experiências/impressões) e o conhecimento de técnicas necessárias para se produzir um audiovisual. Resumo Esta atividade passa por momentos de leitura, reflexão, criação e produção audiovisual. Inicia-se com a leitura espontânea e descontraída de pequenos livros, que tem uma maior chance de se tornarem um filme. Com base nestes livros busca-se despertar a imaginação dos jovens, para que possam ser autores de suas próprias histórias, criando e recriando em forma de vídeo. Com os livros escolhidos e lidos serão construídas algumas histórias que refletem o meio social que o aluno está inserido. Terminado a parte lúdica de criação será dado andamento na parte técnica e prática para que os alunos possam compreender a produção de um audiovisual. Nestas próximas etapas serão dadas maior ênfase no processo de criação prática, ensinado como roteirizar, produzir e editar seus próprios vídeos. Estratégias  Levantamento das leituras realizadas pelos alunos a partir das fichas de acompanhamento individual;  Apresentação do projeto para os alunos;  Rodas de conversas, ouvir sobre as historias lidas pelos alunos;  Construção coletiva e em pequenos grupos;  Exposição oral e escrita das leituras lidas e ouvidas articuladas a vivência diária  Reescrever textos lidos e ouvidos e divulgar em formato digital, através de fotografias ou vídeos.  Produção de texto através da escrita e do desenho. (Oficina textual);
  2. 2. 1ª Aula – Impressões das leituras espontâneas. 28/09/2014 1º Passo - Leitura Espontânea - 30 de outubro de 2014 30 min- De início, para criar um maior envolvimento dos alunos com a leitura, os educadores deveram espalhador livros por todo sala ( em cima da mesa, no chão ). Os educadores poderão também colocar uma música de fundo instrumental, por exemplo, para que os alunos possam ficar mais tranquilos. Neste primeiro momento cada aluno deverá sentar em um lugar que considere cômodo, ou seja, confortável para que assim possa escolher com tranquilidade o livro que mais lhe agrade. Explique para os alunos que ele terá autonomia para escolher o livro que quiser e poderá trocar de livro caso não queira lê-lo. 2° Passo- Compartilhamento de experiências e impressões do livro escolhido. 30 min - Sentados em circulo os alunos deveram compartilhar com a turma sobre o que achou desse momento de tranquilidade de leitura e reflexão. Os educadores deveram abrir um debate onde cada aluno fará se tem o costume de separar um tempo para uma leitura tranquila. O educador deverá alerta-los o quanto a leitura é importante para o nosso crescimento pessoal. Aqueles alunos que são mais tímidos poderão dizer uma palavra ou frase que “ resuma” sua história.
  3. 3. 3° Passo- Exercitando a percepção. 50 min- Os alunos deverão formar grupos de no máximo 5 pessoas. Para montar esses grupos o critério será ter lido história com temas parecidos exemplo ( amizade , família, escola etc). Em seguida será demando um desafio. O grupo deverá escolher uma história que foi lida por um integrante do grupo que seja mais fácil de ser reproduzida, pesquisar sobre ela (autor, ano de lançamento, se ela é disponível em forma digital) na internet e logo depois transformá-la em áudio visual. O educador deve reforçar que temos poucos recursos e que o livro escolhido deve ser uma história fácil de ser reproduzida . Lembra-los de que a linguagem audiovisual é diferente da linguagem literária, que para conseguirmos chegar até ela devemos passar por várias etapas (pré- produção, produção e pós-produção). 3º Passo – Exercitando a escrita e a imaginação. 20 min- Em uma folha de papel os grupos deveram reescrever ou construir uma história embasada no livro que escolheram. O educador deve salientar que cada integrante do grupo terá uma responsabilidades ( personagem , camêra man, produtor etc). 4º Passo – Roda de conversa. 20 min- Leitura das histórias para a sala. Neste momento será discutido se as histórias são realmente viáveis para a construção do audiovisual. Caso não seja a turma e os educadores poderão dar ideias , sugestões para que o grupo possa conseguir ser transformar a sua história em áudio visual.
  4. 4. 2ª Aula – Da narrativa literária a narrativa audiovisual. 1º Passo- Exercitando o uso do editor de texto 30 min. Com seus grupos prontos e seus textos já escritos, os alunos deveram passar o material para a forma digital usando o editor de texto World. Nesta etapa, cabe aos educadores lembrarem aos alunos algumas ferramentas básicas do programa, como: 1. Tamanho, cor, fonte de letras. 2. Espaçamento. 3. Corretor ortográfico e gramatical. 20 min. Com os textos digitalizados deveram ser salvos (pelos próprios alunos) em um pendrive comum, para que os educadores tenham um maior controle sobre o material produzido. 3º Passo- Do literário ao audiovisual . 30 min. Será feita uma roda de debate com os alunos. As perguntas chaves serão: ‘’Você conhece algum livro que virou filme?’’, ‘’Mudou alguma coisa da forma literária para a forma audiovisual? Por que?’’. (O educador deverá conduzir esta roda, fazendo com que eles (os alunos) entendam as diferenças marcantes entre as duas formas narrativas; Mostrando que nem tudo que é escrito pode ser reproduzido em um filme (questões técnicas)). 20min. Momento para os alunos procurarem filmes/desenhos/seriados que tenham sido embasados em algum livro. Para fazer esta busca os alunos deveram abrir a pagina do Google, procurando não só os títulos dos filmes, como também informações sobre cada um (autoria, ano de lançamento, gênero, modificações que ocorreram para poder transformar a história literária em audiovisual etc). 25 min. Deverá ser feita outra roda de conversa, onde os alunos compartilharão suas pesquisas. Expondo aos colegas e as educadoras quais foram as palavras chaves que utilizaram para pesquisar no Google e quais foram as suas maiores dificuldades. 4º Passo- Brincando e exercitando o olhar 1 hora. Individualmente, cada aluno deverá fazer uma nova busca na internet. Dessa vez a busca será na pagina YOUTUBE. Eles deverão escolher um (ou outros) daqueles filmes que foram pesquisados e em seguida o assistir, tentando observar as modificações que foram feitas da versão literária para a audiovisual. Isso ajudará a eles pensarem nas suas próximas produções. Vendo que nem tudo que está escrito pode vir a ser filmado por questões técnicas como a falta de recursos.
  5. 5. Avaliação: Os educadores deveram explicar de modo geral como funciona essa página, dizer que ela pode ser usada de várias formas (recreação e aprendizado) mas que devemos tomar muito cuidado com o que vemos e com o que postamos. 3ª Aula – Pré Produção. 1º Passo – Pré-produção e Roteirização. 50 min - Os alunos irão assistir ao vídeo (http://youtu.be/9c0D0AJULIc) e escreverem algumas partes que julgaram importante para terem uma melhor compreensão do roteiro audiovisual. Após assistirem o vídeo eles deverão compartilhar sobre suas anotações. Com isso os educadores poderão observar se os alunos compreenderam como é que se faz um roteiro. 2º Passo – Conhecendo o site BAIXAKI e Aprendendo a baixar o programas. 10min- Para dar seguimento a esta aula os educadores deveram perguntar para os alunos se eles conhecem ou já ouviram falar do site BAIXAKI. Em seguida os alunos deveram entrar neste site e fazer uma pesquisa superficial sobre ele. 15 min. Com site ainda aberto os educadores deverão apresentar o programa que será usado nesta aula. Com o projetor conectado a um computador os educadores deverão mostrar os passos que os alunos deveram seguir para aprender a baixar e utilizar o CELTX. Por medida de precaução
  6. 6. o programa deverá estar baixado em seus computadores. Esse passo a passo é fundamentais para que os alunos possam aprender a utilizar esse programa. 3º Passo- Utilizando o CELTX e aprendendo a formatar um roteiro. 1h 40min. Nesta passo será explicado como funciona o programa e como se formata um roteiro para filmes. O CELTX é um programa autoexplicativo, se você conhecer a formatação de um roteiro a sua utilização é simples. Com as anotações do vídeo (sobre como formatar um roteiro) o aluno, com o apoio dos educadores, começaram a escrever o seu roteiro. Este passo demandará mais tempo , pois os alunos terem autonomia para mudar os seus roteiros na medida que acharem necessários. AVALIAÇÃO: Nesta passo, para ajuda-los ainda mais, foi projetado o programa para que pudesse construir o roteiro passo a passo, explicando as ferramentas básicas e reexplicando algumas passos da formatação, como:  Cenas : Mudança de uma locação para outra.  Cabeçalho: Serve para localizar o leitor sobre a cena que vem á seguir.  Personagem: É o nome do personagem que irá dialogar logo em seguida.  Ações: Descrição geral da cena. Nele deve conter as característica e ações de cada personagem e do ambiente que ocorre a cena.  Forma de escrita: Os educadores deveram atentar os alunos a forma de escrita de um roteiro. Que, por sua vez, é diferente de outras narrativas, pois deve ser todo escrito em primeira pessoa. 4º passo - Transformando os roteiros prontos em PDF. 10 min. Depois dos roteiros prontos deverá ser ensinado aos alunos como transformar o roteiro em versão PDF.
  7. 7. 5º passo – Lembrar que próxima aula será feita as gravações. 20 min. Como já foi dito na primeira aula desta sequência, cada alunos do grupo ficará encarregado de uma reponsabilidade no filme (atores, câmera-man, diretor, roteirista). Peça aos alunos que levem aquilo que sua responsabilidade demanda. Câmera man: levar câmera (celular) se possível. Produtor: levar objetos e coisas necessárias para a filmagem. Atores: levar seu figurino, tudo para a próxima aula. Neste passo é importante ressaltar aos alunos a importância de cada um para poder realizar um projeto audiovisual, dando exemplos de programas e filmes comuns. *Os minutos restantes dessa aula ficaram reservados para dúvidas e fechamentos de atividades pendentes (formatar roteiro, por exemplo). 4ª Aula – Produzindo 09/10/2014 1º Passo – Gravando 2h e 20 min. Aula reservada para as filmagens dos curtas que foram trabalhados ao longo das semanas. Os alunos deveram estar postos e treinados para essa aula e os educadores prontos para tirar qualquer dúvida e sempre acompanha-los nas filmagens. 2º Passo- Compartilhando 40 min. Momento reservado para o compartilhamento dos vídeos feitos entre eles (via bluetoth, ou computador). 5ª Aula- Pós-produção- Editando. 14/10/2014 1°Passo- Conhecendo o programa de edição 25 min. Propor que os alunos sentem em circulo para a realização de uma roda de conversa sobre o programa que será utilizado. Inicialmente os educadores deveram perguntar para seus alunos se eles já conhecem ou já ouviram falar do programa Windows Movie Maker. Após os alunos exporem suas opiniões ,
  8. 8. os educadores deveram falar resumidamente, sobre o programa , para que serve e quais são as suas funções. Os educadores deveram enfatizar que esse editor de vídeo permite fazer, editar e criar efeitos nos vídeos, adicionar músicas etc. A finalidade desta roda de conversa é fazer com que os alunos sintam-se estimulados para editar os seus próprios vídeos no Movie Maker. 2°Passo- Mão na máquina. 25 min. Após este momento os alunos com os seus respectivos grupos deveram fazer uma pesquisa no Google sobre este programa para que assim possam sanar possíveis dúvidas. Aproveitando esta pesquisa os grupos já deveram selecionar quais efeitos querem usar para edição do vídeo. Antes que todos inicie a edição do vídeo use o projetor conectado a um computador para reforçar os elementos e funções básicas do programa Windows Movie Maker (timeline corte cores, efeitos de transição, entre outros). 2 hrs. Nesta etapa os alunos irão editar os vídeos com o apoio dos educadores. 6ª Aula – Aula da saudade. 1º Passo- Roda de conversa. 30 min Passo reversado para uma conversa informal com os alunos sobre os pontos positivos e negativos do projeto, sobre o que apreenderam etc. 2° Passo Mostra das produções finais e Agradecimento á todos pela participação e exibição dos filmes prontos. 3° Passo- Amigo chocolate secreto. Esta brincadeira foi produzida para um momento de descontração entre alunos e educadores. 4° Passo- Lanche especial. 7ª Aula – Reunião com pais. 20/10/2014

×