Trabalho de projeto_x_dissertacao

160 visualizações

Publicada em

Particularidades sobre Trabalho de Projeto e dissertação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de projeto_x_dissertacao

  1. 1. Desenvolvimento da Investigação de Mestrado Dissertação X Trabalho de Projeto Professora: Guilhermina M. L. F. Miranda Aluna: Ortenila de Fátima Chaise UC - TIC e o Trabalho de Projeto-ME
  2. 2. Desenvolvimento da Investigação de Mestrado: Dissertação X Trabalho de Projeto Professora: Guilhermina M. L. F. Miranda Aluna: Ortenila de Fátima Chaise
  3. 3. TemaTema: Trabalho de Projeto ou Dissertação? Objetivo:Objetivo: Conhecer o tipo de trabalho acadêmico realizado no exterior que é aceito no Brasil, como Projeto Investigativo de Curso de Mestrado, para validação por Instituição Brasileira. Problema de investigação:Problema de investigação: Que é mais adequado para o Brasil: Trabalho de Projeto ou Dissertação? MetodologiaMetodologia: Pesquisa bibliográfica ConteúdoConteúdo Métodos de pesquisas/Investigação; Processo Investigativo (Construção/Estrutura); Trabalho de Projeto e Dissertação;  Legislação Brasileira (Legalização de Diploma Acadêmico).; Conclusão; Referência.
  4. 4. Método de PesquisaMétodo de Pesquisa ConceitoConceito “É o conjunto das atividades sistemáticas e racionais que, com maior segurança e economia, permite alcançar o objetivo – conhecimentos válidos e verdadeiros -, traçando o caminho a ser seguido, detectando erros e auxiliando as decisões do cientista” - Marconi e Lakatos (2007 - p. 83).
  5. 5. Método de InvestigaçãoMétodo de Investigação Qualitativo - compreender um fenômeno de estudo; Quantitativo - explicar fenômeno em estudo; Indutivo - parte do específico para o geral; Dedutivo - parte de ideias gerais e abstratas para extrair dados específicos e particulares.
  6. 6. Processo InvestigativoProcesso Investigativo Construção do Processo Investigativo; Estrutura do Processo Investigativo.
  7. 7. ConstruçãoConstrução Construção ou reformulação de uma teoria (um problema, um fenômeno/fato); Busca da verdade (uso de Metodologia Científica adequada); Buscar solução ou resposta para o problema, fenômeno por meio de pesquisa; Correção de erro ou preenchimento de uma lacuna, produção de conhecimento ou a realização de uma descoberta.
  8. 8. EstruturaEstrutura Ação – investigação, busca, inquisição, exploração, reflexão. Assunto – fato histórico, problema, fenômeno, fato novo, dúvida. Procedimento – métodos, técnicas, procedimentos, instrumentos, outros recursos. Resultado – verdade (teoria), solução do problema, conhecimento, descoberta, correção de erro ou preenchimento/lacuna.
  9. 9. Trabalho de ProjetoTrabalho de Projeto ee DissertaçãoDissertação
  10. 10. DefiniçãoDefinição Trabalho de ProjetoTrabalho de Projeto Visa desenvolver contributos científicos e práticos, buscando soluções para situações concretas, com a finalidade de melhorar a qualidade educativa. Miranda, (2012). DissertaçãoDissertação Estudo teórico de natureza reflexiva, que consiste na ordenação de ideias sobre determinado assunto. Cás (2008 - p. 57); Geralmente adopta um quadro de referência metodológico proveniente dos métodos quantitativos ou qualitativos ou conjugando ambos, os designados métodos mistos. Miranda, (2012).
  11. 11. Trabalho de ProjetoTrabalho de Projeto Consiste na busca de resposta para um problema; Objetivos definidos; Plano de Trabalho de pesquisa, ordenamento metódico; Definição do tema e o problema a ser investigado; Metodologia de desenvolvimento ou design-based research; Investigação de desenvolvimento; Sequenciamento de etapas; Requer sistematização, ordenação, recolha, interpretação e registro de dados; Estruturação dos componentes para execução eficiente das tarefas pesquisadas; O investigador, o sujeito ou o participante podem alternar o papel atuando, também, como sujeito ativo na recolha de dados.
  12. 12. DissertaçãoDissertação Interpretação científica; Investigação empírica, clássica; Apresenta contribuição relevante ou original à pessoa ou à ciência; Descobrir e redescobrir verdades; Esclarecer fatos e teorias; Comunicar descobertas, resultados; Requer defesa de tema estudado; Requer sistematização, ordenação, recolha e interpretação de dados; Metodologia quantitativa (explica fenômeno de estudo) ou qualitativa (compreende fenômeno de estudo) ou mista; Miranda (2012) O investigador observa/descreve/analisa o fenômeno à luz de teorias, quadro referencial.
  13. 13. FinalidadeFinalidade DissertaçãoDissertação Esclarecer dúvida; Produzir conhecimento teórico ou fundamental; Explicar ou compreender um dado fenômeno em estudo. Trabalho de ProjetoTrabalho de Projeto Aplicar em prática de resultados; Esclarecer dúvidas; Buscar soluções práticas para o problema; Resolver um problema sentido por um grupo ou uma comunidade. Miranda (2012).
  14. 14. Trabalho de Projeto - DissertaçãoTrabalho de Projeto - Dissertação Trabalho de Projeto: “adota a metodologia do design-based research - DBR ou investigação de desenvolvimento de projetos”, Miranda (2012). “DBR é uma investigação baseada em projetos, desenvolvida essencialmente para solucionar problemas de indivíduos ou de grupos. Emergiu da insatisfação da comunidade científica das tecnologias educativas, está portanto ligada a desenvolvimentos educativos e tecnológicos”, Miranda (2012). Dissertação: “tendo como estrutura-base os elementos constitutivos do trabalho científico; fundamenta-se na articulação das preposições científicas, organizadas num sentido argumentativo, atualmente estabelecidas em torno de determinado tema; envolve normalmente um processo rigoroso de recolha e análise de dados que origina o desenvolvimento de determinadas conclusões e/ou orientações para futuros questionamentos” – Prof. Neuza Pedro (2015).
  15. 15. Trabalho de Projeto -Trabalho de Projeto - Itens Obrigatórios e OpcionaisItens Obrigatórios e Opcionais Apresentação - capa, folha de rosto, resumo, sumário; Introdução – visão síntese do trabalho; Problema – definição, delimitação do assunto e estrutura; Objetivos – gerais e específicos (ações que devem ser operacionalizadas); Fundamentação teórica – revisão de literatura; Metodologia e instrumento – seleção de procedimentos metodológicos e instrumentos de coleta de dados; Conclusão; Referências – fontes que dão sustentação teórica-científica.
  16. 16. DissertaçãoDissertação - Itens Obrigatórios e Opcionais- Itens Obrigatórios e Opcionais Parte pré-textual; Parte textual; Parte pós-textual.
  17. 17. DissertaçãoDissertação ParteParte pré-textualpré-textual Capa; Folha de rosto; Errata (opcional); Folha de aprovação; Dedicatória (opcional); Agradecimentos (opcional); Epígrafe (opcional); Resumo na língua vernácula, palavra chave e resumo na língua estrangeira; Listas de ilustração; Sumário.
  18. 18. DissertaçãoDissertação ParteParte textualtextual Introdução: tema, problema, delimitação no tempo e no espaço, objeto, objetivos, justificativa, estrutura, metodologia e referência teórica. Desenvolvimento: revisão da literatura, formulação do problema, hipóteses e variáveis, pressupostos teóricos, descrição de métodos e técnicas da pesquisa, explicitação dos conceitos, análise e interpretação dos dados. Conclusão apresentação dos principais resultados obtidos,  vinculação à hipótese de investigação,  conteúdo foi comprovado ou refugado.
  19. 19. Dissertação ParteParte póspós-textualtextual Referência; Apêndice (opcional); Glossário; Anexos.
  20. 20. Legislação BrasileiraLegislação Brasileira (Legalização de Diploma Acadêmico)(Legalização de Diploma Acadêmico)
  21. 21. LegislaçãoLegislação Lei nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Art. 48. Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular. § 2º Os diplomas de graduação expedidos por universidades estrangeiras serão revalidados por universidades públicas que tenham curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação. § 3º Os diplomas de Mestrado e de Doutorado expedidos por universidades estrangeiras só poderão ser reconhecidos por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior.
  22. 22. LegislaçãoLegislação Decreto nº 3.927, de 19 setembro de 2001. Promulga o Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta, entre a República Federativa do Brasil e a República Portuguesa, celebrado em Porto Seguro em 22 de abril de 2000. Artigo 42 1. Podem as Universidades no Brasil e as Universidades e demais instituições de ensino superior em Portugal celebrar convênios tendentes a assegurar o reconhecimento automático dos graus e títulos acadêmicos por elas emitidos em favor dos nacionais de uma e outra Parte Contratante, tendo em vista os currículos dos diferentes cursos por elas ministrados. 2. Tais convênios deverão ser homologados pelas autoridades competentes em cada uma das Partes Contratantes se a legislação local o exigir.
  23. 23. ConclusãoConclusão Validação do Certificado de Mestrado realizado em Portugal a ser validado no Brasil, no momento, pelas pesquisas bibliográficas e Legislação Brasileira, independe do tipo do processo de obtenção do certificado; e sim pela realização de processo a ser validado por Instituição Brasileira Pública que tenha curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação.
  24. 24. Referências:Referências: Alves, M. (2007). Como Escrever Teses e Monografias.Rio de Janeiro: Campus. Cás, D. (2008). Manual Teórico-Prático para elaboração Metodológica de Trabalhos Acadêmicos. São Paulo: Jubela Livros. Decreto - Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta, entre a República Federativa do Brasil e a República Portuguesa, nº 3.927/2001, artigo 41. República Federativa do Brasil, Ministério da Educação. Lei de diretrizes e bases da educação nacional, nº 9.394/1996, artigo 48. República Federativa do Brasil, Ministério da Educação. Marconi, M. , Lakatos, E. (2007). Fundamentos de Metodologia Científica. São paulo: Editora Atlas. Miranda, G. (2012). Ciência de Projecto. Documento multimédia de apoio à UC TIC e Trabalho de Projeto – ME. https://pt.wikipedia.org/wiki/Ci%C3%AAncia_do_projecto. Acesso:06/07/2015. Pedro, N. (03/11/2014). Fórum - Questões Gerais. Dissertação ou Trabalho de Projeto? Universidade de Lisboa. Polak, Y. , Diniz, J.; Santana, J.. (2011). Dialogando sobre metodologia Científica. Fortaleza: Edições UFC, 2011.

×