SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Marina von Atzingen dos ReisMarina von Atzingen dos Reis
Madalena Hisako Tanimoto Okino
Centro de Laboratório Regional –Instituto Adolfo Lutz de Ribeirão Preto VI
Introdução
Metodologia: grego
meta (largo), odos (caminho), logos (discurso, estudo).
A metodologia científica é compreendida como umaA metodologia científica é compreendida como uma
disciplina que consiste em estudar, compreender e
avaliar vários métodos disponíveis para a realização de
uma pesquisa acadêmica.
A pesquisa científica
Segundo Gil (2007), é:
(...) o procedimento racional e sistemático que tem como
objetivo proporcionar respostas aos problemas que são
propostos. A pesquisa desenvolve-se por um processopropostos. A pesquisa desenvolve-se por um processo
constituído de várias fases, desde a formulação do
problema até a apresentação e discussão dos
resultados.
“Uma atitude, um questionamento sistemático, crítico
e criativo, mais a intervenção competente na realidade,
ou o diálogo crítico permanente com a realidade em
sentido teórico e prático” (Demo, 1996) .
Andrade (2001) define pesquisa científica como umAndrade (2001) define pesquisa científica como um
conjunto de procedimentos sistemáticos, baseados no
raciocínio lógico, que tem por objetivo encontrar
soluções para os problemas propostos mediante o
emprego de métodos científicos.
Pesquisar significa, de forma bem simples, “procurar
respostas para indagações propostas” (Silva e Menezes,
2001).
Santos (2001) define pesquisa como “um conjunto de
ações propostas para encontrar a solução para um
problema que tem por base procedimentos racionais eproblema que tem por base procedimentos racionais e
sistemáticos”.
Sampieri, Colado e Lucio (2006) afirmam que a
pesquisa científica é um processo composto por
múltiplas etapas relacionadas entre si, que acontece ou
não de maneira sequencial ou contínua.
Só se inicia uma pesquisa se existir uma pergunta, uma
dúvida para a qual se quer buscar a resposta.
Pesquisar, portanto, é buscar ou procurar resposta para
A pesquisa científica
Pesquisar, portanto, é buscar ou procurar resposta para
alguma coisa.
A finalidade da pesquisa é “resolver problemas e
solucionar dúvidas, mediante a utilização de
procedimentos científicos” (Barros e Lehfeld, 2002).
Existem vários tipos de pesquisa.
Conhecê-los auxilia na escolha dos instrumentos e
procedimentos necessários ao planejamento de suaprocedimentos necessários ao planejamento de sua
investigação.
A classificação mais comum categoriza a pesquisa na
sua forma metodológica de estratégias investigativas.
Classificação das pesquisas
Quanto a sua natureza
Quanto à abordagem
Quanto aos objetivos
Quanto aos procedimentos técnicos
Quanto a sua natureza
Básica:
Gera conhecimentos novos úteis para o avanço da
ciência. Não prevê a aplicação prática.
Envolve verdades e interesses universais.Envolve verdades e interesses universais.
Aplicada:
Gera conhecimentos para aplicação prática dirigidos à
solução de problemas específicos.
Envolve verdades e interesses locais.
Quanto à abordagem
Quantitativa:
Traduz em números opiniões e informações com o
objetivo de classificar e analisar.
Emprega recursos estatísticos.Emprega recursos estatísticos.
Quanlitativa:
Possui caráter descritivo.
Considera o vinculo entre o mundo objetivo e a
subjetividade do sujeito que não pode ser traduzido
em números.
Pesquisa Qualitativa
Se utiliza da interpretação dos fenômenos e a atribuição de
significados.
As características da pesquisa qualitativa são:
objetivação do fenômeno;
hierarquização das ações de descrever, compreender, explicar;hierarquização das ações de descrever, compreender, explicar;
precisão das relações entre o global e o local em determinado
fenômeno;
respeito ao caráter interativo entre os objetivos buscados
pelos investigadores, suas orientações teóricas e seus dados
empíricos;
busca de resultados, os mais fidedignos possíveis;
oposição ao pressuposto que defende um modelo único de
pesquisa para todas as ciências.
Quanto aos objetivos
Exploratória:
Busca conhecer melhor o problema, explicitando-o ou
construindo hipóteses.
Envolve: levantamento bibliográfico, entrevistas comEnvolve: levantamento bibliográfico, entrevistas com
pessoas que tiveram experiências práticas com o
problema, analise de exemplos que estimulem a
compreensão.
Quanto aos objetivos
Descritiva:
Expõe características de determinada população ou
fenômeno.
Estabelece correlações entre variáveis e define suaEstabelece correlações entre variáveis e define sua
natureza.
Ex: Pesquisa de opinião.
Explicativa:
Visa esclarecer quais fatores contribuem para a
ocorrência de determinado fenômeno.
Quanto aos procedimentos
técnicos
Bibliográfica
Experimental
Ex post facto
Estudo de casoExperimental
Documental
De campo
De laboratório
De levantamento
Estudo de caso
Com Survey
Participante
Pesquisa-ação
Pesquisa Bibliográfica:
Faz um estudo sistematizado, desenvolvido com base
em material publicado em livros, revistas, jornais,
redes eletrônicas, etc..Fornece instrumental analítico
para qualquer outro tipo de pesquisa, mas também
pode esgotar-se em si mesma.pode esgotar-se em si mesma.
Pesquisa Experimental:
Investigação empírica na qual o pesquisador manipula
e controla varáveis independentes e observa as
variações que tal manipulação e controle produzem
em variáveis dependentes.
Pesquisa Documental:
Faz um estudo a partir de documentos conservados em
órgãos públicos ou privados de diversas naturezas:
registros, anais, regulamentos, circulares, filmes,
fotografias, etc.
Pesquisa de campo:
Investigação empírica realizada no local onde ocorre
ou ocorreu um fenômeno e que dispõe de elementos
para explicá-lo.
Pesquisa de laboratório:
A experiência é realizada em local circunscrito,
o que favorece o controle das variáveis.
Pesquisa de levantamento:
Utilizada em estudos exploratórios e descritivos.
Pode colher dados de uma amostra ou da população.
Pesquisa ex post facto:Pesquisa ex post facto:
Refere-se a um fato já ocorrido.
O pesquisador não pode controlar as variáveis, por
impossibilidade ou porque o evento já se extinguiu.
Estudo de caso:
Estudo circunscrito a uma amostra ou população bem
definida. Avalia uma situação em seu contexto.
Permite chegar a generalizações baseadas em
evidências.
Pesquisa com survey:
Busca dados ou informações sobre características ou
opiniões de determinado grupo de pessoas.
Utiliza questionário.
Pesquisa participante:
Os sujeitos envolvidos no problema tomam parte da
investigação.
A opinião dos sujeitos são analisadas como fontes de
informação.
Pesquisa -ação:
Pesquisa participante que supõe intervenção
participativa na realidade social.
O sujeito está vivenciando a situação, e pode refletir a
respeito de sua realidade.
Emprega perguntas abertas, gravação de entrevista.
Intervalo
Elaboração da Pesquisa Científica
Um estudo científico deve observar critérios de
coerência, consistência, originalidade e objetivação.
Ou seja, deverá existir:
uma pergunta a que desejamos responder,uma pergunta a que desejamos responder,
a elaboração de um conjunto de passos que permitam
chegar à resposta e
a indicação do grau de confiabilidade na resposta obtida.
Fases de desenvolvimento
Decisória:Decisória: referente à escolha do tema, à definição e à
delimitação do problema da pesquisa;
Construtiva:Construtiva: referente à construção de um plano de
pesquisa e à execução da pesquisa propriamente dita;pesquisa e à execução da pesquisa propriamente dita;
Redacional:Redacional: referente à análise dos dados e das
informações obtidas na fase construtiva.
É a organização das ideias de forma sistematizada
visando à elaboração do relatório final (trabalho de
conclusão, monografia, dissertação, tese, etc.). A
apresentação do relatório de pesquisa deverá obedecer
às formalidades requeridas pela Academia.
Extraído de Qualidade na Modelagem de Processos de Software/ Ramaiane Medeiros da Silva. –
Brasília, DF, 2014
escolha do tema,
definição e delimitação do problema da pesquisa.definição e delimitação do problema da pesquisa.
Escolha do tema
Deve levar em conta sua atualidade e relevância, o
conhecimento, a preferência e a aptidão pessoal do
pesquisador para lidar com o tema escolhido.
Considerar também a significação do tema escolhido,
sua novidade, sua oportunidade e seus valores
acadêmicos e sociais, o limite de tempo disponível para
a conclusão do trabalho, material de consulta e dados
necessários ao pesquisador, recursos materiais e
econômicos necessários à execução da pesquisa.
Justificativa
Porque realizar esta pesquisa?
Procure identificar as razões da escolha do tema e sua
importância em relação a outros temas.
O tema é relevante? Por quê?O tema é relevante? Por quê?
Quais os pontos positivos que você percebe na
abordagem proposta?
A justificativa deverá convencer o leitor com relação à
importância e à relevância da pesquisa proposta .
Formulação do problema
Definir o problema da pesquisa é explicitar, em uma
frase objetiva, compreensível e operacional, a dúvida
com a qual nos deparamos e que planejamos resolver.com a qual nos deparamos e que planejamos resolver.
Consiste em dizer de maneira clara e compreensível
qual a dificuldade com que nos defrontamos e que
pretendemos resolver.
Pergunta de Pesquisa
Elaborar uma pergunta é a etapa mais importante de
toda e qualquer pesquisa científica.
O problema do estudo é uma especificação do tema daO problema do estudo é uma especificação do tema da
pesquisa e deve ser bem definido.
É a investigação da pesquisa, que pode ser colocada na
forma interrogativa.
Uma pergunta de pesquisa é a declaração de uma
indagação específica que o pesquisador deseja
responder.
As perguntas de pesquisa orientam os tipos de dados a
serem coletados e o tipo de estudo a ser desenvolvido.serem coletados e o tipo de estudo a ser desenvolvido.
A identificação e a formulação do problema exigem
pensamento crítico do pesquisador.
Aqui começa o delineamento (desenho) da pesquisa.
As questões de pesquisa muitas vezes têm origem na
própria prática do profissional.
A leitura de textos científicos também pode ser fonte
geradora de novas perguntas.
Um trabalho científico elaborado e conduzido de
forma adequada responde às questões levantadas,
porém desperta novas dúvidas.
Outra forma comum geradora de questões de pesquisa
é a conversa com outros profissionais, docentes e
pesquisadores (POLIT et al., 2004).
O desenvolvimento de uma pergunta de pesquisa é um
processo criativo.processo criativo.
Os pesquisadores normalmente começam por meio de
um interesse em determinado assunto que,
posteriormente, evolui para uma pergunta específica,
que será pesquisada (POLIT et al., 2004).
Prefira temas da sua área de atuação e quePrefira temas da sua área de atuação e que
possam lhe manter interessado e envolvidopossam lhe manter interessado e envolvido
até o término da pesquisa, pois todo temaaté o término da pesquisa, pois todo tema
exige julgamento crítico, muita leitura e,exige julgamento crítico, muita leitura e,
sobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador na
área estudada.área estudada.
Evite temas complexos, considerando oEvite temas complexos, considerando o
tempo de desenvolvimento!tempo de desenvolvimento!
As ideias de iniciais são vagas, de forma geral.
A análise cuidadosa pode transformá-las em projetos
de pesquisa precisos e estruturados (SAMPIERI et al.,
2006).
Como?Como?
familiarize-se com o campo de conhecimento
converse com outros pesquisadores da área de interesse
leia muito (reportagens, livros, manuais, monografias,
artigos científicos...)
A pergunta inicial se tornará cada vez mais específica e
fundamentada na literatura.
Adequada revisão da bibliografia é de fundamental
importância. Mostrará o estado da arte.
Uma boa investigação deve ser inovadora,
pesquisando um tema ainda não contemplado pelapesquisando um tema ainda não contemplado pela
literatura, aprofundando um assunto pouco
conhecido ou dando enfoque diferente a um
problema já estudado (SAMPIERI et al., 2006).
“O profissional que não sabe pesquisar não
vai se atualizar no ritmo em que as novas
descobertas científicas chegam.”
Dra. Maria Izilda Santos de Matos,
Coordenadora da Iniciação Científica da CNPq, 2010.
Tarefa
Não esqueça de trazer sua pergunta de
pesquisa para nossa próxima aula!pesquisa para nossa próxima aula!
Referências
ORTOLANI, CLF; CARVALHO, M. Metodologia e Ética
em Pesquisa. UAB-UNIFESP, 2014.
GRAZIOSI, MES; LIEBANO, RE; NAHAS, FX.
Elaboração da pergunta norteadora de pesquisa. UNA-Elaboração da pergunta norteadora de pesquisa. UNA-
SUS-UNIFESP, 2011.
Metodologia científica: classificação e fases de pesquisa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativajlpaesjr
 
Aula 1 metodologia científica
Aula 1   metodologia científicaAula 1   metodologia científica
Aula 1 metodologia científicaLudmila Moura
 
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologiaAula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologiabioalvarenga
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaHumberto Serra
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisJuliana Sarieddine
 
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoTecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoRosane Domingues
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosFrancislaine Souza
 
Metodologia Científica
Metodologia CientíficaMetodologia Científica
Metodologia CientíficaCEPPAD/UFPR
 
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de PesquisaMetodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de PesquisaKarlandrade26
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientificaFelipe Mago
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientificajaddy xavier
 
Apostila Metodologia Cientifica
Apostila Metodologia CientificaApostila Metodologia Cientifica
Apostila Metodologia CientificaFabio Santos
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisamauricio aquino
 

Mais procurados (20)

Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
 
Aula 1 metodologia científica
Aula 1   metodologia científicaAula 1   metodologia científica
Aula 1 metodologia científica
 
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologiaAula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
 
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoTecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
 
Coleta de dados
Coleta de dadosColeta de dados
Coleta de dados
 
Metodologia Científica
Metodologia CientíficaMetodologia Científica
Metodologia Científica
 
Aula o que é pesquisa
Aula o que é pesquisaAula o que é pesquisa
Aula o que é pesquisa
 
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de PesquisaMetodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Aula 2 metodologia científica
Aula 2   metodologia científicaAula 2   metodologia científica
Aula 2 metodologia científica
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
 
Apostila Metodologia Cientifica
Apostila Metodologia CientificaApostila Metodologia Cientifica
Apostila Metodologia Cientifica
 
Apresentação metodologia científica
Apresentação metodologia científicaApresentação metodologia científica
Apresentação metodologia científica
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 

Destaque

Econometria con excel 29
Econometria con excel 29Econometria con excel 29
Econometria con excel 29glafae
 
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as Robert s. Pyndick Rubinfied Beker
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as   Robert s. Pyndick Rubinfied BekerMicroeconomia 1ra edición 2000 bs as   Robert s. Pyndick Rubinfied Beker
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as Robert s. Pyndick Rubinfied BekerChristian Gane
 
Mankiw 7e ch. 5 part 1
Mankiw 7e ch. 5 part  1Mankiw 7e ch. 5 part  1
Mankiw 7e ch. 5 part 1Becky Haney
 
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)Luciano Pires
 
Mankiw, n. gregory macroeconomía
Mankiw, n. gregory   macroeconomíaMankiw, n. gregory   macroeconomía
Mankiw, n. gregory macroeconomíaOberon666
 
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)Luciano Pires
 
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesFelipe Leo
 
500 questões matemática professor joselias
500 questões matemática   professor joselias500 questões matemática   professor joselias
500 questões matemática professor joseliasmarcelo capistrano
 
Matemática financeira com Excel
Matemática financeira com ExcelMatemática financeira com Excel
Matemática financeira com ExcelPessoal
 

Destaque (14)

Econometria con excel 29
Econometria con excel 29Econometria con excel 29
Econometria con excel 29
 
Gestão financeira
Gestão financeiraGestão financeira
Gestão financeira
 
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as Robert s. Pyndick Rubinfied Beker
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as   Robert s. Pyndick Rubinfied BekerMicroeconomia 1ra edición 2000 bs as   Robert s. Pyndick Rubinfied Beker
Microeconomia 1ra edición 2000 bs as Robert s. Pyndick Rubinfied Beker
 
Microeconomía vs Matemática Financiera
Microeconomía vs Matemática FinancieraMicroeconomía vs Matemática Financiera
Microeconomía vs Matemática Financiera
 
Mankiw 7e ch. 5 part 1
Mankiw 7e ch. 5 part  1Mankiw 7e ch. 5 part  1
Mankiw 7e ch. 5 part 1
 
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 13 (Superior)
 
Mankiw, n. gregory macroeconomía
Mankiw, n. gregory   macroeconomíaMankiw, n. gregory   macroeconomía
Mankiw, n. gregory macroeconomía
 
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
 
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
 
500 questões matemática professor joselias
500 questões matemática   professor joselias500 questões matemática   professor joselias
500 questões matemática professor joselias
 
Curso 2 bb
Curso 2 bbCurso 2 bb
Curso 2 bb
 
Matemática financeira com Excel
Matemática financeira com ExcelMatemática financeira com Excel
Matemática financeira com Excel
 

Semelhante a Metodologia científica: classificação e fases de pesquisa

Apresentação metodologia
Apresentação metodologiaApresentação metodologia
Apresentação metodologiaGestaoconstcivil
 
TCC- Capacitação de Treinamento Físico Militar
TCC- Capacitação de Treinamento Físico MilitarTCC- Capacitação de Treinamento Físico Militar
TCC- Capacitação de Treinamento Físico MilitarHudson Junior
 
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveis
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveisProjecto de elaboração de projetos de energia renováveis
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveisMrioRondinho
 
Pesquisa Qualitativa
Pesquisa QualitativaPesquisa Qualitativa
Pesquisa QualitativaÉrica Rigo
 
Concurso Professor Cariri Pesquisa
Concurso Professor Cariri   PesquisaConcurso Professor Cariri   Pesquisa
Concurso Professor Cariri PesquisaJonathas Carvalho
 
Slide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoSlide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoJocyleia Santana
 
Introduçao texto 1
Introduçao   texto 1Introduçao   texto 1
Introduçao texto 1UNICEP
 
Conhecimento Científico x Projetos de Pesquisa
Conhecimento  Científico  x Projetos de PesquisaConhecimento  Científico  x Projetos de Pesquisa
Conhecimento Científico x Projetos de PesquisaHumberto Serra
 
Introduçao texto 1
Introduçao   texto 1Introduçao   texto 1
Introduçao texto 1UNICEP
 
Os processos metodológicos da pesquisa científica
Os processos metodológicos da pesquisa científicaOs processos metodológicos da pesquisa científica
Os processos metodológicos da pesquisa científicaPrecioso Clique (Oficial)
 
Metodolog. pesquisa cientifica
Metodolog. pesquisa cientificaMetodolog. pesquisa cientifica
Metodolog. pesquisa cientificaclaudia murta
 
0000919 aula 4 pesquisa científica tipos e modalidades
0000919 aula 4 pesquisa científica   tipos e modalidades0000919 aula 4 pesquisa científica   tipos e modalidades
0000919 aula 4 pesquisa científica tipos e modalidadesDaliane Nascimento
 
Fontes De Informação Científica
Fontes De Informação CientíficaFontes De Informação Científica
Fontes De Informação Científicabsararangua
 
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.ppt
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.pptPALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.ppt
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.pptPauloHenriqueMartins51
 
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxMetodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxprofjanainagimenes
 
Metodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaMetodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaadriano09
 

Semelhante a Metodologia científica: classificação e fases de pesquisa (20)

Pesquisa
PesquisaPesquisa
Pesquisa
 
Apresentação metodologia
Apresentação metodologiaApresentação metodologia
Apresentação metodologia
 
TCC- Capacitação de Treinamento Físico Militar
TCC- Capacitação de Treinamento Físico MilitarTCC- Capacitação de Treinamento Físico Militar
TCC- Capacitação de Treinamento Físico Militar
 
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveis
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveisProjecto de elaboração de projetos de energia renováveis
Projecto de elaboração de projetos de energia renováveis
 
Pesquisa Qualitativa
Pesquisa QualitativaPesquisa Qualitativa
Pesquisa Qualitativa
 
Concurso Professor Cariri Pesquisa
Concurso Professor Cariri   PesquisaConcurso Professor Cariri   Pesquisa
Concurso Professor Cariri Pesquisa
 
Slide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoSlide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educação
 
Introduçao texto 1
Introduçao   texto 1Introduçao   texto 1
Introduçao texto 1
 
Conhecimento Científico x Projetos de Pesquisa
Conhecimento  Científico  x Projetos de PesquisaConhecimento  Científico  x Projetos de Pesquisa
Conhecimento Científico x Projetos de Pesquisa
 
Introduçao texto 1
Introduçao   texto 1Introduçao   texto 1
Introduçao texto 1
 
Uso de conhecimento
Uso de conhecimentoUso de conhecimento
Uso de conhecimento
 
SLIDE FAEPI.pdf
SLIDE FAEPI.pdfSLIDE FAEPI.pdf
SLIDE FAEPI.pdf
 
Os processos metodológicos da pesquisa científica
Os processos metodológicos da pesquisa científicaOs processos metodológicos da pesquisa científica
Os processos metodológicos da pesquisa científica
 
Metodolog. pesquisa cientifica
Metodolog. pesquisa cientificaMetodolog. pesquisa cientifica
Metodolog. pesquisa cientifica
 
0000919 aula 4 pesquisa científica tipos e modalidades
0000919 aula 4 pesquisa científica   tipos e modalidades0000919 aula 4 pesquisa científica   tipos e modalidades
0000919 aula 4 pesquisa científica tipos e modalidades
 
Fontes De Informação Científica
Fontes De Informação CientíficaFontes De Informação Científica
Fontes De Informação Científica
 
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.ppt
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.pptPALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.ppt
PALESTRA UEM 28.11-PROJETO VALERIA GAL.ppt
 
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxMetodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
 
Metodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaMetodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativa
 
Tecnicas de pesquisa em administracao
Tecnicas de pesquisa em administracaoTecnicas de pesquisa em administracao
Tecnicas de pesquisa em administracao
 

Último

Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoPamelaMariaMoreiraFo
 
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdfMICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdfkathleenrichardanton
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfAromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfanalucia839701
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALCarlosLinsJr
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdfLEANDROSPANHOL1
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinajarlianezootecnista
 
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptos-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptfernandoalvescosta3
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999vanessa270433
 

Último (14)

Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
 
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdfMICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfAromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
 
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptos-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
 

Metodologia científica: classificação e fases de pesquisa

  • 1. Marina von Atzingen dos ReisMarina von Atzingen dos Reis Madalena Hisako Tanimoto Okino Centro de Laboratório Regional –Instituto Adolfo Lutz de Ribeirão Preto VI
  • 2. Introdução Metodologia: grego meta (largo), odos (caminho), logos (discurso, estudo). A metodologia científica é compreendida como umaA metodologia científica é compreendida como uma disciplina que consiste em estudar, compreender e avaliar vários métodos disponíveis para a realização de uma pesquisa acadêmica.
  • 3. A pesquisa científica Segundo Gil (2007), é: (...) o procedimento racional e sistemático que tem como objetivo proporcionar respostas aos problemas que são propostos. A pesquisa desenvolve-se por um processopropostos. A pesquisa desenvolve-se por um processo constituído de várias fases, desde a formulação do problema até a apresentação e discussão dos resultados.
  • 4. “Uma atitude, um questionamento sistemático, crítico e criativo, mais a intervenção competente na realidade, ou o diálogo crítico permanente com a realidade em sentido teórico e prático” (Demo, 1996) . Andrade (2001) define pesquisa científica como umAndrade (2001) define pesquisa científica como um conjunto de procedimentos sistemáticos, baseados no raciocínio lógico, que tem por objetivo encontrar soluções para os problemas propostos mediante o emprego de métodos científicos.
  • 5. Pesquisar significa, de forma bem simples, “procurar respostas para indagações propostas” (Silva e Menezes, 2001). Santos (2001) define pesquisa como “um conjunto de ações propostas para encontrar a solução para um problema que tem por base procedimentos racionais eproblema que tem por base procedimentos racionais e sistemáticos”. Sampieri, Colado e Lucio (2006) afirmam que a pesquisa científica é um processo composto por múltiplas etapas relacionadas entre si, que acontece ou não de maneira sequencial ou contínua.
  • 6.
  • 7. Só se inicia uma pesquisa se existir uma pergunta, uma dúvida para a qual se quer buscar a resposta. Pesquisar, portanto, é buscar ou procurar resposta para A pesquisa científica Pesquisar, portanto, é buscar ou procurar resposta para alguma coisa. A finalidade da pesquisa é “resolver problemas e solucionar dúvidas, mediante a utilização de procedimentos científicos” (Barros e Lehfeld, 2002).
  • 8. Existem vários tipos de pesquisa. Conhecê-los auxilia na escolha dos instrumentos e procedimentos necessários ao planejamento de suaprocedimentos necessários ao planejamento de sua investigação. A classificação mais comum categoriza a pesquisa na sua forma metodológica de estratégias investigativas.
  • 9. Classificação das pesquisas Quanto a sua natureza Quanto à abordagem Quanto aos objetivos Quanto aos procedimentos técnicos
  • 10. Quanto a sua natureza Básica: Gera conhecimentos novos úteis para o avanço da ciência. Não prevê a aplicação prática. Envolve verdades e interesses universais.Envolve verdades e interesses universais. Aplicada: Gera conhecimentos para aplicação prática dirigidos à solução de problemas específicos. Envolve verdades e interesses locais.
  • 11. Quanto à abordagem Quantitativa: Traduz em números opiniões e informações com o objetivo de classificar e analisar. Emprega recursos estatísticos.Emprega recursos estatísticos. Quanlitativa: Possui caráter descritivo. Considera o vinculo entre o mundo objetivo e a subjetividade do sujeito que não pode ser traduzido em números.
  • 12. Pesquisa Qualitativa Se utiliza da interpretação dos fenômenos e a atribuição de significados. As características da pesquisa qualitativa são: objetivação do fenômeno; hierarquização das ações de descrever, compreender, explicar;hierarquização das ações de descrever, compreender, explicar; precisão das relações entre o global e o local em determinado fenômeno; respeito ao caráter interativo entre os objetivos buscados pelos investigadores, suas orientações teóricas e seus dados empíricos; busca de resultados, os mais fidedignos possíveis; oposição ao pressuposto que defende um modelo único de pesquisa para todas as ciências.
  • 13. Quanto aos objetivos Exploratória: Busca conhecer melhor o problema, explicitando-o ou construindo hipóteses. Envolve: levantamento bibliográfico, entrevistas comEnvolve: levantamento bibliográfico, entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema, analise de exemplos que estimulem a compreensão.
  • 14. Quanto aos objetivos Descritiva: Expõe características de determinada população ou fenômeno. Estabelece correlações entre variáveis e define suaEstabelece correlações entre variáveis e define sua natureza. Ex: Pesquisa de opinião. Explicativa: Visa esclarecer quais fatores contribuem para a ocorrência de determinado fenômeno.
  • 15. Quanto aos procedimentos técnicos Bibliográfica Experimental Ex post facto Estudo de casoExperimental Documental De campo De laboratório De levantamento Estudo de caso Com Survey Participante Pesquisa-ação
  • 16. Pesquisa Bibliográfica: Faz um estudo sistematizado, desenvolvido com base em material publicado em livros, revistas, jornais, redes eletrônicas, etc..Fornece instrumental analítico para qualquer outro tipo de pesquisa, mas também pode esgotar-se em si mesma.pode esgotar-se em si mesma. Pesquisa Experimental: Investigação empírica na qual o pesquisador manipula e controla varáveis independentes e observa as variações que tal manipulação e controle produzem em variáveis dependentes.
  • 17. Pesquisa Documental: Faz um estudo a partir de documentos conservados em órgãos públicos ou privados de diversas naturezas: registros, anais, regulamentos, circulares, filmes, fotografias, etc. Pesquisa de campo: Investigação empírica realizada no local onde ocorre ou ocorreu um fenômeno e que dispõe de elementos para explicá-lo. Pesquisa de laboratório: A experiência é realizada em local circunscrito, o que favorece o controle das variáveis.
  • 18. Pesquisa de levantamento: Utilizada em estudos exploratórios e descritivos. Pode colher dados de uma amostra ou da população. Pesquisa ex post facto:Pesquisa ex post facto: Refere-se a um fato já ocorrido. O pesquisador não pode controlar as variáveis, por impossibilidade ou porque o evento já se extinguiu.
  • 19. Estudo de caso: Estudo circunscrito a uma amostra ou população bem definida. Avalia uma situação em seu contexto. Permite chegar a generalizações baseadas em evidências. Pesquisa com survey: Busca dados ou informações sobre características ou opiniões de determinado grupo de pessoas. Utiliza questionário.
  • 20. Pesquisa participante: Os sujeitos envolvidos no problema tomam parte da investigação. A opinião dos sujeitos são analisadas como fontes de informação. Pesquisa -ação: Pesquisa participante que supõe intervenção participativa na realidade social. O sujeito está vivenciando a situação, e pode refletir a respeito de sua realidade. Emprega perguntas abertas, gravação de entrevista.
  • 22. Elaboração da Pesquisa Científica Um estudo científico deve observar critérios de coerência, consistência, originalidade e objetivação. Ou seja, deverá existir: uma pergunta a que desejamos responder,uma pergunta a que desejamos responder, a elaboração de um conjunto de passos que permitam chegar à resposta e a indicação do grau de confiabilidade na resposta obtida.
  • 23. Fases de desenvolvimento Decisória:Decisória: referente à escolha do tema, à definição e à delimitação do problema da pesquisa; Construtiva:Construtiva: referente à construção de um plano de pesquisa e à execução da pesquisa propriamente dita;pesquisa e à execução da pesquisa propriamente dita; Redacional:Redacional: referente à análise dos dados e das informações obtidas na fase construtiva. É a organização das ideias de forma sistematizada visando à elaboração do relatório final (trabalho de conclusão, monografia, dissertação, tese, etc.). A apresentação do relatório de pesquisa deverá obedecer às formalidades requeridas pela Academia.
  • 24. Extraído de Qualidade na Modelagem de Processos de Software/ Ramaiane Medeiros da Silva. – Brasília, DF, 2014
  • 25. escolha do tema, definição e delimitação do problema da pesquisa.definição e delimitação do problema da pesquisa.
  • 26. Escolha do tema Deve levar em conta sua atualidade e relevância, o conhecimento, a preferência e a aptidão pessoal do pesquisador para lidar com o tema escolhido. Considerar também a significação do tema escolhido, sua novidade, sua oportunidade e seus valores acadêmicos e sociais, o limite de tempo disponível para a conclusão do trabalho, material de consulta e dados necessários ao pesquisador, recursos materiais e econômicos necessários à execução da pesquisa.
  • 27. Justificativa Porque realizar esta pesquisa? Procure identificar as razões da escolha do tema e sua importância em relação a outros temas. O tema é relevante? Por quê?O tema é relevante? Por quê? Quais os pontos positivos que você percebe na abordagem proposta? A justificativa deverá convencer o leitor com relação à importância e à relevância da pesquisa proposta .
  • 28. Formulação do problema Definir o problema da pesquisa é explicitar, em uma frase objetiva, compreensível e operacional, a dúvida com a qual nos deparamos e que planejamos resolver.com a qual nos deparamos e que planejamos resolver. Consiste em dizer de maneira clara e compreensível qual a dificuldade com que nos defrontamos e que pretendemos resolver.
  • 29.
  • 30. Pergunta de Pesquisa Elaborar uma pergunta é a etapa mais importante de toda e qualquer pesquisa científica. O problema do estudo é uma especificação do tema daO problema do estudo é uma especificação do tema da pesquisa e deve ser bem definido. É a investigação da pesquisa, que pode ser colocada na forma interrogativa.
  • 31.
  • 32. Uma pergunta de pesquisa é a declaração de uma indagação específica que o pesquisador deseja responder. As perguntas de pesquisa orientam os tipos de dados a serem coletados e o tipo de estudo a ser desenvolvido.serem coletados e o tipo de estudo a ser desenvolvido. A identificação e a formulação do problema exigem pensamento crítico do pesquisador. Aqui começa o delineamento (desenho) da pesquisa.
  • 33. As questões de pesquisa muitas vezes têm origem na própria prática do profissional. A leitura de textos científicos também pode ser fonte geradora de novas perguntas. Um trabalho científico elaborado e conduzido de forma adequada responde às questões levantadas, porém desperta novas dúvidas.
  • 34. Outra forma comum geradora de questões de pesquisa é a conversa com outros profissionais, docentes e pesquisadores (POLIT et al., 2004). O desenvolvimento de uma pergunta de pesquisa é um processo criativo.processo criativo. Os pesquisadores normalmente começam por meio de um interesse em determinado assunto que, posteriormente, evolui para uma pergunta específica, que será pesquisada (POLIT et al., 2004).
  • 35. Prefira temas da sua área de atuação e quePrefira temas da sua área de atuação e que possam lhe manter interessado e envolvidopossam lhe manter interessado e envolvido até o término da pesquisa, pois todo temaaté o término da pesquisa, pois todo tema exige julgamento crítico, muita leitura e,exige julgamento crítico, muita leitura e, sobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador nasobretudo, experiência do pesquisador na área estudada.área estudada. Evite temas complexos, considerando oEvite temas complexos, considerando o tempo de desenvolvimento!tempo de desenvolvimento!
  • 36. As ideias de iniciais são vagas, de forma geral. A análise cuidadosa pode transformá-las em projetos de pesquisa precisos e estruturados (SAMPIERI et al., 2006). Como?Como? familiarize-se com o campo de conhecimento converse com outros pesquisadores da área de interesse leia muito (reportagens, livros, manuais, monografias, artigos científicos...) A pergunta inicial se tornará cada vez mais específica e fundamentada na literatura.
  • 37. Adequada revisão da bibliografia é de fundamental importância. Mostrará o estado da arte. Uma boa investigação deve ser inovadora, pesquisando um tema ainda não contemplado pelapesquisando um tema ainda não contemplado pela literatura, aprofundando um assunto pouco conhecido ou dando enfoque diferente a um problema já estudado (SAMPIERI et al., 2006).
  • 38. “O profissional que não sabe pesquisar não vai se atualizar no ritmo em que as novas descobertas científicas chegam.” Dra. Maria Izilda Santos de Matos, Coordenadora da Iniciação Científica da CNPq, 2010.
  • 39. Tarefa Não esqueça de trazer sua pergunta de pesquisa para nossa próxima aula!pesquisa para nossa próxima aula!
  • 40. Referências ORTOLANI, CLF; CARVALHO, M. Metodologia e Ética em Pesquisa. UAB-UNIFESP, 2014. GRAZIOSI, MES; LIEBANO, RE; NAHAS, FX. Elaboração da pergunta norteadora de pesquisa. UNA-Elaboração da pergunta norteadora de pesquisa. UNA- SUS-UNIFESP, 2011.