Glaucoma Agudo de ângulo fechado - Acute Angle-Closure Glaucoma

736 visualizações

Publicada em

Ceratite Herpética herpes ocular, ceratites, úlceras, oftalmologia, Eye Visio, oftalmo, olho, córnea, aciclovir, úlcera geográfica, úlcera dendrítica, úlcera disciforme, anel de wessly, residência, Cepoa, Oculistas Associados. Herpetic keratitis eye herpes keratitis , ulcers , ophthalmology, Eye Visio, ophthalmology , eye, cornea, acyclovir , geographic ulcer, dendritic ulcers , ulcers disciform , wessly ring , residence, Cepoa , Opticians Associates. Dr. Michel Bittencourt, Dr. Michel Bitencourt, Michel Bittencourt Santos, Michel Bitencourt. Cepoa , Ópticas Associates . Dr. Michel Bittencourt, Dr. Michel Bitencourt, Michel Bittencourt Santos, Michel Bitencourt, glaucoma, glaucoma agudo de ângulo fechado, Hospital Souza Aguiar, residência, Gonioscopia. acute angle-closure glaucoma , Hospital Souza Aguiar , residence, Gonioscopy .

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
736
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • o número de indivíduos cegos por glaucoma de ângulo fechado é semelhante quando comparado
    com o número de indivíduos cegos por glaucoma de ângulo aberto
  • É o mecanismo pelo qual existe um fechamento parcial ou completo do ângulo da câmara
    anterior, decorrente de condições anatômicas que propiciam aposição ou adesão da periferia da íris à sua parede externa (goniossinéquias), com frequente elevação da pressão intraocular (PIO) de forma aguda, intermitente ou crônica.
  • POS CRISES AGUDAS
  • representa vestígios pigmentares da íris na parede do ângulo irido-corneano secundário a episódio de fechamento angular prévio. iféricas

  • O disco óptico pode apresentar aumento da escavação, ou edema com congestão venosa e/ou hemorragia em chama de vela associados.
  • A avaliação dos fatores de risco oculares, epidemiológicos, sistêmicos, sócio-culturais e ambientais deve ser considerada na indicação da iridectomia com laser.

  • Gonioscopia de olho pós-iridectomia que permaneceu com ângulo fechado antes e após iridoplastia
  • Se, a despeito dos procedimentos a laser e do tratamento clínico, a

  • insuficiência renal e/ou insuficiência cardíaca podem representar contraindicações absolutas para uso do manitol, assim como o diabetes representa uma contraindicação relativa ao uso de glicerina.

  • Insuficiência renal e anemia falciforme são contraindicações absolutas para uso da acetazolamida

  • Níveis pressóricos abaixo de40 mmHg, quando o músculo esfíncter da pupila passa a responder à droga.

    Colírio de corticosteroide (prednisolona ou dexametasona): 1 gota de 2 em 2 horas nas primeiras 24 horas, posteriormente reduzido de acordo com a reação inflamatória.
  • Glaucoma Agudo de ângulo fechado - Acute Angle-Closure Glaucoma

    1. 1. GLAUCOMA PRIMÁRIO DE ÂNGULO FECHADO. Michel Bittencourt Santos
    2. 2. ÂNGULO ABERTO OU FECHADO ?
    3. 3. ÂNGULO ABERTO OU FECHADO ?
    4. 4. GLAUCOMA PRIMÁRIO DE ÂNGULO FECHADO • Fechamento angular primário, associadas à presença de neuropatia óptica glaucomatosa e/ou defeito campimétrico compatível com glaucoma. 2° CONSENSO DE GLAUCOMAPRIMÁRICO DE ÂNGULO FECHADO.
    5. 5. • Comentário: o termo “glaucoma agudo” foi substituído pelo termo “fechamento angular primário agudo” 2° CONSENSO DE GLAUCOMAPRIMÁRICO DE ÂNGULO FECHADO.
    6. 6. EPIDEMIOLOGIA • Um terço de todos os casos de glaucoma primário no mundo • A maioria dos casos apresentam a forma crônica
    7. 7. MECANISMO • Bloqueio pupilar • Íris em Platô (Plateau) • Fechamento angular induzido pelo cristalino • Associação de mecanismos
    8. 8. FATORES DE RISCO • Demográficos 1. Idade, em geral, acima de 50 anos 2. Sexo feminino 3. Ascendência oriental 4. História familiar
    9. 9. FATORES DE RISCO • Oculares 1. Câmara rasa 2. Ângulo estreito 3. Hipermetropia 4. Cristalino volumoso
    10. 10. CLASSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE FECHAMENTO ANGULAR POR SINTOMAS • Aguda • Intermitente • Crônica 2° CONSENSO DE GLAUCOMAPRIMÁRICO DE ÂNGULO FECHADO.
    11. 11. AGUDA INTERMITENNTE CRÔNICA Agressiva Brandas Assintomática Unilateral Recorrentes PIO elevada ou normal Dor ocular PIO “alternante” CA rasa Hiperemia conjuntival Imprint Goniossinéquias PIO elevada CA rasa Edema de Córnea Goniossinéquias Média midríase CA rasa Íris bombée Visão Turva H. chama de vela
    12. 12. íris bombée
    13. 13. Hemorragiaem chama de vela
    14. 14. Edema de córnea
    15. 15. VAN HERICK • Avaliação da profundidade periférica da câmara anterior
    16. 16. Câmara: 1. Ampla 2. Moderada 3. Rasa
    17. 17. GONIOSCOPIA
    18. 18. SINAIS DE FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO PRÉVIO. Atrofia setorial de íris
    19. 19. SINAIS DE FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO PRÉVIO Distorção do contorno
    20. 20. SINAIS DE FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO PRÉVIO Sinéquias posteriores e Glaucomflecken .
    21. 21. GONIOSCÓPICOS Imprint
    22. 22. GONIOSCÓPICOS Sinéquias anteriores periféricas.
    23. 23. FUNDOSCÓPICOS Hemorragia em chama de vela Edema de papila .
    24. 24. IRIDECTOMIA • Bilateral. • Superior • Pilocarpina 2%
    25. 25. TRATAMENTO MEDICAMENTOSO • Após a iridectomia, quando a PIO permanecer elevada com risco de dano glaucomatoso ao disco óptico, está indicado o tratamento clínico com medicação tópica para redução da PIO.
    26. 26. IRIDOPLASTIA
    27. 27. TRABECULECTOMIA • PIO permanecer elevada em um valor de risco para instalação do dano glaucomatoso ao disco óptico.
    28. 28. REMOÇÃO DO CRISTALINO Opacidade de cristalino com baixa visão, podendo ser associada com a trabeculectomia.
    29. 29. FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO Tratamento Clínico • • Agentes hiperosmóticos: Manitol a 20% (IV) de 1,5 a 2 g/kg de peso (80 a 100 gotas/minuto) Glicerina 50% gelada (VO) 1,5 g/kg de peso
    30. 30. FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO • Inibidores da anidrase carbônica: Acetazolamida 250 mg VO de 6 em 6 horas. Dose de ataque de 500 mg.
    31. 31. FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO • Pilocarpina 2% : 1 gt de 15/15 minutos por 3x, depois de 1/1hr nas primeiras três horas e depois de 6 em 6 horas. • Maleato de timolol 0,5%: 1 gt de 12/12 horas. • Tartarato de brimonidina: 1 gt de 12/12 horas em pacientes que apresentam contraindicação ao timolol.
    32. 32. FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO Depressão central da córnea: Cone do tonômetro, lente de indentação ou cotonete, com o intuito de abrir o ângulo.
    33. 33. FECHAMENTO ANGULAR PRIMÁRIO AGUDO • Paracentese de câmara anterior: • Reduz temporariamente a PIO e possibilitar a realização de outros procedimentos, como a iridectomia a laser.
    34. 34. BIBLIOGRAFIA • http://www.sbglaucoma.com.br/ • . Mello PAA, Mandia Jr C, Galvão RP,editores. 1º Consenso Brasileiro de Glaucoma Primário de Ângulo Fechado. Sociedade Brasileira de Glaucoma. São Paulo: PlanMark; 2006 • http://www.cbo.com.br/cbo/sociedades/glaucoma/artigos/cmtrato3.htm • Clinical Ophthalmology: A Systematic Approach

    ×