Comunicações Espíritas

6.816 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Comunicações Espíritas

  1. 1. Comunicações Espíritas Livro dos Médiuns – Caps. X, XI, XII, XIII e XIX
  2. 2. <ul><li>Introdução: </li></ul><ul><ul><li>Todo efeito tem uma causa > Toda ação tem uma causa inteligente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Se a inteligência permite a troca de ideias, então o que existe é uma comunicação; </li></ul></ul><ul><ul><li>As quatro principais categorias são: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Grosseiras, frívolas, sérias e instrutivas. </li></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. X Da Natureza das Comunicações
  3. 3. Livro dos Médiuns - Cap. X Da Natureza das Comunicações <ul><li>Comunicações Grosseiras: </li></ul><ul><ul><li>Mensagens chocantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Repugnam pessoas que possuem bons sentimentos e caráter; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espíritos inferiores, ainda presos à matéria, viciosos e grosseiros. </li></ul></ul>
  4. 4. Livro dos Médiuns - Cap. X Da Natureza das Comunicações <ul><li>Comunicações Frívolas: </li></ul><ul><ul><li>Mensagens levianas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Divertem pessoas de caráter fraco ou atingem-nas com duras verdades; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espíritos zombeteiros, brincalhões e maliciosos. </li></ul></ul>
  5. 5. Livro dos Médiuns - Cap. X Da Natureza das Comunicações <ul><li>Comunicações Sérias: </li></ul><ul><ul><li>Mensagens elevadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Tratam de assuntos úteis e importantes sem apresentar frivolidade ou grosseria; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espíritos sérios e sensíveis aos sentimentos alheios. </li></ul></ul><ul><li>Obs.: Nem todos os espíritos sé-rios são igualmente esclarecidos. </li></ul>
  6. 6. Livro dos Médiuns - Cap. X Da Natureza das Comunicações <ul><li>Comunicações Instrutivas: </li></ul><ul><ul><li>Mensagens esclarecedoras; </li></ul></ul><ul><ul><li>Pretendem sempre nos ensinar alguma coisa: (ciência, moral, filosofia); </li></ul></ul><ul><ul><li>Espíritos elevados e desapegados da matéria. </li></ul></ul><ul><li>Obs.: Se uma mensagem transmite falsos ensinamentos, não poderá nunca ser considerada instrutiva. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Tiptologia: </li></ul><ul><ul><li>Linguagem dos sinais e das pancadas, foi assim que as primeiras comunicações aconteceram: </li></ul></ul><ul><ul><li>Sim = 1 pancada; </li></ul></ul><ul><ul><li>Não = 2 pancadas. </li></ul></ul><ul><li>Tiptologia Alfabética: </li></ul><ul><ul><li>Forma mais aperfeiçoada da Tiptologia: </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantidade de pancadas = número da letra desejada. </li></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XI Da Sematologia e da Tiptologia
  8. 8. <ul><li>Sematologia: </li></ul><ul><ul><li>Transmissão de emoções pela intensidade das pancadas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Emoções extremas = pancadas fortes ou movs. bruscos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Emoções brandas = pancadas leves ou movs. suaves. </li></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XI Da Sematologia e da Tiptologia
  9. 9. Livro dos Médiuns - Cap. XII Da Pneumatografia ou Escrita Direta Da Pneumatofonia <ul><li>Pneumatografia: </li></ul><ul><ul><li>Escrita produzida pelo Espírito, sem necessidade do médium, como na psicografia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Quando não há nada com o que escrever, o espírito fabrica a própria tinta; </li></ul></ul><ul><ul><li>Muito mais prático que as anteriores, mas pode melhorar... </li></ul></ul>
  10. 10. Livro dos Médiuns - Cap. XII Da Pneumatografia ou Escrita Direta Da Pneumatofonia <ul><li>Pneumatofonia: </li></ul><ul><ul><li>Sons ou voz produzida pelo espírito na necessidade de se fazer ouvir; </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode ocorrer através de voz interior ou exterior; </li></ul></ul><ul><ul><li>Nem tudo de estranho que ouvimos é manifestação espiritual. </li></ul></ul>
  11. 11. <ul><ul><ul><li>Psicografia Indireta – Cestas e Pranchetas: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Serve como prova de comunicação, pois deixa traços; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Primeiras realizações através de cestas e pranchetas; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Preparação e funcionamento desse tipo de psicografia; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Relação Espírito > Médium > Objeto </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>A introdução da cesta de bico em prol de uma psicografia mais legível: </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIII Da Psicografia
  12. 12. <ul><ul><ul><li>Psicografia Direta – Manual: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Obtida diretamente pelo médium sob influência do espírito; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Movimentos maquinais, sem consciência na maioria das vezes; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Cesta e prancheta, pra quê te quero? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Diferença entre Psicografia e Tiptologia . </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIII Da Psicografia
  13. 13. <ul><ul><ul><li>Influência do Espírito Pessoal do Médium: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: No momento em que exerce a sua faculdade, está o médium em estado perfeitamente normal? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Está, às vezes, num estado, mais ou menos acentuado, de crise. E o que o fadiga e é por isso que necessita de repouso. Porém, habitualmente, seu estado não difere de modo sensível do estado normal, sobretudo se se trata de médiuns escreventes.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  14. 14. <ul><ul><ul><li>Influência do Espírito Pessoal do Médium: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: As comunicações escritas ou verbais também podem emanar do próprio Espírito encarnado no médium? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;A alma do médium pode comunicar-se, como a de qualquer outro. Se goza de certo grau de liberdade, recobra suas qualidades de Espírito. Tendes a prova disso nas visitas que vos fazem as almas de pessoas vivas, as quais muitas vezes se comunicam convosco pela escrita, sem que as chameis. Porque, ficai sabendo, entre os Espíritos que evocais, alguns há que estão encarnados na Terra.  Eles, então, vos falam como Espíritos e não como homens.  Por que não se havia de dar o mesmo com o médium?&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  15. 15. <ul><ul><ul><li>Influência do Espírito Pessoal do Médium: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: Como distinguir se o Espírito que responde é o do médium, ou outro? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Pela natureza das comunicações. Estuda as circunstâncias e a linguagem e distinguirás. No estado de sonambulismo, ou de êxtase, é que, principalmente, o Espírito do médium se manifesta, porque então se encontra mais livre. No estado normal é mais difícil. Aliás, há respostas que se lhe não podem atribuir de modo algum. Por isso é que te digo: estuda e observa.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  16. 16. <ul><ul><ul><li>Influência do Espírito Pessoal do Médium: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: O Espírito encarnado no médium exerce alguma influência sobre as comunicações que deva transmitir, provindas de outros Espíritos? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Exerce, porquanto, se estes não lhe são simpáticos, pode ele alterar-lhes as respostas e assimilá-las às suas próprias idéias e a seus pendores;  não influencia,  porém,  os próprios Espíritos, autores das respostas;  constitui-se apenas em mau intérprete.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  17. 17. <ul><ul><ul><li>Influência do Espírito Pessoal do Médium: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: Será essa a causa da preferência dos Espíritos por certos médiuns? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Não há outra. Os Espíritos procuram o intérprete que mais simpatize com eles e que lhes exprima com mais exatidão os pensamentos. Não havendo entre eles simpatia, o Espírito do médium é um antagonista que oferece certa resistência e se toma, um intérprete de má qualidade e muitas vezes infiel. E o que se dá entre vós, quando a opinião de um sábio é transmitida por intermédio de um estonteado, ou de uma pessoa de má-fé.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  18. 18. <ul><ul><ul><li>Sistema dos Médiuns Inertes: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: Desde que não é racional atribuir-se inteligência aos objetos utilizados nas comunicações, poder-se-á considerá-los como uma categoria de médiuns, dando-se-lhes o nome de  médiuns inertes? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;É uma questão de palavras, que pouco nos importa, contanto que vos entendais. Sois livres de dar a um boneco o nome de homem.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  19. 19. <ul><ul><ul><li>Aptidão de Certos Médiuns para Coisas que Nada Conhecem: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: A aptidão de certos médiuns para escrever numa língua que lhes é estranha não provirá da circunstância de lhes ter sido familiar essa língua em outra existência e de haverem guardado a intuição dela? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;É certo que isto se pode dar, mas não constitui regra. Com algum esforço, o Espírito pode vencer momentaneamente a resistência material que encontra. E o que acontece quando o médium escreve, na língua que lhe é própria, palavras que não conhece.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  20. 20. <ul><ul><ul><li>Aptidão de Certos Médiuns para Coisas que Nada Conhecem: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: Poderia uma pessoa analfabeta escrever como médium? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Sim, mas é fácil de compreender-se que terá de vencer grande dificuldade mecânica, por faltar à mão o hábito do movimento necessário a formar letras. O mesmo sucede com os médiuns desenhistas, que não sabem desenhar.&quot; </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  21. 21. <ul><ul><ul><li>Aptidão de Certos Médiuns para Coisas que Nada Conhecem: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Kardec: Por que é que um homem de extraordinário talento numa existência já não o tem na existência seguinte? </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espíritos: &quot;Nem sempre assim é, pois que muitas vezes ele aperfeiçoa, numa existência, o que começou na precedente. Mas, pode acontecer que uma faculdade extraordinária dormite durante certo tempo, para deixar que outra se desenvolva.” </li></ul></ul></ul></ul>Livro dos Médiuns - Cap. XIX Do Papel dos Médiuns nas Comunicações Espíritas
  22. 22. <ul><li>Não. Continuem os estudos na Codificação, lá podemos encontrar muitas outras informações esclarecedoras! </li></ul>FIM?

×