SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
João José Saraiva da Fonseca


             Na busca de uma conceituação para a EAD
Apresento para reflexão algumas propostas de conceitos para educação a distância. São
apresentadas por ordem cronológica, para que possam atentar sobre a evolução do
conceito.

• Yalli apresenta a EAD associada aos seguintes elementos:
a) as escolas tradicionais não atendem de forma efetiva a crescente demanda
social para o trabalho;
b) o trabalhador, em geral, está sujeito a um regime de trabalho que o impede de
freqüentar uma escola formal;
c) a necessidade de qualificar pessoas para o trabalho;
d) em regiões geográficas dispersas; e
e) o trabalhador nem sempre pode ser afastado do local de serviço, no horário
de expediente.

YALLI, Juan Simón. Para uma definição de educação aberta. Revista de
Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: ABT nov/dez, 1984, p.27.

•    Aretio apresenta o conceito para a educação a distância caracterizado por ser um
sistema tecnológico de comunicação de massa bidirecional, em que a interação
pessoal professor/aluno em aula, como meio preferencial de ensino, é substituída
por uma ação sistemática e conjunta de diversos recursos didáticos e pelo apoio
de uma organização tutorial, possibilitando a aprendizagem autônoma do aluno.




ARETIO, Lorenzo G. Educación a distancia hoy. Coleción permanente. Madrid:
UNED, 1994.

• Armengol afirma que a educação a distância caracteriza-se principalmente por
ter uma população estudantil adulta, relativamente dispersa e massiva. A
metodologia dos cursos é orientada para favorecer o estudo independente, através
de recursos auto-instrucionais, possibilitando ao aluno ser o responsável pela sua
aprendizagem, desenvolvendo o “aprender-a-aprender”. Os materiais possuem
“linguagem didática guiada” fazendo assim a mediação pedagógica da construção
do conhecimento.

ARMENGOL. Casas. M. Universidade sin classes: educación a distancia en
America Latina. Caracas: OEA/UNA/Kapelusz, 1987.


• Bordenave afirma que a educação presencial vem do tempo em que a “palavra, o
gesto e o desenho eram os únicos meios de comunicação disponíveis”. Para o autor a
incorporação dos novos meios de comunicação, oportunizou que o papel do
professor, como agente educador exclusivo, se transformasse e passa-se a ser

                         João José Saraiva da Fonseca
João José Saraiva da Fonseca

compartilhado com os meios, primeiramente pelo texto didático e posteriormente
pelo correio e, depois, pelo rádio, pela televisão e por diversos outros meios mais
recentes, possibilitando a concretização de diversas experiências educacionais no
âmbito da educação em geral e da educação a distância especificamente.

BORDINAVE, Juan E. Diaz. Pode a educação distância ajudar a resolver
problemas educacionais no Brasil? In: Revista Tecnologia Educacional. Rio de
Janeiro: v. 17, p. 31-38, 1988.




• Na visão de Keegan são características da educação a distância:
a) separação entre professor e aluno;
b) influência de uma organização educacional, especialmente na elaboração e
preparação de materiais de aprendizagem;
c) uso de recursos de mídia;
e) provisão de comunicação em duas vias;
f) possibilidade de seminários ocasionais; e
g) participação na forma mais industrializada de educação.


KEEGAN, Desmond. Theories of distance education: introduction. In: D. Sewart, D.
Keegan & B. Holmberg (Eds.), Distance Education: International Perspectives.
New York: Routledge, 1988, p. 63-67.



• Na proposta de Moore (1996), na educação a distância existe uma relação de
diálogo, estrutura e autonomia que exige meios, técnicos para mediar esta
comunicação; funciona como um sistema. A educação a distância é um subgrupo de
todos os programas educacionais, caracterizada por grande estrutura, menos
diálogo e maior distância transacional e inclui, também, o ensino e a aprendizagem.

MOORE, Michel G., KEARSLEY, Greg. Distance education: a systems view.
Belmont (USA) : Wadsworth Publishing Company, 1996.




• Holmberg indica que uma das principais características da aprendizagem a
distância é atribuir um papel fundamental ao exercício da autonomia do aprendente.
Nesse sentido, o estudante assume parcela maior de iniciativa de sua própria
aprendizagem, definindo seu próprio ritmo e período de estudo, inclusive
alterando a seqüência dos conteúdos. Para o autor a educação a distância envolve sete
                         João José Saraiva da Fonseca
João José Saraiva da Fonseca

princípios básicos:
a) o coração do ensino é a interação entre aqueles que ensinam e os que aprendem;
b) relações pessoais, prazer do estudo e empatia entre estudantes e aqueles que os
apóiam (tutores, professores, etc.) são centrais para o aprendizado em educação a
distância;
c) o envolvimento emocional no estudo e os sentimentos da relação entre essas partes
são as que mais contribuem para o prazer da aprendizagem;
d) o prazer de aprender apóia a motivação do estudante;
e) a participação nos processos de decisão relativos ao estudo é favorável à motivação
do estudante;
f) a forte motivação do estudante facilita o aprendizado;
g) enquanto meio de efetivo de treinamento, a educação a distância corre o risco de
levar ao mero aprendizado e reprodução de “verdades” aceitas. No entanto, isso pode
ser organizado e realizado de uma maneira que os estudantes sejam encorajados a
pesquisar, criticar e identificar opiniões por sua própria conta.


HOLMBERG, Börje. Theory and practice of distance education. London :
Routledge, 1995.




• Gutierrez e Prieto referem que os cursos a distância funcionem têm de ser
prazerosos e lúdicos, para além de exigirem do aluno força de vontade, sacrifício,
disponibilidade e hábitos de estudo. Estudar a distância apela à responsabilidade e o
cpmrometimento do aluno, bem como a sua capacidade de autonomia e autocontrole,
a liberdade, a independência do aluno e o desejo de se comprometer do estudante.


GUTIERREZ, Francisco & PRIETO, Daniel. A mediação pedagógica: educação à
distância alternativa. Trad. Edilberto M. Sena & Carlos Eduardo Cortés. Campinas:
Papirus (Educação internacional do Instituto Paulo Freire), 1994.


• De acordo com a definição proposta no Decreto 2.494, de 10.02.1998 a educação a
distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a
mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em
diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e
veiculados pelos diversos meios de comunicação.




• No decreto n.º 5.622, de 19 de dezembro de 2005 a educação a distância é
apresentada como sendo uma modalidade educacional na qual a mediação didático-
                         João José Saraiva da Fonseca
João José Saraiva da Fonseca

pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e
tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo
atividades educativas em lugares ou tempos diversos.


Texto re-escrito, para fins didáticos, por João José Saraiva da Fonseca com base em
algumas idéias do texto “Educação a Distância: Noções conceituais e a formação
docente” de Guilherme Pereira Lima Filho.


Postado em 10 de junho de 2009 por




                         João José Saraiva da Fonseca

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geraldi, c.m.g. cartografia do trabalho docente
Geraldi, c.m.g.   cartografia do trabalho docenteGeraldi, c.m.g.   cartografia do trabalho docente
Geraldi, c.m.g. cartografia do trabalho docentemarcaocampos
 
Docência no Ensino Superior Trabalho Acadêmico
Docência no Ensino Superior Trabalho AcadêmicoDocência no Ensino Superior Trabalho Acadêmico
Docência no Ensino Superior Trabalho AcadêmicoEdson Jales
 
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãO
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãOSíNtese Referencial Da EducomunicaçãO
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãONas Ondas do Rádio
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distânciapu5voz
 
Ação didática no ensino superior a docência em discussão
Ação didática no ensino superior   a docência em discussãoAção didática no ensino superior   a docência em discussão
Ação didática no ensino superior a docência em discussãoUNILAGO
 
Currículo e desenvolvimento humano2
Currículo e desenvolvimento humano2Currículo e desenvolvimento humano2
Currículo e desenvolvimento humano2ROSILEIDE
 
Equipamentos e materiais_didaticos
Equipamentos e materiais_didaticosEquipamentos e materiais_didaticos
Equipamentos e materiais_didaticosmarli kotaki
 
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINICaderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINISalete Perini
 
Curriculo e desenvolviemnto humnao
Curriculo e desenvolviemnto humnaoCurriculo e desenvolviemnto humnao
Curriculo e desenvolviemnto humnaoJucimara Oliveira
 
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...christianceapcursos
 
Correntes pós-modernas no contexto tecnológico
Correntes pós-modernas no contexto tecnológicoCorrentes pós-modernas no contexto tecnológico
Correntes pós-modernas no contexto tecnológicoEuzenir
 
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicas
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicasConvergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicas
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicasFernanda Coutinho
 
Projeto pesquisa mestrado
Projeto pesquisa mestradoProjeto pesquisa mestrado
Projeto pesquisa mestradoeduviecorr
 
Fichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diegoFichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diegoDiego Carvalho
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesInge Suhr
 

Mais procurados (20)

Geraldi, c.m.g. cartografia do trabalho docente
Geraldi, c.m.g.   cartografia do trabalho docenteGeraldi, c.m.g.   cartografia do trabalho docente
Geraldi, c.m.g. cartografia do trabalho docente
 
Docência no Ensino Superior Trabalho Acadêmico
Docência no Ensino Superior Trabalho AcadêmicoDocência no Ensino Superior Trabalho Acadêmico
Docência no Ensino Superior Trabalho Acadêmico
 
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãO
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãOSíNtese Referencial Da EducomunicaçãO
SíNtese Referencial Da EducomunicaçãO
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distância
 
Ação didática no ensino superior a docência em discussão
Ação didática no ensino superior   a docência em discussãoAção didática no ensino superior   a docência em discussão
Ação didática no ensino superior a docência em discussão
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
 
Currículo e desenvolvimento humano2
Currículo e desenvolvimento humano2Currículo e desenvolvimento humano2
Currículo e desenvolvimento humano2
 
Equipamentos e materiais_didaticos
Equipamentos e materiais_didaticosEquipamentos e materiais_didaticos
Equipamentos e materiais_didaticos
 
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINICaderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
Caderno 3 e 4 - SALETE VARGAS PERINI
 
Curriculo e desenvolviemnto humnao
Curriculo e desenvolviemnto humnaoCurriculo e desenvolviemnto humnao
Curriculo e desenvolviemnto humnao
 
Aula+9
Aula+9Aula+9
Aula+9
 
Caderno ii
Caderno   iiCaderno   ii
Caderno ii
 
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...
A UTILIZAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA:...
 
Correntes pós-modernas no contexto tecnológico
Correntes pós-modernas no contexto tecnológicoCorrentes pós-modernas no contexto tecnológico
Correntes pós-modernas no contexto tecnológico
 
11+misiara+oliveira
11+misiara+oliveira11+misiara+oliveira
11+misiara+oliveira
 
Tema - autonomia do aluno
Tema - autonomia do alunoTema - autonomia do aluno
Tema - autonomia do aluno
 
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicas
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicasConvergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicas
Convergência na educação: políticas, tecnologias digitais e relações pedagógicas
 
Projeto pesquisa mestrado
Projeto pesquisa mestradoProjeto pesquisa mestrado
Projeto pesquisa mestrado
 
Fichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diegoFichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diego
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as ies
 

Destaque

台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要
台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要
台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要sspwed
 
O que e viver bem pps- by ruth
O que e viver bem  pps- by ruthO que e viver bem  pps- by ruth
O que e viver bem pps- by ruthjmpcard
 
Rei leao
Rei leaoRei leao
Rei leaojmpcard
 
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...Fernando Resende
 
Um pouco__de__tudo
Um  pouco__de__tudoUm  pouco__de__tudo
Um pouco__de__tudojmpcard
 
Jornada De PlanificacióN
Jornada De PlanificacióNJornada De PlanificacióN
Jornada De PlanificacióNguest2ea5f64
 
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICAS
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICASELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICAS
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICASguest9a8d17
 
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update Dppt
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update DpptFostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update Dppt
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update DpptDan Maas
 
laguna de antela
laguna de antelalaguna de antela
laguna de antelafaunaviva3
 
как продать идею
как продать идеюкак продать идею
как продать идеюElena Stepantsova
 
Fotos Retocadas Con El Gimp
Fotos Retocadas Con El GimpFotos Retocadas Con El Gimp
Fotos Retocadas Con El Gimpyarkyk
 
Superba grecie(mg)
Superba grecie(mg)Superba grecie(mg)
Superba grecie(mg)penduion
 

Destaque (19)

台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要
台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要
台灣婚紗店 -台南莎士比亞婚紗攝影--如何選擇婚紗店拍婚紗:綜合對比很重要
 
Presentation!!!
Presentation!!!Presentation!!!
Presentation!!!
 
E gov bab 16-p.ali.docx
E gov bab 16-p.ali.docxE gov bab 16-p.ali.docx
E gov bab 16-p.ali.docx
 
O que e viver bem pps- by ruth
O que e viver bem  pps- by ruthO que e viver bem  pps- by ruth
O que e viver bem pps- by ruth
 
Rei leao
Rei leaoRei leao
Rei leao
 
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...
Elemento chave para a aceitação de publicidade móvel pelos consumidores portu...
 
Roteiro Modulo Autoria
Roteiro Modulo AutoriaRoteiro Modulo Autoria
Roteiro Modulo Autoria
 
Um pouco__de__tudo
Um  pouco__de__tudoUm  pouco__de__tudo
Um pouco__de__tudo
 
Ambiente De Aprendizagem Moodle Manual Do Aluno
Ambiente De Aprendizagem Moodle Manual Do AlunoAmbiente De Aprendizagem Moodle Manual Do Aluno
Ambiente De Aprendizagem Moodle Manual Do Aluno
 
Jornada De PlanificacióN
Jornada De PlanificacióNJornada De PlanificacióN
Jornada De PlanificacióN
 
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICAS
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICASELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICAS
ELECTRICIDAD: CUESTIONES BÁSICAS
 
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update Dppt
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update DpptFostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update Dppt
Fostering The Leadership And Learning Necessary For 21st. Update Dppt
 
Izmir identity proposal
Izmir identity proposalIzmir identity proposal
Izmir identity proposal
 
P lantes
P lantesP lantes
P lantes
 
laguna de antela
laguna de antelalaguna de antela
laguna de antela
 
как продать идею
как продать идеюкак продать идею
как продать идею
 
L'abbraccio
L'abbraccioL'abbraccio
L'abbraccio
 
Fotos Retocadas Con El Gimp
Fotos Retocadas Con El GimpFotos Retocadas Con El Gimp
Fotos Retocadas Con El Gimp
 
Superba grecie(mg)
Superba grecie(mg)Superba grecie(mg)
Superba grecie(mg)
 

Semelhante a Na busca de uma conceituacao para a EAD

PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...
PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...
PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...Alexandre da Rosa
 
São João do Polêsine - Lisiane Weber
São João do Polêsine - Lisiane WeberSão João do Polêsine - Lisiane Weber
São João do Polêsine - Lisiane WeberCursoTICs
 
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parceriasDesign didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parceriasjuroanny
 
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA Humberto Soares da Silva LimaHumber...
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA  Humberto Soares da Silva LimaHumber...AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA  Humberto Soares da Silva LimaHumber...
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA Humberto Soares da Silva LimaHumber...christianceapcursos
 
O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaEdison Paulo
 
Restinga Sêca - Diane Spat Brondani
Restinga Sêca - Diane Spat BrondaniRestinga Sêca - Diane Spat Brondani
Restinga Sêca - Diane Spat BrondaniCursoTICs
 
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati PereiraRestinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati PereiraCursoTICs
 
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdf
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdfTÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdf
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdfFabia Sousa
 
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensino
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensinoA metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensino
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensinoNildo Souza
 
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.Jovert Freire
 

Semelhante a Na busca de uma conceituacao para a EAD (20)

Conceito de Ead
Conceito de EadConceito de Ead
Conceito de Ead
 
20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb
 
20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb
 
Cap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Cap5 Joao Jose Saraiva Da FonsecaCap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Cap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 
PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...
PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...
PROEJA-FIC - PROEJA-FIC em Salvador do Sul: Uma Experiência de Construção Col...
 
São João do Polêsine - Lisiane Weber
São João do Polêsine - Lisiane WeberSão João do Polêsine - Lisiane Weber
São João do Polêsine - Lisiane Weber
 
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parceriasDesign didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
 
Teofanis eja
Teofanis ejaTeofanis eja
Teofanis eja
 
Ensino à distância
Ensino à distânciaEnsino à distância
Ensino à distância
 
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA Humberto Soares da Silva LimaHumber...
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA  Humberto Soares da Silva LimaHumber...AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA  Humberto Soares da Silva LimaHumber...
AVANÇOS E DESAFIOS DO ENSINO A DISTÂNCIA Humberto Soares da Silva LimaHumber...
 
O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aula
 
Restinga Sêca - Diane Spat Brondani
Restinga Sêca - Diane Spat BrondaniRestinga Sêca - Diane Spat Brondani
Restinga Sêca - Diane Spat Brondani
 
Parablog
ParablogParablog
Parablog
 
Docência no ensino superior
Docência no ensino superiorDocência no ensino superior
Docência no ensino superior
 
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati PereiraRestinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
 
153
153153
153
 
Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2
 
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdf
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdfTÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdf
TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO PROCESSO.pdf
 
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensino
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensinoA metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensino
A metodologia de_projetos_como_recurso_de_ensino
 
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.
PIGEAD - STCD - Tarefa 2: Competências de mediação.
 

Mais de joao jose saraiva da fonseca

A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.joao jose saraiva da fonseca
 
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...joao jose saraiva da fonseca
 
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...joao jose saraiva da fonseca
 
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da FonsecaDesenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonsecajoao jose saraiva da fonseca
 

Mais de joao jose saraiva da fonseca (20)

apresentacao domingo.pptx
apresentacao domingo.pptxapresentacao domingo.pptx
apresentacao domingo.pptx
 
Elaboracao de questoes de multpla escolha
Elaboracao de questoes de multpla escolhaElaboracao de questoes de multpla escolha
Elaboracao de questoes de multpla escolha
 
Seminario
SeminarioSeminario
Seminario
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
 
Avaliacao
AvaliacaoAvaliacao
Avaliacao
 
A seqüência fedathi
A seqüência fedathiA seqüência fedathi
A seqüência fedathi
 
Conferencia
ConferenciaConferencia
Conferencia
 
Aluno virtual
Aluno virtualAluno virtual
Aluno virtual
 
Conhecimento
ConhecimentoConhecimento
Conhecimento
 
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
 
avaliacao
avaliacaoavaliacao
avaliacao
 
DomíNio Afetivo Da Taxonomia De Bloom
DomíNio Afetivo Da Taxonomia De BloomDomíNio Afetivo Da Taxonomia De Bloom
DomíNio Afetivo Da Taxonomia De Bloom
 
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...
Rumo à diferenciação dos conteúdos escolares: o ensino e aprendizagem de conc...
 
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...
EL ENFOQUE SOCIOCULTURAL EN EL DISEÑO Y CONSTRUCCIÓN DE UNA COMUNIDAD DE APRE...
 
Educação a distância: o contexto
Educação a distância: o contextoEducação a distância: o contexto
Educação a distância: o contexto
 
Professor Digital
Professor DigitalProfessor Digital
Professor Digital
 
Toys To Tools
Toys To ToolsToys To Tools
Toys To Tools
 
Livreto Univesp
Livreto UnivespLivreto Univesp
Livreto Univesp
 
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da FonsecaDesenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Desenho De Interfaces Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 
Perfil do profissional para educacao a distancia
Perfil do profissional para educacao a distanciaPerfil do profissional para educacao a distancia
Perfil do profissional para educacao a distancia
 

Último

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 

Último (20)

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 

Na busca de uma conceituacao para a EAD

  • 1. João José Saraiva da Fonseca Na busca de uma conceituação para a EAD Apresento para reflexão algumas propostas de conceitos para educação a distância. São apresentadas por ordem cronológica, para que possam atentar sobre a evolução do conceito. • Yalli apresenta a EAD associada aos seguintes elementos: a) as escolas tradicionais não atendem de forma efetiva a crescente demanda social para o trabalho; b) o trabalhador, em geral, está sujeito a um regime de trabalho que o impede de freqüentar uma escola formal; c) a necessidade de qualificar pessoas para o trabalho; d) em regiões geográficas dispersas; e e) o trabalhador nem sempre pode ser afastado do local de serviço, no horário de expediente. YALLI, Juan Simón. Para uma definição de educação aberta. Revista de Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: ABT nov/dez, 1984, p.27. • Aretio apresenta o conceito para a educação a distância caracterizado por ser um sistema tecnológico de comunicação de massa bidirecional, em que a interação pessoal professor/aluno em aula, como meio preferencial de ensino, é substituída por uma ação sistemática e conjunta de diversos recursos didáticos e pelo apoio de uma organização tutorial, possibilitando a aprendizagem autônoma do aluno. ARETIO, Lorenzo G. Educación a distancia hoy. Coleción permanente. Madrid: UNED, 1994. • Armengol afirma que a educação a distância caracteriza-se principalmente por ter uma população estudantil adulta, relativamente dispersa e massiva. A metodologia dos cursos é orientada para favorecer o estudo independente, através de recursos auto-instrucionais, possibilitando ao aluno ser o responsável pela sua aprendizagem, desenvolvendo o “aprender-a-aprender”. Os materiais possuem “linguagem didática guiada” fazendo assim a mediação pedagógica da construção do conhecimento. ARMENGOL. Casas. M. Universidade sin classes: educación a distancia en America Latina. Caracas: OEA/UNA/Kapelusz, 1987. • Bordenave afirma que a educação presencial vem do tempo em que a “palavra, o gesto e o desenho eram os únicos meios de comunicação disponíveis”. Para o autor a incorporação dos novos meios de comunicação, oportunizou que o papel do professor, como agente educador exclusivo, se transformasse e passa-se a ser João José Saraiva da Fonseca
  • 2. João José Saraiva da Fonseca compartilhado com os meios, primeiramente pelo texto didático e posteriormente pelo correio e, depois, pelo rádio, pela televisão e por diversos outros meios mais recentes, possibilitando a concretização de diversas experiências educacionais no âmbito da educação em geral e da educação a distância especificamente. BORDINAVE, Juan E. Diaz. Pode a educação distância ajudar a resolver problemas educacionais no Brasil? In: Revista Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: v. 17, p. 31-38, 1988. • Na visão de Keegan são características da educação a distância: a) separação entre professor e aluno; b) influência de uma organização educacional, especialmente na elaboração e preparação de materiais de aprendizagem; c) uso de recursos de mídia; e) provisão de comunicação em duas vias; f) possibilidade de seminários ocasionais; e g) participação na forma mais industrializada de educação. KEEGAN, Desmond. Theories of distance education: introduction. In: D. Sewart, D. Keegan & B. Holmberg (Eds.), Distance Education: International Perspectives. New York: Routledge, 1988, p. 63-67. • Na proposta de Moore (1996), na educação a distância existe uma relação de diálogo, estrutura e autonomia que exige meios, técnicos para mediar esta comunicação; funciona como um sistema. A educação a distância é um subgrupo de todos os programas educacionais, caracterizada por grande estrutura, menos diálogo e maior distância transacional e inclui, também, o ensino e a aprendizagem. MOORE, Michel G., KEARSLEY, Greg. Distance education: a systems view. Belmont (USA) : Wadsworth Publishing Company, 1996. • Holmberg indica que uma das principais características da aprendizagem a distância é atribuir um papel fundamental ao exercício da autonomia do aprendente. Nesse sentido, o estudante assume parcela maior de iniciativa de sua própria aprendizagem, definindo seu próprio ritmo e período de estudo, inclusive alterando a seqüência dos conteúdos. Para o autor a educação a distância envolve sete João José Saraiva da Fonseca
  • 3. João José Saraiva da Fonseca princípios básicos: a) o coração do ensino é a interação entre aqueles que ensinam e os que aprendem; b) relações pessoais, prazer do estudo e empatia entre estudantes e aqueles que os apóiam (tutores, professores, etc.) são centrais para o aprendizado em educação a distância; c) o envolvimento emocional no estudo e os sentimentos da relação entre essas partes são as que mais contribuem para o prazer da aprendizagem; d) o prazer de aprender apóia a motivação do estudante; e) a participação nos processos de decisão relativos ao estudo é favorável à motivação do estudante; f) a forte motivação do estudante facilita o aprendizado; g) enquanto meio de efetivo de treinamento, a educação a distância corre o risco de levar ao mero aprendizado e reprodução de “verdades” aceitas. No entanto, isso pode ser organizado e realizado de uma maneira que os estudantes sejam encorajados a pesquisar, criticar e identificar opiniões por sua própria conta. HOLMBERG, Börje. Theory and practice of distance education. London : Routledge, 1995. • Gutierrez e Prieto referem que os cursos a distância funcionem têm de ser prazerosos e lúdicos, para além de exigirem do aluno força de vontade, sacrifício, disponibilidade e hábitos de estudo. Estudar a distância apela à responsabilidade e o cpmrometimento do aluno, bem como a sua capacidade de autonomia e autocontrole, a liberdade, a independência do aluno e o desejo de se comprometer do estudante. GUTIERREZ, Francisco & PRIETO, Daniel. A mediação pedagógica: educação à distância alternativa. Trad. Edilberto M. Sena & Carlos Eduardo Cortés. Campinas: Papirus (Educação internacional do Instituto Paulo Freire), 1994. • De acordo com a definição proposta no Decreto 2.494, de 10.02.1998 a educação a distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação. • No decreto n.º 5.622, de 19 de dezembro de 2005 a educação a distância é apresentada como sendo uma modalidade educacional na qual a mediação didático- João José Saraiva da Fonseca
  • 4. João José Saraiva da Fonseca pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. Texto re-escrito, para fins didáticos, por João José Saraiva da Fonseca com base em algumas idéias do texto “Educação a Distância: Noções conceituais e a formação docente” de Guilherme Pereira Lima Filho. Postado em 10 de junho de 2009 por João José Saraiva da Fonseca