SÍNTESE REFERENCIAL DA EDUCOMUNICAÇÃO   Marciel Consani
Origens <ul><li>O termo e ducomunicación  ocorre, inicialmente, em textos do uruguaio Mario Kaplún, para designar atividad...
<ul><li>a Educomunicação se caracteriza por sua ênfase  prática , tendo o conceito sido formulado a partir da observação d...
Como ela se vê? <ul><li>Como uma proposta destinada a transformar qualitativamente a realidade por meio de ações comunicat...
Onde ela acontece? <ul><li>a Educomunicação acontece no âmbito dos processos comunicativos plenos de intencionalidade educ...
Quem a pratica?  <ul><li>quando empregamos a analogia do conceito “ecossistema comunicativo” torna-se forçoso pensar numa ...
Quais seus objetivos? <ul><li>ampliar a capacidade de expressão dos indivíduos (ganho individual),  </li></ul><ul><li>melh...
EDUCOMUNICAÇÃO É… <ul><li>“ conjunto de ações — envolvendo ou não as tecnologias da informação — que permitem que educador...
<ul><li>educação para a comunicação </li></ul><ul><li>mediação tecnológica na comunicação/educação   </li></ul><ul><li>ges...
Transdisciplinaridade <ul><li>Segundo Ubiratan D’Ambrosio, “reside numa postura de reconhecimento onde não há espaço e tem...
Imagens do Educom.Radio (2001-2004:  NCE-ECA/USP e PMSP)
Imagens do Educom.Radio  (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
Imagens do Educom.Radio  (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
Imagens do Educom.Radio  (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
[email_address]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

SíNtese Referencial Da EducomunicaçãO

2.485 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

SíNtese Referencial Da EducomunicaçãO

  1. 1. SÍNTESE REFERENCIAL DA EDUCOMUNICAÇÃO Marciel Consani
  2. 2. Origens <ul><li>O termo e ducomunicación ocorre, inicialmente, em textos do uruguaio Mario Kaplún, para designar atividades em torno do que se acostumou a denominar, na América Latina dos anos 70, como “educação para a comunicação”, “leitura crítica dos meios” ou, de forma mais aberta, “comunicação educativa”. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>a Educomunicação se caracteriza por sua ênfase prática , tendo o conceito sido formulado a partir da observação do agir de grupos da sociedade civil, ao longo da segunda metade do século XX, que passaram a rever suas práticas educativas à luz da realidade representada pela presença das tecnologias da informação e da comunicação, facilitando o desenvolvimento de projetos político-pedagógicos que objetivavam essencialmente promover a plena democracia nas relações interpessoais, possibilitada pelo modo como os grupos passavam a conceber a gestão dos processos comunicativos. </li></ul><ul><li>Nesse sentido, a Educomunicação representa, hoje, um processo de renovação dos modos como se dá, na prática social, a inter-relação Comunicação/Educação. </li></ul>Caracterização
  4. 4. Como ela se vê? <ul><li>Como uma proposta destinada a transformar qualitativamente a realidade por meio de ações comunicativas coordenadas. </li></ul><ul><li>Partindo de uma postura crítica em relação ao aparato tecnológico, tomada não apenas como herança dos estudos da media literacy , mas também como contraponto às posturas &quot;tecnocêntricas&quot; que dominam o cenário educativo escolar. </li></ul><ul><li>Baseando-se na transdisciplinaridade (e, por conseqüência, a transversalidade curricular) que converte-se em pressuposto para entender e atender as demandas enfocadas pelas diferentes facetas (social, cultural, etc.) que emergem na prática educativa. </li></ul><ul><li>Assumindo o caráter inter-relacional das ações educomunicativas como preocupação maior de criar, ampliar, consolidar e flexibilizar canais de comunicação multidirecionais e polifônicos no contexto dos ambientes em que acontece o processo educativo. </li></ul><ul><li>o conceito de “ecossistema comunicativo” identifica-se com a noção de comunidade educativa desde que seja articulado transversalmente por processos comunicativos, o que pressupõe a gestão compartilhada de processos, a horizontalidade do organograma ( empowerment ) e o estímulo ao protagonismo. </li></ul>
  5. 5. Onde ela acontece? <ul><li>a Educomunicação acontece no âmbito dos processos comunicativos plenos de intencionalidade educativa, sempre que pensados e implementados a partir de uma perspectiva de gestão participativa de seus processos, </li></ul><ul><ul><li>quer seja na prática da educação não formal (comunicação integrada à educação popular de matriz freireana); </li></ul></ul><ul><ul><li>quer na educação informal (programação educativa implementada através da mídia: rádio, jornal, tv, sites na Internet ); ou, ainda, </li></ul></ul><ul><ul><li>no espaço da educação formal (comunicação educativa no espaço escolar, como metodologia de gestão ou de produção) o que nos leva a reconhecer que, ambas as abordagens — a educativa e a comunicativa — se tornam indissociáveis quando abandonamos a ortodoxia conceitual presente em um e outro campo; </li></ul></ul>
  6. 6. Quem a pratica? <ul><li>quando empregamos a analogia do conceito “ecossistema comunicativo” torna-se forçoso pensar numa comunidade de pessoas (agentes do processo educomunicativo) que interagem entre si, enquanto usuários de determinadas tecnologias ou gestores de determinados modos de fazer a comunicação (“mediação”); </li></ul>
  7. 7. Quais seus objetivos? <ul><li>ampliar a capacidade de expressão dos indivíduos (ganho individual), </li></ul><ul><li>melhorando o coeficiente comunicativo das ações educativas, </li></ul><ul><li>fortalecendo, assim, o ecossistema comunicativo (ganho comunitário), </li></ul><ul><li>Tais objetivos se contrapõem ideologicamente à perspectiva iluminista presente em slogans como “multiplicar o saber”, “preservar a cultura”, “difundir o conhecimento”, comumente associados ao discurso sobre as tecnologias educativas. </li></ul>
  8. 8. EDUCOMUNICAÇÃO É… <ul><li>“ conjunto de ações — envolvendo ou não as tecnologias da informação — que permitem que educadores e comunicadores e outros agentes sociais promovam e ampliem as relações de comunicação entre as pessoas que compõem a comunidade educativa” (SOARES, 2000) </li></ul>
  9. 9. <ul><li>educação para a comunicação </li></ul><ul><li>mediação tecnológica na comunicação/educação </li></ul><ul><li>gestão de comunicação no espaço educativo </li></ul><ul><li>reflexão epistemológica sobre a inter-relação Comunicação/Educação </li></ul><ul><li>emprego de linguagens artísticas no contexto de trabalho que envolve Comunicação/Educação </li></ul>EDUCOMUNICAÇÃO É…
  10. 10. Transdisciplinaridade <ul><li>Segundo Ubiratan D’Ambrosio, “reside numa postura de reconhecimento onde não há espaço e tempo culturais privilegiados que permitam julgar e hierarquizar — como mais corretos ou mais verdadeiros — complexos de explicação e convivência com a realidade que nos cerca.” (D’AMBROSIO, 2001: 09) </li></ul>
  11. 11. Imagens do Educom.Radio (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
  12. 12. Imagens do Educom.Radio (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
  13. 13. Imagens do Educom.Radio (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
  14. 14. Imagens do Educom.Radio (2001-2004: NCE-ECA/USP e PMSP)
  15. 15. [email_address]

×