O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jb news informativo nr. 2015

85 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Arte e fotografia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jb news informativo nr. 2015

  1. 1. Nesta edição: Pesquisas – Arquivos e artigos próprios e de colaboradores e da Internet – Blogs - http:pt.wikipedia.org - Imagens: próprias, de colaboradores e www.google.com.br Os artigos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião deste informativo, sendo plena a responsabilidade de seus autores. Saudações, Prezado Irmão! Índice do JB News nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Bloco 1 – Almanaque Bloco 2 – IrVandi Dogado – Geração Só o Título - (Coluna do Irmão Vandi Dogado) Bloco 3 - IrValdemar Sansão – Fraternidade dos Maçons Bloco 4 - IrJosé Aparecido dos Santos – Uso de telefone celular em Lojas Maçônicas Bloco 5 – IrFernando Fernandes – A Fraternidade Maçônica nos dias atuais Bloco 6 – IrPedro Juk – Perguntas & Respostas – do Ir Cídio ( Ivaiporã-PR ) Bloco 7 – Destaques JB
  2. 2. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 2/21 Livro conta a história de uma poderosa organização criminal O Iminente Colapso de Boston é um daqueles livros que nos faz refletir sobre as teorias da conspiração. O enredo do livro destaca principalmente o poder da Rátio, uma ordem secreta a serviço do crime. O que chama a atenção na trama é o fato de o presidente dos EUA ter sido membro da misteriosa instituição, contudo quando optou por abandoná-la ingressou na lista dos presidentes americanos assassinados. O livro não é uma continuação da trama do enigmático “O Templo de Aiakos” de Vandi Dogado que foi sucesso de venda no mundo todo, mas apresenta a mesma temática e o mesmo personagem principal, Patrick Monks, habilidoso quebrador de códigos da CIA. Desta vez, o protagonista vive o dilema de salvar Boston de uma explosão nuclear ou preservar a vida de sua esposa que se encontra sob o domínio da Rátio. Durante a narrativa o leitor irá encontrar poderosos exoesqueletos, pílulas de aprimoramento intelectual, robôs gigantes e armas nucleares que ameaçam devastar Boston. Este é o sexto livro do autor e será lançado em fevereiro pela Novo Século Editora. O autor é membro da Loja Arquiteto do Progresso nr. 2.434, de São Paulo (GOSP/GOB), professor de Língua Portuguesa e autor dos livros "O Templo de Aiakos" (literário), "O Iminente Colapso de Boston" (literário), O "Assassino Enxadrista"" (literário), "Quim Nunca Esteve Lá" (contos populares), "Inteligência e Aprendizagem: desafios mentais" (psicologia cognitiva), "Escrita e Leitura: novas tecnologias da informação e comunicação" (educacional) e Mentalux : técnicas de estudo e otimização do tempo" (Guia de instruções) Visite o site de seu Blog: http://www.vandidogado.com.br 1 – ALMANAQUE Hoje é o 99º dia do Calendário Gregoriano do ano de 2016– (Lua Nova às 8h24) Faltam 267 dias para terminar este ano bissexto Dia Mundial da Luta contra o Câncer, dia Mundial da Asrronomia e dia da Natação. Se o Irmão não deseja receber mais o informativo ou alterou o seu endereço eletrônico, POR FAVOR, comunique-nos pelo mesmo e-mail que recebeu a presente mensagem, para evitar atropelos em nossas remesssas diárias. Obrigado. Colabore conosco para evitar problemas na emissão de nossas mala direta diária. LIVROS
  3. 3. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 3/21  217 — O imperador romano Caracala é assassinado. É sucedido por seu prefeito do pretório, Macrino. 1820: Descoberta daVênus de Milo na ilha de Milos.  632 — O rei Cariberto II é assassinado em Blaye (Gironda), junto com seu filho ainda criança Chilperico.  1139 — Rogério II da Sicília é excomungado.  1204 — As tropas da Quarta Cruzada iniciam um cerco a Constantinopla, que terminaria a 13 de abril com a conquista da cidade.  1271 — Na Síria, o sultão Baibars conquista o Krak des Chevaliers.  1378 — Bartolomeu Prignano se torna o Papa Urbano VI.  1455 — Alfonso de Borgia se torna o Papa Calisto III (foi um dos três sumos pontífices espanhóis).  1640 — Sai de Lisboa a esquadra que leva ao Brasil (Bahia) o primeiro vice-rei nomeado para este país, o Marquês de Montalvão.  1719 — O bandeirante paulista Pascoal Moreira Cabral notariza ata da fundação de Cuiabá, território considerado espanhol pelo Tratado de Tordesilhas.  1820 — A Vênus de Milo é descoberta na ilha egeana de Milos.  1866 — Itália e Prússia se aliam contra o Império Austríaco.  1904  A Terceira República Francesa e o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda assinam a Entente Cordiale.  O místico britânico Aleister Crowley transcreve o primeiro capítulo do Livro da Lei.  1911 — O físico neerlandês Heike Kamerlingh Onnes descobre a supercondutividade.  1924 — Os tribunais da charia são abolidos na Turquia, como parte das Reformas de Atatürk.  1942  Segunda Guerra Mundial: Cerco a Leningrado: as forças soviéticas abrem uma ligação ferroviária muito necessária para Leningrado.  Segunda Guerra Mundial: os japoneses ocupam Bataan, nas Filipinas.  1946 — Fundação da Universidade Federal da Bahia, em Salvador.  1950 — Índia e Paquistão assinam o Pacto Liaquat–Nehru. Eventos históricos - (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki) Aprofunde seu conhecimento clicando nas palavras sublinhadas
  4. 4. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 4/21  1959 — Uma equipe de fabricantes de computadores, usuários e pessoas de universidades dirigidos por Grace Hopper reúnem-se para discutir a criação de uma nova linguagem de programação que seria chamada de COBOL.  1960 — Os Países Baixos e a Alemanha Ocidental assinam um acordo para negociar o retorno dos territórios alemães anexados pelos neerlandeses em troca de 280 milhões de marcos alemães como reparação de guerra.  1963 — Fundação do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, em São Paulo.  1964 — Lançamento da Gemini I (voo de teste não tripulado).  1993 — A República da Macedônia junta-se às Nações Unidas. 1823 Provisão do governo da Província de Santa Catarina mandou dar sesmarias de quarto de léguas aos colonos residentes na província e a todas as pessoas que estivessem em condições de fazer estabelecimento rural. 1858 Lei provincial nº452, desta data, elevou Joinville à categoria de freguesia, sob a invocação dee São Francisco Xavier. 1935 Instalação do município de Jaraguá do Sul 1964 Lei nº 958 criou os municípios de Aurora e Agronômica, ambos desmembrados de Rio do Sul. 1964 Lei nº 960, desta data, criou o município de Balneário Camboriú. 1790 Fundada a Grande Loja de New Hampshire. 1997 Fundada a Loja “Ciência da Arte Real” nº 65 (GOSC) em Florianópolis. Fatos históricos de santa Catarina Fatos maçônicos do dia (Fontes: “O Livro dos Dias” do Ir João Guilherme - 20ª edição e arquivo pessoal)
  5. 5. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 5/21
  6. 6. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 6/21 O Irmão Vandi Dogado escreve às sextas-feiras. É Mestre Maçom da Loja Arquiteto do Progresso 2434 – Rito Moderno – São Paulo - GOSP/GOB, professor de Língua Portuguesa e autor dos livros "O Templo de Aiakos" (literário), "O Iminente Colapso de Boston" (literário), O "Assassino Enxadrista"" (literário), "Quim Nunca Esteve Lá" (contos populares), "Inteligência e Aprendizagem: desafios mentais" (psicologia cognitiva), "Escrita e Leitura: novas tecnologias da informação e comunicação" (educacional) e Mentalux : técnicas de estudo e otimização do tempo" (Guia de instruções). site do seu blog: http://www.vandidogado.com.br e-mail vand16@gmail.com Telefone: (11) 976963273 Geração Só o Título Há tempos venho publicando artigos sobre os efeitos nocivos do mal uso das redes sociais, hoje possuímos uma geração que lê o título e compartilha todo o conteúdo, raramente alguém lê uma matéria até o final. O texto da Galileu logo abaixo aponta que nem vídeos e músicas são apreciados até o fim. Uns afirmam que isso se deva ao excesso de informações, mas não é bem por aí. Podemos fazer gestão do conhecimento e ler textos completos, nada contra ler títulos e leads no momento de selecionar os textos a serem lidos, o problema é que a grande maioria só fica no título e talvez no lead. Em 2013, escrevi o livro "Escrita e Leitura: novas tecnologias da informação e comunicação" (público-alvo: professores), sugerindo algumas formas de empregar as NTICs de forma didático- pedagógica, há inúmeros possibilidades de fazer isso. Esse é o grande desafio das escolas, ensinar os alunos a usar adequadamente as mídias, acontece que os professores também são vítimas do processo de leitura fragmentada da internet. Temos um longo caminho pela frente, sabemos que a leitura de livros aumenta a capacidade de atenção, concentração e observação. Em outro livro "Mentalux: técnicas de estudo e otimização do tempo" (público- alvo: estudantes) abordo formas de melhorar essas funções subjacentes de nossa cognição. Segue a matéria da Galileu Outro dia vi um estudo que diz que 25% das músicas do Spotify são puladas após 5 segundos. E que metade dos usuários avança a música antes do seu final. Enquanto isso, no YouTube, a média de tempo assistindo a vídeos não passa dos 90 segundos. O mais chocante desses dois dados é que o uso do Spotify e do YouTube, em geral, está focado no lazer, no entretenimento. Ou seja, se a gente não tem paciência para ficar mais de 90 segundos focado em uma atividade que nos dá prazer, o que acontece com o resto das coisas? Você ficou sabendo da entrada do ator Selton Mello no seriado Game Of Thrones? Saiu em vários grandes portais brasileiros e a galera na internet compartilhou loucamente a notícia. Tudo muito bacana, não fosse a notícia um hoax, um boato inventado por um empresário 2 –Coluna do Irmão Vandi Dogado – Geração Só o Título Vandi Dogado
  7. 7. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 7/21 brasileiro apenas pra zoar e ver até onde a história poderia chegar. Bem, ela foi longe: mais de 500 tuítes com o link, mais de 3 mil compartilhamentos no Facebook, mais de 13 mil curtidas, matéria no UOL, Ego, Bandeirantes, O Dia e vários outros sites. Quem não tem paciência de ouvir cinco segundos de uma música tem menos paciência ainda pra ler uma notícia inteira. Pesquisas já mostraram que a maioria das pessoas compartilha reportagens sem ler. Viramos a Geração “só a cabecinha”, um amontoado de pessoas que vivem com pressa, ansiosas demais pra se aprofundar nas coisas. Somos a geração que lê o título, comenta sobre ele, compartilha, mas não vai até o fim do texto. Não precisa, ninguém lê! "SOMOS A GERAÇÃO QUE LÊ O TÍTULO, COMENTA SOBRE ELE, COMPARTILHA, MAS NÃO VAI ATÉ O FIM DO TEXTO. NÃO PRECISA, NINGUÉM LÊ!" Nunca achei que a internet alienasse as pessoas ou nos deixasse mais burros, pois sei que a web é o que fazemos dela. Ela é sempre um reflexo do nosso eu, para o bem e para o mal. Mas é verdade que as redes sociais causaram, sim, um efeito esquisito nas pessoas. A timeline corre 24 horas por dia, 7 dias da semana e é veloz. Daí que muita gente acaba reagindo aos conteúdos com a mesma rapidez com que eles chegam. Nas redes sociais, um link dura em média 3 horas. Esse é o tempo entre ser divulgado, espalhar-se e morrer completamente. Se for uma notícia, o ciclo de vida é ainda menor: 5 minutos. CINCO MINUTOS! Não podemos nos dar ao luxo de ficar de fora do assunto do momento, certo? Então é melhor emitir logo qualquer opinião ou dar aquele compartilhar maroto só pra mostrar que estamos por dentro. Não precisa aprofundar, daqui a pouco vem outro assunto mesmo. Por outro lado... quem lê tanta notícia? Se Caetano Veloso já achava que tinha muita notícia nos anos 1960, o que dizer de hoje? Ao mesmo tempo em que essa atitude é condenável, também é totalmente compreensível. Todo mundo é criador de conteúdo, queremos acompanhar tudo, mas não conseguimos. Resta-nos apenas respirar fundo, tentar manter a calma e absorver a maior quantidade de informação que pudermos sem clicar em nada. Será que conseguimos? Bia Granja é co-criadora e curadora do youPIX e da Campus Party Brasil. Seu trabalho busca entender como os jovens brasileiros usam a rede para se expressar e criar movimentos culturais
  8. 8. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 8/21 MENSAGEM DO DIA - FRATERNIDADE DOS MAÇONS Valdemar Sansão Dia 06 de abril FRATERNIDADE DOS MAÇONS Como o mundo poderia ser bom se todos pudessem manter entre si a Fraternidade! Irmãos – Inexiste tratamento mais afetuoso que o de “Irmão”. Não só na nossa Ordem, mas em várias irmandades e até espontaneamente, vários homens assim se tratam, mas, os ensinamentos que recebem dentro de nossos templos aonde a fraternidade impregna nossas atitudes, nos levando a sermos mais irmãos que os de outras confrarias. Na Maçonaria, a Fraternidade harmoniza os seres por meio da parte espiritual; diz-se que os maçons são Irmãos porque provém da mesma Iniciação; morrem na Câmara das Reflexões para renascerem produzidos ou procriados por meio do germe filosófico que transforma integralmente a criatura, refletindo-se no comportamento posterior. A moral ensinada pela Maçonaria baseia-se no amor ao próximo, e nós não estamos mais próximos? Devemos sim, colocar os ensinamentos em prática dentro e fora de nossas Oficinas, buscando a essência da vida que o nosso Grande Arquiteto do Universo nos ensina. O bem-querer, a tolerância e a Fraternidade dentro da Loja transformam o homem em criatura dócil, espontânea e fiel, apta a desempenhar a cidadania no mundo profano. A rigor, o amor fraternal deveria estender-se a toda a humanidade; no entanto, ainda não estamos preparados para isso. Fraternidade – União ou convivência como de Irmãos; harmonia, paz, concórdia. A Maçonaria é, antes de tudo, uma fraternidade. Os maçons não somente se tratam por irmãos, mas realmente como tal se consideram. Em todas as circunstâncias da vida profana, onde houver um verdadeiro maçom, aí estará a preferência de outro maçom. Ao sermos iniciado na Maçonaria, verificaremos que a palavra mais importante depois de “Grande Arquiteto do Universo” é a palavra “Fraternidade”. 3 –Fraternidade dos Maçons Valdemar Sansão
  9. 9. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 9/21 A essência da Fraternidade é o Amor; os maçons dedicam muito amor uns para com os outros; é essa prática que funde o sangue para que haja no grupo uma só criatura. Fraternidade é uma associação fraterna usada para demonstrar que todos os homens podem conviver como se fossem Irmãos da mesma carne. Uma família numerosa, com muitos filhos, esses não constitui uma Fraternidade, mas uma Família, pois os pais são incluídos no grupo. A Fraternidade Maçônica abrange os membros de uma Loja. Maçonicamente interpretando, a Fraternidade apresenta-se de vários modos: a Fraternidade de uma Loja; a Fraternidade em uma Ordem; a Fraternidade Universal, também designada de “Fraternidade Branca”. A Fraternidade Universal abrange os maçons em vida e os que já se encontram no Oriente Eterno, ou seja, os que “partiram”, os que “desencarnaram”, os mortos. O candidato passa pela Iniciação maçônica, ingressa, após a sua aclamação em Loja, na Fraternidade maçônica, nos seus vários aspectos e de modo permanente. Convivência – A Maçonaria é formada por conjuntos de homens que se reúnem, discutem e estudam juntos. É de ver-se que esses homens são, em tudo, diferentes uns dos outros e nem poderia ser diferente. Uns são calmos, outros agitados; aqueles têm cultura universitária, estes não chegaram a frequentar a universidade; alguns estão habituados à leitura, ao estudo, outros não. Daí por que há de haver um esforço acima do normal para que a convivência não se deteriore. Os ensinamentos que a Arte Real propicia aos Iniciados facilitam, realmente, essa convivência. A Fraternidade implica obrigações e direitos; a parte ética e de comportamento é muito importante. São admitidas pequenas rusgas, como sucede dentro de uma família, mas com a obrigação de serem passageiras. O maçom tem o dever de tolerar esses incidentes e perdoar se eles tiverem sido mais intensos. Só pelo fato de estarmos filiados à Maçonaria, podemos nos considerar tremendamente privilegiados e suficientemente aptos para prestar auxílio ao próximo. Fraternidade é a síntese de todas as qualidades superiores que habitam no homem, tais como: saúde, liberdade, alegria, sabedoria, tolerância, bondade, amor, desejo de paz. Para a Maçonaria a Fraternidade esteve sempre, à frente de seus ensinamentos, pois cada maçom sabe do dever que tem para com o próximo, dever esse que é executado com alegria e desprendimento, pois, não há felicidade maior do que a de fazer o bem ao próximo. A Maçonaria há séculos vem conduzindo seus adeptos para essa finalidade. Não devemos confundir Fraternidade com perfeição. O homem pode ser fraternal e não ser perfeito, mas não poderá ser perfeito sem ser fraternal. Liberdade, Igualdade, Fraternidade - A ideia da fraternidade implica na existência de uma grande família de que são membros todos os seres humanos. Para haver, realmente fraternidade, a decorrência natural é a igualdade. Não pode haver fraternidade onde não houver igualdade. Como decorrência desses dois princípios, surge a Liberdade. A Liberdade é a condição do homem livre, que não deve e nem pode fazer aquilo que lhe impede a Lei Moral, mãe e fonte única do Direito. Dentro da Maçonaria, o conceito liberdade tem sido sempre uniforme. Em todas as épocas e em todos os lugares se fundamentou, e se fundamenta e se fundamentará sempre esse conceito no princípio de Justiça Divina, justiça essa expressa na frase do profeta que determinou: “Não façais aos outros o que não quereis que vos façam”. Esta é a Lei, e o resto é comentário. Nesse princípio se baseia a liberdade verdadeiramente cristã e nele repousa a declaração dos direitos do homem e do cidadão. Só pode ser fraterno quem se sentir igual; só pode sentir-se igual quem é livre. Este é um conjunto de princípios maçônicos essenciais, pois sem eles a Maçonaria não teria a sua grandeza. Sem eles não tem sentido a
  10. 10. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 10/21 busca incessante da verdade, que não pode apenas ser consentida ou tolerada, pois é um direito. Concluímos, pois, que não pode haver fraternidade e, portanto não pode haver Maçonaria onde não houver igualdade e não pode haver igualdade onde não houver liberdade. Justiça - Se pararmos um minuto para pensar, chegaremos à conclusão de que sem justiça, no seu sentido exato, as outras virtudes todas desaparecem. Sem justiça, nada se conseguirá. Os dicionários e os entendidos em semântica nos ensinam que praticar a justiça consiste em se respeitar os direitos alheios, dando-lhes o que é justo e concedendo a cada um o que é seu. Já o Cristo, o Sábio dos Sábios, nos ensinou que era de justiça dar a César, o que é de César e a Deus, o que é de Deus (Lucas, XX, 25). De tudo se conclui que, sem justiça, não existe fraternidade. Crítica injusta - Quando alguém critica um Irmão, sem que haja um justo motivo para tanto, está sendo injusto com o Irmão e com ele mesmo. Sim, porque deixou de lado a equidade que é a virtude que nos auxilia a agir com moderação. Toda critica injusta revela falta de fraternidade. E tem mais, para que possamos ser fraternos é necessário sejamos desapegados, isto é, enxotarmos para fora de nosso íntimo a inveja, a vaidade descabida, o orgulho, o que nos levará a enxergar melhor os nossos defeitos, fazendo com que sejamos mais tolerantes com nossos semelhantes. Conclusão – Daí por que é tão pouco convincente essa fraternidade, com que estamos habituados. Já fizemos grandes progressos, mas ainda estamos longe de alcançar o ponto exato. Existe inúmeros Maçons verdadeiramente imbuídos do espírito fraterno. Os que não conseguem atingir (e não são poucos) um mínimo exigido pela Sublime Instituição terminam voltando ao mundo profano que nunca abandonaram, ou saem de livre vontade, ou são mandados embora. Aqueles que conseguem ficar tornam-se sempre pontos de discórdia entre os Irmãos. Só há verdadeira fraternidade em um grupo de pessoas quando todos se sentem iguais; só há igualdade quando, ao estarem em convívio, todos deixam conscientemente de parte suas condições sociais de qualquer natureza; só há verdadeira liberdade quando todos podem decidir seus próprios destinos buscando livremente estabelecer sua própria identidade, sem imposições de qualquer espécie. A verdade é uma só: a fraternidade com que estamos habituados a conviver, nem sempre pode ser chamada de Fraternidade Maçônica. PS - A Maçonaria diz que “Seus fins são: A Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade” e determina que os Maçons estendam, e liberalizem os laços fraternais que os unem entre si a todos os homens esparsos pela superfície da Terra.
  11. 11. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 11/21 Loja Justiça nr. 12 (REAA) Maringá - PR USO DE TELEFONE CELULAR EM LOJAS MAÇÔNICAS Não temos nada contra o uso de telefones celulares, sendo que este cabe exclusivamente até a entrada da Sala do Átrio, sendo uso na Sala dos Passos Perdidos e fora da Loja e Templo, mas nos deparamos com vários amigos, irmãos adentrando na Sala do Átrio e Templo, com bolsas, telefones no sistema vibra cal, no modo silencioso e constantemente buscando as mensagens que chegam em seu MSG, whatsApp ou seu Facebook. E este sistema do whatsApp, tem um som de assobio e outros de formas diferenciadas para alertar o seu proprietário, que chegou mensagem e isto vem quebrando a égregora dentro dos Templos e tendo alguns amigos, irmãos, que esquecem seus celulares ligados e o som de chamada é constante, sendo uma quebra total do que estamos buscando evidenciar do porque estamos presentes em Lojas e Templos Maçônicos, qual o significado do silêncio absoluto na busca do nosso eu interior. Como também, tendo diversos amigos, irmãos, que deixam seus aparelhos celulares em cima de suas mesas de trabalhos e olham o que vai ocorrendo dentro do Templo e correm os dedos na tela, para buscar o que tem de mensagens e esquecendo que estão em trabalho e não em festivas ou nos clubes de recreios!! Será que os amigos, irmãos não poderiam deixar seus aparelhos desligados ou em suas pastas de trabalho na Sala dos Passos Perdidos?! Não seriam melhor levar o Ritual do Grau, para seguir a ritualística da sessão?! E seguindo a determinação do Venerável Mestre, quando abre a Sessão de Trabalho – “Desde agora a nenhum Ir.´. é permitido falar ou passar de uma para outra coluna sem obter permissão, nem ocupar-se de assuntos proibidos pelas nossas Leis”. É importante buscarmos o nosso eu interior e pensarmos que estamos em um grupo de amigos, irmãos que querem sentir o eu maçom na busca do segredo da vida, mas se houver quebra da égregora por algum motivo, sairá sem motivação da continuidade e seria muito importante ter uma Loja melhor para todos, pensemos, reflitamos, sobre qual motivo entramos na Ordem Maçônica!!?? Que o G.´.A.´.D.´.U.´. nos ilumine na busca do nosso eu maçom e nos aprimorando na essência espiritual e mental, da nossa condução dentro e fora dos Templos Maçônicos. 4 – Uso de telefone celular em Lojas Maçônicas José Aparecido dos Santos
  12. 12. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 12/21 Ir.'. Fernando Fernandes Comp.'. M.'. ARLS Perseverança nº 3005 GOB/SC - Or.'. de Florianópolis Correspondente do JBNews A FRATERNIDADE MAÇÔNICA NOS DIAS ATUAIS Ao ingressarmos na Ordem, descobrimos que os propósitos da maçonaria são a prática da moral, da igualdade, da solidariedade humana e da justiça, a busca incessante da verdade e da paz. Outro ponto essencial e que juramos praticar após o nosso ingresso é a fraternidade. Isso é, desenvolvermos a fraternidade em toda sua plenitude, que obviamente vai muito mais além do que a simples convivência dentro de nossos templos. Esta fraternidade é feita diariamente em nosso ciclo social, respeitando, auxiliando e protegendo nossos Irmãos e familiares, nossos amigos e a sociedade como um todo. Tive a oportunidade de presenciar de fato o significado de FRATERNIDADE, quando da criação do Grupo de WhatsApp do JBNews, amplamente divulgado neste editorial diário pelo Ir.’. Jeronimo Borges. Recebemos pedidos de inclusão de diversos Irmãos espalhados pelo Brasil. Temos hoje, em torno de quase 150 Irmãos congregados no Grupo, é pouco, sabemos, comparado com a quantidade de leitores do JBNews, que recebem diariamente o informativo, mas a qualidade dos Irmãos que estão, nos mostram como essa ferramenta chamada WhatsApp, tem o poder de unir e efetivamente realizar a famosa FRATERNIDADE, independentemente de Potência ou Estado, uma verdadeira Maçonaria sem fronteiras. Durante este período de existência do grupo, acabamos conhecendo outros grupos relacionados a Maçonaria, através do valoroso Irmão, Chico Madeira, obreiro da Loja Estrela do Oriente nº 159, GLESP, Or.’. de São José do Rio Preto/SP, idealizador e mantenedor de uma rede de 7 grupos, chamada Hospitalaria Maçônica, cada grupo com uma média de 120 Irmãos, bem como os grupos Maçonaria Unida, contendo 5 grupos de 200 Irmãos. Além disso, o Ir Chico Madeira, é também 5 – A Fraternidade Maçônica nos dias atuais Fernando Fernandes
  13. 13. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 13/21 Moderador do Grupo Maçons Sem Fronteira, que possui 28 grupos, perfazendo uma rede com mais de 3500 Irmãos. Um maravilhoso conglomerado de Grupos, muito bem desenvolvidos e administrados, com regras e códigos de pedidos, com registros e acompanhamento das resoluções. Este Correspondente do JBNews, recentemente, apelou ao grupo de Hospitalaria Maçônica, solicitando ajuda para a Cunhada e o Sobrinho, qual não foi a minha surpresa em receber contato de Irmãos de diversos Estados, requerendo cópias dos exames para a emissão de um diagnóstico e indicação de Irmão médico especialista na área. Foi surpreendente, inimaginável. Irmãos médicos de outros Estados, sem ao menos saber quem eu era, contataram e prestaram auxilio, como se fossem membros de minha família, e de fato os são, membros da família maçônica, família essa que não importa o Oriente, o Estado, a religião, a Potência ou a Loja, estiveram de Pé e à Ordem fazendo valor o sentimento de FRATERNIDADE, que nos une como verdadeiros Irmãos. Este depoimento meus Amados Irmãos, tem por intuito parabenizar o incansável trabalho dos idealizadores, administradores e moderadores desses grupos de ajuda mútua, que exercem um valoroso trabalho em prol da Ordem Maçônica. Fica o registro também, a cada membro, cada Irmão, espalhado por todo o Brasil e fora dele, que participam destes grupos, cada um na sua área de atuação, do médico pediatra, passando pelo advogado até chegar no engenheiro, o meu mais profundo e respeitoso reconhecimento e agradecimento. Para aqueles que, assim como os demais Irmãos participantes, tem o interesse de contribuir com essa maravilhosa rede, façam o contato com o Ir Chico Madeira, através do telefone (17) 99743- 3787, que o mesmo providenciará a inclusão. Saúde Força e União!
  14. 14. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 14/21 Este Bloco é produzido pelo Irmão Pedro Juk, às segundas, quartas e sextas-feiras Transmissão da palavra Em 08.09.2015 o Respeitável Irmão Cidio, Loja Amor e Liberdade, 2.427, GOB-PR, REAA, Oriente de Ivaiporã, Estado do Paraná, solicita o seguinte esclarecimento: clinica_dr_cidio@hotmail.com Depois de longa data estamos aqui para pedir mais uma vez sua orientação: A dúvida é seguinte: Na passagem da palavra sagrada no manual de dinâmica ritualística diz para passar soletrada, nas primeiras instruções no manual de aprendiz pede, para, após dar letra por letra, dar sílaba por sílaba. Nossa duvida é, tem que passar também sílaba por sílaba ou só soletrar? Qual está certa? No aguardo, mando um grande abraço, meu e de nossa Loja. Considerações: - Essa é uma contradição com quem temos de há muito convivido nos nossos rituais escoceses no Brasil. Eu mesmo enviei em setembro de 2013 mais de duzentos provimentos para correção do Ritual ao GOB quando eu ainda era Secretário Geral de Orientação para o REAA (deixei a pasta em julho próximo passado) e, dentre esses já havia apontado essa incongruência. Como eu nunca recebi sequer um retorno do Poder Central, esse equívoco continua ainda implantado sem sequer uma explicação plausível. Ora, iniciaticamente a alegoria da Palavra Sagrada no Primeiro Grau como método de reconhecimento no Cobridor do Grau (dai-me a primeira que eu vos darei a segunda), assim como na Transmissão da Palavra (diretamente apenas pelo transmissor) é dada soletrada (letra por letra). Esse modo alude alegoricamente à primeira etapa iniciática onde o Aprendiz, dentre outros, representa a infância. Assim, a alegoria prevê que no Grau seguinte, onde simbolicamente o obreiro estará mais esclarecido e representando a juventude, o método de transmissão da respectiva Palavra Sagrada, com a prudência necessária, será dada agora de maneira silabada (Grau de Companheiro). Então na vertente da Maçonaria francesa, de onde advém o REAA, nele esse é o método de se transmitir a Palavra no simbolismo – primeiro de maneira soletrada (Aprendiz), em seguida silabada (Companheiro) e por fim ela é transmitida normalmente (Mestre). Entretanto, existem também outros formatos de transmissão dependendo do Rito ou Trabalho do Craft adotado, bem como a sua vertente maçônica. É oportuno mencionar que a Moderna Maçonaria é composta por inúmeros ritos e outros formatos de trabalho dependendo da sua vertente cultural. 6 – Perguntas & Respostas Pedro Juk Não esqueça: envie sua pergunta identificada pelo nome completo, Loja, Oriente, Rito e Potência.
  15. 15. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 15/21 Retomando a questão, essa repetição silabada da Palavra que antes fora dada soletrada nada mais é do que um procedimento de outro costume que foi enxertado no REAA. Por exemplo, a Palavra pode ser dada primeira soletrada por duas letras de trás para frente por um protagonista; do mesmo modo as outras duas pelo outro e por fim partida ao meio (silabada) entre ambos. É o caso do que acontece em alguns Ritos ou Trabalhos da vertente anglo- saxônica (veja o Rito de York do Craft Norte-Americano), mas não no escocesismo. Foi assim que alguns ritualistas “achando” que tudo é igual, quando não “bonito”, acabaram misturando procedimentos de ritos e costumes maçônicos - deu no que deu: o atual ritual do REAA no GOB ensina que o Aprendiz apenas deve soletrar a Palavra, porém se contradiz quando menciona que no final ela também é dada por sílabas. Afinal, se doutrinariamente o Aprendiz apenas sabe soletrar, então que “estória” seria essa de se silabar no final? Quem explicaria essa contradição no mesmo Rito? Bem, esse seria um caso provável, entretanto pode existir ainda outro. É sabido que o Rito Francês, ou Moderno foi o Rito praticado nos primórdios do Grande Oriente Brasílico (do Brasil). Esse Rito tradicionalmente adota as mesmas Palavras Sagradas do REAA para os seus dois primeiros Graus, entretanto nesse Rito as palavras são invertidas em relação ao Rito Escocês (costume haurido dos Modernos da Primeira Grande Loja em Londres de 1717). Desse modo no Rito Francês a Palavra Sagrada do Aprendiz é J (dada soletrada) enquanto que a do Companheiro é B (dada por sílabas) – note a inversão em relação ao Escocês. Assim, existe também essa grande probabilidade, na qual novamente “confundiram as bolas” quando da confecção de rituais maçônicos brasileiros, já que à chegada do Rito Escocês oficialmente no Brasil em 1832, o Rito Moderno já era conhecido e praticado por aqui. Devida a precariedade de comunicação e de procedimentos para impressão gráfica à época num Brasil ainda colonial, paulatinamente os rituais foram escritos sem uma criteriosa revisão acadêmica, de tal sorte que houve desde então inúmeras permutas de características de ritos distintos que acabaram sendo inseridos nos nossos rituais e disso pode ter resultado essa anomalia, já que no Rito Moderno a Palavra B é a do Companheiro, portando transmitida nele silabada. Assim sendo existe a real probabilidade de que em algum dado momento um determinado compilador pode ter acrescentado no ritual do REAA a versão de que a palavra B, que é dada tradicionalmente soletrada, também seria equivocadamente acompanhada da pronúncia silabada copiada do Rito Moderno, ou Francês sem se aperceber que as mesmas são invertidas nos Graus de um para outro Rito. Esse então pode ter sido o provável enxerto que viria dar origem para que no primeiro Grau do escocesismo, além da forma correta de se transmitir a Palavra letra por letra, essa viesse também acompanhada enganosamente da forma de se poder soletra-la no final. Assim, concluindo a questão, o Ritual em vigência carece urgentemente de ser consertado, já que o Aprendiz no Rito Escocês Antigo e Aceito, igualmente com os obstáculos por ele superados na alegoria da Primeira Viagem, representa também a infância do Homem Iniciado que, de modo prático, objetivo e seguindo a ordem natural dos fatos, traz no apólogo o entendimento de que antes de aprender a arte da escrita ele primeiro precisa conhecer as letras e fonemas que compõem a dialética inserida no “primeiro trivium”, assim nominado pelo filósofo, estadista e teólogo romano Boécio dentro das Sete Artes e Ciências Liberais. Agora, ainda comenta-se sorrateiramente pelos bastidores da nossa Maçonaria (peripatética com os seus carimbos e convenções) que o que está escrito é para ser cumprido. Então, o que fazer se no Ritual ensina-se que o Aprendiz ainda não sabe nem ler e nem pronunciar, somente soletrar... No entanto esse mesmo ritual proclama que ele (o Aprendiz) também a dará por sílabas? Afinal, ou ele soletra ou ele divide a Palavra? Eu penso que ele deveria apenas soletrar. T.F.A. PEDRO JUK – jukirm@hotmail.com – Nov/2015
  16. 16. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 16/21 (as letras em vermelho significam que a Loja completou ou está completando aniversário) GLSC - http://www.mrglsc.org.br GOSC https://www.gosc.org.br Data Nome Oriente 07.04.1997 Expedicionário Nilson Vasco Gondin Florianópolis 12.04.1997 Lara Ribas Florianópolis 21.04.1979 Colunas do Imbé Imbituba 26.04.1979 Duque de Caxias Florianópolis 28.04.1990 Luz do Vale Rio do Sul 28.04.2008 Consensio Içara Data Nome da Loja Oriente 02.04.2013 Sol do Oriente nr. 107 Balneário do Rincão 05.04.1983 Acácia Negra nr. 35 Mafra 08.04.2015 São Miguel da Terra Firme nr. 110 Biguaçú 09.04.1952 Fraternidade Tubaronense nr. 09 Tubarão 14.04.1956 Mozart nr. 08 Joinville 14.04.2014 Amadeus Mozart nr. 108 Joinville 15.04.2007 Acácia Riosulense nr. 95 Rio do Sul 18.04.1997 Padre Roma nr. 16 São José 21.04.1982 Inconfidência de Concórdia nr. 27 Concórdia 24.04.2001 Liberdade e Harmonia nr. 81 Florianópolis Lojas Aniversariantes de Santa Catarina Mês de abril 7 – Destaques (Resenha Final)
  17. 17. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 17/21 GOB/SC – http://www.gob-sc.org.br/gobsc Data Nome Oriente 02.04.1860 Regeneração Catarinense - 0138 Florianópolis 03.04.1998 Pedra Da Fraternidade - 3149 Itapoá 04.04.1974 Hermann Blumenau - 1896 Blumenau 12.04.1973 Plácido O De Oliveira 2385 Rio do Sul 19.04.1996 Universo Da Arte Real - 2947 Penha 23.04.2012 Ética E Justiça Florianópolis 24.04.1995 Estrela Da Harmonia -2868 Criciúma 25.04.2003 Laelia Purpurata - 3496 Camboriú 28.04.2003 Harmonia E Fraternidade -3490 Florianópolis AUGE RESPLOJA SIMBFÊNIX - nº 2313 Filiada ao Grande Oriente de São Paulo - Fundada em 28 de abril de 1973. RITO DE YORK Rua Augusta, 719 – Sobreloja - Consolação - CEP 01305-100 - São Paulo, SP. São Paulo, 05 de abril de 2.016 Aos Poderosos e Veneráveis IIr.: CONVITE O Venerável Mestre Francisco Pedro Simões da A.:R.:L.:S.: Fênix Nº 2313, tem a honra e a satisfação de convidar os IIr.: para Sessão Magna de Aniversário da Loja, quando seremos brindados com a Palestra do Ilustre V.:Ir.: Newton Agrella sobre o tema “A Origem dos Idiomas com Ênfase para as Línguas Neolatinas”, que será realizada no próximo dia 15/04/2016 (Sexta-feira) às 20:00h, no Templo Srul Gipsztejn, sito à Rua Augusta, 719 Sobreloja – Consolação – São Paulo – S. P. Vossa presença, muito nos honrará e assim tornaremos mais estreitos os laços que fraternais nos unem. Sendo só para o momento, humildemente suplicamos ao G.:A.:D.:U.: que nos ilumine em nossos trabalhos. Cordial e fraternalmente. Marcos Antonio Pezzutti Filho Secretário
  18. 18. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 18/21 I Seminário Adonhiramita da Bahia 8 e 9 de abril (sexta-feira e sábado)
  19. 19. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 19/21 Parcial do Templo da Loja Portal da Serra nr. 102 (GOSC) em Bom Retiro, no dia de sua Sagração, em 26.02.2008. Foto JB News Dedicado aos Irmãos fumantes
  20. 20. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 20/21 Os vídeos são pesquisados ou repassados, em sua maioria, por irmãos colaboradores do JB News. 1 – Pescaria de piau: https://www.youtube.com/watch?v=kCX6jHuFIg4&nohtml5=False 2 – Topografia e simbolismo do Templo: 04.2014 - TOPOGRAFIA E SIMBOLISMO DO TEMPLO - REAA.pdf 3 – Túneis feitos com árvores: 10 tuneis feitos com arvores.pps 4 – A magia das cordas: A MAGIA DAS CORDAS.docx 5 – Rio São Francisco: Viagem da nascente até ao mar https://www.youtube.com/watch?v=jS5wrbcLJlg&nohtml5=False 6 - Este video sou eu na frente do computador https://www.youtube.com/watch?v=pY1_HrhwaXU 7 - Filme do dia (Água que passarinho não bebe) O Gordo e o Magro (dublado) https://www.youtube.com/watch?v=1tTDXsm7As4
  21. 21. JB News – Informativo nr. 2.015 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 8 de abril de 2016 Pág. 21/21 Arte & surrealismo

×