O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jb news informativo nr. 2293

25 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Governo e ONGs
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jb news informativo nr. 2293

  1. 1. JB NEWS Filiado à ABIM sob nr. 007/JV Editoria: Ir Jeronimo Borges Loja Templários da Nova Era nr. 91(Florianópolis) - Obreiro Loja Alferes Tiradentes nr. 20 (Florianópolis) - Membro Honorário Loja Harmonia nr. 26 (B. Horizonte) - Membro Honorário Loja Fraternidade Brazileira de Estudos e Pesquisas (J. de Fora) -Correspondente Loja Francisco Xavier Ferreira de Pesquisas Maçônicas (P. Alegre) - Correspondente Academia Catarinense Maçônica de Letras Academia Maçônica de Letras do Brasil – Arcádia de B. Horizonte O JB News saúda os Irmãos leitores de Guarapari (ES) – Saudações, Prezado Irmão! Índice do JB News nr. 2.293 – Florianópolis (SC) – segunda-feira , 9 de janeiro de 2017 Bloco 1-Almanaque Bloco 2-IrJuarez de Oliveira Castro – Ser Fiel (Foco & Ação) Bloco 3-IrSérgio Quirino - Ramos da Acácia Bloco 4-IrKennyo Ismail – O Dilema do Rito Escocês Antigo e Aceito Bloco 5-IrJosé Anselmo Cícero de Sá – Alguns aspectos da dialética existencial da vida humana Bloco 6-IrPedro Juk – Perguntas & Respostas – do Ir Paulo Roberto de Paula Gomes (Guarapari – ES) Bloco 7-Destaques JB – Breviário Maçônico p/o dia 9 de janeiro e versos do Irmão e Poeta Adilson Zotovici (SC)
  2. 2. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 2/23 9 de janeiro  1154 — Sintra recebe foral de D. Afonso Henriques.  1522 — É eleito o Papa Adriano VI.  1693 — Um terremoto atinge a Sicília e mais de 60 aldeias e povoados, causando a morte de 50 mil pessoas.  1768 — O inglês Philip Astley apresentou em Londres o primeiro circo moderno, com acrobatas, palhaços e animais treinados.  1788 — Connecticut torna-se o quinto estado norte-americano, após ter ratificado a Constituição americana.  1822 — Dom Pedro I com a frase Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto: diga ao povo que fico, se recusou a voltar para sua terra natal, Portugal. Este ato do então regente deu maior força ao processo de independência do Brasil e ficou conhecido como o Dia do Fico.  1861 — O Estado de Mississippi separa-se da União norte-americana para fazer parte da Confederação dos Estados do Sul.  1863 — Inauguração do Metrô de Londres, primeiro trem subterrâneo do mundo, com sete quilômetros de comprimento.  1865 — Emancipação política de Itaporanga.  1872 — Guerra do Paraguai: assinado Tratado de Paz entre Brasil e Paraguai.  1878 — Humberto I torna-se rei da Itália. Nesta edição: Pesquisas – Arquivos e artigos próprios e de colaboradores e da Internet – Blogs - http:pt.wikipedia.org - Imagens: próprias, de colaboradores e www.google.com.br Os artigos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião deste informativo, sendo plena a responsabilidade de seus autores. 1 – ALMANAQUE Hoje é o 9º dia do Calendário Gregoriano. Faltam 356 dias para terminar o ano de 2017 - Lua Quarto Crescente - É o 128º ano da Proclamçaõ da República; 195º da Independência do Brasil e 517º ano do Descobrimento do Brasil Hoje é dia do Fico Colabore conosco. Se o Irmão não deseja receber mais o informativo ou alterou o seu endereço eletrônico, POR FAVOR, comunique-nos pelo mesmo e-mail que recebe o JB News, para evitar atropelos em nossas remesssas diárias por mala direta. Obrigado. EVENTOS HISTÓRICOS (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki) Aprofunde seu conhecimento clicando nas palavras sublinhadas
  3. 3. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 3/23  1881 — Entra em vigor, no Brasil, a Lei Saraiva que estabelece o título de eleitor, eleições diretas, voto secreto e o alistamento preparado pela Justiça.  1905 — Czar ondena a seus soldados que atirassem contra a multidão, à queima roupa, oque resultou em mais de mil mortos e cerca de 5 mil feridos. O episódio ficou conhecido como Domingo Sangrento.  1912 — Forças americanas invadem Honduras, visando à preservação dos interesses dos Estados Unidos na produção de bananas.  1923 — Pela primeira vez se faz um voo num helicóptero, realizada na Espanha por Juan de La Cierva y Codorniu.  1923 — Os Aliados decidem ocupar o território alemão no Vale do Ruhr, como represália pela demora da Alemanha em pagar os reparos da guerra.  1924 — Chegada de luz elétrica em Anápolis.  1927 — Rebelião militar em Lisboa.  1929 — Incorporação da cidade de Dearborn-Estados Unidos.  1939 — A Líbia é anexada pela Itália.  1942 — II Guerra Mundial: a ofensiva russa chega à zona oriental de Smolensko.  1943 — O Brasil declara sua adesão à Organização das Nações Unidas e à Carta do Atlântico.  1945 — Tropas Aliadas desembarcam em Luzon, nas Filipinas.  1951 — A sede da Organização das Nações Unidas foi inaugurada em Nova York. A instituição surgiu no final da Segunda Guerra Mundial.  1954 — Apresentação em Nova York da primeira calculadora de circuitos integrados, chamada de cérebro eletrônico.  1960 — Início da construção da barragem de Assuão no Rio Nilo (Egipto).  1962 — O Japão assina um tratado, concordando em pagar US$ 290 milhões aos Estados Unidos, pela ajuda recebida após a Segunda Guerra Mundial.  1968 — A sonda espacial americana Surveyor 7 chega à superfície lunar. O primeiro homem pisaria na Lua no ano seguinte.  1970 — O filme O dragão da maldade contra o santo guerreiro, de Gláuber Rocha, é escolhido para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro. O cineasta declarou que não tinha interesse em participar da seleção.  1972 — Greve de 280 mil mineiros no Reino Unido.  1981 — Francisco Pinto Balsemão substitui Diogo Freitas do Amaral no lugar de primeiro-ministro de Portugal.  1984 — O parlamento da Jordânia é convocado pela primeira vez em dez anos.  1980 — Na Arábia Saudita, 63 muçulmanos fanáticos são decapitados por terem sitiado a Grande Mesquita de Meca em novembro de 1979.  1992 — A cidade de Formosa do Sul é elevada a categoria de Município.  1996 — Rebeldes chechenos capturam 2 mil russos e ameaçam matá-los caso suas exigências não sejam aceitas pelo governo.  2000 — É reeleito como presidente do Uzbequistão, Islam Karimov,com 91,9% dos votos.  2005 — Mahmoud Abbas ou Abu Mazen é eleito presidente da Autoridade Palestiniana para substituir Yasser Arafat, morto em 11 de Novembro de 2004 em Paris.  2006 — Empresários e comerciantes de Port-au-Prince, Haiti, realizam uma greve-geral de um dia como protesto à violência no país.  2007 — Steve Jobs lança primeiro iPhone.  2011 — Início do Referendo sobre a independência do Sudão do Sul em 2011. Culturais e de Média/Mídia[editar | editar código-fonte]  1837 — O poeta russo Pushkin é gravemente ferido em um duelo.  1941 — A Columbia Broadcasting System realiza a primeira demonstração de uma tela de televisão em cores.  1989 — A banda Rush lança o álbum A Show of Hands.  1996 — O guitarrista da banda canadense Rush, Alex Lifeson, lança o álbum solo Victor.
  4. 4. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 4/23 1786 Ato, desta data, assinado pelo Governador da Capitania de São Paulo, Francisco da Cunha Menezes, nomeou o Capitão de Auxiliares Bento do Amaral Gurgel Annes para o cargo de Capitão-Mor e Regente da Vila Nossa Senhora dos Prazeres do Sertão de Lages. Foi o segundo a ocupar o posto 1795 Morre, na Vila de São Pedro do Rio Grande, o brigadeiro Rafael Pinto Bandeira, catarinense natural de Laguna. 1854 Nasce, em Goiana, província de Pernambuco, José Brasileiro de Souza. Foi um dos fundadores do Liceu de Artes e Ofícios da capital catarinense, onde foi professor de música, maestro e compositor. Foi o autor da música do Hino do Estado de Santa Catarina. Morreu, em Florianópolis, a 10 de março de 1910. 1855 Inauguração, na cidade de Desterro, da Biblioteca Pública em funcionamento até os nossos dias. Foi fundada pelo então presidente da Província, João José Coutinho. 1822 Em consequência do manifesto elaborado por frei Francisco Sampaio () e articulado por Gonçalves Ledo e Clemente Pereira, o príncipe D. Pedro decide ficar no Brasil. 1871 Fundado o Supremo Conselho para a América Central, em São José da Costa Rica, transferido em 1887 para a Guatemala. 1895 Falece Robert Macoy, fundador da editora maçônica Macoy Publishing, ainda existente nos dias de hoje. 1928 Fundado o Grande Oriente Espanhol. Fatos históricos de santa Catarina Fatos maçônicos do dia Fonte: O Livro dos Dias 20ª edição (Ir João Guilherme) e acervo pessoal
  5. 5. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 5/23 Ser fiel Quando falamos em fidelidade, lembramos-nos da passagem bíblica que conta a história de José que foi traído por seus irmãos, porém, embora traído, é fiel a seus propósitos e ajuda aos irmãos quando se encontra no auge da vida sendo governador do Egito. José é o exemplo ao ponto do Faraó dizer aos seus servos: “Acharíamos um varão como este, em quem haja o espírito de Deus?” (Gênesis 41, 38). E, o Faraó, tirou o anel de sua mão e o pôs na mão de José e o fez vestir de vestes de linho fino, e pôs nele um colar de ouro no seu pescoço. E o fez subir no segundo carro que tinha e clamavam diante dele: “Ajoelhai. Assim o pôs sobre toda a terra do Egito” (Gênesis 38, 42 e 43). Para mim foi a iniciação de José em que tudo que colocavam em suas mãos ele cumpria fielmente se transformando em uma pessoa livre. Ser fiel é ser livre. É uma escolha que não depende de ninguém. E a Maçonaria prega a liberdade. E para eu ter liberdade é necessário ser fiel. “Aqueles que lhe são fiéis, Deus dá a liberdade”, diz o Livro Sagrado. Aí eu pergunto: Será que consegui ser um sucesso como maçom pelo meu exemplo, minha firmeza de propósitos em praticar as virtudes ensinadas pela Maçonaria sendo fiel nos ensinamentos e propagando-os no meio da comunidade? É um dever nosso. Fui preparado para isso, como disse Milene Mizuta em “Os sete tipos anímicos do ser humano”: “Que o seu pensar seja claro, verdadeiro, sem julgamento, ponderado. Que seu sentir seja aquecido, amoroso, com compaixão pelo outro, trazendo a verdade do amor latente em si. Que sua ação seja fiel a uma causa, apaziguadora. Que você possua a virtude de fazer o bem. Que você possa ajudar ao outro ser humano e acompanhá-lo. Que você desenvolva o sentido humanitário e coloque a sua força à disposição da humanidade. Que você Ilumine com sabedoria os lados negativos ou sombras. Que você possa ajudar o outro a encontrar suas metas e realizá-las. Que você acompanhe o destino do outro, ajude-o a encontrar os lados positivos da vida para aproveitar, para um todo maior, as qualidades positivas de cada um”. A messe é grande e com muito trabalho para ajudar aos seres humanos a serem fiéis e desfrutarem da liberdade para praticarem o bem e levar a humanidade a ser feliz. Eis o nosso propósito. Autor Juarez de Oliveira Castro Mestre Maçom (Instalado) Membro efetivo da Loja Alferes Tiradentes Nº 20 Florianópolis – Santa Catarina. 2 –Ser Fiel- (Foco & Ação) Juarez de Oliveira Castro
  6. 6. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 6/23 Ano 11 - artigo 02 - número sequencial 599 - 08 Janeiro 2017 Saudações, estimado Irmão! COLABORAR COM O QUARTO DE HORA DE ESTUDO Em breve, nossas Lojas estarão em plena Força e Vigor. Há três momentos extremamente importantes no labor maçônico praticado nos Templos: - A Ordem do Dia - sem a qual não há o progresso do Maçom como partícipe da sociedade. - O giro do Tronco de Solidariedade - cuja importância para o espírito maçônico não está na coleta dos metais, mas no seu propósito em aplicá-los no socorro aos desamparados da sorte. - O Quarto de Hora de Estudo - que se destina elevar o plano de nossa alma maçônica. Os trabalhos apresentados durante estes 15 minutos e sacralizados em nossa ritualística podem e devem abarcar diversas áreas do conhecimento humano. Lembramos que alguns temas são exclusivos da “Ordem do Dia”, por exemplo, saúde, direito, políticas sociais (diferente de políticas partidárias) e atualidades do mundo. Todos nós, incondicionalmente, temos algo a aprender e somos responsáveis pela qualidade das sessões maçônicas. Há uma infinidade de possibilidades de temas para o Quarto de Hora de Estudo: história da 3 – Ramos da Acácia Sérgio Quirino
  7. 7. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 7/23 Maçonaria, da Potência ou Loja, aspectos da ritualística, interpretações de símbolos, Cabala, Esoterismo, experiências e impressões pessoais sobre temas expostos e tantos outros, não com a intenção de esgotar o assunto, mas de despertar no ouvinte a curiosidade e a dúvida, para que ele fique estimulado a buscar mais conhecimento. Cada Irmão pode, livremente, desenvolver um artigo e compartilhá-lo com seus Irmãos. Os temas são livres. Veja algumas sugestões metodológicas: 1. TENHA SEMPRE FOCO E OBJETIVIDADE – Evite desvios de raciocínio e devaneios desnecessários. 2. APRESENTE O SEU PONTO DE VISTA - não existem verdades absolutas. 3. NÃO SEJA JOCOSO - não é momento para piadas e brincadeiras. 4. CUIDADO COM A SOBERBA - você está entre Irmãos e não entre discípulos. 5. NÃO FAÇA PERGUNTAS – elas podem causar constrangimentos. 6. CUIDADO COM CITAÇÕES – grande parte delas está mais ligada à vaidade do orador do que ao conteúdo do trabalho. HÁ UM RISCO DE DESVIRTUAMENTO QUE DEVEMOS CORRIGIR: APRENDIZES E COMPANHEIROS APRESENTAM TRABALHOS DE TEMAS PREVIAMENTE ESCOLHIDOS PARA SEREM AVALIADOS, VISANDO AUMENTO DE SALÁRIO. OS MESTRES MAÇONS DEVEM APRESENTAR PRANCHAS DE ARQUITETURA COM O PROPÓSITO DE INSTRUÇÃO, FORTALECIMENTO E CRESCIMENTO DO GRUPO. Este artigo foi inspirado no livro “RAMOS DA ACÁCIA", volume I, de autoria dos Irmãos Arthur de Almeida Monteiro Filho, Antônio Rocha Fadista e Jefferson Soares Carvalho, onde consta na página 46, uma instrução muito útil sobre este artigo: “Afaste-se de expressões eruditas, palavras difíceis, sabedor que algumas palavras são verdadeiros alçapões da expressão espontânea” Precisamos incentivar os Obreiros da Arte Real ao salutar hábito da leitura como ferramenta de enlevo cultural, moral, ético e de formação maçônica. Fraternalmente Sérgio Quirino – Grande Segundo Vigilante – GLMMG Sérgio Quirino - ARLS Presidente Roosevelt 025 - GLMMG Contato: 0 xx 31 98853-2969 / quirino@roosevelt.org.br Facebook: (exclusivamente assuntos maçônicos) Sergio Quirino Guimaraes Guimaraes Os artigos publicados refletem a opinião do autor exclusivamente como um Irmão Maçom. Os conteúdos expostos não reproduzem necessariamente a ideia ou posição de nenhum grupo, cargo ou entidade maçônica.
  8. 8. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 8/23 Ir Kennyo Ismail kennyoismail@hotmail.com Fonte: www.noesquadro.com.br O Irmão Kennyo Ismail estará em Florianópolis neste dia 9 de janeiro, às 20h00, proferindo palestra na Loja União e Fraternidade do Mercosul - Hamilton Savi nº 70 – que funcionará no Templo da Loja “Ordem e Trabalho” na Serrinha, próximo à UFSC O Dilema do Rito Escocês Antigo e Aceito Por: Kennyo Ismail Breve Introdução Histórica Havia poucos anos que o Rito de Heredom havia desembarcado nos EUA, com seus 22 Altos Graus, e conquistado algumas centenas de maçons. Com a iniciativa dos chamados 11 cavalheiros de Charleston, na Carolina do Sul, esse Rito ganhou mais 07 graus filosóficos e 01 grau honorífico. Surge então, em maio de 1801, o Supremo Conselho “Mãe do Mundo”, administrando um sistema de 30 Altos Graus, denominado “Rito Escocês Antigo e Aceito”. Rapidamente essa iniciativa foi copiada em outros países, dando origem a outros Supremos Conselhos. Por mais de 50 anos, o hoje conhecido como Supremo Conselho do Rito Escocês da Jurisdição Sul dos EUA batalhou para consolidar o Rito Escocês nos Estados sob sua jurisdição, sem alcançar muito sucesso. Em Março de 1853, Albert Mackey conseguiu convencer um já célebre maçom na época, Albert Pike, a viajar do Arkansas até Charleston para receber do 4o ao 32º grau. Pike, então com um pouco mais de 10 anos de Maçonaria, um Maçom do Real Arco e um Cavaleiro Templário no Rito de York, já se destacava no meio maçônico por sua inteligência e cultura geral, e poderia ajudar o Supremo Conselho a consolidar o Rito Escocês em Arkansas e região. 4 – O Dilema do Rito Escocês Antigo e Aceito Kennyo Ismail
  9. 9. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 9/23 A estratégia teve êxito e Pike abraçou o desafio de colaborar para com o desenvolvimento do Rito Escocês, ainda visto por muitos maçons da época como um sistema recente e estrangeiro, em contraste como o Rito de York, tido como antigo e norte-americano. Não demorou para que Pike fosse incumbido de organizar os rituais do Rito Escocês, em 1855, trabalho esse que ele realizou em tempo considerado recorde: um pouco mais de 2 anos, tendo concluído em 1857. Seu trabalho foi considerado excelente, porém polêmico demais para ser aprovado. Foi a ele solicitado que refizesse o estudo, adotando uma postura mais moderada. Mesmo não aprovado, esse trabalho inicial garantiu a Pike sua investidura no 33o grau, em 1858, e, no ano seguinte, o mesmo foi eleito Soberano Grande Comendador, em 1859. A guerra civil norte-americana interrompeu a evolução de seu trabalho de revisão, assim como a mudança do Supremo Conselho para Washington, DC, em 1870. No ano seguinte, em 1871, Albert Pike publica seu livro “Moral e Dogma”, com suas leituras, resultantes de seus estudos sobre cada grau do Rito Escocês. Mas apenas em 1884 a revisão foi oficialmente concluída e aprovada. A implementação foi imediata e os rituais também foram concedidos a outros Supremos Conselhos, que sofriam do mesmo problema inicial de rituais incoerentes e inconsistentes. O Problema e a Solução Liturgicamente, os novos rituais foram um sucesso, solucionando a questão da desorganização ritualística. Porém, administrativamente o resultado não foi o esperado. A liderança e renome de Albert Pike, assim como a mudança do Supremo Conselho para a Capital do país, havia colaborado para o crescimento do Rito Escocês, mas ainda assim apresentando um crescimento tímido, distante da dimensão da maçonaria simbólica. Publicado em http://www.noesquadro.com.br Consultas foram feitas à base e a resposta veio, literalmente, a galope. Os rituais eram considerados muito complexos e os praticantes acabavam demasiadamente presos na ritualística, em detrimento do conteúdo alegórico e de seus ensinamentos morais e espirituais. A reação do Supremo Conselho veio sob medida: a transformação dos graus em “peças de teatro”, abrindo mão da ritualística em prol da apresentação dramática de seus conteúdos alegóricos. Os templos foram substituídos por teatros e auditórios e os oficiais se transformaram em atores amadores. É evidente que as críticas foram muitas, alegando o abandono dos costumes maçônicos, a profanação do conteúdo, a comercialização vazia dos graus, e o fim da meritocracia pela assiduidade e dedicação. Porém, surgiu uma multidão de Mestres Maçons interessados pelo “entretenimento maçônico”. Se em 1850, um pouco antes do ingresso de Albert Pike, o Supremo Conselho contava apenas com um pouco mais de 1.000 adeptos, e em 1890, após a publicação dos rituais revisados por Albert Pike, esse número ultrapassou a marca de 10.000 adeptos, em 1930 esse número já era superior a 500.000 membros.6 As encenações do Rito Escocês eram um verdadeiro sucesso. Mas o preço do sucesso era claro:
  10. 10. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 10/23 enquanto a escalada dos 29 graus, do 4o ao 32o, costumava demorar alguns anos para grupos de algumas poucas dezenas de membros, passou a ser realizado em 3 a 4 dias para grupos de várias centenas, algumas vezes superior a 1.000 membros. Além do número de membros e, logicamente, das cifras, o novo modelo do Rito Escocês havia trazido uma única melhoria: as fantasias. Antes simples e artesanais, a revolução do Rito Escocês nos EUA fez surgir vários catálogos de peças exuberantes e cheias de requinte e riqueza de detalhes. Tanto dinheiro precisava ser empregado de alguma forma, e os “Vales” trataram de investir em benefício de seus membros, construindo edifícios com salões de festa, bibliotecas, salas de jogos e teatros ainda mais suntuosos. 8 Na primeira metade do século XX, os Vales do Supremo Conselho Jurisdição Sul dos EUA trataram de construir e equipar teatros que se destacaram, e alguns ainda se destacam, entre os melhores daquele país. Porém, todo esse desenvolvimento não mudou o fato, até hoje alvo de críticas, de que os iniciados, de protagonistas que participavam ativamente das provas dos rituais e eram investidos com toques, sinais, palavras e com as joias dos graus, passaram a ser simples espectadores, passivos perante o processo dramático e podados do processo iniciático. Tal aspecto explicita a razão pela qual o Rito Escocês nos EUA passou a ser chamado por muitos intelectuais maçons de “entretenimento maçônico”, e seu formato teatral foi inicialmente acusado de ser uma ameaça à moral e filosofia maçônicas. Por outro lado, não faltaram defensores do modelo de encenação maçônica no Rito Escocês, argumentando que a dramatização, quando bem feita, colabora para uma melhor compreensão e relação emocional com as lições ensinadas.11 Cientes disso, os Grandes Inspetores dos Vales criaram estruturas de teatros profissionais, com diretores, auxiliares de palco, técnicos de som e iluminação e dezenas de atores, todos maçons. Eles ensaiam exaustivamente e, em muitos dos Vales, os atores principais recebem cuidados especiais, como se estivessem na Broadway. Conclusão O modelo teatral adotado pelo Supremo Conselho do Rito Escocês da Jurisdição Sul dos EUA tem sido praticado há mais de 100 anos. Sua redução no prazo de concessão dos graus acabou por influenciar as Grandes Lojas norte-americanas, que também passaram a conceder os três graus Publicado em http://www.noesquadro.com.br simbólicos em períodos de poucos dias. Sem entrar na discussão de seus aspectos morais, fato é que tal formato colaborou para a concentração de quase 2/3 dos maçons do mundo em solo norte-americano. Apesar desse desenvolvimento excepcional, outros Supremos Conselhos espalhados pelo mundo não optaram por adotar tal estratégia, provavelmente pelas questões morais e filosóficas em discussão. Para se ter uma melhor
  11. 11. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 11/23 compreensão da diferença entre essas duas realidades distintas, enquanto nos EUA um Mestre Maçom alcança o 32o grau em menos de um mês e pagando uma taxa inferior a US$300,00; no Brasil, por exemplo, um Mestre Maçom alcança o 32o grau após mais de quatro anos de dedicação e um investimento superior a R$3.000,00. Porém, é importante realçar que aqueles que optaram pelo modelo ritualístico tradicional continuam convivendo com o problema original: rituais complexos, algumas vezes incoerentes, e que tiram o foco do conteúdo em nome da forma. Talvez a solução norte-americana não seja ideal como uma solução substituta, mas sim como uma solução complementar. As peças de teatro poderiam reforçar nos maçons os conteúdos alegóricos de cunho moral e espiritual que costumam ficar em segundo plano no modelo convencional. Seria algo logicamente mais trabalhoso, porém, também mais eficiente no que tange a formação do maçom adepto do Rito Escocês Antigo e Aceito. Notas 1 COIL, Henry Wilson; BROWN, William Moseley. Coil’s Masonic Encyclopedia. Ed. Macoy, New York, 1961. 2 HODAPP, Christopher. Freemasons for Dummies. Hoboken, NJ: Wiley Publishing Inc., 2005. 3 HOYOS, Arturo. Scottish Rite Ritual, Monitor and Guide 2d ed. Washington, D.C.: Supreme Council, 33°, S.J., 2009. 4 COIL, Henry Wilson; BROWN, William Moseley. Coil’s Masonic Encyclopedia. Ed. Macoy, New York, 1961. 5 DUMENIL, Lynn. Freemasonry and American Culture, 1880–1930. Princeton, NJ: Princeton University Press, 1984. 6 BULLOCK, Steven C. Revolutionary Brotherhood: Freemasonry and the Transformation of the American Social Order, 1730–1840. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 1996, pp. 239–273. 7 CLAWSON, Mary Ann. Masculinity, Consumption and the Transformation of Scottish Rite Freemasonry in the Turn-of-the-Century United States. Gender & History, Vol.19 No.1, 2007, pp. 101–121. 8 FOX, William L. Lodge of the Double-Headed Eagle: Two Centuries of Scottish Rite Freemasonry in America’s Southern Jurisdiction. Fayetteville: University of Arkansas Press, 1997, pp. 146–1477. 9 O’DONNELL, Francis H. E. Philosophy and the Drama in Freemasonry. The New Age Magazine, 1906. 10 KNOX, William. What Excuse? The New Age Magazine, 1907. 11 SARGENT, Epes W. Detail and the Drama of the Degree. The New Age Magazine, 1907,
  12. 12. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 12/23 Irmão José Anselmo Cícero de Sá (33º. REAA) M Ida Loja Estrela da Distinção Maçônica Brasil nr. 953 (GOB/GOERJ) Academia de Artes, Ciências e Letras do Estado do Rio de Janeiro Cadeira nr. 29 - Patrono: Quintino Bocaiuva – ALGUNS ASPECTOS DA DIALÉTICA EXISTENCIAL DA VIDA HUMANA. É uma exigência vital que o ser humano aspire ao desenvolvimento integral. Isto, porém ocorrerá mediante a aplicação da ciência do homem na educação. A condição indispensável para que se possa desenvolver a inteligência é, sem dúvida, o desenvolvimento da mente, no entanto a mente não se desenvolve sem um adequado treinamento – porém o puro treinamento do intelecto não será o suficiente para a realização da personalidade integral. A educação do psiquismo afetivo é tão importante quanto à do psiquismo mental, sendo esse o objetivo da educação integral. O ensino humanístico visa o desenvolvimento integral do ser humano, foi para isso que se criou a ciência do homem. A vida está na base do ser e este ser desenvolve-se impulsionado por suas forças interiores em direção ao devir. Vida e mente se acompanham mutuamente. Todo poder humano é um modo de expressão da mente, pois ela é o instrumento de ação do espírito. Espírito é a direção pura no plano da transcendência, e Alma é o meio de ação do espírito no plano da imanência natural. O chamado “eu” é o espírito encarnado, ligado ao seu aparelho psico-fisiológico. A vida é que sustenta o “eu”, servindo-lhe de palco de ação. A mente, sendo o instrumento de ação do espírito, é o poder que o “eu” dispõe para atingir os seus objetivos, as suas metas presentes ou futuras. A inteligência é a luz espiritual que ilumina o caminho para o “eu” atingir este ou aquele objetivo próximo ou remoto. Cada pessoa deve cuidar de seu próprio desenvolvimento mental, treinando para esse fim. O meio mais eficaz é a meditação 5 – Alguns aspectos da dialética existencial da vida humana José Anselmo Cícero de Sá
  13. 13. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 13/23 profunda, por ser a que permite a concentração mental e contribui para clarear os objetivos mentais de ordem, puramente ideal. No século XX houve a descoberta da essencialidade do homem, porém esta conquista atinge a um reduzido número de indivíduos, pois somente esses poucos tomaram consciência disso. A grande maioria permanece não motivada pela transformação ocorrida, porém acha-se diante de um fato novo que não compreende, sendo isso a razão sua perplexidade. O homem primeiro pensa depois se transforma naquilo que pensou e isso é que o obriga a viver fora da época que lhe corresponde viver. Há uma relação íntima entre o ser e o pensar, porém o pensamento antecede à realização. O homem de hoje é produto do pensamento do homem do século XX, e o do século XXII será produto daquilo que o homem de hoje começou a pensar, pois essa é a condição que a natureza impôs ao homem. A descoberta da essencialidade do homem permite-lhe a maior autonomia de ação acima da natureza, passando daí para a direção do espírito, ou seja, o homem mesmo pode governar o seu destino. Agora cada um pode escolher se quer continuar sendo função da natureza ou se quer subir à sua verdadeira condição de homem, sabendo como pular para a esfera do espírito. Nessa atitude gozará plenamente de seus poderes mentais, colocando conscientemente a natureza a seu serviço. O homem é o único ser que controla em si a ação do espírito e a da alma. Nele o espírito se reflete sobre si mesmo, tornando-se consciente e voluntário. A espontaneidade exprime-se pelo Poder e pela Vontade, e a inércia exprimi-se pelo Espaço, pelo Desejo e pela Fatalidade. A ação recíproca desses dois princípios dá origem à alma. Participando dos extremos e podendo compreendê-los a alma harmoniza e conduz esses poderes no interesse da unidade e da evolução do ente a que preside. São estes os termos da dialética existencial da vida. A metafísica moderna segundo o alcance do método fenomenológico descreve a realidade dividida em quatro regiões ontológicas, conforme a teoria dos objetos. Estas regiões são: - Dos objetos reais (fatos físicos, químicos, biológicos e psicológicos); - Dos objetos ideais (relações, objetos matemáticos e essenciais); - Do mundo dos valores; - Da existência humana. Um estudo mais profundo nestas regiões metafísicas da realidade essencial veio tornar clara a presença aí da existência humana como constituída de seu próprio território, e, por ser a mais independente de todas, inclui em si as demais regiões: a dos objetos reais e dos objetos ideais e a dos valores, que estão em relação direta com ela. A existência humana compreende pois, o homem e o mundo.
  14. 14. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 14/23 O espírito atua no mundo real com o concurso da mente pessoal visto que cada indivíduo é possuidor de sua mente como uma parcela da Mente Universal – núcleo para o qual convergem o Universo Material, a Vontade, o Poder e a Inteligência como expressões do absoluto. A mente tem duas faces: a espiritual como instrumento de ação do espírito e a material como instrumento de ação da alma. Existe total analogia entre a Existência Cósmica Universal e a Existência Humana Individual, pois ambas são constituídas pelos mesmos princípios fundamentais, os dois pólos do Absoluto. Estes princípios funcionam no homem da mesma maneira que na realidade total. Tudo é uma questão de análise do processo cósmico de realização. Isto faz do homem um realizador cósmico, um ser responsável pelo seu destino e pelo destino do mundo. O poder que tem ao seu alcance é o pensamento. Por meio deste poder o homem transforma o mundo e transforma-se a si mesmo. Pensar é criar. O Poder e a Vontade são propriedades da espontaneidade. A matéria sempre se acompanha da força. A alma é um principio intermediário e a sua função é harmonizar os extremos, daí ser o registro de toda essa ordem de movimentação, disso dependendo a economia vital do indivíduo. A alma correlaciona-se com o espírito que mantém sua total unidade com o cosmos, por isso o papel da alma é enorme na inter-relação do ser humano com o cosmos. O espírito age sobre a alma por meio da mente espiritual e a alma age sobre a natureza por meio da mente material. A mente se põe em ação por meio de suas duas faces, pois é a relação ativa do homem com o cosmos. A mente humana é o campo de ação do espírito com a alma no contexto da existência cósmica. O psiquismo é o campo de ação da alma no contexto da existência humana. Pela mente individual todos os seres estão ligados com a Mente universal, sendo isso uma propriedade do espírito do qual depende a unidade essencial entre todos os indivíduos. A alma traduz logicamente a movimentação espiritual, sendo isso parte de sua função racional. A outra parte de sua função consiste na colonização de sua atividade mental, tendo aí duplo objetivo: “ser a consciência do mundo” e “possibilitar a realização ontológica do ser que tem a seu cargo”. A alma faz unicamente posição de existência, sua finalidade permanece cosmicamente determinada, ou seja: “CONDUZIR O ENTE PARA A SUA EVOLUÇÃO CÓSMICA”.
  15. 15. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 15/23 Este Bloco está sendo produzido pelo Irmão Pedro Juk, às segundas, quartas e sextas-feiras Tronco Em 24/05/2016 o Respeitável Irmão Paulo Roberto de Paula Gomes, Orador da Loja Acácia de Guarapari, REAA, GOB, Oriente de Guarapari, Estado de..., formula a seguinte questão: ipgl@uol.com.br Tomo a liberdade de lhe fazer uma consulta: O Tronco de Beneficência pode ser utilizado para doação a uma Loja coirmã que solicitou através de prancha a doação de um Tronco para reforma de seu templo? Considerações: Historicamente o Tronco de Beneficência maçônica é destinado às obras de caridade da Loja. O próprio título já indica o ato de fazer caridade – nesse caso, aos carentes. Tronco para construção de Templos não está de acordo com a finalidade e a tradição da filantropia desse procedimento. Ora, se uma coirmã desejar auxílio para essa finalidade, existe outros meios para pedir ajuda e não através de uma coleta na bolsa, cuja função tem significado alegórico próprio. 6 – Perguntas & Respostas Pedro Juk Não esqueça: envie sua pergunta identificada pelo nome completo, Loja, Oriente, Rito e Potência.
  16. 16. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 16/23 A origem dessa postura e circulação nos ritos maçônicos de origem francesa está no passado medieval quando na porta das Igrejas um personagem religioso com uma grande bolsa a tiracolo colhia doações para ajuda aos necessitados. Por influência da Igreja, alguns ritos fazem a circulação e coleta, cuja postura do Hospitaleiro imita a antiga bolsa do esmoler ou hospitalário. Note que isso nada tem a ver com doações para construção de Templos. Em Maçonaria o vocábulo Tronco é prática francesa já que ela é tomada também como caixa de esmolas, tais como as colocadas à entrada das igrejas francesas, onde nelas se lê simplesmente a palavra “Tronc”. Assim, é nesse sentido que o termo é usado primitivamente pela Maçonaria como o Tronco da Viúva (os maçons são os filhos da viúva), cujo “tronco” é designado à solidariedade em favor dos necessitados. T.F.A. Pedro Juk jukirm@hotmail.com Jul2016. Exegese Simbólica para o Aprendiz Maçom I Tomo - Rito Escocês Antigo e Aceito e Trabalhos de Emulação Autor – Ir. Pedro Juk - Editora – A trolha, Londrina 2.012 – Segunda Edição. www.atrolha.com.br - Objetivo – Introdução a interpretação simbólica maçônica. Conteúdo – Resumo histórico das origens da Maçonaria – Operativa, Especulativa e Moderna. Apreciação – Sistema Latino e Inglês – Rito Escocês Antigo e Aceito e Trabalho de Emulação. Tema Central – Origens históricas do Painel da Loja de Aprendiz e da Tábua de Delinear. Enfoque – Exegese do conteúdo dos Painéis (Ritualística e Liturgia, História, Ética e Filosofia). Extenso roteiro bibliográfico. https://www.trolha.com.br/loja/
  17. 17. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 17/23 (as letras em vermelho significam que a Loja completou ou está completando aniversário) GLSC - http://www.mrglsc.org.br GOSC https://www.gosc.org.br Data Nome Oriente 01/01/2003 Fraternidade Joinvillense Joinville 26/01/1983 Humânitas Joinville 31/01/1998 Loja Maçônica Especial União e Fraternidade do Mercosul Ir Hamilton Savi nr. 70 Florianópolis (trabalha no recesso maçônico) 11/02/1980 Toneza Cascaes Orleans 13/02/2011 Entalhadores de Maçaranduba Massaranduba 17/02/2000 Samuel Fonseca Florianópolis 21/02/1983 Lédio Martins São José 21/02/2006 Pedra Áurea do Vale Taió 22/02/1953 Justiça e Trabalho Blumenau Data Nome da Loja Oriente 11.01.1957 Pedro Cunha nr. 11 Araranguá 18.01.2006 Obreiros de Salomão nr. 39 Blumenau 15.02.2001 Pedreiros da Liberdade nr. 79 Florianópolis 21.02.1903 Fraternidade Lagunense nr. 10 Laguna 25.02.1997 Acácia Blumenauense nr. 67 Blumenau 25.02.2009 Caminho da Luz nr. 99 Brusque 7 – Destaques (Resenha Final) Lojas Aniversariantes de Santa Catarina Mêses de janeiro e fevereiro
  18. 18. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 18/23 GOB/SC – http://www.gob-sc.org.br/gobsc Data Nome Oriente 07.01.77 Prof. Mâncio da Costa - 1977 Florianópolis 14.01.06 Osmar Romão da Silva - 3765 Florianópolis 25.01.95 Gideões da Paz - 2831 Itapema 06.02.06 Ordem e Progresso - 3797 Navegantes 11.02.98 Energia e Luz -3130 Tubarão 29.02.04 Luz das Águas - 3563 Corupá Associação de Médicos Maçons
  19. 19. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 19/23 LOJA MAÇÔNICA ESPECIAL União e Fraternidade do Mercosul Ir∴ Hamilton Savi nº 70 RITO ESCOCÊS ANTIGO E ACEITO – GOSC/COMAB FUNDADA EM 31/01/1998 À GDGADU Orde Florianópolis, aos 20 dias do mês de dezembro do ano de 2016 E∴V∴ Ofic. 003/2016 A Todos os Homens Livres e de Bons Costumes Programação – Loja União e Fraternidade do Mercosul - Hamilton Savi nº 70 - Mês de Janeiro de 2017 Dia 09/01/2017: Abertura dos trabalhos com leitura do ato do GM nomeando a Administração da Loja para o ano 2017. Palavra do Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC Palestra do eminente Ir. Kennyo Ismail – Editor-chefe da revista “Ciência & Maçonaria”, a primeira revista acadêmico-científica dedicada ao estudo da Maçonaria na América do Sul, vinculada ao NP3/CEAM/UnB; professor do curso de pós-graduação em História da Maçonaria pela UnyLeya; e membro da Academia Maçônica de Letras do Distrito Federal, ocupando a cadeira No.33. Palestrante conhecido no meio maçônico é autor de diversos artigos publicados em várias revistas e sites maçônicos no Brasil e em outros países. Foi revisor técnico e prefaciou a edição brasileira do best-seller internacional Freemasons for Dummies (Maçonaria para Leigos), publicado pela AltaBooks (2015); traduziu e comentou a obra “Ahiman Rezon – A Constituição dos Maçons Antigos”, publicado pela A Trolha (2016); e é autor dos livros: “Desmistificando a Maçonaria” (2012), “O Líder Maçom” (2014), e “Debatendo Tabus Maçônicos” (2016). Dia 23/01/2017: Palestra do eminente Ir.: Gean Marques Loureiro, Prefeito eleito da Capital de Santa Catarina. Mestre instalado da ARLS Samuel Fonseca nº 79 - GOSC Informamos que as sessões da Loja Mercosul Hamilton Savi nº 70 serão realizadas no Templo da Loja Ordem e Trabalho nº 3, Or. de Florianópolis, Situado próximo à UFSC – Serrinha. AV. DESEMBARGADOR VITOR LIMA. 550, com inicio às 20:00hs Grande Abraço Ir.: EMÍLIO CÉSAR ESPÍNDOLA V.: M.: (048)32445761 - (048)999824363 emilioespindola@yahoo.com.br
  20. 20. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 20/23 Ir Marcelo Angelo de Macedo, 33∴ MI da Loja Razão e Lealdade nº 21 Or de Cuiabá/MT, GOEMT-COMAB-CMI Tel: (65) 3052-6721 divulga diariamente no JB News o Breviário Maçônico, Obra de autoria do saudoso IrRIZZARDO DA CAMINO, cuja referência bibliográfica é: Camino, Rizzardo da, 1918-2007 - Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014 - ISBN 978-85.370.0292-6) Dia 9 de janeiro: Adornos O símbolo, em si, também pode ser considerado um adorno; porém, especificamente, considera-se adorno o objeto que é usado sobre o corpo do maçom, como o avental, a faixa, o colar, as comendas e outras alfaias. Esses adornos diferem de rito para rito e de grau para grau. O seu uso, afora o avental, não é obrigatório; nas sessões festivas, é recomendado que o maçom use todos os adornos a que tem direito. Existem outros adornos recomendados que, embora não seja de uso maçônico, são inerentes a um bom maçom, como a simplicidade no trajar, a limpeza, o bom caráter, a compostura, enfim, o comportamento tanto maçônico como profano. Apesar de existir em distintivos, anéis, fivelas e uma porção de adornos destinados a identificar quem seja maçom, o seu uso não é recomendável, como não é, enquanto no meio dos profanos, colocar-se em uma postura maçônica, fazer sinais, para buscar encontro com um maçom desconhecido. A simplicidade, o decoro, a prudência são adornos recomendáveis, uma vez que o maçom deve ser recatado, humilde e prudente. Agindo assim, não despertará atenção, que às vezes se torna não muito recomendável. Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014, p. 28.
  21. 21. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 21/23 Estas marcas dos pedreiros operativos (Maçons operativos) encontram-se no interior da capela Rosslyn, em Edimburgo. Foram feitas há mais de 500 anos. São assinaturas (ou marcas) nas pedras das paredes e pisos feitos pelos maçons operativos. Eles testemunham o orgulho pessoal em seu trabalho e colocaram suas assinaturas como garantia do pagamento (obreiros satisfeitos...)
  22. 22. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 22/23 (pesquisa e arquivo JB News, vídeos da internet e colaboração de irmãos - fontes: Google) 1 – Libertação de Paris: Libertação de Paris.pps 2 – A Grandeza do Mar: A_Grandeza_do_Mar.pps 3 – Cafés, Bares e Restaurantes: Cafes Bares y Restaurantes -Pinturas.pps 4 – Maravilhai-vos! MARAVILHAI-VOS !!!.ppsx 5 – O simbolismo oculto de Lisboa: https://www.youtube.com/watch?v=Km4BffVhwmU 6 - Içando segmentos da torre em Paris. O piloto é muito bom. ttps://www.youtube.com/embed/qJHlXe_RnYo 7 - Filme do dia: “Aposta Máxima” – dublado Ritchie (Justin Timberlake) luta para concluir sua universidade, mas tem problemas para arcar com as despesas do curso. Ele acaba entrando de cabeça no mundo das apostas online de pôquer. Antes ele apenas apresenta o jogo para outras pessoas, mas também acaba jogando para conseguir dinheiro. Ele perde tudo, mas está convencido de que foi passado para trás. É aí que decide visitar a Costa Rica e pressionar o executivo Ivan Block (Ben Affleck). Impressionado com o jovem, o empresário acaba acolhendo Ritchie em seu negócio. https://www.youtube.com/watch?v=Z0j-n5zJ8Uk
  23. 23. JB News – Informativo nr. 2.293 – Florianópolis (SC), segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 Pág. 23/23 O Irmão Adilson Zotovici, Loja Chequer Nassif-169 de São Bernardo do Campo – GLESP escreve aos sábados e esporadicamente em dias alternados adilsonzotovici@gmail.com F U G A Z O caminho é longo e breve E não há tempo a se perder Pode ser o fardo leve Sem mandriar ou esmorecer Logo cedo ao alvorecer, Que se expõe tanta beleza Deve o homem obedecer Sua Santa natureza ! Contemplar toda riqueza Que a existência possa ter Sem amargor, sem tristeza ! Pois começa o fim ao nascer Sem dúvidas, com certeza, E um novo início ao morrer!

×