SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Revisão do Ens. Fund. – Números Decimais
Você sabe transformar uma dízima
periódica (0,222...) em uma fração?
Como é chamada esta fração?
1 ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO
Para somar ou diminuir números decimais basta
colocar vírgula embaixo de vírgula e igualar as casas
decimais completando-as com números zero.
Exemplo 1: Para ser aprovado numa disciplina numa certa
universidade, você precisa somar, nas três provas
aplicadas, 21 pontos. Se você teve nota 7,4 na primeira,
8,33 na segunda, e 6 na terceira, você será aprovado?
2 MULTIPLICAÇÃO
Para multiplicar números decimais basta efetuar
normalmente a operação fazendo de conta que as vírgulas
não existem. Ao final, o número de casas decimais do
produto é igual à soma dos números de casas decimais dos
fatores.
Exemplo 2: O Pai de André propôs pagar-lhe R$ 3,45 por
cada hora que ele se dedicasse estudando para as provas
finais ao longo de uma semana. No fim desse período André
somou suas horas de estudo e conclui que deu 20,3 horas.
Dessa forma, quanto recebeu de seu pai?
3 DIVISÃO
Para efetuar a divisão de dois números decimais
basta igualar o número de casas depois da vírgula (caso
essas sejam diferentes) e abandonarmos as vírgulas. Em
seguida dividimos normalmente como se fossem números
naturais.
Exemplo 3: Ao passar no caixa de um supermercado,
Antônio paga R$14,70 por um pacote de maçã cujo peso é
de 4,2Kg. Quanto custa cada quilo dessa maçã?
4 TRANSFORMAÇÕES DECIMAIS EM FRAÇÕES
Todo número cuja representação decimal for finita
pode ser escrito na forma de uma fração com denominador
base 10, ou seja, 10, 100, 1000, etc.
Exemplo 4: Observe que:
a) 7/10 = c) 7/1000 =
b) 7/100 = d) 216/100 =
EXERCÍCIOS
QUESTÃO 1: (Enem cancelado 2009) Três empresas de
táxi W, K e L estão fazendo promoções: a empresa W cobra
R$ 2,40 a cada quilômetro rodado e com um custo inicial de
R$ 3,00; a empresa K cobra R$ 2,25 a cada quilômetro
rodado e uma taxa inicial de R$ 3,80 e, por fim, a empresa
L, que cobra R$ 2,50 a cada quilômetro rodado e com taxa
inicial de R$ 2,80. Um executivo está saindo de casa e vai
de táxi para uma reunião que é a 5 km do ponto de táxi, e
sua esposa sairá do hotel e irá para o aeroporto, que fica a
15 km do ponto de táxi.
Assim, os táxis que o executivo e sua esposa deverão
pegar, respectivamente, para terem a maior economia são
das empresas:
(A) W e L. (B) W e K. (C) K e L. (D) K e W. (E) K e K.
QUESTÃO 2: (Enem 2003) Os acidentes de trânsito, no
Brasil, em sua maior parte são causados por erro do
motorista. Em boa parte deles, o motivo é o fato de dirigir
após o consumo de bebida alcoólica. A ingestão de uma
lata de cerveja provoca uma concentração de
aproximadamente 0,3 g/L de álcool no sangue.
A tabela a seguir mostra os efeitos sobre o corpo humano
provocados por bebidas alcoólicas em função de níveis de
concentração de álcool no sangue:
Uma pessoa que tenha tomado três latas de cerveja
provavelmente apresenta
A) queda de atenção, de sensibilidade e das reações
motoras.
B) aparente normalidade, mas com alterações clínicas.
C) confusão mental e falta de coordenação motora.
D) disfunção digestiva e desequilíbrio ao andar.
E) estupor e risco de parada respiratória.
QUESTÃO 3: (Enem 2009) A resolução das câmeras
digitais modernas é dada em megapixels, unidade de
medida que representa um milhão de pontos. As
informações sobre cada um desses pontos são
armazenadas, em geral, em 3 bytes. Porém, para evitar que
as imagens ocupem muito espaço, elas são submetidas a
algoritmos de compressão, que reduzem em até 95% a
quantidade de bytes necessários para armazená-las.
Utilizando uma câmera de 2.0 megapixels cujo algoritmo de
compressão é de 95%, João fotografou 150 imagens para
seu trabalho escolar. Se ele deseja armazená-las de modo
que o espaço restante no dispositivo seja o menor espaço
possível, ele deve utilizar: (Considere 1 KB = 1.000 bytes, 1
MB = 1.000 KB, 1 GB = 1.000 MB.)
(A) um CD de 700 MB.
(B) um pendrive de 1 GB.
(C) um HD externo de 16 GB.
(D) um memory stick de 16 MB.
(E) um cartão de memória de 64 MB.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Números decimais - AP 01

MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIO
MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIOMATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIO
MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIOPré-Enem Seduc
 
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 1
Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 1Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 1
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 1Nome Sobrenome
 
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfFicha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfJimi Costa
 
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfFicha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfJimi Costa
 
Teste intemedio
Teste intemedioTeste intemedio
Teste intemedioamfsousa79
 
Manual equações.pdf
Manual equações.pdfManual equações.pdf
Manual equações.pdfArturQuelhas
 
Aulão ENEM Reforenglish.pptx
Aulão ENEM Reforenglish.pptxAulão ENEM Reforenglish.pptx
Aulão ENEM Reforenglish.pptxVinicius Pereira
 
Exercicios 7 ano
Exercicios 7 anoExercicios 7 ano
Exercicios 7 anonilsonmb
 
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO .pdf
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO   .pdfREVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO   .pdf
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO .pdfprofamaildon1994
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13José Américo Santos
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13José Américo Santos
 
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...José Américo Santos
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13José Américo Santos
 
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docxalfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docxRitaNunes98
 
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docxalfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docxRitaNunes98
 
Operações com números decimais
Operações com números decimaisOperações com números decimais
Operações com números decimaisCélio Sousa
 

Semelhante a Números decimais - AP 01 (20)

MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIO
MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIOMATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIO
MATEMÁTICA PROF. ABRAÃO FLORÊNCIO
 
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 1
Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 1Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 1
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 1
 
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfFicha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
 
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdfFicha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
Ficha Matematica Números Racionais-Organização tratamento Dados-isometrias.pdf
 
Teste intemedio
Teste intemedioTeste intemedio
Teste intemedio
 
Manual equações.pdf
Manual equações.pdfManual equações.pdf
Manual equações.pdf
 
Aulão ENEM Reforenglish.pptx
Aulão ENEM Reforenglish.pptxAulão ENEM Reforenglish.pptx
Aulão ENEM Reforenglish.pptx
 
Fórmulas do Excel
Fórmulas do Excel  Fórmulas do Excel
Fórmulas do Excel
 
Excel formulas
Excel formulasExcel formulas
Excel formulas
 
Exercicios 7 ano
Exercicios 7 anoExercicios 7 ano
Exercicios 7 ano
 
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO .pdf
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO   .pdfREVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO   .pdf
REVISA GOIAS 9 MATEMATICA REVISÃO .pdf
 
8ano.1eta.ibim
8ano.1eta.ibim8ano.1eta.ibim
8ano.1eta.ibim
 
Apostila de análise combinatória
Apostila de análise combinatóriaApostila de análise combinatória
Apostila de análise combinatória
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
 
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...
José américo tarefa 1 plano de trabalho sobre números reais e radiciação 1 b ...
 
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
Jose americo tarefa 1 plano de trabalho 1 9ª serie ef 1º bim 13
 
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docxalfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017.docx
 
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docxalfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docx
alfa4_matematica_ficha_trimestral1_2017-1.docx
 
Operações com números decimais
Operações com números decimaisOperações com números decimais
Operações com números decimais
 

Mais de Secretaria de Estado de Educação do Pará

Mais de Secretaria de Estado de Educação do Pará (20)

Operações com Naturais - 1ª Atividade Avaliativa - 1ª Série - FGB.pdf
Operações com Naturais - 1ª Atividade Avaliativa - 1ª Série - FGB.pdfOperações com Naturais - 1ª Atividade Avaliativa - 1ª Série - FGB.pdf
Operações com Naturais - 1ª Atividade Avaliativa - 1ª Série - FGB.pdf
 
Espectro luminoso
Espectro luminosoEspectro luminoso
Espectro luminoso
 
02 - Introdução aos Números Naturais
02 - Introdução aos Números Naturais02 - Introdução aos Números Naturais
02 - Introdução aos Números Naturais
 
03 - Sistema de Numeração Decimal
03 - Sistema de Numeração Decimal03 - Sistema de Numeração Decimal
03 - Sistema de Numeração Decimal
 
04 - Adição com Números Naturais
04  - Adição com Números Naturais04  - Adição com Números Naturais
04 - Adição com Números Naturais
 
01 - Sistemas de Numeração
01 - Sistemas de Numeração01 - Sistemas de Numeração
01 - Sistemas de Numeração
 
Plano de estudo dirigido 8° ano
Plano de estudo dirigido   8° anoPlano de estudo dirigido   8° ano
Plano de estudo dirigido 8° ano
 
Plano de estudo dirigido 7° ano
Plano de estudo dirigido   7° anoPlano de estudo dirigido   7° ano
Plano de estudo dirigido 7° ano
 
ALGORITMOS DO PASSADO: as diferentes tecnicas de multiplicação
ALGORITMOS DO PASSADO: as diferentes tecnicas de multiplicaçãoALGORITMOS DO PASSADO: as diferentes tecnicas de multiplicação
ALGORITMOS DO PASSADO: as diferentes tecnicas de multiplicação
 
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
 
Probabilidade I - exercícios - AP 21
Probabilidade I - exercícios - AP 21Probabilidade I - exercícios - AP 21
Probabilidade I - exercícios - AP 21
 
Análise combinatória II - exercícios - AP 20
Análise combinatória II - exercícios - AP 20 Análise combinatória II - exercícios - AP 20
Análise combinatória II - exercícios - AP 20
 
Geometria III - habilidade 8 e 9 - AP 18
Geometria III - habilidade 8 e  9 - AP 18Geometria III - habilidade 8 e  9 - AP 18
Geometria III - habilidade 8 e 9 - AP 18
 
Geometria II - habilidade 8 da matriz ENEM - AP 17
Geometria II - habilidade 8 da matriz ENEM - AP 17Geometria II - habilidade 8 da matriz ENEM - AP 17
Geometria II - habilidade 8 da matriz ENEM - AP 17
 
Geometria I - habilidade 6 e 7 da matriz ENEM - AP 16
Geometria I - habilidade 6 e 7 da matriz ENEM - AP 16Geometria I - habilidade 6 e 7 da matriz ENEM - AP 16
Geometria I - habilidade 6 e 7 da matriz ENEM - AP 16
 
Função exponencial - definições e exercícios - AP 13
Função exponencial - definições e exercícios - AP 13Função exponencial - definições e exercícios - AP 13
Função exponencial - definições e exercícios - AP 13
 
Sequências - pa e pg - definições e exercícios - AP 15
Sequências - pa e pg - definições e exercícios - AP 15Sequências - pa e pg - definições e exercícios - AP 15
Sequências - pa e pg - definições e exercícios - AP 15
 
Função logarítmica - definições propriedades e exercícios - AP 14
Função logarítmica - definições propriedades e exercícios - AP 14Função logarítmica - definições propriedades e exercícios - AP 14
Função logarítmica - definições propriedades e exercícios - AP 14
 
Função quadrática - definições e exercícios - AP 12
Função quadrática - definições e exercícios - AP 12Função quadrática - definições e exercícios - AP 12
Função quadrática - definições e exercícios - AP 12
 
Teoria dos conjuntos - definições e exercícios - AP 10
Teoria dos conjuntos - definições e exercícios - AP 10Teoria dos conjuntos - definições e exercícios - AP 10
Teoria dos conjuntos - definições e exercícios - AP 10
 

Último

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 

Último (20)

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 

Números decimais - AP 01

  • 1. Revisão do Ens. Fund. – Números Decimais Você sabe transformar uma dízima periódica (0,222...) em uma fração? Como é chamada esta fração? 1 ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO Para somar ou diminuir números decimais basta colocar vírgula embaixo de vírgula e igualar as casas decimais completando-as com números zero. Exemplo 1: Para ser aprovado numa disciplina numa certa universidade, você precisa somar, nas três provas aplicadas, 21 pontos. Se você teve nota 7,4 na primeira, 8,33 na segunda, e 6 na terceira, você será aprovado? 2 MULTIPLICAÇÃO Para multiplicar números decimais basta efetuar normalmente a operação fazendo de conta que as vírgulas não existem. Ao final, o número de casas decimais do produto é igual à soma dos números de casas decimais dos fatores. Exemplo 2: O Pai de André propôs pagar-lhe R$ 3,45 por cada hora que ele se dedicasse estudando para as provas finais ao longo de uma semana. No fim desse período André somou suas horas de estudo e conclui que deu 20,3 horas. Dessa forma, quanto recebeu de seu pai? 3 DIVISÃO Para efetuar a divisão de dois números decimais basta igualar o número de casas depois da vírgula (caso essas sejam diferentes) e abandonarmos as vírgulas. Em seguida dividimos normalmente como se fossem números naturais. Exemplo 3: Ao passar no caixa de um supermercado, Antônio paga R$14,70 por um pacote de maçã cujo peso é de 4,2Kg. Quanto custa cada quilo dessa maçã? 4 TRANSFORMAÇÕES DECIMAIS EM FRAÇÕES Todo número cuja representação decimal for finita pode ser escrito na forma de uma fração com denominador base 10, ou seja, 10, 100, 1000, etc. Exemplo 4: Observe que: a) 7/10 = c) 7/1000 = b) 7/100 = d) 216/100 = EXERCÍCIOS QUESTÃO 1: (Enem cancelado 2009) Três empresas de táxi W, K e L estão fazendo promoções: a empresa W cobra R$ 2,40 a cada quilômetro rodado e com um custo inicial de R$ 3,00; a empresa K cobra R$ 2,25 a cada quilômetro rodado e uma taxa inicial de R$ 3,80 e, por fim, a empresa L, que cobra R$ 2,50 a cada quilômetro rodado e com taxa inicial de R$ 2,80. Um executivo está saindo de casa e vai de táxi para uma reunião que é a 5 km do ponto de táxi, e sua esposa sairá do hotel e irá para o aeroporto, que fica a 15 km do ponto de táxi. Assim, os táxis que o executivo e sua esposa deverão pegar, respectivamente, para terem a maior economia são das empresas: (A) W e L. (B) W e K. (C) K e L. (D) K e W. (E) K e K. QUESTÃO 2: (Enem 2003) Os acidentes de trânsito, no Brasil, em sua maior parte são causados por erro do motorista. Em boa parte deles, o motivo é o fato de dirigir após o consumo de bebida alcoólica. A ingestão de uma lata de cerveja provoca uma concentração de aproximadamente 0,3 g/L de álcool no sangue. A tabela a seguir mostra os efeitos sobre o corpo humano provocados por bebidas alcoólicas em função de níveis de concentração de álcool no sangue: Uma pessoa que tenha tomado três latas de cerveja provavelmente apresenta A) queda de atenção, de sensibilidade e das reações motoras. B) aparente normalidade, mas com alterações clínicas. C) confusão mental e falta de coordenação motora. D) disfunção digestiva e desequilíbrio ao andar. E) estupor e risco de parada respiratória. QUESTÃO 3: (Enem 2009) A resolução das câmeras digitais modernas é dada em megapixels, unidade de medida que representa um milhão de pontos. As informações sobre cada um desses pontos são armazenadas, em geral, em 3 bytes. Porém, para evitar que as imagens ocupem muito espaço, elas são submetidas a algoritmos de compressão, que reduzem em até 95% a quantidade de bytes necessários para armazená-las. Utilizando uma câmera de 2.0 megapixels cujo algoritmo de compressão é de 95%, João fotografou 150 imagens para seu trabalho escolar. Se ele deseja armazená-las de modo que o espaço restante no dispositivo seja o menor espaço possível, ele deve utilizar: (Considere 1 KB = 1.000 bytes, 1 MB = 1.000 KB, 1 GB = 1.000 MB.) (A) um CD de 700 MB. (B) um pendrive de 1 GB. (C) um HD externo de 16 GB. (D) um memory stick de 16 MB. (E) um cartão de memória de 64 MB.