MEMBRANA PLASMÁTICA
BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA
1
- Conhecida como membrana citoplasmática ou
plasmalema.
...
MEMBRANA PLASMÁTICA
BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA
2
- Tipos de transportes:
▪ Passivo
▪ Ativo
▪ Em bloco ou ...
MEMBRANA PLASMÁTICA
BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA
3
seu citoplasma, levando ela a perde água por osmose
e to...
MEMBRANA PLASMÁTICA
BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA
4
consumo de energia, se combinam com a substância
de um l...
MEMBRANA PLASMÁTICA
BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA
5
 ESPECIALIZAÇÕES DA MEMBRANA
 PLASMODESMOS
- São ponte...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Membrana Plasmática

736 visualizações

Publicada em

Membrana plasmática

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
736
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
401
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Membrana Plasmática

  1. 1. MEMBRANA PLASMÁTICA BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA 1 - Conhecida como membrana citoplasmática ou plasmalema. - Está presente na superfície de todas as células. - É o envoltório que separa as células do meio que as envolve. - Funções: ▪ Envolve e protege as células. ▪ Controla a entrada e saída de substâncias nas células - Permeabilidade seletiva. - Composição - é lipoprotéica, sendo formada basicamente por: ▪ Fosfolipídios ▪ Proteínas – podem ser de dois tipos:  Integrais – são aquelas que estão mergulhadas na bicamada lipídica, interrompendo a sua continuidade.  Periféricas – são aquelas que estão aderidas à extremidade das proteínas integrais. Bio√est → Além dos fosfolipídios, são encontrados o colesterol e os fitosteróis, respectivamente em células animais e vegetais. Bio√est → As células animais podem apresentar o glicocálice ou glicocálix. ▪ O glicocálice é um envoltório externo a membrana plasmática, sendo composto de moléculas de glicídios associadas a fosfolipídios (glicolipídios) e as proteínas (glicoproteínas) e por glicoproteínas produzidas pela própria célula e que ficam aderidas à face externa da membrana plasmática. ▪ o glicocálice apresenta como funções:  Imprime maior resistência à membrana plasmática.  Auxilia na proteção da superfície celular contra lesões mecânicas e químicas.  Contribui para reduzir o atrito das células com o meio externo, facilitando o seu deslocamento. Participa da adesão entre as células e do reconhecimento célula a célula. Bio√est → As células dos vegetais, dos fungos, dos integrantes do reino monera e de alguns integrantes do reino protista é revestida externamente pela parede celular. ▪A parede celular é permeável, não exercendo controle sobre as substâncias que penetram na célula ou saem dela. ▪ Pode apresentar composição diversa, dependendo do tipo de ser vivo no qual é encontrada:  Nos moneras é composta por peptidoglicano.  Nos protista é geralmente composta por celulose ou sílica.  Nos fungos é composta por quitina.  Nos vegetais é composta basicamente por celulose e pode ser reforçada por suberina, lignina, cera e pectina. - A membrana é formada por uma camada bimolecular de lipídios associada a proteínas que encontram-se flutuando. - O modelo que representa a membrana plasmática aceito atualmente foi proposto em 1972 por Singer e Nicholson, sendo denominado de mosaico fluido e afirma que a membrana plasmática corresponde a um mosaico de proteínas em um fluido de lipídios. Bio√est → Anterior ao modelo do mosaico fluido foi proposto o modelo do sanduiche por Davson e Danielli, que afirmavam ser a membrana plasmática formada por uma camada bimolecular de lipídios revestida por proteínas.  TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA - Quando se comparam duas soluções ou meios quanto à concentração, diz-se que a solução mais concentrada em soluto é Hipertônica em relação a uma outra, denominada solução hipotônica. Bio√est → Quando duas soluções apresentam a mesma concentração de solutos, elas são chamadas de soluções isotônicas. Bio√est → Duas soluções de concentrações diferentes buscam sempre o equilíbrio ou isotonia.
  2. 2. MEMBRANA PLASMÁTICA BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA 2 - Tipos de transportes: ▪ Passivo ▪ Ativo ▪ Em bloco ou em massa  TRANSPORTE PASSIVO - Obedece ao gradiente de concentração. - Não ocorre gasto ou consumo de energia. - Pode ser de três tipos:  Difusão simples - Sempre ocorrerá da região em que as partículas estão mais concentradas para a região em que sua concentração é menor, ou seja, vai do meio (+) concentrado para o meio (–) concentrado. - Ocorre transporte de soluto. - A membrana deve ser permeável ao soluto. Bio√est → É obrigatório para a ocorrência da difusão, haver diferença na concentração da substância dentro e fora da célula. - Através da membrana plasmática das células ocorre difusão simples de pequenas moléculas, como o oxigênio e o gás carbônico.  Difusão facilitada - Permite a passagem de moléculas grandes e não lipossolúveis (vitaminas, aminoácidos, glicose e nucleotídeos), moléculas polares e de alguns íons (Na + , K + , Ca 2+ , H + e Cl - ). - Obedece aos preceitos da difusão simples, porém a sua ocorrência depende da participação de proteínas que formam canais (proteína canal) ou de proteínas carreadoras (permeases). - Ocorre sem o consumo de energia. Bio√est → As proteínas canais envolvidas no transporte de moléculas de água são chamadas aquaporinas.  Osmose - É um caso particular de difusão. - Corresponde a passagem de água de uma região em que as partículas estão menos concentradas para a região em que sua concentração é maior, ou seja, vai do meio (-) concentrado para o meio (+) concentrado. - Ocorre transporte de solvente. - A membrana deve ser semipermeável – deixa passar apenas o solvente. Bio√est → O nível da solução mais concentrada vai aumentar até ocorrer o equilíbrio ou isotonia. ▲ Problemas osmóticos em células animais ▪ Crenação - Ocorre quando uma célula animal é colocada em uma solução hipertônica em relação à concentração do
  3. 3. MEMBRANA PLASMÁTICA BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA 3 seu citoplasma, levando ela a perde água por osmose e torna-se murcha. ▪ Plasmoptise - Ocorre quando uma célula animal é colocada em uma solução hipotônica em relação à concentração do seu citoplasma, levando ela a ganhar água por osmose e dependendo da quantidade de água que entre ela estoura. Bio√est → Nas hemácias a plasmoptise é denominada de hemólise. ▲ Problemas osmóticos em células Vegetais - A célula vegetal não estoura devido à presença da parede celular, que reveste a membrana plasmática e é elástica, muito forte e resiste a qualquer pressão osmótica. - As trocas de substâncias nas células vegetais são realizadas com o vacúolo, através de sua membrana lipoprotéica e semipermeável denominada de tonoplasto. ▪ Turgência Ocorre quando uma célula vegetal é colocada em uma solução hipotônica em relação à concentração do seu citoplasma, levando ela a ganhar água por osmose e torna-se totalmente cheia ou túrgida. ▪ Plasmólise Ocorre quando uma célula vegetal é colocada em uma solução hipertônica em relação à concentração do seu citoplasma, levando ela a perder água por osmose e torna-se murcha ou plasmolisada. - As trocas de água na célula vegetal costumam ser representadas pela equação Sc = Si – M em que: Sc é a sucção celular e representa a capacidade da célula ganhar água do meio. Si é a sucção interna, que determina o quanto de água a célula ganha, o que depende da concentração existente no vacúolo. M representa a pressão hidrostática exercida pela água na membrana celulósica e reflete a tendência da água em sair da célula. Bio√est → Existe outro modo de representar a equação acima: DPD = PO - PT Déficit de pressão de difusão Pressão osmótica Pressão de turgor - Na célula túrgida: PO = PT e DPD = zero - Na célula plasmolisada: PT = zero e DPD = PO As linhas indicam o que ocorre com a célula flácida, ao ser colocada em água pura. Observe que Si (linha vermelha) vai diminuindo, enquanto M (linha azul) vai aumentando. No ponto de encontro das duas, o volume da célula é máximo, a célula está túrgida e Sc (linha verde) é zero. No gráfico, indica-se, também, o valor negativo de M, ocasião em que a célula está murcha. Bio√est → A deplasmólise ocorre quando uma célula vegetal que sofreu plasmólise é colocada em uma solução hipotônica, ganha água e volta à condição inicial.  TRANSPORTE ATIVO - Não obedece ao gradiente de concentração. - Ocorre gasto ou consumo de energia. - Depende de proteínas especiais que, com grande
  4. 4. MEMBRANA PLASMÁTICA BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA 4 consumo de energia, se combinam com a substância de um lado da membrana e a soltam do outro lado. - A energia utilizada no transporte ativo é proveniente do ATP. - A bomba de sódio e potássio é um exemplo de transporte ativo. - O sódio entra na célula por difusão e é retirado dela por transporte ativo. - O potássio sai da célula por difusão e é levado para dentro dela por transporte ativo.  TRANSPORTE EM MASSA OU EM BLOCO - Corresponde ao transporte de grandes moléculas orgânicas ou de outras partículas maiores através da parede celular. - Pode ser de dois tipos: ▪ Endocitose ▪ Exocitose ou clasmocitose  Endocitose - Corresponde ao processo de transporte em massa para o interior da célula. - Pode-se distinguir em dois tipos básicos: ▪ Fagocitose ▪ Pinocitose ▲ Fagocitose - Corresponde ao englobamento de partículas sólidas. - A célula emite pseudópodes - expansões citoplasmáticas que abraçam a partícula sólida a ser englobada. - Forma uma bolsa no interior do citoplasma denominada de fagossomo. - É realizada por vários tipos de células, principalmente, protozoários e glóbulos brancos. ▲ Pinocitose - Corresponde ao englobamento de partículas líquidas e de pequenas partículas. - A membrana plasmática aprofunda-se no citoplasma e forma um canal que se estrangula nas bordas, liberando pequenas vesículas membranosas no interior da célula. - Forma uma bolsa no interior do citoplasma denominada de pinossomo. - Ocorre em praticamente todos os tipos de células. .  Exocitose - Corresponde ao processo de transporte em massa para o exterior da célula. - As substâncias que serão eliminadas são temporariamente armazenadas no interior de bolsas citoplasmáticas membranosas. - As bolsas citoplasmáticas aproximam-se da membrana plasmática e fundem-se a ela, expelindo o conteúdo.
  5. 5. MEMBRANA PLASMÁTICA BIOVEST10.BLOGSPOT.COM – O BLOG DA BIOLOGIA 5  ESPECIALIZAÇÕES DA MEMBRANA  PLASMODESMOS - São pontes citoplasmáticas que comunicam células vegetais adjacentes. - Nas células vegetais adjacentes formam-se poros por onde o citoplasma de células vizinhas se comunica, formando continuidade. - Eles se formam entre células-irmãs ao final da divisão celular.  MICROVILOSIDADES - São dobras livre da membrana que se projetam para fora da célula, semelhante a finíssimos dedos de luva. - - Aumentam a superfície de absorção das substâncias. São encontradas em células do intestino delgado.  DESMOSSOMOS - São espessamentos das membranas de duas células adjacentes separadas por um espaço que é preenchido por um material intracelular mais denso. - Auxilia na sustentação das células e aumenta a aderência entre elas. - É formado por substâncias adesivas e fios de queratina.  INTERDIGITAÇÕES - São encaixes feitos sob a forma de entalhes, envolvendo as membranas de células justapostas. - Auxilia na sustentação das células e aumenta a aderência entre elas.  NEXOS OU JUNÇÕES COMUNICANTES - As proteínas das membranas das células vizinhas se unem, formando canais. - Através dos canais passam íons e pequenas moléculas de forma rápida. - Estão presentes em células embrionárias, cardíacas e hepáticas.  ZÔNULAS OCLUSIVAS OU JUNÇÕES OCLUSIVAS - Conjunto de proteínas que envolvem exteriormente as células epiteliais. - Unem as células impedindo que as substâncias passem nos espaços entre elas. Provoca a passagem dos alimentos por dentro das células. Bio√est → As microvilosidades, os desmossomos, as interdigitações, os nexos e as zônulas de oclusão não são encontrados nos vegetais.

×