SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS – 8 ANO “B”
C3. Refletir sobre o uso da língua, estabelecendo relações entre os aspectos formais e
os contextos sociocomunicativos em que a comunicação acontece, a fim de melhorar
as próprias produções.
LEITURA DE JORNAIS
Rubem Alves
“Sou seletivo em minhas leituras. Leio gastronomicamente. Diante de jornais e
revistas eu me comporto da mesma forma como diante de uma mesa de bufê: provo,
rejeito muito, escolho poucas coisas. Concordo com Zaratustra: “mastigar e digerir
tudo, essa é uma maneira suína”.
As escolhas que a imprensa faz revelam o que ela pensa do gosto gastronômico
dos seus leitores. Jornais são refeições, bufês de notícias selecionadas segundo um
gosto preciso. Se o filósofo alemão Ludwing Feuerbach estava certo ao afirmar que
“somos o que comemos”, será forçoso concluir que, ao servir refeições de notícias ao
povo, os jornais realizam uma magia perversa com seus leitores: depois de comer eles
serão iguais àquilo que leram.
Faz tempo que parei de ler jornais. “Leio sim, movido pelo espírito apressado da
leitura dinâmica; apressadamente, deslizando meus olhos pelas manchetes para saber
o que está acontecendo, mais para ficar a par do menu de conversas estabelecido
pelos jornais...”
1. O autor nos transmite, em função dos recursos agenciados no texto e em função do
modo como o tema foi abordado:
a) ( ) descaso
b) ( ) displicência
c) ( ) ignorância
d) ( ) sinceridade
2. “Sou seletivo em minhas leituras.” Por esse verso se sabe que o autor do texto:
a) ( ) Lê tudo que aparece a sua frente.
b) ( ) Quase não lê.
c) ( ) Escolhe cuidadosamente os textos que vai ler.
d) ( ) Gosta de selecionar artigos para guardar.
3. Só os porcos devem mastigar e digerir tudo. Essa ideia foi dita
a) ( ) por Rubem Alves
b) ( ) por Zaratustra
c) ( ) por Ludwing Feuerbach
d) ( ) pela imprensa
4. Com base no poema abaixo, responda a quantidade de oração(s) ele possui.
“De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento”
Vinicius de Morais.
DUAS ORAÇÕES
5. Conforme estudamos em sala, classifique os verbos sublinhados segundo a indicação
abaixo: (1) para o verbo intransitivo; (2 ) para o verbo transitivo indireto; (3) para o
verbo transitivo direto e (4) para o verbo de ligação.
a) (1 ) Eles choraram muito.
b) (2 ) Esses homens precisam de máscaras.
c) (4 ) As margens do rio estavam sujas.
d) (2 ) Gostamos de professor de matemática
6. Conforme a classificação dos tipos de sujeito, assinale a alternativa em que o mesmo
está indicado de forma INCORRETA:
a) ( ) Mariana precisa de apoio. (sujeito simples)
b) ( ) ___ Só pensam em namoro. (sujeito indeterminado)
c) ( ) O professor e a professora obedecem ao regulamento. (sujeito composto)
d) ( ) ___ Ventou bastante ontem. (sujeito simples)
7. Leia a charge abaixo e responda o que você entende a respeito do humor expresso na
mesma.
HUMOR REFERENTE A REDE SOCIAL, SÓ QUE NO CASO DAS FAMÍLIAS MAIS POBRES
QUE NÃO TÊM ACESSO A INTERNET, A ÚNICA REDE SOCIAL É A REDE DE DORMIR,
COM MUITOS FILHOS JUNTOS.
8. A narração é uma sequência textual dinâmica, que contém vários fatores de
dependência que são extremamente importantes para a boa estruturação do texto.
Narrar é contar um fato, e como todo fato ocorre em determinado tempo. Conforme
estudos, indique os elementos estruturais para um bom texto narrativo.
NARRADOR, PERSONAGENS, TEMPO, ESPAÇO, ENREDO, CLÍMAX E DESFECHO
9. Ainda sobre os elementos da narração, quais as formas que o narrador pode aparecer
nos textos?
NARRADOR PERSONAGEM E OBSERVADOR
10. Cada parágrafo deve ser apresentado de forma coerente, pois é a organização das
ideias sobre o que você está escrevendo. Que estruturas podemos indicar como sendo
essenciais para um parágrafo padrão?
FRASE NÚCLEO OU TÓPICO FRASAL, DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO
“Jamais considere seus estudos como uma obrigação, mas como uma oportunidade invejável
para aprender a conhecer a influência libertadora da beleza do reino do espírito, para seu
próprio prazer pessoal e para proveito da comunidade à qual seu futuro trabalho pertencer.” -
Albert Einstein
Bons estudos e boa sorte!
Prof. Edson Alves
HABILIADADES AVALIADAS SERÃO AS QUE COMPÕEM A COMPETÊNCIA 3.
H.10
H.11
H.13
H.16
H.17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7º ano vi5 gabarito
7º ano   vi5 gabarito7º ano   vi5 gabarito
7º ano vi5 gabaritoKarla Costa
 
Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Olivier Fausti Olivier
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresMarina Alessandra
 
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exerciciosKarla Costa
 
Atividades sujeito e predicado
Atividades sujeito e predicadoAtividades sujeito e predicado
Atividades sujeito e predicadoNivea Neves
 
Interpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoInterpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoRose Tavares
 
Caça-palavras classes de palavras
Caça-palavras classes de palavras Caça-palavras classes de palavras
Caça-palavras classes de palavras Dilmara Faria
 
Atividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docxAtividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docxFabiola Cerqueira
 
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-ano
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-anoAtividade de-portugues-pontuacao-5º-ano
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-anoRaquel Pessoa
 
Atividade de Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º ano
Atividade de  Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º anoAtividade de  Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º ano
Atividade de Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º anoMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Tipos de sujeito e predicado- exercícios
Tipos de sujeito e predicado-   exercícios Tipos de sujeito e predicado-   exercícios
Tipos de sujeito e predicado- exercícios
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
 
7º ano vi5 gabarito
7º ano   vi5 gabarito7º ano   vi5 gabarito
7º ano vi5 gabarito
 
Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1.
AVALIAÇÃO DE  LÍNGUA PORTUGUESA - 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1.AVALIAÇÃO DE  LÍNGUA PORTUGUESA - 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1.
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1.
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
 
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editávelWord: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
 
VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!
 
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios
15584908 adverbios-e-locucoes-adverbiais-exercicios
 
Prova português para o 2º ano
Prova português para o 2º anoProva português para o 2º ano
Prova português para o 2º ano
 
Literatura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º anoLiteratura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º ano
 
Atividades sujeito e predicado
Atividades sujeito e predicadoAtividades sujeito e predicado
Atividades sujeito e predicado
 
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre uso da vírgula – 9º ano – Co...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre uso da vírgula – 9º ano – Co...Gabarito: Atividade de português: Questões sobre uso da vírgula – 9º ano – Co...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre uso da vírgula – 9º ano – Co...
 
Interpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceitoInterpretação de tirinha preconceito
Interpretação de tirinha preconceito
 
Caça-palavras classes de palavras
Caça-palavras classes de palavras Caça-palavras classes de palavras
Caça-palavras classes de palavras
 
Atividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docxAtividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docx
 
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-ano
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-anoAtividade de-portugues-pontuacao-5º-ano
Atividade de-portugues-pontuacao-5º-ano
 
Atividade de Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º ano
Atividade de  Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º anoAtividade de  Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º ano
Atividade de Língua Portuguesa - Revisão Prova Brasil - 5º ano
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Gabarito: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano
Gabarito: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano Gabarito: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano
Gabarito: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano
 

Semelhante a Avaliação de Português 8 ano B - Leitura de jornais e habilidades avaliadas

Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpeSimulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpeMarly Lima
 
Prova da Cidade Português - 8ª Séries
Prova da Cidade Português - 8ª SériesProva da Cidade Português - 8ª Séries
Prova da Cidade Português - 8ª SériesClaudia Valério
 
Avaliacao_Portugues_Av1.docx
Avaliacao_Portugues_Av1.docxAvaliacao_Portugues_Av1.docx
Avaliacao_Portugues_Av1.docxEdilmaBrando1
 
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.Antônio Fernandes
 
Situação de aprendizagem o primeiro beijo
Situação de aprendizagem o primeiro beijoSituação de aprendizagem o primeiro beijo
Situação de aprendizagem o primeiro beijoFrancini Carvalho
 
Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda  Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda Pré-Enem Seduc
 
Gêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da línguaGêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da língualisanebutka
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.Antônio Fernandes
 
Apostila de portugues com nova ortografia
Apostila de portugues com nova ortografiaApostila de portugues com nova ortografia
Apostila de portugues com nova ortografiaSalomao Severo da Silva
 
Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Marcia Oliveira
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didáticaisamarha
 
temporais salur novoooo.docx
temporais salur novoooo.docxtemporais salur novoooo.docx
temporais salur novoooo.docxalberto luiz
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijomarquessousa
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijomarquessousa
 

Semelhante a Avaliação de Português 8 ano B - Leitura de jornais e habilidades avaliadas (20)

Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpeSimulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
 
Prova da Cidade Português - 8ª Séries
Prova da Cidade Português - 8ª SériesProva da Cidade Português - 8ª Séries
Prova da Cidade Português - 8ª Séries
 
Avaliacao_Portugues_Av1.docx
Avaliacao_Portugues_Av1.docxAvaliacao_Portugues_Av1.docx
Avaliacao_Portugues_Av1.docx
 
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
 
Advogado
AdvogadoAdvogado
Advogado
 
Advogado
AdvogadoAdvogado
Advogado
 
Português
PortuguêsPortuguês
Português
 
Situação de aprendizagem o primeiro beijo
Situação de aprendizagem o primeiro beijoSituação de aprendizagem o primeiro beijo
Situação de aprendizagem o primeiro beijo
 
Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda  Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda
 
Gêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da línguaGêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da língua
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
Sa iraídes
Sa iraídesSa iraídes
Sa iraídes
 
No aeroporto
No aeroportoNo aeroporto
No aeroporto
 
Apostila de portugues com nova ortografia
Apostila de portugues com nova ortografiaApostila de portugues com nova ortografia
Apostila de portugues com nova ortografia
 
Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio
 
Le pt a13_j_1_
Le pt a13_j_1_Le pt a13_j_1_
Le pt a13_j_1_
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didática
 
temporais salur novoooo.docx
temporais salur novoooo.docxtemporais salur novoooo.docx
temporais salur novoooo.docx
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
 

Mais de Edson Alves

Gênero editorial
Gênero editorialGênero editorial
Gênero editorialEdson Alves
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opniãoEdson Alves
 
Ortografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xOrtografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xEdson Alves
 
Orientações de redação
Orientações de redaçãoOrientações de redação
Orientações de redaçãoEdson Alves
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Edson Alves
 
Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8Edson Alves
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominalEdson Alves
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Edson Alves
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativoEdson Alves
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxeEdson Alves
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominalEdson Alves
 
Adjetivos pátrios
Adjetivos pátriosAdjetivos pátrios
Adjetivos pátriosEdson Alves
 

Mais de Edson Alves (20)

Gênero editorial
Gênero editorialGênero editorial
Gênero editorial
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opnião
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Ortografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xOrtografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss x
 
Orientações de redação
Orientações de redaçãoOrientações de redação
Orientações de redação
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
 
Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxe
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
Adjetivos pátrios
Adjetivos pátriosAdjetivos pátrios
Adjetivos pátrios
 

Último

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 

Avaliação de Português 8 ano B - Leitura de jornais e habilidades avaliadas

  • 1. AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS – 8 ANO “B” C3. Refletir sobre o uso da língua, estabelecendo relações entre os aspectos formais e os contextos sociocomunicativos em que a comunicação acontece, a fim de melhorar as próprias produções. LEITURA DE JORNAIS Rubem Alves “Sou seletivo em minhas leituras. Leio gastronomicamente. Diante de jornais e revistas eu me comporto da mesma forma como diante de uma mesa de bufê: provo, rejeito muito, escolho poucas coisas. Concordo com Zaratustra: “mastigar e digerir tudo, essa é uma maneira suína”. As escolhas que a imprensa faz revelam o que ela pensa do gosto gastronômico dos seus leitores. Jornais são refeições, bufês de notícias selecionadas segundo um gosto preciso. Se o filósofo alemão Ludwing Feuerbach estava certo ao afirmar que “somos o que comemos”, será forçoso concluir que, ao servir refeições de notícias ao povo, os jornais realizam uma magia perversa com seus leitores: depois de comer eles serão iguais àquilo que leram. Faz tempo que parei de ler jornais. “Leio sim, movido pelo espírito apressado da leitura dinâmica; apressadamente, deslizando meus olhos pelas manchetes para saber o que está acontecendo, mais para ficar a par do menu de conversas estabelecido pelos jornais...” 1. O autor nos transmite, em função dos recursos agenciados no texto e em função do modo como o tema foi abordado: a) ( ) descaso b) ( ) displicência c) ( ) ignorância d) ( ) sinceridade 2. “Sou seletivo em minhas leituras.” Por esse verso se sabe que o autor do texto: a) ( ) Lê tudo que aparece a sua frente. b) ( ) Quase não lê. c) ( ) Escolhe cuidadosamente os textos que vai ler. d) ( ) Gosta de selecionar artigos para guardar. 3. Só os porcos devem mastigar e digerir tudo. Essa ideia foi dita a) ( ) por Rubem Alves b) ( ) por Zaratustra c) ( ) por Ludwing Feuerbach d) ( ) pela imprensa 4. Com base no poema abaixo, responda a quantidade de oração(s) ele possui. “De tudo ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento” Vinicius de Morais.
  • 2. DUAS ORAÇÕES 5. Conforme estudamos em sala, classifique os verbos sublinhados segundo a indicação abaixo: (1) para o verbo intransitivo; (2 ) para o verbo transitivo indireto; (3) para o verbo transitivo direto e (4) para o verbo de ligação. a) (1 ) Eles choraram muito. b) (2 ) Esses homens precisam de máscaras. c) (4 ) As margens do rio estavam sujas. d) (2 ) Gostamos de professor de matemática 6. Conforme a classificação dos tipos de sujeito, assinale a alternativa em que o mesmo está indicado de forma INCORRETA: a) ( ) Mariana precisa de apoio. (sujeito simples) b) ( ) ___ Só pensam em namoro. (sujeito indeterminado) c) ( ) O professor e a professora obedecem ao regulamento. (sujeito composto) d) ( ) ___ Ventou bastante ontem. (sujeito simples) 7. Leia a charge abaixo e responda o que você entende a respeito do humor expresso na mesma. HUMOR REFERENTE A REDE SOCIAL, SÓ QUE NO CASO DAS FAMÍLIAS MAIS POBRES QUE NÃO TÊM ACESSO A INTERNET, A ÚNICA REDE SOCIAL É A REDE DE DORMIR, COM MUITOS FILHOS JUNTOS. 8. A narração é uma sequência textual dinâmica, que contém vários fatores de dependência que são extremamente importantes para a boa estruturação do texto.
  • 3. Narrar é contar um fato, e como todo fato ocorre em determinado tempo. Conforme estudos, indique os elementos estruturais para um bom texto narrativo. NARRADOR, PERSONAGENS, TEMPO, ESPAÇO, ENREDO, CLÍMAX E DESFECHO 9. Ainda sobre os elementos da narração, quais as formas que o narrador pode aparecer nos textos? NARRADOR PERSONAGEM E OBSERVADOR 10. Cada parágrafo deve ser apresentado de forma coerente, pois é a organização das ideias sobre o que você está escrevendo. Que estruturas podemos indicar como sendo essenciais para um parágrafo padrão? FRASE NÚCLEO OU TÓPICO FRASAL, DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO “Jamais considere seus estudos como uma obrigação, mas como uma oportunidade invejável para aprender a conhecer a influência libertadora da beleza do reino do espírito, para seu próprio prazer pessoal e para proveito da comunidade à qual seu futuro trabalho pertencer.” - Albert Einstein Bons estudos e boa sorte! Prof. Edson Alves HABILIADADES AVALIADAS SERÃO AS QUE COMPÕEM A COMPETÊNCIA 3. H.10 H.11 H.13 H.16 H.17