SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
O QUE É UMA NARRAÇÃO
Narração é o relato de acontecimentos, reais ou fictícios, com a participação de personagens cujas ações são
contadas por um narrador.
O texto narrativo apresenta um enredo, formado por uma sequência de fatos dos quais participam
personagens, em determinado lugar e em determinado tempo.
Em geral, o enredo de um texto narrativo apresenta as seguintes partes:
· introdução ou apresentação: começo da história em que se situam os fatos iniciais,;
· conflito: acontecimento que altera a situação inicial e complica o enredo;
· clímax: momento de maior tensão, quando o conflito atinge seu ponto máximo;
· conclusão ou desfecho: solução do conflito, que pode ser feliz, cômica, trágica, surpreendente.
Em uma narrativa, costuma haver os elementos a seguir:
· Fatos: conjunto de acontecimentos encadeados que constituem o enredo ou a trama.
· Personagens: pessoas ou seres personificados que vivem os fatos narrados; podem ser
protagonistas, antagonistas ou personagens secundários.
· Tempo: época em que a história se passa; quanto tempo duram os fatos.
· Lugar: espaço ou cenário onde ocorrem os fatos.
· Narrador: aquele que conta os fatos: pode ser personagem ou observador.
EXEMPLO E EXERCÍCIOS
TEXTO 1
Os homens do ar
Em sua prisão, Dédalo continuava a trabalhar. Porém, cansado dessa estadia forçada em Creta e querendo voltar
para Atenas, pôs o filho a par de suas intenções: “Minos pode nos fechar os caminhos da terra e das águas, mas o
dos céus permanece aberto. É por ele que iremos. Minos pode ser senhor de tudo, menos do ar!”
Tratou então de inventar uma nova arte que iria proporcionar ao homem meios antes nunca experimentados.
Arrumou numa linha, regularmente, penas de pássaros, alternando as curtas e as compridas. Grudou todas elas
com cera e depois as curvou de leve para imitar as asas dos pássaros. O jovem Ícaro ajudava desajeitadamente seu
pai nessa delicada montagem. Dois pares de asas saíram das mãos do artesão. Pai e filho as prenderam aos
ombros. Milagre! Bastava agitá-las para sair do solo.
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
Essa sensação nova encantou o jovem Ícaro. Antes de levantar voo, Dédalo beijou o filho e lhe fez as últimas
recomendações: “Mantenha distância do oceano para que o ar úmido não torne suas asas pesadas demais. Mas
também não vá muito alto, senão o calor do sol irá queimá-lo. Voe entre os dois e procure me seguir.”
Creta já ficara para trás, quando o rapaz quis ganhar um pouco de liberdade. Afastando-se do guia, voou mais alto,
cada vez mais alto, na direção do sol ardente. O calor não demorou a amolecer a cera que unia as penas, e elas se
soltaram e dispersaram ao sabor das correntes de ar quente. O garoto agitou os braços nus... Mas já não tinha
apoio no ar. Seu corpo caiu pesadamente e desapareceu nas profundezas do oceano. Ele mal teve tempo de gritar
o nome do pai. Dédalo se virou tarde demais. Lá embaixo, viu a água escura marcada por um ponto de espuma.
Amaldiçoou seu invento e deu cabo dele assim que chegou a Atenas.
POUZADOUX, Claude. Contos e lendas da mitologia grega.
O texto “Os homens do ar” conta uma história, portanto é um texto narrativo. Observe a presença de fatos.
a) Os fatos narrados podem ser reais ou imaginários. Após a leitura desse texto você observou se os fatos são
reais ou fictícios? Retire elementos do texto que possam justificar sua resposta.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
b) O personagem principal recebe o nome de protagonista. Qual é o protagonista do texto lido?
______________________________________________________________________________________________
c) O personagem que participa menos dos fato chama-se personagem secundária. Nessa narrativa quem é o
personagem secundário?
______________________________________________________________________________________________
d) O que Dédalo pensou quando resolveu voltar para Atenas e revelou a seu filho suas intenções? Retire o
fragmento do texto.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
e) Qual a invenção de Dédalo pensando em proporcionar ao homem uma sensação de liberdade?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
f) Dédalo, ao prender o invento em Ícaro, seu filho, fez uma recomendação. Qual recomendação foi essa?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
Quem conta os fatos no texto é próprio narrador, quando a história é contada por um dos personagens, temos o
narrador-personagem, ou narrador em 1ª pessoa. Se o narrador não participa dos fatos, recebe o nome de
narrador-observador, ou narrador em 3ª pessoa.
► No texto, qual é o tipo de narrador? Justifique sua resposta.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
TEXTO 2
Leia a seguir um conto tradicional do Japão, datado do século VIII, de autoria desconhecida. Como outros contos do
estilo, ele apresenta uma história aparentemente inocente, mas com um ensinamento de vida.
Espelho no cofre
De volta de uma longa peregrinação, um homem carregava sua compra mais preciosa adquirida na cidade
grande: um espelho, objeto até então desconhecido para ele. Julgando reconhecer ali o rosto do pai, encantado,
ele levou o espelho para sua casa. Guardou-o num cofre no primeiro andar, sem dizer nada a sua mulher.
E assim, de vez em quando, quando se sentia triste e solitário, abria o cofre para ficar contemplando “o
rosto do pai”. Sua mulher observou que ele tinha um aspecto diferente, um ar engraçado, toda vez que o via descer
do quarto de cima. Começou a espreitá-lo e descobriu que o marido abria o cofre e ficava longo tempo olhando
para dentro dele.
Depois que o marido saiu, um dia ela abriu o cofre, e nele, espantada, viu o rosto de uma mulher.
Inflamada de ciúme, investiu contra o marido e deu-se então uma grave briga de família. O marido sustentava até o
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
fim que era o seu pai quem estava escondido no cofre. Por sorte, passava pela casa deles uma monja. Querendo
esclarecer de vez a discussão, ela pediu que lhe mostrassem o cofre.
Depois de alguns minutos no primeiro andar, a monja comentou ainda lá de cima: — Ora, vocês estão
brigando em vão: no cofre não há homem nem mulher, mas tão somente uma monja como eu!
Fonte: Espelho no cofre. In: Os cem melhores contos de humor da literatura universal. Seleção e tradução de Flávio Moreira da
Costa. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001. p. 29-30.
O texto “O espelho no cofre” é um conto. Nele, a ação pode situar-se em qualquer época, mesmo no futuro.
No entanto, o espaço onde se passa a história costuma ser limitado. Pode existir mais de um cenário, mas a ação
principal geralmente transcorre num lugar só.
No conto, é o conflito que organiza a ação e, geralmente, este é estabelecido nos primeiros parágrafos. É em
torno dele que a ação será desenvolvida e concluída.
1) Identifique, no conto, alguns elementos do enredo. Para cada um, escreva uma frase com suas palavras.
a) O conflito
______________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
b) O clímax
______________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
c) A situação final
______________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
2) Onde está o humor do conto?
______________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
3) Em que espaço a história acontece? Como você poderia caracterizá-lo?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
04) A história ocorre:
(a) num espaço aberto
(b) num espaço fechado
(c) dentro do cofre
(d) no texto não há elementos para responder a pergunta
05) Em que consiste o humor do conto?
(a) No homem reconhecer, no espelho, o rosto do pai.
(b) Na mulher ver, no espelho, o rosto de uma mulher.
(c) Na monja reconhecer, no espelho, outra monja, como ela.
(d) No fato de que nenhuma das personagens conhece ou sabe para que serve um espelho.
06) Indique o clímax do texto.
(a) O marido sustenta que era seu pai quem estava no cofre.
(b) A mulher abre o cofre e vê sua própria imagem refletida no espelho.
(c) A monja vê sua imagem no espelho.
(d) Ocorre uma briga entre marido e mulher.
07) Dentre os acontecimentos do Conto, está em estaque:
(a) A briga entre marido e mulher, ou seja, o conflito.
(b) A intervenção da monja, isto é, o desfecho.
(c) A mulher ter visto sua imagem no espelho.
(d) O homem ter dito à mulher que era seu pai quem estava no cofre.
08) No texto, a personagem principal:
(a) É o marido.
(b) É a monja.
(c) É a mulher.
(d) São homem, mulher e monja.
09) A palavra espreitar, no texto, tem como sinônimo:
(a) Indagar.
(b) Espremer.
Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ
Humanidades Turma: ________ Ano: 6º
Professor(a): Tânia Almeida
Atividade: O texto narrativo e seus elementos
(c) Vigiar.
(d) Olhar.
10) Em “Encantado, julgou reconhecer o rosto do pai”, percebe-se que:
(a) O homem gostou de ter encontrado seu pai.
(b) O homem havia comprado um espelho.
(c) O homem parecia-se com o pai.
(d) No espelho havia o retrato de seu pai.
Adaptações de http://aprendaportugueson.blogspot.com.br/2011/02/6-ano-texto-narrativo-uma-historia-
http://atividadeslinguaportuguesamarcia.blogspot.com.br/2013/02/estudo-da-estrutura-
do-conto-espelho-no.htmlde.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Tânia Regina
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOMara Sueli
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaJairo Felipe
 
Atividade de leitura e interpretação 9º ano
Atividade de leitura e interpretação 9º anoAtividade de leitura e interpretação 9º ano
Atividade de leitura e interpretação 9º anoGeija Fortunato
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAlex Santos
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaNivea Neves
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada PortuguêsJosias Santiago
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Mary Alvarenga
 
Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Ana De Paula
 
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música Mary Alvarenga
 
Gênero textual - lista de compras
Gênero textual -  lista de comprasGênero textual -  lista de compras
Gênero textual - lista de comprasMary Alvarenga
 
O príncipe das emojis
O príncipe das emojisO príncipe das emojis
O príncipe das emojisAndrea Alves
 
Atividade para iniciar o texto descritivo
Atividade para iniciar o texto descritivoAtividade para iniciar o texto descritivo
Atividade para iniciar o texto descritivoCláudia Santos
 
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° anoSequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° anoBianca Zanocini
 
Silaba tonica 2
Silaba tonica 2Silaba tonica 2
Silaba tonica 2arlan2000
 
Texto - Este ano será um sucesso se ...
Texto - Este ano será  um sucesso se ...Texto - Este ano será  um sucesso se ...
Texto - Este ano será um sucesso se ...Mary Alvarenga
 
Caça-palavras Dia internacional da mulher
Caça-palavras   Dia internacional da mulherCaça-palavras   Dia internacional da mulher
Caça-palavras Dia internacional da mulherMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
 
Notícia gênero textual
Notícia gênero textualNotícia gênero textual
Notícia gênero textual
 
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editávelWord: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
 
Atividade de leitura e interpretação 9º ano
Atividade de leitura e interpretação 9º anoAtividade de leitura e interpretação 9º ano
Atividade de leitura e interpretação 9º ano
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
 
Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]Cruzadinha generos[1]
Cruzadinha generos[1]
 
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
 
Gênero textual - lista de compras
Gênero textual -  lista de comprasGênero textual -  lista de compras
Gênero textual - lista de compras
 
O príncipe das emojis
O príncipe das emojisO príncipe das emojis
O príncipe das emojis
 
Atividade para iniciar o texto descritivo
Atividade para iniciar o texto descritivoAtividade para iniciar o texto descritivo
Atividade para iniciar o texto descritivo
 
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° anoSequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
 
Silaba tonica 2
Silaba tonica 2Silaba tonica 2
Silaba tonica 2
 
Texto - Este ano será um sucesso se ...
Texto - Este ano será  um sucesso se ...Texto - Este ano será  um sucesso se ...
Texto - Este ano será um sucesso se ...
 
Caça-palavras Dia internacional da mulher
Caça-palavras   Dia internacional da mulherCaça-palavras   Dia internacional da mulher
Caça-palavras Dia internacional da mulher
 

Semelhante a O conto de Ícaro e Dédalo

As componentes da narrativa omp 6º
As componentes da narrativa   omp 6ºAs componentes da narrativa   omp 6º
As componentes da narrativa omp 6ºElsa Pomar
 
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...Colgiopice
 
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...weleslima
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoDilmara Faria
 
Lab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3aLab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3aAna Guerra
 
Eçadequeirós
EçadequeirósEçadequeirós
Eçadequeirósclbxfwqi
 
o que aprendi sobre contos, organização, estrutura
o que aprendi sobre contos, organização, estruturao que aprendi sobre contos, organização, estrutura
o que aprendi sobre contos, organização, estruturassuser784e30
 
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX)  3º PeríodoTeste Conto de Autor (séc XX)  3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º PeríodoVanda Sousa
 
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX)  3º PeríodoTeste Conto de Autor (séc XX)  3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º PeríodoVanda Sousa
 
1º estudo de interpretação de texto - 7º ano
1º estudo de interpretação de texto - 7º ano1º estudo de interpretação de texto - 7º ano
1º estudo de interpretação de texto - 7º anoLuiza Collet
 
03 narracao ficcional ii
03   narracao ficcional ii03   narracao ficcional ii
03 narracao ficcional iimarcelocaxias
 
Noções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficaNoções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficadesignuna
 
Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismoLuizBraz9
 
Gêneros textuais memória.ppt
Gêneros textuais memória.pptGêneros textuais memória.ppt
Gêneros textuais memória.pptssuser6fef02
 
Fábula - Texto Narrativo.pdf
Fábula - Texto Narrativo.pdfFábula - Texto Narrativo.pdf
Fábula - Texto Narrativo.pdfIgor71257
 
Escrever Uma Narrativa1
Escrever Uma Narrativa1Escrever Uma Narrativa1
Escrever Uma Narrativa1Maria Fonseca
 

Semelhante a O conto de Ícaro e Dédalo (20)

As componentes da narrativa omp 6º
As componentes da narrativa   omp 6ºAs componentes da narrativa   omp 6º
As componentes da narrativa omp 6º
 
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...
Gêneros textuais fábula, tira, História em Quadrinhos (HQ), textos expositivo...
 
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...
Material para imprimir - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E L...
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
 
Lab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3aLab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3a
 
Eçadequeirós
EçadequeirósEçadequeirós
Eçadequeirós
 
De clara 15 julho 2018
De clara 15 julho 2018De clara 15 julho 2018
De clara 15 julho 2018
 
o que aprendi sobre contos, organização, estrutura
o que aprendi sobre contos, organização, estruturao que aprendi sobre contos, organização, estrutura
o que aprendi sobre contos, organização, estrutura
 
Gênero textual narrativo do Ensino Médio: conto
Gênero textual narrativo do Ensino Médio: contoGênero textual narrativo do Ensino Médio: conto
Gênero textual narrativo do Ensino Médio: conto
 
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX)  3º PeríodoTeste Conto de Autor (séc XX)  3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
 
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX)  3º PeríodoTeste Conto de Autor (séc XX)  3º Período
Teste Conto de Autor (séc XX) 3º Período
 
1º estudo de interpretação de texto - 7º ano
1º estudo de interpretação de texto - 7º ano1º estudo de interpretação de texto - 7º ano
1º estudo de interpretação de texto - 7º ano
 
03 narracao ficcional ii
03   narracao ficcional ii03   narracao ficcional ii
03 narracao ficcional ii
 
Narracao
NarracaoNarracao
Narracao
 
Noções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficaNoções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográfica
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
 
Gêneros textuais memória.ppt
Gêneros textuais memória.pptGêneros textuais memória.ppt
Gêneros textuais memória.ppt
 
Fábula - Texto Narrativo.pdf
Fábula - Texto Narrativo.pdfFábula - Texto Narrativo.pdf
Fábula - Texto Narrativo.pdf
 
Escrever Uma Narrativa1
Escrever Uma Narrativa1Escrever Uma Narrativa1
Escrever Uma Narrativa1
 

Mais de Tânia Regina

Simulado - Cambridge Starters
Simulado - Cambridge StartersSimulado - Cambridge Starters
Simulado - Cambridge StartersTânia Regina
 
Folder - Atividades: cultura afro brasileira
Folder - Atividades: cultura afro brasileiraFolder - Atividades: cultura afro brasileira
Folder - Atividades: cultura afro brasileiraTânia Regina
 
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601Tânia Regina
 
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA - Turma 1601
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA   - Turma 1601JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA   - Turma 1601
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA - Turma 1601Tânia Regina
 
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601Tânia Regina
 
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601Tânia Regina
 
Jornal Giglio - Tema da semana: Futebol
Jornal Giglio - Tema da semana: FutebolJornal Giglio - Tema da semana: Futebol
Jornal Giglio - Tema da semana: FutebolTânia Regina
 
Folder Escola de Leitores tânia
Folder Escola de Leitores tâniaFolder Escola de Leitores tânia
Folder Escola de Leitores tâniaTânia Regina
 
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª Edição
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª EdiçãoJornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª Edição
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª EdiçãoTânia Regina
 
Programa Escola de Leitores - Viagem à Colômbia
Programa Escola de Leitores - Viagem à ColômbiaPrograma Escola de Leitores - Viagem à Colômbia
Programa Escola de Leitores - Viagem à ColômbiaTânia Regina
 
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)Tânia Regina
 
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas Geográficas
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas GeográficasGeografia - Exercícios sobre Coordenadas Geográficas
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas GeográficasTânia Regina
 
Atividades com poema e poesia
Atividades com poema e poesiaAtividades com poema e poesia
Atividades com poema e poesiaTânia Regina
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?Tânia Regina
 
Exercícios sobre a Água
Exercícios sobre a ÁguaExercícios sobre a Água
Exercícios sobre a ÁguaTânia Regina
 
Água - Usos e Problemas
Água - Usos e ProblemasÁgua - Usos e Problemas
Água - Usos e ProblemasTânia Regina
 
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a água
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a águaLíngua Portuguesa - Exercícios sobre a água
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a águaTânia Regina
 
Paisagens e transformações - com exercícios
Paisagens e transformações - com exercíciosPaisagens e transformações - com exercícios
Paisagens e transformações - com exercíciosTânia Regina
 
Tempo Histórico e Tempo Cronológico
Tempo Histórico e Tempo CronológicoTempo Histórico e Tempo Cronológico
Tempo Histórico e Tempo CronológicoTânia Regina
 
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-Verbal
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-VerbalHistória em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-Verbal
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-VerbalTânia Regina
 

Mais de Tânia Regina (20)

Simulado - Cambridge Starters
Simulado - Cambridge StartersSimulado - Cambridge Starters
Simulado - Cambridge Starters
 
Folder - Atividades: cultura afro brasileira
Folder - Atividades: cultura afro brasileiraFolder - Atividades: cultura afro brasileira
Folder - Atividades: cultura afro brasileira
 
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601
África: consciência negra - Jornal Caramuru - Turma 1601
 
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA - Turma 1601
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA   - Turma 1601JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA   - Turma 1601
JORNAL GIGLIO AO MUNDO INFORMA - Turma 1601
 
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601
JORNAL DA MARIANA- Independência ou morte! Turma 1601
 
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601
Jornal Global - Ântonio, Leandro e Francisco - Turma 1601
 
Jornal Giglio - Tema da semana: Futebol
Jornal Giglio - Tema da semana: FutebolJornal Giglio - Tema da semana: Futebol
Jornal Giglio - Tema da semana: Futebol
 
Folder Escola de Leitores tânia
Folder Escola de Leitores tâniaFolder Escola de Leitores tânia
Folder Escola de Leitores tânia
 
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª Edição
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª EdiçãoJornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª Edição
Jornal Viccenzo - Turma 1601 - Saúde e Esporte - 1ª Edição
 
Programa Escola de Leitores - Viagem à Colômbia
Programa Escola de Leitores - Viagem à ColômbiaPrograma Escola de Leitores - Viagem à Colômbia
Programa Escola de Leitores - Viagem à Colômbia
 
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
 
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas Geográficas
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas GeográficasGeografia - Exercícios sobre Coordenadas Geográficas
Geografia - Exercícios sobre Coordenadas Geográficas
 
Atividades com poema e poesia
Atividades com poema e poesiaAtividades com poema e poesia
Atividades com poema e poesia
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz um resumo?
 
Exercícios sobre a Água
Exercícios sobre a ÁguaExercícios sobre a Água
Exercícios sobre a Água
 
Água - Usos e Problemas
Água - Usos e ProblemasÁgua - Usos e Problemas
Água - Usos e Problemas
 
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a água
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a águaLíngua Portuguesa - Exercícios sobre a água
Língua Portuguesa - Exercícios sobre a água
 
Paisagens e transformações - com exercícios
Paisagens e transformações - com exercíciosPaisagens e transformações - com exercícios
Paisagens e transformações - com exercícios
 
Tempo Histórico e Tempo Cronológico
Tempo Histórico e Tempo CronológicoTempo Histórico e Tempo Cronológico
Tempo Histórico e Tempo Cronológico
 
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-Verbal
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-VerbalHistória em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-Verbal
História em Quadrinhos com Linguagem Verbal e Não-Verbal
 

Último

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 

Último (20)

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 

O conto de Ícaro e Dédalo

  • 1. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos O QUE É UMA NARRAÇÃO Narração é o relato de acontecimentos, reais ou fictícios, com a participação de personagens cujas ações são contadas por um narrador. O texto narrativo apresenta um enredo, formado por uma sequência de fatos dos quais participam personagens, em determinado lugar e em determinado tempo. Em geral, o enredo de um texto narrativo apresenta as seguintes partes: · introdução ou apresentação: começo da história em que se situam os fatos iniciais,; · conflito: acontecimento que altera a situação inicial e complica o enredo; · clímax: momento de maior tensão, quando o conflito atinge seu ponto máximo; · conclusão ou desfecho: solução do conflito, que pode ser feliz, cômica, trágica, surpreendente. Em uma narrativa, costuma haver os elementos a seguir: · Fatos: conjunto de acontecimentos encadeados que constituem o enredo ou a trama. · Personagens: pessoas ou seres personificados que vivem os fatos narrados; podem ser protagonistas, antagonistas ou personagens secundários. · Tempo: época em que a história se passa; quanto tempo duram os fatos. · Lugar: espaço ou cenário onde ocorrem os fatos. · Narrador: aquele que conta os fatos: pode ser personagem ou observador. EXEMPLO E EXERCÍCIOS TEXTO 1 Os homens do ar Em sua prisão, Dédalo continuava a trabalhar. Porém, cansado dessa estadia forçada em Creta e querendo voltar para Atenas, pôs o filho a par de suas intenções: “Minos pode nos fechar os caminhos da terra e das águas, mas o dos céus permanece aberto. É por ele que iremos. Minos pode ser senhor de tudo, menos do ar!” Tratou então de inventar uma nova arte que iria proporcionar ao homem meios antes nunca experimentados. Arrumou numa linha, regularmente, penas de pássaros, alternando as curtas e as compridas. Grudou todas elas com cera e depois as curvou de leve para imitar as asas dos pássaros. O jovem Ícaro ajudava desajeitadamente seu pai nessa delicada montagem. Dois pares de asas saíram das mãos do artesão. Pai e filho as prenderam aos ombros. Milagre! Bastava agitá-las para sair do solo.
  • 2. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos Essa sensação nova encantou o jovem Ícaro. Antes de levantar voo, Dédalo beijou o filho e lhe fez as últimas recomendações: “Mantenha distância do oceano para que o ar úmido não torne suas asas pesadas demais. Mas também não vá muito alto, senão o calor do sol irá queimá-lo. Voe entre os dois e procure me seguir.” Creta já ficara para trás, quando o rapaz quis ganhar um pouco de liberdade. Afastando-se do guia, voou mais alto, cada vez mais alto, na direção do sol ardente. O calor não demorou a amolecer a cera que unia as penas, e elas se soltaram e dispersaram ao sabor das correntes de ar quente. O garoto agitou os braços nus... Mas já não tinha apoio no ar. Seu corpo caiu pesadamente e desapareceu nas profundezas do oceano. Ele mal teve tempo de gritar o nome do pai. Dédalo se virou tarde demais. Lá embaixo, viu a água escura marcada por um ponto de espuma. Amaldiçoou seu invento e deu cabo dele assim que chegou a Atenas. POUZADOUX, Claude. Contos e lendas da mitologia grega. O texto “Os homens do ar” conta uma história, portanto é um texto narrativo. Observe a presença de fatos. a) Os fatos narrados podem ser reais ou imaginários. Após a leitura desse texto você observou se os fatos são reais ou fictícios? Retire elementos do texto que possam justificar sua resposta. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ b) O personagem principal recebe o nome de protagonista. Qual é o protagonista do texto lido? ______________________________________________________________________________________________ c) O personagem que participa menos dos fato chama-se personagem secundária. Nessa narrativa quem é o personagem secundário? ______________________________________________________________________________________________ d) O que Dédalo pensou quando resolveu voltar para Atenas e revelou a seu filho suas intenções? Retire o fragmento do texto. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________
  • 3. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos e) Qual a invenção de Dédalo pensando em proporcionar ao homem uma sensação de liberdade? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ f) Dédalo, ao prender o invento em Ícaro, seu filho, fez uma recomendação. Qual recomendação foi essa? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ Quem conta os fatos no texto é próprio narrador, quando a história é contada por um dos personagens, temos o narrador-personagem, ou narrador em 1ª pessoa. Se o narrador não participa dos fatos, recebe o nome de narrador-observador, ou narrador em 3ª pessoa. ► No texto, qual é o tipo de narrador? Justifique sua resposta. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ TEXTO 2 Leia a seguir um conto tradicional do Japão, datado do século VIII, de autoria desconhecida. Como outros contos do estilo, ele apresenta uma história aparentemente inocente, mas com um ensinamento de vida. Espelho no cofre De volta de uma longa peregrinação, um homem carregava sua compra mais preciosa adquirida na cidade grande: um espelho, objeto até então desconhecido para ele. Julgando reconhecer ali o rosto do pai, encantado, ele levou o espelho para sua casa. Guardou-o num cofre no primeiro andar, sem dizer nada a sua mulher. E assim, de vez em quando, quando se sentia triste e solitário, abria o cofre para ficar contemplando “o rosto do pai”. Sua mulher observou que ele tinha um aspecto diferente, um ar engraçado, toda vez que o via descer do quarto de cima. Começou a espreitá-lo e descobriu que o marido abria o cofre e ficava longo tempo olhando para dentro dele. Depois que o marido saiu, um dia ela abriu o cofre, e nele, espantada, viu o rosto de uma mulher. Inflamada de ciúme, investiu contra o marido e deu-se então uma grave briga de família. O marido sustentava até o
  • 4. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos fim que era o seu pai quem estava escondido no cofre. Por sorte, passava pela casa deles uma monja. Querendo esclarecer de vez a discussão, ela pediu que lhe mostrassem o cofre. Depois de alguns minutos no primeiro andar, a monja comentou ainda lá de cima: — Ora, vocês estão brigando em vão: no cofre não há homem nem mulher, mas tão somente uma monja como eu! Fonte: Espelho no cofre. In: Os cem melhores contos de humor da literatura universal. Seleção e tradução de Flávio Moreira da Costa. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001. p. 29-30. O texto “O espelho no cofre” é um conto. Nele, a ação pode situar-se em qualquer época, mesmo no futuro. No entanto, o espaço onde se passa a história costuma ser limitado. Pode existir mais de um cenário, mas a ação principal geralmente transcorre num lugar só. No conto, é o conflito que organiza a ação e, geralmente, este é estabelecido nos primeiros parágrafos. É em torno dele que a ação será desenvolvida e concluída. 1) Identifique, no conto, alguns elementos do enredo. Para cada um, escreva uma frase com suas palavras. a) O conflito ______________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ b) O clímax ______________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ c) A situação final ______________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ 2) Onde está o humor do conto? ______________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ 3) Em que espaço a história acontece? Como você poderia caracterizá-lo? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________
  • 5. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos 04) A história ocorre: (a) num espaço aberto (b) num espaço fechado (c) dentro do cofre (d) no texto não há elementos para responder a pergunta 05) Em que consiste o humor do conto? (a) No homem reconhecer, no espelho, o rosto do pai. (b) Na mulher ver, no espelho, o rosto de uma mulher. (c) Na monja reconhecer, no espelho, outra monja, como ela. (d) No fato de que nenhuma das personagens conhece ou sabe para que serve um espelho. 06) Indique o clímax do texto. (a) O marido sustenta que era seu pai quem estava no cofre. (b) A mulher abre o cofre e vê sua própria imagem refletida no espelho. (c) A monja vê sua imagem no espelho. (d) Ocorre uma briga entre marido e mulher. 07) Dentre os acontecimentos do Conto, está em estaque: (a) A briga entre marido e mulher, ou seja, o conflito. (b) A intervenção da monja, isto é, o desfecho. (c) A mulher ter visto sua imagem no espelho. (d) O homem ter dito à mulher que era seu pai quem estava no cofre. 08) No texto, a personagem principal: (a) É o marido. (b) É a monja. (c) É a mulher. (d) São homem, mulher e monja. 09) A palavra espreitar, no texto, tem como sinônimo: (a) Indagar. (b) Espremer.
  • 6. Ginásio Experimental Olímpico – Santa Teresa /RJ Humanidades Turma: ________ Ano: 6º Professor(a): Tânia Almeida Atividade: O texto narrativo e seus elementos (c) Vigiar. (d) Olhar. 10) Em “Encantado, julgou reconhecer o rosto do pai”, percebe-se que: (a) O homem gostou de ter encontrado seu pai. (b) O homem havia comprado um espelho. (c) O homem parecia-se com o pai. (d) No espelho havia o retrato de seu pai. Adaptações de http://aprendaportugueson.blogspot.com.br/2011/02/6-ano-texto-narrativo-uma-historia- http://atividadeslinguaportuguesamarcia.blogspot.com.br/2013/02/estudo-da-estrutura- do-conto-espelho-no.htmlde.html