O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

O cerrado

36.287 visualizações

Publicada em

O Cerrado é um ecossistama fascinante,
suas árvores, seus animais, seus rios...

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O cerrado

  1. 1. O Cerrado
  2. 2. <ul><li>O Cerrado ocupa uma grande área no território brasileiro, ocorrendo em doze estados e no Distrito Federal.  Cerrado é o nome dado a um conjunto de tipos de vegetação da porção central da América do Sul. É um tipo de savana, como as que ocorrem na África e na Austrália. Por, isso apresenta muitas características comuns às savanas dos outros continentes. </li></ul>
  3. 3. A vegetação do Cerrado <ul><li>O Cerrado é um mosaico de vegetação. Possui formas de vegetação campestre, savânicas, florestais, veredas, mata de galeria, campos cerrado. A paisagem savânica é a mais freqüente. Caracteriza-se pelas árvores baixas retorcidas e arbustos espaçados separados por vegetação rasteira. O Cerrado tem grande diversidade de clima, solos e composições biológicas. As formações florestais do Cerrado (mata de galeria, mata seca e cerradão)estão distribuídas em diferentes áreas, de acordo com o tipo de solo e o clima. A mata de galeria ocorre ao longo dos cursos d’água. A mata seca é uma formação vegetal que não está associada aos cursos d’água. O cerradão apresenta espécies comuns à mata de galeria e à mata seca, tendo árvores que atingem até 15m de altura. </li></ul>
  4. 5. A fauna <ul><li>A fauna é rica graças à sua variedade vegetal, Cerrado são conhecidos até o momento mais de 1.500 espécies animais, formando o segundo maior conjunto animal do planeta, apesar de que muitas delas não são exclusivas do Cerrado, ocorrendo em outros ecossistemas, como Mata Atlântida, floresta Amazônica e Pantanal. São conhecidas mais de 400 espécies de aves, 67 gêneros de mamíferos não roedores e 30 espécies de morcegos, somente no Distrito Federal. </li></ul><ul><li>No Cerrado, encontramos os maiores animais da América do Sul, a anta , a onça pintada , suçuarana , o lobo-guará , o tamanduá-bandeira , a ema , o veado campeiro e a capivara. </li></ul>
  5. 14. A água <ul><li>O Cerrado, também, representa uma importante fonte de água para o país. Sua localização, em posição mais elevada, favorece os rios que nascem e correrem para diferentes bacias hidrográficas brasileiras, como as do São Francisco, Tocantins, Araguaia e Paraná. </li></ul>
  6. 15. <ul><li>O Cerrado abriga uma importante unidade de conservação localizada na cidade de Planaltina , a Estação Ecológica de Águas Emendadas . </li></ul><ul><li>É a mais importante reserva natural do Distrito Federal, onde ocorre o fenômeno único da união de duas grandes bacias hidrográficas da América latina, a Tocantins/Araguaia e Platina , em uma vereda </li></ul><ul><li>de 6 km de extensão. As veredas são caracterizadas pela presença do buriti, palmeira que atinge até 15m de altura, e vegetação rasteira, gramíneas e outras plantas herbáceas, circundadas por vegetação de campo, com solos permanentemente alagados. Essa característica faz dela um dos acidentes geográficos de maior expressão no território nacional. </li></ul>
  7. 16. Águas Emendadas <ul><li>Águas Emendadas é um fenômeno peculiar, decorrente do fato de os córregos Brejinho e Vereda Grande terem a mesma nascente. As águas afloram na superfície e correm em direções opostas, pois o terreno tem uma inclinação suave para ambos os lados. As águas do córrego Brejinho vão para o rio São Bartolomeu , as do Vereda Grande correm  para o rio Maranhão . Águas Emendadas integra a Reserva da Biosfera do Cerrado – Fase I, reconhecida pela UNESCO em seu programa “O Homem e a Biosfera” . O Programa “O homem e a Biosfera ” foi criado como resultado da “Conferência sobre a Biosfera” realizado pela UNESCO, na cidade de Paris, no ano 1968. É um programa de cooperação científica internacional sobre as interações entre o homem e seu meio ambiente. Busca o entendimento dos mecanismos dessa convivência em todas as situações bio climáticas e geográficas da biosfera, procurando compreender as repercussões das ações humanas sobre os ecossistemas mais representativos do planeta (disponível no sítio: </li></ul>
  8. 17. Água Emendadas
  9. 18. Plantas medicinais
  10. 19. <ul><li>Copaíba </li></ul><ul><li>Nome Copaíba &quot;Copaifera longsdorffii! Nomes populares: Copaíba, Pua-de-óleo, Capaúba </li></ul><ul><li>O óleo da Copaíba é transparente, de um branco tirante a amarelo e de um cheiro ativo, constitui excelente balsâmico anti-séptico do aparelho urinário. É um poderoso remédio das blenorragias agudas e crônicas, debelando-as com relativa facilidade depois de pouco tempo de uso. Indica-se também contra hemorragias, tosses e bronquites, doenças de origem sifilítica, moléstias de pele, incontinência das urinas, catarro da bexiga, leucorréia, diarréia, disenteria e urticária. </li></ul>
  11. 20. Sucupira-preta Nome científico: Bowdichia virgilioides Família: Leg. – Papilionoideae <ul><li>É uma árvore melífera. Na medicina popular, a casca da raiz é usada para diabetes e as sementes para sífilis, gota, reumatismo, febres, dermatoses e artrites. </li></ul>semente
  12. 21. Barbatimão Stryphnodendro Barbatimão, Martius <ul><li>Usa-se, externamente, a casca reduzida a pó no tratamento das úlceras. Internamente, como tônico, emprega-se o cozimento das cascas, que serve também para combater a leucorréia, blenorragia, diarréias, disenterias, hemoptises e outras espécies de hemorragias, inclusive hemorragias uterinas. </li></ul>
  13. 22. Mama-cadela <ul><li>Planta muito utilizada pelas populações do Cerrado, como espécie medicinal contra gripes e bronquites, como depurativo do sangue e em má circulação. A casca é comercializada em bancas de raizeiros da região. </li></ul><ul><li>O bergapteno, furocumarina encontrada em cascas, raízes e frutos verdes da mama-cadela, é um princípio ativo já é bem conhecido, sendo utilizado (em combinação com as vitaminas A, B1 e B6) no tratamento do vitiligo e outras doenças que causam despigmentação na pele. </li></ul>
  14. 23. <ul><li>Frutas do Cerrado </li></ul>
  15. 24. Araticum
  16. 25. Mangaba
  17. 26. Buriti
  18. 27. Macaúba
  19. 28. Ingá
  20. 29. Pequi
  21. 30. <ul><li>Culinária do Cerrado </li></ul>
  22. 31. <ul><li>Baru </li></ul><ul><li>(Dipterys alata Vox) </li></ul><ul><li>O baruzeiro é uma planta leguminosa arbórea nativa do Cerrado. Seus frutos amadurecem entre Setembro e Outubro, e contém uma castanha com um sabor delicado e agradável, conhecida como Castanha de Baru. A castanha de baru, quando torrada, tem sabor semelhante ao amendoim ou castanha de caju. Tem valor nutricional alto, e contém cerca de 26% de proteínas. Pode ser consumido inteiro ou para o preparo de receitas de doces típicos, como o pé-de-moleque e paçoquinha, ambos com rapadura, leite condensado e castanhas torradas. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>Paçoquinha de Baru 2 xícaras (chá) de amêndoas de baru torradas e sem pele 112 xícara (chá) de farinha de milho ou mandioca 1 xícara (chá) de açúcar 4 a 5 colheres (sopa) de leite </li></ul><ul><li>Modo de fazer: Misturar todos os ingredientes secos e socar no pilão até obter uma massa uniforme. Colocar numa forma untada com manteiga, deixando a massa com espessura de 1,5 cm. Cortar em quadradinhos. </li></ul>
  23. 32. <ul><li>O Pequi </li></ul><ul><li>(Caryocar brasiliense) </li></ul><ul><li>O Pequi, árvore do Cerrado encontrada nos Estados de Rondônia (ao leste), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul (no nordeste), Minas Gerais (norte e oeste), Pará (sudoeste), Tocantins, Maranhão (extremo sul), Piauí (extremo sul), Bahia (oeste) e Distrito de Federal. </li></ul><ul><li>ARROZ COM PEQUI INGREDIENTES: 1/4 de xícara de chá de óleo ou banha de porco 1/2 litro de pequi lavado 2 dentes de alho espremidos 1 cebola grande picada 2 xícaras de chá de arroz 4 xícaras de chá de água quente Sal a gosto Pimenta-de-cheiro ou Malagueta a gosto Salsinha, cebolinha picada a gosto MODO DE PREPARO: Coloque o pequi no óleo ou gordura fria (se usar o fruto inteiro, não é preciso cortar, mas cuidado com o caroço). Acrescente o alho e a cebola e deixe refogar em fogo baixo, mexendo sempre com uma colher de pau para não grudar na panela, e respingue um pouco de água quando for necessário. Quando o pequi já estiver macio e a água secado, acrescente o arroz e deixe fritar um pouco. Junte a água e o sal. Quando o arroz estiver quase pronto, coloque a pimenta-de-cheiro ou malagueta a gosto. Na hora de servir, polvilhe o arroz com salsa e cebolinha e um pouco de pimenta. </li></ul>
  24. 33. <ul><li>Jatobá </li></ul><ul><li>Mingau de Jatobá Ingredientes: • 1 litro de leite • 100 gramas de polpa de jatobá • açúcar a gosto </li></ul><ul><li>Modo de fazer: Quebrar os frutos do jatobá e retirar os caroços envoltos pela polpa amarela. Colocar o leite frio numa panela, acrescentando os caroços. Mexer bem com uma colher de pau, até que a polpa se desprenda totalmente dos caroços. Retirar os caroços logo em seguida. Adicionar açúcar e canela a gosto e levar ao fogo até engrossar. Servir quente! </li></ul><ul><li>Rosquinhas de Jatobá Ingredientes: • 2 copos de 200 ml de farinha de trigo • 2 copos de 200 ml de farinha de jatobá • 1 copo (200 ml) de açúcar • 4 ovos • 10 colheres das de sopa de coco ralado • 1 colher das de sopa de fermento em pó • adicionar leite até o ponto de enrolar </li></ul><ul><li>Modo de fazer: Misturar todos os ingredientes e amassar. Formar tiras e cortá-las no tamanho desejado. Levar as rosquinhas ao forno, até dourarem. Quando as rosquinhas estiverem assadas, passar calda de açúcar e depois polvilhá-las uma a uma, com côco ralado. </li></ul>
  25. 34. Sítios pesquisados: <ul><li>http://cerradovivo.wordpress.com/ </li></ul><ul><li>http://www.aguasemendadas.com/ </li></ul><ul><li>http:// www.frutosdocerrado.com.br/ </li></ul><ul><li>http:// www.arvores.brasil.nom.br/cerrd/lista.htm </li></ul>

×