SlideShare uma empresa Scribd logo
Equipe: Anderson Bruno
Rafael Guimarães
Wellinghton Alves
• Bioma Amazônia
• Clima
É uma sucessão habitual dos tipos de tempo num
determinado lugar.
Período de aproximadamente 30 anos
Clima da Floresta Amazônia é quente e úmido;
Temperatura entre 22 e 28ºC.
Precipitação varia de 1 500 mm a 1 700 mm.
Rio Amazonas e no litoral do Amapá: 3 000 mm.
Periodo das chuvas de 6 meses.
• Solo
Camada superficial de terra arável, possuidora
de vida microbiana.
Solo da Amazônia:
86% são pobres em nutrientes
7% solos arenosos -15% de argila
93% solos argila + 15% de argila
• Processo de biociclagem
Este processo de ciclagem de elementos
químicos ocorre devido a participação de
microrganismos.
Tipos de Solos da Amazônia
Latossolos (41,05%)
Argissolos (32,94%)
Plintossolos (7,34%)
Gleissolos (6,14%)
Neossolos Quartzarênicos (4,81%)
Neossolos Litólicos (2,60%)
Espodossolos (1,95%)
Outros (3,17%).
Terra Preta de Índio
A Floresta Amazônica destacasse pela sua rica diversidade
biológica, chegando a ser considerada por muito o local de
maior biodiversidade do mundo, estima-se que cerca de 20%
de todas as espécies de animais e vegetais de todo planeta são
encontrados facilmente na Floresta Amazônica, isso ocorre
devido a diversos fatores, um deles e a presença de
características de Floresta Tropical que normalmente possuem
uma rica biodiversidade.
• Fauna
É o conjunto de espécies animais quem vivem numa
determinada área (floresta, país, ecossistema específico).
Aproximadamente 1.800 espécies diferentes de aves, 2.500
espécies de peixes algumas das quais, se alimentam de frutos
que caem das árvores (são os chamados peixes frutívoros),
320 de mamíferos e dezenas de espécies de repteis, anfíbios e
insetos são encontrados dentre a Floresta Amazônica em seus
7 milhões km² localizados em varios países da América do
Sul.
Animais encontrados facilmente:
• Animais Guariba-de-mão-ruiva (alouatta belzebul)
• Tucano-de-bico-preto (Ramphastos vitellinus)
• Arara-vermelha (Ara macao)
• Preguiça-de-três-dedos (Bradypus Tridactylus)
• Borboleta-azul (Morpha menelaus menelaus)
• Uirapuru (Cyphorhinus arada)
• Quati (Nasua nasua)
• Jaguar (Panthera onça)
• Capivara (Hydrochaeris hydrocaeris)
• Tartaruga-da-amazônia (Padocnemis expansa)
• Sucuri (Eunectes murinus)
• Jacaré-açu (Melano suchisniger)
• Pequeno sapo (Dendrobates leucomelos)
Animais considerado em Extinção na Floresta Amazônica.
• Peixe boi da Amazônia
• Ararinha Azul
• Arara vermelha
• Jararaca
• Macaco-prego
• Guariba-de- mão-ruiva
• Mico Leão Dourado
• Cobra-dormideira-
queimada-grande
• Cachorro do Mato
• Lobo Guará
• Ariranha
• Onça Pintada
• Macaco aranha
• Tatu
• Jaguatirica
• Boto Cachimbo
• Morcego
• Onça parda
• Pica pau cara amarela
• Tucano de bico preto
• Rato do cacau
• Tamanduá Bandeira
• Flora
É o conjunto de espécies vegetais (plantas, árvores, etc) de
uma determinada região ou ecossistema específico
A variabilidade de vegetais da Floresta Amazônica é muito
maior em comparação a diversidades de animais, esse calculo
foi feito com base nos limites da Floresta Amazônica, onde
possui cerca de 3.650.000 km² de florestas contínuas com sua
diversidade de vegetais variando entre 40 a 300 por hectare,
porém essas florestas vem sofrendo redução devido as
queimadas, desmatamos, extração ilegal de madeira
acarretando a diminuição em sua vegetação e provavelmente
diminuindo a sua biodiversidade.
• Florestas de Igapó: Ocorrem em solos que permanecem
alagados durante cerca de seis meses, em áreas próximas aos
rios. As árvores podem atingir até 40 metros de altura com
pouca incidência de perca de folha. Ex.: arbustos cipós.
• Florestas de Várzea: As árvores são de grande porte,
podendo chegar a até 40 metros de altura e apresentam
características semelhantes ao igapó.
.
• Florestas de Terra Firme: apresentam árvores de grande
porte que podem chegar a 65 metros; e suas copas formam um
anteparo à luz, deixando o interior da floresta úmido e quente.
Ex.: castanheira-do-pará.
• Campinaranas ou Caatingas do Rio Negro: caracterizadas
pela presença de árvores mais baixas, com troncos finos e
espaçados. Situadas sobre areias brancas, lavadas e pobres do
rio Negro.
• Cerrados: há algumas formações de cerrado que ficaram
como enclaves, mas não são tão significativos se comparados
com a floresta equatorial.
Bacia Hidrográfica do Amazonas
Qual a diferença entre Região Hidrográfica
Amazônica e Bacia Hidrográfica do Amazonas?
Rio Amazonas - O maior rio do mundo em extensão
Diferença da Coloração dos Rios Amazônicos
• Rios de água preta, como o Rio Negro.
• Rios de água clara, como o Rio Tapajós.
• Rios barrentos, como o Rio Solimões e o Rio Amazonas.
Encontro das Águas
Encontro das Águas - Pororoca
Principais rios da Região Hidrográfica Amazônica
• Rio Amazonas
• Rio Solimões
• Rio Negro
• Rio Japurá
• Rio Tapajós
• Rio Purus
• Rio Xingu
• Rio Içá
• Rio Juruá
Bacia Hidrográfica dos Rios Araguaia-Tocantins
• Rio Tocantins
• Rio Araguaia
A Amazônia é um dos bioma mais ameaçados do mundo
e está desaparecendo a um ritmo de mais de 18 mil km²
ao ano, nos últimos 25 anos, uma área de floresta
primária maior do que os estados do Mato Grosso do Sul
e do Rio de Janeiro, juntos, foi destruída para sempre na
Amazônia.
Fonte: Espedito Carvalho
Disponível no endereço eletrônico: http://projetoambientalis.blogspot.com.br/
Principais Causas do Desmatamento na Amazônia
• A extração de madeira na maior parte ilegal;
• O crescimento populacional e da pecuária na região.
Soluções Indicadas pelo Greenpeace
Áreas protegidas: Uma parte do bioma é protegida
legalmente por unidades de conservação. Mas a falta de
implementação das leis faz com que mesmo essas áreas
continuem à mercê dos criminosos.
Regularização fundiária: É a definição, pelo Estado, de
quem tem direito à posse de terra. O primeiro passo é o
mapeamento das propriedades privadas para possibilitar
o monitoramento de novos desmatamentos e a
responsabilização de toda a cadeia produtiva pelos
crimes ambientais ocorridos.
Governança: Para todas essas medidas se tornarem
efetivas, o governo precisa estar na Amazônia, com
recursos e infraestrutura para fazer valer as leis de
preservação.
Ecologia - Bioma Amazônia
Ecologia - Bioma Amazônia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
David Cavalcante
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
Marina Godoy
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
Anderson Silva
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
Edmar Souza
 
Bioma: Cerrado
Bioma: CerradoBioma: Cerrado
Bioma: Cerrado
Malu Anacleto
 
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
Hávila Said
 
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
elves0927
 
Biomas Brasileiros
Biomas BrasileirosBiomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
Escola Adventista de Amaralina
 
Biomas
BiomasBiomas
Bioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - CompletoBioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - Completo
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
PIBID Joel Job
 
Bioma amazônico
Bioma amazônicoBioma amazônico
Bioma amazônico
Leonaci Rios
 
Amazônia
AmazôniaAmazônia
Amazônia
Edmar Souza
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
DAIANE AZOLINI
 
Apresentação amazônia
Apresentação   amazôniaApresentação   amazônia
Apresentação amazônia
Victor Ygor
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
O Desmatamento
O DesmatamentoO Desmatamento
O Desmatamento
biodeise
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
Edna Uliana
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
Portal do Vestibulando
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
Jézili Dias
 

Mais procurados (20)

O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
 
Bioma: Cerrado
Bioma: CerradoBioma: Cerrado
Bioma: Cerrado
 
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
 
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
Biomas do brasil (Prof° Elves Alves)
 
Biomas Brasileiros
Biomas BrasileirosBiomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Bioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - CompletoBioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - Completo
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Bioma amazônico
Bioma amazônicoBioma amazônico
Bioma amazônico
 
Amazônia
AmazôniaAmazônia
Amazônia
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
 
Apresentação amazônia
Apresentação   amazôniaApresentação   amazônia
Apresentação amazônia
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
O Desmatamento
O DesmatamentoO Desmatamento
O Desmatamento
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 

Semelhante a Ecologia - Bioma Amazônia

pppp.pptx
pppp.pptxpppp.pptx
pppp.pptx
JucyFerreira5
 
4 biomas
4   biomas4   biomas
Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010
petrivanacarvalho
 
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptx
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptxBiomas Brasileiro - Semana 36.pptx
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptx
JOZIMARAASSUNCAOCAMI
 
6º ano cap 6 biomas brasileiros
6º ano cap 6  biomas brasileiros6º ano cap 6  biomas brasileiros
6º ano cap 6 biomas brasileiros
ISJ
 
Biomas do Brasil
Biomas do BrasilBiomas do Brasil
Biomas do Brasil
Fábio Ianomami
 
Amazonia.pptx
Amazonia.pptxAmazonia.pptx
Amazonia.pptx
GustavoChaves46
 
Foto
FotoFoto
Foto
01233
 
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
Adna Myrella
 
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
ANDERSON C.AMAZONAS
 
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
Italo Alan
 
Geo cocais
Geo cocaisGeo cocais
Geo cocais
Wallace Giboski
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
Esequias Bueno
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
Alano Hellery Alano
 
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
Nery Costa
 
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
KarinaSousa66
 
Ecossistemas Brasileiros.pdf
Ecossistemas Brasileiros.pdfEcossistemas Brasileiros.pdf
Ecossistemas Brasileiros.pdf
AndressaCosta90
 
Biomas brasileiros completo (1)
Biomas brasileiros completo (1)Biomas brasileiros completo (1)
Biomas brasileiros completo (1)
norivalfp
 
Desmatamento na amazônia
Desmatamento na amazôniaDesmatamento na amazônia
Desmatamento na amazônia
Alexandre Misturini
 

Semelhante a Ecologia - Bioma Amazônia (20)

pppp.pptx
pppp.pptxpppp.pptx
pppp.pptx
 
4 biomas
4   biomas4   biomas
4 biomas
 
Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010
 
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptx
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptxBiomas Brasileiro - Semana 36.pptx
Biomas Brasileiro - Semana 36.pptx
 
6º ano cap 6 biomas brasileiros
6º ano cap 6  biomas brasileiros6º ano cap 6  biomas brasileiros
6º ano cap 6 biomas brasileiros
 
Biomas do Brasil
Biomas do BrasilBiomas do Brasil
Biomas do Brasil
 
Amazonia.pptx
Amazonia.pptxAmazonia.pptx
Amazonia.pptx
 
Foto
FotoFoto
Foto
 
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
Biomas do Brasil (Ecossistemas terrestres) e Ecossistemas Aquáticos
 
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
A floresta amazônica possui uma das mais ricas biodiversidades do mundo2015
 
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
Osdomniosmorfoclimticosdobrasil 100307172448-phpapp01
 
Geo cocais
Geo cocaisGeo cocais
Geo cocais
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
Paisagens naturais brasileiras_e_expressãµes_culturais_regionais[1]
 
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
41806_18b3f9c83563c1cc0abc496eb90ae0a8.pptx
 
Ecossistemas Brasileiros.pdf
Ecossistemas Brasileiros.pdfEcossistemas Brasileiros.pdf
Ecossistemas Brasileiros.pdf
 
Biomas brasileiros completo (1)
Biomas brasileiros completo (1)Biomas brasileiros completo (1)
Biomas brasileiros completo (1)
 
Desmatamento na amazônia
Desmatamento na amazôniaDesmatamento na amazônia
Desmatamento na amazônia
 

Mais de Bruno Anacleto

Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
Bruno Anacleto
 
Melhoramento Por Meio de Ideótipos
Melhoramento Por Meio de IdeótiposMelhoramento Por Meio de Ideótipos
Melhoramento Por Meio de Ideótipos
Bruno Anacleto
 
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
Bruno Anacleto
 
Horizontes Diagnósticos Superficial
Horizontes Diagnósticos Superficial Horizontes Diagnósticos Superficial
Horizontes Diagnósticos Superficial
Bruno Anacleto
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
Bruno Anacleto
 
Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
 Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
Bruno Anacleto
 
Mecanização Agrícola - Entraves e Consequências
Mecanização Agrícola - Entraves e ConsequênciasMecanização Agrícola - Entraves e Consequências
Mecanização Agrícola - Entraves e Consequências
Bruno Anacleto
 
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODEZootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
Bruno Anacleto
 
Zootecnia Geral - Coelhos
Zootecnia Geral - CoelhosZootecnia Geral - Coelhos
Zootecnia Geral - Coelhos
Bruno Anacleto
 
Agroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas MedicinaisAgroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas Medicinais
Bruno Anacleto
 
Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
Topografia - Nivelamento e Sistematização de TerrenosTopografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
Bruno Anacleto
 
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
Bruno Anacleto
 
Informática - Softwares Aplicados a Agronomia
Informática - Softwares Aplicados a AgronomiaInformática - Softwares Aplicados a Agronomia
Informática - Softwares Aplicados a Agronomia
Bruno Anacleto
 

Mais de Bruno Anacleto (13)

Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
 
Melhoramento Por Meio de Ideótipos
Melhoramento Por Meio de IdeótiposMelhoramento Por Meio de Ideótipos
Melhoramento Por Meio de Ideótipos
 
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
Fitopatologia - Resistência de Fungos à Fungicidas
 
Horizontes Diagnósticos Superficial
Horizontes Diagnósticos Superficial Horizontes Diagnósticos Superficial
Horizontes Diagnósticos Superficial
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
 
Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
 Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
Sensoriamento Remoto - Satélites Spot e ResourceSat
 
Mecanização Agrícola - Entraves e Consequências
Mecanização Agrícola - Entraves e ConsequênciasMecanização Agrícola - Entraves e Consequências
Mecanização Agrícola - Entraves e Consequências
 
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODEZootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
Zootecnia Geral - Raça Canindé - FACEBODE
 
Zootecnia Geral - Coelhos
Zootecnia Geral - CoelhosZootecnia Geral - Coelhos
Zootecnia Geral - Coelhos
 
Agroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas MedicinaisAgroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas Medicinais
 
Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
Topografia - Nivelamento e Sistematização de TerrenosTopografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos
 
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
Sistemática Vegetal - Ordens: Magnoliales, Laurales e Piperales.
 
Informática - Softwares Aplicados a Agronomia
Informática - Softwares Aplicados a AgronomiaInformática - Softwares Aplicados a Agronomia
Informática - Softwares Aplicados a Agronomia
 

Último

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 

Último (20)

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 

Ecologia - Bioma Amazônia

  • 1.
  • 2. Equipe: Anderson Bruno Rafael Guimarães Wellinghton Alves
  • 4. • Clima É uma sucessão habitual dos tipos de tempo num determinado lugar. Período de aproximadamente 30 anos
  • 5. Clima da Floresta Amazônia é quente e úmido; Temperatura entre 22 e 28ºC.
  • 6. Precipitação varia de 1 500 mm a 1 700 mm. Rio Amazonas e no litoral do Amapá: 3 000 mm. Periodo das chuvas de 6 meses.
  • 7. • Solo Camada superficial de terra arável, possuidora de vida microbiana. Solo da Amazônia: 86% são pobres em nutrientes 7% solos arenosos -15% de argila 93% solos argila + 15% de argila
  • 8. • Processo de biociclagem Este processo de ciclagem de elementos químicos ocorre devido a participação de microrganismos.
  • 9. Tipos de Solos da Amazônia Latossolos (41,05%) Argissolos (32,94%) Plintossolos (7,34%) Gleissolos (6,14%) Neossolos Quartzarênicos (4,81%) Neossolos Litólicos (2,60%) Espodossolos (1,95%) Outros (3,17%).
  • 10. Terra Preta de Índio
  • 11.
  • 12. A Floresta Amazônica destacasse pela sua rica diversidade biológica, chegando a ser considerada por muito o local de maior biodiversidade do mundo, estima-se que cerca de 20% de todas as espécies de animais e vegetais de todo planeta são encontrados facilmente na Floresta Amazônica, isso ocorre devido a diversos fatores, um deles e a presença de características de Floresta Tropical que normalmente possuem uma rica biodiversidade.
  • 13. • Fauna É o conjunto de espécies animais quem vivem numa determinada área (floresta, país, ecossistema específico). Aproximadamente 1.800 espécies diferentes de aves, 2.500 espécies de peixes algumas das quais, se alimentam de frutos que caem das árvores (são os chamados peixes frutívoros), 320 de mamíferos e dezenas de espécies de repteis, anfíbios e insetos são encontrados dentre a Floresta Amazônica em seus 7 milhões km² localizados em varios países da América do Sul.
  • 14. Animais encontrados facilmente: • Animais Guariba-de-mão-ruiva (alouatta belzebul) • Tucano-de-bico-preto (Ramphastos vitellinus) • Arara-vermelha (Ara macao) • Preguiça-de-três-dedos (Bradypus Tridactylus) • Borboleta-azul (Morpha menelaus menelaus) • Uirapuru (Cyphorhinus arada) • Quati (Nasua nasua) • Jaguar (Panthera onça) • Capivara (Hydrochaeris hydrocaeris) • Tartaruga-da-amazônia (Padocnemis expansa) • Sucuri (Eunectes murinus) • Jacaré-açu (Melano suchisniger) • Pequeno sapo (Dendrobates leucomelos)
  • 15.
  • 16. Animais considerado em Extinção na Floresta Amazônica. • Peixe boi da Amazônia • Ararinha Azul • Arara vermelha • Jararaca • Macaco-prego • Guariba-de- mão-ruiva • Mico Leão Dourado • Cobra-dormideira- queimada-grande • Cachorro do Mato • Lobo Guará • Ariranha • Onça Pintada • Macaco aranha • Tatu • Jaguatirica • Boto Cachimbo • Morcego • Onça parda • Pica pau cara amarela • Tucano de bico preto • Rato do cacau • Tamanduá Bandeira
  • 17.
  • 18. • Flora É o conjunto de espécies vegetais (plantas, árvores, etc) de uma determinada região ou ecossistema específico A variabilidade de vegetais da Floresta Amazônica é muito maior em comparação a diversidades de animais, esse calculo foi feito com base nos limites da Floresta Amazônica, onde possui cerca de 3.650.000 km² de florestas contínuas com sua diversidade de vegetais variando entre 40 a 300 por hectare, porém essas florestas vem sofrendo redução devido as queimadas, desmatamos, extração ilegal de madeira acarretando a diminuição em sua vegetação e provavelmente diminuindo a sua biodiversidade.
  • 19.
  • 20. • Florestas de Igapó: Ocorrem em solos que permanecem alagados durante cerca de seis meses, em áreas próximas aos rios. As árvores podem atingir até 40 metros de altura com pouca incidência de perca de folha. Ex.: arbustos cipós. • Florestas de Várzea: As árvores são de grande porte, podendo chegar a até 40 metros de altura e apresentam características semelhantes ao igapó. . • Florestas de Terra Firme: apresentam árvores de grande porte que podem chegar a 65 metros; e suas copas formam um anteparo à luz, deixando o interior da floresta úmido e quente. Ex.: castanheira-do-pará.
  • 21. • Campinaranas ou Caatingas do Rio Negro: caracterizadas pela presença de árvores mais baixas, com troncos finos e espaçados. Situadas sobre areias brancas, lavadas e pobres do rio Negro. • Cerrados: há algumas formações de cerrado que ficaram como enclaves, mas não são tão significativos se comparados com a floresta equatorial.
  • 23. Qual a diferença entre Região Hidrográfica Amazônica e Bacia Hidrográfica do Amazonas? Rio Amazonas - O maior rio do mundo em extensão
  • 24. Diferença da Coloração dos Rios Amazônicos • Rios de água preta, como o Rio Negro. • Rios de água clara, como o Rio Tapajós. • Rios barrentos, como o Rio Solimões e o Rio Amazonas.
  • 26. Encontro das Águas - Pororoca
  • 27. Principais rios da Região Hidrográfica Amazônica • Rio Amazonas • Rio Solimões • Rio Negro • Rio Japurá • Rio Tapajós • Rio Purus • Rio Xingu • Rio Içá • Rio Juruá Bacia Hidrográfica dos Rios Araguaia-Tocantins • Rio Tocantins • Rio Araguaia
  • 28.
  • 29. A Amazônia é um dos bioma mais ameaçados do mundo e está desaparecendo a um ritmo de mais de 18 mil km² ao ano, nos últimos 25 anos, uma área de floresta primária maior do que os estados do Mato Grosso do Sul e do Rio de Janeiro, juntos, foi destruída para sempre na Amazônia.
  • 30. Fonte: Espedito Carvalho Disponível no endereço eletrônico: http://projetoambientalis.blogspot.com.br/
  • 31. Principais Causas do Desmatamento na Amazônia • A extração de madeira na maior parte ilegal; • O crescimento populacional e da pecuária na região.
  • 32. Soluções Indicadas pelo Greenpeace Áreas protegidas: Uma parte do bioma é protegida legalmente por unidades de conservação. Mas a falta de implementação das leis faz com que mesmo essas áreas continuem à mercê dos criminosos. Regularização fundiária: É a definição, pelo Estado, de quem tem direito à posse de terra. O primeiro passo é o mapeamento das propriedades privadas para possibilitar o monitoramento de novos desmatamentos e a responsabilização de toda a cadeia produtiva pelos crimes ambientais ocorridos. Governança: Para todas essas medidas se tornarem efetivas, o governo precisa estar na Amazônia, com recursos e infraestrutura para fazer valer as leis de preservação.