Brand gap cultivar

568 visualizações

Publicada em

resumo do capítulo cultivar do Livro Brand Gap realizado pelo grupo tig de Produção Multimídia 4º período do Uni-BH.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
568
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brand gap cultivar

  1. 1. b r a n d g a pC U LT I VA R
  2. 2. A marca viva As empresas deixaram de ser entidades e tornaram-se processos, as bem-sucedidas são aquelas que buscam a inovação. Desenvolvem de acordo com as necessidades. Uma marca tem que ser projetada com personalidade tridimensional, precisa transmitir profundidade e humanidade. A nova ideia é ter marcas vivas, elas tem que se adaptar de acordo com o que é exigido pelo mercado.brand gap | cultivar 2
  3. 3. A marca viva “Se as pessoas podem trocar de roupas de acordo com a ocasião, por que as marcas não podem?”brand gap | cultivar 3
  4. 4. O bom resultado depende de um esforço diário Para um bom resultado de uma marca viva não é necessário apenas investir em publicidade, mas é importante que todos os seus colaboradores estejam alinhados com o projeto dessa marca. Todos precisam falar a mesma linguagem e é através dessa mensagem que o consumidor se tornará leal. A mensagem fará com que esse consumidor multiplique suas boas impressões sobre a marca.brand gap | cultivar 4
  5. 5. O bom resultado depende de um esforço diário “O comportamento da empresa combina com a imagem que ela transmite?”brand gap | cultivar 5
  6. 6. A marca como bússola Após se firmar no mercado e ter sua cartela de clientes definidas é importante manter sua marca viva. Para isso é necessário que todos os colaboradores trabalhem juntos, estejam envolvidos no gerenciamento da marca e passem por processos contínuos de atualização. Quanto à tomada de decisão, precisa-se identificar se trará, ou não, benefícios à marca. “Todos na empresa deveriam ter um marcômetro pessoal?”brand gap | cultivar 6
  7. 7. Protegendo a marca Com o crescimento da marca no mercado, cresce também sua vulnerabilidade, pois um erro ecoa rapidamente e é difícil contornar essa situação após a divulgação do fracasso. Para manter o sucesso é imprescindível que os funcionários mantenham um padrão, entendendo exatamente do negócio e o que a marca significa no mercado.brand gap | cultivar 7
  8. 8. Protegendo a marca As empresas devem contar com um programa educacional da marca evitando assim ter funcionários destreinados, uma vez que os atuais podem deixar suas funções e novos colaboradores ocuparem esses lugares trabalhando os mesmos objetivos da marca.brand gap | cultivar 8
  9. 9. Onde estão todos os CBOs? Há três modelos básicos para gerenciar a colaboração criativa em larga escala: 1º Administração da marca por uma agência de comunicação integrada 2º Administração da marca por uma consultoria de marcas 3º Administração interna com ajuda de equipe de marketing integrada.brand gap | cultivar 9
  10. 10. Onde estão todos os CBOs? O 3º modelo é o mais utilizado por marcas mais avançadas, ou seja há uma equipe com várias agências trabalhando para manter a marca viva e existe ainda, o profissional da empresa encarregado de gerenciar todas as ações propostas. O ideal é que esse profissional seja o Chief Brand Officers ou CBOs (diretores de marca). Diferentemente dos profissionais que se tornam diretores-presidentes, esse profissional é especialista em Marketing, já vivenciou experiências nas áreas de design e em agências de publicidade. Tem contato com diversas áreas do seguimento da comunicação.brand gap | cultivar 10
  11. 11. Onde estão todos os CBOs? Existem poucos CBOs e essa escassez faz com que os mesmos recebam os melhores salários. Essa realidade está mudando, pois várias Faculdades perceberam a necessidade de ter esse profissional diferenciado e buscam uma formação completa para que seus alunos atinjam esse cargo.brand gap | cultivar 11
  12. 12. O círculo virtuoso A gestão da marca é o que faz uma empresa permanecer atuante no mercado. Para cultivá-la é indispensável que ela faça parte de um círculo virtuoso que combine diferenciação, à inovação, à validação. A cada giro em tono do círculo, os espirais de valor se elevam, pois tornam-se modelos de comportamento confiáveis, referências para a sociedade. Aproxima a relação cliente, produto e empresa.brand gap | cultivar 12
  13. 13. síntese do capitulo CULTIVAR do livro Brand Gap por Marlos Agnaldo Marco Aurélio Leonardo Perret Gabriel Mateus Ariane Aguiar

×