Glicólise bioquimica

8.980 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.980
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
175
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Glicólise bioquimica

  1. 1. Glicólise Msc. Lyssa Cavalcante
  2. 2. GLOSSÁRIOADP: difosfato de adenosinaATP: trifosfato de adenosina, reservaenergética.NADH: nicotinamida adenina, transportadorde hidrogênioNADH2: nicotinamida adenina dinucleotídeo.
  3. 3. FADH: flavina-adenina dinucleotídeo,transportador hidrogênio.FADH2: flavina-adenina dinucleotídeo
  4. 4. ENERGIA DA CÉLULA Uma célula viva requer energia para realizardiferentes tipos de trabalho, incluindo:-Biossíntese das partes estruturais da célula, tais como paredescelulares, membrana ou apêndices externos;-Síntese de enzimas, ácidos nucleicos, polissacarídeos,fosfolipídeos e outros componentes químicos da célula;-Reparo de danos e manutenção da célula em boas condições;-Crescimento e multiplicação;-Armazenamento de nutrientes e excreção de produtos deescória;-Mobilidade
  5. 5. Na primeira etapa a glicose é fosforilada sob a ação da enzima hexocinase e a glicose-6-fosfato (G6P), gerada no citosol, não pode sair da célula.Essa reação é irreversível. Quando o fígado necessita exportar glicose para outrostecidos, a G6P sofre a ação da enzima glicose-6-fosfatase, que catalisa a reação reversadaquela catalisada pela hexocinase.A G6P é transformada, em seguida, no seu isômero frutose-6-fostato (F6P), por açãoda enzima fosfoglicose isomerase.Finalmente a F6P recebe mais um grupamento fosfato e é transformada no compostofrutose-1,6-bisfosfato. Esta reação também é irreversível e é catalisada pela fosfofruto-cinase, uma enzima alostérica.
  6. 6. Na segunda etapa a frutose-1,6-bisfosfato sofre a ação da aldolasegerando uma molécula de diidroxiacetona fosfato e uma moléculade gliceraldeído-3-fosfato (GAP).Sob a ação da triose fosfato isomerase, diidroxiacetona fosfato éconvertida em gliceraldeído-3-fosfato.
  7. 7. terceira etapa tem início com a produção de 1,3-bisfosfoglicerato, compostogerado pela ação da enzima gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase sobre o GAP.Essa enzima tem como coenzima o NAD (Nicotinamida adenina di-nucleotídeo).O composto 1,3-bisfosfoglicerato é um anidrido misto de um ácido carboxílico eácido fosfórico, com um alto potencial energético permitindo que, na reaçãoseguinte, catlisada pela fosfoglicerato cinase haja produção de ATP.A outra reação onde ocorre síntese de ATP é catalisada pela piruvato cinase,enzima que transforma fosfoenolpiruvato em piruvato. Esta é a terceira reaçãoirreversível da via glicolítica.

×