SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Curso Profissional de Turismo 2011-2014

         Ano Letivo de 2011/2012




   Professoras: Carla Freitas e Emília Ventura
IMPORTÂNCIA DO TURISMO
Permite:
•   criação de produção e emprego
•   investimento e inovação (promoção)
•   estimula o desenvolvimento de infra-estruturas
    colectivas
•   favorece a preservação do ambiente
•   favorece a recuperação do património histórico e
    cultural
•   favorece o desenvolvimento regional
•   satisfaz necessidades dos indivíduos
ACTIVIDADE POPULAR E MASSIFICADA


   Incremento do rendimento individual / férias pagas

   Aumento da escolaridade e cultura

   Desenvolvimento das ideologias liberais

   Desenvolvimento tecnológico

   Aumento do peso da classe média

   Esbatimento das diferenças sociais e culturais
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:

“Teoria e a prática de viajar por prazer”
                                  1881 – Dicionário inglês Oxford

“Conceito que compreende todos os processos,
especialmente económicos, que se manifestam na
afluência, permanência e regresso do turista, dentro e fora
de um determinado território”
                   1911 – Herman von Schullern zu Schattenhofen

“Superação do espaço por pessoas que afluem a um
lugar onde não possuem residência fixa”
                                     1929 – Robert Glucksmann
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:
“movimento       de     pessoas   que     abandonam
temporariamente o lugar da sua residência permanente
por qualquer motivo relacionado com o espírito, o seu
corpo ou a sua profissão”
                                            1929 – Schwink

“conjunto de viagens cujo o objectivo é o prazer, motivos
comerciais ou profissionais, e durante os quais a
ausência da residência habitual é temporária”
                                       1930 – Artur Bormann

“tráfego de viajantes de luxo que visitam lugares fora de
residência fixa e procuram apenas a satisfação de uma
necessidade de luxo”
                                       1930 – Josef Stradner
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:
“tráfego de pessoas que se afastam temporariamente do
seu lugar fixo de residência para outro lugar com o
objectivo de satisfazer as suas necessidades vitais e de
cultura ou para levar a cabo desejos de diversa índole,
unicamente como consumidores e de bens económicos e
culturais”
                                         1930 – Morgenroth


“soma das relações existentes entre pessoas que se
encontram passageiramente num local de estadia e os
seus habitantes”
                                        1935 – Glucksmann
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:
“viagem durante 24 horas ou mais por qualquer país que
não aquele da sua residência habitual”
                 1937 – comité de estatística da Liga das Nações


“soma de fenómenos e relações que surgem das viagens
e da permanência de não residentes, desde que não
estejam ligados a uma actividade remunerada”
                                                   1942 – Krapf


“viagem superior a 24 horas e até 1 ano, por qualquer
país que não aquele da sua residência habitual”
                                                    1945 - ONU
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:

«o turismo é o movimento temporário de
pessoas para destinos fora dos seus locais
normais de trabalho e de residência, as
atividades desenvolvidas durante a sua
permanência nesses destinos e as facilidades
criadas para satisfazer as suas necessidades».

                          1982 – Mathieson e Wall
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:

“O     turismo    compreende      as   actividades
desenvolvidas pelas pessoas ao longo de
viagens e estadas em locais situados fora do seu
enquadramento habitual, por um período
consecutivo que não ultrapasse um ano, para
fins recreativos, de negócios, ou outros.”
            Organização Mundial do Turismo / World Tourism
                          Organization (OMT /WTO), 1991.

1) inclui todas as actividades dos visitantes (turistas +excursionistas)
2) inclui o turismo doméstico
3) na definição há a motivação, duração, limite de tempo, localização
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:
“abrange todas as deslocações de pessoas, quaisquer que
sejam as suas motivações, que obriguem ao pagamento
de prestações e serviços durante a sua deslocação e
permanência temporária fora da sua residência habitual
superior ao rendimento que, eventualmente, aufiram nos
locais visitados.
O turismo é, assim, uma transferência espacial de poder
de compra originada pela deslocação de pessoas: os
rendimentos obtidos nas áreas de residência são
transferidos pelas pessoas que se deslocam para outros
locais aonde procedem à aquisição de bens ou serviços”

                                            1997 – Cunha
COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO:
             ELEMENTOS COMUNS

• Há sempre uma deslocação

• Não implica necessariamente alojamento no destino

• A estadia no destino nunca é permanente

• Compreende tanto as viagens como todas as
  actividades antes e durante a estadia

• Compreende todos os produtos e serviços criados para
  satisfazer as necessidades do turista
GRUPOS DE CONTACTO
Relações materiais
Consiste no recurso a serviços e
bens de consumo por parte dos
visitantes que para isso fazem
uma despesa



Relações imateriais
Consiste no contacto com o local
visitado, a sua população, a sua
cultura, as suas instituições, etc.,
CHEGADAS DE TURISTAS E RECEITA CAMBIAL
         TURÍSTICA NO MUNDO
              2003-2010
CHEGADAS DE TURISTAS E RECEITA CAMBIAL
         TURÍSTICA NO MUNDO
              2003-2010
CHEGADAS DE TURISTAS INTERNACIONAIS NO MUNDO
            POR GRANDES REGIÕES
                    2010
RECEITAS DO TURISMO INTERNACIONAL NO MUNDO
           POR GRANDES REGIÕES
                   2010
CLASSIFICAÇÕES DO TURISMO

a) Segundo a origem dos visitantes

b) As repercussões na balança de pagamentos

c) A duração da permanência

d) A origem da viagem

e) A natureza dos meios de viagem

a) O grau de liberdade administrativa
PROPOSTA DE TRABALHO
Em grupos de 3 elabore um trabalho em word em
  que :

a) caracterizem os diferentes tipos de turismo
   associados a cada uma das classificações
   anteriores

b) refiram exemplos concretos para cada um deles,
   ilustrando-os sempre que for possível

a) concluam o trabalho com uma reflexão sobre a
   importância do turismo na sociedade actual
Bom
trabalho!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

4. procura turistica
4. procura turistica4. procura turistica
4. procura turistica
 
Módulo 7 IAT
Módulo 7 IATMódulo 7 IAT
Módulo 7 IAT
 
Módulo 6
Módulo 6Módulo 6
Módulo 6
 
Referencial otet
Referencial  otetReferencial  otet
Referencial otet
 
Módulo 1- otet.pptx
Módulo 1- otet.pptxMódulo 1- otet.pptx
Módulo 1- otet.pptx
 
Segmentação do Turismo e o Mercado
Segmentação do Turismo e o MercadoSegmentação do Turismo e o Mercado
Segmentação do Turismo e o Mercado
 
Classificações do turismo
Classificações do turismoClassificações do turismo
Classificações do turismo
 
Módulo+8 iat
Módulo+8   iatMódulo+8   iat
Módulo+8 iat
 
Operadores turísticos
Operadores turísticosOperadores turísticos
Operadores turísticos
 
Modulo 9-otet-empresasnimturdesportiva
Modulo 9-otet-empresasnimturdesportivaModulo 9-otet-empresasnimturdesportiva
Modulo 9-otet-empresasnimturdesportiva
 
Turismo evolução
Turismo evoluçãoTurismo evolução
Turismo evolução
 
204
204204
204
 
Módulo I conceitos e fundamentos do turismo
Módulo I conceitos e fundamentos do turismoMódulo I conceitos e fundamentos do turismo
Módulo I conceitos e fundamentos do turismo
 
1835
18351835
1835
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
 
Turismo cultural
Turismo culturalTurismo cultural
Turismo cultural
 
TURISMO...
TURISMO...TURISMO...
TURISMO...
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
 
Módulo 8
Módulo 8Módulo 8
Módulo 8
 
TIAT - acolhimento turistico
TIAT - acolhimento turisticoTIAT - acolhimento turistico
TIAT - acolhimento turistico
 

Semelhante a Evolução da definição de turismo ao longo do tempo

Semelhante a Evolução da definição de turismo ao longo do tempo (20)

Materia.pptx
Materia.pptxMateria.pptx
Materia.pptx
 
Projeto formador pp1
Projeto formador pp1Projeto formador pp1
Projeto formador pp1
 
Projeto formador pp1
Projeto formador pp1Projeto formador pp1
Projeto formador pp1
 
Resumo da segunda unidade tematica de turismo.ppt
Resumo da segunda unidade tematica de turismo.pptResumo da segunda unidade tematica de turismo.ppt
Resumo da segunda unidade tematica de turismo.ppt
 
Mod 1 tiat
Mod 1 tiatMod 1 tiat
Mod 1 tiat
 
AULA 3 - DEFINIÇÃO TURISMO.pptx
AULA 3 - DEFINIÇÃO TURISMO.pptxAULA 3 - DEFINIÇÃO TURISMO.pptx
AULA 3 - DEFINIÇÃO TURISMO.pptx
 
2812__CONCEITOS DE TURISMO.doc
2812__CONCEITOS DE TURISMO.doc2812__CONCEITOS DE TURISMO.doc
2812__CONCEITOS DE TURISMO.doc
 
Progresso fundamentos 1
Progresso fundamentos 1Progresso fundamentos 1
Progresso fundamentos 1
 
Turismo Negro
Turismo NegroTurismo Negro
Turismo Negro
 
O turismo
O turismoO turismo
O turismo
 
1607
16071607
1607
 
Agroturismo
AgroturismoAgroturismo
Agroturismo
 
FUNDAMENTOS DO TURISMO E DA HOSPITALIDADE.pptx
FUNDAMENTOS DO TURISMO E DA HOSPITALIDADE.pptxFUNDAMENTOS DO TURISMO E DA HOSPITALIDADE.pptx
FUNDAMENTOS DO TURISMO E DA HOSPITALIDADE.pptx
 
Teoria e técnica profissional 1
Teoria e técnica profissional 1Teoria e técnica profissional 1
Teoria e técnica profissional 1
 
introdução ao turismo.pptx
introdução ao turismo.pptxintrodução ao turismo.pptx
introdução ao turismo.pptx
 
Aula 1.pdf
Aula 1.pdfAula 1.pdf
Aula 1.pdf
 
Turismo e-hotelaria
Turismo e-hotelariaTurismo e-hotelaria
Turismo e-hotelaria
 
Slide aula didatica
Slide aula didaticaSlide aula didatica
Slide aula didatica
 
Dissertacao cap1 v11_corrigido
Dissertacao cap1 v11_corrigidoDissertacao cap1 v11_corrigido
Dissertacao cap1 v11_corrigido
 
CICLO DE VIDA DO DESTINO TURÍSTICO, TIPOS DE TURISTAS E RESIDENTES.
CICLO DE VIDA DO DESTINO TURÍSTICO, TIPOS DE TURISTAS E RESIDENTES.CICLO DE VIDA DO DESTINO TURÍSTICO, TIPOS DE TURISTAS E RESIDENTES.
CICLO DE VIDA DO DESTINO TURÍSTICO, TIPOS DE TURISTAS E RESIDENTES.
 

Mais de Carla Freitas

Mais de Carla Freitas (20)

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
 

Último

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 

Último (20)

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 

Evolução da definição de turismo ao longo do tempo

  • 1. Curso Profissional de Turismo 2011-2014 Ano Letivo de 2011/2012 Professoras: Carla Freitas e Emília Ventura
  • 2. IMPORTÂNCIA DO TURISMO Permite: • criação de produção e emprego • investimento e inovação (promoção) • estimula o desenvolvimento de infra-estruturas colectivas • favorece a preservação do ambiente • favorece a recuperação do património histórico e cultural • favorece o desenvolvimento regional • satisfaz necessidades dos indivíduos
  • 3.
  • 4. ACTIVIDADE POPULAR E MASSIFICADA  Incremento do rendimento individual / férias pagas  Aumento da escolaridade e cultura  Desenvolvimento das ideologias liberais  Desenvolvimento tecnológico  Aumento do peso da classe média  Esbatimento das diferenças sociais e culturais
  • 5.
  • 6. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “Teoria e a prática de viajar por prazer” 1881 – Dicionário inglês Oxford “Conceito que compreende todos os processos, especialmente económicos, que se manifestam na afluência, permanência e regresso do turista, dentro e fora de um determinado território” 1911 – Herman von Schullern zu Schattenhofen “Superação do espaço por pessoas que afluem a um lugar onde não possuem residência fixa” 1929 – Robert Glucksmann
  • 7.
  • 8. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “movimento de pessoas que abandonam temporariamente o lugar da sua residência permanente por qualquer motivo relacionado com o espírito, o seu corpo ou a sua profissão” 1929 – Schwink “conjunto de viagens cujo o objectivo é o prazer, motivos comerciais ou profissionais, e durante os quais a ausência da residência habitual é temporária” 1930 – Artur Bormann “tráfego de viajantes de luxo que visitam lugares fora de residência fixa e procuram apenas a satisfação de uma necessidade de luxo” 1930 – Josef Stradner
  • 9.
  • 10. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “tráfego de pessoas que se afastam temporariamente do seu lugar fixo de residência para outro lugar com o objectivo de satisfazer as suas necessidades vitais e de cultura ou para levar a cabo desejos de diversa índole, unicamente como consumidores e de bens económicos e culturais” 1930 – Morgenroth “soma das relações existentes entre pessoas que se encontram passageiramente num local de estadia e os seus habitantes” 1935 – Glucksmann
  • 11.
  • 12. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “viagem durante 24 horas ou mais por qualquer país que não aquele da sua residência habitual” 1937 – comité de estatística da Liga das Nações “soma de fenómenos e relações que surgem das viagens e da permanência de não residentes, desde que não estejam ligados a uma actividade remunerada” 1942 – Krapf “viagem superior a 24 horas e até 1 ano, por qualquer país que não aquele da sua residência habitual” 1945 - ONU
  • 13.
  • 14. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: «o turismo é o movimento temporário de pessoas para destinos fora dos seus locais normais de trabalho e de residência, as atividades desenvolvidas durante a sua permanência nesses destinos e as facilidades criadas para satisfazer as suas necessidades». 1982 – Mathieson e Wall
  • 15.
  • 16. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “O turismo compreende as actividades desenvolvidas pelas pessoas ao longo de viagens e estadas em locais situados fora do seu enquadramento habitual, por um período consecutivo que não ultrapasse um ano, para fins recreativos, de negócios, ou outros.” Organização Mundial do Turismo / World Tourism Organization (OMT /WTO), 1991. 1) inclui todas as actividades dos visitantes (turistas +excursionistas) 2) inclui o turismo doméstico 3) na definição há a motivação, duração, limite de tempo, localização
  • 17.
  • 18. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: “abrange todas as deslocações de pessoas, quaisquer que sejam as suas motivações, que obriguem ao pagamento de prestações e serviços durante a sua deslocação e permanência temporária fora da sua residência habitual superior ao rendimento que, eventualmente, aufiram nos locais visitados. O turismo é, assim, uma transferência espacial de poder de compra originada pela deslocação de pessoas: os rendimentos obtidos nas áreas de residência são transferidos pelas pessoas que se deslocam para outros locais aonde procedem à aquisição de bens ou serviços” 1997 – Cunha
  • 19.
  • 20. COMO EVOLUIU A DEFINIÇÃO DE TURISMO: ELEMENTOS COMUNS • Há sempre uma deslocação • Não implica necessariamente alojamento no destino • A estadia no destino nunca é permanente • Compreende tanto as viagens como todas as actividades antes e durante a estadia • Compreende todos os produtos e serviços criados para satisfazer as necessidades do turista
  • 21.
  • 22. GRUPOS DE CONTACTO Relações materiais Consiste no recurso a serviços e bens de consumo por parte dos visitantes que para isso fazem uma despesa Relações imateriais Consiste no contacto com o local visitado, a sua população, a sua cultura, as suas instituições, etc.,
  • 23. CHEGADAS DE TURISTAS E RECEITA CAMBIAL TURÍSTICA NO MUNDO 2003-2010
  • 24. CHEGADAS DE TURISTAS E RECEITA CAMBIAL TURÍSTICA NO MUNDO 2003-2010
  • 25. CHEGADAS DE TURISTAS INTERNACIONAIS NO MUNDO POR GRANDES REGIÕES 2010
  • 26. RECEITAS DO TURISMO INTERNACIONAL NO MUNDO POR GRANDES REGIÕES 2010
  • 27. CLASSIFICAÇÕES DO TURISMO a) Segundo a origem dos visitantes b) As repercussões na balança de pagamentos c) A duração da permanência d) A origem da viagem e) A natureza dos meios de viagem a) O grau de liberdade administrativa
  • 28.
  • 29. PROPOSTA DE TRABALHO Em grupos de 3 elabore um trabalho em word em que : a) caracterizem os diferentes tipos de turismo associados a cada uma das classificações anteriores b) refiram exemplos concretos para cada um deles, ilustrando-os sempre que for possível a) concluam o trabalho com uma reflexão sobre a importância do turismo na sociedade actual