Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel

323 visualizações

Publicada em

Apresentação da Rede Concelhia de Bibliotecas de São Brás de Alportel
Seminário: Bibliotecas Promotoras de Literacia (Data: 22 maio 2007)
https://sites.google.com/site/algarvebecre/encontros/bpl2007

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
323
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rede concelhia de bibliotecas de São Brás de Alportel

  1. 1. REDE CONCELHIA DE BIBLIOTECAS DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL REDE CONCELHIA BIBLIOTECAS SÃO BRÁS DE ALPORTEL
  2. 2. O QUE É A RCBSBA? A RCBSBA, Rede Concelhia de Bibliotecas de São Brás de Alportel, foi criada com o objectivo de defender/responder aos interesses dos utilizadores das bibliotecas do Concelho. Dado que o paradigma organizacional da era da informação não é mais o da hierarquia mas sim o da rede, a integração foi a tónica para a efectiva constituição deste grupo de trabalho. Criada em São Brás de Alportel, no ano de 2003, foi formalizada em protocolo, com todos os intervenientes, em Fevereiro de 2005 e integra várias entidades e uma Associação.
  3. 3. • Estimular, promover e patrocinar o desenvolvimento dos serviços de biblioteca, partilhando os seus recursos em beneficio da comunidade local. • Disseminar todo o tipo de informação útil ao cidadão. • Aumentar a consciência sobre a importância da função social e educacional da biblioteca. • Estimular a leitura. • Promover a criação de um perfil de leitor crítico, interventivo e criativo. • Fomentar e divulgar projectos artísticos e científicos que visem a educação e a criação de públicos. • Utilizar modelos normalizados para o intercâmbio de informações entre bibliotecas. • Valorizar os serviços das bibliotecas. OBJECTIVOS da RCBSBA FILOSOFIA DA RCBSBA
  4. 4. Necessidade de :  Intensificação do trabalho em parceria;  Credibilização e qualificação dos serviços;  Realização de projectos de animação da leitura e divulgação cultural;  Qualificação dos catálogos;  Formação técnica das diferentes equipas de trabalho;  Estabilização do financiamento da rede;  Fortalecimento de sentimentos de pertença, em toda a comunidade, relativamente às bibliotecas e aos recursos que gerem. Factores que determinam a organização em rede das bibliotecas de São Brás de Alportel
  5. 5. FINANCIAMENTO DA RCBSBA As fontes de financiamento provêm de:  Câmara Municipal de São Brás de Alportel;  Escolas do concelho;  Gabinete da Rede de Bibliotecas do Ministério da Educação.  Outros financiamentos pontuais angariados, através de projectos, mecenas, etc.
  6. 6. PRIORIDADES PROFISSIONAIS DA RCBSBA • Fortalecer o papel das bibliotecas na comunidade. • Promover a leitura e a aprendizagem ao longo da vida. • Facilitar o acesso à informação. • Preservar a herança cultural. • Promover normas, directrizes e melhores práticas. • Partilhar recursos . • Criar e desenvolver um sistema integrado e informatizado de tratamento técnico documental. • Criar e desenvolver um sistema integrado e informatizado de gestão de leitores. • Criar e disponibilizar um catálogo colectivo on-line, padronizado. • Desenvolver e aplicar uma política de aquisições,com vista à partilha. • Implementar projectos que visem a formação de leitores. • Implementar projectos que visem a formação de públicos com diferentes perfis culturais. • Partilhar custos e esforços despendidos em todas as actividades da rede.
  7. 7. A RCBSBA OFERECE AOS SEUS MEMBROS : A oportunidade de : • Planificação conjunta de actividades; metodologias processuais e estratégias concertadas. • Aperfeiçoamento dos conhecimentos profissionais por meio de workshops, seminários e sessões informativas ao longo do tempo. • Participação em eventos profissionais que se realizam pontualmente na região. • Partilha de pontos de vista, interesses e experiências com outros bibliotecários e organismos que trabalham no campo da informação.
  8. 8. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA RCBSBA A equipa de trabalho é constituida por: • Bibliotecária Municipal e técnica responsável do SABE; • Coordenadoras de Bibliotecas escolares; • Representante do Centro de Documentação da Associação “In loco”; • Director do Museu Etnográfico do Trajo Algarvio • Representante da Biblioteca do Centro Infantil da Santa Casa da Misericórdia. • Coordenadora da RBE do Algarve; • Pelouros da Educação e da Cultura da C.M.S.B.A; • Presidentes das instituições; • Coordenadora e secretária da RBCSBA, eleitas anualmente pelo restante grupo. COORDENA E SUPERVISIONA O PROGRAMA DA REDE CRIA, DINAMIZA E EXECUTA
  9. 9. Plano Trienal de Actividades da Rede Actividades a realizar regularmente: • Sessões formativas/informativas. • Feira do Livro do Concelho. • Divulgação bolsas e concursos literários de interesse para o concelho. • Projectos de leitura (nomeadamente «Maratona de Contos») • Projectos de promoção cultural . • Representação da Rede em eventos regionais,nomeadamente no grupo de trabalho das Bibliotecas Municipais do Algarve. • Informatização dos fundos documentais e das bases de leitores; • Criação de um sistema normalizado de tratamento técnico documental; • Política de aquisição, com base na partilha; • Especialização de fundos documentais.
  10. 10. Actividades a realizar no trienio: • Biblioteca Itinerante e circulação de kits. • Clubes de leitura e escrita criativa direccionados a diferentes públicos. • Dinamização do Plano Nacional de Leitura. • Prémio Literário Juvenil . • Publicações e documentos produzidos pela Rede e sua divulgação. • Edição do manual de procedimentos técnicos aplicados na Rede Concelhia; • Criação de uma bolsa de formadores. • Implememtação de um clube de voluntários para as bibliotecas. • Dinamização de um clube de contadores. • Conclusão da informatização de todos os fundos documentais. • Catálogo colectivo on-line. • Portal da Rede. Plano Trienal de Actividades da Rede
  11. 11. Biblioteca Municipal Dr. Manuel Francisco do Estanco Louro Rua Vitorino Passos Pinto ,nº 18, 8150-149 São Brás de Alportel, Tel. 289 840 360 / Fax. 289 840 369 E-mail:biblioteca@biblioteca.cm-sbras.pt (http://www.cm-sbras.pt) (http://www.geocites.com/biblioteca_sba) Centro de Documentação da Associação “In Loco” Sítio da Campina , Av. Da Liberdade, 158 Apartado/78 8150-022 S. Brás de Alportel Tel.289840860 Fax.28840879 E-mail:inloco@mail.telepac.pt (http://www.in-loco.pt/) Museu Etnográfico do Trajo Algarvio, Rua José Dias Sancho, nº 61 8150 S. Brás de Alportel Tel.: 289840100 Email: info@museu-sbras.com (http:// www.museu-trajo-algarve.web.pt) (http://www.museu-sbras.com) SERVIÇOS
  12. 12. SERVIÇOS Escola Secundária José Belchior Viegas Tel.: 289845102 Fax.: 289845545 (http://www. esjbv.pt) (http://www. bibliotecaesjbv@.no.sapo.pt) E-mail: www. bibliotecaesjbv@sapo.pt Escola EB23 Poeta Bernardo Passos, R. 1º de Junho – 8150-111 S. Brás de Alportel Tel.: 289 841 603 Fax.: 289 841 601 / 289 849 152 http://www. (em construção) E-mail: info@eb23-s-bras-alportel.rcts.pt Agrupamento de Escolas do 1º Ciclo Morada: Rua Aníbal Rosa da Silva Telefone: 289 843 717 http://www.eb1-s-bras-alportel-n2.rcts.pt EB1 nº 1 de São Brás de Alportel Morada: Rua 5 de Outubro Telefone: 289 842 EB1 de Almargens Telefone: 289841 692
  13. 13. SERVIÇOS EB 1 de Mealhas Tel. 289 842 440 Escola EB 1 de Alportel Telefone: 289 841 Escola EB 1 de Vilarinhos Telefone: 289 841 037 Escola EB1 de Mesquita Telefone: 289 841 759 Escola Básica nº 3 e Jardim de Infância Telefone: 289 840 160 Jardim de Infância de S. Brás Telefone: 289 845 071 Jardim de Infância do Corotelo Telefone: 289 845 600 Educação de Infância Itinerante Telefone: 289 840 008
  14. 14. RCBSBA Câmara Municipal de São Brás de Alportel Dora Eusébio Museu Etnográfico do Trajo Algarvio Emanuel Sancho Biblioteca do Agrupamento de S.B.A. 81º CEB e Pré-Escolar Nídia Amaro Centro Infantil António Calçada [Santa Casa da Misericórdia] Célia Ramos Cidália Nunes
  15. 15. Biblioteca Municipal Teresa Oliveira SABE/ Biblioteca Municipal Olga Gago Biblioteca da ES José Belchior Viegas Paula Correia Biblioteca da EB 2/3 Poeta Bernardo Passos Carla Mateus Centro de Documentação e Informação da Associação “In loco” Eliete Bernardo RCBSBA
  16. 16. PARCEIROS A Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro, inaugurada a 1 de Junho de 2001, possui um fundo documental superior a 25 000 documentos, que abrange um vasto leque temático em diferentes tipos de suporte. Está organizada em vários espaços funcionais: a sala de audiovisuais, a sala infantil, a sala de leitura de publicações periódicas, a sala de leitura para adultos, a sala de referência ou auto-formação e a sala polivalente. A biblioteca tem realizado vários eventos de promoção cultural: concertos, tertúlias literárias, palestras, entre muitas outras iniciativas desta casa de cultura aberta a todos. Serviços e Actividades da Biblioteca Municipal •Disponibilização para empréstimo domiciliário de todo o acervo documental; •Serviços WEB grátis ; •Serviço de referência (apoio em pesquisas específicas); •Empréstimo inter-bibliotecas; •SABE (Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares) •Concursos literários; •Actividades de extensão cultural;
  17. 17. PARCEIROS J. I Corotelo • EB1 Almargens • EB1 Alportel •EB1 Vilarinhos • EB1 N.º 2 • EB1 N.º 1 • J.I. S. Brás • EB1 Mealhas • EB1 Mesquita • • EB1 N.º3/J.I. •A Biblioteca Escolar Sede do Agrupamento de S. Brás de Alportel, localiza-se na EB1 n.º 2, foi inaugurada no dia 23 de Abril de 2004 e, desde essa data, tem servido todas as escolas do Agrupamento, através de trabalho programado com o corpo docente; •Os alunos participam na hora do conto e noutras actividades, na própria escola, ou na BE/CRE sede; •A Coordenadora da BE/CRE organiza “kits” de livros para as outras escolas e desloca-se, uma vez por semana, à EB1 n.º1 e EB1/JI, para proceder ao empréstimo domiciliário. •Está em fase de instalação a BE da EB1/JI, cuja candidatura foi aprovada pelo Gabinete da Rede, este ano. Esperamos poder contar com ela ainda no decorrer deste ano lectivo. Biblioteca Escolar do Agrupamento de S. Brás de Alportel
  18. 18. PARCEIROS Serviços e Actividades da BE/CRE do 1º CEB • Disponibilização para empréstimo domiciliário de todo o acervo documental; • Serviços WEB [acesso à internet; downloads; email; MSN; Tratamento de texto e imagem e impressão]; • Empréstimo inter-escolas; • Hora do conto; • Clube de leitura Infantil; • Ateliers e actividades de animação; • Concursos literários; • Apoio às actividades extra-curriculares. Biblioteca Escolar do Agrupamento de S. Brás de Alportel
  19. 19. PARCEIROS A Biblioteca Infantil conta com cerca de 1100 volumes, além dos jogos lúdicos e didácticos. Todos os projectos de animação e promoção da leitura têm sido acompanhados pela iniciação à expressão escrita criativa, num contexto de trabalho em equipa entre educadoras e também com parceiros da Rede de Bibliotecas do Concelho. A Biblioteca possui também uma secção de apoio às crianças e jovens que frequentam o ATL e aos profissionais de educação. A Biblioteca foi informatizada, de acordo com o sistema de organização proposto pela Rede. E existe como espaço funcional específico para apoio a toda a comunidade educativa, em 2006. O Centro Infantil António Calçada é um espaço de sociabilidade vocacionado para a descoberta do universo das palavras e o gosto de ouvir falar. Por essas razões, os livros e os contos fazem parte das estratégias educativas deste Centro, que anualmente recebe cerca de 300 crianças.
  20. 20. PARCEIROS O Museu Etnográfico do Trajo Algarvio ocupa um dos mais importantes edifícios patrimoniais do Concelho de São Brás de Alportel. Doado em 1986 à Santa Casa de Misericórdia, foi adaptado para o Museu Etnográfico, com o objectivo de preservar, enriquecer e valorizar o espólio etnográfico que há vários anos vinha sendo pesquisado e recolhido pelo Centro Cultural e Social da Paróquia de São Brás de Alportel. Apesar de especializado na área do trajo, o museu conta no seu espólio com muitas outras peças que testemunham a cultura e património algarvios. Possui também um fundo bibliográfico que reúne temas algarvios, complementados por obras etnográficas e de referência, que totalizam cerca de 2700 volumes, já informatizados e disponíveis à pesquisa, particularmente de investigadores e académicos. O museu tem produzido e colaborado em dezenas de publicações sobre estudos algarvios. Sublinha-se a sua importante intervenção educativa e de promoção cultural, principalmente como centro difusor das mais variadas expressões artísticas. O Museu, desde a primeira hora que se uniu ao projecto da Rede Concelhia de Bibliotecas, colaborando activamente no empréstimo inter-bibliotecas e na promoção de projectos culturais.
  21. 21. Parceiros O Centro de Documentação (CRC – Centro de Recursos e Conhecimento) da Associação In Loco apoia entidades formadoras e profissionais de formação no desenvolvimento das suas competências. Um local, que reúne - Recursos e conteúdos de conhecimento organizados numa lógica de serviços e produtos - Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) - Serviços de apoio ao desenvolvimento de competências Serviços  Biblioteca/Mediateca  Pesquisas em bases de dados  Utilização da Internet  Atendimento personalizado  Workshops de exploração de recursos técnico pedagógicos  Divulgação de práticas e soluções formativas  Consultadorias diversas Clientes Entidades Formadoras Profissionais de Formação Formandos/ Professores Consultores
  22. 22. PARCEIROSIdentidade A “IN LOCO” é uma associação sem fins lucrativos, criada legalmente em 28 de Agosto de 1988, reconhecida como Associação de Desenvolvimento pelo IEFP em 1991, acreditada como entidade formadora em diversos domínios de intervenção desde 1998 e considerada pessoa colectiva de utilidade pública em 2001. Zona de Intervenção A Serra do Caldeirão, uma zona rural em risco de desertificação humana e ecológica, marcada pelo envelhecimento da população, por um tecido económico fragilizado, pelo isolamento geográfico e marginalização face aos centros de decisão. Mas é também uma região com enormes potencialidades; qualidade ambiental e paisagística; os seus produtos agro-alimentares e de artesanato que, juntamente com o seu património, gastronomia e tradições, constituem uma riqueza cultural única que é base da sua identidade e afirmação. Equipa Para prosseguir este trabalho a Associação conta com uma equipa central de profissionais especializados nos vários domínios de actuação, uma rede de animadores locais e um vasto leque de parceiros institucionais, a nível local, regional, nacional e internacional
  23. 23. PARCEIROS Escola Básica 2.3 Poeta Bernardo de Passos Encontra-se em funcionamento desde 1993, data de abertura da escola. O seu fundo documental inicial foi herdado do antigo Externato de S. Brás de Alportel. Integrou, em 1996, a Rede Nacional de Bibliotecas Escolares e pertence à Rede de Bibliotecas do concelho de S. Brás de Alportel desde 2003. Em 2006, foi reinstalada na nova sala construída aquando das obras de ampliação da escola, beneficiando de mobiliário e equipamentos modernos. A Biblioquipa prepara-se para a inauguração das novas instalações, que carecem agora da actualização do seu fundo documental.
  24. 24. PARCEIROS Escola Secundária José Belchior Viegas Acolhimento Leitura Informal Consulta e Documentação Biblioteca A Biblioteca da Escola Secundária José Belchior Viegas de São Brás de Alportel foi criada em 1996.Integra a Rede Concelhia de Bibliotecas no ano de 2003. Disponibiliza um fundo de 3060 documentos para uma comunidade educativa de 311 alunos, 59 professores e 24 funcionários. Escola Secundária José Belchior Viegas
  25. 25. Fim

×