SlideShare uma empresa Scribd logo

Modalidade do verbo

Este documento descreve os diferentes tipos de modalidade verbal e aspecto verbal. A modalidade pode ser epistêmica, deôntica ou apreciativa e expressa certeza, possibilidade, obrigação ou juízo de valor. O aspecto refere-se ao modo como a ação é vista, se como conclusa, prolongada, genérica ou habitual. Pode também ser pontual, durativo ou expresso lexicalmente. Exemplos ilustram os diferentes valores.

1 de 2
Baixar para ler offline
Modalidade do verbo 
Modalidade Valores Exemplos 
1(Epistémico -relativo ao 
conhecimento e à crença) 
Modalidade epistémica 
1. Valor de certeza Eu ganhei a aposta. 
2. Valor de possibilidade / dúvida 
Talvez os alunos façam este exercício. 
Pode ser que o Benfica seja campeão. 
3. Valor de probabilidade 
Os alunos devem ter feito o trabalho. 
. Provavelmente vai chover. 
. Deve ter chovido. 
Modalidade deôntica 
1. Valor de obrigação / proibição: o 
Devem estar calados nas aulas. 
É proibido fumar. 
locutor impõe ou proíbe aquilo que 
expressa no seu enunciado. 
2. Valor de permissão: o locutor 
. Podes sentar-te aí. 
. Se já fizeste o TPC, podes sair. 
autoriza a situação por si 
expressa. 
3 Modalidade apreciativa: o 
locutor exprime um juízo 
de valor (positivo ou 
negativo) acerca do que 
enuncia. 
. Fiquei aborrecido com o que me disseste. 
. Felizmente estamos todos bem 
. Lamento que te tivessem roubado o 
relógio. 
Aspeto do Verbo 
A Aspeto gramatical -Valor aspetual construído através da combinação entre a informação dada pelo aspeto 
lexical e o valor dos tempos verbais, de verbos auxiliares, de estruturas de quantificação, de tipos de 
nomes (contáveis/ não contáveis), ou de modificadores. 
A Aspeto perfetivo- A ação enunciada pelo verbo está 
concluída. 
O Rui já se vestiu. 
Aspeto imperfetivo - A ação é apresentada como 
algo que se prolonga, uma ação que ainda não está 
concluída. 
O Sol subia no horizonte. 
Aspeto genérico- Com o aspeto genérico refere-se 
uma pluralidade de situações, encaradas como 
verdadeiras e atemporais. 
Uma andorinha não faz a Primavera. 
Aspeto habitual- O complexo verbal implica a ideia A Primavera costuma chegar anunciada por um
de que a ação se sucede durante um período de 
tempo ou como algo habitual. 
tempo mais quente. 
Habitualmente, tomo café depois do almoço. 
(dimensão habitual da ação é reforçada pelo uso 
de advérbios -sempre, habitualmente) 
Aspeto interativo- expressa ações repetitivas. O Manuel tem-se levantado cedo ultimamente. 
Aspeto pontual/ durativo Cheguei às cinco da tarde. 
Estive à tua espera durante duas horas. 
Aspeto lexical -Valor aspetual expresso pelo significado de uma palavra ou conjuntos de palavras ou 
expressões do enunciado que apontam para determinadas características semânticas. (O aspeto lexical 
pode ser alterado em função do contexto gramatical em que a palavra ocorre.) 
situações estativas O João sabe francês. 
eventos durativos O João escreveu um livro. 
eventos não durativos O João espirrou. 
.

Recomendados

Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frasesnando_reis
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaVanda Sousa
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAnabela Fernandes
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaDina Baptista
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa PreceFernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa PreceSamuel Neves
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeDina Baptista
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoGijasilvelitz 2
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraDavid Caçador
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaRaffaella Ergün
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textualgracacruz
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoDina Baptista
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Iga Almeida
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesGijasilvelitz 2
 
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/PoéticoFernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/PoéticoAlexandra Canané
 
"Não sei se é sonhe, se realidade"
"Não sei se é sonhe, se realidade""Não sei se é sonhe, se realidade"
"Não sei se é sonhe, se realidade"MiguelavRodrigues
 
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposCaracterísticas Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposDina Baptista
 

Mais procurados (20)

Fernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa PreceFernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa Prece
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário Verde
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - Resumo
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Canto v 92_100
Canto v 92_100Canto v 92_100
Canto v 92_100
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
 
Actos ilocutorios
Actos ilocutoriosActos ilocutorios
Actos ilocutorios
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/PoéticoFernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
 
"Não sei se é sonhe, se realidade"
"Não sei se é sonhe, se realidade""Não sei se é sonhe, se realidade"
"Não sei se é sonhe, se realidade"
 
Autopsicografia e Isto
Autopsicografia e IstoAutopsicografia e Isto
Autopsicografia e Isto
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdição
 
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposCaracterísticas Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de Campos
 

Destaque

valor aspetual antónio alves
valor aspetual antónio alvesvalor aspetual antónio alves
valor aspetual antónio alvesmiovi
 
Mecanismos de Coesão
Mecanismos de CoesãoMecanismos de Coesão
Mecanismos de Coesãonelsonalves70
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76luisprista
 
Nova gramática
Nova gramáticaNova gramática
Nova gramáticaEscola
 
Verbos
VerbosVerbos
VerbosAJFG1
 
Deixis pessoal temporal_espacial
Deixis pessoal temporal_espacialDeixis pessoal temporal_espacial
Deixis pessoal temporal_espacialEconomicSintese
 
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolosMensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolossin3stesia
 

Destaque (11)

valor aspetual antónio alves
valor aspetual antónio alvesvalor aspetual antónio alves
valor aspetual antónio alves
 
Mecanismos de Coesão
Mecanismos de CoesãoMecanismos de Coesão
Mecanismos de Coesão
 
Modalidade apreciativa
Modalidade apreciativaModalidade apreciativa
Modalidade apreciativa
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 75-76
 
Nova gramática
Nova gramáticaNova gramática
Nova gramática
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
 
Deixis pessoal temporal_espacial
Deixis pessoal temporal_espacialDeixis pessoal temporal_espacial
Deixis pessoal temporal_espacial
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
OraçõEs
OraçõEsOraçõEs
OraçõEs
 
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolosMensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
 

Semelhante a Modalidade do verbo

O verbo 2ºciclo natalina
O verbo 2ºciclo  natalinaO verbo 2ºciclo  natalina
O verbo 2ºciclo natalinaNMBQ
 
analise-sintatica-zambeli
 analise-sintatica-zambeli analise-sintatica-zambeli
analise-sintatica-zambeliLaissaAndrade4
 
Aula 06 aposto e vírgula
Aula 06   aposto e vírgulaAula 06   aposto e vírgula
Aula 06 aposto e vírgulaJonatas Carlos
 
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...ldsm1
 
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptx
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptxLíngua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptx
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptxJssicaCassiano2
 
6º ano - Vol. III.pdf
6º ano - Vol. III.pdf6º ano - Vol. III.pdf
6º ano - Vol. III.pdfOrlandoSouza24
 
Ficha informativa o verbo da escola virtual
Ficha informativa o verbo  da escola virtualFicha informativa o verbo  da escola virtual
Ficha informativa o verbo da escola virtualpamg
 
Aula 86 e 87 sexto ano
Aula 86 e 87 sexto anoAula 86 e 87 sexto ano
Aula 86 e 87 sexto anoAlê Oliveira
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAna Vaz
 
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9a
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9aPeriodo composto coordenacao_subordinacao_9a
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9aChristiane Queiroz
 
Verbo no modo subjuntivo
Verbo no modo subjuntivoVerbo no modo subjuntivo
Verbo no modo subjuntivoErika Renata
 

Semelhante a Modalidade do verbo (19)

O verbo 2ºciclo natalina
O verbo 2ºciclo  natalinaO verbo 2ºciclo  natalina
O verbo 2ºciclo natalina
 
Tempos do verbo
Tempos do verboTempos do verbo
Tempos do verbo
 
analise-sintatica-zambeli
 analise-sintatica-zambeli analise-sintatica-zambeli
analise-sintatica-zambeli
 
Aula 06 aposto e vírgula
Aula 06   aposto e vírgulaAula 06   aposto e vírgula
Aula 06 aposto e vírgula
 
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptx
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptxLíngua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptx
Língua_Portuguesa_9ªano_Slides_Aula_83.pptx
 
4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
 
Aula adverbios.ppt
Aula adverbios.pptAula adverbios.ppt
Aula adverbios.ppt
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Tempos verbais dicas
Tempos verbais dicasTempos verbais dicas
Tempos verbais dicas
 
6º ano - Vol. III.pdf
6º ano - Vol. III.pdf6º ano - Vol. III.pdf
6º ano - Vol. III.pdf
 
Ficha informativa o verbo da escola virtual
Ficha informativa o verbo  da escola virtualFicha informativa o verbo  da escola virtual
Ficha informativa o verbo da escola virtual
 
Aula 86 e 87 sexto ano
Aula 86 e 87 sexto anoAula 86 e 87 sexto ano
Aula 86 e 87 sexto ano
 
Verbos[1]
Verbos[1]Verbos[1]
Verbos[1]
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
 
VOZ.pdf
VOZ.pdfVOZ.pdf
VOZ.pdf
 
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9a
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9aPeriodo composto coordenacao_subordinacao_9a
Periodo composto coordenacao_subordinacao_9a
 
Verbo no modo subjuntivo
Verbo no modo subjuntivoVerbo no modo subjuntivo
Verbo no modo subjuntivo
 

Último

Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...apoioacademicoead
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...apoioacademicoead
 
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...Prime Assessoria
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...Prime Assessoria
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Prime Assessoria
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 

Último (20)

Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
 
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...
A) COMENTE sobre a situação de saúde apresentado no Brasil atualmente e EXPLI...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 

Modalidade do verbo

  • 1. Modalidade do verbo Modalidade Valores Exemplos 1(Epistémico -relativo ao conhecimento e à crença) Modalidade epistémica 1. Valor de certeza Eu ganhei a aposta. 2. Valor de possibilidade / dúvida Talvez os alunos façam este exercício. Pode ser que o Benfica seja campeão. 3. Valor de probabilidade Os alunos devem ter feito o trabalho. . Provavelmente vai chover. . Deve ter chovido. Modalidade deôntica 1. Valor de obrigação / proibição: o Devem estar calados nas aulas. É proibido fumar. locutor impõe ou proíbe aquilo que expressa no seu enunciado. 2. Valor de permissão: o locutor . Podes sentar-te aí. . Se já fizeste o TPC, podes sair. autoriza a situação por si expressa. 3 Modalidade apreciativa: o locutor exprime um juízo de valor (positivo ou negativo) acerca do que enuncia. . Fiquei aborrecido com o que me disseste. . Felizmente estamos todos bem . Lamento que te tivessem roubado o relógio. Aspeto do Verbo A Aspeto gramatical -Valor aspetual construído através da combinação entre a informação dada pelo aspeto lexical e o valor dos tempos verbais, de verbos auxiliares, de estruturas de quantificação, de tipos de nomes (contáveis/ não contáveis), ou de modificadores. A Aspeto perfetivo- A ação enunciada pelo verbo está concluída. O Rui já se vestiu. Aspeto imperfetivo - A ação é apresentada como algo que se prolonga, uma ação que ainda não está concluída. O Sol subia no horizonte. Aspeto genérico- Com o aspeto genérico refere-se uma pluralidade de situações, encaradas como verdadeiras e atemporais. Uma andorinha não faz a Primavera. Aspeto habitual- O complexo verbal implica a ideia A Primavera costuma chegar anunciada por um
  • 2. de que a ação se sucede durante um período de tempo ou como algo habitual. tempo mais quente. Habitualmente, tomo café depois do almoço. (dimensão habitual da ação é reforçada pelo uso de advérbios -sempre, habitualmente) Aspeto interativo- expressa ações repetitivas. O Manuel tem-se levantado cedo ultimamente. Aspeto pontual/ durativo Cheguei às cinco da tarde. Estive à tua espera durante duas horas. Aspeto lexical -Valor aspetual expresso pelo significado de uma palavra ou conjuntos de palavras ou expressões do enunciado que apontam para determinadas características semânticas. (O aspeto lexical pode ser alterado em função do contexto gramatical em que a palavra ocorre.) situações estativas O João sabe francês. eventos durativos O João escreveu um livro. eventos não durativos O João espirrou. .